Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Uma “aurora boreal” apareceu nos céus na Indonésia após o tsunami de dezembro de 2018?

Falso

Uma “aurora boreal” apareceu nos céus na Indonésia após o tsunami de dezembro de 2018?

Uma “aurora boreal” apareceu nos céus na Indonésia após o tsunami de dezembro de 2018?

No fim de dezembro de 2018, um estranho vídeo viralizou nas redes sociais e no YouTube. Muitos usuários compartilharam esse vídeo, principalmente após a divulgação por parte de um usuário chileno, no Facebook. Nele, seria mostrada uma espécie de “aurora boreal” ocorrendo na Indonésia, apenas alguns dias após um “tsunami vulcânico” atingir o referido país. Isso seria algo muito inusitado, visto que as auroras ocorrem em regiões polares. Além disso, as chamadas auroras boreais ocorrem na região polar ártica, que é bem distante da Indonésia. Já as auroras austrais ocorrem na região polar antártica.

O avistamento de uma aurora na Indonésia poderia acontecer somente se houvesse uma supertempestade solar geomagnética, semelhante a ocorrida em 1859 (agradecimentos ao Marcelo Silva por lembrar dessa possibilidade), porém nada disso aconteceu no fim do ano passado.

Enfim, será que realmente aconteceu um fenômeno luminoso nos céus da Indonésia? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

O Vídeo da Suposta “Aurora Boreal” na Indonésia

Alguns sites e perfis em redes sociais divulgaram um vídeo mostrando aquilo que, na opinião deles, parecia ser uma “aurora boreal de cor roxa”, na Indonésia, no fim de dezembro de 2018. Muitos fizeram disso uma eventual associação ao tsunami ocorrido na noite de 22 de dezembro, que foi causado por uma erupção do vulcão Anak Krakatoa, no Estreito de Sunda, no mesmo país anteriormente citado. Basicamente, muitos passaram a dizer, que novos desastres aconteceriam na região, e que as tais luzes seriam um sinal do fim dos tempos.

O vídeo possui cerca de dois minutos, e logo nos primeiros segundos podemos ver o que seria “uma luz roxa no céu noturno”. Segundo tais sites e perfis em redes sociais, o fenômeno teria ocorrido no Natal, dia 25 de dezembro de 2018. Confira o vídeo:

Impresionante ; ahora aparecen Auroras boreales en Yakarta #Indonesia 🇮🇩 , Un fenómeno que solo se da en lugares elevados o polares atribuidos a la radiación solar , personas ya lo catalogan como una nueva señal de catástrofe para la región . #CambioDeEje #auroras #boreales #erupcion #terremotos 25/12

Posted by Rodrigo Contreras Lopez on Tuesday, December 25, 2018

Seriam as Famosas “Luzes de Terremoto”?

Alguns sites (entre eles o “Verdade Mundial” e o “OVNI Hoje“) questionaram se a luz de coloração arroxeada ao fundo poderia ser aquilo, que alguns chamam de “luzes de terremoto” (apelidadas em inglês de “EQLs”). Isso é um tanto contraditório, porque o tsunami ocorrido na noite do dia 22, na Indonésia, não foi causado por um terremoto, e sequer houve algum terremoto considerado moderado ou forte na região naquela data.

Aliás, é necessário fazer uma pequena observação nesse ponto. As “luzes de terremoto” ainda são alvo de muita discussão entre os cientistas, visto que muitos relatos e vídeos, na verdade, mostram transformadores explodindo no horizonte encoberto por nuvens. As “EQLs” são muito mais anedóticas do qualquer outra coisa, embora já tenha havido um estudo (basicamente simulações em laboratório) de como elas poderiam ser geradas (leiam bem, poderiam ser, não que tenha sido devidamente documentado e provado acontecer da mesma forma na natureza).

Algumas agências de notícias, tal como a Sputnik, até chegaram a dizer que a “NASA” já havia revelado cabalmente, por exemplo, a origem das luzes vistas no terremoto do México, em 2017. Foi citado o comentário de um único cientista, o Friedemann Freund, pertencente a NASA. Existe uma grande diferença entre a opinião de um cientista e do comunicado oficial de uma instituição (a explicação é do cientista, não da NASA). O grande problema é que cientistas da NASA também erram, uma vez que as luzes vistas no terremoto do México eram de transformadores explodindo no horizonte.

Os Problemas em Relação ao Vídeo Divulgado Sobre uma Suposta “Aurora Boreal” na Indonésia

De qualquer forma, houve uma série de problemas na divulgação do vídeo relacionado a uma suposta “aurora boreal” na Indonésia, por parte de sites e perfis em redes sociais:

  • Não foi mencionado o local exato, o horário da filmagem, e nem quem estava filmando.
  • No vídeo existia uma espécie de marca d’água como se o mesmo pertencesse a um cidadão chamado Rodrigo Contreras Lopez;
  • Só existia um vídeo? Se uma luz arroxeada desse tamanho realmente tivesse aparecido na Indonésia, e considerando que praia estava repleta de pessoas, deveria haver outros vídeos, não é mesmo? Mais pessoas teriam filmado, e veículos de imprensa teriam noticiado o fenômeno luminoso;
  • Ao fazer uma rápida pesquisa no Facebook e no YouTube era possível notar que esse único vídeo tinha massivamente e predominantemente divulgado por perfis da América Latina, e eram repletos de hashtags chamativas com a aparente intenção de ser viralizado.

Ao verificar o perfil do Rodrigo Contreras Lopez, no Facebook, é possível notar que ele possui um viés bem alarmista, e sempre publica vídeos e fotos de “incidentes climáticos” ao redor do mundo. Embora muitos vídeos sejam verdadeiros, é possível notar que ele faz isso de forma bem sensacionalista, não aparenta verificar a fonte dos vídeos, e faz uma grande mistura entre fenômenos climáticos. Rodrigo alega ser o climatólogo de uma página chamada “Alerta Roja“, que por sua vez se apresenta como sendo um jornalismo independente. Curiosamente, a absoluta maioria das publicações da página são compartilhamentos do que é publicado pelo próprio Rodrigo.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Ao pesquisar um pouco mais, foi possível encontrar um outro perfil, que também compartilhou esse vídeo, porém sem a marca d’água de Rodrigo. Em cerca de 3 dias, entre os dia 24 e 27 de dezembro de 2018, o vídeo obteve cerca de 440 mil visualizações e quase 10.000 compartilhamentos. Porém, posteriormente, a publicação acabou sendo deletada (o vídeo publicado pelo Rodrigo não foi deletado e já obteve cerca de 125 mil visualizações). Na descrição era possível ler:

Isso é um sinal? (na praia de Ancol). Espero que nada aconteça com a minha amada Indonésia.”

A descrição nos fornecia uma dica importante sobre o possível local da gravação do vídeo: a praia de Ancol, um dos principais pontos turísticos da Indonésia (embora haja muitas reclamações de poluição das águas devido ao excesso de visitantes). Um local repleto de resorts e hotéis de alto padrão. Ao verificar as imagens de Ancol, é possível notar, que as imagens no vídeo, embora noturnas e de péssima resolução, eram compatíveis com a referida região.

A descrição nos fornecia uma dica importante, o possível local da gravação do vídeo: a praia de Ancol, um dos principais pontos turísticos da Indonésia (embora haja muitas reclamações de poluição das águas devido ao excesso de visitantes)

Ao verificar as imagens de Ancol, é possível notar, que as imagens no vídeo, embora noturnas e de péssima resolução, eram compatíveis com a referida região.

Verdade ou Mentira?

Indo um pouco mais a fundo, encontramos justamente uma notícia divulgada pelo site de notícias Pojoksatu.id sobre esse vídeo. No texto é mencionado que o tal vídeo estava circulando em grupos do WhatsApp, e mostrava um estranho fenômeno nos céus de Ancol.

No entanto, o site fez o dever de casa e descobriu que o vídeo não era recente. Tinha sido publicado em 15 de outubro de 2017, no YouTube, numa conta de um usuário chamado “Ovan Lexa”. O vídeo possui o seguinte título: “Kejadian aneh dipantai ancol” (“Estranho Incidente na Praia de Ancol”, em português).

O texto publicado pelo site Pojoksatu.id ainda citou duas possibilidades para o ocorrido. A primeira seria devido a influência da luz entrando na lente da câmera e provocando distorções. A segunda, era simplesmente a presença de água na lente da câmera, que resultaria em efeitos luminescentes. Diga-se de passagem, essa última possibilidade é exatamente a mesma explicação para uma luz verde, que alegaram ter sido gravada sobre os céus da Austrália, no início de dezembro de 2018 (veja maiores detalhes aqui e aqui).

Essa explicação, no caso da Indonésia, é reforçada por inúmeros fatores. Eis alguns deles:

  • Somente uma câmera específica registrou o incidente;
  • Ninguém que aparece no vídeo parece se importar com o que está acontecendo ao fundo, simplesmente porque não estão vendo nada. Somente quem filma com o celular;
  • O site Pojoksatu.id citou algumas frases ditas no vídeo. No mesmo é possível ouvir a pessoa que está filmando indicando algo, que está acontecendo no fundo, mostrando várias vezes onde estaria a tal luz, mas ninguém vê nada, ou seja, o efeito luminescente aparece somente no celular de quem filma devido as gotículas de água na lente;
  • Logo no início do vídeo é possível ver um grande número de feixes luminosos de cor branca, ou seja, já havia luz sendo distorcida no começo do vídeo;
  • Para completar, a tal “aurora” se torna mais “côncava” ou “covexa” de acordo com a movimentação da câmera, claramente uma distorção provocada pela câmera, não no céu.

Conclusão

Nada de aurora boreal, sinal do fim dos tempos ou luzes de terremoto. Temos simplesmente um vídeo publicado em 2017, no YouTube, mostrando um efeito luminescente provocado por gotículas de água na lente da câmera, que voltou a viralizar de forma intencional devido ao recente tsunami.

Continue lendo
1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Uma “aurora boreal” apareceu nos céus na Indonésia após o tsunami de dezembro de 2018? - Blog Ultradicas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo