Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Atos obscenos zombam da fé alheia na Parada Gay?

Demoníaco

Atos obscenos zombam da fé alheia na Parada Gay?

Serão reais as fotos que circulam pela web mostrando pessoas fazendo atos obscenos com cruzes, desrespeitando todas as religiões, na Parada Gay?

No dia 07 de junho de 2015, a 19ª edição da Parada do Orgulho LGBT reuniu milhares de pessoas na Avenida Paulista, no centro de São Paulo. Logo após os encerramentos da marcha (ou até mesmo durante o evento), várias fotos do evento já geravam polêmica a web.

Alguns sites e blogs (além de muitos usuários das redes sociais) começaram a esbravejar contra algumas das “fantasias” usadas por alguns dos participantes da parada, entendendo que aquelas posturas seriam uma afronta e um desrespeito às religiões e à “família tradicional brasileira”.

Um dos “representantes da moral e dos bons costumes”, o pastor Marco Feliciano, chegou a selecionar algumas dessas imagens em seu perfil no Facebook, mostrando a sua ojeriza ao assunto e à passeata e dando a entender que se trata tudo do mesmo evento, mas será que essas fotografias são mesmo dessa Parada Gay?

Essas imagens são mesmo da Parada Gay de 2015? (fotos: Reprodução/Facebook)

Essas imagens são mesmo da Parada Gay de 2015? (fotos: Reprodução/Facebook)

Outras imagens que circularam mostram duas pessoas fazendo atos obscenos com crucifixos e quebrando imagens sacras e o texto que as acompanha afirma que isso também teria acontecido durante a Parada Gay:

Fotos: Reprodução/Facebook

Fotos: Reprodução/Facebook

Será que essas fotos foram tiradas durante a Parada do Orgulho LGBT de 2015?

Verdade ou farsa?

As fotos são uma mistura de vários episódios separados, mas estão sendo espalhadas como se fossem todas da Parada Gay de 2015!

A primeira imagem – de uma mulher sendo crucificada – é de uma atriz transexual chamada Viviany Beleboni que desfilou durante a passeata na Paulista, em 2015. Ela explica que a sua performance foi um ato de protesto contra a homofobia e que a ideia de aparecer crucificada era para mostrar a dor e a humilhação que a comunidade LGBT vem passando ao longo dos anos. Beleboni disse também que nunca foi a sua intenção atacar a Igreja.

A segunda foto, que mostra um homem “fantasiado de Jesus” beijando outro, não foi tirada durante a Parada Gay. Ela é, na verdade, parte de um documentário chamado “Corpus Christi: Playing with Redemption”, de 2012, que mostra Jesus Cristo retratado como um homossexual.

Essa imagem faz parte de um documentário de língua inglesa e nada tem a ver com a Parada Gay brasileira!

Essa imagem faz parte de um documentário de língua inglesa e nada tem a ver com a Parada Gay brasileira!

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

A terceira fotografia também não foi tirada durante a Parada Gay de São Paulo. Uma busca na web e podemos encontrar essa mesma foto em postagens de 2013 aqui e aqui. Na verdade, a foto dos dois homens desfilando em frente a duas cruzes foram tiradas em um concurso que acontece todos os anos em São Francisco, na Califórnia (EUA). De acordo com essa publicação de 2009, todo domingo de Páscoa um concurso para escolher o sósia de Cristo é promovido na região. O concurso é promovido pelo grupo de caridade gay chamado Sisters of Perpetual Indulgence e toda a renda do evento é revertida para obras assistenciais.

Concurso promovido anualmente por um grupo assistencial em São Franscisco escolhe o sósia de Cristo!

Concurso promovido anualmente por um grupo assistencial em São Franscisco escolhe o sósia de Cristo!

O grupo afirma que tudo na festa é feito com bom humor e que não há a intenção de desrespeitar nenhuma religião.

A última foto exibida pelo pastor Feliciano e espalhada por aí como se fosse de 2015 também não tem nada a ver com a Parada ocorrida no dia 07 de junho, em São Paulo. As duas mulheres que aparecem se beijando presas em uma cruz são de outra manifestação, ocorrida em 2014, no Rio de Janeiro.

Ativistas protestam no Rio de Janeiro!

Ativistas protestam no Rio de Janeiro, em 2014, pela criminalização da homofobia!

Como podemos ver nessa matéria do jornal O Dia, a dupla era de ativistas do movimento feminista Bastardxs que promoveu um beijaço gay em frente à Igreja da Candelária, no Centro do Rio. Elas foram para a frente do templo católico promover um ato pacífico em favor do estado laico e pela criminalização da homofobia.

Pra finalizar (ou não) o assunto

Por último, juntamos aqui outras imagens (que não foram espalhadas pelo Sr. Feliciano, mas por entidades católicas) que mostram duas pessoas fazendo gestos obscenos com cruzes e quebrando imagens de santa no chão. Conforme foi muito bem explicado pelos membros do nosso grupo no Facebook, esse pessoal também não tem nenhuma relação com a Parada Gay de 2015.

Na verdade, essas imagens foram retiradas da Marcha das Vadias, ocorrida em 2013, no Rio de Janeiro. A passeata pedia a legalização do aborto e o fim da violência sexual.

Um grupo de radicais do movimento acabou “se esbarrando” com uma manifestação religiosa que estava ocorrendo logo ali perto e, no meio do confronto, algumas pessoas se exaltaram quebrando imagens sacras. Em nota, os organizadores da Marcha das Vadias lamentaram a quebra de imagens e emitiram uma nota dizendo que:

“A performance que envolveu quebra de imagens de santas na Marcha das Vadias hoje não foi programada pela organização deste evento”.

Conclusão

As imagens espalhadas pela web relacionadas à Parada do Orgulho LGBT de 2015 são uma mistura de outros eventos, incluindo a própria parada gay.

Continue lendo
84 Comentários

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo