Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Um raro fenômeno mostra um filete de água como se estivesse congelado?

Viral

Um raro fenômeno mostra um filete de água como se estivesse congelado?

Um raro fenômeno mostra um filete de água como se estivesse congelado?

Será verdade, que um raro fenômeno mostra um filete de água como se estivesse congelado? Recentemente, no dia 16 de janeiro de 2019, uma página do Facebook chamada “Bad Parenting Moments” publicou um vídeo muito interessante, no qual aparece um filete de água jorrando de um cano que, em um primeiro momento, parecia estar congelado devido a baixa temperatura do ambiente (é possível notar claramente que havia nevado no local). Porém, durante o vídeo, o responsável pela filmagem coloca a mão no filete de água, e mostra que a água ainda estava em estado líquido. Em seguida, a água aparenta estar congelada novamente!

Esse vídeo acabou sendo compartilhado em nosso grupo no Facebook (convido a todos para que também façam parte dele), sendo que a absoluta maioria dos comentários apontava para a existência de um truque no vídeo. Alguns usuários alegaram, que o responsável pela filmagem ajustou a taxa de quadros por minutos (FPS) e a velocidade do obturador (“shutter speed” ou “SS”, em inglês) de sua câmera para causar tal efeito. Contudo, será mesmo que existe algum truque nessa filmagem? Será que estamos diante de um fenômeno raro e totalmente natural? Isso é o que vocês descobrir agora, aqui, no E-Farsas!

A Divulgação do Vídeo por Parte de um Fotógrafo e Cineasta Italiano Chamado Dario Bonzi

Esse vídeo ganhou repercussão mundial após sua divulgação por parte do tabloide britânico “Daily Mail” (DM), no dia 15 de dezembro de 2018. No texto publicado pelo DM foi mencionado, que o responsável pela filmagem se chamava Dario Bonzi, 28 anos, morador da cidade de Brescia, no norte da Itália. Dario, que é fotógrafo e cineasta, havia postado o vídeo em uma rede social, onde, naquela época, já havia obtido mais de 3 milhões de visualizações.

Ele alegou, que estava visitando Valcamonica (Vale Camonica), um dos maiores vales dos Alpes centrais, na Lombardia Oriental, também na Itália, quando se deparou com um filete de água muito estranho oriundo de uma bica pública. Uma parte dele aparentava estar congelado, porém, na parte final do filete ou quando ele colocava a mão, interrompendo o fluxo de água, era possível notar que esta ainda estava em estado líquido.

Esse vídeo ganhou repercussão mundial após sua divulgação por parte do tabloide britânico “Daily Mail” (DM), no dia 15 de dezembro de 2018.

Dario disse, que nunca tinha visto nada parecido. Parecia gelo, mas que era realmente água corrente. Ele disse que aquilo, na verdade, se tratava de um fenômeno raro, e que tinha relação com algo chamado dinâmica de fluidos (ramo da ciência aplicada, que se preocupa com o movimento dos líquidos e gases). O nome do fenômeno? Fluxo laminar. Ele também disse que, para a ocorrência de um fluxo laminar, a água devia estar livre de impurezas, e a velocidade do fluxo constante. A superfície interna do tubo, da qual a água estava fluindo, também devia ser lisa. Cada molécula de água segue a trajetória da posterior de uma forma muito precisa, e a ausência de vento também ajudaria.

Resumindo? Dario deixou claro se tratar de algo natural, ou seja, ele não disse que tinha ajustado sua câmera para gerar tal efeito (isso não quer dizer, é claro, que não pudesse ter feito, afinal de contas estamos falando de pessoas, e pessoas mentem).

Dario alegou, que estava visitando Valcamonica (Vale Camonica), um dos maiores vales dos Alpes centrais, na Lombardia Oriental, também na Itália, quando se deparou com um filete de água muito estranho oriundo de uma bica pública

Um detalhe interessante, e que poderia passar desapercebido aos olhos de vocês, é que o vídeo divulgado no “Daily Mail” possuía uma marca d’água da famigerada agência de notícias Caters. Muito provavelmente, a maioria de vocês não deve conhecê-la, então preciso informar rapidamente sobre a reputação dela. A Caters costuma alegar, que é a agência independente de notícias mais antiga do Reino Unido, fundada em 1927, e possui uma “agência-irmã”, a Mercury Press and Media.

No passado, em um outro blog que trabalhei, desmenti inúmeros casos de cunho paranormal ou sobrenatural divulgado por eles. Isso porque, tanto a Caters quanto a Mercury Press and Media, não se importam com aquilo que divulgam. Simplesmente se deparam com um vídeo viral, por exemplo, e compram os direitos autorais. Há casos ainda piores, quando as pessoas procuram essas próprias agências, geralmente munidas de uma foto ou vídeo, e contam um relato do que aconteceu com elas. Dependendo da história, todo esse material é comprado por eles (os valores variam entre 3 a 4 dígitos). Então, é elaborado todo um texto pré-formatado que, em seguida, é vendido para os tabloides divulgarem da maneira mais eloquente possível. Na absoluta maioria dos casos, ninguém se importa se as informações são falsas ou não, principalmente se o assunto for banal. Lembrando que, a venda de histórias pessoais é amplamente estimulada pela mídia online britânica. É um mercado extremamente lucrativo e, muitas vezes, disseminador de desinformação.

Um detalhe interessante, e que poderia passar desapercebido aos olhos de vocês, é que o vídeo divulgado no “Daily Mail” possuía uma marca d’água da famigerada agência de notícias Caters. Muito provavelmente, a maioria de vocês não deve conhecê-la, então preciso informar rapidamente sobre a reputação dela

A marca d’água denotava que a Caters possuía ou administrava os direitos autorais do vídeo de Dario. Portanto, tínhamos dois sinais de alerta no texto, que poderiam indicar que não estávamos diante de um fenômeno natural: Dario era fotógrafo e cineasta (sabia mexer com câmeras e produção de vídeo), e o direitos tinham sido vendidos para a famigerada agência Caters. Será que Dario usou algum truque de câmera ou manipulou o vídeo apenas com o intuito de viralizá-lo, e vendê-lo a um bom preço para a mídia britânica?

Em Busca de Informações Complementares

Uma vez que o texto nos dava uma série de dados importantes, restava apenas ir atrás de informações complementares. Assim sendo, foi possível encontrar a primeira vez, que Dario publicou seu vídeo tanto no YouTube, quanto em sua conta no Instagram.

No YouTube, Dario publicou seu vídeo no dia 3 de dezembro de 2018 (obtendo cerca de 144 mil visualizações até o momento). Já no Instagram, ele publicou no dia 5 de dezembro do mesmo ano (obtendo pouco mais de 10 mil visualizações).

YouTube:

Instagram:

View this post on Instagram

IMMOBILE!! Sembra ghiaccio ma è acqua che scorre! Si tratta di una condizione fluidodinamica piuttosto rara chiamata FLUSSO LAMINARE STAZIONARIO, non è un effetto ottico ma è reale #scienza #natura #science #sciences #mountain #water #static #staticflow #flussostazionario #terrefredde #bestofthesay #incredible #fantastic #naturelovers #naturepic #instadaily #instalike #exploration #inlombardia #sciencejokes #awesome #awesome_earth #nature_perfection #aprica #ig_sondrio #fisica #physics #explore #explorer #travel This content is exclusively managed by Caters News. To license or use in a commercial player please contact licensing@catersnews.com or call +44 121 616 1100 / +1 646 380 1615

A post shared by Terre Fredde • Dario Bonzi Ph (@dariobonzi) on

O vídeo publicado no YouTube é o mais interessante por um único motivo: os comentários. Dario Bonzi se mostrou bem ativo em responder os questionamentos feitos por alguns usuários. Ele novamente disse que não havia utilizado nenhum truque de câmera, e que a filmagem foi feita a partir de um iPhone, a 2.000 metros de altitude, durante uma caminhada pelos Alpes italianos, mais precisamente em Vale Camonica. Ele garantiu que viu aquilo acontecer de forma natural, a olho nu.

A Desconfiança por Parte dos Demais Usuários na Internet

Em diversas cópias desse vídeo, que foram publicadas por outros usuários no Facebook e no YouTube, uma dúvida pairava no ar: Dario estava mesmo falando a verdade? Muitas pessoas alegavam, que Dario Bonzi havia ajustado a velocidade do obturador de sua câmera e, encontrado por sorte, a frequência exata daquele filete de água. Já outros alegavam, que o vídeo era falso, que tinha sido manipulado digitalmente de alguma forma, embora ninguém tenha encontrado nenhum indício de edição ou efeito especial durante a filmagem.

A primeira possibilidade é baseada em um truque de câmera bem conhecido da internet. Ajustando a velocidade do obturador, e tendo a sorte de encontrar algo girando na mesma taxa da gravação de quadros de sua câmera, é possível, por exemplo, filmar um helicóptero decolando ou voando com suas hélices paradas em pleno ar. Obviamente, há toda uma explicação técnica e científica sobre a razão pela qual isso acontece. Um vídeo publicado pelo canal “BrainStuff – HowStuffWorks“, no Youtube, em setembro de 2016 explica perfeitamente como isso funciona (em inglês, mas é bem ilustrativo):

A explicação acima seria facilmente reproduzível para objetos que estivessem girando, mas e quanto a água? Também seria possível filmar um filete de água como se estivesse congelado no ar? A resposta é sim. Porém, para fazer isso acontecer seria necessário, teoricamente, alguns esquemas artificiais.

Uma primeira possibilidade é que a água passasse, por exemplo, por um tubo de borracha, e em frente a uma caixa de som, que estivesse emitindo um som a 24 Hz, ou seja, fazendo a água vibrar 24 vezes por segundo, e uma câmera estivesse gravando a 24 Fps, ou seja, 24 frames por segundo. Assim sendo, a câmera filmaria o filete de água ou uma simples gota d’água como se estivesse parada no ar. Essa experiência foi reproduzida com sucesso pelo canal “Manual do Mundo”, no YouTube, em abril de 2012:

Entre em contato com o E-farsas via WhatsApp: (11) 96075-5663

Aliás, um dos vídeos mais interessantes nesse sentido é do canal “MrPlasm0”, no YouTube, que reproduziu essa experiência em março de 2013. O motivo? Esse vídeo mostra exatamente um filete de água inteiro congelado em pleno ar, e o efeito causado em outras frequências. Confira abaixo:

Entretanto, é muito importante ressaltar que, nos casos mencionados acima, é possível ver o efeito apenas através de uma câmera, não a olho nu.

Uma segunda possibilidade para fazer isso acontecer, mas dessa vez a olho nu, envolveria a criação de um dispositivo, que gerasse um fluxo laminar perfeito ou dando muita sorte mesmo. Isso porque o fluxo laminar é um aspecto da dinâmica de fluidos, que descreve quando um fluido flui em camadas paralelas, sem interrupção entre elas. Um fluxo laminar ocorre, quando o canal de fluxo é relativamente pequeno, o fluido está se movendo relativamente devagar, e sua viscosidade é relativamente alta (no caso da água isso pode aumentar com a pressão).

O fator “sorte”, por exemplo, “teria ocorrido” em um artigo do site “Science Alert”, de outubro de 2016, onde divulgaram um caso relacionado a uma piscina inflável sendo esvaziada. No vídeo divulgado era possível notar um jato curvo e perfeito de água saindo da piscina, que por sua vez, segundo o site, seria uma exemplo de fluxo laminar. De acordo com o “Science Alert”, o vídeo sugeria, que a água estava saindo suavemente da piscina, enquanto a velocidade, a pressão e algumas outras propriedades do próprio fluxo, em cada ponto dele, mantinham um valor perfeitamente constante.

No vídeo (https://gfycat.com/deepcheapkronosaurus) divulgado era possível notar um jato curvo e perfeito de água saindo da piscina, que por sua vez, segundo o site, seria uma exemplo de fluxo laminar.

Agora, caso ninguém queira depender do fator sorte, seria necessário construir um dispositivo caseiro ou profissional para conseguir obter um fluxo laminar. Um ótimo exemplo disso é uma fonte projetada pela empresa californiana WET Design of Burbank, que está localizada no Aeroporto de Detroit, nos Estados Unidos:

Existem outras ao redor do mundo, assim como no Hotel Burj Al Arab Jumeirah, em Dubai:

Conforme vocês puderam perceber, um fluxo laminar de água, que seja visível a olho nu, geralmente gera um jato constante, cristalino e sem pertubações. É uma espécie de “jato limpo” de água, que possui um formato cilíndrico perfeito em pleno ar, fazendo com que as pessoas acreditem, que a água esteja congelada ou até mesmo passando por um tubo invisível de borracha.

Em alguns vídeos publicados no YouTube podemos ver inúmeros casos semelhantes, porém, em alguns casos, existem os truques de câmera ou então a água está mesmo passando por um tubo transparente de borracha. É necessário ter muito cuidado, e não acreditar em tudo que contam na internet.

Verdade ou Mentira? A Inusitada Realidade Por Trás do Vídeo de Dario Bonzi!

Diante de tudo que já escrevemos, o vídeo de Dario Bonzi apresentava fortes indícios de ser uma farsa. Ele é fotógrafo e cineasta, ou seja, tem conhecimento em relação a equipamentos fotográficos, os direitos de seu vídeo foram adquiridos ou administrados pela famigerada agência Caters e, para piorar a situação, o filete de água do vídeo não parecia ser um fluxo laminar como, em tese, deveria ser visualmente a olho nu.

Para tentar resolver esse dilema, entrou em cena um colega meu chamado Janne Ahlberg, responsável pelo site “HoaxEye”. Diga-se de passagem, Janne é uma das melhores e mais competentes pessoas, que já tive o prazer de conhecer em toda minha vida. Um finlandês verdadeiramente dedicado a esclarecer a verdade por trás de fotos e vídeos (principalmente fotos), que divulgam na internet como sendo verdadeiras ou então representando um local, uma data ou um contexto totalmente diferente do original.

Para tentar resolver esse dilema, entrou em cena um colega meu chamado Janne Ahlberg, responsável pelo site HoaxEye. Um finlandês verdadeiramente dedicado a esclarecer a verdade por trás de fotos e vídeos (principalmente fotos), que divulgam na internet como sendo verdadeiras ou então representando um local, uma data ou um contexto totalmente diferente do original.

Considerando que Dario Bonzi teria filmado esse filete de água usando um iPhone, a 2.000 metros de altitude, e durante uma caminhada, seria meio difícil que, no meio da neve, Dario conseguisse encontrar uma bica pública, cuja água estivesse vibrando na mesma frequência da taxa de quadros usada na filmagem (filmando através da ajuda de algum aplicativo para isso). Também seria remota a possibilidade de montar toda uma estrutura só para fazer isso. Por outro lado, seria realmente possível existir um fluxo laminar visível a olho nu semelhante ao registrado por ele? A resposta é sim!

Além de Janne, um cientista e escritor britânico chamado Andrew Steele entrou em contato com Dario, obteve maiores informações e pasmem, conseguiu reproduzir o mesmo efeito em uma simples e mera garrafa de leite! Assistam aos vídeos abaixo:

Quem também conseguiu reproduzir esse mesmo efeito foi o físico Nobuhiko Izumi, que atualmente trabalha no Laboratório Nacional de Lawrence Livermore, nos Estados Unidos, uma instituição federal norte-americana. Assista o vídeo abaixo:

Ambos disseram, que existem evidências suficientes para acreditar, que o vídeo de Dario Bonzi seja realmente verdadeiro. Os experimentos realizados mostram claramente, que esse efeito seria perfeitamente possível sem que houvesse nenhum tipo de truque de câmara ou aparato externo, ou seja, Dario realmente deu muita sorte em encontrar algo tão raro assim!

Conclusão

Apesar do meu instinto pessoal ainda me levar a pensar na existência de um único vídeo, e de Dario Bonzi não ter filmado o ambiente ao seu redor, mostrando mais detalhes da bica pública, temos todo um conjunto probatório sólido disponível sobre esse caso. Assim sendo, considerando as informações que temos e diante das reproduções realizadas, podemos concluir que o vídeo de Dario Bonzi é verdadeiro. Um exemplo raro e real de fluxo laminar, visto a olho nu. Não há indícios, que o vídeo tenha sido manipulado digitalmente ou que haja qualquer truque de câmera envolvido!

Continue lendo
2 Comentários

2 Comments

  1. Pingback: Um raro fenômeno mostra um filete de água como se estivesse congelado? - Blog Ultradicas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Topo