A Turma da Mônica incentiva ideologia de gênero com a Mônica no corpo de menino?

78
89505
Estaria a Mauricio de Sousa Produções incentivando a ideologia de gênero em cenas com a Mônica em um corpo de menino? (reprodução/Facebook)

Será verdade que a Turma da Mônica está incentivando a ideologia de gênero em desenhos com a Mônica pelada, mas com um corpo de menino?

As imagens surgiram no Facebook na última semana de fevereiro de 2017 e mostram uma cena em que a personagem Mônica aparece saindo do banho. O que chama a atenção no desenho é que a menina está desenhada com a toalha aberta, mostrando um pênis no lugar da sua vagina!

Muitas publicações indignadas nas redes sociais pedem o boicote às histórias desse gibi infantil, além dos desenhos animados da Turma criada por Mauricio de Sousa, mas será que isso é verdade mesmo?

Será que a Mauricio de Sousa Produções está tentando forçar a ideologia de gênero nas crianças de todo o Brasil através de seus desenhos?

Estaria a Mauricio de Sousa Produções incentivando a ideologia de gênero em cenas com a Mônica em um corpo de menino? (reprodução/Facebook)

Verdade ou farsa?

A imagem é real, mas a história espalhada com ela é falsa!

O desenho em questão foi retirado do episódio “O Mônico”, de 1997. Podemos ver, aos 6 minutos do desenho que quem fica sem roupa, na verdade, é o Cebolinha e não a Mônica:

Na história, o personagem Cebolinha procura seu amigo inventor Franjinha para que, juntos, consigam dar uma melhorada no pouco cabelo que tem. Franjinha lhe dá uma fórmula desenvolvida por ele e o que o garoto que troca o “R” pelo “L” não esperava é que os novos fios de cabelo fortalecidos do Cebolinha o deixariam com a cara da Mônica!

A Turma da Mônica incentiva a ideologia de gênero?

Em todas as entrevistas que dá onde surgem perguntas como essa, Mauricio de Sousa afirma que orienta seus roteiristas que evitem assuntos polêmicos e politicamente incorretos. Em uma entrevista dada pelo criador da Turma da Mônica ao site Omelete em novembro de 2017, Mauricio disse que – apesar de não gostar do “sistema de vigilância” que existe atualmente, acha melhor que a editora não levante bandeiras:  

“Eu sempre oriento que evitem assuntos polêmicos e politicamente incorretos. Não que eu adore o sistema de vigilância que existe atualmente, mas os costumes mudam, e os personagens têm que acompanhá-los. No entanto, não devemos levantar bandeiras. Temos que pegar a bandeira que está passando. Me cobram muito: onde estão os personagens gays? Eu respondo: estão esperando o momento em que serão vistos com naturalidade pela sociedade. Eu não quero me adiantar, mas também não quero perder o bonde.”, disse o empresário!

Conclusão

A imagem que se espalhou pela web é de uma cena de um desenho animado da Turma da Mônica de 1997, mas quem aparece sem a toalha é o Cebolinha. Na história, ele havia passado gel no cabelo (que havia sido modificado graças a uma fórmula criada pelo Franjinha) e acabou ficando a cara da Mônica!   

78 COMMENTS

  1. Que absurdo, que falta do que fazer, assim que vi a imagem do desenho, lembrei da história, que aquele era o cebolinha, como é que inventam um boato desse!?

      • Porque então colocar ele nu?
        Porque estava no contexto da história.
        Tem certeza que não existe mesmo alusão à ideologia de gênero?
        Sim, absoluta.
        Eu não acredito.
        Crenças são irrelevantes.
        Vergonha.
        Vergonha é o que você acaba de passar ao comentar aqui.

        • Querer impor esta ideologia de gênero à criancinhas é típico desta esquerda miserável e repugnante. Querer convencer que aquela figura era do Cebolinha com gel nos cabelos é de uma estupidez insana. A esquerdopatia é uma patologia que pulveriza o cérebro levando o atingido a mentir compulsivamente tornando-o um mitômano, um trilobite, um merda.

          • Que eu saiba Mauricio de Souza está alinhado a Bolsonaro até com Min Damares ele aparece toda ! hora ! acorda ! polarização de merda!

          • Querer impor esta ideologia de gênero à criancinhas é típico desta esquerda miserável e repugnante.
            Concordo. Por isso que a historinha não tem NADA a ver com ideologia de gênero. Aprenda a interpretar textos, mula.
            Querer convencer que aquela figura era do Cebolinha com gel nos cabelos é de uma estupidez insana.
            Estupidez é entrar aqui e alegar que é estupidez baseado em UM quadrinho, sem ler a história completa. Isso é estupidez insana.
            A esquerdopatia é uma patologia que pulveriza o cérebro levando o atingido a mentir compulsivamente tornando-o um mitômano, um trilobite, um merda.
            A direitontice é uma patologia daqueles que não possuem cérebro, e enxergam sexualidade em tudo quanto é cato, em uma clara projeção das próprias perversões. Tarados enrustidos, safados, sem-vergonhas, travestidos de “pessoas de bem”. Eu explico.

  2. Era so o que faltava,um desenho q a decadas acompanham a vida de criancas e adolecentes agora levantar bandeira dessa tal ideologia de genero afff…

  3. DIANTE DESSE FATO…A MINHA FILHA DE 3 ANOS NÃO IRÁ MAIS ASSISTIR O DESENHO DA TURMA DA MÔNICA.
    E OLHA QUE EU ENSENTIVAVÁ ELA..E ELA GOSTA DO DESENHO…
    MAIS VOU TIRAR DO TABLET DELA.
    NÃO SOU HOMOFÓBICA….MAIS SIRVO AO DEUS QUE PREGA PELA CONSTITUIÇÃO DE UMA FAMÍLIA QUE É FORMADA ENTRE HOMEM E MULHER.

  4. Que inocencia…vcs acham que a explicação dele me convenceu?? Só os bobos acreditam, já estavam abrindo as portas para o que queriam no futuro…me engana que eu gosto kkk

  5. primeiro que esse não é a Mônica, quem acompanha sabe que esse é o cebolinha quando usa uma invenção do franginha pra fazer o cabelo crescer, primeiro assistam e depois falem algo, geração do mimimi prfr neh, falta do que fazer

  6. TRiste pois perderá muitos leitores de suas revistinhas e de desenhos pois as crianças daqui não mais assistiram esses desenhos , gostava muito, até nós tios avós e mães assistia-mos mais agora acabou.

  7. A imagem fala por si só! Até explicar pra uma criança que galho não é bugalho já se passaram mil situaçãoes na cabeça de criança. Desnecessário o Nu no desenho, a roupa do Cebolinha o identificaria já que no caso i rosto é da Mônica. Há sim uma segunda intenção de deturpar e enfiar guela a baixo a ideologia de Gênero. Se nós adultos nos confudidos, imagine as crianças. Como diz o ditado “pra quem sabe ler, um pingo é letra.

    • Seu comentário é um absurdo sem fim.
      Primeiro que esse desenho foi feito em 1997, muito antes dessa porra de ideologia de gênero.
      E segundo, confundir o que? Você assistiu o episódio? Ele deixa claro o tempo todo que aquele é o Cebolinha. Eu lembro ter assistido quando criança e não fiquei confuso porcaria nenhuma.
      Sério vai tratar essa esquizofrenia que cê tem

  8. De qualquer maneira, ficou subentendido. Uma criança de mais idade pode até entender a trama, roteiro de um desenho animado, mas uma de três, quatro anos, não. É hoje com essa ideologia de gêneros tão escancarada, por assim dizer, o desenho é fatidicamente ligado ao movimento. Mas, cada um que cuide da educação de seus filhos.

  9. Querer impor esta ideologia de gênero à criancinhas é típico desta esquerda miserável e repugnante. Querer convencer que aquela figura era do Cebolinha com gel nos cabelos é de uma estupidez insana. A esquerdopatia é uma patologia que pulveriza o cérebro levando o atingido a mentir compulsivamente tornando-o um mitômano, um trilobite, um merda.

    • Querer impor esta ideologia de gênero à criancinhas é típico desta esquerda miserável e repugnante.
      Concordo. Por isso que a historinha não tem NADA a ver com ideologia de gênero. Aprenda a interpretar textos, mula.
      Querer convencer que aquela figura era do Cebolinha com gel nos cabelos é de uma estupidez insana.
      Estupidez é entrar aqui e alegar que é estupidez baseado em UM quadrinho, sem ler a história completa. Isso é estupidez insana.
      A esquerdopatia é uma patologia que pulveriza o cérebro levando o atingido a mentir compulsivamente tornando-o um mitômano, um trilobite, um merda.
      A direitontice é uma patologia daqueles que não possuem cérebro, e enxergam sexualidade em tudo quanto é cato, em uma clara projeção das próprias perversões. Tarados enrustidos, safados, sem-vergonhas, travestidos de “pessoas de bem”. Eu explico.

  10. Podem até dizer que não fazem alusões a questão de gêneros, mas achei totalmente desnecessário esse tipo de desenho, não tenho fobia a nada nem sou preconceituosa, mas isso ao meu ver é uma ” leitura entrelinhas” desn cessário para uma criança assistir.

  11. Por mais que inventem uma desculpa de uma história de Cebolinha com gel no cabelo bla bla bla, a intenção do roteirista foi inserir a ideia visual de uma menina com o órgão masculino. Não venham com desculpas esfarrapadas pra justificar o que é óbvio. Pode ser de 1997,mas a cultura ideológica esquerdista vem agindo na surdina até bem antes disso.

  12. Concordo que é a notícia é falsa mas…Bem-vindos ao Novo Normal !!! É aquela história ! Todos temos o livre arbítrio de assistir o que quiser! Se vc quer levar um leão pra sua casa leve. se ele devorar vc problema é seu, mas não venha querer solta lo na rua para entrar na minha !!

  13. Eu posso até entender a explicação. Mas esse desenho não foi feito p adulto. E quando uma criança de 5 anos assiste o desenho ele vê a Mônica não o cebolinha. Deram mole mesmo.

  14. Falou um monte e esclareceu pouco: A imagem da Mônica ou Monico com pinto é real? Se for, está sim instigando a sexualidade das crianças e deturpando a inocência dos mesmos.

  15. Me engana, que eu gosto. A história é desnecessária, mistura os gêneros e cria confusão na cabeça das crianças. Talvez não seja ideia do Maurício, mas pode apostar. Quem fez isto não o fez ao acaso.

  16. quem engoliu essa ? , Me polpe , o roteirista faz isso e com a mente das crianças de hoje que estão cada vez mais inteligentes isso cria na mente da criança um questionamento sobre sexualidade, o autor fez com segundas intenções.

    • Não existe isso de “confundir” a criança quando se tem um bom relacionamento com os filhos! Basta conversar abertamente com as crianças sobre o mundo (sempre com respeito). Converso com o meu filho desde pequeno e sempre o ensinei a respeitar as diferenças. Ninguém vira gay apenas vendo um gay. Ninguém resolve mudar de gênero apenas por ver um homem vestido de mulher ou vice-versa.

      • Existe sim, os pais podem ensinar ensinar algo para os filhos e as propagandas ensinarem outra e isso cria confusão na mente, isso foi algo que diversos psicólogos me falaram e para outras pessoas do meu convívio, e isso tem o mesmo efeito ate a adolescência
        Não existe essa de “conversar abertamente sobre o mundo” pq “o mundo” não pode fazer parte da criação q alguns os pais querem, logo vc está impondo a sua criação como a única correta
        Respeitar é diferente de aceitar, ninguém é obrigado a aceitar nada, principalmente algo relacionando q vai contra oq muitas pessoas acreditam, e sim, é possível ter sua “sexualidade” influenciada com as coisas que a sociedade impõe, a moral está em constante mudança e o que é proibido hj, daqui a alguns anos pode ser aceitável e levar a uma influencia mental na sociedade, é só avaliar a moral dos tempos romanos e cananeus historicamente
        E sim, uma pessoa resolve mudar de gênero por influencia dos outros (sociedade), até pq se não existe diferença entre homem e mulher e q órgão sexual não define o gênero da pessoa, como a sociedade atual afirma, então oq leva uma pessoa a mudar de gênero se não a imposição dos outros ? é por isso q existe um grande numero de pessoas q passaram por mudança de gênero e se arrependeram

      • Existe sim, os pais podem ensinar ensinar algo para os filhos e as propagandas ensinarem outra e isso cria confusão na mente, isso foi algo que diversos psicólogos me falaram e para outras pessoas do meu convívio, e isso tem o mesmo efeito ate a adolescência
        Não existe essa de “conversar abertamente sobre o mundo” pq “o mundo” não pode fazer parte da criação q alguns os pais querem, logo vc está impondo a sua criação como a única correta
        Respeitar é diferente de aceitar, ninguém é obrigado a aceitar nada, principalmente algo relacionando q vai contra oq muitas pessoas acreditam, e sim, é possível ter sua “sexualidade” influenciada com as coisas que a sociedade impõe, a moral está em constante mudança e o que é proibido hj, daqui a alguns anos pode ser aceitável e levar a uma influencia mental na sociedade, é só avaliar a moral dos tempos romanos e cananeus historicamente
        E sim, uma pessoa resolve mudar de gênero por influencia dos outros (sociedade), até pq se não existe diferença entre homem e mulher e q órgão sexual não define o gênero da pessoa, como a sociedade atual afirma, então oq leva uma pessoa a mudar de gênero se não a imposição dos outros ? é por isso q existe um grande numero de pessoas q passaram por mudança de gênero e se arrependeram…

      • Um bom relacionamento com os filhos somente, não resolve. A menos que você os esteja criando numa fazenda, longe de qualquer cidade grande e praticando “homeschooling”. A televisão, a internet, a escola e a sociedade exercem influência sobre as crianças, você querendo ou não. Se uma criança cresce vendo pessoas fumando e bebendo, por exemplo, ela não vira fumante nem alcoólatra no mesmo dia. Mas ela começa a achar isso normal. E na adolescência haverá a pressão do grupo. E já sabemos como isso pode terminar. Se uma criança cresce no meio de índios, ela vai achar normal andar nua ou seminua. Se uma criança cresce num país islâmico, ela vai achar normal ver todas as mulheres com véu e pode até estranhar se ver uma mulher sem véu. E ela nem precisa ser muçulmana para isso, basta crescer lá. O ambiente exerce grande influência sobre o indivíduo. Conversar abertamente sobre tudo e com respeito é importante, porém tudo tem a idade certa. Você não vai levar uma criança de 8 anos, por exemplo, para a autoescola a fim de que ela tire a carteira da habilitação, não é verdade? E não podemos ser hipócritas, no devido tempo, temos que ensinar sobre tudo mesmo, não só o que nos convém. Inclusive o fato que em diversos países islâmicos os homossexuais podem ser condenados à morte, por exemplo. Faz parte da cultura islâmica. Afinal, temos que respeitar as diferenças e precisamos conviver sem preconceitos com os nossos irmãos muçulmanos, pois temos cerca de 1,9 bilhões de muçulmanos no mundo, ou seja, quase 25% da população mundial. Ninguém gostaria de um dia ser processado por um vizinho muçulmano por islamofobia, não é mesmo?

      • Você nunca deve ter lido Albert Bandeira : “A aprendizagem social traduz-se na capacidade de reproduzir um comportamento observado. Este tipo de aprendizagem distingue-se de outros tipos de aprendizagem por assentar na imitação e, portanto, no fato de que sem ela tais comportamentos dificilmente seriam apreendidos.[1]”

        “Teoria da Aprendizagem social
        A Teoria da aprendizagem social, também conhecida como Teoria Social Cognitiva, proposta por Albert Bandura, é considerada uma extensão do condicionamento operante, aplicado com esses termos por muitos pesquisadores e profissionais. O conceito baseia-se na premissa de que a Aprendizagem pode ocorrer por meio de experiências diretas, isto é, através de experiências e modelos de observação do comportamento de outros indivíduos e das recompensas que estes recebem.[2]”

        https://pt.wikipedia.org/wiki/Aprendizagem_social

      • Dizer que basta conversar e ser presente com os filhos, não justifica ter uma filha de 10 anos vendo pênis em um desenho animado infantil!

        • Por que não? A anatomia humana deveria ser vista com naturalidade. Ao meu ver, se ele tivesse ereto poderia ter uma conotação sexual, mas do jeito mostrado não tem problema nenhum. É claro que essa é uma opinião minha e cada um cria como achar melhor seus filhos.

          • Exatamente, cada um cria e cuida dos filhos da forma que achar melhor, então é totalmente dispensável esse tipo de doutrina, que deveria passar por uma aprovação dos pais antes de exibir. Acho que vale a pena rever os conceitos do que é normal e do que é nocivo. Pra quê envolver crianças nesse mundo, deixem as crianças em paz.

    • Dizer que basta conversar e ser presente com os filhos, não justifica ter uma filha de 10 anos vendo pênis em um desenho animado infantil! Deixem as crianças em paz!

  17. Uma imagem vale mais que mil palavras. Não importa a “desculpa”, que é fulano, cicrano, etc. Na imagem vemos um rosto de menina, da Mônica no caso (mesmo que não seja ela), com um órgão genital masculino. Imagem totalmente desnecessária. Estão claras as “segundas intenções” (influenciar, manipular a mente/sexualidade das crianças).

  18. Esta tudo errado nesse mundo. Estão dando espaço e incentivo demais para estes grupos infames de LGBT. Mas na hora certa Deus puxa a corda de novo. Logo aparecerá um vírus que afetarão estas pessoas pior do que o HIV. Se Deus fosse a favor disso não teria acabado com Sadoma e Gomorra.

  19. SR. AUTOR DO ARTIGO. O SR FEZ UM GRANDE MALABARISMO PRA TENTAR PASSAR PANO PARA IDEOLOGIA DE GÊNERO, MAS SAIBA QUE NÃO COLOU.O DESENHO É PARA CRIANÇAS, E NÃO PARA ADULTOS MALABARISTAS. ALÍ, PARA QUALQUER UM Q VEJA, É A MÔNICA MOSTRANDO O PINTO. PONTO! DECADÊNCIA TOTAL E DISTORÇÃO DA TURMA DA MÔNICA! NUM PRÓXIMO EPISÓDIO , SERÁ Q A MÔNICA MOSTRARÁ A VAGINA!??? SURREAL!

  20. Então o episódio apresentou sim, a Mônica com um pênis. Façam isso com os seus filhos. Ideologia de gênero é um crime, quando para crianças. Deixem as crianças serem crianças!

  21. Dizer que basta conversar e ser presente com os filhos, não justifica ter uma filha de 10 anos vendo pênis em um desenho animado infantil!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here