O Governo liberou 843 mil para filme sobre Jean Wyllys?

Share Button

É verdade que o Governo irá patrocinar um filme no valor de R$843 mil que vai contar a história da vida de Jean Wyllys?

A notícia surgiu nas redes sociais na primeira semana de outubro de 2015 e afirma que o Ministério da Cultura irá liberar, mesmo com o país em crise, quase um milhão de reais para uma produtora que irá fazer um filme contando a história da vida do deputado federal Jean Wyllys.

De acordo com a manchete, a vida do ex-BBB será filmada com recursos públicos pela produtora Lente Viva, através do benefício da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura e estreará ainda esse ano!

Será que essa notícia é verdadeira ou falsa?

Governo irá doar quase um milhão de reais para a gravação de um filme sobre Jean Wyllys! Será verdade? (foto: Reprodução)

Governo irá doar quase um milhão de reais para a gravação de um filme sobre Jean Wyllys! Será verdade? (foto: Reprodução)

Verdadeiro ou falso?

Apesar de começar a se espalhar no começo de outubro de 2015, a notícia foi publicada pela primeira vez em janeiro do mesmo ano. Na ocasião, a produtora Lente Viva havia conseguido a autorização da Ancine (Agência Nacional do Cinema) para correr atrás de patrocínio para a produção de um documentário a respeito da trajetória política do deputado.

No Despacho Decisório nº. 201 de 19-12-2014, publicado no Diário Oficial do dia 22/12/2014, o Superintendente de Fomento, Felipe Vogas, aprovou o projeto audiovisual e autorizou a Lente Viva Filmes Ltda. a captar recursos.

Ou seja, conforme podemos verificar, o Governo não deu dinheiro para a que fosse produzido algo sobre a vida de Jean Wyllys (leia a atualização abaixo). A Ancine apenas autorizou a captação de recursos por parte dos produtores!

A produtora também fez os tramites legais para tentar o incentivo através da Lei Rouanet – que, conforme já explicamos aqui no E-farsas em outra ocasião, não “dá dinheiro” para os artistas  (leia a atualização abaixo), mas permite que empresas invistam nesses projetos em troca de descontos fiscais.

Atualização 07/10/2015

Conforme bem observado por inúmeros leitores, precisamos explicar aqui que tanto a Lei Rouanet quanto a Lei de Audiovisual preveem descontos no imposto de renda para pessoas físicas e jurídicas que optam por patrocinar projetos referentes à cultura no país. Portanto, o Governo deixaria de arrecadar esse imposto e, na teoria está “perdendo esse dinheiro” ou “deixando de receber” esse dinheiro.

A questão é muito mais ampla do que isso, mas gostaríamos apenas de deixar registrado aqui que ouvimos nossos leitores e que esse espaço está sempre aberto ao debate (desde que respeitadas as opiniões contrárias).   

A Lei Rouanet, por exemplo, é considerada antiquada por muitos e sua atualização já está tramitando no Congresso Nacional há 5 anos, conforme é explicado no jornal O Globo. Um dos pontos centrais da discussão é justamente a questão da isenção fiscal por parte de quem patrocina um projeto desses.

Outro ponto que chama bastante a atenção é o excesso de irregularidades constatado em diversas produções realizadas nos últimos anos, como podemos ver nessa matéria da revista Época, de setembro de 2015. 

Para quem patrocina projetos como esse pensando em investimento, também não é uma boa ideia, pois a Receita Federal só restitui o valor do imposto de renda no ano seguinte apenas com a correção monetária. Se a empresa (ou a pessoa) optasse por investir o seu dinheiro em fundos de renda fixa, por exemplo, a lucratividade seria bem maior.

Fim da atualização de 07/10/2015

No entanto, uma busca no site do Ministério da Cultura mostra que o projeto de número 143469 de pedido de captação de recursos para o documentário Tempos de Jean Wyllys foi negado pela comissão que analisa esses projetos. O pedido foi encerrado conforme portaria nº 44, de 15 de maio de 2014, e publicado no Diário Oficial da União de 16 de maio de 2014.

O projeto não foi selecionado pelo Ministério da Cultura!

O projeto não foi selecionado pelo Ministério da Cultura!

Documentário será terminado através de “Vaquinha”

No dia 05 de outubro de 2015, os produtores do documentário publicaram na página do projeto no Facebook uma nota explicando que o documentário é completamente independente que se mantém há três anos exclusivamente com recursos próprios dos realizadores, mas que havia chegado o momento de pedirem o restante do dinheiro através de crowdfunding (um tipo de vaquinha online) para poderem terminar o filme:

“[…] como já resolvemos a maior parte da produção – isto é, investimos grande parte dos R$ 840 mil do próprio bolso – precisamos de menos dinheiro para terminar o filme. Por isso, as metas de R$ 120 e R$ 300 mil, conforme explicado na campanha no Catarse.[…]”

Até o momento da publicação desse artigo, a produção havia conseguido captar apenas R$18 mil. A campanha está aberta no Catarse  até o dia 27/11/2015 e o documentário tem previsão de estreia em 2016!

Conclusão

Está sendo produzido um documentário sobre a vida política do deputado federal Jean Wyllys, mas o Governo não doou 843 mil reais para a sua realização. Todo o projeto está sendo feito de forma independente e, agora está fazendo uma vaquinha com a ajuda do público para ser finalizado.

Share Button
Cinema / TV, Famosos, Política
, , , , , , , , , , ,

Comente pelo Facebook

50 comentários

      • JESSÉ

        chupa.

        DISCURSO DE CLODOVIL:
        https://www.youtube.com/watch?v=lYGw4Pz-dds

        VERDADE SOBRE ATIVISMO LGBT DITO POR UM HOMOSSEXUAL:
        https://www.youtube.com/watch?v=CG4RvBNGgds

        Opnião minha:

        Todos tem o direito de fazer suas escolhas, desde que não causem prejuízo para o próximo. ( Kú cada um tem o seu e dá pra quem quer e se quiser)

        Todos tem o direito de não sofrer agressão ou preconceito. (Hetero, Homo, Trans, Branco, Negro, Homem, Mulher, Velho, Criança, Joven, Cristão, Islâmico, Judeo, Espirita, Budista, Ateu, Gordo, Magro, Feio, Bonito, Saudável, Doente, etc…)

        Mas uma coisa todos devem respeitar. A família deve ser respeitada e protegida pois é a célula unitária básica para uma nação.

        Querem unir dois homens e chamar de família? Beleza.
        Querem unir duas mulheres e chamar de Família? Beleza.
        Querem unir um homem com uma cabra e chamar de Família? Beleza.

        Mas a unidade da sociedade é e será sempre a Família constituída por um Homem e uma mulher gerando e educando os filhos de uma nação.

        Conselho aos ativistas LGBT, defendam suas causas, pois como cidadãos brasileiros vcs tem todos e os mesmos direitos que qualquer um tem, incluindo casamento e adoção.

        Mas por favor, parem de atacar a Família Homem x Mulher.

        • Amanda

          Se a questão é o Respeito, então que todos tenham direitos iguais. RESPEITE QUEM NÃO AMA COMO VC, quem gosta do mesmo sexo. Isso também é respeito, euem!
          Respeite todas as familias com amor, não é vc e seu preconceito obtuso que deve ditar o que é ou deixa de ser familia. O QUE ISSO ATINGE SUA VIDA?

      • Daniel Lobo

        Cretino são os gays que cobram leis anti-homofobia e ficam chamando heteros de cretinos! Vagabundo intelectual! Tenho amigos gays, mas não posso compactuar com a falta de caráter de argumentações baixas como a sua. Seu merda!

      • Karlos

        O comentário mais bosta que li durante a semana, vai se tratar seu merda, se vc tem algum problema com familias tradicionais se interna e suma da sociedade

    • Dani

      Eu também me interesso. Ele preocupa com as minorias. Muito mais do que a nossa própria comissão, que foi criada com esse fim… Ele dá a cara a tapa pelos que não tem apoio da maioria…

      • Rafael

        Palhaçada esse documentário, só vai estragar mais ainda o cinema nacional com uma história dessas… Será que vão colocar no filme as putarias e indecências da vida dele tbm???

  1. Rayan Almeida

    Não posso crer que alguém queira investir essa quantia para produzir um documentário sobre tal pessoal. Além disso não consigo entender quem gostaria de ver isso e como isso poderia gerar algum tipo de lucro para a produtora e os envolvidos. Simplesmente surreal.

    • Chris

      Com certeza. E tanto isso é verdade que ninguém está repassando dinheiro somente os produtores e o próprio deputado interessado. Eles arrecadaram somente 18 mil que foi do próprio bolso [risos]. A comissão da Lei Rouanet negou o projeto (como se pode ver na página da Lei Rouanet sobre o projeto). Esse país tem muita coisa absurda ocorrendo, mas essa loucura ainda não aconteceu.

  2. Raul tabajara

    Um amigo te deve um dinheiro. Você diz pro seu amigo: não devolva para mim, doe esse dinheiro para um abrigo. Quem doou o dinheiro? Seu amigo ou você?

    O governo DEIXA DE RECEBER impostos para que tal dinheiro vá para uma produção cultural. Ou seja: SIM o GOVERNO DOOU!

    O resto é mimimi.
    Sobre o conteúdo desse filme? pouco importa pra mim. O lance é espalhar a mentira. Isso não se faz

  3. Waldisio

    Até hoje não vi nenhum crítico do Wyllys que tenha ao menos um décimo da dignidade dele. Monte de moralistas, vão trabalhar ou estudar e parem de tentar gerenciar a bunda alheia!

    • Santiago

      Amigo como você faz pra medir a dignidade de alguém??? Com a régua?? Eu sou crítico do Wyllys, por favor meça minha dignidade.

      Esse tal Wyllys é um tremendo de um falacioso. Manipula o conteúdo das informações a bel prazer pra provar que está sendo vítima de uma conspiração homofóbica.

      Não respeito quem transforma cidadãos comuns em criminosos. A homofobia deve ser combatida e não as pessoas. As pessoas devem ser educadas.

      • Amanda

        Santiago, quem comete homofobia são as pessoas. Então o pensamento dessas pessoas devem sim ser combatida. É historico, um dia foi com negros, com mulheres. Vai ter que aturar.

  4. Tina Tales

    Olha, dava pra fazer um mês inteiro de e-farsas todo dedicado ao Jean Willys porque o tempo todo surgem boatos sobre ele. Já vi, por exemplo, que ele teria dito que a bíblia é uma piada. Vi também que ele teria uma proposta de lei que obrigaria crianças a fazerem cirurgia de mudança de sexo. Tudo é devidamente desmentido pelo próprio deputado em seus canais de comunicação. Mesmo assim os boatos continuam circulando. E sabe por quê? Porque ele é uma das principais figuras públicas a defender a causa LGBT. E ainda tem gente que acredita que não existe homofobia! Aham, tá bom…

  5. Santiago

    Quase um mi pra produzir um documentário????? As gravações serão feitas onde? No Cazaquistão??? No Brasil eu consigo produzir qualquer documentário por um terço do valor citado.

    Como tem menino ingênuo nesse fórum. Alguém acha mesmo que alguém gastaria essa dinheirama toda apenas pra mostrar pra sociedade a história do senhor Willys.

    Isso se chama campanha para as eleições para prefeitura de São Paulo. Primeiro alguém investe no tal documentário, depois das eleições eles conversam baixinho.

  6. ELVIS ANTONIO DA SILVA

    RAMON SPINDOLA CASAGRANDE, a explicação é simples! O Jean Willys, odeia tudo que não seja do mundo LGBTS e odeia também tudo que represente normalidade. Então é simples desprezar um indivíduo desses que ganha muito dinheiro e regalias para ser deputado e gasta todo seu tempo e energia com projetos que não traz nenhum benefício ao cidadão brasileiro enquanto assuntos importantes são engavetados ou protelados! Acho que todos concordam que a crise pelo qual estamos passando é fruto da homofobia e falta de kits gays nas escolas?! Não, essa crise é por falta de vergonha na cara dos políticos! Esperar o que de um país que elege ex BBB para deputado, né!

  7. Fabio

    Se vcs do E-farsas vão entrar no ramo político constatarão que a política brasileira e mundial é rodeada de farsas (para não dizer que é uma farsa completa).

    • Heberbio

      A Lei é importante. Mas como se trata de liberar verbas q vai fazer falta em outros investimentos, deveriam liberar apenas para temas históricos e que demonstrem polidez para a cultura nacional. Sem levar em consideração um grupo ou outro, mas a cultura necessária para uma boa educação e que faça diferença para estudos ligados aos futuros profissionais. Se for para liberar para qualquer tema, deveriam então fazê-lo em direitos iguais… não barrerem para outros grupos. Ex: Tem filmes de Cazuza (maconheiro) e outros artistas íntegros q não representam degradação?; Lula (corrupto) e outros políticos q representaram um diferencial à Nação em outros tempos? Cadê filmes contra a Ditadura falando dos dois lados do conftonto? E os tempos de corrupção de políticos após a Ditadura? As crises q nem entram em livros didáticos? E os artistas q fizeram gerações q hj vivem em asilos de artistas? E a história pessoal de pessoas q dedicaram a vida a outros sem levar nada em troca? Mas pra pobreza cultural sempre tem aqueles q liberam as verbas… Mas a verba acaba sendo descontada de todo o povo no geral, não apenas daquele grupinho q foi favorecido! Mais uma malandragem dos nossos desgovernos…

  8. A Lei é importante. Mas como se trata de liberar verbas q vai fazer falta em outros investimentos, deveriam liberar apenas para temas históricos e que demonstrem polidez para a cultura nacional. Sem levar em consideração um grupo ou outro, mas a cultura necessária para uma boa educação e que faça diferença para estudos ligados aos futuros profissionais. Se for para liberar para qualquer tema, deveriam então fazê-lo em direitos iguais… não barrerem para outros grupos. Ex: Tem filmes de Cazuza (maconheiro) e outros artistas íntegros q não representam degradação?; Lula (corrupto) e outros políticos q representaram um diferencial à Nação em outros tempos? Cadê filmes contra a Ditadura falando dos dois lados do confronto? E os tempos de corrupção de políticos após a Ditadura? As crises q nem entram em livros didáticos? E os artistas q fizeram gerações q hj vivem em asilos de artistas? E a história pessoal de pessoas q dedicaram a vida a outros sem levar nada em troca? Mas pra pobreza cultural sempre tem aqueles q liberam as verbas… Mas a verba acaba sendo descontada de todo o povo no geral, não apenas daquele grupinho q foi favorecido! Mais uma malandragem dos nossos desgovernos…

  9. Jason

    Como ó E-Farsas diz que a lei não dá dinheiro? A conta é simples:
    Se o governo tem 1 milhão para receber de impostos e transfere esse dinheiro para um terceiro, está dando dinheiro que poderia ser revestidos em beneficios em áreas mais importantes como saúde, educação, segurança

  10. Adan

    Jean wyllys é o cara que odeio tudo que é normal…e luta para que todos (sem exceção nenhuma) se tornem homossexuais, e caso você não queira, você é um homofóbico. Homofobia deve ser combatido sim, mas transforma o cidadão em heterofobico, fazer a população se voltar contra a família hetero, e enfiar na cabeça de todos que ser hetero é ser anormal é um absurdo. Além de que ele não aceita debater com ninguém afinal, provavelmente, não venceria ninguém em argumentos, isso fica provado em qualquer seção que ele vai…

  11. Ricardo

    Nossa, eu tô cada vez mais apavorado com a ignorância das pessoas. Cada comentário inútil, homofóbico, racista, machista, cheio de ódio. E o pior é que falam como donos da verdade absoluta. Não sabem debater un assunto qualquer sem destilar ódio e rancor.
    Não sei se são a maioria, mas a impressão que dá é que são, com seus discursos de falsos moralistas com suas mentiras (e repassam essas mentiras achando que estão fazendo uma grande coisa – tá aí o efarsas pra provar isso) tomando conta nas redes sociais e sites/blogs na internet.
    Se querem destilar esse ódio, pelo menos direcionem pra quem merece, pra quem realmente afeta negativamente a vida de vocês.
    Pra isso é só parar de “adquirir conhecimento” (kkkkk) na grande mídia: Globo, Veja, Época, Uol e afins. E olha que eles estão conseguindo alcançar seu objetivo, de conseguir juntar um batalão de imbecis trabalhando pra sua própria causa.
    Por favor, usem mais o que vocês tem entre as duas orelhas, pensem um pouco, estudem, antes de ficarem falando tanta merda que não agrega nada a ninguém!!!

    Quanto ao assunto em questão, vou ficar no aguardo do término do filme pra poder assistir e tirar minhas próprias conclusões.
    Tenho certeza que se o filme a ser produzido fosse sobre a vida (do drogado) do Aécio e não do (gay) do Jean Wyllys, esses berradores moralistas não abririam o bico pra nada, achariam até “bonitinho”.
    Agora, imaginem se fosse sobre (o bêbado) do Lula!!!!!

  12. Nada me interessa saber sobre a vida desse sujeito. E porque eu tenho que pagar mais uma vez a conta? Vergonhoso! Cada vez mais metem a mão no bolso do contribuinte sem nenhum pudor e quanto a saúde e educação fica jogada as traças.

  13. Isso é lamentável, entendi que o governo não está dando dinheiro ao projeto, mas está dando isenção do imposto, e porque isso não é feito para educação, saúde e empregos?

    Redução a carga tributária para empresas que beneficiam essas áreas, sabe porque? Corrupção, ou vocês acham que o governo não está mordendo uma fatia ? Realmente esse lugar que tanto amo está complicado!

  14. CABEÇA DE PORCO… É O MEU COMENTÁRIO.

    AUDITORIA JÁ EM TODO PROCESSO SELETIVO DO DEPARTAMENTO QUE CUIDA DAS APROVAÇÕES.

    CULTURA DE UM PAÍS É UMA COISA… FANFARRA É OUTRA.

    RATOS E BICHOS ESCROTOS ENTENDAM O QUE QUISEREM…

    DEFENDO AUDITORIA JÁ… INTERESSE TEM DE SER AO BEM DA CULTURA.

  15. Ricardo

    O governo não tem verba para saúde, educação e segurança, mas tem dinheiro para financiar filme deste indivíduo e ainda quer implantar CPMF. Isto é uma vergonha. PT Partido maldito, nunca mais.

  16. Souzabone

    Não foi o caso já sabemos…. de qualquer forma, entre o incentivo a ”cultura” e a arrecadação de impostos, o primeiro pelo menos levará o pão para a mesa de algumas pessoas honestas envolvidas nos trabalhos, mesmo que temporariamente…já o segundo….!!!!

  17. Claudia

    A foto mostra wilis aainda pão com ovo, Lulu de banlieu. Na verdade há sim influência na hora de autorizar o projeto a receber incentivos via Rouanet. São funcionários federais engajados que determinam a separação do joio do trigo, sendo na maior parte o joip encaminhado para o incentivo.

  18. Beatriz Correia

    O governo não tem verba para saúde, educação e segurança, mas tem dinheiro para financiar filme desta deputado que é contra tudo que é relacionado ha um casamento de sucesso!

    • Eu™

      CARALHO, como você é analfabeta!

      LEIA O TEXTO!

      *Conclusão
      Está sendo produzido um documentário sobre a vida política do deputado federal Jean Wyllys, mas o Governo NÃO doou 843 mil reais para a sua realização. Todo o projeto está sendo feito de forma independente e, agora está fazendo uma vaquinha com a ajuda do público para ser finalizado.

  19. Carol Silveira

    Situação lamentável… O governo diz que não tem verba para saúde, educação e segurança, mas tem dinheiro para filme desse cara ridículo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *