23.4 C
São Paulo
domingo, setembro 19, 2021

A Prefeitura de Fortaleza elaborou uma cartilha ensinando aos professores a manipular as partes íntimas dos bebês?

- Publicidade -

É verdade que a Secretaria de Educação de Fortaleza distribuiu uma cartilha ensinando aos professores como masturbar e fazer brincadeiras sexuais entre crianças?

Na primeira semana de setembro de 2019, uma jornalista publicou em seu canal no YouTube um vídeo mostrando provas de que a Secretaria de Educação de Fortaleza teria distribuído uma cartilha ensinando aos professores como masturbar e fazer brincadeiras sexuais entre crianças.

No vídeo, a mulher apresenta fotos de páginas de uma cartilha que, segundo ela, estaria sendo distribuída entre os professores da rede pública da cidade cearense para ensinar aos servidores como masturbar as crianças para acalma-las, além de sugerir uma série de brincadeiras sexuais para os cuidadores ensinarem aos pequenos!

Material com denúncia semelhante também foi denunciado pelo deputado estadual André Fernandes, em seu canal no YouTube. Uma série de páginas do que parece ser uma apostila, com a logomarca da prefeitura de Fortaleza e com o título: “A sexualidade na primeira infância”. 

Será que isso é verdade?

Em vídeo, jornalista apresenta trechos de uma apostila que estaria sendo distribuída pela Prefeitura de Fortaleza! Será verdade? (foto: Reprodução/YouTube)

Verdade ou mentira?

O vídeo em que a jornalista que fez a primeira denúncia teve os comentários bloqueados, o que já levanta uma bandeira vermelha. Afinal, pra que serve um canal jornalístico de denúncias se não é possível comentar sobre as denúncias?

A mesma jornalista já apareceu aqui no E-farsas algumas vezes, como em janeiro de 2019, quando ela havia denunciado que o ex-deputado Jean Wyllys teria fugido do país para não ser preso pelo atentado contra o presidente Jair Bolsonaro.

No dia seguinte à “denúncia”, a denunciante gravou outro vídeo explicando que não foi bem isso que ela quis dizer…   

Curiosamente (e como aconteceu diversas vezes em casos semelhantes) apenas sites de conteúdo duvidoso publicou a respeito. Os mesmo sites que compartilharam, semanas atrás, que o jornalista Green Gleenwald teria sofrido um infarto após overdose de cocaína.

Glenn Greenwald foi internado às pressas por overdose de cocaína?

- Publicidade -

A prefeitura desmente

Procuramos por depoimentos que confirme que a tal cartilha esteja mesmo sendo distribuída entre os servidores da capital cearense e não encontramos. Além disso, a prefeitura desmentiu que a cartilha faça parte da grade de 2019.

Em nota, o prefeito de Fortaleza disse que as informações veiculadas são mentirosas e que não há produções desse estilo nas unidades de Educação Infantil do Município. 

“Reafirmamos que o material veiculado é falso, tratando-se de montagem grosseira, utilizando indevidamente a identidade oficial da referida Secretaria Municipal”, disse a prefeitura

Além disso, a Secretaria de Educação de Fortaleza afirmou estar tomando as medidas legais cabíveis,  inclusive com pedido de instauração de Inquérito Policial, contra essas acusações, as quais foram classificadas como caluniosas pela pasta:

Procuramos no site da Prefeitura a respeito e a únicas publicações encontradas foram de 2016, quando a prefeitura havia lançado uma cartilha contra o abuso sexual infantil.

Nessa versão preliminar do Plano Municipal da Educação de Fortaleza para os anos de 2015 a 2025 não há nenhuma menção à sexualização de crianças. Também não há nada a respeito nos documentos com as orientações pedagógicas para 2019, disponíveis no site da prefeitura.

Nesse outro documento com o as diretrizes pedagógicas para a educação infantil, da Secretaria Municipal da Educação de Fortaleza, não há nada sobre o tema…

Procuramos nos anos anteriores e, como você pode verificar aqui, não existe menção ao que espalharam nas rede sociais.     

Em seu perfil oficial no Instaram, o Governo do Ceará classifica a publicação como “mentirosa e irresponsável”:

https://www.instagram.com/p/B162uRCn5j1/

Poucas horas após a publicação, o site da Revista Ceará retirou a postagem com as acusações do ar

Conclusão

Não encontramos nenhuma prova de que a Prefeitura de Fortaleza esteja distribuindo cartilhas ensinando aos professores como masturbar crianças.

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

55 COMENTÁRIOS

    • Estou um tanto atrasado aqui, diante (distante) da data da matéria, mas quero apenas discordar da inexistência do material. De fato já se sabe que não fora impresso em forma de cartilha, no entanto fora utilizado em palestra de cunho pedagógico (com finalidade tal) e houve sim a exposição, aja vista que a Regina Vilella o expôs. Mas o que quero destacar é: Por que essa implicância com a ministra?

  1. Só avisando aos que quiserem acreditar que esse deputado é outra figura polemica aqui em FZ! e essa jornalista bem, dispensa apresentações… Mas voui aprar de falr senão vão dizer que sou petista igual ao Gilmar he he he

  2. Acho que cabe um adendo reforçando que independente da cartilha existir, em momento algum ela incentiva. o texto apenas cita um fato historico do passado contextalizando a evolucao dos cuidados infantis. sendo assim, se caracterizaria como uma informação distorcida, eu acredito.

    • @DIOGO CIAMPOLINI, eu li na íntegra essa suposta “Cartilha” e só FORÇANDO MUITO A BARRA, com MALABARISMOS SEMÂNTICOS e querendo apontar para um ABSURDO SURREAL e SENSACIONALISTA para tentar convencer alguém a acreditar que a mesma está, literalmente, INCENTIVANDO professores, educadores, coordenadores etc a “MASTURBAR CRIANÇAS/BEBÊS” e/ou praticarem “PEDOFILIA”, conforme foi publicado em vários Blogs fajutos e sensacionalistas. 😐 KKKKKKKKKKKK! 😀

    • Estou um tanto atrasado aqui, diante (distante) da data da matéria, mas quero apenas discordar da inexistência do material. De fato já se sabe que não fora impresso em forma de cartilha, no entanto fora utilizado em palestra de cunho pedagógico (com finalidade tal) e houve sim a exposição, aja vista que a Regina Vilella o expôs. Mas o que quero destacar é: Por que essa implicância com a ministra?

  3. Só avisando aos que quiserem acreditar que esse deputado é outra figura polemica aqui em FZ! e essa jornalista bem, dispensa apresentações… Mas voui aprar de falr senão vão dizer que sou petista igual ao Gilmar he he he

  4. Acho que cabe um adendo reforçando que independente da cartilha existir, em momento algum ela incentiva. o texto apenas cita um fato historico do passado contextalizando a evolucao dos cuidados infantis. sendo assim, se caracterizaria como uma informação distorcida, eu acredito.

    • @DIOGO CIAMPOLINI, eu li na íntegra essa suposta “Cartilha” e só FORÇANDO MUITO A BARRA, com MALABARISMOS SEMÂNTICOS e querendo apontar para um ABSURDO SURREAL e SENSACIONALISTA para tentar convencer alguém a acreditar que a mesma está, literalmente, INCENTIVANDO professores, educadores, coordenadores etc a “MASTURBAR CRIANÇAS/BEBÊS” e/ou praticarem “PEDOFILIA”, conforme foi publicado em vários Blogs fajutos e sensacionalistas. 😐 KKKKKKKKKKKK! 😀

  5. Classificação CORRETA do E-Farsas para esta matéria. Lembrando-se de que, como o próprio E-Farsas mencionou anteriormente, o ÔNUS DA PROVA é, principalmente, obrigação de quem fez a acusação, alegação ou denúncia. 😉

      • Pelo visto vc só procurou uma das partes! ou não?! Com a negação da Prefeitura vc manteve contato com os denunciantes?! A jornalista mantém a versão dela após nota citada. Só para meu entendimento, sem julgamento precipitado. Obrigado.

        • Ok! Note que na conclusão explicamos que não encontramos provas de que essa cartilha tenha sido distribuída. A única “prova” é a cartilha.
          Qualquer novidade a gente publica aqui. Valeu!

        • @Reiatorei , a filosofia do E-Farsas é utilizar a Internet contra ela mesma para tentar desvendar farsas que circulam nas Redes Sociais. Na Internet e nas Redes Sociais, só está circulando como suposta “prova” essa Cartilha da parte dos denunciantes. Regina Villela, autora principal da denúncia, solta vídeos apenas na forma de EVIDÊNCIAS ANEDÓTICAS e TEORIAS CONSPIRATÓRIAS, baseado-se em supostas fontes/testemunhas “anônimas” com a “desculpa” de que são protegidos por Lei. Obviamente, não servem como PROVA ROBUSTA, mas esteja à vontade para trazer alguma, se você achar. 😉

          • Questionei sobre a gráfica que teria impresso a tal cartilha e não existe. A explicação dada pelos que acreditam nessa história é que a cartilha não foi impressa e, sim, distribuída.
            Questionei que não achei nenhum professor que tenha recebido o material e a explicação foi a que Secretaria não chegou a distribuir, pois o “plano” foi descoberto antes.
            Em resumo, estamos diante de um dragão de garagem: Uma cartilha que existe e que foi distribuída, só que não foi distribuída por não existir!
            Analisei a cartilha e ela parece uma colagem de vários textos com formatos, layouts e autorias diferentes. Não parece ser uma obra oficial e caso seja, quem faz as acusações deveria ir atrás para descobrir de onde partiu isso!
            Mais um detalhe que queria deixar claro aqui é que pode ser que alguém de dentro da prefeitura (ou de qualquer outro lugar do planeta) criou a cartilha e a espalhou na web pra ver quem morderia a isca. No caso, o pessoal do PSL parece ter caído nessa!

          • @Gilmar Lopes, infelizmente só temos a tal “Cartilha”, a palavra dos acusadores em vídeos e… NADA MAIS! 😐 Tudo o que podemos fazer é só ESPECULAR e/ou esperar. Você classificou CORRETAMENTE como “não há provas”, mas, infelizmente ou não, a maioria dos internautas tem a FORTE TENDÊNCIA em já classificar como Fake News, principalmente quando é prontamente desmentida pela parte acusada e os acusadores não se resguardaram em obter PROVAS ROBUSTAS e IRREFUTÁVEIS no momento da denúncia. Azar dos acusadores. 😐 KKKKKKKKKKKKK! 😀

          • @Gilmar Lopes , mas não se preocupe não Gilmar. Isso daí provavelmente vai ser judicializado e poderá durar ANOS! A “VIBE” (sensação, agito, vibração etc) de uma notícia POLÊMICA só dura 1 a, no máximo estourando, 2 semanas na Internet. Depois disso os internautas esquecem e/ou nem ligam mais. Se os acusadores não trouxerem provas robustas e irrefutáveis DENTRO DESTE PERÍODO, então JÁ ERA, problema deles. Fica como Fake News e/ou conspiratório mesmo. 😉 KKKKKKKKKKKKKK! 😀

  6. Classificação CORRETA do E-Farsas para esta matéria. Lembrando-se de que, como o próprio E-Farsas mencionou anteriormente, o ÔNUS DA PROVA é, principalmente, obrigação de quem fez a acusação, alegação ou denúncia. 😉

      • Pelo visto vc só procurou uma das partes! ou não?! Com a negação da Prefeitura vc manteve contato com os denunciantes?! A jornalista mantém a versão dela após nota citada. Só para meu entendimento, sem julgamento precipitado. Obrigado.

        • Ok! Note que na conclusão explicamos que não encontramos provas de que essa cartilha tenha sido distribuída. A única “prova” é a cartilha.
          Qualquer novidade a gente publica aqui. Valeu!

