Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Restaurante na Tailândia servia macarrão com carne humana para os clientes?

Fora de Contexto

Restaurante na Tailândia servia macarrão com carne humana para os clientes?

Restaurante na Tailândia servia macarrão com carne humana para os clientes?

No dia 15 de julho de 2019, o site “RIC Mais” publicou uma notícia bem macabra! Aliás, a manchete dava uma ideia do que estava por vir: “Macarrão com carne humana: restaurante serve restos mortais em macarrão“. Utilizando como fonte o site “Asia One” foi mencionado que clientes de um restaurante que se dizia vegetariano, em Bangkok, na Tailândia, teriam notado pequenas quantidades de carne nas tigelas de macarrão e decidiram reportar para as autoridades.

Segundo informações da polícia, ao chegarem no local todos ficaram surpresos ao verem as paredes da cozinha com sangue e restos mortais no chão. Em seguida, os policiais prosseguiram com a investigação e encontraram o corpo de um homem de 61 anos jogado num “tanque séptico” das instalações! A vítima era Prasit Inpathom, um cliente fiel do restaurante. Ainda segundo a polícia, o homem teria sido visto pela última vez ingerindo bebidas no dia 21 de outubro.

De acordo com testemunhas, o homem teria brigado com o dono do restaurante, e acabou sendo atingido com um objeto pontudo na cabeça. As investigações teriam apontado que o autor do crime tentou se desfazer do corpo misturando-o com o macarrão servido aos clientes.

Trecho da notícia publicada pelo site “RIC Mais”.

Alguns Questionamentos Iniciais

Desde o começo essa história era bem estranha e suspeita! O texto, por exemplo, não informou quando a ação policial teria ocorrido. Também não há nenhum link relacionado a fonte citada (o site “Asia One”). Para completar, foi citado o mês de outubro, mas não foi mencionado o ano. Teria acontecido no ano passado? Em algum outro ano? A carne de um único corpo humano estaria “rendendo” até hoje?

Enfim! De qualquer forma, será que essa história pode ser realmente verdadeira? Um restaurante vegetariano na Tailândia servia pedaços de carne humana juntamente com macarrão? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

O caso foi tirado do seu contexto original! De fato, houve um homicídio, mas este ocorreu em outubro de 2018, num período em que o restaurante não estava aberto ao público. Portanto, não havia clientes e nenhuma refeição estava sendo servida na época do crime. Aliás, o restaurante sequer tinha terminado de ser construído. Ele chegou a abrir temporariamente por três dias, durante um festival vegetariano que terminou dias antes do crime. O estabelecimento permaneceu fechado após o encerramento do festival.

A polícia também confirmou que nenhuma parte do corpo da vítima foi usada nesse sentido. Além disso, nenhum outro corpo foi encontrado no terreno do restaurante.

Entenda o Caso

No dia 21 de outubro de 2018, um homem identificado como “Prasit Inpathom”, 61 anos, teria sido visto pela última vez ingerindo bebidas alcoólicas. Dois dias depois (23), seu corpo foi encontrado numa fossa séptica dentro do terreno pertencente ao restaurante. A cozinha estava repleta de sangue espalhado pelo chão e pelas paredes, além de alguns outros detalhes que acredito não serem necessários mencionar.

O corpo da vítima foi encontrado dentro de uma fosse séptica no terreno do restaurante. Uma máquina de lavar estava sobre a tampa dessa fossa.

Na tampa da fossa séptica havia marcas de sangue, mas obviamente ocultamos esse detalhe da foto.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

O corpo do senhor de idade foi encontrado sem vida e extremamente ferido no interior da fossa séptica. Contudo, por motivos óbvios, ocultamos maiores detalhes da imagem.

Em entrevista ao site “Coconuts”, o tenente-coronel Adul Thongpetch, investigador da polícia de Lat Krabang, distrito de Bangkok onde o crime ocorreu, disse que Prasit sofreu diversos golpes na cabeça e no rosto. Ele também disse acreditar que a vítima havia sido morta no dia 21 de outubro.

Quem Matou Prasit?

O suspeito de cometer o assassinato era Boonyuen Kamtawee, irmão do proprietário do restaurante, que estava sendo pago para trabalhar nas obras. A vítima recebia dinheiro de Boonyuen para ajudá-lo nas obras, sendo que ambos eram frequentemente vistos bebendo juntos. Boonyuen também tomava conta do local, mas “desapareceu” na mesma época que Prasit. No dia 23, quando o dono do restaurante apareceu para ver o andamento do serviço, notou que o local estava abandonado. Então, ele acionou a polícia.

O suspeito de cometer o assassinato era Boonyuen Kamtawee, irmão do proprietário do restaurante.

Boonyuen voltou para sua cidade natal, na província de Prachuap Khiri Khan, mas acabou se entregando à polícia. Isso ocorreu no dia 27 de outubro, depois que um mandado de prisão foi expedido. No entanto, ele se recusou a cooperar com as autoridades. Na época, ele estava trabalhando com seu advogado para se defender da acusação de homicídio.

Por que Essa História Continua Sendo Disseminada de Forma Incorreta?

Essa história de que pedaços de carne humana teriam sido servidos juntamente com macarrão foi amplamente divulgada pela imprensa internacional entre o fim de outubro e início de novembro de 2018! Sites de tabloides britânicos, a exemplo do “Daily Mail“, assim como outros sites, teoricamente mais confiáveis, a exemplo da “Vice” e “Newsweek“, promoveram essa história a partir do site “Asia One“. Por sua vez, este se baseou em sites chineses, assim como o “Apple Daily Taiwan“, “Zaobao” e “Oriental Daily“.

Basicamente, a cada site que passava a qualidade da informação piorava. O velho “telefone sem fio”. Curiosamente, sites tailandeses de notícias que foram originalmente citados pelo “Asia One”, mencionavam o homicídio, mas não citavam que o local estava servindo refeições com carne humana! Logo, o “Asia One” não verificou corretamente o caso, que acabou sendo disseminado de maneira incorreta pelos demais sites. Complicado!

Entretanto, mais complicado ainda é que diversos sites que noticiaram isso, sequer atualizaram ou corrigiram seus textos posteriormente. Assim sendo, até hoje alguns sites se aproveitam de tais informações incorretas para requentar essa história macabra.

Conclusão

O caso foi tirado do seu contexto original! De fato, houve um homicídio, mas este ocorreu em outubro de 2018, num período em que o restaurante não estava aberto ao público. Não havia clientes e nenhuma refeição estava sendo servida na época do crime. Aliás, o restaurante sequer tinha terminado de ser construído. Ele chegou a abrir temporariamente por três dias, durante um festival vegetariano que terminou dias antes do crime. O estabelecimento permaneceu fechado após o encerramento do festival.

A polícia também confirmou que nenhuma parte do corpo da vítima foi usada nesse sentido. Além disso, nenhum outro corpo foi encontrado no terreno do restaurante. Portanto, houve um homicídio, mas pedaços de carne humana nunca foram servidos juntamente com macarrão.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Topo