Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Bolsonaro copiou o slogan de campanha de Fernando Collor?

Falso

Bolsonaro copiou o slogan de campanha de Fernando Collor?

Bolsonaro copiou o slogan de campanha de Fernando Collor?

É verdade que Jair Bolsonaro copiou o slogan “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos” da campanha de Fernando Collor de Mello?

A imagem com um santinho do então candidato à Presidência da República, Fernando Collor de Mello, começou a se espalhar através de grupos do WhatsApp na primeira quinzena de março de 2019, voltando a ser compartilhada nas redes sociais na segunda metade de maio do mesmo ano.

Nela podemos ver uma foto de uma propaganda do então candidato nas eleições presidenciais de 1989 com os dizeres “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos” e o texto que a acompanha dá a entender que Jair Bolsonaro teria copiado esse slogan em sua campanha, em 2018.

Será que isso é verdade mesmo? O slogan de campanha de Collor é o mesmo de Jair Bolsonaro?

Bolsonaro copiou o slogan de campanha de Fernando Collor? (foto: reprodução/WhatsApp)

Verdade ou mentira?

A imagem é falsa! O slogan usado por Fernando Collor durante sua campanha à Presidência, em 1989 foi “Vamos Construir um Brasil Novo”, como podemos ver na imagem abaixo:

Foto: Reprodução/Mercado Livre)

Podemos ver outra versão da propaganda eleitoral de Collor à venda no Mercado Livre:

Reprodução/Mercado Livre

Abaixo, compare a original com a montagem:

Entre em contato com o E-farsas via WhatsApp: (11) 96075-5663

O vídeo abaixo é do primeiro programa eleitoral do segundo turno das eleições de 1989. Nos últimos segundos, Collor repete seu slogan “Vamos Construir um Brasil Novo“:

Origem do slogan de Bolsonaro

O slogan “Brasil acima de tudo, Deus acima de todossurgiu de um grupo de paraquedistas brasileiro surgido no final dos anos de 1960. O grupo chamado Centelha Nativista era da Brigada de Infantaria Paraquedista do Exército e Jair Bolsonaro foi paraquedista em sua trajetória militar, assim como o seu vice, o general da reserva Hamilton Mourão:

Jair Bolsonaro durante treinamento na Brigada Paraquedista, nos anos 1980 (foto: reprodução/Google Images)

Em um artigo publicado pela Universidade de São Paulo chamado “Breve História dos Slogans Políticos nas Eleições do Brasil Republicano”, o Pós-Doutor em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense/RJ, Adolpho Queiroz e o Mestre em Comunicação pela Universidade Metodista de São Paulo, Carlos Manhanelli apuraram que somente um candidato usou a palavra “Deus” em um slogan de campanha antes de Jair Bolsonaro:

Foi Ademar de Barros, ex-governador, quem utilizou o slogan “Fé em Deus, Pé na Tábua” durante sua campanha. Em 2014, um livro com esse título foi lançado contando um pouco da vida desse político.

Conclusão

Jair Bolsonaro não copiou o slogan de campanha de Fernando Collor de Mello!

Continue lendo
7 Comentários

7 Comments

  1. ALEXANDRE DO NASCIMENTO MENDES

    23 de maio de 2019 em 4:03

    “Jair Bolsonaro foi paraquedista em sua trajetória militar, assim como o seu vice, o general da reserva Hamilton Mourão” Tem um Erro ai Gilmar… Mourão não é Pqd e sim Artilheiro acontece, que ele como muitos militares tem o curso de básico de salto e de mestre de saldo fazendo cm que ele possa ostentar oSimbolop de paraquedista em sua farda (assim como o caso do policial ‘da swat” que conduziu Lula. Mourão não serviu em unidade paraquesidta tendo sido Comandante Militar do sul que por ter um regimento de Cavalaria no comando faz com que muitos pensem também que ele é Cavalariano!

    • Gilmar Lopes

      23 de maio de 2019 em 10:03

      Copiei o texto do jornal que está no link! Obrigado pela correção!

  2. Pedro Lucio Ribeiro

    23 de maio de 2019 em 9:48

    …mas, Bolsonaro está indo pelo mesmo caminho de Collor com as rusguinhas entre o Poder Executivo e o Poder Legislativo. Só espero que não acabe como o Collor.

    • Gilmar Lopes

      23 de maio de 2019 em 10:02

      O presidente está perdendo muito dos apoios que ele teve durante as eleições! Collor também foi nesse mesmo caminho e, sem base, acabou sofrendo impeachment!

  3. Lusafi

    23 de maio de 2019 em 19:40

    Sem as reformas que estão no congresso, o ministro da economia não saberá com quanto dinheiro poderá dispor para investimentos do governo. Existe o rito da República….e a maioria dos que aqui escreve, fazem questão de ignorar isso. Intencionalmente ou não. É o bê-á-bá do Congresso. Tente cronometrar quanto tempo a oposição toma das votações com suas intervenções e discussões…tudo isso leva ao retardamento da análise e posterior votação dos projetos. Essa é a cartilha para derrubar presidente….tem mais coisas, como induzir o presidente para as pedaladas…e cair na armadilha do impeachmente.

    • ELENAOMEREPRESENTA

      24 de maio de 2019 em 9:42

      Não precisa de nada disso, o presidente por si só é imbecil o suficiente pra cair sozinho. É a velha história da tartaruga no alto de uma árvore.
      #ELENAO

  4. Marcelo

    15 de junho de 2019 em 16:07

    O Collor mencionando Deus? O cara que fazia ritual com bodes? Já esperava ser fake ahuahuahuahauha

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Topo