Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Alguns povos antigos sacrificavam maus políticos para combater pandemias?

Conspirações

Alguns povos antigos sacrificavam maus políticos para combater pandemias?

Alguns povos antigos sacrificavam maus políticos para combater pandemias?

É verdade que alguns povos antigos tinham o costume de sacrificar os maus políticos aos deuses para combater pandemias?

A imagem começou a se espalhar através das redes sociais na segunda semana de junho de 2020 e mostra uma ilustração do que parece ser uma cerimônia de sacrifício humano e, junto com ela, um texto afirma que alguns povos antigos tinham o costume de sacrificar maus políticos numa tentativa de acabar com pandemias.

Em apenas uma das publicações a respeito feitas no Facebook, o assunto alcançou milhares de compartilhamentos, mas será que isso é verdade ou mentira?

Texto que acompanha uma das versões espalhadas também em grupos do WhatsApp na segunda semana de junho de 2020: “Alguns povos antigos tinham o costume de sacrificar seus maus políticos aos deuses para combaterem uma pandemia. Sei lá… Só estou dando uma ideia…” (foto: Reprodução/Facebook)

Verdade ou mentira?

Apesar dessa afirmação circular com força em grupos do WhatsApp no final da primeira quinzena de junho de 2020, uma busca no Facebook revela que isso já era espalhado no Facebook semanas antes:

Outra imagem com o mesmo texto!

A imagem contendo o texto afirmando que povos antigos sacrificavam políticos ganhou versões em outros idiomas, como em italiano por exemplo!

Na versão abaixo, um professor afirma ainda que os tais povos antigos teriam vivido no século XV:

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Na Wikipédia há um verbete bastante completo (em inglês) a respeito de sacrifício humano e não há nenhuma menção à sacrifícios de políticos. Basicamente, o escolhido era alguém do povo (crianças, em algumas vezes). 

Em relação à uma das imagens usadas para ilustrar a alegação, trata-se de uma ilustração feita em um vaso maia datado entre 600 e 800 da Era Comum, que mostra um senhor maia sendo presenteado com uma tigela de espuma de cacau ou chocolate. Nenhuma relação com sacrifícios!

Quanto à outra ilustração que também foi bastante compartilhada, trata-se de uma representação feita no século 19 do que seria uma cerimônia de sacrifício humano do povo asteca. Curiosamente, o povo asteca tinha 18 festas anuais e, em cada uma delas, uma pessoa do povo era sacrificada.

Sacrifícios tinham conotação religiosa

Como explicado aqui, o sacrifício humano era importante na cultura asteca como forma de representar uma hierarquia social entre sua própria cultura e os inimigos que cercavam sua cidade. Ou seja, os mais altos na hierarquia social sacrificavam os das classe mais baixas, que – em alguns casos – se ofereciam para o ritual como uma chance de “morrer para um bem maior”. Pode até ser que nobres e políticos da época possam ter aproveitado alguma dessas cerimônias para se livrar de algum desafeto, mas não encontramos provas disso e, mesmo que tenha ocorrido, os motivos do sacrifício não seriam para “acabar com pandemias”. 

Conclusão

Não encontramos provas de que algum povo antigo teve o costume de sacrificar políticos maus na esperança de acabar com pandemias! Ao que tudo indica, essa afirmação surgiu somente no final de maio de 2020! 

Continue lendo
15 Comentários

15 Comments

  1. diogo

    16 de junho de 2020 em 21:51

    Desculpe postar aqui também, postei no twitter, caso o senhor não veja, na china, tinha sim essa prática.
    https://pt.qwe.wiki/wiki/Mandate_of_Heaven

    Olha ai depois e corrige.

    • Gilmar Lopes

      17 de junho de 2020 em 9:27

      Não tem nada a ver com sacrifícios para acabar com pandemias: https://www.greelane.com/pt/humanidades/hist%C3%B3ria–cultura/the-mandate-of-heaven-195113/
      Aliás, não tem nada a ver com sacrifícios!

    • Maria

      17 de junho de 2020 em 9:30

      @diogo , hummmm… 😐 Li o artigo do link e não há NENHUMA menção ou algo similar sobre sacrificar (oferenda ritual a uma divindade que se caracteriza pela imolação real ou simbólica de uma vítima ou pela entrega da coisa ofertada) POLÍTICOS/GOVERNANTES aos deuses contra uma PANDEMIA na China. No máximo fala em “derrubado”, que pode significar muitas coisas como deposto, substituído, destituído etc. 😐

  2. Maria

    17 de junho de 2020 em 3:36

    Um detalhe: estou vendo muitos posts desses internautas LEIGOS e/ou IGNORANTES dizendo coisas como “sei lá”, “não conferi”, “não sei se é verdade” etc, mas mesmo assim esses IMBECIS compartilham e disseminam Fake News. Então deixo aqui um alerta/aviso: isso NÃO SERVE COMO “DESCULPA” perante um Delegado, Juiz ou Autoridade Competente, caso as Fake News que eles disseminam prejudiquem terceiros, heim!? 😐 Vou repetir um post que fiz anteriormente: em HIPÓTESE NENHUMA você poderá alegar que “não sabia” ou “desconhecia” as Leis. Além de é claro: “PENSE ANTES DE POSTAR e, na dúvida, NÃO POSTE/COMPARTILHE!” 😉

  3. Maria

    17 de junho de 2020 em 3:53

    Por falar nisso, fiquei pensando… porque será que esses internautas imbecis ultimamente estão criando e disseminando Fake News e similares envolvendo civilizações antigas, calendário Maia, fim de mundo, previsões, premonições, pandemia, políticos etc? 😐 Será que é por causa do CONTEXTO ATUAL do Covid-19? É para ganhar influência, views, clicks, $$$? 😐 Certamente que esse vírus irá gerar um grande caos sanitário, público, social, político, econômico etc, mas não vai ser por causa dessas PORCARIAS que eles publicam, se nós pudermos impedir. 😉 KKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  4. Fabio

    17 de junho de 2020 em 8:57

    Cara…se fosse verdade e fosse no Brasil…os deuses iriam pedir para parar as ofertas, de tantos políticos maus oferecidos. Kkkkkkkkk

    • Maria

      17 de junho de 2020 em 9:53

      @Fabio , como Anárquica, concordo plenamente. Além do mais, acho que tais supostos deuses iriam ficar ofendidos ao oferecerem coisas ruins para eles. 😐 KKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  5. Luiz

    17 de junho de 2020 em 17:16

    Gilmar Lopes. Poderia lhe sugerir alterações no nome deste site que acompanho ,de 2002?

  6. Laura K.

    17 de junho de 2020 em 19:52

    Essa é a primeira vez que comento aqui, acompanho bastante esse site, mas vou ser sincera. Não faz sentido alguns povos antigos sacrificar maus políticos para combater pandemias, pois o sacrifício humano era importante na cultura asteca, acredito que vocês nunca aprenderam história para criar essa notícia falsa. É só isso o que tenho a dizer.

    • Maria

      17 de junho de 2020 em 22:14

      @Laura K. , não é por nada não, mas você LEU a matéria? Além do mais, o e-Farsas e demais agências de Fact-Checking não criam nada, eles apenas analisam o que está circulando (já foi criado) na Internet. 😐

      • Laura K.

        18 de junho de 2020 em 15:46

        Quando disse que eles nunca aprenderam história para criar a fake news, estou me referindo as pessoas que criaram ela e não ao E-farsas. Faltou interpretação de texto ?

      • Laura K.

        18 de junho de 2020 em 15:56

        Quando eu disse que eles nunca aprenderam história para criar a fake news, estou me referindo as pessoas que criaram ela e não ao E-farsas e outras agências que desmascararam fake-news. Faltou interpretação de texto?Respondendo sua pergunta, sim eu li a matéria. Apenas estou fazendo esse comentário pois eu não quero arrumar briga com você. Ficou tudo esclarecido?

        • Maria

          19 de junho de 2020 em 5:17

          @Laura K. , vou destacar uma palavra na frase do comentário que você postou: “acredito que VOCÊS nunca aprenderam história para criar essa notícia falsa”. Se você tivesse escrito “ELES” (os que publicaram a Fake News), aí estaria tudo certo. 😉

  7. Laura K.

    18 de junho de 2020 em 16:14

    Saíram dois comentários seguidos meus, desculpa. É que eu ainda não sei como é que espera o comentário ser postado. Só precisava falar isso

  8. Cesar

    22 de junho de 2020 em 10:53

    Se acompanharmos a história, podemos perceber que o que é sacrificado aos deuses sempre é um ente querido ou animal que teria alguma utilidade, senão não seria “sacrifício”, entenderam?

    E indo um pouco mais além, os deuses não iriam gostar se ofertássemos algo ruim para eles e ficássemos com o que é bom. Ficaria parecendo que estamos passando a perna neles. E para jogar no contexto, é mais ou menos como se nós pagássemos Unimed e escola particular aos políticos e eles nos oferecessem SUS e rede pública de ensino…. opa, péra…

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo