Vacina contra a rubéola foi a causa da microcefalia?

Share Button

Informação espalhada pelas redes sociais afirma que um lote de vacinas vencidas contra a rubéola causaram microcefalia em recém-nascidos! Será?

A notícia surgiu na primeira semana de dezembro de 2015 e rapidamente se espalhou através do Facebook e do WhatsApp. Segundo o alerta, um lote de vacinas contra a rubéola teria sido aplicado em grávidas, mas como a data de validade das vacinas estava vencida, os bebês acabaram nascendo com microcefalia.

O texto ainda relaciona a malformação nos bebês com vírus zika e acusa o governo de encobrir tudo para não ter que indenizar as crianças!

Será que isso é verdade?

Vacina vencida teria causado inúmeros casos de microcefalia no nordeste! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

Vacina vencida teria causado inúmeros casos de microcefalia no nordeste! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdade ou farsa?

As acusações foram espalhadas pelas redes sociais sem que nenhuma prova fosse apresentada! Como já mostramos diversas vezes aqui no E-farsas, uma das características de um boato digital é justamente a de fazer afirmações absurdas sem que haja a necessidade de se provar nada.

Além disso, o boato se apoia em um assunto que está em evidência no momento para atrair mais cliques e conquistar mais compartilhamentos.

Em algumas versões, o lote de vacinas vencidas teria sido usado em grávidas de Pernambuco. Já em outras versões, o fato teria ocorrido em Sergipe e/ou “em algum lugar do nordeste”! Bem vago, né?

As dúvidas iniciais desse alerta são:

  • Como o criador do boato sabe que as vacinas estavam vencidas?
  • Quando foram aplicadas essas vacinas?
  • Onde foram aplicadas essas vacinas?

Nenhuma foto, nenhum documento… nada! É só a palavra do boateiro!

Quem acompanha o E-farsas já deve ter lido nossas publicações a respeito de boatos envolvendo vacinação, um medo infundado que muitas pessoas tem desde um século antes da internet, como podemos ler aqui!

O Jornal Extra publicou um desmentido a respeito, juntamente com uma nota divulgada pelo Ministério da Saúde, que esclarece que não há nenhuma evidência na literatura nacional e internacional de que vacinas possam causar microcefalia.

O governo também explicou que:

“[…]desde 1983, os lotes por amostragem de imunobiológicos adquiridos pelos programas oficiais de imunização vêm sendo analisados, garantindo sua segurança, potência e estabilidade, antes de serem utilizados na população.[…]”

Mensagem espalhada pelas redes sociais diz que vacinação causou microcefalia! (foto> Reprodução/Jornal Extra)

Mensagem espalhada pelas redes sociais diz que vacinação causou microcefalia! (foto> Reprodução/Jornal Extra)

Uma reportagem feita pelo Jornal Zero Hora publicada no dia 10 de dezembro de 2015 esclareceu mutas dúvidas a respeito do zika e da microcefalia. Com a ajuda dos especialistas Lavínia Schuler-Faccini, presidente da Sociedade Brasileira de Genética Médica e professora da UFRGS, e Paulo Behar, chefe do serviço de infectologia da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, o jornal explica que:

  • Não há nenhuma relação entre vacina contra a rubéola e microcefalia;
  • Nos países africanos onde há a presença do vírus zika, a falta de registros sobre má-formações em recém-nascidos e a alta mortalidade infantil impossibilitam o controle de casos de microcefalia;
  • Na Polinésia Francesa, os pesquisadores ainda estão buscando evidências sobre a relação entre o vírus essa má-formação;

Essa reportagem da Revista Época explica que, diferente do que o boato alega, o surto de zika não está concentrado no nordeste, mas já se espalhou por todo o país!

Conclusão

Não há nada que comprove que grávidas receberam vacinas vencidas contra a rubéola e muito menos que essas vacinas tenham causado microcefalia em bebês. O boato se aproveitou do assunto “zika” para se espalhar mais rapidamente!

Share Button
Falso, Saúde, Viral
, , , , , , ,

Comente pelo Facebook

326 comentários

  1. Marcos

    Deveria ter pesquisas sobre essa vacina, fazer um histórico dessas mães que tiveram esses filhos, verificar os lotes que foram aplicados, etc, só então descartar a hipótese. Mas ninguém pode afirmar nada por enquanto.

    • Eu™

      Vacina contra rubéola NÃO faz parte do calendário de vacinação de gestantes, inclusive é altamente desaconselhável. Só por aí o boato já se prova completamente infundado.

      http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI12648-10510,00.html
      “Estudos mostram que bebês que nasceram de mulheres que tomaram a vacina sem saber que estavam grávidas não tiveram malformações. Mesmo assim a recomendação para que as gestantes não façam a imunização continua”

      http://gravidez-segura.org/vacina_rubeola.php
      “Devido ao fato do vírus selvagem da rubéola ser altamente teratogênico no início da gestação, a vacina, que é composta pelo vírus vivo atenuado, não é recomendada durante a gestação e aconselha-se às mulheres que receberam a vacina evitar a concepção até um mês após a vacinação.”

      http://vacinasantajoana.com.br/html/artigos-para-publico-rubeola-gravidez.htm
      “Toda vez que for indicada a imunização contra Rubéola, dar preferência para o uso da vacina Tríplice Viral (SCR – Sarampo, Caxumba, Rubéola), para prevenção das outras viroses, além de ser vacina altamente recomendada no calendário vacinal do adulto. Por ser vacina de vírus vivo, deve-se evitar a gestação 1 mês após a vacinação. Daí a oportunidade de imunização no puerpério imediato, uma vez que não há nenhum risco em relação ao aleitamento materno.

      Que fazer se uma mulher engravidar acidentalmente após a vacina de Rubéola?
      A primeira atitude é tranqüilizá-la! Mais de mil gestantes já receberam a vacina inadvertidamente e não houve nenhum caso de malformação fetal. Portanto, apesar do risco ser teórico, o obstetra deverá realizar acompanhamento no pré-natal. ”

      BUSTED!

      • Ester

        Eu estou grávida e posso te afirmar que faz sim parte do calendário das gestantes! Inclusive um dos primeiro exames que vc faz é para ver se vc já tomou. Eu estou em dia com todas as minhas vacinas e não vou precisar tomar. Mas se eu não tivesse tomado teria que tomar sim, por ordens médicas.

        • Ricardo Maia

          de onde você é?

          Aqui no RS realmente a vacina não faz parte do calendário, por haver riscos para o bebê!!!!

          Por favor me responda, e se puder colocar a foto da carteira de vacinação, eu vou estar divulgando e denunciando esse abuso que está ocorrendo aí no NORDESTE…. aliás… você é do nordeste?

      • O problema é se a vacina foi aplicada em mulheres em idade fértil sem conhecimento da gravidez. O componente Pertussis dessa vacina pode, sim, causar encefalopatias, mesmo em adultos e não ficaria surpreso se ambos, o Zika e a vacina, estivessem causando a epidemia.

        • Eu™

          “não ficaria surpreso se ambos, o Zika e a vacina, estivessem causando a epidemia.”

          Pois é. Mas segundo o nosso colega ferromodelista, não há uma epidemia. É tudo culpa do PT.

          Então desencana.

          Agora, que até agora ninguém conseguiu provar que vacina vencida causa microcefalia, ninguém conseguiu. E como se trata do assunto do post, qualquer coisa além disso deverá ser tratada fora daqui.

          Sugeriria o site da Gente do Bem lá do velhaco, mas como ele não pagou a hospedagem, o site tá fora.

          Tente o Facebosta, lá tá cheio de conspiraciotário que adora botar a culpa no governo por todos os males do mundo.

      • Eu™

        Que ótimos exemplos de amor ao próximo, hein? Querendo que mulheres grávidas tomem uma vacina que não devem tomar enquanto grávidas, e vencidas ainda por cima, só pra desmentir um boato infundado?

        Shame on you.

        • Eu™

          Então faça um favor à sociedade e denuncie esse posto de saúde ao ministério da saúde, pois este procedimento é incorreto e pode botar em risco sua saúde e do seu bebê. Inclusive poste aqui o nome e o endereço deste posto e da pessoa que fez esta recomendação para que possamos fazer uma denúncia formal.

          • Eu™

            Ô jacu do mato, informação retirada do PRÓPRIO MINISTÉRIO DA SAÚDE:

            http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/leia-mais-o-ministerio/197-secretaria-svs/13600-calendario-nacional-de-vacinacao

            LEIA, caso saiba, e veja no calendário que as gestantes NÃO RECEBEM VACINA CONTRA RUBÉOLA.

            Biblioteca Virtual da Saúde, do GOVERNO (http://bvsms.saude.gov.br/), contendo instruções para os médicos e agentes de saúde:

            http://bvsms.saude.gov.br/bvs/periodicos/agentesacao/rubeola.pdf

            “Gestantes não devem ser vacinadas”
            “Esclareça as gestantes de sua microárea sobre essa restrição.
            As mulheres que engravidarem até 30 dias depois de tomarem a vacina, e também aquelas
            receberam a vacina sem saber que estavam grávidas devem ser acompanhadas com toda a atenção.
            Se você identificou alguma mulher nessa situação, fale imediatamente com seu instrutor-supervisor
            ou com a equipe de saúde a qual você está vinculado, para receber orientação sobre o que fazer.
            Após o nascimento do bebê, oriente-as para que tomem a vacina contra rubéola, na unidade de saú-
            de ou mesmo na maternidade.”

            “Quem está grávida pode tomar a vacina contra rubéola?”
            “Não. Apesar de estudos mostrarem que a vacina con- tra a rubéola é segura e mesmo se aplicada durante a gravidez não causa danos ao feto, a recomendação do Ministério da Saú- de é não vacinar gestantes. Este procedi- mento visa evitar dúvidas no diagnóstico de algum problema que venha a ocorrer com o bebê. As mulheres que estiverem grávidas no período da Campanha deverão tomar a vacina contra a rubéola logo após o parto, na materni- dade ou na unidade de saúde.”

            Entendeu ou preciso desenhar? O MINISTÉRIO DA SAÚDE RECOMENDA A NÃO APLICAÇÃO DA VACINA EM GESTANTES, caso seu médico ou posto de saúde recomende a aplicação, eles DEVEM SER DENUNCIADOS POR NEGLIGÊNCIA, AO CONTRARIAR INSTRUÇÕES EXPLÍCITAS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Anonimo

    minha esposa teve zica quando estava com 4 meses de gravida e como se não bastasse depois que minha filha nasceu com 2 meses ela também pegou a zica, e ele ta saudável ate hoje e ja tem 1 ano e 2 meses, nunca apresentou doença ALGUA, ao contrario e muito saudavel e inteligente.

    OBS: MINHA ESPOSA NÃO ACEITOU NENHUM TIPO DE VACINA ENQUANTO ESTAVA GRAVIDA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! SÓ PRA RESALTAR

    • Tanja

      Fico feliz por ler o seu post. Moro na Alemanha e aqui nao se aplica absolutamente nenhuma vacina em mulher grávida! Por aqui estámos achando muito estranho essa ligaçao da Zika aos bebes mal-formados. Tem Zika na América inteira, mas os bebes mal-formados só nasceram no Nordeste? Tem algo de estranho nisso, nao acham?

      • Eu™

        “Tem Zika na América inteira, mas os bebes mal-formados só nasceram no Nordeste? Tem algo de estranho nisso, nao acham?”

        Não, não nasceram só no Nordeste. Acho que a informação está chegando incompleta aí na Alemanha.

  3. Daniel Marques de Sousa

    simples, aplique uma dose da vacina contra a rubéola (vencida), na mulher ou filha de um Dr(a), que diz não existir evidencias cientificas. Assim saberemos o resultado em curto prazo.

  4. Luciana Silva dos Santos

    Concordo, tem que ser feita uma pesquisa bem detalhada, para saber se essa noticia é verdadeira. Pois sabemos que a parte mas fraca que é sempre a prejudicada. ai sim poderemos descartar essa possibilidade. Pois se realmente essas vacinas estavam com a validade vencida aí a situação vai ficar preta para o Ministério da Saúde.

  5. Nelson Luiz Busatta

    Vamos desvendar então agora a O BOATO feito pelo Governo que a MICROCEFALIA É CAUSADA pela zica. E FARSAS nos mostre as pesquisas que comprovaram e fizeram o governo alardear par o Brasil inteiro este BOATO que . A MEU VER E UM BOATO e isto se quer vocês do e-farsas falaram. CLARO QUE AGORA É UM BOATO DO GOVERNO AÍ PODE. EM relação as VACINAS parece que vocês nem sequer nunca na vida leram uma BULA de uma VACINA nem pesquisaram NADA.

    • Ester

      O mais interessante é o quanto é falado aqui que grávida não toma a vacina…Existe então um sério problema no Brasil de desinformação entre os médicos…pq falei e volta a repetir…eu já sou vacinada, só sei disso, pq estou grávida e fiz uma exame (solicitado pelo médico, que é comum e todas as grávidas e mamães que eu conheço fizeram) que verifica uma série de doenças e se a grávida tomou a vacina. E antes de obter o resultado fui avisada que caso não tivesse tomado a vacina de rubéola eu teria que tomar… Se o que vocês estão defendendo com unhas e dentes é verdade e vcs realmente trabalham com isso (o que eu tenho lá minhas dúvidas), gentileza ir a junta médica e informar! Pq de acordo com vcs eles estão fazendo isso errado.

  6. Alexandra

    Grávidas não recebem vacina contra rubéola, primeira falha do boato. Eu trabalho no SUS e se acontecesse algo semelhante, mesmo assim não poderia afirmar que a culpa é de um lote de vacinas. Tantas pessoas já tem receio d3 vacinar seus filhos em tantas áreas de vulnerabilidade social e um boato desses é um desfavor. ..

  7. Olá.

    Essa é a primeira vez que eu acesso o site, já que minha esposa gestante ficou um pouco impressionada com esse boato e acabou me contando. Gostaria de parabenizar pela iniciativa! Desde que me liguei mais fortemente à ciência por profissão, tenho notado a grande necessidade de conscientização da população que é tão facilmente enganada por boatos e lendas incrivelmente absurdas e, como nesse caso, teorias conspiratórias. E, assim como eu encaro tais boatos e como percebi que o text desse site faz, é apenas necessário um pouco de lógica e uma boa dose de bom senso para desmascarar tais teses estapafúrdias.

    Além de te parabenizar pela iniciativa, gostaria também de te parabenizar pela perseverança. Como é facilmente notado nos comentários, existe um número notável de pessoas que gostam desse tipo de boatos e que, para que não percam sua ilusão de que há algo maior em jogo, preferem atacar a notícia e simpesmente gerar mais boatos infundados, como o famoso “ouvi falar de um caso”. Continue perseverando! É triste constatar o analfabetismo lógico/científico do brasileiro médio, mas é um alívio quando vemos initiativas como a sua.

    Abraços

    • Rogério Levy

      Brasileiro tem uma seria doença chamada Anti-governo, qualquer alarde(boato) que se inclui o governo vira motivo pra mais boatos, de vizinho, piriquito, papagaio e etc. Acho que se for procurar realmente algo coerente deve se ter um embasamento. E, realmente o existe um grande analfabetismo.

      • Samara

        Como o governo ou o laboratório uma coisa dessa? É assumir a própria morte não acha, todos devem pensar e analisar e depois tirar suas próprias conclusões, não fazer isso é burrice, deixar apenas que os outros sejam donos da verdade é idiotismo!

    • Todas as vacinas contém substâncias químicas perigosas para o
      organismo dos seres vivos, pois elas precisam ter na sua constituição, elementos conservantes, antibióticos, proteínas de vírus, bactérias e etc,… Sem isso, nenhuma vacina será viabilizada para o consumo…As substâncias mais perigosas são = (mercúrio, alumínio, formaldeído, óleo de escaleno, todas neurotóxicas e após a aplicação ocorre um encefalopatia, que depende do número de vacinas feitas (até os 2 anos as crianças brasileiras fazem mais de 30 vacinas e a cada década aumenta mais esses números…Tem também a imunidade pessoal de cada um, quanto menor a resistência orgânica, maior os efeitos colaterais e irão criar problemas futuros. Como o conteúdo das vacinas passa para os bebês intra-utero, através da placenta, pode ocorrer também esses efeitos colaterais indesejáveis que podem ser imediatos (febre,cianose, falta de ar, convulsões e paralisias) que são pouco frequentes)…Os piores problemas estão nos efeitos colaterais a médio e a longo prazos, que vão afetar muito a vida das crianças e adolescentes, criando sérios problemas a família dos afetados…

    • O mercúrio, o alumínio, o formaldeído, o óleo de escaleno, todos sempre presentes na constituição de vacinas, modificam a estrutura molecular do DNA humano e destrói enzimas que são importantes para o desenvolvimento normal dos indivíduos…É por isso que as doenças infantis estão surgindo de forma epidêmica…Defeitos físicos, paralisias, alterações nos órgãos dos sentidos (distúrbios visuais, casos de surdez, dislexias e doenças auto imunes) … Leiam esse artigo no Google ou no Youtube….. “INFORME-SE ANTES DE VACINAR SEU FILHO”

  8. isabella

    Porquê só há casos de microcefalia no nordeste,já que o virus da zika já está espalhado não só em todo oBrasil, como em outros países? Moro no Suriname (antiga colônia Holandesa) e aqui o vírus da zika está geral e não há nenhum caso de microcefalia.

    • Eu™

      Alerta da OMS (Organização MUNDIAL da Saúde), ou seja, nada a ver com o governo do Brasil:

      http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/12/151201_alerta_oms_zika_rm

      “Nove países
      Segundo a OMS, somente neste ano foram confirmados casos de zika em nove países das Américas. Brasil, Chile – na ilha de Páscoa -, Colômbia, El Salvador, Guatemala, México, Paraguai, Suriname e Venezuela.

      O primeiro caso na Colômbia foi registrado em outubro, no Estado de Bolívar. Desde então já foi constatada a presença do Zika em 26 das 36 unidades territoriais.

      Em novembro foram observados os primeiros casos em El Slavador, Guatemala, Mexico, Paraguai, Suriname e Venezuela.

      Mais uma vez, desconhecimento sobre o que está falando. Ignorância.

      • Edu

        Amigo, ignorante está sendo você pela sua falta de interpretação de texto. Você só fez corroborar o que a isabella disse com a sua notícia. Ela esta afirmando exatamente que o Suriname está enfrentando problemas com o Zika, como os diversos países que você citou. A questão é que somente o Brasil está associando o Zika virus a microcefalia. Onde na sua reportagem fala dessa associação?

        • Eu™

          Deixe de ser preguiçoso e leia o link todo:

          “OMS emite alerta global sobre zika vírus e reconhece relação com microcefalia”

          “”Há definitivamente uma conexão”, afirmou à BBC Brasil em entrevista telefônica o especialista da organização, Dr. Marcos Espinal, diretor do departamento de doenças comunicáveis da Organização Pan-Americana de Saúde.”

          Ou seja, não é o SÓ o Governo brasileiro que “acha” (como vocês adoram dizer) que zica e microcefalia estão correlacionados.

          “No comunicado aos países-membros, a organização pede que eles estabeleçam capacidade de diagnóstico da doença e que se preparem para um aumento no número de casos reforçando o atendimento pré-natal e neurológico.”

          “Como a doença tem sintomas suaves, muitos casos não são diagnosticados. Pode ser que tenhamos centenas de milhares de casos de zika e o número de casos de microcefalia seja eventualmente baixo”, ponderou.

          Mesmo que não tenha tido algum caso – até o momento até onde saibamos, pois há uma GRANDE diferença entre EXISTIREM casos de microcefalia e SABEREM QUE EXISTEM casos de microcefalia. Nem todo caso é registrado – não significa que não exista ou não venha a existir casos do tipo embreve;

          “Há uma conexão entre as duas coisas, mas causalidade é uma outra história. Não podemos dizer 100% que é só o zika vírus a causa da microcefalia, ela pode ser atribuída a diversas questões. Há uma conexão porque há um evidente aumento nos casos de microcefalia no Brasil ao mesmo tempo em que há um surto de zika no país.”

          Preciso desenhar?

          Aprendam a ler antes de vir vomitar asneiras.

          • marcello talamo

            Uma hora vc diz que não lê portais. Depois manda ler um artigo de portal que referenda a tese dos outros (e não a sua), de que há ASSOCIAÇÃO, mas não está provada a CAUSA.

            Já que vc pede tanto que provem, PROVE que não foram as vacinas, pois até agora temos CONFIRMADOS 404 casos de microcefalia, onde em apenas 17 registrou-se a presença do Zika no bebe, então, PROVE que vacinas, medicamentos ou larvicidas não provocaram as demais 387 ocorrencias

    • Marina

      Aleluia Isabela.
      Alguém de bom senso. TB tenho amigos na África e eles desconhecem casos de microcefalia relacionado a Zica que convivem a séculos.
      TB tentam convencer que as mães podem interromper a gravidez.
      Mas será que um local tão pobre e com tamanha falta de estrutura aaquelas mães podem se dar ao luxo de ter pré natal fazer ultra som e aí interromper sua gravidez??
      Já pararam para pensar que se realmente tiver ligação de vacina com a microcefalia o governo teria que não só indenizar mas arcar com todo o custo dessas centenas de famílias?
      Em 2014 houve uma campanha de vacinação para tríplice virar ( q inclui rubeola) em mulheres em período fértil.
      A recomenda é que não se engravide por 3 meses.
      Será mesmo que com essa saúde falha e esse descaso todas foram orientadas?
      Principalmente numa região onde mais se faz é fazer filhos?
      E outra..qtas mulheres ricas que fizeram seus pre Natais na rede particular vcs tem conhecimento de que seus filhos tiveram microcefalia.
      Acho que para ” AFIRMAR” que é uma farsa precisaria de uma investigação muito mais precisa.
      Coisa que já é fato que investimento para ciência já teve cortes a muito tempo.
      Cientistas estão ” sobrevivendo ” sem verba e com aparelhos ” engatilhados”.

      • Eu™

        Não há estudos sobre casos no continente africano. Lá, a mortalidade infantil é alta e, por falta de documentação, não existem registros de má-formação. Também houve um surto de zika na Polinésia Francesa, mas a interrupção da gestação é permitida no país. Portanto, se as anomalias foram identificadas durante o pré-natal, pode ser que tenha havido interrupção.

        • Enoque Nunes

          O e-farsas fazendo pesquisas no Google para poder responder perguntas sobre algo que ele defende!? Que vergonha, Sr. Eu! sua credibilidade acaba de descer pelo ralo.

          Vejam esse site de onde o e-farsas retirou essa resposta.
          http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2015/12/geral/471966-virus-zika-e-microcefalia-em-que-confiar.html

          Não há estudos sobre casos no continente africano. Lá, a mortalidade infantil é alta e, por falta de documentação, não existem registros de má-formação. Também houve um surto de zika na Polinésia Francesa, mas a interrupção da gestação é permitida no país. Portanto, se as anomalias foram identificadas durante o pré-natal, pode ser que tenha havido interrupção.

          • Gilmar Lopes
            Author

            Não entendo como que o E-farsas pode ter retirado essa resposta do Jornal do Comércio se publicamos nossa pesquisa no dia 10 de dezembro e essa publicação citada no seu link é do dia 14 de dezembro!
            Pode ser que passamos a prever o futuro…
            Todos os links que usamos em nossas pesquisas são citados no decorrer do texto do artigo para não ficarmos na base do “eu acho”.
            Obrigado pelo contato!

      • FERNANDO

        Mas você é mesmo idiota .você acha que no brasil não acontece isso?
        Tem que acreditar ,no brasil acontece tanta coisa que ninguém fica sabendo ,ou você e médico ou da area de saúde ,querendo tapar o sol com a peneira , como é tudo do governo ,querem esconder ,mas vamos acreditar que é verdade e tomar mais cuidado quando fomos passar nos ps da vida ,não acredito é por isso que o pais não vai pra frente ,temos que acreditar e denunciar ao ministério publico e ele que vai investigar se for uma farça ele vai arquivar senão alguém vai responder por esse infanticidio.

  9. Daniel marques

    Sr Carlos, mora no Brasil? Amei essa nova palavra (initiativas), isso agora não importa, faz uma pesquisa de campo nos postos de saúde do Brasil e depois, responde sobre a teoria da conspiração . Aqui não existe erros médicos, lotes de medicações vencidas e muito menor ladrões no congresso Nacional.

  10. giovane

    Essas mídias são tudo filhos da puta!!!!!!! Quero q vc se fodam cambada de mentirosos!!!!!! Vcs do é farsa vcs vão pagar por isso a justiça de Deus vai chegar!!!!!!

  11. Regina Célia Carvalho Souza

    Respondendo às pessoas que dizem que o vírus zika parou e está na região nordeste digo: São Paulo e Rio de Janeiro ( este último com 43 casos confirmados em correlação com mães que tiveram zika gestantes). Outra: lote grande esse que deu pra vacinar nordeste e sudeste heim?

  12. Lilica

    Sou defensora de qualquer vacina! Elas são estudadas e testadas arduamente até chegar à população com total segurança, jamais fariam isso propositalmente, no mais a vacina contra rubéola se no caso vencida só diminuiria o efeito da vacina é nada mais. No caso de não fazer em gestantes é somente para não associar a vacina a qualquer doença ou má formação, somente isso! Para que a gestante fique segura , só quem trabalha e acompanha o programa de imunização sabe da seriedade do trabalho e sabe que jamais tal descaso aconteceria não importando o partido político que administra! Seja Pedro ou Paulo o ministério jamais deixaria acontecer depois de tanta luta para conseguir desmistificar qualquer vacina. Salve Osvaldo Cruz!

  13. Gilmara Amorim

    Sei não! Mais isso é estranho pq só no nordeste tá tendo o caso de microcefalia se em todo o país tem o bendito mosquito da dengue? Eu e que não coloco minha não no fogo pra esse governo logo pq a indústria farmacêutica trabalha em cima das doenças se não tiver doença não tem verbas do governo, sei lá vcs podem até achar que tou falando besteira mais não confio nesses cientista vai que é eles que fazem essas doenças e colocam ae no mundo pro povo se lasca pq ae vai ter mais verbas pra eles ganharem milhões e milhões enquanto o povo fecha os olhos pra isso

    • Eu™

      “pq só no nordeste tá tendo o caso de microcefalia se em todo o país tem o bendito mosquito da dengue? ”

      Informe-se antes de comentar, não é só no Nordeste.

  14. Leoá.

    O Brasil tem o melhor calendário de vacinação no MUNDO. E erros assim, dessa magnitude, são difíceis de acontecer. Mas vamos ao boato. Mulheres grávidas não são vacinadas contra a rubéola.
    Quanto a crítica ao sistema de saúde do país. Ele não é perfeito, mas ele é muito abrangente. No papel ele é o melhor Sistema Público de Saúde do Mundo. Mas como é praxe do brasileiro criticar a sua terra mãe e não assumir seus atos, ao invés se assumir a responsabilidade sobre o avanço do mosquito (que se multiplica graças a água parada que o NOSSO lixo proporciona e não por mitose/meiose). O SUS é exemplo mundial. O problema é a gestão e se compararmos ele aos outros sistemas de saúde no mundo: Ele é novo. Ja que o Canadá tem um sistema de saúde publico com mais de 70 anos e a europa tem a política de bem estar social desde o começo do século 20.
    Nosso país tem muito o que crescer, e o governo é corrupto pois o brasileiro é um cidadão corrupto que se vende a mixaria do Bolsa Família e vota errado se fazendo de coitado.
    Quanto a temática, isso é boato sim pra se tirar a responsabilidade do cidadão na proliferação do mosquito

  15. Achamos tb. estranho, aqui em São Paulo não foi detectado nenhum caso de Microcefalia. Bem aqui as vacinas não estão com lete vencidos. Mas se este for o caso, acharam o problema causador da microcefalia. Agora Pq. as vacinas estavam com validade vencidas ? Não existe fiscalização neste País, não fiscalizarem nem as Barragens do Fundão ? Pq. o governo não atende as necessidades do Povo ? Pq. é tamanha a corrupção que não sobra, falta, aí falta vergonha na cara tb.

  16. Maria lucia

    Moro em Paranaguá,uma cidade do Paraná com o maior índice de casos de dengue e dizem que aeds é o mesmo que causa a zica, nenhum caso de microcefalia aqui ainda, entrando ne?

    • Eu™

      Isso se chama ESTUPIDEZ, BURRICE E IGNORÂNCIA de um povo que mal sabe ler e escrever, e acredita em tudo que compartilham no Facebosta e no Whatsapp.

      Aprendam a pensar e se livrem das amarras da idiotice.

      • E viva a inclusão tecnológica (inclusão digital é exame de próstata).

        Especialmente quando a inclusão tecnológica é feita sem uma inclusão social, cultural e educacional.

  17. Andreas

    Eu conheci uma pessoa no qual contraiu a rubeola na gravidez e o que aconteceu que o bb nasceu sem o cerebro , conclusão quando cortou o cordão umbilical o bb fechou os olhos estava apenas pelo cordão umbilical
    não sei dizer mas] que isto tudo esta estranho isso esta e ainda mais que o surtyo maior esta no nordeste, e se essas mães tenham contraido a Dengue claro que fica na corrente sanguinia , mas que isso aconteceu com essa pessoa que conheci aconteceu

  18. Vamos Analizar!!!!

    Vamos simplesmente a algumas perguntas em relação ao governo e uma resposta mais simples ainda!

    Pergunta – O boato é do governo?

    Resposta – Quantos partidos políticos de oposição existem no brasil?

    Resposta – Posso até estar errado, mas os ultimos noticiarios que vi “E olha que é meio dificil de eu ver, pois nao tenho tempo e nem sou fã de tv” em relação ao assunto e o próprio governo, se fosse verdade que a culpa é do governo, a Dilma ja nao ta na sua melhor fase aqui no Brasil e os politicos da oposição so querem mais um motivo para fud***la, esse seria um bom prato cheio para eles não acham???? Sobre a doença e bem simples! So colocar no google e se houver outros casos em outros paises, eles “iram” irão aparecer e o motivo tbm.

    Obs.: Essa é minha opnião e ninguem é obgd a concordar, so é apenas um ponto de vista como outro qualquer.

  19. Well

    Do mesmo modo que não há o que comprove que vacinas vencidas causaram a má formação, também não há nada que comprove que elas efetivamente causaram a má formação.
    Citaram aqui apenas afirmações de especialistas sem demonstrar qualquer fundamento científico.
    Outro sim, a literatura nacional ou internacional é feita com base em vacinas dentro do prazo de validade, então, isso não serve para comprovar nada.
    Acredito que nenhum órgão internacional vai se disponibilizar em fazer testes com vacinas vencidas, pois isso seria ,por si só, inviável e perigoso.
    O correto é que, se a vacina venceu, esta deve ser descartada. Se estas foram aplicadas, houve negligencia de alguma parte e isto sim deveria ser apurado com embasamento científico, e não com ilações.

  20. Maria jose

    Olha não sou cientista.e nem médica mas noa sou burra. Que tem alguma coisa errada aí tem.pode não ter cido a vacina da rubéola, mas que o governo. Tem culpa isso tem. E mais fácil colocar a culpa no mostoquito que admitir os erros.isso e o Brasil. Coitados de nós estamos. Perdidos.

    • Eu™

      Isso se chama CIÊNCIA, pesquisar padrões e tentar descobrir a causa de um problema. Até agora as evidências apontam para a doença e o mosquito, mas ninguém está falando que é a causa oficial e definitiva, apenas que tudo aponta que o mosquito transmite a zica e que é a possível causa do surto de microcefalia.

      Aprenda a PENSAR antes de comentar.

      • Edu

        Engraçado que a CIÊNCIA, ainda não foi capaz de associar nada com uma vacina vencida ou com problemas mesmo sabendo que a Rubéola na gravidez aumenta os riscos de microcefalia, sabia dessa? Não percebeu também que diversos continentes como Ásia e África, já sofrem com epidemias do Zika vírus a vários anos e nunca tiveram correlação com microcefalia, mas no Brasil é totalmente diferente, né? Não notaram que o foco está no Nordeste, mesmo havendo 2 (DOIS, pqp, DOIS casos realmente é prova?!) casos de microcefalia em SP como vc, de forma tãããão “inteligente”, citou! E a página usa de argumentos “porque sim”, “porque fulano (que poderia se queimar) disse que é assim”, uaaauuu, quantas provas irrefutáveis!

        • guara

          Prove que foram usadas vacinas vencidas. Prove que vacinaram gravidas, afinal é proibida a vacinação contra a rubéola em grávidas. Prove que vacinas vencidas geram microcefalia. Justamente pela rubéola gerar microcefalia que a vacinação é proibida em grávidas, e mesmo nos milhares de gravidas que tomaram a vacina sem saber que estavam grávidas nunca ocorreu microcefalia.

          Na realidade as epidêmicas são muito recentes, os outros países afetados são minúsculos e extremamente pobres. Também existe um negocio chamado evolução ou seja o vírus pode mudar gerando novos sintomas.

        • Eu™

          Por que o zika não causa microcefalia na África?
          É um erro acreditar que o zika não causa microcefalia em outros lugares em que está presente, como no continente africano, por exemplo. É um erro ainda maior afirmar que não há casos de microcefalia na África, já que não temos conhecimento de dados de saúde pública dos países daquela região. A falta de dados ou de notícias a respeito de um problema não significa que ele não exista. Quando um novo vírus surge em uma população há um pico de casos em um primeiro período, geralmente dois anos, mas à medida que esse vírus se espalha, a população adquire imunidade. Dessa maneira, a quantidade de novos casos atinge um pico e depois cai até se tornar pequena. Não é possível comparar os dados de hoje da África, que já convive com o vírus há quase 70 anos, com os do Brasil, onde o zika acabou de surgir. Uma comparação possível de ser feita é entre o Brasil e a Polinésia Francesa, que enfrentou um surto de zika em 2013 e está analisando a relação entre os casos de microcefalia com o vírus. O país já confirmou 17 casos de microcefalia durante o período em que sofreu uma epidemia. O número pode parecer pequeno em relação ao cenário brasileiro (1.761 casos), mas a população da Polinésia Francesa é de 280 mil habitantes – a do Brasil, 205 milhões.

  21. Marcello

    Q merda, o cara do site, inventa um boato, e ainda quer falar do boato dos outros q postaram no Facebook, se é causada pelo Zica, qual é a fonte q vcs encontraram essa informação, isso foi baseado em q pesquisas, isso é um site tão fuleiro, q o babaca q posta, fica querendo se justificar,
    Fosse picado pelo Zica Roussef foi?
    Ei cientista? Tu sabia q a vacina pra gripe suina, continha doses de mercúrio? Q com o passar dos anos pode desenvolver câncer? E tu fala do cara pq a mulher dele não tomou nenhuma vacina, e tu mesmo fala q fuma desde dos 15 anos, q hipocrisia, vivemos num mundo capitalista, onde a indústria farmacêutica se preocupa com o lucro, não com a vida, parabéns pelo site, ele sim é uma farsa.