        • @Reiatorei , a filosofia do E-Farsas é utilizar a Internet contra ela mesma para tentar desvendar farsas que circulam nas Redes Sociais. Na Internet e nas Redes Sociais, só está circulando como suposta “prova” essa Cartilha da parte dos denunciantes. Regina Villela, autora principal da denúncia, solta vídeos apenas na forma de EVIDÊNCIAS ANEDÓTICAS e TEORIAS CONSPIRATÓRIAS, baseado-se em supostas fontes/testemunhas “anônimas” com a “desculpa” de que são protegidos por Lei. Obviamente, não servem como PROVA ROBUSTA, mas esteja à vontade para trazer alguma, se você achar. 😉

          • Questionei sobre a gráfica que teria impresso a tal cartilha e não existe. A explicação dada pelos que acreditam nessa história é que a cartilha não foi impressa e, sim, distribuída.
            Questionei que não achei nenhum professor que tenha recebido o material e a explicação foi a que Secretaria não chegou a distribuir, pois o “plano” foi descoberto antes.
            Em resumo, estamos diante de um dragão de garagem: Uma cartilha que existe e que foi distribuída, só que não foi distribuída por não existir!
            Analisei a cartilha e ela parece uma colagem de vários textos com formatos, layouts e autorias diferentes. Não parece ser uma obra oficial e caso seja, quem faz as acusações deveria ir atrás para descobrir de onde partiu isso!
            Mais um detalhe que queria deixar claro aqui é que pode ser que alguém de dentro da prefeitura (ou de qualquer outro lugar do planeta) criou a cartilha e a espalhou na web pra ver quem morderia a isca. No caso, o pessoal do PSL parece ter caído nessa!

          • @Gilmar Lopes, infelizmente só temos a tal “Cartilha”, a palavra dos acusadores em vídeos e… NADA MAIS! 😐 Tudo o que podemos fazer é só ESPECULAR e/ou esperar. Você classificou CORRETAMENTE como “não há provas”, mas, infelizmente ou não, a maioria dos internautas tem a FORTE TENDÊNCIA em já classificar como Fake News, principalmente quando é prontamente desmentida pela parte acusada e os acusadores não se resguardaram em obter PROVAS ROBUSTAS e IRREFUTÁVEIS no momento da denúncia. Azar dos acusadores. 😐 KKKKKKKKKKKKK! 😀

          • @Gilmar Lopes , mas não se preocupe não Gilmar. Isso daí provavelmente vai ser judicializado e poderá durar ANOS! A “VIBE” (sensação, agito, vibração etc) de uma notícia POLÊMICA só dura 1 a, no máximo estourando, 2 semanas na Internet. Depois disso os internautas esquecem e/ou nem ligam mais. Se os acusadores não trouxerem provas robustas e irrefutáveis DENTRO DESTE PERÍODO, então JÁ ERA, problema deles. Fica como Fake News e/ou conspiratório mesmo. 😉 KKKKKKKKKKKKKK! 😀

  7. Curiosamente, além do Allan do Santos, Regina Villela (autora de suposta denúncia) TAMBÉM é COLUNISTA do Blog Fajuto Terça Livre! 😉 KKKKKKKKKKKKKK! 😀

  8. Curiosamente, além do Allan do Santos, Regina Villela (autora de suposta denúncia) TAMBÉM é COLUNISTA do Blog Fajuto Terça Livre! 😉 KKKKKKKKKKKKKK! 😀

  9. As pessoas estão tão cegas de ódio pelo PT e outros partidos de esquerda que acreditam em qualquer coisa. Esquerdistas podem ser tudo de ruim, mas não burros. Seria um absurdo alguém ou alguma entidade publicar um material que incentiva masturbação pra crianças. Além de que ninguém mostrou a cartilha impressa, mas apenas uma cópia em preto e branco. Se for assim, eu também posso “lançar” a minha cartilha. Uso desktop e uma multifuncional. Será que alguém vai acreditar em mim? 😀

    Uma cartilha profissional não publicaria uma charge debochando da Damares Alves.
    Qual é o nome da gráfica? Quais os nomes dos redatores? Ninguém disse.
    Enfim, quanto mais se analisa o material, mais contradições aparecem.

    O André Fernandes(PSL) já acusou o colega Nezinho Farias(PDT) de envolvimento com facção criminosa. Depois de meses se desculpou. Agora está novamente eufórico acusando a Prefeitura de Fortaleza por uma coisa ridícula.

    Todos os que estão acusando são do PSL: Regina Vilella, delegado Cavalcante e André Fernandes.

    • @Paulo , Fake News com manchetes/notícias ABSURDAS, SURREAIS, SENSACIONALISTAS, BIZARRAS etc estilo Jornais Populares são fáceis de serem desmascaradas e/ou detectadas. Só IGNORANTES e/ou PESSOAS DE MÁ-FÉ é que acreditam nessas porcarias. 😉 KKKKKKKKKKKKKKK! 😀

      • https://aosfatos.org/noticias/e-falso-que-prefeitura-de-fortaleza-editou-cartilha-que-incentiva-pedofilia/

        Fato 1: A apresentação existe e foi ministrada por uma Educadora de professores da rede de Ensino Pública.

        Fato 2: Soa estranho dizer que foi apenas tirado de contesto. O ideal antes de julgar seria o site disponibilizar toda a apresentação para julgamento imparcial.

        Fato 3: Tratar com ironia a Ministra em uma apresentação já demonstra o viés ideológico da aula ministrada.

        Conclusão pessoal: e-farsas poderia ser mais isento e dizer sim que a palestra existe e foi ministrada.
        Fica parecendo que o site só existe mais para encobrir os fatos que desagradam seu lado ideológico do que esclarecer a verdade dos fatos.

        • @ROSEMBERG , o E-Farsas não julgou e nem encobriu NADA. Se a cartilha existiu ou não numa APRESENTAÇÃO não vem ao caso e será INVESTIGADO pelas autoridades competentes. O E-Farsas constatou que não há NENHUMA PROVA de que tal Cartilha tenha sido DISTRIBUÍDA OFICIALMENTE pela Prefeitura de Fortaleza. O E-Farsas não pode fazer acusações/afirmações sem PROVAS ROBUSTAS. Além do mais, o E-Farsas foi a mais PONDERADA de todas, pois classificou como “indeterminado/conspiratório” e a questão ainda está em aberto. Já o Aos Fatos já classificou como Fake News! 😉 KKKKKKKKKKKKKK! 😀

  10. As pessoas estão tão cegas de ódio pelo PT e outros partidos de esquerda que acreditam em qualquer coisa. Esquerdistas podem ser tudo de ruim, mas não burros. Seria um absurdo alguém ou alguma entidade publicar um material que incentiva masturbação pra crianças. Além de que ninguém mostrou a cartilha impressa, mas apenas uma cópia em preto e branco. Se for assim, eu também posso “lançar” a minha cartilha. Uso desktop e uma multifuncional. Será que alguém vai acreditar em mim? 😀

    Uma cartilha profissional não publicaria uma charge debochando da Damares Alves.
    Qual é o nome da gráfica? Quais os nomes dos redatores? Ninguém disse.
    Enfim, quanto mais se analisa o material, mais contradições aparecem.

    O André Fernandes(PSL) já acusou o colega Nezinho Farias(PDT) de envolvimento com facção criminosa. Depois de meses se desculpou. Agora está novamente eufórico acusando a Prefeitura de Fortaleza por uma coisa ridícula.

    Todos os que estão acusando são do PSL: Regina Vilella, delegado Cavalcante e André Fernandes.

    • @Paulo , Fake News com manchetes/notícias ABSURDAS, SURREAIS, SENSACIONALISTAS, BIZARRAS etc estilo Jornais Populares são fáceis de serem desmascaradas e/ou detectadas. Só IGNORANTES e/ou PESSOAS DE MÁ-FÉ é que acreditam nessas porcarias. 😉 KKKKKKKKKKKKKKK! 😀

      • https://aosfatos.org/noticias/e-falso-que-prefeitura-de-fortaleza-editou-cartilha-que-incentiva-pedofilia/

        Fato 1: A apresentação existe e foi ministrada por uma Educadora de professores da rede de Ensino Pública.

        Fato 2: Soa estranho dizer que foi apenas tirado de contesto. O ideal antes de julgar seria o site disponibilizar toda a apresentação para julgamento imparcial.

        Fato 3: Tratar com ironia a Ministra em uma apresentação já demonstra o viés ideológico da aula ministrada.

        Conclusão pessoal: e-farsas poderia ser mais isento e dizer sim que a palestra existe e foi ministrada.
        Fica parecendo que o site só existe mais para encobrir os fatos que desagradam seu lado ideológico do que esclarecer a verdade dos fatos.

        • @ROSEMBERG , o E-Farsas não julgou e nem encobriu NADA. Se a cartilha existiu ou não numa APRESENTAÇÃO não vem ao caso e será INVESTIGADO pelas autoridades competentes. O E-Farsas constatou que não há NENHUMA PROVA de que tal Cartilha tenha sido DISTRIBUÍDA OFICIALMENTE pela Prefeitura de Fortaleza. O E-Farsas não pode fazer acusações/afirmações sem PROVAS ROBUSTAS. Além do mais, o E-Farsas foi a mais PONDERADA de todas, pois classificou como “indeterminado/conspiratório” e a questão ainda está em aberto. Já o Aos Fatos já classificou como Fake News! 😉 KKKKKKKKKKKKKK! 😀

  11. Gilmar, apesar da droga que é essa tal coisalista ( mistura de coisa com jornalista) curti demais sua frase, …dragão de garagem: Uma cartilha que existe e que foi distribuída, só que não foi distribuída por não existir!
    Tomara que o pessoal de Fortaleza cobre uma alta grana dessa coisista irresponsável, mau caráter e desonesta! Pensando melhor, deviam ir atrás de pedir cassação do registro dela, se é que ela tem.

  12. Gilmar, apesar da droga que é essa tal coisalista ( mistura de coisa com jornalista) curti demais sua frase, …dragão de garagem: Uma cartilha que existe e que foi distribuída, só que não foi distribuída por não existir!
    Tomara que o pessoal de Fortaleza cobre uma alta grana dessa coisista irresponsável, mau caráter e desonesta! Pensando melhor, deviam ir atrás de pedir cassação do registro dela, se é que ela tem.

  13. Gostaria que vocês escrevessem um artigo contando ao povo brasileiro que os professores estudam às leis e os Estatutos brasileiros para fazerem políticas educacionais legais. Estudamos o E .C.A. Estatuto da Criança e do Adolescente prevê até punição aos que expõe às crianças e adolescentes à conteúdo inadequado, seja em cartilhas, vídeos ou artes. Todos os conteúdo educacionais precisam seguir a lei do E.C.A. e serem adequados à idade das crianças e adolescentes. Quando o povo brasileiro souber disso será mais fácil de não cairem em Fake News e propagandas políticas enganosas, onde prometem livrar às crianças e adolescentes de algo que elas têm o direito e o amparo todo no E.C.A. Gostaria que os brasileiros conhecessem o ECA e aprendessem à respeitar às leis do país, não colocando às crianças na frente de conteúdo inadequado, não sendo violentos, não colocando às crianças no trabalho, não usando drogas na frente das crianças e adolescentes e principalmente, denunciando qualquer transgressão ao E.C.A.
    Os casos de pedofilia acontecem mais em ambiente familiar e à escola precisa trabalhar para que às denúncias sejam feitas. E por isso, à escola pública é tão atacada com às Fake News, é uma tentativa de macular a imagem da escola pública para não ser responsabilizado criminalmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui