Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Não eram bloquinhos colocados um do lado do outro?

Construções

Não eram bloquinhos colocados um do lado do outro?

Foto mostra uma descoberta incrível a respeito dos bloquinhos usados nas calçadas: Na verdade, eles seriam apenas desenhados no cimento! Será?

A imagem circula pela web desde a segunda metade do ano de 2013 e voltou a circular na fanpage do E-farsas no Facebook em julho de 2014. Nela podemos ver trabalhadores fazendo marcas em um piso de cimento, formando sulcos em forma de blocos na calçada.

O texto que acompanha a imagem diz:

Fui enganado a minha vida toda. Não eram bloquinhos colocados um do lado do outro.

Será verdade isso? Será mesmo que os bloquinhos que vemos nas calçadas são apenas desenhos feitos no cimento?

Os bloquinhos das calçadas seriam apenas riscos no cimento! Verdade ou farsa? (foto: reprodução/Facebook)

Os bloquinhos das calçadas seriam apenas riscos no cimento! Verdade ou farsa? (foto: reprodução/Facebook)

 

Verdadeiro ou falso?

A imagem é muito curiosa, mas quem a espalhou misturou fatos com uma pitada de invenção. Essa história é daquele tipo que podemos classificar como meia-verdade!

O piso mostrado na imagem foi uma solução barata encontrada na Tailândia para pavimentar calçadas usando materiais simples e com um bom acabamento.

De acordo com publicações tailandesas de novembro de 2013, os moldes são feitos de bambu (ou de outros materiais igualmente baratos) e a mão-de-obra não necessita de muitas pessoas. Só que é preciso explicar aqui que esse tipo de pavimento é apenas um concreto estampado.

Esses bloquinhos que formam as nossas calçadas são tijolinhos independentes, colocados lado a lado mesmo. Ao contrário do que afirma o texto que acompanha a foto, aqui os pisos são assentados como um quebra-cabeças. Esses blocos são chamados de piso intertravado de concreto.

Abaixo, um vídeo de uma mini-fábrica de tijolinhos intertravados:

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

[iframe: width=”590″ height=”332″ src=”//www.youtube.com/embed/A5-ctOl3rUU” frameborder=”0″ allowfullscreen]

 

O site Pedreirão ensina como assentar esses blocos manualmente, mas é claro que engenheiros já bolaram máquinas pra agilizar a pavimentação de grandes áreas, como essa:

[iframe: width=”590″ height=”332″ src=”//www.youtube.com/embed/EX3sZZqHbTw” frameborder=”0″ allowfullscreen]

 

Ou essa, usada na Holanda:

[iframe: width=”590″ height=”332″ src=”//www.youtube.com/embed/9_oPaOEtEew” frameborder=”0″ allowfullscreen]

 

Conclusão

Os blocos usados no pavimento de calçadas e estacionamentos são fabricados independentes e assentados um a um (ou vários de uma vez com ajuda de maquinas). Essa imagem que circula pelas redes sociais mostra apenas um concreto desenhado. Uma ideia simples e barata de estampar uma calçada.

Continue lendo
14 Comentários

14 Comments

  1. Pierrot

    8 de julho de 2014 em 9:04

    Só eu li quase errado a máquina de assentar “bloquetes”?

  2. Marcos Andrei Casagrande

    8 de julho de 2014 em 9:12

    A solução é barata da calçada na Tailândia, mas não é prática. A vantagem de blocos individuais é para que a manutenção seja mais simples em caso de ser necessário quebrar parte da calçada para algum tipo de serviço. Outro motivo é que o piso se torna mais permeável, pois a água escorre para dentro dos sulcos e penetra na terra, não ficando com poças.

  3. Ivo Wenclaski

    8 de julho de 2014 em 9:46

    Pelo que vi, banalizaram a fabricação destes blocos de concreto, não vi a trama de ferro com que primitivamente eram fabricados. Na época da faculdade, eu cursei economia, um colega uruguaio fez seu trabalho de conclusão baseado na fabricação destes blocos de concreto, e naquele tempo em Porto Alegre os blocos eram fabricados com uma trama de ferro que lhes aumentava a resistência, podendo ser usados em vias de trânsito pesado. Logicamente os custos eram maiores, mas os blocos não rachavam.
    Este tipo de pavimento permeável seria o ideal para ser aplicado em toda a cidade de São Paulo nas vias onde o trânsito permitido fosse até 40 km horários. A ignorância dos administradores do passado fez com que a cidade fosse impermeabilizada com asfalto ocasionando os problemas que hoje se vê após as chuvaradas.

  4. Ronaldo

    8 de julho de 2014 em 21:30

    Esse processo já conheço há mais de 10 anos, é muito usado por prefeituras, para fazer calçadas. Mas no Brasil se usa mais outro tipo, feito de borracha e martelado sobre o cimento, como se fosse um enorme carimbo. O nome do processo é concreto estampado.

  5. Rita de Cássia

    9 de julho de 2014 em 23:19

    Olá galera, vivo entrando no site pra descobrir se as coisas que leio pela net são realmente verdadeiras, e vcs estão de parabéns! Porém hoje li um post no Facebook que me deixou perplexa, embora no final da notícia eles façam o mesmo pedido de sempre para repassar a todos. Gostaria muito que vc desvendassem mais essa:

    Talvez, isso explique a razão do jogador Daniel Alves ter declarado a seguinte frase: “Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Copa do Mundo, ficariam enojadas”. Todos os brasileiros ficaram chocados e tristes por terem perdido a Copa do Mundo de futebol, no Brasil. Não deveriam. O que está exposto abaixo é a notícia em primeira mão que está sendo investigada por rádios e jornais de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente Wall Street Journal of Americas e o Gazzeta delo Sport e deve sair na mídia em breve, assim que as provas forem colhidas e confirmarem os fatos.

    Fato comprovado: O Brasil VENDEU a copa do mundo para a Fifa. Os jogadores titulares brasileiros foram avisados, às 13:00 do dia 8 de Julho (dia do jogo semifinal), em uma reunião envolvendo o Sr. José Maria Marin (na única vez que o presidente da CBF compareceu a uma preleção da seleção), o Técnico Felipão, o Sr. Parreira, supervisor da seleção, e o Sr. Ronald Rhovald, representante da patrocinadora Nike. Os jogadores reservas permaneceram em isolamento, em seus quartos ou no lobby do hotel. A princípio muito contrariados, os jogadores se recusaram a trocar o hexa-campeonato mundial por sediar a Copa do Mundo de 2022 que seria no Qatar mas não será mais.

    A aceitação veio através do pagamento total dos prêmios, US$70.000,00 para cada jogador, mais um bônus de US$400.000,00 para todos os jogadores e integrantes da comissão, num total de US$ 23.000.000,00 vinte e três milhões de dólares) através da empresa Nike. Além disso, os jogadores que aceitarem o contrato com a empresa Nike nos próximos 4 anos terão as mesmas bases de prêmios que os jogadores de elite da empresa, como Neymar, Iniesta da Espanha, Messi da Argentina e David Luiz, também do Brasil..

    Mesmo assim, Neymar se recusou a jogar, o que obrigou o técnico Felipão a escalar o jogador Bernard, dizendo que Neymar havia fraturado a terceira vértebra lombar na partida anterior. A sua situação não foi resolvida nem mesmo após o representante da Nike ameaçar retirar seu patrocínio vitalício ao jogador, avaliado em mais de US$90.000.000,00 (noventa milhões de dólares) ao longo da sua carreira. Isso deixou o jogador fora das semi-finais

    Assim, combinou-se que o Brasil seria eliminado durante na prorrogação , porém a apatia que se abateu sobre os jogadores titulares fez com que a Alemanha, que absolutamente não participou desta negociação, marcasse, em duas falhas simples do time brasileiro, os primeiros gols. O Sr. Joseph Blatter, presidente da Fifa, cidadão franco-suíço, aplaudiu a colaboração da equipe brasileira, uma vez que o campeonato mundial trouxe equilíbrio à Europa num momento das mais altas taxas de desemprego jamais registradas naquele continente, que serão agravadas pela crise econômica.

    Garantiu, também, ao Sr. Ricardo Teixeira, através de seu tio, João Havelange, que o Brasil teria seu caminho facilitado para o hexa-campeonato de 2018.

    Por gentileza passem esta mensagem para o maior número possível de pessoas.
    para que todos possam conhecer a sujeira que ronda o futebol! Desde, já agradeço, Um abraço.
    Gunther Schweitzer
    Central Globo de Jornalismo .
    Luiz Felipe Ferreira
    Talvez, isso explique a razão do jogador Daniel Alves ter declarado a seguinte frase: “Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Copa do Mundo, ficariam enojadas”. Todos os brasileiros ficaram chocados e tristes por terem perdido a Copa do Mundo de futebol, no Brasil. Não deveriam. O que está exposto abaixo é a notícia em primeira mão que está sendo investigada por rádios e jornais de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente Wall Street Journal of Americas e o Gazzeta delo Sport e deve sair na mídia em breve, assim que as provas forem colhidas e confirmarem os fatos.

    Fato comprovado: O Brasil VENDEU a copa do mundo para a Fifa. Os jogadores titulares brasileiros foram avisados, às 13:00 do dia 8 de Julho (dia do jogo semifinal), em uma reunião envolvendo o Sr. José Maria Marin (na única vez que o presidente da CBF compareceu a uma preleção da seleção), o Técnico Felipão, o Sr. Parreira, supervisor da seleção, e o Sr. Ronald Rhovald, representante da patrocinadora Nike. Os jogadores reservas permaneceram em isolamento, em seus quartos ou no lobby do hotel. A princípio muito contrariados, os jogadores se recusaram a trocar o hexa-campeonato mundial por sediar a Copa do Mundo de 2022 que seria no Qatar mas não será mais.

    A aceitação veio através do pagamento total dos prêmios, US$70.000,00 para cada jogador, mais um bônus de US$400.000,00 para todos os jogadores e integrantes da comissão, num total de US$ 23.000.000,00 vinte e três milhões de dólares) através da empresa Nike. Além disso, os jogadores que aceitarem o contrato com a empresa Nike nos próximos 4 anos terão as mesmas bases de prêmios que os jogadores de elite da empresa, como Neymar, Iniesta da Espanha, Messi da Argentina e David Luiz, também do Brasil..

    Mesmo assim, Neymar se recusou a jogar, o que obrigou o técnico Felipão a escalar o jogador Bernard, dizendo que Neymar havia fraturado a terceira vértebra lombar na partida anterior. A sua situação não foi resolvida nem mesmo após o representante da Nike ameaçar retirar seu patrocínio vitalício ao jogador, avaliado em mais de US$90.000.000,00 (noventa milhões de dólares) ao longo da sua carreira. Isso deixou o jogador fora das semi-finais

    Assim, combinou-se que o Brasil seria eliminado durante na prorrogação , porém a apatia que se abateu sobre os jogadores titulares fez com que a Alemanha, que absolutamente não participou desta negociação, marcasse, em duas falhas simples do time brasileiro, os primeiros gols. O Sr. Joseph Blatter, presidente da Fifa, cidadão franco-suíço, aplaudiu a colaboração da equipe brasileira, uma vez que o campeonato mundial trouxe equilíbrio à Europa num momento das mais altas taxas de desemprego jamais registradas naquele continente, que serão agravadas pela crise econômica.

    Garantiu, também, ao Sr. Ricardo Teixeira, através de seu tio, João Havelange, que o Brasil teria seu caminho facilitado para o hexa-campeonato de 2018.

    Por gentileza passem esta mensagem para o maior número possível de pessoas.
    para que todos possam conhecer a sujeira que ronda o futebol! Desde, já agradeço, Um abraço.
    Gunther Schweitzer
    Central Globo de Jornalismo .

    • Pedro Rocha

      10 de julho de 2014 em 12:33

      É só a reciclagem mal-feita do hoax que circulou em 1998.

    • Marcos A.

      10 de julho de 2014 em 13:35

      Texto idêntico ao original. Só trocaram datas e nomes dos personagens. Já foi publicado aqui mesmo no e-farsas http://www.e-farsas.com/copa-1998-divulgado-o-escandalo-que-todo-mundo-suspeitava.html

    • Rodrigo

      10 de julho de 2014 em 18:29

      Recauchutaram o hoax de 1998. No hoax de 1998 quem falou “Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Copa do Mundo, ficariam enojadas” foi o Edmundo.
      O Ricardo Teixeira já está afastado da CBF faz muito tempo e João Havelange afastado da Fifa.
      Quando brasileiro perde é sempre porque entregou o resultado (vide boatos semelhantes de Anderson Silva, Bernardinho) nunca por superioridade do adversário. O time brasileiro é fraco, não precisaria entregar o jogo para a Alemanha vencer.

  6. Vitor

    10 de julho de 2014 em 4:00

    Pode me dizer se é farsa ou não o resultado de 7 X 1 do jogo Brasil e Alemanha ??? Vi um vídeo mas não consigo acreditar!!!kkkk

    • Simone

      10 de julho de 2014 em 19:36

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  7. Abraão

    11 de julho de 2014 em 20:06

    muito bom cara.

  8. Sandro

    23 de setembro de 2014 em 17:30

    Aqui no Brasil existem dessas 2 formas. Na minha cidade mesmo, em algumas calçadas foram desenhados tijolos, (ou aqueles hexágonos, que muitas vezes são blocos de concreto individuais). Quando o prefeito é corrupto e quer embolsar metade da grana (coisa comum no Brasil), ele apela para uma solução mais barata, que é a de desenhar tijolos ou hexágonos.

  9. Solange

    23 de dezembro de 2016 em 14:42

    Esse método é muito prático e sustentável pois evita desperdícios de materiais que poderiam acabar sendo descartados. É exatamente de práticas como essa, que precisamos nos dias de hoje!

  10. will

    12 de maio de 2019 em 22:13

    excelente site e muito engraçado esse boneco

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo