Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

“Guia da Boa Esposa”, de 1955, ensinava como ser submissa ao marido?

Falso

“Guia da Boa Esposa”, de 1955, ensinava como ser submissa ao marido?

“Guia da Boa Esposa”, de 1955, ensinava como ser submissa ao marido?

Imagens mostram uma reportagem da revista Housekeeping Monthly, de maio de 1955, onde é ensinado como as esposas devem tratar (bem) os seus maridos! Será verdade?

As ilustrações circulam pela web há anos, mas ganharam força em compartilhamentos através de grupos do WhatsApp em julho de 2018. Nelas podemos ver o que parecem ser ilustrações de uma revista antiga, onde as mulheres são ensinadas a ser submissas aos seus maridos! A revista, de acordo com o texto que acompanha as imagens, teria publicado esses “ensinamentos” na edição de maio de 1955 e dá dicas de como deixar a casa arrumada e evitar aborrecer seu marido quando ele chegar cansado do trabalho, dentre outras…

Será que isso é verdade ou mais uma mentira da web?

Revista antiga “ensinava” a dona de casa a ser escrava do marido! Será verdade? (foto: Reprodução/WhatsApp)

Verdade ou mentira?

Em 1999, uma lista escrita em inglês com supostos deveres e direitos de uma “boa dona de casa” surgiu na web! Na época, o texto foi atribuído à revista Housekeeping Monthly – na sua edição de maio de 1955:

Reprodução/Google Images

“Prepare o jantar. Planeje com antecedência, mesmo na noite anterior, para ter uma refeição deliciosa pronta a tempo para seu retorno. Esta é uma maneira de deixá-lo saber que você tem pensado nele e está preocupado com suas necessidades. A maioria dos homens está com fome quando chega em casa e a perspectiva de uma boa refeição é parte da recepção calorosa necessária.

Se prepare. Demore 15 minutos para descansar para que você seja atualizado quando ele chegar. Retocar sua maquiagem, colocar uma fita no cabelo e ter uma aparência fresca. Ele acaba de estar com um monte de gente cansada de trabalho.

Seja um pouco jovial e um pouco mais interessante para ele. Seu dia chato pode precisar de um estímulo e um dos seus deveres é fornecer isso.

Limpe a desordem. Faça uma última viagem pela parte principal da casa antes de seu marido chegar.
Reúna livros escolares, brinquedos, papel, etc. e depois passe uma toalha sobre as mesas.

Nos meses mais frios do ano, você deve preparar e acender um fogo para ele relaxar. Seu marido sentirá que ele alcançou um refúgio de descanso e ordem, e também lhe dará uma carona. Afinal, suprir seu conforto lhe proporcionará imensa satisfação pessoal.

Prepare as crianças. Tire alguns minutos para lavar as mãos e os rostos das crianças (se forem pequenos), penteie os cabelos e, se necessário, troque de roupa. Eles são pequenos tesouros e ele gostaria de vê-los desempenhando o papel. Minimize todo o barulho. No momento de sua chegada, elimine todo o ruído da lavadora, secadora ou aspirador. Tente encorajar as crianças a ficarem quietas.

Seja feliz em vê-lo. Cumprimente-o com um sorriso caloroso e mostre sinceridade em seu desejo de agradá-lo.
Ouça ele. Você pode ter uma dúzia de coisas importantes para contar a ele, mas o momento de sua chegada não é o momento. Deixe-o falar primeiro – lembre-se, seus tópicos de conversa são mais importantes que os seus.
Faça a noite dele. Nunca reclame se ele voltar para casa mais tarde ou sair para jantar ou outros lugares de entretenimento sem você. Em vez disso, tente entender seu mundo de tensão e pressão e sua necessidade real de estar em casa e relaxar.

Seu objetivo: Tente garantir que sua casa seja um lugar de paz, ordem e tranquilidade onde seu marido possa se renovar no corpo e no espírito.

Não o receba com reclamações e problemas. Não reclame se ele estiver atrasado para o jantar ou se ficar fora a noite toda. Conte isso como menor em comparação com o que ele poderia ter passado no trabalho.

Faça-o confortável. Peça-lhe que se incline para trás em uma cadeira confortável ou deite-o no quarto. Tenha uma bebida fresca ou quente pronta para ele.

Arrume o travesseiro e ofereça-se para tirar os sapatos. Fale em voz baixa, suave e agradável.

Não faça perguntas sobre suas ações ou questione seu julgamento ou integridade. Lembre-se, ele é o dono da casa e, como tal, sempre exercitará sua vontade com justiça e veracidade. Você não tem o direito de questioná-lo.

Uma boa esposa sempre conhece seu lugar.” (tradução via Google Translate)

O site Primer Magazine explica que essa “matéria” começou a se espalhar por fax em 1990 e só depois é que começou a ser compartilhada via e-mail, no entanto, não há nenhuma prova de que isso tenha mesmo sido publicado, visto que não há registro disso anterior a 1990. Tampouco encontramos nenhuma outra edição dessa revista…

Entre em contato com o E-farsas via WhatsApp: (11) 96075-5663

Além disso, alguns termos usados no texto inicialmente publicado não existiam (ou eram diferentes) em 1955.

A imagem usada nessa mensagem é, na verdade, a capa da revista John Bull, de 1957 (2 anos após a publicação da suposta Housekeeping Monthly)l

Anos depois (por volta de 2014), alguns sites começaram a reproduzir o texto, só que com várias imagens vintage representando cada um dos pontos. Perceba que se isso fosse uma matéria verídica, os editores usariam (ficaria mais barato) apenas um ilustrador e não vários.

Aliás, algumas das fotos que se espalharam por aí foram feitas bem depois de 1955, como essa que mostra uma linda moça limpando a casa. Em outros casos, o autor dessa história falsa usou ilustrações da mesma década, mas que nada tem a ver com a revista citada.  

Conclusão

As imagens mostrando o que teria sido uma publicação ensinando as esposas a serem submissas aos homens é falsa! Apesar de muita gente pensar assim (até hoje) – e esse pensamento era reforçado por programas de TV, artigos em revistas etc, as mulheres tem lutado por seu papel na sociedade desde muito antes de 1950 e, com certeza, uma publicação como essa não teria passado em branco e teríamos encontrado matérias a respeito.

Continue lendo
32 Comentários

Comente

32 Comments

  1. Marcelo Idiarte

    29 de julho de 2018 em 15:01

    Quem ensina submissão feminina é a Bíblica cristã:

    «As mulheres sejam submissas a seus maridos, como ao Senhor, pois o marido é o chefe da mulher, como Cristo é o chefe da Igreja, seu corpo, da qual ele é o Salvador. Ora, assim como a Igreja é submissa a Cristo, assim também o sejam em tudo as mulheres a seus maridos.» (Efésios 5:22-24)

    • César Augusto Simões

      30 de julho de 2018 em 8:18

      Lê um pouquinho mais pra frente, só mais um pouquinho; até o versículo 28 pelo menos.

      • Luan Vinícius Bueno Gomes

        30 de julho de 2018 em 11:52

        É só ler as cartas de Paulo que vemos que nada mudou

        • Joao

          1 de agosto de 2018 em 17:17

          não nada mudou….quanta besteira. estamos no século XXI, vc parou 2018 anos atrás? bom pelo menos na minha cidade, na minha familia, na minha casa, na casa dos meus conhecidos, nada é como descrito na bíblia a respeito disso, e nem destes informes. muito pelo contrario, tem uns amigos vagabundos que é a mulher quem sustenta!

      • Renan

        30 de julho de 2018 em 19:53

        ainda bem que sou muçulmano!!!

      • Alex

        2 de agosto de 2018 em 9:31

        Acho engraçado o pessoal tentar justificar as aberrações da bíblia com o argumento “leia mais a frente”, “a palavra x significa y na língua z”, “isto é só uma metáfora”, “você tem que entender o contexto da época”.
        No entanto coisas que são boas e moralmente aceitáveis não precisam de tantas desculpas porque simplesmente não é necessário de se justificar. rsrs

    • Lee

      31 de julho de 2018 em 12:09

      Marcelo Idiarte Quanta infantilidade, fala sério! Procura uma coisa pra estudar, fazer da vida…o que tu ganha com isso? Coisa sem futuro!

  2. Pallatus Heinrich

    29 de julho de 2018 em 21:47

    Que pena que é falso.
    Mas é um código de conduta PERFEITO para uma mulher que realmente ama seu marido e sua feminilidade.

    • Eu™

      30 de julho de 2018 em 10:44

      Corno detected.

    • Luan Vinícius Bueno Gomes

      30 de julho de 2018 em 11:53

      Seje menas, miga

    • Alan Souza

      31 de julho de 2018 em 11:16

      Você deve estar louca, querida!

    • bugay

      9 de agosto de 2018 em 21:55

      Esse dai levou chifre

  3. Bolsomito

    30 de julho de 2018 em 2:44

    Não importa se é verdade ou mentira, quando Bolsonaro for eleito no 1º turno em outubro será exatamente assim que as mulheres terão de tratar os homens. Bolsonaro vai colocar as mulheres no lugar delas! #Bolsonaro2018

    • Eu™

      30 de julho de 2018 em 10:45

      Outro corno detected!

      • Alan Souza

        31 de julho de 2018 em 11:17

        Querida, você deve estar louca!

    • Matheus Paiva

      31 de julho de 2018 em 22:28

      Tinha que ser bolsominion, coitado da mãe que teve o desprazer de dar a luz a isso

  4. Rodrigo Miguel da Silva

    30 de julho de 2018 em 7:16

    Realmente que pena que é falso. Imagina como seria a nossa sociedade se as mulheres realmente fossem assim? A bíblia ensina que a mulher sábia edifica a sua casa e a tola a destrói. Nós ainda vamos nos tornar um país conservador e cristão. Ninguém mais aguenta o fundo do poço moral e espiritual que chegamos nesse país.

    • Eu™

      30 de julho de 2018 em 10:45

      Mais um corno detectado.

    • Renan

      30 de julho de 2018 em 19:51

      voce é um escroto machista mulher deve ter os mesmos direitos de um homem pois ela é gente também e por isso deve ter direito a trabalho e estudo e dinheiro proprio sem depender de macho escroto nenhum!!!!

    • Alan Souza

      31 de julho de 2018 em 11:18

      Sua Santidade deve estar louca, querida!

  5. Rodrigo S

    30 de julho de 2018 em 8:32

    Eu fico pensando que lixo de mulheres que alguns babacas que comentaram aqui convivem! Pqp! Provavelmente vocês façam a elas tudo o que é recomendado na suposta revista, não? Espero que seja zuera de vcs, vão se tratar.

    • Gilson Bassay

      30 de julho de 2018 em 10:27

      Eu estou na dúvida se estão fazendo piada ou não. De verdade.

  6. Marcos

    30 de julho de 2018 em 13:34

    rpz,se isso fosse publicado hoje em dia,o que não ia ter de Mulher (e alguns homens) reclamando,fazendo manifestação,mimimi etc não tá no gibi…

    • Alan Souza

      31 de julho de 2018 em 11:20

      Pois é, nem foi publicado e já tem idiota como você chamando de “mimimi”, imagina se fosse. teria mais uns 2 milhões de idiotas como você falando isso…

    • Eu™

      31 de julho de 2018 em 11:42

      E com razão. Que façam muito barulho mesmo para acabar com a ignorância machista perpetrada por gerações de idiotas como você.

  7. Xanda

    30 de julho de 2018 em 17:53

    Lembrei-me do filme “O sorriso da Monalisa”…

  8. Alexandre Mendes

    31 de julho de 2018 em 14:38

    “no entanto, não há nenhuma prova de que isso tenha mesmo sido publicado” não gilmar dessa vez vc errou, existe um livro sim com tudo isso da década de 30. tenho ele aqui emc asa e posos lhe enviar fotos por e-mail se interessar!

  9. Silvio

    3 de agosto de 2018 em 11:17

    Gilmar, por favor, esclareça para os seus leitores como foi que angolanos e moçambicanos aprenderam a falar português e qual a relação entre creme dental e mortalidade infantil…

  10. THAIS FALCA

    17 de agosto de 2018 em 14:27

    Em 1999 as pessoas compartilhava isso? Por email? Power point? em 1990? por fax? Será??? meio estranho.

    • Gilmar Lopes

      17 de agosto de 2018 em 15:40

      O que pesquisei é que isso rolava também por fax!

  11. Miguel

    20 de setembro de 2018 em 18:10

    Outra coisa, a tipografia não combina com uma publicação de 1950. Uma publicação dessa época nao teria uma tipografia preta com fonte parecida com a de uma maquina de escrever, e as frases não estariam sobre as fotos.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Voltando a Circular

Publicidade

Topo