  22. Moisés Rigaud Martins

    Obviamente vemos a cara mas lavada deste governo de não assumir um erro. Dizer que mulher não faz o uso da vacina da rubéola no período gestacional é um absurdo. Qualquer um sabe que os médicos sempre orientam recomendações.

    Rubéola
    substantivo feminino
    infect doença exantematosa aguda semelhante ao sarampo, de origem viral, caracterizada por febre, acometimento da mucosa do trato respiratório e erupção papular avermelhada, um pouco mais clara que a do sarampo e sem descamação; roséola epidêmica, sarampo alemão [A doença é ger. benigna, porém, ao acometer gestantes antes do terceiro mês, produz deformações no feto e aborto.]. Então não me venham fazer lavagem cerebral a firmando que um simples mosquito é responsável pela contaminação ou dizimar mulheres gestantes.

  23. Na realidade pelo o que constatei apenas pelos comentários e pelas evidências da mídia, não se tem prova de que é o zica viros que causa a microcefalia e nem que é a vacina da rubéola. Ainda não se sabe a causa da microcefalia.

    • Eu™

      Metil-mercúrio é altamente tóxico e pode causar microcefalia.

      Várias vacinas (INCLUSIVE A DA GRIPE SUINA, ESTUDE) contém Etil-mercúrio, que não oferece riscos à saúde em baixíssimas dosagens, como as existentes em nas vacinas.

      Mesma coisa que ETANOL e METANOL, um você bebe, e o outro você pode tentar a sorte e beber pra ver o que acontece, apesar dos dois serem álcoois.

  24. anonimo

    gente sou espirita e sei que estes casos não são resolvidos aqui na terra, já existe um planejamento espiritual para os bebes (espiritos) nascerem desta forma. Não é preciso fazer alarde nem entrar em desespero , o que tiver sido planejado será, o que não tiver não será….

  25. Alguem

    Tudo é culpa do governo. Existir mosquitos é culpa do governo. Um pai que não educa o filho, e ele sai matando por aí, culpa do governo. Se cada um assumir a sua culpa, cuidar da SUA casa, da SUA vida, em vez de criticar os outros, o Brasil seria muito diferente. Mas pimenta no olho do outro é refresco.

  26. Pingback: Microcefalia: Zika vírus ou vacina vencida? | #inteirosaudavel

  27. Scarecrow

    Antes de mais nada, quero dizer que já havia ouvido falar do e-farsas mas nunca havia lido ou visto um vídeo, talvez um ou outro por né ser familiar, mas não me arrependo. Parabéns!

    Bom, se eu disser que não é divertido esses comentários, estarei mentindo… Kkk Realmente é foda, engraçado é, desculpe-me,tosco, mas informativo.
    Amiguinhos, só comentar por comentar, sem tretas nem para ser vulgar. O mosquitinho tão conhecido se reproduz devido a água parada, resultado, geralmente, de descuidos humanos. Todos sabemos (e errado afirmar assim, mas estou afirmando) que o ser humano é descuidado, independente de ser pobre, rico, inteligente ou “burro”. O zika vírus se transmite pelo mosquito? Sim. Pode causar microcefalia? Talvez, se não me engano, estudos estão sendo feitos. E a rubéola e sua vacina, é culpa do governo e sua falta de fiscalização? Não, mas realmente não?
    Não afirmamos com tanta certeza de uma opinião, faça o óbvio que é mais prático do que (novamente me desculpo) ficar com o traseiro na cadeira a frente do PC reclamando do governo, do vírus ou o caralho a 4, faça alguma coisa em vez de falar.
    Se a causa da microcefalia se da ao mosquito que carrega o vírus (Mesmo podendo não causar, ainda sim o vírus e algo perigoso), faça algo para reduzir a proliferação dele. Se ninguém fizer, ao menos estará fazendo o certo.
    “mais fácil culpar-se de alguma coisa e fazer algo para soluciona-la do que culpar o outro e ficar reclamando para que o mesmo concerte se você mesmo não faz algo”(não estou generalizando). “não culpe o governo, pois quem monta o governo é você, não ele mesmo. Existem corrupção? Sim. Logo tente fazer algo para superar ela é contribuir para o país em vez de ficar travado nela na esperança que você a mude e então tudo se resolva, o que será mais improvável. Faça algo, não espere por algo”.
    Obs: digo novamente, não estou generalizando nem nada, talvez nem seja o local adequado para comentar isto, mas já estou comentando. De qualquer modo, comentando por comentar, mesmo que pareça que quero me aparecer. 😉

  28. Cesar da Silva

    É estranho relacionarem microcefalia ao Zika vírus logo aqui, no Brasil. Faz parecer que nosso sistema de saúde funciona bem. Faz parecer que nossos médicos e pesquisadores são mais competentes que dos outros países. Muuuito estranho.

  29. Michele

    Estou grávida de 14 semanas e minha obstetra recomendou, junto com a Antitetanica e a Hepatite, a vacina contra rubéola! Não sei se tomo ou não! Aff…

    • Gabriel

      Recomendo que Vc faça o que sua médica falou. E não dê ouvidos ao “Eu” pq com certeza ele não é médico e sim um militante petista em defesa do seu querido governo. Eu tbem tive que fazer a vacina com alguma semana de gravidez a mando do meu médico e meu bebê é perfeito.

      • Eu™

        Mais uma prova que essa história de vacina de Rubéola dar microcefalia é boato!

        Tá vendo como vocês mesmos caem em contradição?!

        KKKKKKKKK

        E não sou militante petista, sou só inteligente, ao contrário dos trouxas que acreditam em tudo que leem no Whatsapp e no Facebosta.

  30. Daniel da Silva

    Muito bom esclarecimento, minha mulher comentou sobre essa vacinação de rubéola e vim tirar minha dúvidas aqui.
    Parabéns pelo post, muito esclarecedor.

  31. Erika Moura

    Cara, esse EU se acha o esperto, e acredita em tudo que a ” MIDIA” passar. Várias perguntas estão no ar? pq muitas mulheres que teve o Zika vírus seus filhos nasceram saudáveis? pq o maior índice esta em Pernambuco? Pq esse doença começou agora? com Brasil em Crise? Agora seu fdp se seu filho ou filha nascer com microcefaleia vc não vai acreditar em tudo que diz por ai, sem provas, pq ainda não tem provas reais. Eu sou gestante e leio muito, vejo noticiários. E CREIO Q TEM ALGO ERRADO AI, não sei se é vacina, mosquito. Mas a FARSA ainda esta encoberta. Estamos falando de vida, saúde, não de brincadeirinhas e insultar as pessoas que estão pesquisando. Seja mais profissional porque eu tenho certeza que você vive na merda. Seu frustrado. Vai estudar!!!!

  32. Bh

    Se eh boato ou n……uma coisa todos podem ter certeza…..a mídia recebe pra falar o q mandam ( pagam)………Mesmo q tivesse sido a tal vacina……vcs acham q o governo iria se responsabilizar? ( nunca)……….

      • Gabriela

        “Eu” para sua informação gestantes podem sim receber vacina contra rubéola, desde que seja recomendada pelo seu ginecologista, responsável pelo pré natal. Se seu médico acha necessário vc deve sim tomar. Pois ela não tem relação com a microcefalia. É recomendado que não se faça, salvo em casos específicos. O que acontece é que no Brasil nos postos de saúde as vacinas não são bem armazenadas, e com isso pode sim fazer que elas percam a sua eficácia. Faço meu pré natal com um médico muito experiente e ele já trabalhou no posto de saúde da minha cidade e me disse que se eu quisesse fazer as vacinas no consultório ele faria mas que o posto da nossa cidade era muito bem conceituado para isso mas se caso eu procurasse um outro posto ele não se responsabilizaria. Então pode sim, veja que não estou afirmando mas dizendo que nada prova que é o zika e nem a vacina, não temos prova de nada. Então por favor pare de falar de uma coisa que Vc não tem certeza e nem pode provar.

  33. marcello talamo

    Desculpem-me, senhores do E-Farsas, mas NINGUÉM em sã consciência NEGA algo com tanta peremptoriedade TAMBÉM sem provas, apenas com informações do governo (que não tem a menor credibilidade por estar imerso em fraudes e corrupção) e declarações de um ou otro médico, PRINCIPALMENTE em um país onde grassa a CORRUPÇÃO no ambiente do Ministério da Saúde, fraudes sobre fraudes são descobertas, lotes de medicamentos vencidos ou falsificados são descobertos a toda hora, desvios existem aos montes, onde vira e mexe se descobrem lotes de medicamentos adulterados comprados “mais barato” para possibilitar desvios e quando a policia federal bate à porta de ex-ministros da saúde “chove” dinheiro pela janela….

    Acho MUITO UTIL e importante o trabalho do E-FARSAS, mas sugiro que ALTEREM o final do artigo para preservar a isenção, seriedade e idoneidade do site, inclusive porque vocês não são especialistas na área médica nem em epidemiologia, pois assim como vocês dizem: Não há nada que comprove que grávidas receberam vacinas vencidas contra a rubéola e muito menos que essas vacinas tenham causado microcefalia em bebês, TAMBÉM tem que deixar claro que também não há nada que evidencie que é IMPOSSIVEL que um lote de medicamentos (seja quais forem, não necessariamente vacinas) adulterado, falsificado, deteriorado ou vencido tenha sido distribuido a gestantes ou pré-gestantes.

    Então, para ser sério, idôneo e fidedigno à missão de ESCLARECER, CONCORDO quando vocês dizem: O boato se aproveitou do assunto “zika” para se espalhar mais rapidamente! e isso é verdade, PORÉM, o assunto ainda está MUITO RECENTE para o governo decretar de forma tão peremptória a não admissibilidade dessa suposição.

    Note que a tecla batida com veemência é: Não foi lote de vacinas contra rubéola, mas NÃO CITA que grávidas tomam outros remédios e nem garante que essas grávidas não tenham sido expostas a um agente prejudicial que não a vacina contra a rubéola.

    É ato falho creditar a não ocorrência de microcefalia na África à falta de informações, quando sabe-se que organizações como “Médicos sem Fronteiras” monitoram diariamente esse continente e produzem diversos estudos sobre o impacto da fome e endemias dos mais diversos tipos sobre as crianças.

    Ao contrário de quem não se identifica, eu identifico-me como Engenheiro Agrônomo, crea 112.268/D e informo que já fiz trabalhos em Instituições sérias como o Instituto Biológico de São Paulo e já realizei diversas pesquisas e estudos sobre epidemiologia.

    Essa condição me faz DESCONFIAR da rapidez com que o Governo AVALIA, IDENTIFICA, DESCOBRE E RESOLVE o problema da microcefalia, creditando-o simploriamente a um mosquito que por aqui grassa à décadas, e isso em um país onde NADA ANDA, onde a PESQUISA é desestimulada, onde a produção de Artigos Cientificos e Publicações é irrisória frente à produzida pela comunidade acadêmica mundial, onde a Dengue e o “aedes” são problemas endêmicos há décadas e nada foi feito e onde frequentemente se descobre fraudes impensáveis envolvendo a saude e medicamentos.

    A corroborar isso, cito o nível de confusão tão elevado que nossa própria presidente cita em rede nacional o “aedes” como um VIRUS, o Zika como um vetor e diz que a contaminação é feita pelo ovo dos mosquitos, ou seja, se a PRINCIPAL AUTORIDADE do país está absolutamente confusa e equivocada, que credibilidade teriam quem está abaixo dela e em tese deveriam estar monitorando o assunto para, NO MINIMO, fornecer informações corretas a respeito de quem é o transmissor, o agente, o vetor, enfim, dar o nome correto aos bois (ou, aos mosquitos, no caso).

    Entendo que, na falta de PROVAS IRREFUTÁVEIS e inquestionáveis sobre se medicamentos adulterados FORAM ou NÃO FORAM responsáveis, resta-nos, e espero que o site pesquise mais sobre isso para certificar-se de que procede, recorrer á MATEMÁTICA para encontrar a solução.

    Esclareço: O “aedes” GRASSA por aqui há decadas sem ser associado á microcefalia, não havendo sido, até o momento, nos 13 anos de governo PT, objeto de uma política mais séria de combate, tanto que os surtos anuais de infestação são geralmente incontroláveis e provocam grandes surtos de dengue e suas variantes mais exóticas.

    Então, para termos uma resposta INQUESTIONÁVEL para a pergunta, teremos que considerar algumas variáveis, mesurando casos ATÉ O SURGIMENTO DE UMA VACINA, pois após esse evento a curva natural de comportamento epidemiologico é corrompida por esse agente novo:

    1 – Casos identificados de microcefalia históricamente no país até o inicio do surto
    2 – Aumento da infestação do “Aedes” no país
    3 – Evolução dos casos de microcefalia daqui para a frente
    4 – evolução da infestação de “aedes”

    Essas variáveis permitirão construir a curva de Gaus, ou curva normal da incidência da doença e a partir de sua análise poderemos comprovar se a mesma foi ou é decorrente de uma mutação genética no virus que passou a provocar microcefalia (uma vez que antes não provocava) ou se da ação de um agente pontual em algum momento da gestação ou pré-gestação.

    1º cenário – Curva em forma de “onda” com redução dos números de ocorrências aos poucos, o que deve ocorrer em sintonia com a redução da infestação do mosquito, porém sem retorno aos padrões históricos no país até o surgimento de uma vacina:

    Conclusão: Isso vai indicar fortemente que realmente a ocorrência da microcefalia decorre de um agente novo (mutação), está associada ao mosquito e, apesar das medidas (pré-vacina), não retornará aos patamares históricos porque o agente contaminador geralmente é impossivel de ser erradicado e essa condição passará a ser endêmica no país até o surgimento de uma vacina, provavelmente em 2105 pelo padrões brasileiros de produtividade na pesquisa e saúde sob o governo PT.

    2º cenário – Curva em forma de “sino” clássico, com as extremidades indicando ocorrências dentro do padrão histórico do país (antes de um provável evento “vacina”), no entanto com uma corcova acentuada:

    Conclusão: Isso vai indicar que o responsável foi um agente EXTERNO, IMPREVISTO e PONTUAL, que contaminou um determinado grupo, provocou “X” nascimentos com alterações, pois após passado o efeito desse agente, cessa o surto e o número de casos retorna ao padrão histórico independentemente o aumento ou não da infestação pelo “aedes”.

    SIMPLES, OBJETIVO e IRREFUTÁVEL.

    Portanto, senhores, ANTES de decretar que é IMPOSSIVEL que um lote de medicamentos, sejam eles quais forem, possa ter sido fornecido com adulteração ou falsificação, coisa PERFEITAMENTE POSSIVEL de acontecer nesse país da corrupção em que vivemos (e acontece) e com isso TRANQULIZAR as gestantes de que devem precaver-se APENAS dos mosquitos e não se preocuparem com o que tomam ou lhes é ministrado, CONVÊM ser menos apressado e deixar em aberto a questão, pois como demonstrado estatisicamente acima, ainda não existe condição, pelos dados existentes até o momento, de validar um ou outro modelo do comportamento do surto de microcefalia, então seria CEDO para cravar uma certeza a respeito da causa ser natural (mosquito) ou provocada por agente artificial (medicamento).

    Particularmente, acredito que a segunda curva será a resultante após o ápice do surto e já estou vendo o governo soltar rojões alegando haver “VENCIDO” a epidemia, o que me entristece pois a validar-se essa teoria, teria sido justamente ele, o governo, seu causador.

    Porém, não sou o dono da verdade e nem autoridade no assunto ou pesquisador dedicado. Minha análise advém da avaliação de elementos empíricos e históricos (caso TALIDOMINDA, onde o governo escondeu até onde pode sua responsabilidade), tanto que, caso a primeira curva seja a resultante no momento em que dispusermos de informações suficientes (cenário pré-vacina), não terei o menor problema em admitir que estava enganado e reconher que dessa vez o governo foi eficiente, ágil e eficaz.

    Entretanto, entendo que se existir 0,001% de chance de que essa teoria do medicamento como agente causador tenha fundamento, deve ser levada em consideração e destacado no site, como disse acima, que embora não haja evidênciascomprovadas de que que vacinas tenham sido as responsáveis, também não há certeza inequívoca de que lotes de medicamento fora das especificações não possam ter sido ministrados a gestantes ou pré-gestantes, com consequências imprevisíveis.

    Entendo que seria mais ponderado ser cauteloso do que NEGAR o boato de forma tão peremptória.

    Atenciosamente

    Marcello Tálamo

    • Gilmar Lopes
      Author

      Concordo em grande parte contigo, mas de qualquer forma ainda não há nenhuma prova a respeito! Ou será que tem?
      O ônus da prova cabe ao acusador e como pudemos observar quem está fazendo as acusações não apresentou nenhuma prova.
      Fica difícil para o E-farsas provar que algo não existe, né?
      Não tenho problemas em fazer atualizações nos artigos e caso venha a surgir alguma prova, vamos acrescenta-la no artigo.

      Abração e muito obrigado!

      • marcello talamo

        Caro Gilmar

        Perfeito. Agradeço a gentileza da resposta. A questão é exatamente a que vc coloca, não há provas irrefutáveis nem contra nem a favor de nem um dos lados, apenas afirmações grandiloquentes, mas vazias de conteúdo.

        A prova se dará via matemática, com o desenrolar da situação. De acordo com a curva que for construída a partir das informações, saberemos de forma inquestionável se foi um agente externo e pontual — e aí será outro desafio saber qual— ou se é caso de mutação do zika mesmo.

        Eu ainda aposto no agente externo, inclusive porque, conforme eu previ, parece que mesmo sem sequer ser iniciado o combate ao mosquito, o número de novas notificações está caindo acentuadamente, o que é IMPOSSIVEL, pois se o virus se transmite pelo mosquito durante a gravidez e só agora foi descoberto isso, IMAGINE QUANTOS MILHARES de gestantes que foram picadas com 2, 3 ,4 , 5, 6 meses e dai por diante existem no país e o quanto de novos casos deveriam estar sendo registrados diariamente com os nascimentos.

        Mas, não é isso que está acontecendo, PORTANTO, cresce a suspeita de que não seja contaminação e sim atuação de agente pontual.

        Qual? Ignoro.

        • Anna

          Olá Marcello,

          Um dia depois dos seus posts, entrou o meu post (17/12) e não sei se vc chegou a ver.
          Eu lhe convido e lê-lo e, como você menciona seu trabalho com epidemiologia, será que você teria informações sobre um suposto surto de rubéola (e sarampo) em Pernambuco em 2014?
          Sim, sei que são doenças erradicadas (2009 e 2000, respectivamente), mas justamente por isto ganharam os jornais (cito algumas reportagens que encontrei ainda recentemente). A intrigante coincidência é que microcefalia é uma das possíveis consequencias de rubéola na gravidez e, digamos, “9 meses após” as notícias sobre o suposto surto em Pernambuco, nasceram os primeiros bebês com o problema.

          No meu post original, cito o contrato assinado pelo Governo Federal para a produção e exportacao de vacinas de rubeola e sarampo de baixissimo custo (cito reportagem). Este contrato foi assinado em 2013, ano anterior ao do suposto surto de 2014 em Pernambuco, e envolveu investimentos maciços muito maiores do que o lucro da operação, o que indica o caráter político deste contrato (investimento de R$ 1,6 bilhão para apenas R$ 16.2 milhões – lucro bruto! – em 5 anos). O investimento também foi para pesquisa inclusive de aprimoramento das vacinas o que, imagino, envolveria testes.

          Para você, que trabalha na área, faz sentido imaginar alguma relacão entre testes para vacinas contra rubéola e sarampo seguidos pelo suposto “ressurgimento” de ambas as doenças (ou de algo parecido com elas) que, por sua vez, é seguido pelo nascimento de bebês com grave conseqüência de uma destas doenças na gravidez (rubéola)?

          Se sim, algumas instituicões, atualmente isentadas pelo mosquito, teriam que assumir sua responsabilidade (indenizações e tratamentos por toda a vida dos pacientes).

          De qualquer forma, esclareço que levanto esta questão com muita cautela, pois jamais gostaria de ser injusta com profissionais brilhantes da área da saúde que teriam descoberto, em tempo recorde, relação entre o zika e a microcefalia, caso seja este o verdadeiro caminho.

          Muito obrigada pela atenção!

      • marcello talamo

        Amigo, leia o texto abaixo até o final. Surge uma denuncia ao MPF de um medico mais do que conceituado, formado em Harvard, comprovando por A + B que não pode ser o Kika o responsável pelo surto de microcefalia, EXATAMENTE como comentei aqui anteriormente, pois os modelos matemáticos e curvas de incidência comprovam ser causada por medicamentos aplicados antes até da gestação começar. Outras pessoas apontaram essas condições e acredito que se o E-farsas é realmente isento, poderia, como eu lembrei em post anterior, revisar o artigo e incluir que assim como não está provado que é a causa, também não o está que não é, devendo no minimo serem aprofundados os estudos antes de se carimbar uma decisão final a respeito do assunto.

        Esse estudo se apoia no mesmo tipo de curva que eu citei, que é sempre usada em estudos cientificos, os quais eu já realizei muitos, pois sou agronomo e já monitorei, pesquisei, acompanhei, desenvolvi e estudei muitas doenças e seus efeitos em animais e o modelo é o mesmo para humanos, segue curvas matematicas.

        https://maismaismedicina.wordpress.com/2016/02/02/causa-da-microcefalia-nao-e-zika-virus-foram-as-vacinas-em-gestantes-diz-estudo/

          • Eu™

            Li, e não está em nenhum lugar do post. Está apenas no LINK “Ver o post original” escondido no FINAL DO POST.

            E não, não é na Science ou em qualquer outro periódico indexado revisado por pares, ou seja, apenas HIPÓTESES.

            E, conforme falei em outras respostas, não comprova que vacinas vencidas causaram microcefalia.

  34. Anna

    Estou pesquisando o tema com base em notícias antigas e será que vocês poderiam me ajudar?

    Vocês se lembram/guardam fontes sobre um possivel/suposto surto de sarampo e rubeola em Pernambuco em meados de 2014? Ex.:
    http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cidades/saude/noticia/2015/03/05/estado-vai-investigar-rubeola-sarampo-e-parvovirus-170862.php

    Cheguei a pesquisar o assunto quando ainda nem se falava em zika. De qq forma, sei também que a microcefalia é uma das consequencias da rubéola na gravidez (amplamente conhecido). Ex.:
    http://www.alobebe.com.br/revista/doencas-na-gravidez-conheca-quais-oferecem-mais-riscos.html,75 (materia de 2007, bem anterior ao surto de 2015)

    Pois bem, fizeram uma confusao tal com os boatos que a associacao mais obvia ficou distorcida: independentemente da vacina, se houve casos em Pernambuco de gestantes com o virus da rubeola meses antes dos primeiros casos consecutivos de microcefalia (agosto de 2015; a primeira notificacao ao Ministerio da Saude só foi dada em 27/10/2015), não seria natural que houvesse recem-nascidos com sequelas? Porém, chegaram a confirmar este surto? Eu tinha a lembrança de q sim, por outra pesquisa (nada a ver com o zika, naquela época) mas qnd voltei para buscar na web, tive grande dificuldade para pesquisar o assunto nas mesmas fontes.

    Voltando às vacinas, o Ministerio se defende dizendo q nunca fornece vacinas vencidas (!) e alega q o foco da campanha de 2014 foram adolescentes. Ok, mas o q mais me intriga na questao das vacinas é outro ponto, e onde quero chegar: em 2013 o Governo assinou um contrato bilionario de venda de vacinas (sarampo e rubeola) para paises pobres, pelo preço mais baixo do mercado internacional: US$ 0.54 (na epoca, com o dolar a cerca de R$ 2, o preço da dose era de somente cerca de R$ 1 e alguns centavos).
    http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2013/10/ministro-anuncia-ampliacao-de-vacina-brasileira-para-o-mercado-global.html

    Deveria produzir 30 milhoes de doses até 2017 e o Ministerio da Saude e a Fiocruz estavam recebendo investimentos maciços para acelerar a producao, o q inclusive envolveria testes não só com as formulas, mas com a forma de producao das vacinas. Ora, o sarampo é declarado erradicado do Brasil desde o ano 2000 e a rubeola, desde 2009. Mas em 2014 ambas as doencas reaparecem nos jornais justamente por Pernambuco e, em 2015, surgiram os recem nascidos com microcefalia. Vcs já receberam/encontraram algum “boato” citando este contrato de exportação de vacinas e/ou processos envolvidos na produção das vacinas (testes etc.)?

    Outras sobre surto de sarampo em PE (fatal para o feto; mesma vacina q rubeola):
    http://tribunadonorte.com.br/noticia/ceara-e-pernambuco-estao-em-alerta-apos-surto-de-sarampo/274342

    http://prophylaxis.com.br/alerta-sarampo-surtos-em-pernambuco-e-ceara/

    http://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2014/02/apos-surto-no-ce-e-pe-campanha-contra-sarampo-e-intensificada-no-am.html

    Vamos ajudar a juntar cacos, pois as familias afetadas vao precisar de muito apoio de instituicões que talvez não estejam assumindo suas devidas obrigacoes.

    • marcello talamo

      ANNA, eu li seu post e achei irretocável

      Cada vez mais acho que existe o dedo do governo nesse caso

      Vou tomar a liberdade de compartilhar seu post.

    • marcello talamo

      Prezada ANNA

      Não obstante a presença de um militante virtual do governo (consubstanciado no nick “EU”, que de tão autêntico não tem nome, sobrenome ou sequer foto), com sua forma de falar tipica dos fanáticos sem qualquer qualificação que só sabem debochar, escarnecer e acusar, quando não ofender (o que aliás apenas serve para corroborar a suspeita de que alguma falcatrua ou desvio no Ministério da Saúde está por trás desse surto), eu acredito que aos poucos a luz vai se infiltrando nas trevas da ignorância.

      Note que há vários relatos de gente que se identifica e (ao contrário do tal EU — que deve se achar Deus, pois pelo nosso vernáculo apenas ELE é grafado dessa forma em letra maiúscula) afirma ter recebido ou sido induzida a tomar vacina contra rubéola em período fértil ou de gestação.

      Além disso, sua tese chama inteligentemente a atenção para um aspecto que eu também destaquei. A ABSURDA negação do governo em relação especificamente à vacina contra rubéola e o silêncio sobre outros medicamentos é indutor forte de suspeitas de que outros medicamentos ou vacinas possam estar associados ao surto.

      O curioso é que está sendo apregoado a CERTEZA da associação do Zika através de associações como essa, por exemplo: “Brasília – Resultados preliminares de exames feitos em dois fetos com microcefalia trazem fortes indícios de que houve infecção por zika vírus, apurou o Estado.”.

      só mesmo para um país tupiniquim como o nosso, totalmente averso ao conhecimento, informação, cultura e saber como elementos formadores de cidadania — para que, afinal temos o forró, o funk, o samba e as pipas para empinar—, uma informação como essa é levada a sério, pois em qualquer país civilizado nenhuma conclusão se faz antes de milhares de evidências. (mais à frente, ressalte-se, a noticia “retoma” a razão e diz: “…Para alguns especialistas ouvidos pelo Estado, seria necessário a avaliação de um número maior de exames para poder fazer com segurança uma conexão entre a infecção do zika vírus e o aumento de casos de microcefalia. Dois exames em meio a um grande número de pacientes não seriam suficientes…’ Menos mal.

      De novo, ANTES de dar uma opinião, informo meu CREA, 112.268/D. Não falo por “ouvir falar” ou “ter escutado”, mas sim (e sempre) procurando embasar o arrazoado sobre bases sólidas, com pequena participação do empirismo, então seguem CONSTATAÇÕES que poderiam ser TAMBÉM obtidas a partir de conclusões como essas:

      1 – Virus Zika causa ENFARTE, pois algumas dezenas de pessoas que morreram poe enfarte estavam contaminados com o Zika Virus.
      2 – Aedes provoca AVC, pois em alguns casos de AVC se constatou a presença do virus no organismo da pessoa
      3 – URGENTE, Zika Virus causa morte por atropelamento, pois a análise do sangue de centenas de mortos no transito comprovou a presença do virus no sangue.

      Absurdo? Claro que sim. Mas é o quilate de alguns dos argumentos aqui.

      Na verdade, como defendo em minha tese, a MATEMÁTICA explica tudo e é EVIDENTE, ESPERADO e estatisticamente quantificável que, em uma população que está submetida a uma infestação de “aedes”, X% contraiam o virus e dessa parcela infectada, Y% está ou vai estar grávida, então nada mais NATURAL que os bebês nascerem com manifestações do virus e isso nada tem a ver com a razão da microcefalia.

      Para REFERENDAR essa afirmação de forma insofismável, basta apresentar, para o mesmo período (e é aqui que entra o empírico, pois de dados não disponho), a quantidade de bebês que nasceram COM O VIRUS e SEM microcefalia nesse período, para provavelmente se verificar que a taxa de microcefalia está na média histórica.

      Em suma, nascem bebês sadios e não com a presença do vírus porque o vírus ESTÁ PRESENTE na população e não o contrário, ou seja, o vírus não causa nada A PARTIR DA CONSTATAÇÃO (que eu creio que possa ser testada caso o governo se interesse de verdade em encontrar a verdade e não livrar-se da responsabilidade) de que os percentuais de incidência das má-formações nos bebês nascidos com a presença do Zika no sangue segue os padrões históricos de igual população de bebês sadios.

      Estudos. Estatisticas. Pesquisas. Foco. Determinação. Constância. ESSES são os vetores da medicina moderna e da resolução dos problemas, mas parecem faltar no Brasil, onde se cortam verbas para pesquisa, pós graduação, formação, investimentos e se aumentam as verbas para os fundos partidários e as mamatas em geral.

      Não conseguiremos descobrir a fonte do problema com “achismos”, declarações “enfáticas” de um governo corrupto, relapso e incompetente na gestão da saúde e da ciência ou com boatos, mas sim com ESTUDOS SÉRIOS e, principalmente, ANÁLISE histórica, como a ANNA corretamente levantou, sobre os fatos e fatores anteriores ao surto e que podem ter correlação.

      Estamos vendo a CONSEQUÊNCIA de algo. Historicamente, os ciclos se distribuem no ritmo CAUSA – EFEITO – CONSEQUÊNCIA e sabemos qual a consequência: surto de microcefalia.

      Precisamos descobrir o EFEITO que causou isso e qual sua CAUSA. E não será com simplificações ou abstrações, mas sim com MUITA pesquisa e análises socio-economicas situando as ocorrências no espaço-tempo adequado.

      • Eu™

        Tá, falou, falou, falou e não falou nada. Consegue provar que a microcefalia foi causada pela aplicação de vacina vencida contra rubéola, que é o assunto do post, que é o que o Gilmar está desmentindo aqui? ? Não, né? Então fique de boquinha e não me encha o saco.

        • marcello talamo

          Meu amigo sem nome, sem identificação, vc é mal educado mesmo, está com problemas, está ganhando algo ou é apenas um cretino? Nem sei quem é você, que não tem coragem de colocar sequer um nome, então não tenho que lhe provar absolutamente nada. Aliás, meu instinto começa a me dizer que vc provavelmente é o próprio, usando essa forma para agredir quem dele discorda sem aparecer como tendo feito.

  35. Juju

    Nossa esse “EU” ta com algum problema? Pq ta defendendo tanto que a reportagem seja falsa? E se for verdadeira? E se o zika TB não for o causador da microcefalia? A explicação verdadeira ninguém sabe. Nao tomei nem uma vacina na minha gestação por opção, mas TB me previno do mosquito. Pq tem sempre um babaca arrogante pra contrariar os comentário alheios? Vai capinar um lote.

    • Eu™

      Só defendo a parcimônia na hora de compartilhar uma notícia que pode fazer mais mal do que bem. “ACHO QUE, ACREDITO, PENSO QUE” não combinam com a verdade, seja ela qual for.

      Mas o Brasil é o país do “vai que”, né? “Vai que é verdade, então eu compartilho sem ao menos saber do que estou falando”

      Abaixo a IGNORÂNCIA.

    • Eu™

      E quanto ao ” Pq tem sempre um babaca arrogante pra contrariar os comentário alheios? Vai capinar um lote.”, vou ser clichê e responder que esse ódio é falta de terapia. “Ter a pia cheia de louça pra lavar”. Vai lá se ocupar, vai.

      😉

  36. eder

    Pra vcs que dão muita voz a esses boatos.. Que vivem desconfiando de pessoas que dedicam a vida a estudar e entender melhor o mundo.. Que acham que tudo é uma grande farsa.. É td pra esconder a “grande verdade” em qual vcs acreditam..Vão viver no meio do mato, sem televisão, celular, internet, antibióticos, anti inflamatórios, sem vacina, tendo que caçar e fazer fogueira na raça… Ai não vão estar sujeito essas grandes mentiras… E nem sujeitos essas invenções “manipuladoras” (tv, internet, celular, rádio….. Etc.)

  37. Oziel Oliveira

    Oziel

    So acho que esse nosso governo tem tantos podres escondidos que não da pra descartar nada que comentem de mal sobre mesmo.
    Sera que os cientistas do governo não tiveram tempo suficiente para descobrir a real causa das microcefalias no Brasil.

  38. bia ferreira

    isso é só politica podre que nunca fala a verdade . motificarao o mosquito da dengue porque? pra que? acho que para termos zika virus e a chikungunha.

  39. Cleovano

    Veja algumas respostas do Ministério da Saúde para as dúvidas mais freqüentes:
    1) As mulheres grávidas devem ou não devem se vacinar contra rubéola? Por que?
    A vacina é contra-indicada para mulheres grávidas e nas seguintes situações: para pessoas com antecedentes de reação anafilática sistêmica após dose prévia da vacina contra rubéola ou sarampo.

    Caso a mulher tome a vacina e, posteriormente, descubra que está grávida, ela deve retornar ao posto de saúde e informar ao profissional de saúde. A partir disso, a gestante cumprirá um protocolo de acompanhamento da gravidez. Não que a vacina faça mal às mulheres grávidas. Esse procedimento é feito para evitar futuras associações entre a vacina e eventuais problemas de saúde da criança.
    Em: http://www.unimed.coop.br/pct/index.jsp?cd_canal=46078&cd_secao=34474&cd_materia=63256

  40. Diogo F Soares

    Li todos os comentários até esta minha postagem. Eu concordo com o “EU”, não podemos sair por aí, compartilhando boatos sem fatos que os comprovem cientificamente, se nínguém conseguir reunir provas de que a vacina foi o vetor dos casos de microcefalia, então não passa de um mero boato, uma suposição baseada em nada mais, nada menos que falta de confiança em um governo tão fraco e irresponsável quanto o nosso, porém, também preciso dizer aqui que concordo com a posição do Marcelo Tallamo, só no Brasil mesmo para se ter uma conclusão em tempo recorde, de que a microcefalia está diretamente ligada ao Zica, cadê os estudos, testes laboratoriais, investigações científicas do assunto, aliás, talvez nem tenhamos “know how” suficiente para tal empreita, considerando o atual cenário de investimento na pesquisa cientifica de nosso país. É por este motivo que boatos como esses tomem cada vez mais força em redes sociais e aplicativos de mensagens, some a isto um crescente acesso de pessoas com baixo nível de instrução às tecnologias de compartilhamento, temos aqui um campo fértil para pessoas mal intencionadas, ou simplesmente oportunistas, que veem a chance de aumentar o número de acessos ao seu site ou de compartilhamentos da asneira que saiu de seu teclado.

  41. Eduardo Correia

    Gostaria que o sítio/site E Farsas, dessem um escovão para lavar a boca imunda desse
    Eu ou EU arrogante, intransigente e cretino( termo médico). Demitam esse incompetente que defende o tabagismo, porque não sabe ainda que tem cancer pulmonar.
    Não me interessa fanatismo ou ideologia político/partidária. Ótimos comentarios e parcos comentários. O que acho triste é usar termos inadequados como palavrões; até porque muitos jovens acessam em busca da verdade.
    Outrossim a Web e esse repositório de opiniões é LIVRE! TODOS TEM DIREITO A UMA OPINIÃO, SEJA ELA DE QUE NATUREZA FOR.È inadmissível um insano tabagista, se arvorar da verdade com seus argumentos incoerentes maltratando que está compartilhando um debate.
    Faço Imagenologia e RECOMENDO A TODAS AS GESTANTES, QUE DEVIDO A CONJUNTURA ATUAL, NÃO TOMEM NENHUMA VACINA ANTES DE 20 SEMANAS.
    Atenciosamente Eduardo Correia SBUS 3746

    • marcello talamo

      parabéns pelo posicionamento. Quem nada deve nem precisa se esconder coloca a cara a tapa. Sou zootécnico, CREA 112.268-D e acho que esse “Eu” é ou uma criança que está confundindo discussão séria com conversa de segunda sobre futebol pelos termos (Chupa, chora mais, o choro é livre) ou alguém com alguma deficiência funcional ou intelectual que despeja sua frustração por aqui, sem deixar de considerar que possa ser o alter ego do proprietário do site.

      Ele não percebeu ainda que as pessoas estão preocupadas e tentando discutir em nível, coisa que definitiva e evidentemente ele desconhece o que é

      • Eu™

        “Ele não percebeu ainda que as pessoas estão preocupadas e tentando discutir em nível, coisa que definitiva e evidentemente ele desconhece o que é”

        Só quero que provem que vacinas vencidas causaram microcefalia, que é o assunto do post. Qualquer coisa fora disso eu cago e ando, pois NÃO É o assunto do post e não vai MUDAR EM NADA a realidade.

        Consegue provar que vacinas vencidas causaram microcefalia?

  42. Alice Moreira

    Não li todos comentários, mas ao que parece a discussão é em torno da microcefalia, vacina contra rubéola e o zika vírus. Da vacina contra rubéola, toda mulher em idade fértil deve tomá-la (antes da gravidez) para evitar a doença durante a gravidez, pois é a doença rubéola que causa a microcefalia e não a vacina. Então o que pode ter ocorrido é que mulheres tomaram vacina vencida e não se imunizaram, quando engravidaram pegaram a doença durante a gravidez tendo por consequência a microcefalia do feto. Do zika vírus,a associação entre esse vírus e a microcefalia nunca foi registrado, descrito ou suscitado na literatura científica, o que torna as questões técnicas da epidemia desconhecida. Da microcefalia, pode ser causada por uma série de substâncias e infecções. Agentes químicos, abuso de álcool, desnutrição severa, distúrbios metabólicos não tratados como a fenilcetonúria, anormalidades cromossômicas, como é o caso da síndrome de Down, falta de oxigênio para o cérebro em formação, infecções do feto durante a gestação, dentre outros.

    • Eu™

      Porque DENGUE e ZICA são DOIS VIRUS DIFERENTES. Nem todo mosquito que transmite ZICA transmite DENGUE, nem todo mosquito que transmite DENGUE transmite ZICA e nem todo Aedes Aegypti está contaminado. Você sabe o que significa TRANSMISSÃO?

  43. Flavia

    So não entendo tambem uma coisa, como ja disseram a unica coisa estranha é que não nasceu bebe com microcefalia em outros estados, eu tambem acho estranho, porque so deu isso no nordeste, sei lá, eu não acuso o governo, mas tambem não ponho minha mão no fogo por ele, ainda mais se algo que pode envolver dinheiro…

  44. CARLOS ALBERTO

    ACREDITO EM CONSPIRAÇÕES GOVERNAMENTAIS, ELES CRIAM UM PROBLEMA, E DEPOIS VEM COM A SOLUÇÃO… TUDO COM OBJETIVO DE LUCROS E REDUÇÃO POPULACIONAL. O PLANETA NÃO SUPORTA MAIS A QUANTIDADE DE PESSOAS, OS RECURSOS NATURAIS SÃO LIMITADOS, OS QUE DETÉM O PODER QUEREM GARANTIR A SOBREVIVÊNCIA DELES, SE VOCÊ NÃO TEM DINHEIRO, NÃO É DE FAMÍLIA NOBRE, ENTÃO RESTA SOMENTE ABRIR OS OLHOS BUSCAR O CONHECIMENTO PRA NÃO SER ENGANADO PELOS GOVERNOS MUNDIAIS, ISSO MESMO MUNDIAIS. AS CONSPIRAÇÕES SÃO REAIS, AGORA SE VOCÊ PREFERE ACREDITAR NAS MENTIRAS CONTADAS NAS MÍDIAS DE INFORMAÇÃO, PRINCIPALMENTE A REDE PODRE DE TELEVISÃO (GLOBO, E OUTRAS ABERTAS), O MUNDO ESTA UM CAOS.

  45. Realmente a vacina contra rubéola não é indicado para gestantes mas uma vacina que não esta sendo citada aqui é a que combate a influenza A (H1N1).
    Vamos relembrar o Histórico desta:
    No Brasil começou o “surto” a se espalhar com sintomas muito parecidos com o da dengue em 2009, em 2010 até hoje continua a vacinação já que o composto sempre muda e o efeito segundo a Anvisa tem duração de 12 meses, alias as doenças hoje com epidemias territórias extensas e de rápida propagação tem sempre parecidos sintomas difícil para pessoa comum saber diferenciá-las inclusive de uma gripe comum moderada :

    H1N1 sintomas:
    febre, dor de cabeça, calafrios, cansaço, tosse,
    dores musculares, ardor nos olhos

    Zika sintomas:
    febre, dor nas articulações, dor nos músculos, dor de cabeça
    manchas avermelhadas, dor nos olhos, cansaço

    Dengue sintomas:
    Febre alta com início súbito. Forte dor de cabeça.
    Dor atrás dos olhos,
    Perda do paladar e apetite.
    Manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores.
    Náuseas e vômitos·
    Tonturas.
    Extremo cansaço.
    Moleza e dor no corpo.
    Muitas dores nos ossos e articulações.

    Mas voltando a Influenza A, conhecida também como Gripe Suína, o Brasil junto a Anvisa começou uma campanha nacional de combate ao vírus H1N1 em 08 março de 2010 à 22 maio do mesmo ano e somente próximo do fim da campanha de vacinação (21 de maio) a Anvisa se pronunciou por meio da Mídia dizendo que o composto da vacina poderia ocasionar o que eles chamaram de o “Falso positivo” para HIV (Aids). Isso por si mostra que no minimo má fé por parte da Instituição ouve, já que todas as vacinas são testadas antes de serem aplicadas na população, não é isso? ou será que a algo de errado com essa vacina?

    E em 2015 mas exatamente 04 de maio foram trazidas do exterior mais 49 milhões de doses para serem aplicadas principalmente em gestantes segundo a coordenadora do programa nacional de imunização Carla Domingues em entrevista a Pagina G1 (Bem Estar). Justo no período de surtos em quase todo Brasil principalmente no nordeste de Zika e correlação com a Microcefalia.

    http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2015/05/campanha-nacional-de-vacinacao-contra-gripe-comeca-nesta-segunda45.html

    Não estou dizendo que é algo conspiratório ou teorias da conspiração como muitos gostam de de pensar, só sei que tem muito dinheiro envolvido para corporações farmacêuticas pelo mundo e quanto mais doenças mais remédios e vacinas. Concordo com o Pessoal do E-Farsas somente no ponto que temos que procurar saber de tudo por todos os ângulos possíveis e avaliar por si só antes de acreditar em “A” ou “B” principalmente quando se diz respeito a saúde que no caso da maioria nós Brasileiros gostamos de dizer “que é o que mais Importa o resto corremos a trás”.

    • Eu™

      A Europa também está fazendo parte da “conspiração” então?

      http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/bbc/2016/01/28/relacao-entre-microcefalia-e-zika-so-foi-descoberta-gracas-ao-brasil-diz-orgao-de-saude-europeu.htm

      Relação entre microcefalia e zika só foi descoberta graças ao Brasil, diz órgão de saúde europeu

      “A epidemia de zika no Brasil permitiu que fosse constatada a relação entre o vírus e a microcefalia, disse à BBC Brasil um especialista do Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças, órgão da União Europeia responsável pela saúde. Surtos anteriores em outras partes do mundo não haviam afetado populações suficientemente grandes a ponto de fazer-se notável o aumento do nascimento de bebês com má-formação.

      “De certa forma, eu diria que a importância da população afetada no Brasil foi a de servir de revelador para a associação com a microcefalia”, disse Deni Coulombier, chefe da unidade de vigilância e resposta do órgão.

      Comparando a epidemia brasileira às ocorridas em ilhas do oceano Pacífico, Coulombier explica que há duas razões para que o vínculo não tenha sido percebido anteriormente.

      “Não houve tantas mulheres contaminadas e houve poucos casos (de microcefalia), que mal puderam ser notados. Agora, o mesmo risco aplicado a uma grande população sem resistência ao vírus no Brasil, que é mais concentrado em questão de espaço, você acaba vendo de repente dezenas de milhares de casos no mesmo hospital ao mesmo tempo”, diz. “Olhando em retrospecto para os outros países, está claro que ocorreram casos de microcefalia e de má-formação do sistema nervoso central.”

      Segundo dados do ECDC, após observar a epidemia brasileira, as autoridades da Polinésia Francesa revisaram seus números. Em 2013-2014 as ilhas sofreram com epidemia de zika e na revisão foi constatado que houve aumento no número de bebês nascidos com deformações no ano seguinte, passando de um caso para 17 casos na média anual.”

      MAS NÃO, é muito mais FÁCIL E CÔMODO culpar a “BIG PHARMA e seus meios escusos para LUCRAR”, e, claro, graças à SÍNDROME DE VIRA-LATAS, culpar o GOVERNO por TODAS AS MAZELAS do mundo, e NÃO RECONHECER que nosso país PODE SIM fazer descobertas científicas (por mais que BRA’Z’ILEIRO ODEIE CIÊNCIA), do que assumir que SIM, É POSSÍVEL que estejamos – pelo menos desta vez – CERTOS em associar ZICA À MICROCEFALIA – coisa que até o OBAMA, POTUS, JÁ ESTÁ CIENTE e propondo ações para controle.

      ACORDEM, CONSPIRACIOTÁRIOS FACEBOSTIANOS. A CASA CAIU PRA VOCÊS.

      Ah sim, antes que eu me esqueça:

      CHUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUPEM, trouxas.

  46. “Só uma resposta, porquê o site pede quase no fim”

    Não tem nenhum cientista aí, todos se baseiam naquilo que acreditam ser verdade. Os fatos pesquisados só podem ser provados por eles mesmo! AQUI É UM SITE QUE ACOMPANHA DE LONGE, Pois tenho só 100% de ceteza que voces não estão acompanhando la dentro do laboratório. Se o ministerio da saúde der um parecer, 90%(porcentagem aleatória) da população que acreditar, acredita sem entender nada, quem faz essas pesquisas de 60 mil e tantos infectados, devem ser os mesmos que disseram que o Aécio tinha mais votos que a Dilma(PIADA).
    Obs.: ja foi provado que a urna é uma farça, mas como não entendo de eletrônica, eu acredito.NÃO TEM COMO EU IR CONTAR TODOS OS INFECTADOS, eles dão a média deles e eu acredito ou não acredito. RESUMO – a mídia na sua manipulação pode distorcer a verdade para favorecer ou desfavorecer, ou pode reportar a verdade absoluta! Mas como 90% não se interessaram na escola, acreditam em videos de pessoas sem camisa no sofá quase alcolisado ou sóbrio falando de vacina vencida, e em mensagens do wats porque acham mais interessantes que um livro!

    • Eu™

      Claro, afinal todos os países do mundo são illuminatis e querem botar em prática a Nova Ordem Mundial, por isso todos eles estão mancomunados para enganar a população.

      Acorda Brasil!

      (contém sarcasmo)

  47. marcello talamo

    Senhores, surge uma denuncia ao MPF de um medico mais do que conceituado, formado em Harvard, comprovando por A + B que não pode ser o Kika o responsável pelo surto de microcefalia, EXATAMENTE como comentei aqui anteriormente, pois os modelos matemáticos e curvas de incidência comprovam ser causada por medicamentos aplicados antes até da gestação começar. Outras pessoas apontaram essas condições e acredito que se o E-farsas é realmente isento, poderia, como eu lembrei em post anterior, revisar o artigo e incluir que assim como não está provado que é a causa, também não o está que não é, devendo no minimo serem aprofundados os estudos antes de se carimbar uma decisão final a respeito do assunto.

    https://maismaismedicina.wordpress.com/2016/02/02/causa-da-microcefalia-nao-e-zika-virus-foram-as-vacinas-em-gestantes-diz-estudo/

  48. Moacyr

    Eu vi esta denúncia e andei pesquisando, faz muito sentido, primeiro, pesquisei se o profissional citado existia realmente, e é um profissional muito conceituado e que reside no estado brasileiro mais afetado.
    Certamente irão aparecer várias teses, quando li sobre vacina vencida achei realmente que era bobagem, agora o que o Dr. diz faz as informações baterem.
    Cabe certamente um estudo mais aprofundado, visto que, se verídico o Governo Federal, nunca irá reconhecer e ser alvo de inúmeros processos judiciais.
    Pesquisei casos de MC no exterior e há apenas uma mulher que foi para os EUA, porém isso não impede que a manifestação de MC tenha sido pelas demais causas.
    Pesquisei também que a vacina contra rubéola é contraindicada para gestantes – http://www.immuni.com.br/pdf/calendario-de-vacinacao-mulher.pdf

      • marcello talamo

        Meu educado amigo “Eu”, por favor, faça-me esse favor então se você é tão senhor de si e da verdade. PROTOCOLE uma denuncia no MPF de que somos analfabetos e PROVE isso. Eu tenho CREA (112.268-D), LI o estudo e a denuncia (que estão no link e você poderá ver se possuir humildade para tal) e CONCORDO com ele, pois está embasado em metodologia científica correta, apresenta dados críveis e junta alhos com bugalhos, coisa que o governo ainda não o fez até o momento.

        Eu desconheço suas qualificações pessoais ou profissionais, se possuis CREA, CRM, CRMV ou qualquer outra habilitação técnica para discutir infectologia, sintomatologia e características de endemias, epidemias e pandemias, então fica dificil saber se devemos conversar em nível alto, técnico, construtivo ou apenas chulo como são a maior parte de seus comentários.

        Evidentemente que eu poderia discutir em nível chulo também e recorrer a palavrões, mas aí não é discussão, é agressão e diz um proverbio chines que “está sem a razão quem parte primeiro para a agressão”. Como eu não pretendo perder a razão, manterme-ei no nível técnico.

        Esse médico possui um IMPRESSIONANTE curriculum. Eu tive a curiosidade de comprovar, já tendo exercido atividades muito sérias e complexas em institutos e instituições também sérios e competentes, e o estudo que vc questiona ESTÁ SIM NESSE LINK informado por mim : https://maismaismedicina.wordpress.com/2016/02/02/causa-da-microcefalia-nao-e-zika-virus-foram-as-vacinas-em-gestantes-diz-estudo/

        basta ler e saber interpretar.

        Não subestimo ou supervalorizo nada ou ninguém, a não ser a transparência e a verdade. Acho que quem se garante e nada deve, ou melhor, tem conteúdo, não tem problemas em se expor ao emitir suas opiniões.

        Esse doutor informa o nome, tem CV publico e protocolou uma DENÚNCIA no MP. Tem qualificações. Eu apresentei meu CREA que comprova minha formação em área afim. Tenho qualificações, NO MÍNIMO, para entender do que estou falando e do que as pessoas e estudos estão falando e identificar o que é sério e o que é cortina de fumaça.

        E as suas? CLARO que ninguém é obrigado a ser qualificado ou não para ter uma OPINIÃO sobre algo, porém, para que esta seja aceita como tendo alguma CREDIBILIDADE ou EMBASAMENTO, é necessário que seu emitente apresente um arcabouço mínimo que comprove haver competência e qualificação para formar uma opinião embasada.

        É só isso. Leia o relatório.

        Reitero: A mim parece cada vez mais que “Eu” vem a ser o adm do site que fala de forma anônima o que não poderia falar com a identidade normal. É muito sintomático a defesa cega que este faz, ignorando estudos sérios, denúncias, como se só a opinião do E-Farsas fosse a verdade universal

        • Eu™

          Li (não havia encontrado o “estudo” no link que vc postou, estava bem escondido) e em nenhum momento ele evidencia que vacinas vencidas causaram microcefalia, que é o assunto do post. Pelo contrário, está claro no texto que NÃO tem a ver.

          Qualquer coisa fora disso eu cago e ando, pois NÃO É o assunto do post e não vai MUDAR EM NADA a realidade.

          Consegue provar que vacinas vencidas causaram microcefalia?

          Só isso que quero saber, que é o que o post desmentiu e muitos mimimizentos ainda estão mimimizando.

        • Eu™

          E apenas complementando,

          “Reitero: A mim parece cada vez mais que “Eu” vem a ser o adm do site que fala de forma anônima o que não poderia falar com a identidade normal. É muito sintomático a defesa cega que este faz, ignorando estudos sérios, denúncias, como se só a opinião do E-Farsas fosse a verdade universal”

          Consegue provar que eu e o Gilmar somos a mesma pessoa? De novo, PROVE. Falar é fácil, é muito fácil. Agora PROVAR o que fala, AH, camarada, aí o papo é outro.

          • marcello talamo

            Querido, tem certas coisas que não precisam ser provadas para serem aceitas, como por exemplo, a existência de DEUS, mas até o governo diz “Confiamos em Deus” sem ter uma foto, uma prova fisica direta da existência, um fio de cabelo, um exame de DNA, um CPF, um RG.

            Sua reação só corrobora a afirmação e todo mundo que comenta já percebeu. Vc exagerou meu amigo. Tá pior que o lula mandando provar que o sítio é dele, que o triplex é dele…..

            Indo ao que interessa, creio que esse entendimento está cristalino, então seu mimimi novamente é apenas choro. O qual é livre, como vc mesmo já disse.

            Eu apenas elocubrei. Vc que deu consistência à minha elocubração.

          • Eu™

            Diga isso a um juiz. “Meretíssimo, eu ACHO que o réu cometeu o crime, como o até o governo acredita em Deus e por isso não preciso provar nada, quero que você acredite na minha palavra e prenda ele pra sempre, ok? Tá bom? Valeu abraço!”

            Vai longe o meninão mãos inteligente que a média, tem futuro!

    • marcello talamo

      Caro Moacyr

      Sou agronomo zootecnista e lidei muito com essa questão de infectologia, doenças, epidemias, pandemias, etc.

      A questão aqui é a seguinte e vc está correto: FAZ SENTIDO.

      Apenas isso deveria deflagrar uma variante na situação e determinar toda uma séria de estudos para determinar se essa alegação que “faz sentido” é realmente correta — e com isso se mudaria o foco do combate ao surto de MC–.

      Ocorre que para esse governo que já está “morto”, essa opção NÃO EXISTE, pois seria a pá de cal nele, tanto moralmente quanto financeiramente, sem contar que o ex-ministro da saúde dessa época, o tal PADILHA, é personagem influente e eterno candidato do PT a algum cargo eletivo e uma constatação dessas o mataria politicamente, além de envia-lo para a cadeia (mais um).

      Nesse caso, o tempo será aliado de quem defende a verdade de forma responsável, não violenta, chula e agressiva como esse tal “Eu”, que parece o mosquito Zika mesmo, vai de comentário em comentário só picando, sem acrescentar nada de útil ou aproveitável à discussão.

      Mas, cada um é cada um e contribui como pode, consegue ou é habilitado e capacitado para fazê-lo

      • Eu™

        Só não fico perdendo meu tempo acusando o governo sem mover uma palha pra mudar alguma coisa (ou o famoso “sofativismo”) enquanto cientistas de verdade estão tentando conter a ZIKA que está tomando conta do mundo (no caso, literalmente).

        Como se ficar comentando em Facebosta ou sites de internet fossem mudar alguma coisa.

        Eu só entro aqui pra me divertir e ver os acéfalos mimimizentos vomitarem asneiras e ACHISMOS, é meu lazer. Sei que não vou mudar nada, tenho consciência disso, não fico me escondendo por trás de uma “fleuma pseudocientífica cheia de PHDs ou CREA ou CRM”, só pra mostrar que sou foda e sei de tudo e que o governo mente e que os Illuminatis estão tentando criar a Nova Ordem Mundial, enquanto não MOVE UMA PALHA pra mudar alguma coisa no mundo.

        Não sei se é o seu caso, mas ah, meu camarada, com certeza é o que acontece com a grande maioria dos que vem comentar aqui.

        Ps.: o assunto do post é “vacinas vencidas contra a rubeola foi a causa da microcefalia?”, e até agora ninguém conseguiu evidenciar que sim, que foi. E aí?

  49. marcello talamo

    Essa vai ESPECIFICAMENTE para o dd. md. dr. “Eu”:

    Por favor, amigo, CONTRAPONHA os argumentos apresentados por esse médico de HARVARD (e com inúmeras e intermináveis outras qualificações), mas dessa vez, por favor, tente ser original e obstar com dados técnicos e coerentes, de lavra própria e não recorte-cole da web, pois os seus “brilhantes” e “qualificados” argumentos habituais, do tipo “chora mais”, “chupa” e “estudo de cu é rola” nós já conhecemos de sobejo. Apresente também (se as tiver, evidentemente), sua qualificações (tipo sistema lates de CV’s) para dar embasamento, profundidade e qualidade aos seus argumentos, APESAR que se conseguir rebater tecnicamente, não precisa de nada disso, pois contra argumentos técnicos e embasados não há dúvidas.

    Causa da Microcefalia não é Zika Vírus, foram as vacinas em gestantes; diz estudo

    Autor do estudo: Dr. Plínio Bezerra dos Santos Filho, PhD, realizou estudo e assinou denúncia junto ao Ministério Público. Vale a pena conferir.
    Microcefalia em Pernambuco e Brasil.

    Denúncia de Crime contra a população brasileira, uma sequência de erros e procedimentos grosseiros, realizados pelo Ministério da Saúde, SUS, seus institutos associados e suas autoridades constituídas, que provocaram e continuam provocando a atual crise de MICROCEFALIA (MC) em todo o Brasil. Análise mais detalhada e específica de dados e fatos referentes ao Estado de Pernambuco.

    Dr. Plínio Bezerra dos Santos Filho, PhD, Pós-doutorado pelas Universidades Americanas de Harvard, Washington University em St. Louis e North Carolina State University; Doutor pela Washington University em St. Louis; Mestre e Bacharel em Física pela UFPE; Áreas de atuação: Ressonância Magnética, com trabalhos em neurologia, próstata, Física do Estado Sólido, entre outros.

    RESUMO DA DENÚNCIA

    A crise de Microcefalia (MC) que surgiu no Estado de Pernambuco, com um pico máximo de casos em novembro de 2015, não se deve ao vírus ZIKV e nem é uma epidemia. Quatro fatos-causa principais existem e claramente explicam os dados, números de casos e períodos das notificações.

    Os dados que aqui reporto e analiso estão sob o domínio público, na imprensa e Ministério da Saúde, podendo ser verificados. Não fui permitido acesso a dados mais completos e precisos oficiais, o que, ao meu ver, tornariam esta denúncia ainda mais evidente, por recuar o pico máximo da Microcefalia em Pernambuco para trás no tempo em um mês ou mais. Me atenho ao Estado de Pernambuco, em grande parte desta denúncia, pois é o que possui dados divulgados ao público de forma mais completa e também é o marco inicial da notificação compulsória da MC no Brasil.

    Os 4 fatos-causa que explicam o comportamento temporal do gráfico que apresento são:

    A) O pico máximo do número de casos em Pernambuco corresponde a um primeiro trimestre de gestação entre janeiro e abril de 2015 com nascimentos microcefálicos. Isso deve-se à vacinação de mulheres em período fértil contra o sarampo com a vacina tríplice, que contém o virus vivo da rubéola. No Ceará, esta vacinação contra o sarampo em mulheres no período fértil com a vacina tríplice continuou até meados de abril;

    B) O alarmante número de casos, que começam a aparecer em agosto-outubro de 2015, provoca a compulsoriedade, pelo Ministério da Saúde, de notificação de Microcefalia em todo o país. A obrigatoriedade de notificação pelo Ministério da Saúde aumenta o pico e alarga a curva gráfica em torno do seu máximo;

    C) A causa que provocou o pico máximo de casos de microcefalia em novembro de 2015, nos dados para Pernambuco, fica rarefeita e é substituída, na atualidade, por um outro fato-causa que embora presente nas notificações iniciais, era pouco evidente. Em novembro de 2014, o Ministério da Saúde inclui a vacinação contra Difiteria, Tétano e Pertussis no protocolo pré-natal de gestantes no último trimestre de gestação, a partir do sexto mês de gravidez.; e

    D) O pico máximo de casos de Dengue no Estado de Pernambuco é entre 20 de março e 10 de abril de 2015 e isso requereria, por associação, desde que temos o mesmo mosquito vetor, um pico máximo no gráfico de Microcefalia entre final de dezembro e início de janeiro de 2016 e não em novembro de 2015 como tivemos. Isso, por si só, colocaria possíveis efeitos do ZIKAVIRUS como causador de Microcefalia em importãncia menor e não como o principal causador da Microcefalia.

    APRESENTAÇÃO E ANÁLISE DOS GRÁFICOS ANEXOS

    É necessário lembrarmos que uma gravidez humana tem em média 9 meses.
    O gráfico da Microcefalia em Pernambuco, notificação-a-notificação no tempo, mostra um evento com máximo em cerca de 20 novembro de 2015, curva VERMELHA; a totalidade dos casos notificados é apresentada na curva AZUL.
    As curvas são baseadas em estatística muito simples, como as usadas para análise de epidemias. O número de casos é associado ao seu instante de notificação no tempo.

    Três retângulos coloridos registram, no gráfico, regiões de interesse:

    I) O retângulo vermelho, de 20 de setembro de 2015 a 18 de janeiro de 2016, marca a região da curva com notificações de Microcefalia em Pernambuco;

    II) Tomando-se o centro do retângulo vermelho e recuando todo este retângulo vermelho 9 meses no tempo, uma gestação, temos o retângulo violeta. O retângulo violeta corresponde à região no tempo de 1 de janeiro a 30 de abril de 2015. Um nascimento de microcefálico na curva do retângulo vermelho tem, necessariamente, um início de gestação no retângulo violeta, data em média 9 meses anterior;

    III) O retângulo amarelo, de 8 de novembro a 31 de dezembro de 2015, corresponde à vacinação contra sarampo em Pernambuco pelo SUS. Devido possivelmente à Copa do Mundo de Futebol, muitos estados e em sua maioria no Nordeste, apresentaram sarampo em forma quase epidêmica, entre 2013 e 2014;

    IV) A curva vermelha e fina entre 15 de fevereiro e 30 de junho de 2015, com o seu máximo no início de abril, registra, para completude desta denúncia, a epidemia de Dengue em Pernambuco para 2015.

    FATOS-CAUSAS, de A a D, acima:

    A) VACINA TRÍPLICE: As chamadas públicas e oficiais para vacinação contra sarampo em Pernambuco, pelo Ministério da Saúde e SUS, foram de de 8 de novembro a 31 de dezembro de 2014. Isso foi devido às centenas de casos de sarampo em PE e CE.

    No Ceará, a vacinação foi estendida até meados de abril de 2015 e inclusive com visitação para vacinação a domicílio. Nas chamadas oficiais, o convite é feito para a vacinação de mulheres em período fértil contra o sarampo. Se a mulher em período fértil engravidar em até 3 meses após a vacinação ou se estiver grávida, no início da gestação e não o souber, os efeitos do Rubella Virus da vacina tríplice são devastadores ao feto e são conhecidos há décadas. Problemas encefálicos, visuais ou cardíacos no feto/recém-nascido podem ser facimente encontrados na literatura deviso à rubéola.

    O que atualmente se divulga como sendo ZIKV é facilmente associado à rubéola. E tivemos sim uma grande vacinação com a vacina tríplice em Pernambuco no final de 2014. Segundo o gráfico de Microcefalia para Pernambuco, Fig. 1, o máximo da curva corresponde e pode ser associado à vacina tríplice usada para o sarampo. A microcefalia é então o efeito colateral do componente de rubéola da vacina tríplice para Sarampo, Cachumba e Rubéola. Este erro é grotesco e houve.

    É preciso, também, ter em mente que o vírus da rubéola provoca, quando não o aborto, a síndrome da rubéola congenita e a microcefalia é apenas uma manifestação da tríade clássica: microcefalia, catarata e surdez.

    Ver a fala do secretário de saúde de Pernambuco na época:

    http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida-urbana/2014/11/08/interna_vidaurbana,541564/dia-d-de-campanha-de-vacinacao-contra-poliomielite-e-sarampo.shtml

    Esta chamada foi feita pelas várias secretarias de saude pelo nordeste, sob recomendação do Ministério da Saúde.
    Devido à vacina tríplice em mulheres no período fértil, os casos de Microcefalia vão continuar até nove meses depois do término desta vacinação, mais o período inicial de atuação desta vacina no corpo da jovem, o que nos dá um total efetivo de pelo menos 12 meses após a vacina ter sido tomada.

    Como um outro fato exemplo, aqui está uma das chamadas para vacinação de sarampo no Ceará:
    http://g1.globo.com/ceara/noticia/2015/04/ceara-ja-tem-100-casos-de-sarampo-confirmados-em-2015-segundo-sesa.html

    OBSERVAÇÃO
    Não é o caso de vacinação com a vacina tríplice em mulheres grávidas. Isso pode até ter acontecido, erro grosseiro, mas não acredito ter sido a norma. Eu me refiro às mulheres que engravidaram após se vacinarem.

    Temos as nossas grandes festas culturais de final de ano de 2014 e o carnaval de 2015. Os gráficos apontam para inicio de gravidez entre janeiro a abril de 2015 em Pernambuco. E o efeito da vacinação de rubéola dura meses e estes estariam associados ao primeiro trimestre de gestação.

    Também, não estou me referindo a vacinas vencidas ou contaminadas, neste caso da vacinação contra o sarampo com a tríplice. Afirmo que a vacinação foi efetiva e de grande alcance nos postos de saúde de Pernambuco.

    A Microcefalia que se apresenta 9, 10, 11 ou 12 meses depois de uma jovem fértil ter sido vacinada com a tríplice é devido à componente da rubéola na vacina.

    EXEMPLO
    Por favor, notem este possível diálogo entre uma atendente em um posto de saúde e uma mulher jovem que foi tomar vacina de sarampo:
    — Vim tomar a vacina de sarampo. Um conhecido meu está com sarampo.
    Você está grávida?

    — Não.

    A sua carteira de vacinação… etc.

    A jovem engravida nos próximos 3-4 meses e temos um percentual bem alto de casos de acometimento do sistema nervoso central do feto, devido a contaminação do feto no primeiro trimestre de gestação.
    Nada mais claro do que isso para explicar como é que em Pernambuco a Microcefalia aparece com números descabidos em novembro de 2015, do litoral ao sertão, ao mesmo tempo.

    A vacinação de sarampo foi oficialmente satisfatória no estado, segundo a Secretaria de Saúde Estadual.

    A explosão da Microcefalia em Pernambuco provoca o próximo fato-caso:

    B) NOTIFICAÇÃO COMPUSÓRIA: O alarmante número de casos, que começam a aparecer em agosto-outubro de 2015, provoca a compulsoriedade, pelo Ministério da Saúde, de notificação de Microcefalia em todo o país. A obrigatoriedade de notificação aumenta o pico máximo da curva no gráfico e a alarga em torno do seu pico para Pernambuco.

    Aqui em Pernambuco existiam obstáculos consideráveis, mesmo para médicos, para se aprofundar nos dados de microcefalia existentes na Secretaria Estadual de Saúde. A SES recebia a Declaração de Nascido Vivo (DNV) de todo estado para digitalizar e assim centralizava os dados. Acontece que a DNV não contém o dado antropométrico de perimetro cefálico, somente peso ao nascer, idade gestacional e Índice de Apgar.

    A notificação de defeito congenito (incluindo microcefalia) ficava dependente da observação do declarante (em geral um pediatra). Portanto, a única forma fiel de acessar dados sobre microcefalia era fazer uma busca ativa nos registros das maternidades.

    Provavelmente devido a isso, o Ministério da Saúde torna compulsória a notificação de casos de microcefalia em todo o Brasil no final de outubro de 2015. Mas, não está claro neste momento se todos os estados notificam a totalidade dos seus casos.

    C) VACINA DTP APÓS SEXTO MÊS DE GESTAÇÃO: Não fosse o “erro” operacional devido à vacinação de jovens no período fértil contra sarampo no Nordeste, dificilmente saberiamos do efeito da vacina DTP que está provocando Microcefalia em todo o Brasil presentemente.

    Em novembro de 2014, o Ministério da Saúde inclui a vacina dTpa contra Difiteria, Tétano e Pertussis no protocolo pré-natal de gestantes no último trimestre de gestação, i. e., a partir do sexto mês de gravidez. A causa que provocou o pico máximo de casos de microcefalia em novembro de 2015, em Pernambuco, fica rarefeita e é substituída, na atualidade, por este outro fato-causa que embora presente nas notificações iniciais, era pouco evidente.

    Em 2014, grande divulgação pública foi feita quanto à utização da vacina dTpa (o a significa acelular) como parte do protocolo pré-natal nacional de gestantes. Foi veiculado um acordo entre o MS-SUS para repasse da tecnologia de fabricação da dTpa no Brasil, com o apoio técnico do laboratório GlaxoSmithKline Pharmaceuticals (GSK).

    O instituto Butantan, que só produzia e ainda produz a DTP ou DTPw (com bactéria viva Bordetella Pertussis, da coqueluche atenuada) para o programa nacional de imunização, passaria a produzir a vacina sem a bactéria viva a vacina dTpa, usada no primeiro mundo.

    A vacina DTP deixou de ser fabricada pela maior parte das indústrias farmaceuticas do mundo. O SUS ainda usa a DTP para vacinar as crianças de 2 meses a 7 anos. Foi também anunciado, em 2014, que o Ministério da Saúde adquirira a dTpa no mercado internacional, 4 milhões de doses, ao custo de R$ 87,2 milhões, que cobririam as 2,9 milhões de gestantes e adultos em 2015, mas que progressivamente substituiria a DTP pela dTpa para todos.

    http://www.blog.saude.gov.br/34736-ministerio-da-saude-disponibiliza-no-sus-vacina-contra-coqueluche-para-gestantes.html

    O problema com a vacina DTP ou DTPw (atenuada), que parou de ser usada nos EUA em 1995, é que ela causa, entre outras patologias, a microcefalia. É aqui que aparece o problema:

    a) em meados de 2015, o Ministério da Saúde anuncia que não consegue comprar a dTpa no mercado internacional, pois está em “falta” e anuncia a sua troca pela vacina penta-valente, fabricada no Brasil pelo Instituto Butantan.

    Isso é bastante estranho, pois na rede privada de saúde do Brasil, uma gestante pode tomar, pagando, a dTpa que não se encontra em falta.

    Pergunto onde foram parar as 4 milnões de doses de dTpa para as gestantes e pessoal de saúde e que seriam usadas em 2015?

    Por que em 2105 toda e qualquer menção ao acordo de transferência de tecnologia para a produção de dTpa com a GSK somem no Brasil?

    Também, a própria vacina dTpa não é recomendada para uso em gestantes pelos laboratórios que as fabricam, e isso está escrito nas bulas destas vacinas.

    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2015/10/30/interna_cidadesdf,504482/tres-tipos-de-vacinas-estao-com-estoque-zerado-no-df.shtml

    D) O ZIKV: Uma causa e efeito devido ao ZIKV, necessariamente, acompanharia a epidemia causada pelo mosquito vetor. Não é o que a curva AZUL, Fig. 2, apresenta.

    Neste momento, e desde após o pico em Pernambuco, a curva tende a uma constante de casos por dia, o que requer, em qualquer estudo de epidemias, uma causa diária constante de contaminação.

    O mosquito vetor, Aedes Aegypti, é o mesmo para Febre Amarela, Dengue, Chikungunya e ZIKV. É razoável considerar, ao menos em primeira ordem, que o período de uma epidemia de dengue estaria associada a uma epidemia de ZIKV no tempo. É o mesmo mosquito. O período de incubação da dengue no homem varia de 4 a 10 dias, sendo em média de 5 a 6 dias; após este período surgem os sintomas de dengue; para o ZIKV isso está em estudo no momento. Mas o número de casos por dia é muito alto e se apresenta como uma constante, uma média de 15 casos dia desde o final de novembro de 2015.

    A causa de efeito constante, os casos de microcefalia, requer uma contaminação constante. A VACINA DTP, a versão usada pelo MS-SUS é esta causa, pois todas as grávidas devem se vacinar após o sexto mês de gestação. Temos aqui uma constante que não existia antes de novembro de 2014 e isso explica o porque de todo o Brasil est´å apresentando casos de microcefalia.

    Para ZIKV a curva estaria aumentando, acompanhando o aumento do aedes, como temos na propaganda oficial massiça neste momento. Mas o comportamento do gráfico requer uma causa CONSTANTE! A dengue em Pernambuco foi entre 15 de fevereiro ao final de abril. Isso significaria, se fosse o ZIKV, que é o mesmo aedes da dengue, uma grande contaminação neste período. Acontece que isso deslocaria a curva da microcefalia para meados de janeiro de 2016 e esta não seria em novembro de 2015!

    O pico da dengue que está em 15 de abril, provocaria uma região de casos centrados em 15 de janeiro como temos aqui!

    Dengue em PE 2015
    http://www.coren-pe.gov.br/novo/wp-content/uploads/2015/09/Informe-epidemiol%C3%B3gico-Dengue-SE-01-a-34-1-1.pdf

    Questiono, também, um dos marcadores usados para a identificação do ZIKV, o IgG, que aparece em contaminações pela rubéola/rubella, o que o torna inespecífico, exigindo, assim, uma procura pelo DNA do ZIKV, ou um marcador específico e único, para validar os testes de presença do ZIKV nas amostras provenientes de bebês com microcefalia.

    CONCLUSÃO
    Pelo que demonstro, as causas que provocaram e provocam o grande número de casos de microcefalia em Pernambuco estão associadas a 2 vacinas:

    a) a vacina tríplice erroneamente administrada a jovens no período fértil e b) a vacina usada para coqueluche no Brasil pelo MS-SUS. Pernambuco teve, acredito, 60 municípios com sarampo em 2014. Foi recomendação oficial da Secretaria de Saúde do estado de Pernambuco que a vacinação de sarampo fosse feita em toda a população vunerável nestes municípios e em quem teve algum contato com os acometidos nestes municípios. Só esta constatação explica porque a microcefalia aparece por todo o estado de Pernambuco ao mesmo tempo. Mas isso é somente o pico máximo inicial da curva de microcefalia para PE. A largura do pico tem a ver com a notificação se tornar compusória. As notificações atuais não mais tem a ver com a vacina tríplice. O estado atual de 15 casos por dia de microcefalia em Pernambuco está relacionado com a vacina DTP, DTPw (e suas outras siglas) para difiteria, tétano e pertussis, administrada a “todas” as grávidas a partir do sexto mês de gravidez.

    RECOMENDAÇÕES

    Parar toda e qualquer vacinação de grávidas ou jovens no período fértil em todo o Brasil!
    É muito fácil verificar o que apresento aqui:
    1) Basta analisar as carteiras de vacinação das mães com crianças com microcefalia, por exemplo;
    2) Fazer o cruzamento dos dados do posto de vacinação municipal, nos 60 municipios de PE com a ocorrência de microcefalia com a vacinação de sarampo;

    3) Com dados oficiais completos, todo e qualquer estado da federação pode ter curvas de causa-efeito plotadas para microcefalia;

    4) Apurar as responsabilidades de todas as instituições e suas autoridades, nas pessoas dos seus representantes contituídos, pelos erros e procedimentos que estão provocando este grande número de casos de microcefalia em todo o País; e

    5) Acabar com esta aparente farça que pretende singularizar o ZIKV pelos casos de microcefalia no País, quando temos duas causas gritantes que explicam o porque da quantodade absurda de casos de microcefalia no Brasil.
    OBSERVAÇÃO FINAL

    Me coloco à disposição do MPF para maiores esclarecimentos e para a transferência da grande quantidade de documentos, matérias e artigos científicos que pesquisei, para auxiliar as investigações.
    22 de janeiro de 2016.

      • Eu™

        Pois é, foi o que eu falei em 3 de fevereiro. Argumentum ad verecundiam. Só porque o cara é PhD em alguma coisa qualquer, a palavra dele tem mais peso do que a de um não-PhD. Brasileiro ADORA isso, o cara pode estar falando merda atrás de bosta, mas só pq tem um título de Dotô (pode ser doutor em pescaria ou astronomia) ele manja mais de Zika, aedes, vacina do que qualquer um.

        Tá “SERTO”.

      • marcello talamo

        Bom dia, eu concordo, mas olhei o CV dele e é variado e impressionante, sendo que a FISICA e MATEMATICA são muito usadas em pesquisas, pois infestações e pandemias se comportam conforme modelos matemáticos, então existe muita sinergia e é baseado nesses estudos que ele faz suas observações.

        Mas, concordo com vc. Muita coisa ainda vai ser descoberta sobre o assunto ainda

          • marcello talamo

            Meu amigo, não sei se seu comentário foi cínico ou sincero, dar-lhe ei o benefício da dúvida.

            Graças aos meus pais e meus esforços, ao invés de ficar empinando pipa, jogando bola ou andando de skate, estudei, me formei e iniciei uma carreira, sem NUNCA deixar de estudar, tanto que hoje sou membro de Instituto Histórico e Geográfico respeitadíssimo, tenho uma cadeira e tudo isso devido ás minhas pesquisas e estudos, o que, convenhamos, não é o perfil da média da população brasileira, que detesta ler e tem dificuldades em interpretar o que lê.

            Apenas tenho orgulho de meu estudo e valorizo-o.

        • Eu™

          Uai, e por que não usa esse “conhecimento superior” pra fazer algo de útil, como curar o câncer ou acabar com o mosquito da dengue, ao invés de ficar discutindo nos comentários de blog com idiotas, como eu?

          Kkk

          Smartão

          • marcello talamo

            Prezado, GOSTO de você porque COMFIRMA a hipótese, você REFERENDA a tese. Como acabei de comentar sobre o texto do Gilmar, o brasileiro médio não gosta de ler e, pior, não consegue INTERPRETAR o que lê.

            Você comprova IPSIS LITERIS o que digo, pois JAMAIS disse ter conhecimento “superior”, pois isso seri arrogância.

            O que disse foi “conhecimento superior à média”, pois tenho formação superior, PHD, publico trabalhos, etc.., coisa que “a média” da população não é ou faz.

            Enteu a diferença? E olhe que isso nem quer dizer grande coisa, pois a “media” do conhecimento da população brasileira é horrivel, estamos nos últimos lugares no mundo em termos de educação, conforme o ranking abaixo

            http://veja.abril.com.br/blog/impavido-colosso/em-ranking-da-educacao-com-36-paises-brasil-fica-em-penultimo/

            Aí fica fácil ficar “acima da média”, mas não significa ter conhecimento “superior”

            Entendeu?

          • marcello talamo

            Gilmar, vc está se traindo, eliminando o link para “responder” nesses comentários, rsrsrsrsrs. Gosto de vc, parece ser espirituoso. Não se traia nem se preocupe, jamais baixaria o nivel em uma resposta.

          • Eu™

            Tão inteligentão acima da média e ainda ACHA (sem provas, como sempre) que eu e o Gilmar somos a mesma pessoa. Tsc tsc….

          • Gilmar Lopes
            Author

            Só achei curioso o leitor entrar nos comentários para dizer que se acha superior à média! Mas posso assegurar a todos que eu não sou o “Eu” e o “Eu” não sou eu (nossa! que complicação rsrsrsrsrs)

          • marcello talamo

            Prezados.

            Vocês vêem como é difícil a questão da INFORMAÇÃO nesse país e a extrema dificuldade que pessoas aparentemente cultas tem em interpretar um texto ou informação.

            Vocês dois estão evidentemente de conluio, com esse ping pong, mas para mim não é problema, pois em corridas e mesas de debates sempre tem o “coelho” que atiça os envolvidos e promove os debates.

            Gilmar, modere suas palavras. Eu não me “acho” acima da média, pois se achasse isso estaria demonstrando uma arrogância, soberba e prepotência semelhantes à do sr. Eu, que a julgar pelos comentários, ofensas e ironias contra tudo e todos aqui, aparentemente se julga um Deus, o dono da verdade, senhor da razão.

            O que afirmei, E MANTENHO, é que minha formação e CONHECIMENTO estão hoje acima da média nacional e DESAFIO o sr. Eu a provar que não, apresentando provas que o meu conhecimento não é superior à média nacional.

            Para tanto, faça a média do grau de instrução da população nacional (obs.: somos o penultimo lugar do mundo em termos de educação) e coteje com a minha:

            Formação Técnica em Eletronica
            Superior em Engenharia Agronônica
            Pós Graduações/CEU: CEAG (Fundação Getúlio Vargas)
            FEA-USP
            Universidade de SANTANA
            Membro de Instituto histórico e geográfico

            Portanto, srs, das duas uma:

            OU provam que a MÉDIA da população tem formação superior e várias pós graduações e Cursos de Extensão universitária, além de pertencerem a entidades HISTÓRICAS e CIENTIFICAS de relevância e nesse caso me retratarei e pedirei desculpas por achar que minha formação e conhecimento estão acima daquela a que tem acesso a média da população, ou simplesmente param com ironias e retiram o “se acha”, pois eu não me acho, os diplomas, graduações e láureas MOSTRAM que hoje “estou” acima, coisa que pode evidentemente mudar (e torço para) a partir do momento em que esse governo passar a investir pesado e de verdade em educação.

            Uma pena que grande parte dos brasileiros jogue fora seus estudos, o que não é meu caso. ORGULHO-ME dele, agradeço meus pais e aos 54 anos CONTINUO estudando, pesquisando, mantendo sites na NET que são referência para muitos pesquisadores, contribuindo com publicações e portanto, dando SIM minha contribuição, conforme cobrado pelo sr. EU, pois a modéstia e código de ética profissional me impedem de discutir algumas atividades que já desenvolvi e projetos que lancei para BENEFICIAR pessoas, mas, acredite, se algum dia algum de vocês já tomou um empréstimo automático na pessoa física em algum banco privado nacional de varejo, foi beneficiário em algum nível de um projeto estatístico que ajudei a desenvolver no Brasil, inclusive com recursos próprios, na década de 1990.

            Simples assim. por favor, INTERPRETEM melhor o que lêem

          • Eu™

            Uau, tão fodão e inteligentão mas ainda não entendeu que o link de “Responder” some sozinho após alguns níveis de resposta.

            KKK

            Supafoda!

    • Eu™

      “Também, não estou me referindo a vacinas vencidas ou contaminadas, neste caso da vacinação contra o sarampo com a tríplice.”

      Encerro aqui minha participação com o senhor Talamo. Se quiser discutir se a culpa é das vacinas ou não, achemos outro lugar pra continuar. Mas se próprio “DOTÔ” afirma no “PAPER” publicado que não está falando sobre vacinas vencidas, ou seja, o assunto do post, POR QUE DIABOS ainda estamos discutindo?

      Passar bem, zootecnicão aposentado.

      • marcello talamo

        Meu caro, vc acha que está discutindo algo? me desculpe, mas olhe os comentários. Infelizmente vc parece ser do tipo que só escuta a própria voz, se encanta com sua imagem no espelho e só lê o que escreve — normalmente agressões gratuitas e chulas–. Em momento algum eu ou alguém entendemos estar levando alguma discussão à sério com você, pois em uma discussão tem que haver emissor e receptor e o senhor, por supor-se o dono da verdade, só trabalha com o emissor.

        Como já perdestes a razão faz tempo, por partir para a agressão, não há como ser levado a sério, desculpe.

        Como eu SEI do que estou falando, e o sr. NÃO, ao ignorar a FORTISSIMA influencia da matemática e fisica na medicina, então realmente vou concordar contigo, esqueça-me e seja feliz em toda a sua sapiencia, prepotencia, arrogância e autosuficiencia.

        • Eu™

          Sai dessa agora:

          http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/02/1738583-estudo-americano-confirma-relacao-de-zika-com-casos-de-microcefalia.shtml

          Oops, esqueci que se não tem denúncia no MPF feita por um PhD em física ou se não tem vídeo no YouTube, não prova nada, né? Afinal um jornaleco como o “The New England Journal of Medicine”, periódico indexado verificado por pares não pública nada além de mentiras conspiracionistas vindas dos malvados americanos mentirosos!

          • marcello talamo

            http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2016/02/13/rs-suspende-uso-de-larvicida-no-combate-ao-aedes-egypti.htm

            Sr. Eu.

            Tens um minuto para APRENDER algo? Por favor, é sério.

            RELAÇÃO é DIFERENTE de CAUSA.

            Exemplo 1: Ventos tem RELAÇÃO com as enchentes, marés, etc, mas não são A CAUSA, pois esta é a atração da Lua.

            2: Cigarro tem RELAÇÃO com cancer do pulmão, mas não é a Causa, pois milhões morrem de cancer de pulmão sem nunca ter fumado. A causa são substâncias tóxicas que se encontram na poluição, no amianto e TAMBÉM no cigarro.

            No caso da Microcefalia, o zika, e isso está demonstrado, tem RELAÇÃO com a microcefalia, mas não é, e nem um órgão sério afirmou (nem esse seu estudo), que é a CAUSA.

            Vou esclarecer o que se conhece por “nexo causal” nesses casos da forma como o sr. pediu, DESENHANDO (para mim não é problema, discuto com todo nível de público):

            1 – pegue-se uma População ideal (tipo em CNTP, rsrsrs, acho que vc sabe o que é) de, por exemplo, 1.000.000 de pessoas

            2 – Históricamente, o registro de nascimentos microcéfalos pode ser de 0,5% –

            3 – Submeta essa mesma população à infestação por dengue e Zika. Em 10 anos (tempo médio em que estamos sob essa epidemia), mais de 20 ou 30% da população carregarão o virus em seu organismo.

            4 – Monitore os nascimentos. Um percentual grande vai nascer com o virus ZIKA já incorporado ao organismo (aqui vem a primeira falha do país, esse monitoramento não era completo em nível nacional, o Norte e Nordeste nem o faziam).

            5 – Aplique um pesticida que causa deformação congênita na água, onde sendo esta bebida por gestantes, PODE VIR a causar doenças congênitas e neurológicas, certo (isso é sabido há decadas, desde a época do “agente laranja no Vietnã”, tanto que vários inseticidas à base de DDT foram proibidos no Brasil — pesquise–).

            6 – Aumenta o número de casos de Microcefalia e nas amostras analisadas se detecta o virus Zika, QUE JÁ ESTARIA LÁ mesmo sem que ocorresse a microcefalia.

            7 – Esse percentual, mesmo pequeno (17 casos em 404) demonstra haver uma RELAÇÃO, mas não comprova a CAUSA.

            8 – RELAÇÃO: POR CAUSA da dengue e Zika foi colocado um larvicida na água que contaminou as pessoas.

            9 – CAUSA: Princípio tivo Phyris do larvicida CAUSA COMPROVADAMENTE alteração neurológica.

            Conseguiu entender? explico:

            10 – UM PERCENTUAL muito grande de gestantes expostas ao larvicida usado para combater Dengue e Zika tiveram bebês microcéfalos (404) e, destes, 17 (5%) apresentavam sinais de Zika.

            Está ficando claro o rumo das pesquisas e conclusões? A CAUSA, embora associada ao zika e dengue, NÃO É a zika ou dengue, MAS, a relação é de tal ordem que em regiões onde NÃO É APLICADO o larvicida, NÃO HÁ AUMENTO de microcefalia, estando aí a diferença entre o Norte/nordeste e o SUL/SUDESTE, pois no Norte e Nordeste é REGRA o abastecimento por caixa d’água, cisterna ou cacimbas, o que não ocorre na mesma razão no Sul/Sudeste, onde a água é largamente distribuida por sistema de saneamento e NÃO HÁ NEM MUITO ESPAÇO para as equipes irem de casa em casa derramando larvicida nas caixas d’água, cacimbas e cisternas.

            Conseguiu captar a diferença entre RELAÇÃO e CAUSA? Se não conseguiu, desisto e continuarei a discutir o assunto em foruns SÉRIOS, como venho fazendo desde dezembro e onde não existem “onipresenças” como o sr. EU a questionar sem qualquer base técnica, a ofender, a desqualificar, muito pelo contrário, há pessoas INTERESSADAS, tanto que a verdade aos poucos está vindo à tona e superando a propaganda oficial do governo que quer jogar a culpa no mosquito e é aplaudido pela claque de sempre, que acha que o questionador nunca é alguém a ser escutado, e sim apenas um conspirador ianque.

          • Eu™

            E, até agora nenhum ESTUDO confirma que MICROCEFALIA foi causada por VACINA VENCIDA, que é o assunto do post.

            Tente de novo.

  50. marcello talamo

    Srs. do E-FARSAS

    Em mais uma evidência de que o governo vai tentar desqualificar a denuncia apresentada pelo dr. Plínio, notícias aparentemente “patrocinadas” já surgiram em alguns portais, sendo a mais desastrada a do UOL:

    Recebeu a denúncia de que vacinas causam microcefalia? Ela está errada

    Absurdo total que já começa a desabar no parágrafo 3, que dize que a denuncia ainda será analisada, mas o “confiável” autor já se adianta na manchete, dando como ERRADO, por conta própria talvez, algo q não foi sequer analisado ainda!

    Autora aliás que apresenta um curriculum técnico para discutir o assunto IMPRESSIONANTE, pois era assessora de imprensa e relacionava-se com hospitais antes de ir para o UOL e em dois anos formou-se em história e jornalismo, o que devem ser o suficiente, em pernambuco, para desqualificar um doutor de Harvard, SEM APRESENTAR CONTRAPONTOS TÉCNICOS.

    “.. Assessora de Imprensa: a partir de Dezembro 2008 até Junho 2010 Secretaria de Saúde do Estado de PE Como assessora, elaborava sugestões de pautas para serem enviadas à imprensa e produzia matérias que alimentavam o site da instituição. Além disso, tive experiência com follow up, organização de entrevistas coletivas e gestão de crises. Cuidava, particularmente, dos assuntos relacionados aos Hospitais Otávio de Freitas e Getúlio Vargas, duas das maiores emergências do estado. Na secretaria, adquiri a experiência necessária para discernir como agir em momentos de tensão e em como chamar a atenção da imprensa, pela forma como se escreve o release, para a sugestão de pauta, entre outras questões.
    Formação: Especialista em História e Jornalismo a partir de 2010 até 2011..”

    O MS rebater a denúncia sem rebater os ARGUMENTOS é sintomático de sua incapacidade ou incompetência para fazê-lo, apelando para o “não li mas não gostei”. Aí fica fácil, pois as AFIRMAÇÕES do cientista são dadas como VERDADE, como a confirmação da aplicação da vacina tríplice, que inclui rubéola, em gestantes.

    Já o que o cientista NÃO AFIRMOU é inferido, dado como afirmado e dita como falsas, coisa óbvia e tendenciosa, pois ele nunca afirmou que vacina contra a coqueluche CAUSA MC, mas sim, “pode causar”, o que é bem diferente e vai ao encontro do que está no texto, onde o governo ADMITE que as chances são mínimas (logo, existem, o que se enquadra no “pode causar”).

    O governo também NÃO NEGA a bula q diz não haver estudos sobre a aplicação de vacina para coqueluche em gestantes, apenas diz (sem embasamento técnico, apenas “achismo”), que não existe (AINDA, observação minha) evidência de que cause. Mas também não garante q “não cause”, sendo que, FATO CONHECIDO DE QUALQUER PESQUISADOR SÉRIO, essas “evidências” podem estar surgindo justo agora. Quem GARANTE que não? Dilma? Padilha?

    Reitero: é cedo para qualquer conclusão definitiva e ainda haverá muita novidade sobre o assunto. Não se pode duvidar de que a causa do surto tenha sido algum medicamento ou procedimento pontual aplicado em gestantes ou pré gestantes e que o governo esteja jogando, por conveniência, a conta dessa tragédia nas costas do mosquito, para fazer dessa doença, a Microcefalia, a Limonada para o Limão da Dengue, pois a comoção nacional gerada por esse medo vai ajudar a controlar e combater esse mosquito, o que é a verdadeira intenção do governo.

    OPORTUNISMO CÍNICO, para dizer o mínimo, explorar uma tragédia para obter benefícios políticos se isso for comprovado.

    • Eu™

      Então me explique uma coisa apenas.

      E os casos de microcefalia ligados ao Zika fora do país que estão aparecendo/irão aparecer muito em breve. Também são culpa da vacina e da Dilma/Padilha?

      Ou as vacinas brasileiras também foram aplicadas em países africanos?

      • marcello talamo

        Amigo, gostaria de saber a partir de quantos casos de zika em grávidas começará a aparecer a microcefalia, como você AFIRMA e eu aceito, pois não uso falar o que vc fala: PROVE QUE IRÃO APARECER!

        Você “acredita” nisso creio eu, o que o levou a afirmar algo de que não tem evidências ou prova, correto?

        Se vc tivesse escrito “e eventuais casos de microcefalia que PODERÃO aparecer muito em breve” estaria em linha com seu pensamento de exigir que as pessoas PROVEM o que falam, mas parece que o mosquito do “achismo” o picou também, rsrsrs.

        Já quanto a FATOS, estes estão desmentindo-o, pois na Colombia já são 3.177 casos de grávida com ZIKA e nenhum caso de Microcefalia.

        Então, volto a perguntar: A partir de quantos casos de zika em grávidas começará a aparecer a microcefalia, como você AFIRMA?

        De minha parte, tenho alguns FATOS:

        1 – As grávidas colombianas não beberam água com o larvicida da MONSANTO
        2 – As grávidas colombianas não receberam a vacina triplice e contra a coqueluche distribuidas pelo impoluto ministério da saúde.
        3 – As grávidas colombianas que estão infectadas pelo Zika Virus NÃO GERARAM bebês com microcefalia.

        Partindo-se do princípio –se você aceitá-lo, evidentemente– de que mosquito não tem passaporte nem reconhece fronteiras (acho isso, não posso provar, oK) QUAL seria a explicação então para na Colômbia o mesmo zika que circula livremente pelas fronteiras entre os dois países não provocar Microcefalia e aqui sim, apesar de estar presente em apenas 17 de 404 casos confirmados de microcefalia e o governo estar “esquecendo” que 387 tem outras causas ainda não apuradas.

        os links estão aqui.

        http://www.ilisp.org/noticias/presidente-da-colombia-confirma-3177-gravidas-com-zika-virus-e-nenhum-caso-de-microcefalia/ — em 3.177 casos na Colombia de gravidas com zika, ZERO de microcefalia.

        http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/02/1736395-casos-de-microcefalia-sobem-95-em-uma-semana.shtml — dados da semana passada.

        Vamos colocar em números:

        404 casos CONFIRMADOS = 100 % DA AMOSTRA
        17 casos – apresentavam ZIKA = 4,21%
        387 casos – não apresentavam ZIKA = 95,79%

        Contra eles não há argumentos. POR FAVOR, mister “Eu”. diga o que explica os 387 casos (95,79%) de nascimentos com microcefalia onde não há evidência de Zika.

        Só explique, por favor, pois percebo que vc não está aceitando as explicações de gente do setor de que HOUVE VACINAÇÃO ERRADA SIM (triplice –com rubeola na formula– e coqueluche) e LARVICIDAS E VENENOS TOXICOS foram liberados na água nessas regiões.

        Só se lembre de uma coisa: Se você disser que larvicidas e venenos toxicos na água não podem provocar ma-formações, terá que PROVAR, pois há décadas existe prova formada de que inseticidas e similares provocam deformações congênitas , conforme exemplo abaixo:

        http://www.ambito-juridico.com.br/site/?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=13142

        Em suma, meu caro, já que não estão aparecendo os casos no exterior que vc disse que apareceriam, e enquanto esperamos que apareçam (vai saber), vamos nos contentando com os que temos aqui.

        os números estão lançados. conteste-os

        • Eu™

          “Querido, tem certas coisas que não precisam ser provadas para serem aceitas, como por exemplo, a existência de DEUS, mas até o governo diz “Confiamos em Deus” sem ter uma foto, uma prova fisica direta da existência, um fio de cabelo, um exame de DNA, um CPF, um RG.”

          Kkk

          • marcello talamo

            É duro não ter o que responder né?

            Esse é o problema dos microcéfalos ou acéfalos por opção que só sabem ser papagaios de opiniões e produção intelectual de outros, quando são instados a CONTESTAR algo, ARGUMENTAR algo de forma própria, com sua estrutura de pensamento, raciocínio e formação de base argumentativa, simplesmente ignoram o convite e obtemperam com algo fora do contexto.

            Cadê os casos no exterior que vc DISSE que apareceriam? Apareceram os casos de Zika, 3.177, mas nenhum microcéfalo. EXPLIQUE.

            OU retrate-se e diga que também “achou” algo que não tinha como provar,

            Sei que não é fácil. Quando não tinha a estrutura que tenho hoje fiquei muitas vezes de boca aberta sem ter ou saber como responder para gente mais sábia, inteligente, preparada e capacitada do que eu, MOTIVO pelo qual eu fui atrás de capacitação e conhecimento, para NUNCA MAIS ficar sem resposta diante de boçais

    • Eu™

      Repito a pergunta que fiz acima:

      E os casos de microcefalia ligados ao Zika fora do país que estão aparecendo/irão aparecer muito em breve. Também são culpa da vacina e da Dilma/Padilha?

      Ou as vacinas brasileiras também foram aplicadas em países africanos?

    • Eu™

      Sai dessa agora:

      http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/02/1738583-estudo-americano-confirma-relacao-de-zika-com-casos-de-microcefalia.shtml

      Oops, esqueci que se não tem denúncia no MPF feita por um PhD em física ou se não tem vídeo no YouTube, não prova nada, né? Afinal um jornaleco como o “The New England Journal of Medicine”, periódico indexado verificado por pares não pública nada além de mentiras conspiracionistas vindas dos malvados americanos mentirosos!

      • marcello talamo

        Meu caro, eu não preciso sair porque nem entrei.

        Vamos lá, assim como vc, eu li esse artigo, mas não lí SÓ A MANCHETE, como vc parece fazer. Leia o que está no artigo:

        “É mais um exemplo de coexistência, apenas mais um caso de detecção do vírus em um feto com microcefalia. Coisas podem coexistir. Não é válido dizer que isso é evidência”, diz o cardiologista Luis Correia, especialista em medicina baseada em evidência”

        Parece claro? Ao contrário de você, não direi “sai dessa”, pois preservo meu nível. A manchete também diz RELAÇÃO, não CAUSA e para quem, ao contrário de você, possui CREA ou CRM (o meu já informei, aguardo o seu para confirmar que discutiremos no mesmo nivel se for o caso), isso tem uma diferença GRITANTE.

        No entanto, já que você conhece tanto e lê tanto, o que diz sobre 3.177 casos de grávida com Zika na Colombia sem um caso de microcefalia que vc deve ter visto em http://www.ilisp.org/noticias/presidente-da-colombia-confirma-3177-gravidas-com-zika-virus-e-nenhum-caso-de-microcefalia/

        1 – O vírus só ataca brasileiras no Norte/Nordeste?
        2 – O virus colombiano é diferente, é o “el chico kika”?

        Ou, seguramente vc leu esses dois atigos:

        http://www.gmwatch.org/news/latest-news/16706-argentine-and-brazilian-doctors-name-larvicide-as-potential-cause-of-microcephaly

        https://caminhoalternativo.wordpress.com/2016/02/09/informe-de-medicos-sobre-o-virus-zika-oxitec-e-veneno-da-monsanto/

        Também é gente séria.

        Não sei se vc vai entender esse trecho: 2. Se detecta aumento de malformações congênitas em forma muito chamativa, sobretudo microcefalia em recém nascidos. O Ministério da Saúde brasileiro rapidamente o vincula com vírus Zika. Embora desconheça que na zona onde vivem os doentes, há 18 meses aplicam um larvicida químico que produz malformações nos mosquitos, e que este veneno (piriproxifeno) o estado o aplica na água de consumo da população afetada.

        Eu, como agrônomo, sei EXATAMENTE o potencial de danos que pode causar ao homem a ingestão de organoclorados ou demais agentes químicos. Muitos lavradores tem sua prole afetada pela constante exposição a fungicidas e larvicidas.

        A cada dia que passa me parece que mais e mais gente séria, com CRM e CREA, por exemplo, alerta para uma RELAÇÃO com o zika (afinal, o veneno foi espalhado para conte-lo), mas não que ele seja CAUSA da microcefalia.

        Sem mimimi e chororô, embora vc tenha o direito a fazê-lo, elenque suas qualificações. Seus títulos, trabalhos e experiências na área médica ou química para defender com tanta veemência o discursinho da Dilma, que aliás chama o “Aedes” de mosquito Zika, de tanto conhecimento que tem.

        Gostaria de vê-lo contestar os artigos, mas sem recorte e cole do tipo “se não tem PHD ou cara no you tube…”. Produza algo de sua lavra. Exponha sua verve. explique o porque, no seu entender e embasado tecnicamente, seria TÃO IMPOSSÍVEL ASSIM que um agente externo tenha sido o indutor desse surto de Microcefalia, PRINCIPALMENTE questionando o seguinte:

        De 419 casos CONFIRMADOS de microcefalia em bebes, apenas 17 tem registro de Zika.

        Não é youtube nem doutor de Harvard. é fato: http://www.valor.com.br/brasil/4421420/casos-confirmados-de-microcefalia-sobem-para-404-17-ligados-ao-zika

        Lembrando que APENAS 5,4% dos casos de Microcefalia tem registro de ZIKA, então, por favor, nos explique O QUE CAUSOU os outros 95%, que são a grande maioria?:

        Leia novamente: O número de casos confirmados de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso central no Brasil subiu de 270, em 23 de janeiro, para 404, segundo boletim divulgado pelo Ministério da Saúde. Entre os casos confirmados, 17 estão relacionados ao vírus zika.

        Explique esses dados, por favor. Explique como 387 casos de microcefalia NÃO TEM ZIKA, mas o governo insiste em que é o mosquito a causa.

        Leia também novamente: Quase a totalidade (401) dos casos de microcefalia confirmados está no Nordeste. O Sudeste apresenta dois casos com essa classificação e a região Sul, um. O Nordeste também concentra 3.947 dos 4.783 das suspeitas notificadas. Desse montante, 3.670 casos estão sob investigação.

        Explique esses dados, por favor: Porque se tem zika no Brasil todo, só no nordeste a Microcefalia explodiu, LEMBRANDO que de 404 casos, 387 não tem QUALQUER relação com o zika APÓS SER FEITA A ANÁLISE DOS CASOS.

        Nos esclareça como pode um virus presente em 5% dos casos ser responsável por 100% dos casos, apesar de não estar presente em 95% destes.

        Sem mimimi nem choro ou agressão. DADOS, FATOS. ESTATISTICAS CONFIÁVEIS, DADOS REAIS, não especulação

        • Eu™

          Tá, agora volte duas casinhas e leia o PAPER PUBLICADO EM UM PERIÓDICO INDEXADO VERIFICADO POR PARES, e aprenda como ser faz ciência de verdade, ok? De “achismo” o mundo tá é cheio.

          • marcello talamo

            E pintou o mimimi, rsrsrsrs.

            Sem problemas, eu já sabia que vc não ia responder por sí, com argumentos seus, apenas com um recorte e cole.

            Você passa por cima de NUMEROS oficiais como se o fato de ignorá-los os torne irreais, só que não. Eles CONTINUAM a gritar que apenas 5% dos fetos com microcefalia apresentam indícios de ZIKA, então para 95 % a causa permanece desconhecida, mas você DECRETA que não foi caso de vacina errada, larvicida, nada. Você é mais autoridade que qualquer Aiatolá, vc é “a razão” e “a verdade” em pessoa.

            Já percebi qual sua substancia, vc acredita no que quer, ignora, como avestruz, o que não concorda e é do grupo do não li mas não gostei e certamente se estivesse na época teria mandado galileu para a fogueira quando ele afirmou que a terra era redonda, pois “papers publicados verificados por pares” garantia ser plana.

            É que vc não leu, mas os links direcionam para quem faz ciência de verdade, mas.. ahhh, esqueci, vc é juiz, promotor e juri e é você que decide quem faz ciência de verdade e quem não faz, vc que julga se um trabalho é sério e válido ou não.

            Vc é DEUS!!!!!!

            Me perdoe, Senhor, duvidar de sua onipotência e onipresença.

          • Eu™

            Tá, e sobre o PAPER? Vão publicar outro em cima pra refutar o que foi publicado? Estou esperando. Mas tem que ser em um periódico indexado, senão é bosta.

    • Eu™

      Sai dessa agora:

      http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/02/1738583-estudo-americano-confirma-relacao-de-zika-com-casos-de-microcefalia.shtml

      Oops, esqueci que se não tem denúncia no MPF feita por um PhD em física ou se não tem vídeo no YouTube, não prova nada, né? Afinal um jornaleco como o “The New England Journal of Medicine”, periódico indexado verificado por pares não pública nada além de mentiras conspiracionistas vindas dos malvados americanos mentirosos!

      • marcello talamo

        Sr. EU, por favor, faça um serviço de utilidade pública e CONTESTE a ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MEDICINA, que acaba de REFERENDAR “ipsis literis” o que eu venho afirmando desde o início, o que o Dr. em harvard afirmou depois e o que um estudo de médicos Argentinos e Brasileiros TAMBÉM afirmou na semana passada, pois recomendou CANCELAR a aplicação do larvicida da Monsanto que eu mesmo, já há 20 anos, comprovei (e os trabalhos estão guardados nos arquivos da Faculdade de Agronomia e Zootecnia Manoel Carlos Gonçalvel, ES do Pinhal, SP) nos trabalhos práticos em grupo em populações de coelhos (cobaias), que CAUSA SIM alterações congênitas que vão de lábio fendido (bipartido, leporino) a falta de membros, cegueira, microcefalia, paralisia, acefalia e outros males.

        Leia: http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2016/02/13/rs-suspende-uso-de-larvicida-no-combate-ao-aedes-egypti.htm

        O destaque é: O secretário de Saúde do Rio Grande do Sul, João GabNo Dia Nacional de Mobbardo dos Reis, anunciou que suspendeu o uso do larvicida Pyriproxyfen, apontado em nota técnica da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), como possível causador de microcefalia.

        O produto é utilizado em caixas d’água para eliminar larvas do mosquito vetor da dengue, da febre chikungunya e do vírus Zika. “A suspeita é suficiente para nos fazer decidir pela suspensão do uso. Nós não podemos correr esse risco”, disse Gabbardo.

        Ou seja, a RELAÇÃO EXISTE, mas a causa da MICROCEFALIA NÃO É O ZIKA.

        Agora a briga será com cachorro grande, sr. EU. Pode sair desse campo e ir discutir com a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) contando para eles das suas CERTEZAS de que irão aparecer casos no exterior (Só que não, pois em 3.177 casos na Colômbia em nenhum houve microcefalia), sua CERTEZA de que é o Zika o responsável (embora em 404 casos CONFIRMADOS no Brasil APENAS 17 registrarem o zika) e que o governo NÃO TEM QUALQUER RESPONSABILIDADE, embora aplique em caixas dágua VENENO que causa má formação congênita.

        Uma vontade grande de falar “sai dessa agora”, mas meu nível impede. Apenas alerte a Associação de que segundo o Senhor e suas credenciais, ela está ERRADA e o senhor correto.

        Lavei a alma com a atitude do Rio Grande do Sul, pois já em meu PRIMEIRO post, afirmei a desconfiança a respeito da causa ser “…ação de um agente pontual em algum momento da gestação ou pré-gestação…” e agora esse agente está se revelando como o larvicida.

        O sr. Eu passou 2 meses vociferando, ofendendo, recortando e colando artigos teóricos que encontram relação, mas não afirmam CAUSA e combatendo quem alertava para uma OUTRA opção, como eu.

        Pois é, veja sua responsabilidade, sr. Eu. QUANTAS PESSOAS PODERIAM ser poupadas da microcefalia e outras doenças se essas medidas tivessem sido tomadas antes, E PODERIAM TER SIDO, se pessoas como o sr. Não ficassem defendendo cega, histerica e histrionicamente o nosso governo mentiroso e corrupto, que quis jogar logo a culpa para cima do Mosquito para escapar das CONSEQUÊNCIAS de distribuir para a população que pode SIM causar a Microcefalia e para isso já há estudos mais do que comprovados há décadas.

        Eu ALERTEI o site há 2 meses para manter uma RESSALVA no final do artigo de que apesar do boato especifico sobre a vacina da rubeola aparentar ser falso, também é certo que “não havia prova” de que era o Zika virus, então outras medidas de proteção deveriam ser tomadas

    • Eu™

      E se você ler a “pesquisa” do doutor Plínio, vai ver que ele explicitamente cita que “não está falando sobre vacinas vencidas”, que é exatamente o assunto deste post, que foi desmentido pelo Gilmar. Então sugiro que antes de vir aqui passar vergonha falando sobre o que não sabe, LEIA sobre o que está discutindo, senão fica feio, miga.

    • Eu™

      Talvez em um outro post, que tal? Já que este aqui desmente a associação entre microcefalia e vacinas vencidas, e até o doutor Plínio já afirmou que realmente não tem nada a ver uma coisa com a outra. Chegue de desvirtuar o post com mimimis, deixa o cadáver se decompor!

  51. marcello talamo

    Sr. EU, por favor, faça um serviço de utilidade pública e CONTESTE a ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MEDICINA, que acaba de REFERENDAR “ipsis literis” o que eu venho afirmando desde o início, o que o Dr. em harvard afirmou depois e o que um estudo de médicos Argentinos e Brasileiros TAMBÉM afirmou na semana passada, pois recomendou CANCELAR a aplicação do larvicida da Monsanto que eu mesmo, já há 20 anos, comprovei (e os trabalhos estão guardados nos arquivos da Faculdade de Agronomia e Zootecnia Manoel Carlos Gonçalvel, ES do Pinhal, SP) nos trabalhos práticos em grupo em populações de coelhos (cobaias), que CAUSA SIM alterações congênitas que vão de lábio fendido (bipartido, leporino) a falta de membros, cegueira, microcefalia, paralisia, acefalia e outros males.

    Leia: http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2016/02/13/rs-suspende-uso-de-larvicida-no-combate-ao-aedes-egypti.htm

    O destaque é: O secretário de Saúde do Rio Grande do Sul, João GabNo Dia Nacional de Mobbardo dos Reis, anunciou que suspendeu o uso do larvicida Pyriproxyfen, apontado em nota técnica da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), como possível causador de microcefalia.

    O produto é utilizado em caixas d’água para eliminar larvas do mosquito vetor da dengue, da febre chikungunya e do vírus Zika. “A suspeita é suficiente para nos fazer decidir pela suspensão do uso. Nós não podemos correr esse risco”, disse Gabbardo.

    Ou seja, a RELAÇÃO EXISTE, mas a causa da MICROCEFALIA NÃO É O ZIKA.

    Agora a briga será com cachorro grande, sr. EU. Pode sair desse campo e ir discutir com a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) contando para eles das suas CERTEZAS de que irão aparecer casos no exterior (Só que não, pois em 3.177 casos na Colômbia em nenhum houve microcefalia), sua CERTEZA de que é o Zika o responsável (embora em 404 casos CONFIRMADOS no Brasil APENAS 17 registrarem o zika) e que o governo NÃO TEM QUALQUER RESPONSABILIDADE, embora aplique em caixas dágua VENENO que causa má formação congênita.

    Uma vontade grande de falar “sai dessa agora”, mas meu nível impede. Apenas alerte a Associação de que segundo o Senhor e suas credenciais, ela está ERRADA e o senhor correto.

    Lavei a alma com a atitude do Rio Grande do Sul, pois já em meu PRIMEIRO post, afirmei a desconfiança a respeito da causa ser “…ação de um agente pontual em algum momento da gestação ou pré-gestação…” e agora esse agente está se revelando como o larvicida.

    O sr. Eu passou 2 meses vociferando, ofendendo, recortando e colando artigos teóricos que encontram relação, mas não afirmam CAUSA e combatendo quem alertava para uma OUTRA opção, como eu.

    Pois é, veja sua responsabilidade, sr. Eu. QUANTAS PESSOAS PODERIAM ser poupadas da microcefalia e outras doenças se essas medidas tivessem sido tomadas antes, E PODERIAM TER SIDO, se pessoas como o sr. Não ficassem defendendo cega, histerica e histrionicamente o nosso governo mentiroso e corrupto, que quis jogar logo a culpa para cima do Mosquito para escapar das CONSEQUÊNCIAS de distribuir para a população que pode SIM causar a Microcefalia e para isso já há estudos mais do que comprovados há décadas.

    Eu ALERTEI o site há 2 meses para manter uma RESSALVA no final do artigo de que apesar do boato especifico sobre a vacina da rubeola aparentar ser falso, também é certo que “não havia prova” de que era o Zika virus, então outras medidas de proteção deveriam ser tomadas

      • marcello talamo

        Querido, assunto encerrado. Você resumir sua resposta a essa questão lava minha alma, pois até “ontem” vc afirmava textualmente: “…E os casos de microcefalia ligados ao Zika fora do país que estão aparecendo/irão aparecer muito em breve. Também são culpa da vacina e da Dilma/Padilha?Ou as vacinas brasileiras também foram aplicadas em países africanos?

        Diante do não surgimento dos casos, vc esquece hoje o que afirmou antes, aparentemente e recua para o caput do texto.

        Leia: http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/02/1739610-estudos-apontam-maior-taxa-de-microcefalia-em-era-pre-zika.shtml

        São FATOS.

        Acontece que o E-Farsas tocou em um ponto polêmico e este derivou em várias discussões, de forma que sua conclusão deveria ser “aprofundada”, comprovando a seriedade do site, a saber:

        Está no final da matéria:

        Conclusão: Não há nada que comprove que grávidas receberam vacinas vencidas contra a rubéola e muito menos que essas vacinas tenham causado microcefalia em bebês. O boato se aproveitou do assunto “zika” para se espalhar mais rapidamente!

        Por outro lado, Estudo que foi publicado pela OMS diz textualmente que apesar de não rechaçar eventual associação com o zika (o que está provado, pois associação não é causa), “…há outros fatores que não podem ser descartados, entre eles má nutrição e exposição a agentes teratogênicos, como agrotóxicos, ou a drogas e vacinas na infância da mãe…”

        Ou seja, assim como não há nada que comprove, também não há nada que DESCARTE PEREMPTORIAMENTE, pois ignora-se que ou se outros fatores — inclusive vacinação– podem ser os causadores.

        Particularmente, diante da gravidade do tema e da complexidade e diversidade das discussões surgidas, dúvidas e teorias, seria interessante que o Site TAMBÉM mudasse um pouco o foco, pois a manchete diz:

        Vacina contra a rubéola foi a causa da microcefalia?

        Na verdade, a Microcefalia JÁ existia e, principalmente no Norte e Nordeste em números muito maiores que os atuais, portanto parece ser necessário alterar a manchete, pois ela dá a entender que a Microcefalia teria surgido agora, o que não é verdade.

        “…Ao analisar diferentes bases de dados de recém-nascidos, os dois grupos de pesquisa encontraram um número muito maior de casos de microcefalia na “era pré-zika”. Extrapolando os achados para a população total, estimaram que, antes do vírus, o país teria pelo menos 6.000 bebês com a má-formação por ano…”

        Só isso já derrubaria por terra, posto que vindo da OMS, a tese do “zika” causar o surto, defendida pelo sr. Eu com unhas e dentes e valida a posição defendida por mim e vários outros de que NÃO É CAUSAL a relação e sim ASSOCIATIVA, o que é muito diferente, o que FELIZMENTE valida também a informação de que é preciso ter algum grau de estudo e especialização para de discutir com propriedade certos assuntos, como venho tentando fazer, contra as ironias, gracejos e menosprezos do sr. Eu. que ainda não apresentou qualquer credencial para embasar suas teorias do absurdo e do anti-conspiracionismo.

        Então, possivelmente não é nem provável que exista mesmo um “surto” de microcefalia, pois as PROVAS são de que antes do Zika havia inclusive maior ocorrência, e NÃO SE SABE o que a causa, podendo ser, INCLUSIVE, vacinas aplicadas, como a OMS ressalta.

        Então, a manchete / conclusão deveria alertar para que, diante das novas evidências, em primeiro lugar não há como ter certeza se realmente há um surto de microcefalia, pois evidências recentes apontam mais casos na era “pré-zika” e, em segundo lugar, não há como afirmar se vacinas causaram ou não o Zika pela falta de estudos, uma vez que só agora esse problema atinge a dimensão que atingiu e, ainda mais, os comentários no site comprovaram que apesar dos alertas, o sistema de saúde brasileiro ainda aplica vacina contra rubéola em gestantes.

        Ou seja, conforme fosse feita uma conclusão útil à sociedade, o site iria adquirir maior “envergadura”, seriedade e utilidade efetiva, e não apenas de matar a curiosidade, pois poderia dizer, por exemplo:

        Conclusão: Relativo ao boato atual de que um eventual surto de Microcefalia teria sido causado por vacinas vencidas, não há nada que comprove que grávidas receberam vacinas vencidas contra a rubéola e muito menos que essas vacinas tenham causado microcefalia em bebês, porém registramos diversas manifestações de gestantes que afirmaram ter sido vacinadas na rede publica contra a rubéola e mais recentemente, evidências mostram que talvez nem esteja havendo um “surto” de microcefalia, mas sim um aumento na “percepção” da doença devido aos casos serem notificados com mais regularidade, o que não era feito antes.

        De qualquer forma, trata-se de um assunto que devido ao fato do “zika” estar na pauta dos problemas nacionais vem gerando boatos que se espalham mais rapidamente!

        Diante da falta de evidências conclusivas em qualquer sentido, nossa recomendação para todos, principalmente para as gestantes, seria:

        1 – Manter limpas as caixas d’água, cacimbas e cisternas
        2 – ferver a água para consumo
        3 – Evitar aplicar larvicidas em quantidades acima das recomendadas na água
        4 – Prestar atenção sempre à validade dos medicamentos fornecidos ou usados
        5 – Quando grávida, manter cronograma de exames pré-natais regularmente
        6 – Manter tampados toneis, poços, cisternas ou caixas d’água destinada a consumo
        7 – Evitar exposição ao “fumacê”
        8 – Lavar bem os alimentos para consumo “in natura” como frutas e saladas
        9 – Consultar sempre um médico em caso de erupções na pele, febre e sintomas de dengue ou zika, ainda que fracos

        REPITO meu comentário anterior:

        Não se pode duvidar de que o governo esteja jogando, por conveniência, a conta dessa tragédia nas costas do mosquito, para fazer dessa doença, a Microcefalia, um fator de comoção nacional que vai vai ajudar a controlar e combater esse mosquito, o que é a verdadeira intenção do governo.

        OPORTUNISMO CÍNICO, para dizer o mínimo, explorar uma tragédia para obter benefícios políticos se isso for comprovado, o que não será dificil, pois o governo SABE do descontrole, sabe que não há “surto” no volume que vem sendo alardeado e sabe que as causas são resultantes muito mais de suas politicas e práticas (ou não práticas) de saneamento do que qualquer coisa.

        INCLUSIVE, e aqui lanço outra informação, porque as populações do Norte e Nordeste ingerem diariamente um dos maiores VENENOS que podem ser a elas ministrados e que deterioram gerações, que é a ÁGUA. Se alguém quiser, explico e provo.

        • Eu™

          Fio, calma. É só o começo. Você já está julgando, condenando e aplicando a pena sem nem ao menos terem apresentado todas as provas.

          Espera mais uns 2 ou 3 meses e voltamos a “conversar”.

          Agora uma coisa é certa:

          Vacina vencida não foi a causa de microcefalia, como versa o post.

          Ponto.

          • marcello talamo

            Srs.

            Não responderei ao sr. Eu porque ele não está habilitado para qualquer tipo de discussão a partir do momento em que foge do debate quando não tem algum argumento proporcionado por terceiros, posto que de sua lavra não os há, mas registrarei aqui uma posição.

            Imaginava o E-farsas como um local aberto, plural, dinâmico e diferenciado, onde realmente tivessemos algum tipo de certeza de que o “Author” realmente se interessasse pelo contraditório, pela apuração dos casos, pela verdade.

            Infelizmente não é o que percebi, inclusive por esse último comentário, que ao meu ver demonstra claramente que ele abraçou a causa “oficialista” e alio-se ao que de pior surgiu em termos de comentários, sejam técnicos, sejam “pelo nível” ao longo dessas discussões, que foram as “patadas” que o sr. Eu andou desferindo a torto e a direito em quem ousou questionar suas supostas certezas divinas que não duram um dia.

            Evidentemente discuti, assim como pares com quem troco informações sobre o assunto, esse assunto em fóruns mais sérios — e talvez meu erro tenha sido tratar dele aqui, pois aparentemente nesse site não há muita noção e ou preocupação do quão mais importante e agregador poderia ser o espaço se direcionado para a construção de discussões sérias, aglutinadoras e isentas— e fico feliz de perceber que em alguns deles houve entendimento e, no mínimo, o QUESTIONAMENTO mínimo que se espera de qualquer um interessado na elucidação da verdade, ou seja, o famoso “e se?”.

            leiam:

            http://ciencia.estadao.com.br/blogs/herton-escobar/zika-e-microcefalia-uma-relacao-complicada/

            http://saude.estadao.com.br/noticias/geral,microcefalia-que-sempre-existiu,10000015230

            (essa última reproduz meu “sino” de 2 meses atrás, curiosamente)

            http://saude.estadao.com.br/noticias/geral,microcefalia-falta-o-denominador,10000016105

            http://saude.estadao.com.br/noticias/geral,estudo-sugere-que-microcefalia-pre-zika-foi-subnotificada,10000016527

            Acredito que minha intenção ao levantar em diversos fóruns, sites e sociedades a falta de evidências conclusivas sobre a CAUSA da microcefalia ser o Zika (o que defendo desde o final de 2015 e somente agora passa a ser também defendido por entidades mais sérias) resultou em sucesso, pois a cada dia são maiores as evidências de “não causa” do que de causa.

            Isso me satisfaz, pois se comprovada for apenas a “relação”, estará aberto o caminho para a procura da verdadeira causa, o que nunca havia sido feito até hoje no Brasil.

            Note que já em 16-12, enquanto o governo se “pavoneava” de haver descoberto em poucos dias a causa, por aqui, de um mal que assola a humanidade há milênios (a Microcefalia), creditando-a a um mosquito e virus existentes desde 1957 sem que nada disso houvesse então sido a ele associado eu já cobrava a apuração dos níveis “históricos” da doença no brasil, e isso “ipsis literis” (trecho abaixo)

            “…a curva natural de comportamento epidemiologico é corrompida por esse agente novo:

            1 – Casos identificados de microcefalia históricamente no país até o inicio do surto..”

            Agora, só se fala nisso. Parece que “descobriram” somente agora que sempre houve maior incidência de microcefalia no Brasil, porem subnotificada, o que derrubaria a hipotes de “surto”.

            Dou-me portanto por satisfeito por ver comprovada tese minha da primeira postagem, de que era necessário apurar o REAL número de nascimentos com microcefalia antes do surto para se avaliar se REALMENTE cresceu o número de casos, bem como por ver levantados por órgãos mais sérios os mesmos questionamentos e linhas de pensamento que venho tentando fazer evoluir por aqui — apesar da resistência encarniçada do sr. “Eu” a qualquer coisa que destrua a história da carochinha do governo —, e portanto deixarei essa discussão para concentrar-me nos fóruns onde a busca da verdade e da qualidade da informação prospera com mais viço, pois por aqui ainda sinto um viés ideológico muito forte e talvez um certo ranço que inviabilizam a continuidade das conversas, o que pode ser medido pela queda nos comentários, pois as pessoas já estão tomando conhecimento da nova direção que está tomando o caso e já viram que a linha de pensamento nessa postagem é muito pueril, limitada, tosca, tacanha mesmo, como o próprio sr. “Eu” resumiu de forma tão direta.

            “..Agora uma coisa é certa: Vacina vencida não foi a causa de microcefalia, como versa o post…”

            Realmente, não adianta mesmo esperar maior desenvoltura e profundidade. A última trincheira de defesa é instransponível, pois realmente esse era o caput do post, mas ele evoluiu e aparentemente os responsáveis e co-responsáveis (o que eu infiro pela defesa inflamada) como o sr. “Eu”, alter ego ou não do author (continuo achando que sim) não se deram conta, ou, se deram, não julgaram interessante ou importante aproveitar o momento para apresentar-se como protagonistas de uma visão crítica, a qual agora passa a ser exercida por outros órgãos,

            Perdeu-se uma oportunidade, ao meu ver, de protagonismo.

            Minha luta agora será para difundir a seguinte tese, a qual inclusive o sr. “Eu” já começou a combater, em sinal EVIDENTE de que ela tem grandes chances de se revelar real, pois somente quando serve a carapuça as pessoas correm a dizer que ela não serve, rsrsrs:

            ACHO que o governo SEMPRE SOUBE que o número de microcéfalos no Brasil era muito mais elevado do que o notificado, o que está PROVADO hoje (ponto para mim).

            ACHO que existe responsabilidade do governo pelo eventual (embora ainda não provado, pois pode ter aumentado apenas o numero de notificações) aumento nos casos de microcefalia por motivo de desinvestimento no controle de pragas e endemias (menores gastos) e pela falta de investimentos em saneamento.

            ACHO que o governo, diante do desespero frente a uma epidemia que não consegue controlar (entre outros motivos porque talvez os recursos para isso sejam invariavelmente desviados pelos escaninhos da corrupção que grassa no Ministério da Saúde antes de chegarem na “ponta”), decidiu associar ao mosquito “Aedes” e ao virus “Zika” uma doença de fortíssimo apelo emocional, visando unir a população contra um “inimigo” e com isso levá-la a unir-se no combate ao mosquito.

            REPITO MINHA TESE:

            Não se pode duvidar de que o governo esteja jogando, por conveniência, a conta dessa tragédia nas costas do mosquito, para fazer dessa doença, a Microcefalia, um fator de comoção nacional que vai vai ajudar a controlar e combater esse mosquito, o que é a verdadeira intenção do governo.

            OPORTUNISMO CÍNICO, para dizer o mínimo, explorar uma tragédia para obter benefícios políticos se isso for comprovado, o que não será dificil, pois o governo SABE do descontrole, sabe que não há “surto” no volume que vem sendo alardeado e sabe que as causas são resultantes muito mais de suas politicas e práticas (ou não práticas) de saneamento do que qualquer coisa.

            Dito isso, encerro minha participação, pois chegamos a um impasse que não será resolvido no diálogo, posto que entendi que o site abraçou a tese do governo, mesmo contra todas as evidências técnicas e vai refugiar-se na trincheira que o sr. “Eu” tão celeremente lembrou quando acuado: “..Agora uma coisa é certa: Vacina vencida não foi a causa de microcefalia, como versa o post…”

            No entanto, gostaria de deixar claro que não considero 100% correta a afirmação do E-farsas (e isso me incomoda, pois sou cartesiano), MESMO este refugiando-se na trincheira do “ahhh, mas o que o site diz ser falso é o que o que boato afirma” e contra essa afirmação não há argumentos, posto que o site não tem como provar:

            1 – Que nunca uma vacina vencida tenha provocado algum caso de microcefalia — e estes existem há centenas de anos—.
            2 – Que realmente exista um “surto” de microcefalia, diante das evidências cada vez mais concretas de que sempre ouve uma “subnotificação” e que os percentuais poderiam estar DENTRO DA NORMALIDADE, porém agora notificados.

            Agradeço pelas gentileza das postagens e cortesia das respostas e comentários, até mesmo os do “advogado do diabo”, Sr. Eu, pois é sabidamente importante o exercício do contraditório para o aperfeiçoamento do pensamento, teses, idéias e desenvolvimento de linhas de pensamento e argumentação.

  52. Eu™

    “Não responderei ao sr. Eu porque ele não está habilitado para qualquer tipo de discussão a partir do momento em que foge do debate quando não tem algum argumento proporcionado por terceiros, posto que de sua lavra não os há, mas registrarei aqui uma posição.”

    E, ainda assim, me citou durante o walltext todo.

    “continuo achando que sim”

    Ainda bem que você ACHANDO e Eu™ cagando significam a mesma coisa.

    E as provas, cadê? E o paper publicado em periódico científico indexado, cadê?

  53. marcello talamo

    Prezado (agora sim respondendo).

    o sr. é ingênuo, ignorante, inculto, boçal ou apenas tem má fé, além de uma vulgaridade impressionante, que destoa DEMAIS dos demais comentários, ao ponto de depor contra o site?

    Do que adianta provar-lhe algo se mesmo diante das evidências o sr. não aceita?

    Se não sabes a diferença entre “resposta” e citação, é óbvio, por associação, que jamais vais entender a diferença entre “relação” e “causa”.

    Se o virus zika “CAUSA” microcefalia, como ela pode existir nos EUA que nem registravam zika até então ou na humanidade há milênios?

    É tão cristalino, transparente e óbvio que causa até estranheza alguém querer responsabilizar esse virus, descoberto em 1951, por uma doença que há milênios nos afeta e ainda por cima exigir PROVAS de que não é o zika o causador de microcefalia no país, quando os próprios dados oficiais apontam para que em apenas cerca de 5 a 10% dos casos existe a incidência do Zica, o que mostra alguma relação, NUNCA a causa.

    Se vc leu os textos, creio que deveria ter entendido o porque é muito relevante a relação mas improvável e dificilmente comprovável a CAUSA e, se não entendeu, acredite, o problema não é de quem escreveu o texto ou deu as declarações. É seu.

    Mas, convenhamos. É o axioma da Fábula do lobo e do carneiro bebendo água no rio. Não adianta ao carneiro argumentar com a lógica, pois o lobo vai devorá-lo de qualquer jeito e ponto final.

    Seu caso é mais ou menos esse. Me parece inútil discutir com quem embasa a sua ignorância e aversão ao debate sobre genericidades como “cadê a prova”, pois é a esse recurso que recorrem os culpados quando não tem qualquer argumento ou justificativa, como Lula agora pedindo as “provas” de que o Sítio e Apartamento dele são mesmo dele…

    O sr. viu a diferença entre “citar”, o que fiz anteriormente e “responder”, o que fiz agora, e, interessante, sem precisar recorrer a palavrões, ofensas, como o sr.?

    Gostaria aliás que o Sr. PROVASSE sua AFIRMAÇÃO de que eu achando e v. sa. excretando sejam a mesma coisa, pois o que eu “acho” já foi objeto de reportagens e entrevistas em vários jornais (procure na web) e revistas de primeira linha e penso que o sr. excretando ainda não o foi, portanto não aparenta ser a mesma coisa, inclusive porque o que eu acho, penso ou argumento geralmente aduba mentes, enquanto o que o sr. excreta vai pelo ralo, embora pudesse adubar algumas plantas se para tal utilizado fosse.

    Simples assim. Me desculpe, mas no final das contas, o cabedal de formação sempre prepondera, tanto que já a alguns posts e posts suas respostas são sempre as mesmas, como o famoso “ah é, é??” da falecida escolinha do Prof. Raimundo.

    He he, continue recolhido à sua insignificância de “recortador e colador” e seja feliz distribuindo suas patadas, pois se isso é o máximo que sua formação, estrutura e capacitação conseguem produzir, o caso é para se ter pena, não irritação, pois a culpa não é sua, certamente, e sim da sociedade capitalista, provavelmente.

    Eu já agradeci suas manifestações, por mais indelicadas e chulas que tenham sido, pois ajudaram-me a formar a certeza de que estou no caminho certo, pois como disse lá atrás, o sr. referendou minha razão ao partir primeiro para a agressão, portanto só tenho a agradecer-lhe por haver por diversas vezes confirmado, comprovado e referendado minhas teses, argumentos e hipóteses a partir do comportamento histriônico adotado em resposta às minhas manifestações, incluindo as agressões gratuitas, desnecessárias, vulgares, chulas e de nível rasteiro.

    Portanto, mais uma vez obrigado pelo contra ponto e carpe diem

    PS. Concluí que o Sr. é ignorante mesmo, pois aparentemente desconhece que colocando o trade mark em seu nome ele não pode mais ser citado sem sua autorização, rsrs, então nem esse “agrado” mais vais conseguir receber de mim.

    Ps., gostei do e-mail: mimimi@atheist.com

  54. marcello talamo

    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/claudiacollucci/2016/02/1742065-ministerio-da-saude-troca-metodo-cientifico-por-achismo.shtml

    Senhores do E-farsas.

    Essa informação RECENTE, corrobora “ipsis literis” TUDO para o que alguns leitores vinham denunciando e alertando por aqui, INCLUSIVE a temeridade da “certeza” do site sobre os desmentidos do governo a respeito do surto de microcefalia poder ser causado por outros agentes (inclusive vacinas vencidas, deterioradas e ou falsificadas, reitero) que não o virus “zika”

    Curioso é que recentemente um dos comentaristas disse: “…aprenda como ser faz ciência de verdade, ok? De “achismo” o mundo tá é cheio…”

    Então, a corroborar as palavras dele, realmente, está TÃO CHEIO de “achisnos” que agora até o GOVERNO do Brasil, em tese o maior interessado em apurar a verdade (só que não, pois a verdade verdadeira aponta para sua responsabilidade e isso custará caro em reparações), resolveu PARTIR PARA O ACHISMO e deixar de

    Alertamos para isso e estávamos certos, pois o texto diz “… O ministério tomou essa decisão porque os números não conseguem comprovar a tese de que seja o zika o único culpado pelos casos recentes de microcefalia?”, com o que concordamos.

    Diz o governo que, mesmo sem provas, testes ou confirmações, “..O Ministério da Saúde considera que houve infecção pelo vírus zika na maior parte das mães que tiveram bebês cujo diagnóstico final foi de “microcefalia e/ou alterações do Sistema Nervoso Central…”

    Sr. mimimi, por favor, COBRE do governo o que cobrou de mim e de outros que questionaram esse tipo de coisa: Cadê as PROVAS? “considerar” é “achismo”.

    Mais: “…Além disso, a partir desse momento, considerará que todos os casos confirmados estão relacionados a infecção congênita pelo vírus zika…”

    De novo, rr. mimimi, por favor, COBRE do governo o que cobrou de mim e de outros que questionaram esse tipo de coisa: Cadê as PROVAS de que todos os casos estão relacionados, se até então, OFICIALMENTE APURADO E MEDIDO COM EXAMES esse percentual era apenas entre 5 e 8%? Agora virou 100% na “caneta”? cade as provas? O sr. mimimi diz que “considerar” é “achismo” e eu concordo com ele. Vou amar vê-lo exigindo as “provas”.

    Segue o texto onde o governo ADMITE, ASSUME, CONFESSA e ACEITA que não sabe o motivo, e, pior, aparentemente não tem CONDIÇÕES, CAPACIDADE, CONTROLES, PROCESSOS de ACOMPANHAMENTO PADRONIZADOS ou mesmo PROFISSIONAIS gabaritados e preparados para descobrir, ENTÃO joga 100% da culpa no mosquito.

    Aí fica fácil.

    Ainda assim o E-farsas vai continuar BANCANDO que não houve caso eventual de vacina vencida, adulterada, deteriorada ou falsificada envolvida em algum momento nessa história, com base em afirmações de um governo que admite que vai usar o “achismo” para dar uma resposta às milhares de dúvidas sobre assunto tão importante? Eu pensaria duas vezes antes de GARANTIR que não existe a menor possibilidade de haver acontecido algo desse tipo ao longo desse caso, mas isso é coisa minha, particular, pois odeio comprar como verdadeira uma informação e depois descobrir que quem deu está mais perdido que cego em tiroteio e isso faz perder credibilidade.

    Segue o texto…………… É AUTO EXPLICATIVO

    Ministério da Saúde troca método científico por achismo
    23/02/2016 01h50
    Compartilhar12
    Mais opções
    Cara dra. Margareth Chan, diretora-geral da OMS:

    A sua visita ao Brasil a partir desta terça (23) não poderia acontecer em momento mais oportuno.

    Não bastasse o mar de incertezas que vivemos em relação ao vírus da zika e os casos de microcefalia, as recentes medidas do Ministério da Saúde só têm piorado a situação, deixando um rastro de desconfiança e perplexidade no ar.

    Não sei o quanto a sra. está familiarizada com o assunto, mas vou rapidamente resumi-lo. Na última quarta-feira (17), o Ministério da Saúde decidiu “decretar” que todos os casos de microcefalia e alterações do sistema nervoso central de causas infecciosas são provocados pelo zika vírus.

    Eis parte da nota que o órgão distribuiu à imprensa:

    “ATENÇÃO! O Ministério da Saúde considera que houve infecção pelo vírus zika na maior parte das mães que tiveram bebês cujo diagnóstico final foi de “microcefalia e/ou alterações do Sistema Nervoso Central, sugestiva passará a divulgar esses casos confirmados, sem especificação do diagnóstico laboratorial para vírus zika, pois esses dados não representam adequadamente o número de casos observados (magnitude). Além disso, a partir desse momento, considerará que todos os casos confirmados estão relacionados a infecção congênita pelo vírus zika. Todos os casos são avaliados individualmente e submetidos a um conjunto de exames de diagnóstico laboratorial e por imagem (ex.: ultrassom transfontanela etc.). Uma proporção muito pequena desses casos, após seguimento e análises específicas, é confirmada para outras causas, mas são tão poucas as crianças que isso não altera a avaliação da tendência (aumento ou redução) do número de casos (magnitude).”

    Essa medida deixou atordoada parte da comunidade científica do país. Como tomar uma decisão dessa natureza na “canetada”, jogando no lixo todo e qualquer método científico?

    Até a semana anterior ao comunicado, o ministério reportava casos suspeitos de microcefalia, casos confirmados, casos descartados, casos em investigação e casos em que o vírus da zika estava relacionado (eram 41 no total).

    Agora, decidiu que não vai mais especificar quantos dos casos tiveram o diagnóstico laboratorial confirmado para o vírus da zika. Diz que o número anterior (41) não representava a realidade do total de casos.

    Sim, sabemos das limitações técnicas existentes, como a falta de testes capazes de atestar que as mães de bebês com microcefalia foram de fato infectadas pelo zika durante a gestação. Mas, diante disso, não parece nada razoável abandonar o método científico e adotar o “achismo”.

    Na falta de respostas convincentes para explicar tamanho despropósito, mais dúvidas foram colocadas na fogueira das incertezas. O ministério tomou essa decisão porque os números não conseguem comprovar a tese de que seja o zika o único culpado pelos casos recentes de microcefalia? Os dados anteriormente divulgados estavam errados? Os exames tinham muitos falso-positivos, o que é comum com o método PCR?

    Essas dúvidas se somam a outras causadas por fatores como a falta de padronização na notificação de casos suspeitos de microcefalia.

    Alguns Estados reportam todos os casos de bebês com crânios medindo 32 cm ou menos de circunferência. Outros, apenas as má-formações que tenham relação com um agente infeccioso.

    Sobre os casos confirmados, também pairam incertezas. O Ministério das Saúde não informa, por exemplo, se os casos relacionados ao zika tiveram exclusões para outros tipos de infecções (como sífilis).

    Segundo reportagem do “El País”, os Estados que mais registraram casos de microcefalia (Pernambuco e Paraíba) dizem que apenas agora estão sistematizando, de forma específica, quantos foram os casos em que a gestante foi infectada por outro vírus ou bactéria, como a sífilis, por exemplo.

    Lembrando que, conforme a Folha revelou, nos últimos sete anos, os casos de sífilis entre gestantes triplicaram no país. Em 2008, 7.920 gestantes tinham sífilis; em 2014, eram 28.226.

    Entre os casos descartados, quantos são de crianças saudáveis e quantos são de bebês com má-formações não ligadas a um agente infeccioso? O ministério também não diz.

    Sabemos que muitas das respostas em relação ao zika ainda estão sendo construídas e que, conforme a sua própria organização já estimou, serão necessários de quatro a seis meses para se ter evidência de ligação entre o vírus e a microcefalia.

    Enquanto isso não ocorre, o mínimo que se espera de um governo sério é cautela, transparência e ciência. Inserir mais dúvidas nesse cenário já tão confuso só faz aumentar a onda de boatos em um momento em que todos os esforços deveriam estar concentrados em torno de um único propósito: eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti.

    Se ainda há tanta dúvida sobre o zika, em relação à dengue não há nenhuma. Ela já causa epidemias e mortes em todo o país.

    Dra. Margareth, apenas um pedido: apure o que está acontecendo de fato sobre o zika no Brasil e nos diga, por favor.

    • Eu™

      Isso vale para as pesquisas publicadas em periódicos indexados revisados por pares? Ou é apenas a OPINIÃO de uma “especialista em saúde”?

      E a OMS, também tá no balaio?

      Ps.: Não li nem lerei seus walltexts repetitivos e cheios de OPINIÃO, se você publicar um paper em um periódico indexado e revisado por pares, poste o link aqui que terei o prazer de ler.

      Pq por enquanto, muito MIMIMI e ACHISMO e pouca CIÊNCIA de verdade, ó “senhor mais inteligente que a maioria”.

      Bejo no ânus.

      • marcello talamo

        hahahahaha, fantástico como o sr é previsível.

        Todo medíocre apela para o ataque e ignorância quando se encontra sem argumentos. Amo quando os fatos confirmam a tese.

        http://www.valor.com.br/brasil/4441628/casos-confirmados-de-microcefalia-no-brasil-sobem-para-508

        Está aí um periódico e está aí a nota do governo dizendo que a regra agora é o “achismo”.

        Eu só cobro coerência, mas EVIDENTEMENTE não do sr., que desconhece pelo visto o que é isso, mas de quem “cobrava” provas que comprovassem que não era o zika o culpado e agora se omite não cobrando “provas” de que os demais 90% de casos não comprovados efetivamente são motivados pelo zika.

        quanto ao “senhor mais inteligente que a maioria”, é outra PROVA de sua absoluta incapacidade de interpretar um texto ou má fé se capaz for de fazê-lo, o que seria, em caso positivo, uma nódoa de carater moral. Eu jamais afirmei ser mais inteligente que a maioria e DESAFIO-O (e sei que vc vai correr e se esconder atrás de alguma agressão) a provar isso em meus textos.

        Pelo contrário, PROVEI que apenas recebi uma educação e preparo superior à média nacional e o fiz com meu curriculum, do qual me orgulho, por tê-lo.

        Então, sr “cobrador” de provas, PROVE que eu me declarei mais inteligente, ou, como de hábito, recolha-se à sua ladainha habitual diante da falta de argumentos

        • Eu™

          “Está aí um periódico e está aí a nota do governo dizendo que a regra agora é o “achismo”.”

          AUHAUHAUHUHAUHAUHAUHUHAUHAUHUHAUHAUHAUHUHAUHAUHAUHUHAUHA

          Arrã. Valor.com.br “periódico indexado revisado por pares”

          “FÁZ ME RÍR, DONA RÉDIGLOBO DE TÉLEVISÃO”

          AUUHAUHAUHUHAUHAUHUHA

          Marcello Revoltado

  55. marcello talamo

    http://www.valor.com.br/brasil/4441628/casos-confirmados-de-microcefalia-no-brasil-sobem-para-508

    impressionante!!!!!!!!!!
    Trata-se do MAIOR CASO de achismo de que eu tive conhecimento até agora e foi decretado sem qualquer “paper indexado” de renomado órgão!!!!

    Fato 1 (extraído da reportagem acima) = RECIFE – O número de casos confirmados de microcefalia no Brasil subiu de 462 para 508 de acordo com mais recente boletim do Ministério da Saúde, divulgado nesta quarta-feira. Diferentemente do que fez das outras vezes, o órgão não divulgou quantos dos casos da má-formação congênita estão associados ao zika. No boletim anterior, eram 41 casos relacionados.

    VERDADE CIENTÍFICA: 9% (apenas 9%) dos casos foram clinicamente relacionados com o Zika.

    Fato 2 (também extraído da reportagem acima) – O Ministério da Saúde passou a considerar que houve infecção pelo vírus zika na maior parte das mães que tiveram bebês, cujo diagnóstico final foi de microcefalia e/ou alterações do sistema nervoso central, sugestiva de infecção congênita.

    VERDADE DA DILMA: “a maior parte” dos casos de microcefalia tem relação com o Zika.

    Minhas perguntas:

    1 – Como 9% viram “a maior parte” do dia para a noite e na base da canetada?
    2 – Onde estão as provas e “papers indexados” que comprovam que “na maior parte” dos casos de microcefalia a causa é o Zika.
    3 – Em um ambiente científico e técnico onde a acurácia fica na terceira casa decimal, QUANTO É a “maior parte”? 50,01 %? 58? 60? 75? 99,99?
    4 – Que RIGOR CIENTÍFICO o País exibe ao partir para esse tipo de “achismo”?
    5 – Que confiança passa para a comunidade internacional sobre a qualidade de nossa pesquisa, conhecimento e, principalmente, CONCLUSÕES?

    E, finalmente, a última

    6 – O E-farsas sustenta que o governo tem credibilidade para GARANTIR que não existe qualquer possibilidade de vacinas vencidas, deterioradas ou adulteradas/falsificadas terem em algum momento entrado nesse “bolo” de causas?

    Olha o “nivel” da seriedade do Ministério. Eles agora “acham” que 9% é a “maior parte” de algo e a partir daí tomam toda uma série de atitudes que mexem com a saude de milhões.

    Tá tudo errado… tenho pena dos brasileiros que estão nas mãos dessa sucia de incompetentes

  56. marcello talamo

    O refúgio da ignorância é sempre o mesmo: agressão. Se o sr. milita por esse governo corrupto e o defende mesmo diante de provas produzidas por ele de sua completa incapacidade e desorientação, é uma opção sua. Eu milito pela VERDADE. somos diferentes. Felizmente.

    • Eu™

      “A DÓNA RÉDIGLOBO DE TELÉVISÃO”….

      “O RÉFÚGIO DA ÍGUINORÂNCIA É SEMPRE O MEMO”

      KKKK Militante Revoltado. Nunca mais vou esquecer! Todos os seus comentários vou ler com essa voz e sotaque!

      KKKK

  57. Marcello talamo

    Obrigado por confessar q lê meus comentários, amigo.

    Foi importantíssima essa admissão pois ela encerra meu ciclo aqui.

    Na verdade, também faço parte de um site, o gentedecente.com.br onde são feitas análises políticas e sociais.

    Estou terminando um trabalho para publicar onde chamo a atenção para o fato de que o problema nacional hoje não é a microcefalia ocasionada por doenças, mas sim a microcefalia optativa, a microcefalia por opção, quando as pessoas se tornam menos inteligentes em troca de fanatismo político, quiçá religioso, migalhas do governo ou frustrações e revoltas pessoais.

    Estamos nos últimos degraus do ranking da educação. Se pensa menos e pior no pais. A população em geral se recusa a ler qualquer coisa com mais de 4 linhas e nem olha se não tiver figuras. Estamos emburrecendo.

    Nossos embates, assim como outros onde o sr. Participou, foram ricos na questão de mostrar um lado procurando ser racional, arguitivo, proativo, racional e o outro recusando-se a aceitar, ler, entender, racionalizar, partindo para clichês e ofensas gratuitas, e tudo isso não por “não poder” fazê-lo, mas sim por “não querer”, o que embasa a tês do brasileiro hoje microcéfalo (ou com miolo de passarinho como se diz) por “opção” versus o brasileiro microcéfalo por nascença.

    O governo está preocupadissimo com 508 microcéfalos de nascença — terrível, mas acontece no mundo todo–, ao mesmo tempo em q ignora os milhões que estão ficando com cérebro “pequeno” por opção pessoal ou falta de ação propósitos do governo nesse sentido.

    O sr poderá comentar lá desde q mude seu linguajar, claro.

    Quando publicar, aviso. Obrigado pela leitura atenta!

    • Eu™

      Claro que leio, quando meu dia está triste e enfadonho, volto aqui e leio todos. Me alegra demais, de tanta besteira e palhaçada! Especialmente na voz do MILITANTE! KKK

      Sabia que você dá pra um bom comediante?

      A propósito, cadê o paper?

      E antes que eu me esqueça, e a criança diagnosticada com microcefalia na Colômbia por causa da Zika, foi vacina vencida/larvicida/conspiração do “MALVADO GOVERNO BRASILÉIRO ESTABÉLECIDO NA CONSTITUIÇÃO FÉDERAL DE 1988”?

      “FAZ MÉ RÍR, DONA RÉDEGLOBO DE TELÉVISÃO”

      KKKK

    • Eu™

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      “GENTE DECENTE”, MAS QUE NÃO PAGA NEM A CONTA DA HOSPEDAGEM!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Vai lá, ô INTELIGENTÃO, aproveita e ajuda na vaquinha pra pagar a conta do site!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      http://i.imgur.com/nQsWipk.png

      Tô falando que ME DIVIRTO entrando aqui e lendo as merdas bostas asneiras pérolas que o ser de inteligência superior à média posta!

      Vai dizer que o site também foi suspenso por causa da “DONA RÉDIGLOBO DE TELÉVISÃO”? Ou pelo “MALVADO GÓVERNO MALVADO” que não quer que a “VÉRDADE SEJE EXPÓSTA”?

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Ganhei meu mês com essa, obrigado!!!!

  58. marcello talamo

    Se você ganha seu mês com esse tipo de coisa, fico feliz de ver comprovada minha tese sobre a microcefalia opcional. Cada vez mais fica provado que gente como o sr. não tem capacidade para discutir ou sequer entender a fundo o que está sendo discutido, então apela sempre para as mesmas asnices, os mesmos clichês e escolhe sempre os mesmos “vilões”, dos quais deve sentir algum tipo de raiva ou ressentimento.

    Parece que o vilão de agora é a Rede Globo. Desconheço essa emissora, pois não a assisto há alguns anos, desde que ela passou a ser governista e gente como o Jô e algumas articulistas passaram a fazer defesa escancarada do governo.

    Daqui a pouco será Eduardo Cunha, outro bandidão, mas que faz o governo borrar as calças, assim como o Moro e o japa da Federal. Sem problemas, seus ressentimentos são seus.

    O site sai muito do ar em função de ataques coordenados. SE o sr. o frequentasse, veria isso. Existe muito robot tentando derrubar os sites que criticam o governo, sendo uma das atribuições do MAV (que o sr. deve saber o que é) a promoção desse tipo de coisa.

    No mais, paro mesmo por aqui, pois percebi que aparentemente fazes parte da camada da população que sofre de um tipo de “microcefalia” por opção, pois demonstras PERSISTENTEMENTE que, apesar de ENSINADO e ORIENTADO em determinado sentido, ou a respeito de como as coisas funcionam e o que quer dizer cada coisa, parece ignorar e só repetir seus conceitos próprios, sem apresentar qualquer prova, apenas exercendo o livre e soberano direito ao “achismo” no qual o se. está mestre.

    Senão, vejamos:

    O sr. AFIRMA acima: E antes que eu me esqueça, e a criança diagnosticada com microcefalia na Colômbia por causa da Zika, foi vacina vencida/larvicida

    O fato real: BOGOTÁ (Reuters) – A Colômbia registrou nesta quarta-feira um “provável” caso de microcefalia relacionado com o Zika vírus, depois que uma jovem de 18 anos interrompeu sua gravidez após exames médicos comprovarem que o feto padecia de uma anomalia congênita e detectaram a presença da infecção no líquido amniótico.

    Até agora foram registrados 37.011 casos, incluídos 6.356 mulheres grávidas, segundo o Instituto Nacional de Saúde.

    Conclusões:

    1 – O Sr. aparentemente não sabe (embora isso tenha sido insistentemente abordado aqui) a diferença entre RELAÇÃO e CAUSA.
    2 – O Sr. AFIRMA com base em alguma informação que só o sr. detém (provas? paper?) de que É MICROCEFALIA, embora o próprio governo fale em “provavel” caso);
    3 – O sr. AFIRMA que é microcefalia (talvez porque só leia manchetes), embora a propria constatação dos médicos tenha sido de que o feto tinha uma anomalia congênita, sendo que o diagnóstico da MICROCEFALIA ocorre…..”…. quando o perímetro da cabeça é igual ou menor do que 32 cm (até este ano o Ministério da Saúde adotava 33 cm, mas a medida foi alterada de acordo com parâmetros da Organização Mundial da Saúde). Portanto, o esperado é que bebês tenham pelo menos 34 cm. Mas atenção: isso vale apenas para crianças nascidas a termo (com 9 meses de gravidez). No caso de prematuros, esses valores mudam e dependem da idade gestacional em que ocorre o parto..”.

    ENTENDO o desespero de tentar encontrar algo que minimamente apóie suas teses, mas se o Sr. atentar para a TAXA MÉDIA de nascimentos microcéfalos EM CONDIÇÕES NORMAIS, verá que MAIS UMA VEZ a matemática à qual tens tanta ojeriza explica e, MAIS, prevê o que vai acontecer.

    Leia: http://alias.estadao.com.br/noticias/geral,a-microcefalia-nao-e-uma-so,10000016140 antes de falar sandices, por favor.

    Note que nos ESTADOS UNIDOS, país onde as condições de saúde e acompanhamento médico e pré-natal são bem melhores que na colômbia e onde não tem zika, o número de nascimentos com Microcefalia oscila entre 2 e 12 para cada 10.000 nascidos vivos.

    Captou?

    ENTÃO, meu pobre desesperado, EVIDENTEMENTE que na Colômbia esse número dificilmente poderia ser menor (assim como nos demais países com sistema de saude deficitário, pois Microcefalia pode decorrer de vários fatores).

    Portanto, novamente APELANDO para a matemática, que por sinal dispensa os tais “papers indexados” que o sr. tanto cobra dos outros mas não apresenta para referendar suas teses, solicito que PREENCHA a lacuna:

    EUA – De cada 10.000 nascidos vivos, 2 a 12 com Microcefalia.

    COLÔMBIA – De 6.355 grávidas, a previsão de nascidos com microcefalia será de? (_______)

    resposta (porque sei que não deves reunir conhecimento para tal, pois ignoras e desdenhas tudo que se comprova matematicamente):

    10.000 está para 2/12 assim como 6.500 está para X
    Então, 6 x (2/12)/10 = 1,2 a 7,2 – arredondando = 1 a 7

    Extrapolando para o FRSS (fator relativo de situação da saúde), considerando EUA=100, esse número vai a 3-14 (arrendondados).

    Conclusão lógica: É esperado que para cada 10.000 nascidos vivos na Colômbia, entre 3 e 14 apresentem microcefalia.

    Então, meu caro, É CLARO que vão nascer bebes com MICROCEFALIA na Colombia, assim como na Russia, Noruga e Suécia, que não sabem nem o que é mosquito, quanto mais zika, pois MICROCEFALIA sempre existiu e o fato de algumas das colombianas TAMBÉM estarem infectadas pelo virus nada significa.

    Nada?

    Pelo contrário, significa MUITO. Significa, no extremo da régua, que é BOM ter Zika, pois a possibilidade de nascer com microcefalia é bem menor pelo visto, pois se em 6.500 grávidas infectadas por Zika APENAS uma apresentou problemas “congênitos”, pode ser sinal de que o índice de nascidos com microcefalia entre portadores de zika É MENOR QUE O PADRÃO AMERICANO!!!!

    Questione, mas sem precisar citar a Globo ou qualquer outro ente do qual tenhas ressentimento.

    diga que 1/6500 significa que a culpa está formada.
    diga que “associação” é o mesmo que CAUSA.

    PROVE que 41 casos de Zika no Brasil em 508 nascimentos com Microcefalia PROVA que a causa foi o ZIKA.

    Agora, se tiveres capacidade para COMPROVAR isso, então és um FANTÁSTICO cientista, e nesse caso, POR FAVOR, descubra a causa dos demais 460 casos de Microcefalia que representam, ESTES SIM a tal “epidemia” de Zika no Brasil e para os quais até agora as mães estão desesperadas tentando saber o porque.

    Acho não farás nada disso. Sua opção me parece ser pela reação microcéfala, que passa pelo desdem, despeito, arrogância e agressão. Sem problemas. É uma escolha sua.

    A minha é analisar números, fatos, evidências e tentar colaborar em nível com diversos debates que estão acontecendo para calibrar não apenas a dimensão do problema, mas na verdade se existe de fato um problema médico — e aí as medidas serão em um sentido– ou existe um problema administrativo — falta de notificações anteriormente—- ou mesmo político — exploração do assunto para obter união nacional contra o mosquito—.

    É isso. Tem gente séria cuidando do assunto, enquanto gente que opta pela microcefalia funcional fica gargalhando, desmerecendo, ofendendo, tergivesando, assacando impropérios e destilando ressentimento e frustração contra a Rede Globo, por exemplo.

    Mas, tudo bem, cada um colabora, contribui ou agrega nos processos e discussões na medida em que sua capacidade, competência e preparo permitem.

    Afinal, o que seria dos vencedores se não houvessem os perdedores? o branco se não houvesse o preto? O sal se não houvesse o doce? O dia se não houvesse a noite? Essa é a vida.

    • Eu™

      E você, tá preparando o paper pra ser publicado em um periódico indexado ou só tá perdendo tempo aqui fazendo textão pra me divertir?

      Quanta utilidade!

      KKKKK

      Ps.: já começou a vaquinha pra pagar a hospedagem do site?

    • Eu™

      Ah sim, li o textão, e quando cheguei nessa parte aqui:

      “Afinal, o que seria dos vencedores se não houvessem os perdedores? o branco se não houvesse o preto? O sal se não houvesse o doce? O dia se não houvesse a noite? Essa é a vida.”

      até ouvi o som do solo dos violinos!

      Tocante, sério.

      Tó meu +1 só pelo finalzinho emocionante!

      Ps.: e o paper, já publicou ou vai continuar só com as falácias costumeiras?

    • Eu™

      GENTE TÃO DECENTE nesse seu sitezinho aí que vira e mexe tão banidos do ADSENSE por mendigar cliques!

      https://productforums.google.com/forum/#!topic/adsense-pt/4NY7fisuVQU

      KKKK

      Isso explica muita coisa, especialmente na parte “AdSense é a única receita que tenho para manter o site no ar.”

      Sem AdSense = sem dinheiro. Sem dinheiro = sem poder pagar a hospedagem!

      Gente Decente E POBRE!

      KKK

      Sugiro o Vakinha ou o Catarse, quem sabe eles não te ajudam a arrecadar dinheiro suficiente pra pagar pela hospedagem?

      Ou vão botar a culpa no PT também pelo Google ter bloqueado o AdSense?

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Cara, tá cada vez melhor, não pare de postar aqui não, vc é o Comic Relief do e-Farsas!

  59. marcello talamo

    Querido, você sabe de mim e o que já publiquei, não discuta com a tecnologia, por favor.

    Quer saber mais, ver entrevistas?: https://portogente.com.br/noticias/transporte-logistica/8914-pesquisador-mantem-pagina-com-rico-acervo-de-fotos-de-ferrovias-nacionais

    Na Revista época? http://revistaepoca.globo.com/Epoca/0,6993,EPT920079-1664,00.html

    Tem na Isto é e no Jornal o Estado de Minas, além de periódicos de menor expressão, como revista do transporte e outras, mas não tenho tempo para procurar o link eletrônico.

    Se tenho sites de pesquisa e história? Claro, belo, a torto e a direito e sobre inúmeros assuntos. Um deles: http://www.oocities.org/tramway_cantareira/ Há inúmeros outros, próprios ou hospedados em sites de cidades, como o http://www.novomilenio.inf.br/santos/h0198.htm

    Aliás, como você pode perceber consultando sites como wikipedia e outros mais elaborados, alguns dos meus estudos e sites são referência para pesquisas, consultas, estudos, apresentação de teses, trabalhos históricos e até elaboração de eventos.

    Chega né? Procurei alguma entrevista sua em jornal ou revista, mas não encontrei. Nem qualquer site seu que seja referência sobre qualquer assunto.

    Minha diferença para você (por enquanto) em relação ao que penso e produzo intelectualmente é que sou publicado na imprensa escrita e eletrônica voluntariamente e por conta de minhas realizações e conquistas, bem como a consistência do pensamento.

    Além disso, sou referendado pela maior parte dos “papers”, inclusive eletrônicos, como pesquisador, pois domino as técnicas, meios, métodos e ferramentas e, creio que até você sabe disso, quem é pesquisador e pesquisa um assunto com propriedade, tem condições para pesquisar QUALQUER COISA.

    Portanto, quando eu debato aqui que estou PESQUISANDO sobre o assunto, acredite, não é apenas lendo manchetes. Já estive em hospitais, conversei com médicos, mantenho contatos com gente do setor no exterior e estou CADA VEZ MAIS CONVENCIDO de que:

    1 – Não houve efetivamente um gigantesco “surto” de microcefalia no Brasil, pois a cada dia de pesquisas e contatos em diversos estados descubro que a SUBNOTIFICAÇÃO antes era ESPANTOSA.
    2 – O Zika virús não é o responsável pelo tal “surto”, porém à medida em que for aumentando a infestação no brasil, mais e mais crianças que nascerem no Brasil com Microcefalia, MACROCEFALIA (existe isso, vc sabe?), labio leporino, sopro, surdez, cegueira, falta de membros ou qualquer outro defeito vão apresentar indícios do zika no liquido amniótico, mas isso não significará que o zika é o culpado pela desgraça, mas sim que uma parcela cada vez maior da população estará infectada e parte dessa parcela terá filhos.
    3 – O governo está em franca campanha para fazer o povo “comprar” a idéia de que há um surto e foi causado pelo Zika, como se nunca houvessem aparecido casos de microcefalia no Brasil e como se realmente houvesse um surto destes. Isso soa como desespero para ocultar sua culpa ou responsabilidade no assunto.
    4 – O fato da concentração absoluta ser no Norte e Nordeste, locais definidos na tese do Dr. como tendo sofrido outras epidemias anteriormente e recebem atendimento e recursos para a saude de forma diferenciada dos grandes centros referenda ainda mais a suspeita de que outro agente pontual causou esses casos.

    Ainda estou levantando os dados. É muita coisa e muitas metodologias diferentes, mas um pesquisador não pode ter medo de tabular dados, padronizar lotes de informações desencontradas nem de ir a campo buscar evidências, tanto que sempre exerci esse trabalho, que me levou para os lugares mais inóspitos do país.

    Não precisa ironizar como costumas, nem desdenhar de minha formação como a raposa diante das uvas. ACEITO que estou na média da população brasileira, a qual é pesquisadora, tem centenas de publicações, faz sites relacionados a cultura, educação e história, aparece em jornais e revistas e é referência em publicações com o resultado de sua produção intelectual.

    Aliás, apresentei parte ínfima da minha produção. Gostaria de ver a sua produção intelectual, pois uma pessoa com tanta opinião e certezas certamente deve ter um fantástico histórico de produção intelectual onde divide isso com o mundo.

    Mundo este que aliás gira e dia a dia vai coroando de razão os que não creditam ao “zika” a responsabilidade por um eventual aumento — a ser confirmado— da microcefalia no país, isso porque há fortes indícios de que o que havia antes era subnotificação.

    ALGUNS locais podem ter aumentado o numero de nascimentos com microcefalia e pode haver associação com o Aedes sim, PORQUE, entre outros motivos, se espalha larvicida toxico na água de beber e isso é um fato inquestionável.

    QUANDO e SE o sr. aceitar beber de água com larvicida em detrimento a água normal, aceitarei que questione. Pode ser MALATHION? espero que já tenha tido seus filhos se aceitar por concordar que larvicida não faz mal, PRINCIPALMENTE por aqui, onde “dosagem” adequada é algo que fica no fim da bula e quase ninguém lê.

    Fico no aguardo, ansioso, para conhecer sua produção intelectual e ler suas entrevistas ou referências às suas pesquisas.

    Evidentemente, desde que não sejam KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK ou tentativas patéticas de reproduzir sotaques, pois isso não é produção. KKKKK não passa de relincho (sei pq eu mesmo às vezes o faço e me envergonho depois) e destilação de ódio e ressentimentos contra a Globo ou similares são espasmos lamentáveis de uma alma infeliz

    Por favor, apresente suas credenciais, se as tiver.

  60. marcello talamo

    Querido…. Você NUNCA vai ser como eu. Não me faça rir. Não tens mais 40 anos para se dedicar ao aperfeiçoamento do estudo e conhecimento.
    Para ser alguém, vc precisa existir, aparecer, não ter medo de se expor, não se esconder atrás de identidades anônimas, pois isso revela apenas medo, inferioridade, complexos, enfim.
    Vou postar, para registrar mais essa sua tentativa patética de tentar acertar uma….
    Adsense cancelado
    por Manoel G Santos
    04/09/13
    Caramba, apelando para coisa de 2013! Tá difícil arrumar argumentos, né?
    Essa foi minha última postagem, pois lhe fiz um pedido, o mesmo foi atendido e caiu minha ficha.
    Vovó já dizia: quem fala muito acaba dando bom dia a cavalo.
    Aí eu peço: Por favor, apresente suas credenciais, se as tiver.
    Aí o sr. responde: CURRUPACO, PACO, PACO!
    CAIU A FICHA!!!! E, como eu não percebi antes????
    Estou falando com um papagaio que só sabe repetir as mesmas coisas sempre, sempre, sempre
    CLARO que nunca produzirá nada de sua verve, pois o papagaio só repete, nada cria
    Gente, o IDIOTA sou eu, por estar batendo palma para louco dançar.
    Como eu não percebi que o sr. só quer um pouco de atenção?
    Meu amigo, tenho pena. O tamanho de seus ressentimentos e frustração mereceria por si só um cuidado mais delicado, mas acho difícil, pois as pessoas não regam ou adubam as plantas que não vão dar flores ou frutos e o sr., apesar de instado várias vezes, nunca conseguiu dar sequência a uma discussão, uma conversa, enfim, provou ao longo de toda a discussão que plantar na sua mente é plantar em solo estéril.
    Quanto ao site, agradecemos sua preocupação, mas dispensamos. Não o acesse. O nível lá é outro, não haveria como o sr. entender ou participar, uma vez que por lá não se criam pessoas mal educadas, chulas e que se acham donas da verdade ao ponto de viver desafiando “os outros”, mas fugindo sistematicamente de desafios a si apresentados.
    Mas, está TUDO explicado.
    estava falando com um louro
    Dá o pé então, louro. E talvez eu lhe dê uma migalha qualquer da atenção pela qual o sr. tão evidentemente clama!
    Algum dia, se e quando o sr. louro sair da gaiola da ignorância e fanatismo na qual ao que tudo indica se encontra, talvez descubra que pode voar e voando se chega a lugares incríveis.
    mas isso é só para quem não é prisioneiro de suas próprias limitações, é a tal da microcefalia por opção.

    Finalizando, SE o sr, tivesse credenciais ou qualificação para engendrar uma discussão, eu diria que Continuo:

    1 – aguardando suas credenciais
    2 – aguardando suas provas de que o zika provoca a microcefalia, não obstante apenas 4 a 8% dos nascidos com tal síndrome apresentarem confirmação para ela
    3 – aguardo suas provas de que o caso colombiano foi CAUSADO pelo zika
    4 – aguardando suas provas de que 1 caso em 6.500 comprova que a culpa é do zika.
    5 – aguardando que você prove com apoio de periodicos indexados que “associação” é o mesmo que CAUSA, como o sr. insiste em confundir
    6 – Aguardando a confirmação dos milhares de casos de microcefalia no estrangeiro que o sr. afirmou que ocorreriam
    7 – Aguardando que o sr. prove que larvicidas na água potável não tem potencial para causar doenças congênitas, inclusive Microcefalia

    Mas, como confessadamente se trata de um papagaio, pode esquecer as questões acima e pode entrar respondendo com suas costumeiras grosserias, desdéns (a raposa e as uvas) e “achados” de 3 anos atrás, hahahaha. patético.

    • Eu™

      E pode deixar que eu responderei a todos os seus questionamentos, após você responder ao meu, que, inclusive, é o assunto do post:

      CONSEGUE PROVAR QUE VACINAS VENCIDAS CONTRA RUBÉOLA CAUSARAM MICROCEFALIA?

      Se provar, eu responderei a cada uma de suas perguntas.

      Bejo no rego.

      • marcello talamo

        Dá o pé, Louro.
        Dá o pé, louro.

        Lorito, não me faça rir, sua única resposta é o achincalhe, desdem, recalque, rsrsrs.

        Fica na sua gaiolinha da ignorância e de se abaixar tanto, pois está mostrando a bunda, rsrsrs, pois essa conversa tem dois lados Louro José. O da razão e argumentação e o do descompromisso. Eu sei de qual lado estou

        Com que autoridade se digna a pedir para que eu prove algo QUE NÃO FALEI?

        1 – Isso quem faz é você.
        2 – Você não tem credibilidade alguma para afirmar que responderá às perguntas, pois teve inúmeras oportunidades para isso mas sempre fugiu
        3 – Eu não quero mais saber. não sabia que estava falando com um PAPAGAIO

        Recolha-se na sua gaiola e cuide do alpiste para o mosquito “zika” não pegar

  61. POR FAVOR, E-FARSAS, LEIAM ESSA MENSAGEM. A informação que tenho não é que aplicaram vacinas vencidas em gestantes…. isso sim é boato, ou melhor, telefone sem fio.
    O que sei, mas também não tenho como provar, é que a vacina DTP foi aplicada, durante campanha, em meninas em idade fértil e elas podem ter engravidado logo em seguida. Saiba-se que, de acordo com o Manual de Vigilância Epidemiológica de Eventos Adversos Pós-Vacinação do próprio ministério da saúde, o componente contra Pertussis dessa vacina pode, sim, causar encefalopatias e passar a barreira placentária, por isso não deve, ou não deveria ser aplicada em mulheres em idade fértil. Se isso aconteceu, a coisa pode ser bem mais séria do que vocês dizem. Investiguem isso, porque a informação, da forma como vocês passaram, parece, na verdade, contra-informação. Obrigado.

    • Eu™

      A informação que tenho não é que aplicaram vacinas vencidas em gestantes…. isso sim é boato, ou melhor, telefone sem fio.

      Case closed. É o assunto do post, logo, cabou. Já era. Fim. Finito. Sayonara. Game Over.

    • marcello talamo

      Marcos, bom dia

      Por favor, ignore o comentário do sr. anônimo, pois suspeita-se por aqui que ele seja o alter ego do dono do site, uma vez que fala por ele ao DETERMINAR que o assunto está encerrado, acabado, finito. Ele manda e desmanda por aqui e tem cumplicidade com o proprietário, conforme podes ver em várias mensagens anteriores.

      Voltando ao assunto, QUE NÃO ESTÁ ENCERRADO, posto que a única fonte a garantir que não houve vacinação problemática é o Governo e este não tem a menor credibilidade, vamos aos FATOS, pois contra estes não adianta verborragia oficial ou oficiosa, eles são o que são apesar do desespero de aluns em tentar distorcê-los.

      Vc tem razão e a boa fé comprova isso, pois vários depoimentos por aqui confirmam que essas vacinas, assim como da rubeola foram aplicadas em gestantes ou pré-gestantes. Isso é FATO. Certo ou errado, contra ou a favor das normas, não interessa. ACONTECEU.

      A concentração ABSURDA de casos no Norte e Nordeste, notadamente em Pernanbuco, RATIFICA que deve ter existido um componente local, pois o mosquito e os virus desconhecem, para surpresa de alguns que aqui cacarejam, FRONTEIRAS, então, SE o zika está no brasil todo em menor ou maior escala e SE o zika provocasse microcefalia, o brasil todo deveria estar sofrendo com isso e não basicamente o Norte e Nordeste.

      Só esse dado já derruba por terra a falácia do governo, apesar da contra informação que nos massacra em certos sites, tentando desviar o foco para um mosquito que está por aqui a décadas aproveitando a inercia do governo.

      A coisa não é só “mais” séria. É MUITO mais séria e isso fica cada vez mais evidente diante do esforço e destempero de alguns paus mandados em tentar desqualificar e desmotivar quem está apenas convidando, COMO VOCÊ, a população a PENSAR, QUESTIONAR, RACIOCINAR, RACIONALIZAR sobre um assunto sério, pois esse governo quer TUDO, menos que o povo pense.

      Note a ênfase do pau mandado: Case closed. É o assunto do post, logo, cabou. Já era. Fim. Finito. Sayonara. Game Over.

      Em uma frase ele DETERMINA 7 vezes que o assunto está encerrado

      Isso é pânico

      • Eu™

        Ó que engraçado

        “Suspeita-se isso”

        “Suspeita-se aquilo”

        “Acho isso”

        “Acho aquilo”

        E PROVAR QUE É BOM?

        Até agora NADA!

        E vai provar que vacina vencida causou microcefalia?

        Cadê?

        “E o paper? Cadê?”

        “E o paper? Cadê?”

        “E o paper? Cadê?”

        “E o paper? Cadê?”

  62. marcello talamo

    Prezado Vicenzo

    Percebeu o que falei? O destempero? A tentativa, como “Goebbels”, de tentar repetir 1.000 vezes a mesma mentira para ela tornar-se verdade?

    Estamos diante de uma situação dessas, aparentemente e o governo está movimentando todo seu aparato para fugir de suas responsabilidades.

    Estamos diante de um caso que pessoas de bom nivel e senso entenderão, louros em gaiolas não.

    Está claro que está ocorrendo uma situação chamada: INVERSÃO DO ÔNUS DA PROVA.

    O governo AFIRMOU, sem qualquer prova, que não foram vacinas vencidas, adulteradas, não recomendadas ou falsificadas que causaram o surto de microcefalia, e sim o ZIKA VIRUS

    Agora, evidências matemáticas e científicas PROVAM, além de qualquer possibilidade de suspeita, como os 192 casos de microcefalia, proporcionalmente o maior do país, sem UM CASO de infecção confirmada por Zika, o que ELIMINA o virus como causador do problema.

    não é “achismo” como o governo pratica quando diz sem provas não ser caso de vacina vencida. É fato, realidade, número, paper, enfim, dê-se o nome que quiser. http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/estado/2016/02/28/infestado-pelo-aedes-sergipe-pode-estar-sob-ataque-triplice-de-virus.htm

    Chamo a atenção para o destaque: “O menor Estado da federação abriga uma grande incógnita. Proporcionalmente ao tamanho de sua população (2,2 milhões), Sergipe tem o maior número de casos de microcefalia do País (192); porém, nenhum caso confirmado de infecção por vírus zika. Desde as primeiras notificações de microcefalia no Estado, em agosto, 260 amostras de sangue foram enviadas para análise no Instituto Evandro Chagas, no Pará, das quais 128 já foram processadas, todas negativas para o zika…”

    Portanto, está INVERTIDO o õnus da prova. Cabe ao governo e a quem defende que o Zika causa microcefalia, como certo papagaio por aqui PROVAR que não foi qualquer vacina, pois resta cada vez mais provado que NÃO É O ZIKA.

    Agora, cabe aos defensores relinchar: “o governo não precisa provar nada, se ele afirmar sem provas que eu acredito”

    Cadê a o Zika provocando microcefalia em SE? ou lá ele teve “pena”?

    prossiga em seus questionamentos

  63. ACADÊMICA ENFERMAGEM

    É MUITA OPINIÃO, PARA MUITA POUCA INFORMAÇÃO E ESTUDO, TEM GENTE QUE NEM SABE O QUE É UM VIRUS, VACINA E A TRANSMISSÃO PELO MOSQUITO, PELO AMOR VÃO ESTUDAR. QUE VERGONHA ALHEIA…

  64. marcello talamo

    A questão, como aliás eu alertei o Gilmar desde meu primeiro post em 16-12, é que o E-Farsas alinhou-se de forma incondicional ao governo, garantindo que vacinas contra Rubéola não provocaram a microcefalia (MESMO SABENDO QUE A TRIPLICE OU DA CRUPE CONTEM PRINCÍPIOS ATIVOS CONTRA RUBEOLA TAMBEM EM SUA FORMAÇÃO E FORAM E SÃO MINISTRADAS), sem absolutamente qualquer prova ou “paper indexado” comprovando, apenas “declarações vagas e genéricas”.

    Agora surgem provas e demonstrações cabais e contundentes que NÃO É O ZIKA, acusado pelo governo, então o processo volta lá atrás e a denuncia do Dr. Bezerra ganha força. SIM, foram aplicadas vacinas que contem principios da rubeola em gestantes e pré-gestantes.

    Seria fácil ao governo provar que não foi a vacina, SE QUISESSE, ao invés de partir para a desinformação como o E-farsas acabou aderindo ao negar o boato com base em declarações sem ver as provas.

    E quais provas seriam essas?

    Pelo bom principio médico, 100% dos lotes de vacinas e medicamentos produzidos e distribuídos guardam amostras “controle” justamente para esse tipo de coisa.

    Um governo sério faria um levantamento dos lotes distribuidos local a local, ANALISARIA as amostras-controle e EMITIRIA um relatório com o resultado dos testes comprovando a não adulteração ou adequação de cada lote de vacina enviado para cada local e assim PROVARIA que JAMAIS um lote de vacinas vencidas, adulteradas ou falsificadas foi distribuido.

    Isso é PROVA

    Mas, isso o governo aparentemente NÃO TEM, pois principalmente as compras “emergenciais” que eles tanto gostam por permitir desvios são feitas de intermediários dos agentes dos intermediários dos distribuidores dos laboratórios que muitas vezes nem estão no brasil, então o DESCONTROLE é gigante.

    Simples assim. Quem tem conteúdo PROVA, como estamos provando (e os casos de Sergipe são os mais emblemáticos) que “zika não é o causador principal do surto de microcefalia”, mas o governo (e o e-farsas) só ficam nas “declarações” de que “não foram as vacinas”.

    OK, provem isso.

    Parece simples, mas o principal defensor dessa tese já confessou sua derrota ao emitir o comentário acima, onde indexa uma foto provocativa como “suposta” prova de que a microcefalia não foi causada por vacinas, assumindo, sem margem a dúvidas, que não existe prova disso, pois evidentemente caso houvesse ele teria espasmos de prazer em publicar e desmentir-me

    Está INVERTIDO o ônus da prova. Agora, uma vez que desmascarado em sua tese propagandista a respeito da culpa do zika, cabe ao governo PROVAR que não foram as vacinas

    • Eu™

      E O PAPER QUE É BOM?

      N

      A

      D

      A

      Estamos esperando, senhor ferromodelista!

      Falar (no caso, escrever textões) é fácil, quero ver PROVAR cada uma das coisas que você tá dizendo aí, e provar que VACINA CONTRA A RUBEOLA FOI A CAUSA DA MICROCEFALIA!

      Cadê a prova? Só leio MIMIMI.

    • Eu™

      Ah, esqueci de perguntar… e o site lá, “Gente Boa”, algo do tipo.. já arrumou dinheiro pra pagar a hospedagem? Que tal ao invés de perder tempo escrevendo textão que ninguém mais lê, não arruma um emprego pra pagar o site? Talvez vender alguns dos trenzinhos, será que rola uma grana?

      Tô doido pra ver o conteúdo do “Gente Fodástica”, mas não aparece nem no cache do Google mais!

      Vou começar a campanha “AJUDE O FERROMODELISTA FALACIOSO A BOTAR O SITE NO AR”!

      Já já posto o link, ok? Quando vc postar o paper publicado com todo seu “estudo”…

      Aproveitando…

      Qual sua opinião sobre a vacina contra HPV? Verdade ou estratégia do governo para o controle da mente da população?

      Deixa só eu ir lá colocar meu chapéu de papel alumínio e você responde, peraí!

      KKKK

  65. marcello talamo

    Querido, certamente VOCÊ não tem dinheiro para comprar meus “trenzinhos”, rsrsrs, pois como diz a revista, é coisa para “gente grande” e vc não demonstra ser isso pela sua postura e comentários. Posso te dar um para matar seu desejo de infância.
    ADORO ver o seu desespero de tentar encontrar algo para me afetar, falando besteiras sobre besteiras.
    Enquanto isso eu trabalho, produzo, faço amigos e certas pessoas somente relincham… Oops, crocitam. Louros não relincham. Crocitam acho.. Ou arrulham… não, esses são os pombos.. sei lá, não vale a pena pesquisar no google. vc entendeu. PS. o site não é MEU e não sou eu que o mantenho. Informe-se melhor antes de ruminar mais ignorancias.

    • Eu™

      E em algum momento eu falei que quero comprar seus trens?

      Tá vendo como faz falta saber interpretação de texto?

      Tão inteligentão, mas não sabe nem ler!

      KKKK

    • Eu™

      Ah, e esqueci que além de inteligentão vc é RHYCO!

      Gente decente do bem classe alta-alta superfoda.

      E, ainda assim, perde tempo entrando aqui pra me responder.

      É, no fundo vc nem é tão inteligente assim….

    • Eu™

      Bom, tava ficando divertido, mas como não sou rhyco e bem sucedido como você, tenho que trabalhar. Férias acabaram, sacomé.

      Só vou responder agora quando vc conseguir provar que a “vacina-contra-a-rubeola-foi-a-causa-da-microcefalia” (link do post, olha só!).

      Ou quando postar o link do paper publicado em um periódico indexado revisado por pares, explicado todo o seu estudo que fez sobre o assunto.

      Me avisa, tá, quando o paper for publicado. Terei um prazer enorme em ler!

      Beijão, tiozão inteligentão do bem que gosta de trem! (até rimou!!)

  66. Eu™

    “o site não é MEU e não sou eu que o mantenho. Informe-se melhor antes de ruminar mais ignorancias.”

    http://anacronikus.blogspot.com.br/2010/06/como-eu-disse-uma-grande-novidade.html

    Eu, Marcello Talamo, Donata Barros e Vivian Peron decidimos criar um site. Ou melhor, uma COMUNIDADE.
    Uma COMUNIDADE DE GENTE DECENTE.

    Um enorme blogão, onde a interatividade com os visitantes e quase que total.
    Imagine um site onde você possa comentar o comentário feito por alguém. Imaginou?
    Na COMUNIDADE GENTE DECENTE, VAI SER POSSÍVEL.
    Imagine um site onde você possa criar uma comunidade de pessoas de sua cidade. Imaginou?
    Na COMUNIDADE GENTE DECENTE isso vai ser possível.
    Imagine um site onde você possa criar seus prórprios grupos de discussão. Imaginou?
    Na COMUNIDADE GENTE DECENTE você vai poder fazer isso.
    Imagine um site onde, além do que foi dito acima, ainda lhe permitisse eviar mensagens privadas aos amigos integrantes do seu grupo. Imaginou?
    Na Comunidade GENTE DECENTE, você vai poder fazer isso e muito mais.”

    Não, não é seu. É de outro Marcello Talamo. Como existem Marcellos Talamos por aí, né não?

    KKKKK

  67. marcello talamo

    Querido louro. EU lhe informei sobre esse site do qual sou um dos fundadores, lembra? Você jamais entraria em algo desse tipo, pois gente decente é um tipo de pessoa que não coaduna muito com suas posturas e atitudes, pelo menos no ambiente virtual, onde certamente, citando Freud, vc deve descarregar suas frustrações, recalques e ansiedades.

    Eu tenho os MEUS sites, só meus, de minha lavra e disse quais são. Quem tem conteúdo mostra. Quem não tem desdenha e fica latindo para as caravanas, inclusive a minha. O GD não é MEU, assim como nem uma “comunidade” pertence a alguém único, pois há outras pessoas envolvidas e se vc não sabe a diferença entre propriedade e sociedade…. bom, esqueci que vc também não sabe a diferença entre causa e relação. Esquece, faz sentido. Vc está apenas sendo você. Minha responsabilidade nele não é a manutenção, e sim escrever artigos, pois ao contrário de certas pessoas que só repetem o que ouvem como o sr, que já se identificou como um louro currupaco, eu consigo pensar, articular, argumentar e tecer análises.

    E, em 2016 você procurando notícia de 2010… Tá dificil, não meu caro? Como é ruim não ter informação atual para repetir né?

    E, confesso aqui um erro. Deveria ter escrito “você certamente não teria…” ao invés de “não tem”, pois certamente não faz parte de seus interesses qualquer preocupação com a história, tradição, evolução dos costumes e sociedades, iconografia ou mesmo preservação, elementos que estão presentes na associação do hobby com a preservação de uma época de ouro da nação, onde os trens cruzavam o país e levavam o progresso e desenvolvimento, pois hoje essa história só pode ser contada pelos modelos que especialistas reproduzem, conforme fizemos em VÁRIOS EVENTOS pelo país afora, muito concorridos e elogiados.

    Muita gente já nos agradeceu e reconheceu ter aprendido muito sobre sua terra, cidade ou história nos nossos eventos, onde os modelos trazem de volta para gerações de pessoas que andaram de trem as cores, formas, logos, companhias e construções que tantas boas lembranças deixaram.

    Isso é gratificante. Ensinar é gratificante. Aculturar é gratificante. LOGICO que só funciona quando as pessoas querem evoluir, o que não percebo ser seu caso. Espero estar errado, pois é triste ver casos de ignorância, arrogância e prepotência por opção em uma época tão regada de oportunidades de conhecimento.

    Uma das minhas Pós Graduações é em Marketing e posso assegurar, com meu conhecimento, que o sr. é o exemplo CLÁSSICO de marketing negativo, pois a cada texto ou comentário depõe mais e mais contra sua imagem.

    Ainda bem que não és um produto ou bem de consumo, pois se fosses, estaria morto, quebrado, falido, fora do mercado, pois pelo visto nos comentários, á exceção do dono do site, ninguém mais o “comprou” e produto algum sobrevive de apenas um cliente. Falo como PHD em MKT: o Sr. seria um produto “ruim” de vender.

  68. marcello talamo

    Prezado Gilmar

    Reportando ao tema inicial do Post, lembras (está escrito acima) que o tal “boato” dizia que o problema com as vacinas havia ocorrido em “Sergipe”? Pois bem, agora temos justamente Sergipe com a maior quantidade percentual (em relação à população) de casos de microcefalia sem que haja sequer UM com indícios de Zika.

    Se mais provas ou evidências não houvessem (e elas existem aos magotes), esse simples fato derrubaria por sí só por terra a tese “achista” do governo de que o mosquito e o virus seriam os responsáveis pela microcefalia.

    Dito isso, então evidentemente NÃO SE SABE o motivo desse surto de microcefalia justamente na região informada pelo “boato” de que vacinas com problemas teriam sido aplicadas.

    Então, quando não se sabe O QUE CAUSOU algo, também não se pode descartar algo como NÃO TENDO CAUSADO, o que traz de volta ao fulcro das discussões o evento “vacinas”, onde os argumentos do governo dizendo que estas não foram as responsáveis não vieram com qualquer PROVA, apenas foram declarações de um ministério imerso em corrupção, nomeações politicas, aparelhado, politizado e incapaz de dotar o país de um sistema de saúde pelo menos DIGNO.

    Dessa forma, meu amigo, lembro que o E-farsas decretou que era falso o boato, SEM EVIDÊNCIAS cabais, apenas baseado nas declarações do governo e falta de informações mais palpáveis de quem fez a denuncia, o que pode ser devido à propria dificuldade deste em recolhe-las ou interpretá-las.

    E por falar em interpretar, é com satisfação que anexo o link abaixo, praticamente um “paper” (palavra bonita que o louro aprendeu mas não sabe que sendo estrangeirismo precisa ser grafada em itálico –impossivel aqui– e entre aspas).

    http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2016/03/governo-esta-chutando-sobre-zika-e-pode-protagonizar-escandalo-global-diz-professor-da-usp.html

    Note que praticamente TODOS os alertas e argumentos que registrei aqui a meses estão sendo levantados e levados à sério não pelo sr. louro, que deles escarnece (provavelmente por um conhecimento muito superior ao dos humildes mortais), mas por uma comunidade médica e científica, que estudou MUITO para chegar onde chegou e merece ser levada à sério.

    Chamo a atenção para os trechos abaixo:

    “….Para o professor de epidemiologia da USP, Alexandre Chiavegatto, porém, qualquer cientista que analisar com rigor as evidências que vêm sendo enumeradas pelo ministro para provar essa relação causal se dará conta de que elas são insuficientes.
    “Se formos analisar isso com rigor científico, o governo está chutando, tem quase que um palpite de que o Zika causa microcefalia. E o problema é que se estiver errado poderá ser responsabilizado pelas consequências do pânico que causou. Seria o maior escândalo global da área de saúde dos últimos anos. Tema de tese, de livro”, diz ele…”

    VEJA que já afirmei isso com todas as letras, assim como afirmei que ESTOU sim elaborando um estudo a respeito dessa gigantesca FARSA que deverá se revelar a imputação da responsabilidade pela microcefalia ao zika. O que o professor afirma JÁ ESTÁ ACONTECENDO e eu adiantei. se vai virar livro, eu não sei. Mas vai virar tese.

    Outro ponto da reportagem:

    “…”Há uma conexão entre as duas coisas, mas causalidade é uma outra história. Não podemos dizer 100% que é só o zika vírus a causa da microcefalia, ela pode ser atribuída a diversas questões. Há uma conexão porque há um evidente aumento nos casos de microcefalia no Brasil ao mesmo tempo em que há um surto de zika no país”, afirmou na época à BBC Brasil o especialista da OMS Marcos Espinal, diretor do departamento de doenças comunicáveis da Organização Pan-Americana de Saúde…”

    É o que venho afirmando. RELAÇÃO é uma coisa, CAUSALIDADE outra.

    Tem mais, e essa vai especificamente para o Louro, que defende a mesma coisa:

    “…Em nota, o Ministério da Saúde disse que a relação entre o vírus Zika e os casos de microcefalia “foi confirmada após analise de exame realizado em um bebê, nascido no Ceará, com microcefalia e outras malformações congênitas”.

    “A partir desse achado do bebê que veio a óbito, o Ministério da Saúde considerou confirmada a relação entre o vírus e a ocorrência de microcefalia.

    “Essa é uma situação inédita na pesquisa científica mundial.”

    Realmente, é uma situação inédita. A partir de UM CASO um país determina uma CAUSA. Isso não existe, gente.

    Não para por aí. Com argumentos muito fortes, eis o que a comunidade cientifica está dizendo:

    “…O ministério da Saúde também costuma apontar como evidência (NÃO PROVA) de que o Zika possa causar microcefalia o fato da região Nordeste, bastante afetada pelo vírus, também ter registrado um grande número de casos da malformação fetal.

    “No início de 2015, tivemos epidemia de zika no Nordeste. Nove meses depois, uma epidemia de microcefalia. Onde? Exatamente no Nordeste. Epidemiologicamente está estabelecida a relação”, disse o ministro à imprensa. (SÓ QUE RELAÇÃO NÃO É CAUSA E O GOVERNO APOSTA NA DESINFORMAÇÃO DE GENTE COMO O LOURO PARA PASSAR ESSA FARSA).

    Segundo Chiavegatto, pelos estudos feitos até agora, por enquanto sabemos, basicamente, que foi encontrado o vírus Zika no cérebro de bebês com microcefalia e que o Zika pode passar para a placenta da mãe e líquido amniótico. Para o professor da USP, porém, esses dados são inconclusivos.

    Como alguns cientistas dessa linha mais cética costumam explicar, tais estudos mostram que o Zika estava no local do crime, mas não que cometeu o assassinato…”

    EXATAMENTE o que venho defendendo… O ZIKA CERTAMENTE ESTEVE NO LOCAL DOS CRIMES, MAS NÃO COMETEU O ASSASSINATO!!!! Repeti inúmeras vezes!!

    Tem mais? CLARO: “….Outra questão que ainda precisaria de resposta, segundo ele, seria o caso do Sergipe. Segundo uma reportagem publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo no domingo, o menor Estado da Federação tem, proporcionalmente a sua população, o maior número de casos registrados de microcefalia do país (192), mas nenhum caso confirmado de infecção por vírus Zika.

    Se não foi o ZIKA, o que pode ter sido (tcham-tcham….. voltemos lá atrás e analisemos as amostras dos lotes de vacinas distribuídas. SE o governo não tivesse culpa no cartório, faria isso, nem que fosse para eliminar a suspeita, correto?

    SÓ QUE NÃO. Eles sabem o quando de medicamente fajuto possivelmente possa ter sido distribuído, principalmente nos estados mais pobres

    Chega, né? NÃO. Mais coisas que eu venho afirmando estão vindo à tona agora, como a dúvida a respeito se REALMENTE haveria um surto de microcefalia ou apenas uma sub notificação no passado:

    “…Alguns cientistas também questionam a possibilidade de se tirar qualquer conclusão com base nas estatísticas do governo para microcefalia, que para eles seriam falhas.
    Dois estudos publicados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e feitos na Paraíba e em Pernambuco sugerem que havia uma subnotificação de casos de microcefalia antes da epidemia de zika. Ou seja, menos casos eram informados às autoridades. O número oficial, geralmente usado na comparação, é de 150 casos por ano na fase pré-zika…”

    SÃO “PAPERS” da OMS que agora afirmam o que eu afirmei acima baseado em minhas pesquisas matemáticas com os “sinos” de Gauss e também o dr. Bezerra. Como eu afirmei também, a matemática não tem lado nem mente, ela é exata e seus resultados inquestionáveis.

    Agora chega, né? SQN. veja abaixo a reprodução de OUTRA preocupação minha, também expressada aqui, de que o governo esteja espalhando essa DESINFORMAÇÃO e causando pânico apenas para unir a nação no combate ao mosquito:

    “Acho que o governo tem medo de errar, de voltar atrás. Então em vez de admitir o erro sobre a certeza (da relação causal entre zika e microcefalia) resolveu dobrar a aposta. Está causando alarde com a desculpa de que o alarmismo ajuda a prevenção – e acho que, de fato, ajuda. Mas gerar pânico com uma mentira também pode ter um custo bastante elevado”, diz Chiavegatto.

    Pronto. é o fim. SQN de novo. Chamei a atenção para a gigantesca IRRESPONSABILIDADE de se garantir tão peremptoriamente ser o Zika o responsável pela microcefalia a partir do momento em que gestações venham a ser interrompidas por contaminadas, ANTES sequer de saberem se o bebê vai ser normal ou não. E olhe o que a comunidade científica diz a respeito:

    “….O professor cita (…) Também os casos de grávidas que, após pegarem zika, resolveram abortar em diversos países. “Imagine só como vai ficar a cabeça dessas mulheres mais para frente se ficar provado que a relação não era tão direta, por exemplo, que havia mais fatores envolvidos, ou que a relação causal não existia” afirma ele.

    Fiz AQUI a mesma pergunta. COMO FICA? Quem responderá por interrupção de gravidez causada pelo pânico alarmista do governo??? lembro que o EFARSAS garantiu que vacinas nada tiveram à ver com o assunto sem qualquer prova concreta que não suposições e declarações do governo.

    Gilmar, “remember” Sergipe… É impossível um lote de vacinas vencidas, falsificadas ou adulteradas ter provocado o aumento da microcefalia? Prove-se que não. O zika certamente NÃO FOI. Então…………. quem foi? ALGO CAUSOU. Larvicida? Fumacê? vacina triplice? vaciona Sarampo? Vacina Crupe? Note que estrearam vacinas novas nesse período, isso é fato documentado, bem como mudou o tipo de agente quimico dos larvicidas e fumacês.

    Não são muitas “associações” e coincidências para serem sumariamente descartadas?

    Finalizando, AGRADEÇO pelo espaço aberto e ressalto ao sr. louro currupaco a diferença entre uma boa e uma má imagem na hora de “vender” seu produto.

    Meus argumentos ANTERIORES à essa discussão toda (desde dezembro, basta consultar) não apenas foram entendidos, como gente com mais acesso e conhecimento decidiu aprofundar a tese e chegou a conclusões semelhantes, perguntas semelhantes, questionamentos semelhantes e hoje eu vejo com satisfação praticamente todos os meus questionamentos e preocupações, bem como conclusões e alertas serem também defendidos por gente muito mais capacitada e formadora de opinião, inclusive em nível de OMS.

    Paralelamente, o que referenda a comparação entre a “boa” e “má” imagem de um produto para que ele seja “comprado”, não percebi nem um dos parcos argumentos do sr. louro ser multiplicado por essa mesma comunidade.

    Acho que fica bem evidente quem tem conteúdo e sabe do que está falando e quem só sabe, confessadamente, portar-se como louro e ficar no currupaco repetindo o que ouve, insistindo em “viagens” com alucinações sobre complôs mundiais e tentando, como o governo, a todo momento desviar o assunto para agressões, desdens, palavras chulas e ironias quanto ao aspecto pessoal dos envolvidos, ao invés de preocupar-se em discutir seriamente o assunto.

    Acredito que se ele conseguisse elencar argumentos válidos ou solidamente escudados em fatos e evidências, um dia os veria ser reverberados como vejo os meus agora.

    Gilmar, esse foi o motivo de meu primeiro post. Não custa alterar sua finalização alertando (sempre alertando) que diante das evidências novas, embora muito provavelmente seja realmente um “boato” mesmo a associação entre a microcefalia e as vacinas, por outro lado inexistem estudos publicados ou registros de análises comprovando a impossibilidade prática de alguns lotes de vacinas distribuídas pelo governo haverem apresentado alguma inconformidade que possa ter afetado gestantes.

    Simples assim. O assunto está ganhando dimensão mundial e é fato o que afirma o cientista/professor:

    “….E o problema é que se estiver errado (o governo) poderá ser responsabilizado pelas consequências do pânico que causou. Seria o maior escândalo global da área de saúde dos últimos anos…”

    É coisa MUITO SÉRIA. Tem mulher abortando por causa de gente que defende essa tese FURADA e “ACHISTA” do governo.

    QUEM responde por isso?

    finalizando: LEMBRA-SE DA ANÁLISE DOS “SINOS”. Pois bem, acredito, com base nas notificações, que vai começar a cair o numero de casos proporcionalmente, retomando aos poucos os patamares históricos, que agora serão maiores em função da subnotificação anterior, o que vai comprovar que HOUVE SIM um fator pontual que causou o aumento nos casos.

    Definir qual foi esse fator será o trabalho dos especialistas nos próximos anos e nesse mister, quem está mais próximo é o Dr. Bezzera e ele nos remete NOVAMENTE para o problema das vacinas.

    Eu não descartaria tão peremptoriamente como fez o E-farsas uma eventual relação entre as vacinas e a microcefalia. Nem que por prudência.

  69. marcello talamo

    por cortesia, cito os “papers” publicados pelo professor doutor, TAMBÉM POR HARVARD e pela FEA-USP (onde também me graduei em curso de extensão), meio que para “poupar” o frof. dr. louro de vir com seu costumeiro “cade o paper”, rsrsrs, pois é gente séria, COM “PAPERS” publicados falando sobre praticamente os mesmos pontos que venho falando desde o início:

    E, creio que ele tem “handcap” para falar do assunto, pois tem graduação em Economia pela Faculdade de Economia e Administração da USP (FEA-USP), doutorado pela Faculdade de Saúde Pública da USP (FSP-USP) e pós-doutorado na Universidade de Harvard. É professor doutor da FSP-USP e orientador pleno dos programas de Saúde Pública e Saúde Global da USP. Em 2012, foi um dos vencedores do “New Voices in Global Health” da revista The Lancet. Tem experiência na área de análise de dados em saúde e é professor de disciplinas de estatísticas de saúde e big data na FSP-USP.

    Publicações selecionadas: (são os tais “papers”)

    Chiavegatto Filho ADP, Kawachi I. Income inequality is associated with adolescent fertility in Brazil: a longitudinal multilevel analysis of 5,565 municipalities. BMC Public Health 2015.

    Chiavegatto Filho ADP, Beltran-Sanchez H, Kawachi I. Racial disparities in life expectancy in Brazil: Challenges from a multiracial society. American Journal of Public Health 2014.

    Chiavegatto Filho ADP, Kawachi I, Wang WP, Viana MP, Andrade LHSG. Does income inequality get under the skin? A multilevel analysis of depression, anxiety and mental disorders in São Paulo Brazil. Journal of Epidemiology and Community Health 2013.

    Chiavegatto Filho ADP, Kawachi I. Are sex selective abortions a characteristic of every poor region? Evidence from Brazil. International Journal of Public Health 2013.

    Chiavegatto Filho ADP, Lebrão ML, Kawachi I. Income inequality and elderly self-rated health in São Paulo, Brazil. Annals of Epidemiology 2013.

    Pabayo R, Chiavegatto Filho ADP, Lebrão ML, Kawachi I. Income inequality and mortality: results from a longitudinal study of older residents of São Paulo, Brazil. American Journal of Public Health 2013.

    Chiavegatto Filho ADP, Kawachi I, Gotlieb SLD. Propensity score matching approach to test the association of income inequality and mortality in São Paulo, Brazil. Journal of Epidemiology and Community Health 2012.

    • Gilmar Lopes
      Author

      Excelente! Não acessei ainda os citados papers, mas vocês podem me adiantar se algum desses trabalhos citam que os casos de microcefalia tem relação com vacinas vencidas?

      • Marcello talamo

        Não caro Gilmar. Não tem. A questão, muito usada no meio científico, é a da análise por paridade.

        Encontram-se planetas assim. No mar, se vc vê uma explosão de espuma, pode garantir, sem ver, que ali há um rochedo.

        Se vc engole um pedaço de goiaba e depois acha MEIO BICHO NO pedaço q sobrou, nao vai precisar fazer exame para saber q o outro pedaço está no seu estômago.

        Dentro desse princípio, se o governo insiste como único causador da microcefalia o zika e fatos como os 192 de Sergipe e centenas de não contaminados entre os casos confirmados (41 x 508) provam que isso é falácia e “achismo”, ENTÃO outro fator É responsável.

        Isso é FATO.

        Qual outro fator?

        Não se sabe. Existe o alerta do Dr. Bezerra (Harvard ) para as vacinas. Dos Argentinos para o larvicida.

        Então, pode ser qualquer um desses ou nenhum.

        Só não se pode dar como DESCARTADA qualquer hipótese (inclusive das vscinas) sem provas definitivas.

        Essas provas o governo poderia — e já expliquei como— fornecer, MAS NAO VAI, pois isso escancararia as mazelas do sistema.

        Eu não sei se foi vacina. Mas também não garanto q nao foi. Devemos ser prudentes, nao alarmistas ou crédulos do governo

  70. marcello talamo

    Prezado Gilmar. Olhe esse link onde o E-FARSAS é citado. Acho que vc deve tomar alguma providência, pois estão colocando uma “2ª” conclusão como se fosse do site e não é verdade.

    Mais não vou comentar, pois resta evidente que você “comprou” totalmente as vagas explicações dadas pelo Ministério da Saúde, aquele mesmo cujo ministro, no meio dessa epidemia, acha “normal” se demitir para votar em favor de um lider contra o impeachment e depois ser “contratado” de novo, como se a situação da saúde no país permitisse isso.

    Fazendo uma brincadeira com seu texto, poderia dizer:

    “…As dúvidas iniciais dessa CONCLUSÃO são:

    1 – Como o E-FARSAS sabe que as vacinas NÃO ESTAVAM estavam vencidas? A QUE LAUDOS DE AMOSTRAS ELE TEVE ACESSO PARA GARANTIR QUE ESTAVAM NA VALIDADE?
    2 – QUANTAS E QUAIS TIPOS DE VACINAS FORAM APLICADAS NESSE PERÍODO E DE QUAIS LOTES ELES VIERAM? FORAM CHECADAS A ORIGEM DESSES LOTES PARA COMPROVAR QUE NÃO ESTAVAM VENCIDAS OU ADULTERADAS?

    Enfim. O assunto AINDA VAI RENDER. Ontem participei virtualmente de uma mesa redonda na UFRJ sobre o assunto reunindo especialistas e a conclusão foi de que não há qualquer prova da causalidade da microcefalia pelo zika e nem mesmo da existência de um surto, o que joga o assunto NA ESTACA ZERO e os seguintes pontos voltam a ter destaque:

    1 – ALGO provocou o aumento de casos EXCLUSIVAMENTE em algumas regiões do Nordeste.
    2 – Não foi o Mosquito ou o Zika virus como os quase 200 casos de Sergipe confirmam
    3 – A notificação vem caindo dia a dia, COMPROVANDO que não é caso de infecção continuada e sim da atuação de um agente pontual em certo período.
    4 – DESSA FORMA, COMO DESCARTAR A HIPÓTESE DE LOTES DE VACINAS VENCIDAS, ADULTERADAS, FALSIFICADAS OU DETERIORADAS NESSE PROCESSO?

    ESSAS SÃO AS PERGUNTAS QUE AINDA NÃO TEM RESPOSTA e, novamente, acredito que deveriam ser levadas em consideração, como aliás a denúncia do professor Bezerra está fazendo, pois ela está prosperando e em breve teremos notícias que poderão revolucionar o caso.

    • Gilmar Lopes
      Author

      Onde o E-farsas está sendo citado?
      O curioso dessas questões é que quem afirma que houve mesmo lotes de vacinas vencidas não consegue provar a existência delas e muitas pessoas estão transferindo para mim a obrigação de provar o contrário. Acredito que quem afirma é quem tem que provar, ou isso se inverteu e eu não tô sabendo?

  71. marcello talamo

    Desculpe amigo, não coloquei o link. falha minha, mea maxima culpa

    segue: http://www.fenatracoop.com.br/site/?p=75267

    Você está correto na sua questão. As pessoas falam mas não provam, APESAR que problemas com lotes de vacina vencidas somente poderiam ser provadas ou não pelo governo, que é quem detêm o poder de conferir as amostras dos lotes, mas ele não fará isso, INCLUSIVE porque não tem estrutura para tal (imagina quantos lotes existiram em um ou dois anos).

    A questão é que o governo está AFIRMANDO que não foi a vacina e sim o Zika, mas também por sua vez não consegue provar isso, tanto que a cada dia surgem evidências de que existe apenas relação pois não chega a 10% o número de gestantes que tiveram bebês microcéfalos e que foram confirmada para ZIKA (hoje está em 707 para 51).

    ENTÃO as pessoas pensam exatamente assim: “—Caramba, se o Governo não consegue provar o que AFIRMA (ser o zika o culpado), apesar de toda a bateria de recursos, estudos, testes, exames e procedimentos para tentar empurrar a culpa para o mosquito, então como podemos acreditar na afirmação de que não foram as vacinas sem qualquer conferência, revisão, inspeção ou mesmo AUDITORIA nos laboratórios para conferir as amostras de TODOS OS LOTES de vacinas comprados (e elas existem, é a lei) para PROVAR que nem um esteve adulterado, deteriorado, falsificado ou fora das especificações?…”

    Você não tem qualquer obrigação ou dever de provar nada que não o que está no escopo do seu site, que por sinal é ótimo e muito interessante.

    Sua proposta é apenas ajudar a diminuir a “fumaça” na rede, mostrando quais “hoax” ou boatos são falsos ou verdadeiros e isso é feito com muita propriedade, reconheço e admiro,. Deves perder um bom tempo em pesquisas.

    Acontece que para a população leiga em geral, ENQUANTO o governo não conseguir provar (através da reanálise das amostrar relativas a TODOS os lotes de vacina–não só para a rubeola, como lembrou o dr. Bezerra– distribuídos no país) que não existiram vacinas distribuídas que estivessem vencidas, deterioradas ou fora das especificações (falsificadas), não haverá como fazer as pessoas acreditarem 100% em que o boato é falso.

    É o famoso: E se?

    No dia em que o governo publicar uma tabela, mostrando lote a lote todas as vacinas distribuídas em 2014/15, informando a data da compra, fornecedor, validade, componentes, data da distribuição e data da utilização, bem como a confirmação da contra prova de que cada lote atendia aos requisitos, aí sim poderá GARANTIR por A+B que esse boato é FALSO e nada no mundo poderá questioná-lo.

    Até lá, esse boato vai continuar sendo desmentido apenas com declarações do governo, o que é frágil demais, pois essas declarações, para o povo, há muito deixaram de ter qualquer validade.

    Vejam o Governo de SP negando a falta dágua em 2014….
    Vejam Dilma negando a inflação, a crise e que iria mexer em direitos trabalhistas em 2014
    Vejam lula falando que o sitio não é dele nem o triplex ( o sitio já admitiu que foi um presente)

    Enfim. Eu não sei a sua idade, mas eu tenho 54 e participei de alguns eventos onde boatos insistentemente negados pelo governo eram REALIDADE pura e isso foi confirmado depois.

    1 – Talidomida causa deformações – era boato que se revelou verdade
    2 – Epidemia de Meningite na década de 70 – Total verdade, minha prima foi a 3ª vitima. os governos negaram enquanto puderam.
    3 – Vibrião colérico em Santos – década de 80. O boato no país inteiro dizia que Santos estava com surto de cólera e o governo negava, MAS, eu morava em frente à praia e VI com esses olhos os caminhões da tropa de choque na época se posicionando dia e noite na praia para impedir os banhistas de entrarem, enquanto a imprensa informava que era tudo “boato”, para não afetar o fluxo de turistas
    4 – Boatos de uma tal “peste gay” que começaram na década de 80, foram insistentemente negados, até que se associou isso a uma doença que hoje é o HIV
    5 – Boatos da guerra no sertão do araguaia, corriam de boca em boca, mas o governo negava, até que um dia não teve mais como esconder a operação bandeirantes
    6 – Boatos de que Herzog não se suicidou, foi morto pela ditadura, durante décadas foi negado pelo governo e só assumido faz dois ou tres anos.
    7 – Boatos de que Collor ia mexer no dinheiro do povo, negados pelo candidato, depois veio plano collor.

    Enfim, hoje a população tem uma certeza: SE O GOVERNO ESTÁ NEGANDO, é porque é verdade.

    Quem tem as ferramentas de que o governo dispõe não precisa dar “DECLARAÇÕES” sobre veracidade ou não de um boato. APRESENTA DADOS.

    Simples assim. quer cortar na raiz? DISPONIBILIZA as informações e deixe as pessoas sem ter o que falar diante de FATOS.

    Mas, não. O governo se perde, decreta na caneta que o estudo de 1 (hum), unzinho caso apenas é PROVA final de que não foi a vacina e sim o virus zika o responsável pela microcefalia, é ridicularizado e ironizado no mundo inteiro (isso não existe na ciencia ou medicina) e fica se perdendo em declarações enfáticas mas vazias de conteúdo, enquanto o povo chega às suas próprias conclusões provocadas pela falta de credibilidade ou dados por parte do governo.

    Foi vacina vencida? Não sei. Pode ser que sim, pode ser que não. Faltam evidências que NEGUEM.
    Foi a mudança do larvicida empregado? Não sei. Pode ser que sim, pode ser que não. Faltam evidências que NEGUEM.
    Foi vacina triplice com formula diferente iniciada em 2014? Não sei. Pode ser que sim, pode ser que não. Faltam evidências que NEGUEM.
    Foi vacina contra a crupe que foi importada em 2014? Não sei. Pode ser que sim, pode ser que não. Faltam evidências que NEGUEM.
    Foi aumento na incidência de sifilis? Não sei. Pode ser que sim, pode ser que não. Faltam evidências que NEGUEM.

    Uma evidência só pode ser descartada em definitivo depois de ser PROVADA sua inadequação, o que ainda não o foi nesses casos acima.

    E por que se dá isso e as pessoas estão questionando cada vez mais? Porque a partir da conclusão que já está quase formada de que não é o zika a CAUSA da microcefalia, os estudos se voltam a procurar essa causa, pois ALGO provocou o aumento de casos, e se não foi o mosquito, VOLTA-SE A ABRIR TODO UM LEQUE DE POSSIBILIDADES

    Inclusive problemas relacionados à vacinação em massa que ocorreu nessas regiões anteriormente, acho que contra sarampo se eu não me engano.

    Uma hora vão descobrir, mas até lá, talvez o único boato REALMENTE FALSO seja o difundido pelo governo “o virus zika causa microcefalia”.

    Esse sim é falso.

    O das vacinas? Pode ser. Aliás, deve ser, pois concordo com suas premissas que o questionam, mas daí a GARANTIR peremptoriamente que é falso? Colocar toda uma credibilidade duramente conquistada nisso…. Eu não colocaria, motivo pelo qual desde o início das conversas o aconselhei, talvez por respeito e admiração mesmo pelo site (que consulto muito), a fazer uma conclusão com a devida ressalva para a falta de informações oficiais que TAMBÉM comprovem, sem qualquer sombra de dúvida, que o boato é falso.

    É só isso. admiro seu trabalho!

    Forte abraço

  72. QUE A JUSTIÇA SEJA FEITA !

    boa tarde a todos, nao pude deixar de comentar depois de ver a falta de educação e informaçao ,ou pior pra mim e um puxa saco do governo ,chamando as pessoas de burras e sem informaçao quando quem esta sem informaçao é o proprio. o tema zika virus esta atormentando o povo brasileiro ,por falta de informaçao .nao sou medica e nem cientista mais tambem nao sou otaria, para engolir toda essa mentira que o governo fala para mascarar suas fraudes ! infelizmente tem muita gente sem noçao que ainda defende como se fosse paga pra isso. o zica virus começou no NORDESTE isso foi COMPROVADO e os dois casos isolados em sao paulo sao de muleres do nordeste muito estranho pra mim ,nao podemos fechar os olhos e simplesmente aceitar que tem ESTA TUDO CERTO ,e ninguem quer assumir a culpa de ter cometido erros .eu venho estudando e acho absolutamente ridiculo que por causa de algumas bebes com microcefalia que a mae tenha tido zika ,o ZIKA SEJA RESPONSAVEL e os bebes que as maes tiveram ZIKA e nasceram saudaveis nos explica isso ai ,ESPERTALHOES .e pra INFORMAÇAO de voces ainda nao foi confirmado cientificamente que foi o ZIKA QUE CAUSA A MICROCEFALIA ,o brasil e uma vergonha na na EDUCAÇAO PUBLICA, SAUDE PUBLICA PRINCIPALMENTE é uma vergonha ,e por isso nao podemos descartar que isso pode ser causada por negligencia medica ,em dar vacinas de rubeula em mulheres gravidaz se elas estao dizendo que tomou eu acredito ,ja que defendem tanto essa afirmaçao de que o mosquito da aedes aegypti entao PROVEM O QUE ESTAO AFIRMANDO NAO COM DECLARAÇOES PORQUE PALAVRA NAO É PROVA .OU É ZIKA VIRUS OU SAO AS VACINAS ? ENQUANTO NAO EXISTE PROVAS QUANTO AO MOSQUITO SER O CAUSADOR DA MICROCEFALIA ,FICAMOS COM O OBVIO VACINA DE RUBEOLA CAUSA SIM MICROCEFALIA !!! nao estou fazendo apologia para pararem de combater os mosquitos pois eles sao prejudiciais a saude de todos e devem ser exterminados ,mais tambem nao podemos culpar somente os mosquito e fechar os olhos para os problemas de saude publicas que se nao forem resolvidos vao continuar atingindo familias pelo brasil! fico por aqui e mando um abraço e vou continuar orando pra DEUS ajudar as maes e familiaries de crianças afetadas para que voces possam passar por essa dificuldade com muita força e sabedoria . fiquem todos com Deus.

  73. Eu™

    Ae marcelo tallamo, é assim que se faz ciência de verdade, não com achismos ou textões facebosteanos (que você adora postar):

    http://www.nejm.org/doi/10.1056/NEJMsr1604338

    PAPER, PUBLICADO EM PERIÓDICO INDEXADO, REVISADO POR PARES, confirma a ligação entre Zika e Microcefalia.

    Pode chorar agora com seu achismo e suas falácias dignas de encher cartela de bingo.

    Estou esperando o aguaceiro.

  74. Pingback: Coisas Que (des)aprendi no Facebook - Heitor Borba Soluções | Heitor Borba Soluções

  75. marcello talamo

    Retorno depois de algum tempo e vejo que as coisas continuam as mesmas, impedindo as pessoas de tentar o diálogo, a discussão.

    Certo está o Congresso, na impossibilidade de dialogar com Dilma, que se faz de cega, surda e muda às evidências, vai lá e tira do lugar e coloca alguem que pelo menos consegue conversar e enxergar o óbvio.

    Assim como carros tem ligação com atropelamentos, mas não são os responsáveis, os estudos são claros ao afirmar a LIGAÇÃO POTENCIAL (POTENTIAL RELATIONSHIP BETWEEN ZIKA VIRUS INFECTION AND BIRTH DEFECTS), mas não a responsabilização.

    As colocações são CLARAS:

    1 – “A onda de estudos apoia a conclusão de que existe uma associação entre o zika e a microcefalia”

    2 – “…”outros fatores possam se combinar com o vírus do zika para causar as desordens neurológicas”. Nesse caso, porém, a entidade alerta que “mais pesquisa é necessária antes que qualquer conclusão seja feita”

    No entanto, para quem está desesperado para encontrar algo que subsidie suas teses, “ligação” vira causa e “associação” vira responsabilidade.

    Porém, o relatório é CLARO: ” O estudo feito pelo CDC (Centro de Controle de Doenças, em inglês) aponta que não há uma evidência única que seja prova conclusiva de que o vírus é o responsável pelas lesões cerebrais em fetos, no entanto a avaliação cuidadosa de numerosas pesquisas foi considerada suficiente para determinar a zika como causa.

    NÃO EXISTE UMA ÚNICA PROVA CONCLUSIVA.

    Simples assim. Pode causar? Caramba, mas isso é obóvio. Ninguém questiona. O tal do Eu fala duas coisas que eu falei lá em cima desde o início (“a Zika pode causar microcefalia” e “confirma a ligação entre Zika e Microcefalia”) e sapateia como se tivesse descoberto o mundo, quando está na verdade sendo o famoso pombo jogando xadrez. Fala sério,

    Mas e as centenas de casos COMPROVADOS de microcefalia onde as pessoas não tiveram Zika? melhor deixar quieto.

    Mas e o fato de que apenas em 8 a 10% dos novos casos de microcefalia está presente o zika? melhor deixar quieto.

    Essa tática é conhecida, pois se citam textos em inglês, que poucos lêem e menos ainda compreendem, para desqualificar os especialistas locais.

    isso ninguém fala: “—-Após milhares de casos de infecção do Zika vírus ocorridos na Colômbia e outros casos que se espalham pelo mundo, já é possível observar que o problema da microcefalia se concentra no Brasil, mais especificamente na região nordeste.

    A especialista em cardiologia fetal e pediátrica Sandra Mattos afirma que os casos de microcefalia vêm ocorrendo antes mesmo do aparecimento do Zika vírus no Brasil. Por isso, há de se considerar que a microcefalia tenha outros fatores causais…”

    Agora, para ENCERRAR o assunto, pois terminou o tal estudo sobre a polinésia…. leiam:

    http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2016/03/microcefalia-ocorre-em-1-dos-casos-de-gravidas-com-zika-segundo-estudo.html

    ACABOU. Minha preocupação é com os 99% que NÃO SÃO CAUSADOS PELO ZIKA.

    Dois detalhes interessantes nessa matéria:

    1 – Nos casos de infecção pelo vírus da zika no primeiro trimestre da gravidez, o risco da ocorrência de microcefalia é de aproximadamente 1%, segundo um novo estudo publicado nesta terça-feira (15) na revista médica “The Lancet”. A conclusão resultou da análise de dados do surto de zika que atingiu a Polinésia Francesa entre 2013 e 2014.

    2 – De acordo com os resultados obtidos, o risco de microcefalia associada ao vírus da zika é menor do que o risco de malformações associadas a outras infecções. A infecção da grávida por citomegalovírus, por exemplo, resulta em 13% de risco de malformações no bebê. A síndrome da rubéola congênita afeta de 38% a 100% dos bebês cujas mães foram infectadas pelo vírus durante o primeiro trimestre da gravidez.

    Não se trata de achismo…. É RESULTADO dos tais estudos indexados pelos pares (cara, onde vc leu isso, parece a dilma estocando vento. É bonito mas vazio). Zika não CAUSA microcefalia, o risco de microcefalia causado pelo ZIKA é de apenas 1%, enquanto pelo citomegalovirus é 13% e a sindrome da rubeola congênita é de 38% a 100%…

    OPA, voltamos ao caso da vacina, onde na aplicação da tríplice HAVIA o princípio ativo da Rubeola e esta gera risco de 38% a 100%.

    Bom, felizmente eu não QUESTIONO a ciência ou o saber. ACEITO as conclusões e fico feliz por estar certo desde o início, principalmente agora que provado:

    1 – Existe “ligação” entre o Zika e a Microcefalia, mas NEM UMA PROVA CONCLUSIVA de que seja o zika responsável pela epidemia, pois o que se encontrou foi “associação”.

    2- Está PROVADO por estudo cientifico que o risco de microcefalia em infectadas por Zika é de apenas 1%, enquanto quem é exposta ao princípio da rubeola vai de 38% a 100%.

    EVIDENTEMENTE o pessoal do mimimi (aliás, o e-mail do cara é, por incrivel que pareça, mimimi@…., hahaha) vai conseguir esganiçar grosserias e ofensas, igual à Dilma, expulsa do palácio pelo Senado, Camara e STF, o que é a maior PROVA de que seus crimes são reais e foram cometidos, mas ela fica no mimimi de “golpe”, igual certos eus da vida que só enxergam o que querem ver e renegam a ciencia verdadeira.

    Mas, na verdade o assunto já está encerrado, pois a escalada da tal “epidemia” de Microcefalia não aconteceu, permanece em cerca de 1000 casos, tendendo aos poucos para a curva normal de ocorrência de microcefalia nos níveis anteriores a essa histeria coletiva, ninguem mais está quase falando no assunto e tudo isso, ao meu ver, RATIFICA a tese 2 que apresentei ainda no distante 16-12:

    —1 – Casos identificados de microcefalia históricamente no país até o inicio do surto
    2 – Aumento da infestação do “Aedes” no país
    3 – Evolução dos casos de microcefalia daqui para a frente
    4 – evolução da infestação de “aedes”

    Essas variáveis permitirão construir a curva de Gaus, ou curva normal da incidência da doença e a partir de sua análise poderemos comprovar se a mesma foi ou é decorrente de uma mutação genética no virus que passou a provocar microcefalia (uma vez que antes não provocava) ou se da ação de um agente pontual em algum momento da gestação ou pré-gestação.

    1º cenário – Curva em forma de “onda” com redução dos números de ocorrências aos poucos, o que deve ocorrer em sintonia com a redução da infestação do mosquito, porém sem retorno aos padrões históricos no país até o surgimento de uma vacina:

    Conclusão: Isso vai indicar fortemente que realmente a ocorrência da microcefalia decorre de um agente novo (mutação), está associada ao mosquito e, apesar das medidas (pré-vacina), não retornará aos patamares históricos porque o agente contaminador geralmente é impossivel de ser erradicado e essa condição passará a ser endêmica no país até o surgimento de uma vacina, provavelmente em 2105 pelo padrões brasileiros de produtividade na pesquisa e saúde sob o governo PT.

    2º cenário – Curva em forma de “sino” clássico, com as extremidades indicando ocorrências dentro do padrão histórico do país (antes de um provável evento “vacina”), no entanto com uma corcova acentuada:

    Conclusão: Isso vai indicar que o responsável foi um agente EXTERNO, IMPREVISTO e PONTUAL, que contaminou um determinado grupo, provocou “X” nascimentos com alterações, pois após passado o efeito desse agente, cessa o surto e o número de casos retorna ao padrão histórico independentemente o aumento ou não da infestação pelo “aedes”.

    SIMPLES, OBJETIVO e IRREFUTÁVEL.

    É finito. kaput. as pessoas tem que entender que com o fim do PT ACABOU a era onde tentavam nos impingir que “1% é maioria” !!!

    Não MESMO. Não chega a 10% o número de casos de microcefalia onde está comprovada a ocorrência do ZIKA, então um governo sério vai atrás DO QUE causou os outros 90%.

    Há mais de mês não se “plantam” noticias diversionistas.

    Já disse que PARTICIPEI de um encontro de especialistas (virtualmente) do Rio, RENOMADOS, a nata dos pesquisadores brasileiros e a conclusão foi no sentido da dificuldade em provar que o zika causa a microcefalia, pois não há PROVA disso. Nem aqui nem no exterior.

    ‘Pode causar”? Sim, em 1% dos casos, como o cigarro, as drogas, a bebida, o citomegalovirus (13%) e o principio ativo da rubeola (38 a 100%).

    CAUSOU a EPIDEMIA? Não mesmo. Não se consegue provar isso, pois a esmagadora maioria (85 a 95%)das mulheres que geraram crianças microcefalas NÃO FORAM INFECTADAS PELO ZIKA.

    Ponto final.

  76. marcello talamo

    Engraçado, uma pessoa que se diverte com a desgraça dos outros….. Por isso o país está assim e tivemos que arrancar uma presidente do poder porque ela agia exatamente assim, não enxergava os problemas e só olhava para seu umbigo.

    Assim como ela está pateticamente bradando, junto com seu rebanho de acéfalos: -É golpe, É golpe, tem gente gritando Zika causou epidemia de microcefalia, cega para a realidade e só olhando o que interessa, ignorando o que versa contra o que pensa.

    Lamentável. O bom é que o trem da história invariavelmente atropela essas pessoas sem dó e elas ficam para trás.

    Eu continuo participando de eventos e simpósios sobre o assunto e meu nome é esse mesmo
    e vai no crachá, portanto, caso o prezado mimimi algum dia tenha condições de participar proativamente de algo nesse sentido, certamente me encontrará e poderá se identificar, porém, até lá, será apenas um guerreiro do teclado, deixando a bunda quadrada na cadeira enquanto procura textos de outros para recortar e colar, pois, como já disse, de sua verve intelectual ainda não vi qualquer produção.

    • Eu™

      FALA MAIS ALTO QUE NÃO DÁ PRA “TE ESCUTAR” NO MEIO DE TANTO CHORORÔ!

      E os papers, cadê? Até agora não apresentou NENHUM pra ratificar seu achismo!

      Prefere ficar discutindo em comentários de sites do que fazer algo que preste pra sociedade!

      Continue assim, chororão!

      KKK

      Ps:

      CHOLA MAIS!

    • Eu™

      Ps.2: TEXTÃO PRO FACEBOSTA não conta, ok? Estou falando de estudos publicados DE VERDADE, não mimimi de quem “participa de eventos e simpósios” mas que só fica perdendo tempo discutindo comigo no blog do Gilmar.

      KKK

  77. marcello talamo

    Finalmente concordamos em algo. discutir com você é pura perda de tempo.

    Quanto a “só ficar perdendo tempo nisso”, é risível e demonstra o desapego á pesquisa, pois se olhasse 2 minutos na internet, perceberia que falou besteria, uma vez que creio que o prezado amigo está ledamente enganado em algumas colocações tipo inferência a que prefiro “ficar discutindo em comentários de site do que fazer algo que preste para sociedade!

    Não acredito que o sr. mimimi (vulgo Eutm) esteja se arvorando em juiz, juri e executor quanto ao que presta ou não para a sociedade, pois apesar da sua vasta envergadura moral, ética e cultural, demonstrada ao longo das discussões, o desafio de ser capaz de definir o que presta ou não para uma sociedade é de uma magnitude tal que apenas nos anos de chumbo alguém tentou fazer isso, via Depto de Censura, do qual eu lembro-me tristemente.

    Apenas uma única referência a uma parte de meu trabalho de pesquisa já evidencia a falácia da afirmação do prezado mimimi:

    “Pesquisador mantém página com rico acervo de fotos de ferrovias nacionais
    08 Janeiro 2007 – De forma despretensiosa, o engenheiro agrônomo e pesquisador de assuntos ferroviários Marcello Tálamo colocou na Internet, em maio de 2000, três páginas a respeito da história das estradas de ferro no Brasil. Quase sete anos depois, o saite Ferrovias & História acumula uma quantidade infindável de informações, páginas e, especialmente, fotografias, tornando-se referência para pesquisas e para quem quer se aprofundar a respeito do tema.”

    Essa reportagem, publicada em https://www.portogente.com.br/noticias/transporte-logistica/8914-pesquisador-mantem-pagina-com-rico-acervo-de-fotos-de-ferrovias-nacionais ,

    é apenas uma de várias e evidencia o que passou a ser uma referência no setor. Minhas pesquisas e documentários já são foram e são fontes de pesquisa para livros, teses e trabalhos, inclusive internacionais, constando de inúmeros livros e publicações como fonte de referências, FARTAMENTE referendadas pelos pares (oops, um paper indexado?)

    apenas dois exemplos:

    Referências
    Ir para cima ↑ MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES (19 de maio de 1989). Contrato de Concessão – FERRONORTE S/A – FERROVIAS NORTE BRASIL [S.l.: s.n.] Ligação externa em |title= (Ajuda)
    Ir para cima ↑ Marcello Tálamo. «FERRONORTE – I – Idéia antiga». Consultado em 11 de Maio de 2009.
    Ir para cima ↑ Marcello Tálamo. «FERRONORTE – II – O início da Ferrovia». Consultado em 11 de Maio de 2009.
    Ir para cima ↑ CONGRESSO NACIONAL (6 de julho de 1976). LEI Nº 6.346 D.O.U. [S.l.] Ligação externa em |title= (Ajuda)
    Ir para cima ↑ http://www.antf.org.br/Files/Ferronorte.pdf
    Ir para cima ↑ ANTT. «ALL – América Latina Logística Malha Norte S.A.». Consultado em 11 de Maio de 2009.
    Ir para cima ↑ Marcello Tálamo. «FERRONORTE – V-Chegam as novas locomotivas». Consultado em 11 de Maio de 2009.
    Ir para cima ↑ ANTT. «Descrição – Mapa da Malha da FERRONORTE S.A. – Ferrovias Norte Brasil». Consultado em 11 de Maio de 2009.

    **********

    Referências
    Ir para cima ↑ Jorge Hereth (Mar-1993). Uma alemãzinha para o Brasil Centro-Oeste [S.l.]
    ↑ Ir para: a b Marcello Tálamo. «O Tramway que ligou Santos e o Guarujá». Consultado em 06 de março de 2009.
    Ir para cima ↑ A. Gorni. «A Eletrificação nas Ferrovias Brasileiras – Companhia Guarujá». Consultado em 05 de março de 2009.
    Ir para cima ↑ Marcello Tálamo. «Nos tempos do Vapor.». Consultado em 06 de março de 2009.
    Ir para cima ↑ Ralph Mennucci Giesbrecht. «Estações Ferroviárias do Brasil – ITAPEMA». Consultado em 06 de março de 2009.
    Ir para cima ↑ Ralph Mennucci Giesbrecht. «Estações Ferroviárias do Brasil – GUARUJÁ». Consultado em 06 de março de 2009.
    Ir para cima ↑ Ralph Mennucci Giesbrecht. «Estações Ferroviárias do Brasil – BENTO PEDRO». Consultado em 06 de março de 2009.
    Ir para cima ↑ GAULD, Charles (2006). FARQUHAR – O Último Titã – Um Empreendedor Americano na América Latina. Editora de Cultura [S.l.]
    Ir para cima ↑ Antonio Augusto Gorni (2009). A ELETRIFICAÇÃO NAS FERROVIAS BRASILEIRAS – A ELETRIFICAÇÃO NAS FERROVIAS BRASILEIRAS – Tramway do Guarujá [S.l.: s.n.]
    Ir para cima ↑ Terwal. «Res: Bondes em Guarujá/SP». Consultado em 05 de março de 2009.
    Ir para cima ↑ Ralph Mennucci Giesbrecht. «Estações Ferroviárias do Brasil – GUARUJÁ-NOVA». Consultado em 06 de março de 2009.
    Ir para cima ↑ Marcello Tálamo. «LOCOMOTIVA a VAPOR». Consultado em 06 de março de 2009.

    **********

    Entendo, caro mimimi, que o senhor pode pensar e falar o que quiser e como quiser LIMITANDO-SE a ir nesse seu direito exatamente até o ponto onde começa o direito do outro e nesse caso, limite-se a avaliar a SUA contribuição para a sociedade –que não seja discutir em blogs, evidentemente–, pois a minha existe, é conhecida e publicada.

    Sou pesquisador e, como tal, habituee na utilização de métodos e práticas comuns a quem se dedica a essa atividade, os quais não pretendo que sejam do seu conhecimento, mas que me permitem afirmar que a PESQUISA, em seus diversos ramos, é algo importante e, ao contrário do que possas acreditar, fundamental para a evolução de uma sociedade.

    Permaneço, como já estou a algum tempo, aguardando as SUAS contribuições para a sociedade, até mesmo na forma de pesquisas e artigos publicados, trabalhos que serviram como fontes de referência, bibliografia, enfim, fico no aguardo do sr. me informar as SUAS qualificações para que estas confiram o necessário lastro ás suas posições e considerações, encorpando-as

    • Eu™

      Não só perde tempo discutindo, como perde MAIS tempo vindo se justificar!

      KKK

      “Cly mole” – como diria o chinezinho em inglês!

      Pedi papers, não choro. Cadê?

    • Eu™

      Ps.: o que seus trenzinhos têm a ver com zika e microcefalia, mesmo?

      KKKK

      Volta lá pros teus brinquedinhos e deixe a ciência de verdade ser feita por quem entende, ok?

      CHOLA MAIS!

  78. marcello

    hahahahaha. AMO-O-O-O ver o nível de incômodo que as pessoas sentem quando se percebem impotentes para confrontar idéias e opiniões, senão curriculuns e realizações, em pé de igualdade. Deve ser frustrante. Como nunca passei por isso, está sendo muito profícuo aprender com suas reações, comportamento e atitudes, pois se e quando algum dia eu encontrar alguém com que não consiga ou não possa debater, espero conseguir evitar reagir como vejo você fazer diante de meus argumentos. Espero não passar por esse constrangimento.

    É realmente muito patético perceber que alguém está exudando inveja e despeito. Educativo. Ensina muito, sabia? O prezado não consegue perceber que seu único bordão, o chora mais, é típico do pobre de espírito que NADA tem a mostrar, então fica latindo como um caozinho… é perceptível a nominação no diminutivo das qualidades do outro, pois isso psicologicamente representa um sentimento de inferioridade gigante, que faz a pessoa que se sente inferior depreciar a outra. Preciso me lembrar para nunca falar dessa forma em relação a algo ou alguém.

    Eu tento aprender e praticar, pois um dia isso será útil. Só vc não percebe que durante todo esse tempo de conversas estás sendo pesquisado por mim. É fascinante, eu atualmente já suas reações, tanto que lanço temas novos só para confirmar minha tese, E ELA SE CONFIRMA.

    Tinha CERTEZA que ao apresentar meu trabalho na área de pesquisa ferroviária, você iria falar 4 palavras. Acertei 3, o que me dá fantásticos 75,00 % de índice de acerto, permitindo afirmar que já tenho total conhecimento sobre sua personalidade, pois se (vide estudo publicado hoje) a possibilidade de 1% a 13% de o zika causar microcefalia é suficiente para você decretar que o virus zika É A CAUSA, então há de convir que 75% de acerto então é certeza total, certo?

    Só para constar, as 4 palavras que eu anotei que você falaria eram: Trenzinho, ferrorama, papers e chora mais. Só o ferrorama vc não citou. 🙁

    Em contrapartida, já aplicando o que eu estou aprendendo nessa pesquisa, note que eu não o deprecio ou comento suas qualificações (apesar de nem saber quais eventualmente seriam) no diminutivo, pois não preciso disso por não sentir-me inferiorizado nem me faltarem argumentos ou subsídios para lastrear discussões. Ajo normalmente, sem agressividade, sem animosidade e isso me permite conduzir a pesquisa com eficiência e acerto.

    Já você, conto que continue mais algum tempo babando grosserias e animosidade como o faz, bem como permaneça relinchando sempre o mesmo mantra, cacarejando sempre as mesmas baboseiras, pois isso vai permitir que minha margem de acerto suba.

    Já anotei 8 palavras que você deve falar em um eventual próximo texto, uma vez que não acredito que vá conseguir evitar responder, pois sua fascinação é evidente, de forma que eu repito: Seja digno, prezado sr. Eutm. Não se envergonhe do que é ou acha ser! Sim, acredite em seu valor e diga em altos brados: Eu posso falar e sei do que estou falando porque tenho qualificação, nisso, naquilo, apresentei x trabalhos, pesquisei x eventos, realizei tais e tais trabalhos, sou fonte de referência nacional e internacional para isso, aquilo e aquilo outro.

    Vai! acredita!

    Olha só, não devia, mas como está sendo muita covardia, vou revelar 4 das 8 palavas que anotei que vc vai falar: textão no Facebosta, papers, chora mais, aguaceiro.

    Mesmo se vc não falar essas, ainda vou acertar as outras 4, então o índice de acertos será de 50%, excepcional ainda para avaliar quem não se conhece, apenas perfilando sobre textos.

    come on….

    • Eu™

      Ah sim

      C
      H
      O
      R
      A

      M
      A
      I
      S
      !
      !
      !

      KKK

      Me divirto vendo você aqui continuando a perder tempo comigo! Devo ser bem importante pra você, né?

      Beijo na bunda, tiozão do ferrorama (aí, mais uma pra riscar!)

  79. Eu™

    E vejam que interessante, enquanto o tiozão do ferrorama continua perdendo o precioso tempo com as falácias incessantes, tentando inutilmente mudar o assunto da discussão (novamente, o que TRENS têm a ver com zika, microcefalia ou vacinas? Não dá pra entender), pessoas ÚTEIS de verdade, como… cientistas, TRABALHAM e PUBLICAM ESTUDOS REAIS (e não textões do Facebosta, ou mimimi nos comentários de sites) sobre o assunto, em PERIODICOS INDEXADOS E REVISADOS POR PARES (NÃO, SUAS “MATERINHAS SOBRE TRENZINHOS NÃO SE ENCAIXAM NESSA CATEGORIA, titiu do PIUÍÍÍ):

    http://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMp1605367?query=featured_infectious-disease

    CHUUUUUUUUUUUPA mais uma, maquinista! O cerco tá fechando e tua casa tá caindo!

    KKKK

    Ps.:

    CHOLA MAIS!

  80. marcello talamo

    Perfeito. 100% de acerto. Acertei todas as palavras (embora seja fácil, reconheço). As demais eram Falácia, tiozão, mimimi e chupa. Fica fácil quando se percebe que a contraparte não domina o lexico.

    Considero essa etapa “E-FARSAS” da minha pesquisa sobre os perfis anônimos que infestam as redes sociais concluída em relação a você, que fará parte dela (a ser publicada), pois versa sobre pessoas que não Lêem as matérias ou o que se publica sobre determinados assuntos, se lêem não entendem e não fazem a menor questão de entender, não possuem qualquer qualificação razoável e ainda assim, não obstante a falta de argumentação própria, se encastelam como donos de uma verdade inexpugnável a argumentos, sejam eles quais sejam e via de regra retrucam com palavreado ofensivo, de baixo calão, depreciativo, misógeno, preconceituoso e xenófobo.

    Encerro por aqui o levantamento de campo porque surgiu um outro assunto ainda mais cheio de especialistas anônimos reverberando verdades universais e com uma agressividade inédita, que foi o caso da menina e os 33 no Rio de Janeiro, que está nos dando muito material novo para pesquisa, pois o que está aparecendo de paranóico e radical nas discussões sobre o assunto, é material para quase um livro a mais.

    Em seu benefício, fica que só não provei um ponto da tese desenvolvida na pesquisa, encerrada ao ser atingido o percentual de 100% de avaliação do perfil, que foi você, pelo menos no que tive paciência para ler, não ter referendado a Lei de Godwin.

    Obrigado pela colaboração ao longo do tempo. É importante que os perfis avaliados contribuam voluntariamente com as pesquisas para evitar distorções. Quando for publicar algo entrarei em contato no mimim@al……. para informar e perguntar (é de praxe) se desejas ser identificado ou permanecer anônimo.

    Saudações e tudo de bom

    • Eu™

      Puts, vim seco ver a sua resposta, pra ver se colocou link pra algum dos papers que pedi para corroborar todos os textões Facebosteanos que você postou até agora e… NADA. Pra variar.

      O tempo que vc perde ao me responder poderia ser usado para publicar vários papers, né não?

      Decepcionante, tiozão.

      Vai lá, mudando de assunto de novo sem apresentar um trabalho sequer sobre o assunto zika/microcefalia/vacinas, só o famigerado mimimi de costume. Típico.

      Até mais. Sr. falacioso!

    • Eu™

      Ah sim, uma última pergunta antes de você ir embora…

      Finalmente conseguiu pagar a hospedagem lá do site das Pessoas Diferenciadas do Bem?

      Acho que com a venda do novo livro você vai ganhar o suficiente pra quitar a dívida e restaurar o site, né?

      Ou não, já que livro sobre trenzinho não deve dar muito dinheiro.. caso contrário estaria fazendo algo mais útil e proveitoso da vida do que ficar voltando semanalmente pra discutir comigo nos comentários de um blog.

      Tchau!

    • Eu™

      Exatamente. Sério demais pra ser discutido sem provas. Como não há provas que a vacina contra a rubéola foi a causa da microcefalia, melhor nem discutirmos, afinal vai entrar no campo das especulações e boatos.

  81. Eu™

    Aí, tiozão do trenzinho, mais um prego no caixão de suas ideias conspiracionistas:

    http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/estado/2016/08/11/cientistas-identificam-proteinas-do-virus-da-zika-que-causam-microcefalia.htm

    É assim que tem que fazer, com PAPERS CIENTÍFICOS, não com achismo tirado do rabo ou “teorias” espalhadas pelo Whatsapp ou Facebosta!

    E eu sei que você tá vindo ler, quero ver se vai ter coragem de vomitar mais textão!

    Kkk

    CHOLA MAIS

  82. Ari

    Esse e-farsas tá perdendo a credibilidade, pois, não faz sentido um surto de microcefalia em pouco espaço de tempo e ainda mais localizado em uma região do pais por culpa da zika, esse virus já existe a anos e por que na africa não existe esse tal surto? vocês estão é tentando cobrir algo mais oculto, talvez não seja realmente a vacina contra rubeola que ocasionou, mas com certeza microcefalia não tem nada a ver com virus zika.

    • Eu™

      “mas com certeza microcefalia não tem nada a ver com virus zika.”

      Cadê o estudo que afirma com toda a certeza que não?

      Estou esperando desde a publicação do post e até agora NINGUÉM conseguiu comprovar sua afirmação.

      Quer tentar?

Deixe uma resposta para Bruno Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Digite esse numeros *