Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Erramos – “Carro capota com 4 pessoas e uma mulher!” é real!

Acidentes

Erramos – “Carro capota com 4 pessoas e uma mulher!” é real!

Recorte de um jornal que apareceu no Facebook no dia das mulheres mostra estranha manchete discriminatória contra o sexo feminino. Será verdade?

A imagem apareceu no dia 8 de março de 2014 no Facebook e em diversos grupos do WhatsApp. Nela podemos ver um recorte de um jornal com a seguinte manchete:

“Carro capota com 4 pessoas e uma mulher”

A notícia, que parece ter sido publicada em algum jornal de Teófilo Otoni (MG), dá a entender que a mulher não é uma pessoa, gerando inúmeras manifestações nas redes sociais.

Será que a manchete é real ou trata-se de mais uma farsa da web?

Carro capota com 4 pessoas e uma mulher! Será real essa manchete? (foto: Reprodução/Facebook)

Carro capota com 4 pessoas e uma mulher! Será real essa manchete? (foto: Reprodução/Facebook)

 

Verdadeiro ou falso?

O recorte é real, mas ele é apenas um trecho da manchete!

Ver atualização no final desse artigo (as letrinhas em azul)!

Para descobrir a verdade sobre essa história, basta procurar no Google por algum jornal de Teófilo Otoni e acabamos encontrando o site do Diário de Teófilo Otoni. Buscando entre as notícias, acabamos por encontrar o que foi publicado, de fato, no dia 06 de março de 2014.

O título da notícia completo é:

“Carro capota com 4 pessoas e uma mulher morre”

O trecho final, onde está escrito que uma mulher morreu, foi omitido da imagem. Segundo o jornal, no dia 4, A senhora Augusta Fernandes de Oliveira, de 50 anos, foi arremessada para fora do veículo e morreu a caminho do Hospital Carlos Marx, em Malacacheta – uma cidade próxima a Teófilo Otoni. A Polícia Militar afirmou ao Diário que:

“[…]as cinco pessoas são da mesma família e voltavam do feriado de carnaval em Malacacheta, quando o motorista tentou uma ultrapassagem, perdeu o controle da direção e capotou o carro.

Reprodução da matéria sobre o acidente na versão online do Diário de Teófilo Otoni

Reprodução da matéria sobre o acidente na versão online do Diário de Teófilo Otoni

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Conclusão

A manchete completa diz que uma mulher morreu. Alguém pegou apenas um trecho da manchete e espalhou no Facebook (leia a atualização desse artigo no final dessa página, em azul). Isso prova que dá para mentir usando apenas a verdade (ou parte dela)!

Colaboração do amigo Gilson Gonzaga

Atualização – 22 de março de 2014

Após a publicação desse artigo, vários leitores atentos e amigos do E-farsas entraram em contato conosco nos avisando que a manchete parece ter sido publicada da forma como foi mostrado na foto. Um dos leitores que sabiamente questionaram nossa pesquisa foi o amigo ilustrador Alexandre Affonso que observou, nos comentários desse artigo, que a manchete da versão impressa parece estar centralizada. O que indica que a manchete talvez tenha sido impressa faltando a última palavra mesmo. 

Depois dessa enxurrada de manifestações, resolvemos pesquisar um pouco mais a fundo essa história e entramos em contato com a redação do referido jornal que simplesmente nos ignorou (talvez, para que não divulguemos o erro da produção da edição impressa).

O E-farsas enviou três e-mails e também tentou contato pela página “Fale Conosco” do site do jornal, mas não tivemos nenhuma resposta. 

Não sabemos se é o caso da redação do Diário de Teófilo Otoni, mas como já mostramos diversas vezes aqui no E-farsas, muitos profissionais preferem esconder seus erros ao invés de reconhecer que erraram. E sabíamos que, um dia, quando errássemos em alguma pesquisa, iríamos admitir as falhas, sem o menor problema.

Nesse episódio, fomos enganados por uma equipe de jornal, que não nos quis (ou não se importou) em nos mostrar a verdade.

Bom, ainda bem que temos leitores atentos e prestativos. No 21 de março de 2014, nosso visitante assíduo e comentarista contumaz Cláudio Henrique A. Paixão nos enviou uma foto da página do exemplar impresso com o erro:

manchete_erro

Conclusão final

A manchete é real! Foi um erro de impressão que foi corrigido na versão online do jornal!  

Continue lendo
20 Comentários

20 Comments

  1. Luiz Alves

    11 de março de 2014 em 9:26

    Aí você vê que a maldade de quem começou a mentira é bem maior do que ao suposto “absurdo” que ele tenta “denunciar”.

  2. Rodrigo

    11 de março de 2014 em 11:34

    Calma q está estranho. O carro capotou com cinco pessoas segundo a notícia. Quatro feridas e a mulher morta. Se colocar a palavra morta no fim a diagramação ficaria estranhíssima. A impressão q dá é de q remendaram a manchete na versão online. Será q conseguimos alguma imagem do jornal p/ saber como foi impresso no jornal físico?

    • Luiz Alves

      11 de março de 2014 em 14:33

      Realmente, a manchete tá centralizada certinho demais, e o artigo parece acabar onde acaba a foto, ou seja, sem espaço pra mais uma palavra. Aí, pra saber se foi manipulado digitalmente, procurei “Diário de Teófilo Otoni” no Imagens e acabei achando isso – http://goo.gl/Ss75cG.

      Seria outra trolada de alguém da internet, ou do próprio jornal? #temqueverissoai

      • Gilmar Lopes

        11 de março de 2014 em 14:52

        🙂 Eu também achei essa imagem e ia até acrescentar na matéria, mas fiquei meio na dúvida se era real!

    • Bárbara

      11 de março de 2014 em 14:45

      Rodrigo, pensei a mesma coisa. Sem contar que se na reportagem diz que “as cinco pessoas eram da mesma famíla”, então o carro não capotou com 4 pessoas, mas sim com 5.

    • Anônimo

      4 de agosto de 2017 em 17:24

      E uma mulher MORRE, não morta 🙂 é so procurar o texto da notícia

  3. Alexandre

    11 de março de 2014 em 14:50

    De fato o erro ainda persiste, pois, o carro capotou com as 05 pessoas e 01 faleceu. Acredito que não há intenção discriminatória, porém, a mulher ficou de fora do termo “pessoas”. Mais um equívoco na pressa de repassar a notícia.

    • Renato

      11 de março de 2014 em 20:40

      “Carro capota com 4 pessoas e uma mulher morre”

      Como eram cinco no carro, a mulher continua não sendo uma pessoa.

      Sinceramente, acredito que o repórter tenha escrito “Carro capota e deixa 4 pessoas feridas e uma mulher morta”, mas daí o diagramador (que deve ganhar um SM, se não tanto) viu que não ia caber e cortou, por conta própria, algumas palavras, deixando o título da matéria (só o título) com conotação de que mulher não é pessoa. Considero que, MILAGROSAMENTE, dessa vez o facebook estava certo e o E-FARSAS errado. Chupa essa manga agora, Gilmar!

  4. Marcos A.

    11 de março de 2014 em 15:44

    Olha, vendo a diagramação do jornal, que é a forma como são dispostos s elementos gráficos, não existe o espaço para mais uma palavra. Pelo que vi de outras páginas do jornal, onde está a palavra “Polícia.3” está bem no final da linha, nesta outra imagem do mesmo jornal (http://1.bp.blogspot.com/_ixKCSbAwx0c/TTmcdYVoIrI/AAAAAAAAACM/V1JAn_350CI/s1600/C%25C3%25B3pia+de+JORNAL+DO+COLEGIADO+ELEI%25C3%2587%25C3%2595ES+004.jpg) aparece o assunto logo no começo da linha “6.Cidade”, provavelmente por se tratarem de páginas opostas. Então não haveria espaço para a palavra “morre” no final da frase. Além do mais, como já foi observado, todas as manchetes são centralizadas. Acredito que não houve má fé, mas que foi um erro um tanto estúpido.

  5. Alexandre Affonso

    11 de março de 2014 em 18:25

    Não, acho que vocês erraram, e-farsas. A manchete está centralizada, comeram uma palavra na hora de imprimir o jornal. Acontece o tempo todo.

    O fato deles terem corrigido na internet não quer dizer que eles imprimiram errado.

    Há vários erros desse tipo no jornalismo. Um dos mais comuns, por exemplo, é um personagem de uma foto ter na legenda o seu nome substituido por “filho da puta”.

    Conclusão: O E-FARSAS ERROU DESTA VEZ.

    • Gilmar Lopes

      11 de março de 2014 em 21:24

      Entrei em contato com o jornal e pedi uma edição impressa desse dia. Vamos aguardar!

    • Gilmar Lopes

      11 de março de 2014 em 21:43

      Ah! E complementando a resposta: Adorei teu blog e suas tirinhas! 🙂
      Parabéns!

      • Alexandre Affonso

        12 de março de 2014 em 12:36

        Valeu Gilmar. É um desses blogs que não é atualizado no ritmo que o autor gostaria que fosse. 🙂 Apesar do e-farsas derrubar várias crenças que eu gosto de ter ele está no topo dos meus feeds.

        • Gilmar Lopes

          12 de março de 2014 em 14:44

          Abraço! Continue criando!

    • Luiz Alves

      12 de março de 2014 em 9:30

      “Um dos mais comuns, por exemplo, é um personagem de uma foto ter na legenda o seu nome substituido por “filho da puta”.”

      Um dos meus mais novos objetivos na vida é fazer uma coleção disso.

  6. Airton

    18 de março de 2014 em 9:21

    Não é uma farsa da internet. É um erro do jornal, MESMO. No texto da notícia e na notícia veiculada na internet pelo próprio jornal, a história realmente é esclarecida. Porém, na diagramação do jornal impresso, a manchete em destaque saiu errada MESMO.

  7. Pedro

    24 de março de 2014 em 15:56

    Eu acho que está errado de qualquer forma, pelo que entendi no carro haviam 5 pessoas, e uma delas morreu… Ou seja, o carro capotou com 5 (CINCO) pessoas e uma mulher morreu…

    Mas não acho que foi algum tipo de discriminação ou proposital.. Foi apenas um erro de quem escreveu…

  8. Renato

    3 de agosto de 2014 em 19:20

    Enfim o e-farsas admitiu um erro! mulher tb é pessoa, mas mineiro é assim msm, “compreensivel” isso!

    • Gilmar Lopes

      4 de agosto de 2014 em 12:02

      Sempre que constatamos algum erro em nossas pesquisas, atualizamos o artigo com as devidas correções. Não temos problemas em admitir nossos erros. Valeu

  9. Jessyca Albuquerque

    4 de dezembro de 2015 em 17:37

    Gilmar vcs estão de parabéns!

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Topo