Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Bandeira do Brasil foi queimada por manifestantes durante os atos ocorridos no domingo?

Fora de Contexto

Bandeira do Brasil foi queimada por manifestantes durante os atos ocorridos no domingo?

Bandeira do Brasil foi queimada por manifestantes durante os atos ocorridos no domingo?

Acreditamos que todos vocês saibam, que ontem (31) ocorreu uma série de manifestações pelo Brasil a favor e contra o presidente Jair Bolsonaro. Em São Paulo, por exemplo, centenas de manifestantes – a maioria ligada à torcidas organizadas do Corinthians – fizeram um ato na Avenida Paulista, vestidos de pretos e com gritos “pela democracia”.

Como era de se esperar, tais manifestações desencadearam uma onda absurda de violência. E, entre as imagens que circularam nas redes sociais, uma em especial nos chamou a atenção. Isso porque ela mostrava uma bandeira do Brasil, que teria sido queimada, justamente ontem, por tais manifestantes mascarados e vestidos de preto.

Essa foto foi retuítada pelo perfil “NasRuas”, no Twitter (arquivo), e propagada pela página “Estudos Nacionais” (arquivo), conforme vocês podem conferir abaixo:

Essa foto foi retuítada pelo perfil “NasRuas”, no Twitter…

…e propagada pela página “Estudos Nacionais”, conforme vocês pode conferir acima.

Entretanto, será que essa foto é verdadeira? A foto foi tirada ontem? Ela mostra manifestantes de movimentos que foram ontem para as ruas? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

Fora de Contexto! Embora a foto seja verdadeira, ela não foi tirada ontem! Na verdade, ela mostra manifestantes classificados como “black blocs” incendiando uma bandeira do Brasil, em São Paulo, durante uma manifestação do então “MPL” (“Movimento Passe Livre”) um movimento social brasileiro que defendia a adoção da tarifa zero para o transporte coletivo, em janeiro de 2016.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Segundo o jornal “Straits Times”, a foto pertenceria a agência EPA (European Pressphoto Agency) e teria sido tirada no dia 21 de janeiro de 2016.

Houve uma Manifestação na Referida Noite

De acordo com o “G1” houve, de fato, uma manifestação do então “MPL” naquela noite. O motivo? Alegadamente, na época, a manifestação era sobre o aumento de tarifas no transporte coletivo da cidade de São Paulo. No entanto, a manifestação terminou de forma violenta com ao menos quatro manifestantes feridos e oito pessoas detidas. A Polícia Militar registrou ainda atos de vandalismo contra uma agência bancária, que teve vidros quebrados, e prédios da região central, que foram alvos de pichação.

Segundo o jornal “Straits Times”, a foto pertenceria a agência EPA (European Pressphoto Agency) e teria sido tirada no dia 21 de janeiro de 2016.

A foto voltou a ser publicada num artigo de opinião do jornalista Reinaldo Azevedo, no site da rádio Jovem Pan, em 25 de janeiro daquele ano. Em seu artigo, o jornalista citou que uma investigação realizada pela Polícia Civil de São Paulo concluiu que não havia provas da associação entre os “black blocs” e o “MPL”. Os tais “bad blocks” teriam sido taxados apenas de “baderneiros avulsos”. Em 2013, o “G1” havia definido os “black blocs” como “uma estratégia de manifestação que se autodenominava anarquista e prega a desobediência civil nas redes sociais“.

Até o presente momento não há nenhuma relação direta entre os “black blocs” e as cenas de batalhas campais que vimos ontem.

Conclusão

Fora de Contexto! Embora a foto seja verdadeira, ela não foi tirada ontem! Na verdade, ela mostra manifestantes classificados como “black blocs” incendiando uma bandeira do Brasil, em São Paulo, durante uma manifestação do então “MPL” (“Movimento Passe Livre”) um movimento social brasileiro que defendia a adoção da tarifa zero para transporte coletivo, em janeiro de 2016.

Continue lendo
16 Comentários

16 Comments

  1. Joe

    1 de junho de 2020 em 15:20

    Pessoas se chocam mais com pano queimado com que com vidas perdidas…
    O ser humano em toda a sua ignorância e burrice falhou como espécie.

  2. Maria

    1 de junho de 2020 em 15:57

    FANÁTICOS, BADERNEIROS, MILITANTES, EXTREMISTAS, FANBOYS etc de QUALQUER TIPO são um grande problema mesmo, não é de hoje. 😐 Sou anárquica, mas jamais bancaria um animal irracional, uma bárbara nas ruas e/ou me associaria a tais movimentos. 😐

    • Fabio

      2 de junho de 2020 em 6:37

      A foto não foi de domingo, mas bem que poderia ser. O que esperar de manifestações de torcidas organizadas com histórico de violência, intolerancia e assassinato.
      E eles foram bem democráticos distribuindo porrada para todos! Queimar a bandeira do Brasil para esse tipo de pessoa é perfumaria.

      • Maria

        4 de junho de 2020 em 20:08

        @Fabio , eu não estava me referindo à foto ou à esta matéria em específico. Estava comentando sobre o comportamento violento, criminoso, estúpido etc de alguns movimentos que existem não só aqui no Brasil, mas também em quase todo o mundo, em diferentes épocas e contextos. De vez em quando faço “divagações” ou tenho “pensamentos” que não tem muito a ver diretamente com a matéria principal. 😉

    • Joe

      2 de junho de 2020 em 13:18

      Se a Resistência Francesa e Polonesa tivessem feito protesto pacífico, o Eixo teria vencido.

  3. Fabio

    2 de junho de 2020 em 6:44

    Concordo com vc. Mas infelizmente isso ocorre desde que o mundo é mundo…enquanto alguns sofrem pela morte de alguém amado, em outra parte do planeta pessoas festejam um nascimento, aniversário, casamento e etc. Talvez não seja uma “falha” do ser humano e sim a triste regra do jogo da vida.

  4. Paulo

    2 de junho de 2020 em 11:33

    Apesar da foto em questão não ser dos atos de domingo, houve sim queima da bandeira brasileira nesses atos, não em São Paulo, mas em Curitiba. Portanto o título do seu artigo é contrário à verdade, o que é absolutamente inaceitável num site de checagem. Fontes:
    https://www.terra.com.br/noticias/brasil/ato-antifascista-em-curitiba-termina-em-confronto-com-a-pm,20bfa7fccd3e6a42088b14cbc505c9ebjexy6zx3.html
    https://paranaportal.uol.com.br/cidades/manifestacao-curitiba-bandeira-brasil-agencia/

  5. Pingback: Foto mostra grupo Antifa queimando bandeira do Brasil em protesto de São Paulo em 2020 #boato

  6. Franco

    2 de junho de 2020 em 18:10

    Bom, conforme um comentarista daqui, é “só um pedaço de pano”. Mas, se é só isso, por que então a cerimônia ao queimá-la? É obvio que há um conteúdo simbólico forte na bandeira e em sua queima. Se não é verdade que não aconteceu domingo em S.Paulo, OCORREU ONTEM EM CURITIBA, conforme amplamente noticiado. Daí vem aquele tipo de gente que nunca batalhou por nada (p/ele, batalhar é fazer arruaça), falar sobre “resistência” quebrando pontos de ônibus e vidraças. Ora, amiguinhos, se vcs querem mesmo protestar contra o “sistema” com vandalismo, o façam sabendo que vão enfrentar a polícia (isso inclui ser alvo de balas de borracha,gás e borrachadas), por isso, não reclamem depois da “opressão”, “brutalidade” etc etc. Avisem a mamãe que vão “”lutar”” e não sabem que horas voltam. Quer protestar contra a esquerda, o Bolsonaro ou contra o sistema solar? Vai, mas NÃO cometa crimes.Ou preparem o dinheiro para advogados…Eles cobram bem…

  7. Carlos Dijavier

    3 de junho de 2020 em 4:28

    https://twitter.com/Darlan_Si9/status/1267609931840131076?s=19
    As imagens são de segunda feira em Cueitiba

    • Marco Faustino

      3 de junho de 2020 em 6:12

      E nada tem a ver com este artigo, visto que o objeto de verificação foi a referida foto que estava sendo atribuída as manifestações de domingo 🙂

      • Ana Paula

        4 de junho de 2020 em 9:46

        O e-farsas fez bem seu papel apresentando que a foto era antiga. Porém, poderia ter feito uma informação, um serviço completo, informando que, apesar da foto ser antiga, de fato em outra manifestação e em outra cidade ocorreu a queima da bandeira, o que poderia estar causando esta confusão. Nem precisava entrar em muitos detalhes, mas que não fizesse uma quase desinformação. A maneira que foi longamente apresentado parecer querer mascarar um fato real. Vi outras aqui apresentadas que, além de mostrar a farsa, mostrou a verdade e com o que poderia está sendo confundido o fato. Nesta agora, vocês apenas replicaram notícias de outros sites que não tem o interesse de mostrar os fatos reais acontecido, mas apenas querer acusar tudo e todos de mentirosos, sendo eles os maiores incentivadores de Fake News.

        • Maria

          4 de junho de 2020 em 19:57

          @Ana Paula , a Fake News em específico desta matéria foi DESMASCARADA e PONTO FINAL. Vi vocês tentando trazer o mesmo “argumento” no Facebook do Boatos.org. Além do mais, não achei NENHUM REGISTRO de que o mesmo ato (queima da bandeira nacional) tenha ocorrido nos protestos de domingo (31/05/2020) em algum Estado do Brasil, fora que são eventos DESCONECTADOS e, daí, um dos motivos da classificação correta do e-Farsas como “FORA DE CONTEXTO”. Em suma, o que vocês estão tentando fazer é aquela VELHA ESTÓRIA, DESCULPA ESFARRAPADA, FALÁCIA, MIMIMIs etc que tem a seguinte ESTRUTURA: “Olha, não é verdade, é Fake, é mentira etc, MAS…, blablablá, bzzbzzbzz, tititi… 😛 😛 😛 ” KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  8. Cesar Crash

    6 de junho de 2020 em 13:53

    Queimar ou rasgar a bandeira, a “desonra” ao símbolo nacional é ação direta não violenta, é metodologia anarquista comum, sempre foi utilizada em protestos, aliás isto é o verdadeiro protesto. Fazer manifestações “contra a corrupção” usando camisa do Neymar sonegador de impostos é que é coisa recente e deveria servir de escândalo. Se quiserem falarar que alguém queimou a bandeira, podem falar que fui eu que eu assumo.

  9. Alberto

    7 de junho de 2020 em 19:21

    Artigo parcial. Houve sim queima de bandeira e vandalismo no protesto em Curitiba.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo