Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Bomba! O HIV é um vírus inofensivo e não transmite a AIDS!

Conspirações

Bomba! O HIV é um vírus inofensivo e não transmite a AIDS!

Texto afirma que o doutor Peter Duesberg virou “persona non grata” para a indústria da AIDS depois de provar que o HIV não transmite a doença! Será?

A notícia circula na web há anos e fala da incrível descoberta de um pesquisador ganhador de um prêmio Nobel. De acordo com o artigo, o doutor Peter Duesberg teria causado polêmica ao afirmar que o HIV seria um vírus inofensivo e que não transmite a AIDS!

O texto ainda afirma que depois da divulgação da sua descoberta, o doutor Duesberg teria sido declarado “persona non grata” pela indústria farmacêutica, pois – segundo ele – o coquetel de remédios usados por pacientes soropositivos só serve para deixar as pessoas mais doentes!

Será que isso é verdade?

Doutor Peter Duesberg afirma que o HIV não transmite a AIDS! Verdadeiro ou falso? (foto: Reprodução)

Doutor Peter Duesberg afirma que o HIV não transmite a AIDS! Verdadeiro ou falso? (foto: Reprodução)

Verdadeiro ou falso?

Peter Duesberg nasceu na Alemanha, é professor de biologia molecular e celular na Universidade da Califórnia e é Ph.D em química pela Universidade de Frankfurt. É importante ressaltar que ele nunca ganhou nenhum prêmio Nobel, como é afirmado nas diversas versões do texto que circulam pela web!

Desde 1987 ele é o principal defensor da ideia absurda (e que é rejeitada por todos os grandes grupos de pesquisa em AIDS do mundo todo) de que o vírus HIV é inofensivo e que as drogas usadas no tratamento da AIDS são mais perigosas que o vírus.

A Hipótese de Duesberg

No final de 1987, o doutor Peter formulou a hipótese de que o HIV seria inofensivo e que os pacientes diagnosticados com AIDS estavam ficando doentes por causa do excesso de remédios ministrados pelos médicos. Para chegar essa hipótese, Duesberg fez uma correlação estatística entre a diminuição no consumo de drogas recreativas e a aparente   redução de casos de AIDS no mesmo período. Além disso, o doutor também apontava que o tratamento da AIDS com drogas como AZT poderia ser mais perigoso que o uso de drogas como a heroína e cocaína.

A Hipótese de Duesberg caiu em descrédito pouco tempo depois, visto que o HIV devastou (e continua devastando) populações no mundo todo (na África do Sul, por exemplo!). Além disso, alguns argumentos defendidos por Duesberg podem facilmente (e foram) refutados como, por exemplo:

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

  • O doutor diz que a causa da infecção são as drogas antirretrovirais e recreacionais, mas não explica o surgimento da doença em pessoas que jamais usaram drogas e/ou nos indivíduos que ainda não foram tratados com o coquetel de remédios.
  • O vírus HIV atualmente é conhecido a nível molecular e genômico e as drogas atuais agem sobre o vírus em diversas fases do seu desenvolvimento, conseguindo – na maioria dos casos – reverter a imunodepressão
  • Ao contrário do que afirma o doutor Duesberg (que disse em entrevista que o jogador de basquete Magic Johnson era saudável porque há 10 anos não toma medicamentos anti-HIV), em 2013 o próprio jogador disse – em Los Angeles – que as 30 drogas que ele toma estão disponíveis pra todo mundo.
  • O jornal The Guardian conta a história da  britânica Keri Stokely, uma jovem de 29 anos que foi tratada após ser diagnosticada com AIDS por 11 anos com coquetel de drogas e que parou com o tratamento após assistir a um vídeo onde a teoria do doutor Duesberg era citada. Ela morreu quatro anos mais tarde!  
  • Peter Duesberg nunca provou nada em relação ao vírus HIV não transmitir AIDS. Sua hipótese se baseia apenas em dados estatísticos que foram refutados incansavelmente
  • Não há nenhuma publicação científica de renome apoiando a Hipótese de Duesberg

Tentativa de 2012

Em 05 de janeiro de 2012, a revista Nature (uma das mais respeitadas do meio acadêmico no mundo) publicou uma nota refutando um novo artigo de Peter Duesberg e alertando para o potencial perigo que afirmações como as propostas pelo doutor possam causar na população. De acordo com a Nature, o manuscrito de Duesberg foi examinado por dois revisores, sendo um deles o editor-chefe da revista, Paolo Romagnoli, especialista em anatomia celular da Universidade de Florença, Itália, e já havia sido refutado anos antes (em 2009), pouco depois de ser publicada e retirada logo em seguida por causa de inúmeros protestos!

Força aqui no Brasil

Essa história parece ter ganhado força no Brasil no final de 2013, após a publicação em alguns blogs de renome, como o Blog do Bob entre outros. No entanto, em outubro de 2000 (13 anos antes) essa teoria descabida do doutor Duesberg já havia sido tema de uma revista que (na época) possuía grande peso na divulgação científica brasileira, a Super Interessante. Na ocasião, a revista chegou a entrevistar o dr. Peter Duesberg, mas percebeu tardiamente que havia errado ao dar tanta atenção ao doutor e que as teses apresentadas por ele já haviam caído em descrédito!

Trecho do pedido de desculpas publicado no site da revista Super Interessante

Trecho do pedido de desculpas publicado no site da revista Super Interessante

 

Ainda, o trecho do texto que afirma que o doutor agora é “persona non grata” pela indústria farmacêutica não dá provas de quando e onde ele teria adquirido tal título. Como a notícia parece ser bem antiga (não é datada), dá a entender que o assunto é recente. no entanto, como podemos ver, essa história circula aqui no Brasil desde o final de 2000. Com certeza, voltará a circular nos próximos anos.

No texto que reapareceu em 2013, o autor parece ter se enganado ao afirmar que o HIV teria sido descoberto em 1938. Na verdade, o vírus da AIDS foi descoberto em 1983 e esse pequeno erro de digitação parece pouco, mas se não fosse corrigido daria a impressão de que o HIV estaria solto por aí há décadas sem “causar” AIDS nas pessoas.

Conclusão

É de conhecimento mundial e provado cientificamente que o vírus HIV é o responsável pela Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA ou AIDS, no inglês). Parar com o tratamento é burrice e pode agravar a doença! CUIDADO!

Continue lendo
62 Comentários

62 Comments

  1. Walter

    6 de maio de 2014 em 9:18

    O uso de termos “ideia absurda” e “Parar com o tratamento é burrice” mostra uma tendenciosa falta de isenção, e opção pela ideia dominante. Sugiro que o site seja mais cuidadoso com a linguagem para não comprometer a sua consolidada credibilidade.

    • Gilmar Lopes

      6 de maio de 2014 em 9:53

      A ideia é absurda, criminosa e quem acredita nisso é burro! Desculpa, mas não podemos ficar neutros numa situação dessas! Imagina só a quantidade de gente que acreditou nisso e parou com os tratamentos?

      • karry

        1 de junho de 2014 em 0:52

        Eu parei com a medicação a 8 anos e levo uma vida ótima, o remédio tem efeitos devastadores, por isso decidi nunca mais toma-lo, portanto, cuidado com o que você fala, eu posso dizer porque vivo com isso, porém isso nunca me fez nenhum mal, e BURRO é aquele que fala sem ao menos conhecer a vida de um soropositivo de perto, sim o HIV é INOFENSIVO !

        • Piter

          9 de junho de 2016 em 18:34

          Quais medicamentos vc tomava? e como e pq resolveu parar o tratamento?

        • Eu™

          10 de junho de 2016 em 9:04

          Prove que você é HIV positivo e que não está tomando nenhum remédio, duvido.

          • fabio

            5 de julho de 2017 em 5:57

            Quer meu endereço? Sou sim desde 2013 e nem aspirina eu tomo Owa…Se fosse você eu ja tava é morto 🙂

          • Eu™

            5 de julho de 2017 em 10:00

            Não quero seu endereço. Quero que você prove que você é HIV positivo e que não está tomando nenhum remédio. Só isso.

        • Paulo

          2 de fevereiro de 2017 em 20:13

          Parabens por não acreditar em tudo que sai na imprensa paga

          • Eu™

            3 de fevereiro de 2017 em 8:15

            Vai estudar, analfabeto.

      • Jeremias

        20 de janeiro de 2015 em 15:37

        belas palavras do karry: esse povo que fala sem conhecer a vida de um soropositivo ou é burro ou é mal-intencionado… só mesmo sendo portador do vírus pra saber que ele é inofensivo, que ele hoje perdeu as forças que tinha quando foi criado… eu nunca tomei nenhum dos remédios do coquetel, pois li muito na internet dos prejuízos que causam a longo prazo nas pessoas… e como o karry diz, minha saúde também está ótima.

        • FABIO

          26 de julho de 2015 em 0:50

          FAÇO TRATAMENTO, LI MUITO SOBRE ISSO E AQUI VI QUE VC PAROU DE FAZER USO DOS MEDICAMENTOS. QUERIA PODER CONVERSAR COM VC. TERIA COMO ENTRAR EM CONTATO CONTIGO? DESDE JÁ AGRADEÇO

      • Crf

        12 de junho de 2019 em 13:19

        Eu vi o vídeo do descobridor da AiDs. Ele disse que em primeiro lugar ele descobriu no oriente médio e não na Africa, que após anos se pesquisa concluiu que era uma doença pertinente a pessoas que estavam em situação de vulnebilidade física debilitada por motivos que faziam o corpo ter baixa imunibilidade. Que a pessoa se curava e voltava a ficar doente como uma gripe se tivesse fraca ou debilitada as defesas do corpo caem o que reduz a taxa de leucócitos. Dr. Gallo é assim que ele é conhecido. As industrias farmaceuticas distorceram sua pesquisa e utilizaram no coquetel o AZT que destroe a célula e era utilizada no câncer. Por isso, vemos pessoas bem que fazem o teste começam o tratamento e acabam morrendo. Até hoje este suposto virús nunca foi isolado talvez pq ele nao exista, qualquer pode nascer com baixa imunidade ou imunodeficiêmncia e o teste localizar estas proteínas que necesaariamente nao tem ligaçao com HIV ou seja o próprio teste é teórico, até hoje nada de concreto foi provado.

    • Andrei

      6 de maio de 2014 em 10:40

      Mas Walter, o e-farsas se caracteriza por apontar as falhas do que rola na internet. Se for para ser isento… então para com o site.

      Ótima matéria Gilmar, parabéns.

      • Gilmar Lopes

        6 de maio de 2014 em 10:44

        \o/

    • Luiz Gustavo Kiesow

      6 de maio de 2014 em 11:48

      Não há por que ser isento ao se falar de casos como esse. É necessário ser assertivo para deixar claro o absurdo. Parabéns pela matéria Gilmar.

    • Odione

      7 de maio de 2014 em 14:41

      Além do mais, o E-Farsas não é um site jornalistico, não tendo essa obrigação de isenção.

      • George

        30 de maio de 2014 em 3:53

        Honestamente…não vou entrar no mérito se é falso ou não … mas, um site que se prontifica a investigar a veracidade de um conteúdo deveria sim manter a isenção ..já que existem estudos feitos por pessoas serias validando e desacreditando o assunto em questão … como e ninguém neste planeta foi dado , ainda , o poder da verdade…o o site e-farsa poderia muito bem se posicionar neutro a obviamente alertando seus leitores que o próprio site não se responsabiliza pelas afirmativas de terceiros … pois se no futuro , se por ventura for provado o que supostamente a maioria cientifica ignora….o e-farsa dará um tiro no pé e tb poderá ser responsabilizada pela morte de alguém que comprou a ideia de continuidade do tratamento … até que se prove definitivamente quem tem razão melhor mesmo é deixar sob responsabilidade do medico de cada um … para que se comprometer na incerteza?

        • Chicão

          1 de setembro de 2017 em 0:29

          Você leu a matéria? O tal “estudo” é meramente estatístico.

  2. Andrei

    6 de maio de 2014 em 10:39

    Esse Peter Duesberg deveria testar sua teoria, infectar-se com o HIV e não tomar o coquetel para ver quanto tempo duraria.

    Um absurdo brincar assim com a vida dos outros.

    Quanto à Super Interessante, sou mais um dos que gostava muito da revista e era assinante, quando fizeram uma série de matérias espirituais, uma por mês, era Buda, Jesus, Alá, sei lá mais o que, cancelei a assinatura, perderam o foco.

    • Chester

      29 de agosto de 2016 em 10:50

      Andrei, o Dr. Robert Willner, por várias vezes em programas de TV na presença de jornalistas e testemunhas, coletou sangue contaminado por HIV positivo e injetou em si mesmo, tudo na hora e na frente das câmeras, para demonstrar que HIV não era causa direta da AIDS. Este médico veio a falecer anos mais tarde por problemas cardíacos sem nunca ter apresentado algum sintoma da AIDS. …Lembre-se, o próprio descobridor do HIV, Luc Montanier, disse que se uma pessoa tiver um sistema imunológico forte, pode evitar a infecção pelo virus e mesmo se livras dele no organismo, tornando=se soro-negativo.

      • Gilmar Lopes

        29 de agosto de 2016 em 10:51

        Vai nessa, não!

        • EDIMAR SANTANA DA SILVA

          15 de dezembro de 2018 em 8:43

          A grande questão, caro Gilmar, é a da inculcação nos meios de veiculação da informaçã de que os cientistas e seus métodos de pesquisa e aferimento de um fenômeno são isentos de falhas ou equívocos. Não sei quando essa certeza ganhou força; até onde sei, e pelo que estudei até hoje as ciências e seus métodos, bem como suas teorias não são 100% certas, pois nada é em absoluto. Penso que se dá o mesmo com essa questão da AIDS ou HIV. Algum desses cientistas já viram este vírus em ação, ou se já o isolaram? Pois veja bem eu tenho 41 anos e nunca vi uma pessoa com essa doença. Vejo muita propaganda e muitos alaridos midiáticos. Mas nunca vi essa massa de asiáticos caindo pelas ruas morrendo de AIDS.

      • REu™voltado

        29 de agosto de 2016 em 11:08

        Arrã. Ô. E água de privada cura Zika, Dengue e Chikungunha. Pode tomar aí sem medo! Passou num programa de TV!

  3. Ariel

    6 de maio de 2014 em 10:43

    E sinceramente,qual seria o interesse em espalhar um HOAX como esse?

    Esse homem fez um trabalho mal feito pra caramba,então não pode ser inocênccia de achar que posso haver alguma verdade.Teriamos um serial killer aqui?

    • Marcos A.

      7 de maio de 2014 em 12:59

      Porque existe uma corrente, e não são poucas pessoas, que acredita que a AIDS é uma invenção da indústria farmacêutica. Outra corrente defende a ideia de que a cura para a AIDS já existe, mas só não foi apresentada porque não seria tão rentável quanto o longo tratamento. Tudo bobagem, mas teorias da conspiração existem para todos os lados.

  4. Dré

    6 de maio de 2014 em 18:26

    Tem um errinho no parágrafo sobre o Magic Johnson, tá escrito “…para o mundo todo mundo” em vez de “para o mundo todo” ou algo assim.

    • Gilmar Lopes

      6 de maio de 2014 em 22:03

      ops! valeu

  5. Alexandre Aguiar

    9 de maio de 2014 em 7:44

    É o tipo de tese que alimenta as tais teorias da conspiração. Coisa de quem deseja aparecer tentando ser diferente. Como disse um comentarista acima, se alguém defende esta hipótese, infecte-se com HIV e viva eternamente.
    A ideia, realmente, é absurda, criminosa e quem acredita nisso é burro!
    Parabéns pelo ótimo artigo.

    • Chester

      29 de agosto de 2016 em 10:52

      o Dr. Robert Willner, por várias vezes em programas de TV na presença de jornalistas e testemunhas, coletou sangue contaminado por HIV positivo e injetou em si mesmo, tudo na hora e na frente das câmeras, para demonstrar que HIV não era causa direta da AIDS. Este médico veio a falecer anos mais tarde por problemas cardíacos sem nunca ter apresentado algum sintoma da AIDS. …Lembre-se, o próprio descobridor do HIV, Luc Montanier, disse que se uma pessoa tiver um sistema imunológico forte, pode evitar a infecção pelo virus e mesmo se livras dele no organismo, tornando=se soro-negativo.

      • REu™voltado

        29 de agosto de 2016 em 12:12

        Ô Peru, faça o teste então! Dá o toba sem camisinha pra um HIV positivo e não toma nada. Vamos ver quanto tempo você dura!

        AHAHAHAHAHAHA

    • Chester

      29 de agosto de 2016 em 10:59

      Um ganhador de Nobel em ciência premiado justamente por um trabalho com vírus é um destes dissidentes. Você o chamaria de burro? Assim como ele, centenas de outros cientistas renomados discordam do Dr. Robert Gallo que, exatamente no dia em que anunciou a descoberta da causa da AIDS em conferencia de imprensa (não por estudo publicado e revisado) patenteou o exame de detecção do HIV, que o deixou bilionário.

      • REu™voltado

        29 de agosto de 2016 em 12:09

        Cara, chega de cholara. Quero ver provas e papers que provam que HIV não causa AIDS.

        Duvido.

      • Paulo

        2 de fevereiro de 2017 em 20:24

        é só um jogo comercial sem ligação com a realidade. Pobre povo que desconhece a própria natureza e cai nesses engôdos como esse, de hiv ser causa da aids,pra vender porcarias.

        • Eu™

          3 de fevereiro de 2017 em 8:16

          Tá, e vai apresentar alguma evidência do que diz ou vai continuar com falácias vazias?

  6. Genilson

    9 de maio de 2014 em 15:57

    A pergunta no início do assunto era se o tal doutor Peter Duesberg teria mesmo dito isso.
    Mas na conclusão, não responde a essa pergunta.
    A conclusão certa seria que ele de fato teria dito isso, mas que está errado, já que os fatos o desmentem.

  7. angela

    16 de julho de 2014 em 8:24

    Houve um monte de dúvidas sobre a cura da aids hiv, eu também estava duvidaram, mas agora eu tenho a acreditar que o milagre que eu recebi também pode ser de grande ajuda para o mundo. Meu nome é Angela meu email é angelafreeeman@ gmail. com Eu vivi com esta doença mortal por mais de um ano, o meu marido descobriu que estávamos ambos HIV positivo. Tentamos por todos os meios para viver nossas vidas, apesar de essa coisa no nosso corpo é somente quando nós tropeçavam este poderoso herbalista que ele retratou cura. No início, estávamos mais cético, mas meu marido insistiu em dar-lhe uma tentativa e pedimos para algumas de suas ervas e algumas semanas após a conclusão do processo devido a este fitoterapeuta, fomos para um teste como também dissemos, nós foram esmagados felicidade quando recebi os resultados na clínica. A taxa de vírus no corpo e caiu dentro de algumas semanas, fomos completamente cicatrizado. Também perguntou por que ele não veio para o mundo que ele tinha a cura e ele disse que fez em 2011, mas foi rejeitada pela equipe de pesquisa internacional. A coisa mais importante é para você ser curado

    • Maycon Cruz

      23 de julho de 2014 em 17:14

      Okay então. Para comprovar a veracidade de seu argumento peço que faça todos os exames necessários sobre a doença, e envie junto com exames feitos no auge da doença a título de comparação.
      Quem é este herbalista? Quais ervas são usadas neste tratamento? Há alguma prova concreta sobre a eficacia destes elementos.

      Show us the data! Senão, nada feito.

  8. Eduardo Duque

    2 de dezembro de 2014 em 15:12

    Karri Stokely (o nome está errado, segundo a mesma fonte citada) parou o tratamento e morreu 4 anos depois.
    Morreu de que? Pneumonia. Ninguém morre de SIDA.
    Sabem quantas pessoas morrem por ano de gripe comum?
    250 a 500 mil segundo a OMS.
    Será que o HIV a matou mesmo?
    E se sim, cada pessoa não tem o direto de se tratar do jeito que quiser?

  9. Cláudio

    17 de abril de 2015 em 15:30

    Vale lembrar que o grupo que querem a reavaliação da hipótese HIV/Aifds, são m,ais de 500 cientistas entre eles dois prêmio nóbeis, e porque a industria da Adis não aceita esse desafio da reavaliação, tivemos dois colegas que escreveram acima que dizer que pararam de tomar os remédios há bastante tempo e suas saúde estão ótimas.

  10. Diogo

    3 de maio de 2015 em 15:18

    Burro é quem tem uma opinião baseada num site como esse sem vinculo com pesquisas cientificas sérias, de uma rede falcatrua, e se deixam levar por informações lançadas pra enganar e colocar medo nas pessoas que não estão por dentro desse “mundo”, aqui abaixo, o vídeo do médico espanhol injetanto sangue contaminado de um paciente em si mesmo na rede de tv aberta da Espanha pra provar que o vírus do HIV é inofensivo ao organismo humano:
    https://www.youtube.com/watch?v=r8JY9_dER3Q

    aqui um rapaz hiv positivo fala sobre seus 10 anos sem medicamentos:
    https://www.youtube.com/watch?v=gpTjjL_qWQs

    É um fato comprovado que HIV não causa a doença chamada AIDS, muitas pessoas inclusive já nascem com imunodeficiencia sem possuir o virus HIV em seus organismos, nem serem filhos de alguém com HIV.

    esses links trazem algumas informações sobre o assunto que os leigos desconhecem em sua completude
    http://www.taps.org.br/Paginas/oaidsartigo07.html
    http://www.umanovaera.com/conspiracoes/Aids.htm

  11. Lucas

    3 de maio de 2015 em 20:55

    Já que é inofensivo, porque ele não se infecta?

  12. Flavio Castelo

    13 de maio de 2015 em 14:00

    Em primeiro lugar, a notícia não é falsa no sentido de que o cara realmente publicou isso. O e-farsas é limitado a esse tipo de apuração e não fez o seu possível nesse caso.

    Sobre os comentários, parece que tem uma galera que compõe a famosa turma do carimbo defendendo isso. Eu não quero pegar o HIV, ninguém quer. Se vocês querem um motivo para trepar sem proteção, saibam que esse ato é crime.

  13. Rodrigo

    17 de maio de 2015 em 11:03

    Peter Duesberg não é o único…
    https://www.youtube.com/watch?v=9uiMNoRa5IE

  14. luiz

    30 de maio de 2015 em 1:55

    Olá pessoal, bem conheço uma pessoa que tem o vírus HIV há mais de 9 anos, e não tomava coquetel nenhum, derrepente ela começou a piorar, já estava no estado terminal do HIV, ( neste caso já é AIDS ),já estava com pneumonia,tuberculose,sífiles,ínguas imensas virilha,embaixo do braço,e outras doenças terminais.Um orgão de Santos,Craids,negou atendimento,e um do infectologistas,mandou ela pedir a cura na igreja CRISTO É RESPOSTA,ficou curada…

  15. luiz

    30 de maio de 2015 em 1:57

    Ol

  16. Tchello

    17 de julho de 2015 em 8:41

    Faz 19 anos que convivo com o hiv. As poucas vezes que desenvolvi doença foi em decortência do uso do medicamento para o tratamento do hiv. Nunca o que os infectologistas diziam como “hipótese clínica” tormou-se realidade. Segundo os exames de CD4/Carga viral eu estou praticamente sem defesas no sistema imunitário, no entanto, não desenvolvo nenhuma patologia relacionada ao quadro de AIDS. E olha que eles fazem terrorismo emocional comigo do qual não afeta-me mais. Pode ser que eu seja uma exceção, porem, depois de tantos anos e de ter visto amigos deformarem pelo uso do medicamento, perderem orgãos vitais como o fígado. os rins e desenvolverem diabetes, cardiopatias, lipodistrofia, doenças mentais dentre outras. acho que tenho algum crédito de confiança no que digo aqui. Eu tenho conhecimento de causa e não faço especulações daquilo que não senti na propria pele. Pessoas morrem todos os dias com as mesmas doenças relacionadas ao hiv sem nunca ter tido diagmostico positivo. O coquetel anti-aids não dá qualidade de vida para o paciente. É uma ctescente de efeitos da intoxicação do organismo por estas drogas. Elas alteram o processo celular, danificam a medula ossea e as funções do sistema imunitario. No demais, isto é uma industria que enriquece laboratorios e medicos. Nós somos tratados como cobaias de laboratorio. Isto é desumano e cruel. E as pessoas fazem dos medicos deuses! Poucos são os medicos com senso de humanidade.

  17. Maro

    9 de setembro de 2015 em 17:04

    Dr Peter Duesberg também fez o mesmo na frente de uma plateia enorme e injetou em si mesmo o vírus. Quanto mais pessoas acreditarem numa mentira mais ela se tornará uma verdade.

  18. Valdecir Barbosa Aguiar

    7 de outubro de 2015 em 21:46

    Eu já curei várias pessoa com essa doença, só que eu tenho medo de morrer pela indústria da aids.

  19. Everton Fontana

    14 de novembro de 2015 em 16:36

    A Sindrome da Imuno Deficiencia Adquirida AIDS ataca o sistema Imunológico das pessoas que têm habitos que fazem com que a imunidade fique baixa ao extremo, uso de bebidas alcoolicas, drogas, alimentação precaria com pouquissimos nutrientes no caso dos africanos. A partir do momento que passam a fazer uso dos coquitéis começam a cavar suas próprias sepulturas. Acordam povo os Iluminatis controlam nossa saúde, alimentação, e através dos trangenicos, dos medicamentos, vacinas estão matando agrande parte da população mundial. A terceira guerra já começou e vocês não notaram ainda, uma guerra silenciosa, na terceira Guerra Mundial a arma é biológica…

  20. Rodrigo Amaro

    10 de fevereiro de 2016 em 12:17

    Tecnicamente, uma pessoa que possui o vírus HIV não necessariamente possui SIDA. Tal estado só é caracterizado quando existe a presença do vírus e outra ação agressiva ao corpo humano. No momento em que uma pessoa possui o HIV tem a presença em seu corpo de um agente agressor, aí sim, ele é considerado com AIDS.

  21. G.P.

    20 de julho de 2016 em 11:51

    Matéria super tendenciosa. Quase todos os pontos do autores são refutáveis.
    Assim como muitos que já comentaram, também parei os remédios, que estavam acabando com minha saúde física e psicológica. Hoje sou uma pessoa saudável e feliz.
    Peter Duesberg não é o único que apresentou evidências do HIV não causar AIDS. O próprio descobridor do HIV, Luc Montagnier, já disse em documentário sobre AIDS que o HIV é um virus inofensivo e sai do corpo naturalmente em poucas semanas em pessoas saudáveis: https://www.youtube.com/watch?v=5O608cuqFhE
    Outros pesquisadores renomados, ganhadores de prêmio Nobel, também são a favor da teoria de Duesberg. Vejam os comentários em um dos livros dele: http://www.duesberg.com/books/pdbinvent.html

    Sugiro não pararem a sua pesquisa por aqui.

  22. carlos

    2 de agosto de 2016 em 13:44

    TOLO SÃO TODOS QUE ACREDITAM QUE O VÍRUS FAZ MAL . ESSE CIENTISTA QUE ENFRENTOU OS SENHORES DO MUNDO ESTA DE PARABÉNS POR ARRISCAR SUA VIDA EM FAVOR DA VERDADE , A OS LABORATÓRIOS ARRECADAM NADA MENOS QUE 6 A 8 BILHÕES DE DÓLARES NÃO É POR ANO MAIS POR DIA GENTE COM ESSA VENDA DE AZT .

  23. Eu™

    2 de agosto de 2016 em 14:24

    >TOLO SÃO TODOS QUE ACREDITAM QUE O VÍRUS FAZ MAL .

    E BURRO é você que além de escrever tudo em CAIXA ALTA, é um analfabeto científico e acredita em teorias da conspiração:

    hypescience.com/estudo-crenca-em-frases-pseudoprofundas-e-teorias-da-conspiracao-sao-ligadas-baixa-inteligencia/

    >ESSE CIENTISTA QUE ENFRENTOU OS SENHORES DO MUNDO ESTA DE PARABÉNS POR ARRISCAR SUA VIDA EM FAVOR DA VERDADE

    Sua bunda deve estar com inveja da sua cabeça, de tanta merda que tem dentro dela.

    > A OS LABORATÓRIOS ARRECADAM NADA MENOS QUE 6 A 8 BILHÕES DE DÓLARES NÃO É POR ANO MAIS POR DIA GENTE COM ESSA VENDA DE AZT .

    Camarada, o AZT não é mais utilizado como retroviral há alguns anos. Além de burro, tá desatualizado.

    Chola mais, favelado.

    • Chester

      29 de agosto de 2016 em 19:55

      Nossa, quanta elegância e educação para debater este assunto, e ainda chama o outro de favelado? E você com este espírito de porco veio de onde? …você além de mal educado é ignorante! você não sabe que o meio científico é tão corrompido quanto à política. A indústria farmacêutica e alimentícia estão de mãos dadas com instituições governamentais, e juntos têm forte influência no financiamento de estudos científicos realizados por pesquisadores que, com muita frequência, aceita ser parcial em troca de fundos $$$ para beneficiar um determinado resultado. Conheço pessoalmente um humilde médico que aceitou $2000,00 para falar bem de um medicamento por 15 minutos num congresso. Quem pagou? A fabricante do medicamento pagou! Quando levamos em conta a gigante indústria farmacêutica e alimentícia, você pode imaginar o resultado.

      • Eu™

        3 de fevereiro de 2017 em 8:15

        Tá, e vai apresentar alguma evidência do que diz ou vai continuar com falácias vazias?

      • Lucho

        4 de fevereiro de 2017 em 10:39

        “Conheço pessoalmente um humilde médico que aceitou $2000,00 para falar bem de um medicamento por 15 minutos num congresso.”

        Engraçado que os favelados sempre conhecem alguém que faz isso, faz aquilo, faz aquilo outro. Uma penas que os conhecidos desses favelados NUNCA têm nome. Aliás, nem o médico tem nome, nem o congresso tem nome, nem data de realização.

        Governo fica dando computador e Internet de graça para gentinha como você dá nisso.

    • Paulo

      2 de fevereiro de 2017 em 21:01

      Vc tem tanta certeza assim? qu medo vc sente de pegar esse terrível virus.

      • Eu™

        3 de fevereiro de 2017 em 8:16

        Affe, chorume de analfabeto. Chola mais, chola.

  24. Ebert

    15 de setembro de 2016 em 4:39

    Aqui só tem Senhor da verdade e dono da razão. Por acaso as pessoas que morreram DE AIDS realmente morreram de aids?
    A principio aids nem tem sintoma, e as doenças que acometem as pessoas podem surgir em qualquer outro indivíduo Seja ele soro positivo ou não.
    Dizer que um cara com aids morreu atropelado não dignifica a doença.

    E sim, eu sou negacionista do HIV também. AZT é veneno.

  25. sol

    18 de setembro de 2016 em 18:40

    Eu conheço um jovem soro positivo ha mais de 2 anos ela disse que so fez o tratamento de hiv nas duas etapas de gravides e o filhos não contrairam o virus isto foi otimo eu acredito pois conheço a familia mas fora esta faze ele não tomou mais o coquitel ja por mais de 7 anos eu sempre usei camisinha e não tenho hiv mas neste mes ela pegou uma pneumunia e esta muito grave numa uti temo perder quem amo muito não posso dizer que sua baixa taxa de cd4 foi causada pelos virus pois em 6 meses que moramos juntos de janeiro de 2014 ate junho eu tive muito cuidado em lhe tratar com coquitel de limão ela aumentou a taxa de cd4 de 180 para 250 mas separamos ela foi morar com a mãe dela e imagino que por se alimentar mal e estar instalada num quarto muito sem igiene com gato na cama e merda pelo chão onde penso foi a causa de pegar esta pneumunia grave espero que ela reaja e voltemos morar juntos pois eu conheço de alimento e igiene e sei que ficara saudavel com hiv ou não

  26. Cunha

    19 de setembro de 2016 em 20:09

    Esses remédios malucos da AIDS causam problemas cardíacos, diabetes, ate mesmo câncer, o remédio que vcs tomam passa bem longe do virus HIV. Quer um remedinho poderoso ? Coma alho em jejum todas as manhãs é 100x mais poderoso do que esse veneno que um hiv positivo toma, ah e tome todos os dias suco de limão. O alho faz proliferar as células T e aumenta o cd4

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo