Viajante do tempo encontrada em um filme do Charlie Chaplin

Share Button

Estranha mulher aparece usando um celular em uma cena do filme O Circo de 1928!

No dia 20 de outubro de 2010, o diretor independente, George Clarke, postou em seu blog um vídeo – de apenas 8 minutos – onde ele apresenta uma cena capturada dos extras do filme O Circo – de Charlie Chaplin.

Segundo o britânico George Clarke, ele mesmo passou 1 ano analisando o vídeo, pois descobriu que no trecho citado há uma coisa intrigante: Uma mulher atravessa de um lado ao outro na tela, aparentemente, usando um aparelho celular! Isso em 1928.

Como é possível?

A teoria do diretor é a de que a tal senhora seria, na verdade, uma viajante do tempo.

Em apenas 5 dias, o vídeo alcançou mais de 300mil visualizações! Isso sem contar com os demais usuários, que copiaram e também postaram o filme no Youtube!

De fato. Analisando rapidamente a cena (não precisamos nem de 1 ano), podemos ver que uma pessoa – trajando uma roupa um tanto estranha – surge na tela com uma das mãos próxima à orelha, dando a impressão de estar ao falando ao celular.

Já mostramos aqui no E-farsas outra pesquisa a respeito de um suposto viajante do tempo e provamos a impossibilidade de viajar para o passado.

A ausência de cores no filme aliada a pouca qualidade (ótima para a época, porém, baixíssima para os dias de hoje!) deixa margem para várias especulações.

O que estaria a tal senhora segurando, afinal?

Vários fóruns, blogs e sites teceram muitas e muitas teorias, porém, junto com cada suposição novas perguntas surgem:

Se fosse realmente um celular (e se fosse uma viajante do futuro!), ela estaria falando com quem? E como? Pois não havia torre de transmissão de ondas de celulares na época.

Sendo do futuro, é de se supor que a estranha senhora deveria estar usando um aparelho de dimensões reduzidas. Isso, é claro, são apenas suposições. Vai que o tal aparelho seja grande assim para que se consigam comunicações inter-tempo-espaço…

Outro detalhe observado em um dos fóruns pesquisados é que o objeto estava sendo segurado pelos dedos envolvendo por completo, “abraçando” o aparelho. Uma forma meio difícil de se falar ao telefone.

O blog do pesquisador Kentaro Mori, o Ceticismo Aberto, e alguns membros do fórum Above Top Secret, sugerem que o tal objeto segurado pelo suposto viajante do tempo pode ser uma corneta, semelhante à mostrada abaixo:

Tal corneta era utilizada para o auxilio na audição e é contemporânea à época das filmagens de O Circo! O site Sicologic mostra uma coleção de imagens e informações sobre o objeto (que era amplamente utilizado na época!).

Envie suas dúvidas e sugestões de pauta através do nosso WhatsApp pelo número (11) 96075-5663!

http://www.hearingcenteronline.com/museum.shtml

O site Phisick mostra uma versão muito mais chique do aparelho, que é guardado em uma bolsa de couro de crocodilo e deveria custar muita grana!

Abaixo, podemos ver o o compositor inglês Ralph Vaughan Williams utilizando o acessório:

Gettyimages

Ainda no campo da especulação, alguns membros do fórum Above Top Secret também sugerem que a mulher do filme esteja com uma pequena caixa de música ao ouvido. Outros, simplesmente afirmam que a senhora foi, na verdade, um daqueles andarilhos – que ficam andando a esmo e falando sozinhos pelas ruas.

O que o E-farsas acha?

Todas as hipóteses (descartando-se o da viagem no tempo) são possíveis pra nós. A figurante pode, inclusive, não estar segurando nada. Isso mesmo! O jogo de sombra pode ter criado a impressão de que ela esteja com um objeto na mão. Pode ser que ela esteja apenas com a mão no ouvido.

Mas e o fato dos enormes pés da mulher?

O diretor e criador da hipótese da viagem no tempo disse ter ficado em dúvida se a senhora é mesmo uma mulher ou um homem travestido. O que o deixou em dúvida foram os enormes pés da suposta viajante do tempo. O Ceticismo Aberto rebate essa teoria, dizendo que, na verdade, trata-se de uma distorção causada pelo “alongamento” da imagem para o formato widescreen. Com a correção da proporção, a imagem mostrando a senhora, o cavalo e os demais componentes da cena voltam ao normal!

Atualização – 04/12/2010

No dia 29 de outubro de 2010, Jen Chaney, colunista do jornal Washigton Post, afirma que a mulher que aparece no vídeo estaria, na verdade, segurando um amplificador de bolso. O pequeno aparelho para auxílio auditivo foi patenteado em 1924 pela Siemens, 4 anos antes da estréia do filme e pode ser visto no vídeo abaixo.

 

 

 

Quanto ao fato dela (a viajante do tempo) estar mexendo os lábios enquanto falava ao “celular” pode também ser explicado por mais essa teoria proposta pelo potal Emol. Segundo o post, “…por ser um filme mudo, a mulher poderia estar falando com qualquer pessoa para chamar a atenção, sem atrapalhar o resultado final do produto“.

Nossa pesquisa em vídeo:

 [iframe: width=”590″ height=”366″ src=”http://www.youtube.com/embed/uN7QNXVONfc” frameborder=”0″ allowfullscreen]

Share Button
Cinema / TV, Falso, Famosos, Subliminar, Tecnologia, Viral
, , , , , , , , ,
  • admilson xavier

    Se ela estava com aparelho auditivo quem ou o que ela estava querendo escutar? E se ela estava falando com alguém próximo ou mais a frente dela pq ela pára e fica falando? (Gesto típico de quem ta conversando num celular). Num sei não galera, certas coisas tenho duvidas mas, também tem coisas que nos deixam abismados.

    • Thatha

      eu tbm acho… é muito confuso, não tem como ela estar falando em alguma ligação pq não tem sinal, não havia torres de transmissão, mas ela poderia estar fazendo uma gravação de voz (dizendo como era o passado, e o que ela estava fazendo, tipo: To no filme mudo de Chalie Chaplin nesse momento) ;P.. e usou o celular para gravar a voz, para mostrar que era do futuro.. hahaha.. exibida xD

      falando sério para mim isso ainda é um mistério..
      O.o

  • Rodrigo

    Poderia até ter sido uma brincadeira dos diretores da época, um tipo de easter eggs que existem muito em video games…

    • pedro

      então os diretores da época sabiam que iam inventar o celular no futuro?? acho que não né…

      • Gilmar Lopes

        Também acho que não! No entanto, Chaplin sempre incorporou vários elementos futuristas em seus filmes. Sem dúvida, um cara a frente do seu tempo!

  • julio cesar

    Eu acho que ela(ele) éra um agente secreto disfarçado
    quem sabe?

  • Valmique

    Eu acho que era a bisavó do Bin-Laden, já tentando armar alguma parada ou algum atentado. hehehe…

  • Alfonso

    E o mais estranho que achei…
    ela parar no quadro, parece que ela quis ser enquadrada para sair no filme… :S
    E como disseram, o momento que ela para, dá a impressão que ela quer ouvir a outra pessoa… e dizer algo….
    vai ver ela disse: “To no filme do Chaplin” =D hehehe

  • jaimejpneto

    como apareceu a imagem ampliada do ou da pessoa eu pude perceber q pouco acima da cabeça dela tem um rosto com a boca semi aberta…
    eu me pergunto se e uma aparição ou se e efeito ras sombras

  • @Cindystar4

    Nao acho que seja aparição desse suposto rosto… Repetindo o que o cara falou a cima. Ela estava falando sozinha Entao so usaria aparelho auditivo se tivesse conversando com alguém pessoalmente. Poderia também ser um rádio e ela estaria cantando as músicas rsrsrs.

  • fernando

    Sei la num filme mudo não sria nescessario usar um aparelho auditivo…

    • Thatha

      tbm acho..

  • Isa

    Ué esse aparelho auditivo pode ser pra ouvir o diretor ela poderia ter problemas de audição, ou mesmo um rádio!

  • kwan

    mas ela desaparece no final! ‘-‘
    muito estranho

  • tmonsores

    gilmar, pode ser impressao, mas nos 5:09 segundos, nao dá a impressão na hora que a pessoa tá passando com o suposto celular, que seria uma imagem sobreposta? Parece que está por cima da imagem real, como se fosse meio transparente..nao sei..

    • tmonsores

      bom, agora percebendo, acho que pode ser o fade de uma imagem pra outra, na sequencia do filme..enfim..

  • bruno

    galera não consegui entender, por que aquela zebra vira um elefante,
    alguem pode me explicar.

  • Cotillard

    Imagina.. é nitida a movimentação dos labios dela.. alem do q nao precisa ser necessariamente um celular.. ate pq na epoca nao teria tecnologia para suportar (digo em questão de rede do cel) mas pode ser algum outro comunicador.. pois ela fica articulando a boca como se estivesse falando meio que sorrindo.. a nao ser q ela seja louca e fale com a propria mao.. quanto a questão da distorção da imagem.. tb nao faz sentido afinal o pé do senhor que passa logo a frente ate pareçe ser menor que o pé da moça.. Viagem no tempo para o futuro é possivel.. quanto ao passado nao é impossivel.. apenas iria contra as leias da fisica ATUAL.. mas nda de impossivel.

  • pancho

    Dor de dente, Morreu!

  • andrei

    Eu Posso afirmar que eu ja vi e fiz milhares de coisas desse tipo. mas olhando essa foto me fez lembrar de uma coisa que aconteceu na segunda guerra mundial. muitos generais de hitler nao foram encontrado. mas isso nao vem ao caso, provavelmente os engenheiros de hitler estavam desenvolvendo uma maquina do tempo. e muito dizem que hitler era um ET que queria dominar os humanos. no meu ver essa foto ainda vai muito alem dessas teorias. com todo o respeito eu nao duvido de nada. mas pensem que pode ter sido e É uma coisa de um futuro muito distante do nosso.

  • Vagner

    Se aquela pessoa(ele ou ela) for um viajante do tempo, deveria estar rolando alguma estória bem interessante antecipando aquelas imagens. E eu fico imaginando o que levou aquela mulher a estar ali naquele momento. Várias coisas passam pela minha cabeça. Penso que essa suposta viajante do tempo poderia estar se comunicando com algum tipo de aparelho semelhante a um celular sim, afinal de contas, ela vêm do futuro. Pois bem, quanto à necessidade de uma torre de transmissão de ondas celulares, não se sabe o que há de avanços tecnológicos num futuro próximo, então eu imagino que talvez haja “torres” portáteis de médio alcance que possam possibilitar uma boa comunicação entre duas pessoas, tudo isso no mais alto sigilo, para que ninguém, a não ser os envolvidos na “missão” saibam o que se passa. Eles só não contavam com as câmeras que filmavam não uma cena do filme, mas cenas da rua do cinema registrando imagens da pré- estréia do filme. Essa é uma hipótese, mas é só isso.

  • Observador

    Tem gente esquecendo de uma coisa… Isto é um FILME! Um filme que não tem qualquer ligação com a vida real. Ou seja, fosse o que fosse que ela segurasse, fazia parte de uma cena, e não de uma situação real. Então em hipótese ALGUMA ela seria uma ”viajante do tempo”, no máximo ela poderia ser uma personagem viajante do tempo. Porém, que sentido teria envolver tanta HIStória em torno de um mero figurante do filme? Creio na teoria do E-Farsas, que mais uma vez está de parabéns! Só não entendo como isso foi se tornar uma polemica tão grande; nós na atualidade, não fazemos e assistimos filmes futuristas? Não seria nem um pouco absurdo que Chaplin, genio que era, imaginasse como seriam os telefones em 2010, 2013… É apenas um filme, apesar da cena intrigante, hehe… valeu mesmo, E-Farsas! =]

  • Alexandre Cadete

    Acho que era um simples radinho de pilha e a mulher podia estar simplesmente cantando a música que estava ouvindo.