14.4 C
São Paulo
sábado, maio 8, 2021

Bebezinha queimada pede sua ajuda por e-mail!

- Publicidade -

E-mail mostra o rosto de um bebê deformado e pede para ser repassado para ajudar no tratamento.

Essa imagem circula pela internet desde 2005 e mostra uma criança com o rosto queimado. Junto com a imagem um texto bastante comovente, dizendo que a cada e-mail repassado, a pobrezinha ganhará três centavos de euro, para ajudar em seu tratamento.  Será que é real?

Veja a imagem abaixo:

Menina queimada pede ajuda por e-mail! Verdadeiro ou falso?
Menina queimada pede ajuda por e-mail! Verdadeiro ou falso?

 

Essa é uma daquelas histórias que classificamos como “meio mentira, meio verdade” (ou meia mentira, meia verdade!), pois a foto é real, mas a história é falsa!

Já pesquisamos muitas correntes desse tipo aqui no E-farsas. Muitas vezes, a foto é verdadeira, porém as histórias que acompanham certas fotos as transformam em mentira.

No caso desta foto da pobre bebezinha, o texto que a acompanha diz que ela teria sofrido queimaduras gravíssimas por todo o corpo e que necessitaria de uma operação e que, para cada e-mail repassado, ela ganharia 3 centavos de euro para ajudar no tratamento.

Ao ler esse e-mail, a primeira pergunta que vem a mente é:

A foto é real?
Sim, a foto é real e não há indícios de manipulação digital.

- Publicidade -

A garota que aparece queimada na foto se chama Aleksandra Kuczma, ou simplesmente “Ola” (diminutivo, em polonês, de Aleksandra). Em junho de 2005, quando tinha apenas 1 ano e dois meses de vida, o nenêm ficou seriamente ferido, depois de ficar presa em um incendio na casa em que morava, na Polônia. Felizmente, seus pais conseguiram salvar a pequena Ola em tempo e, graças imediato socorro e aos cuidados dos médicos, a menina foi salva em um hospital na cidade de Cracóvia. Apesar da medicina conseguir salvar-lhe a vida, o fogo havia conseguido queimar os cabelos e parte do rosto do bebê.

Essa foi a parte real da história. Agora vem a parte falsa:

Como em muitos outras histórias que já pesquisamos, essa também pede para que repassemos adiante e que para cada e-mail repassado, a garotinha receberá algum dinheiro para ajudar em seu tratamento. Mas vamos analisar essa parte:

Ao repassar o e-mail, alguem teria que pagar pelo tres centavos, não é?

Quem é a empresa ou pessoa que estaria pagando por tal tratamento?

Como saber para quantas pessoas teria sido repassado esse e-mail?

Isso é impossível de se saber. Apenas ficamos sabendo para quem o e-mail já foi repassado se quem o repassar não deletar os e-mails anteriores. Se o remetente do e-mail resolver envia-lo com cópia oculta? Não dá pra saber.

Outra questão: Como será (ou seria) feito o pagamento? Essa também é uma pergunta sem resposta! O e-mail não informa como que a garotinha receberia essa ajuda.

De acordo com o site Hoax Slayer, o e-mail original continha um numero de uma conta em um banco da Polônia, onde os interessados em ajudar poderiam fazer depósitos em nome da menina. Com o tempo, o e-mail foi alterado, transformando-se nesse que conhecemos.

Abaixo, podemos ver outras fotos da pequena Aleksandra, depois de ser atendida pelos médicos:

 

Update: 18 de fevereiro de 2012

Encontramos uma fotografia mais recente da menina Aleksandra. Em julho de 2011, ela passou por mais uma cirurgia.

A pequena Aleksandra, agora com 7 anos de idade!
A pequena Aleksandra, agora com 7 anos de idade!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

13 COMENTÁRIOS

  1. Se todos pesquisassem aqui não seria repassado tantos e-mail falsos, compromentendo assim informações digitais preciosas e ao mesmo tempo entupindo nossa caixa postal de lixo eletrônico vindo até de pessoas queridas!

  2. Recebi a foto hoje pelo Facebook e até agora estou sem dormir. Em pânico. Tenho sobrinhos na idade da bebê e fiquei em choque com a imagem. Chorei horas seguidas pensando no bebê. Decidi ligar novamente o computador para verificar a veracidade do conteúdo. Graças a Deus achei esta página. Chorei – agora de alegria – ao ver a garotinha se recuperando. Parabéns a quem administra esta página. Parabéns mesmo. Isso sim é usar a inteligência a serviço da humanidade. Acho que agora (05:02) vou conseguir relaxar. Que sensação horrível. Tomara que a bebê seja muito feliz e tenha uma vida linda. Ela merece ser feliz, já sofreu demais. Continuem com o site, certamente vai evitar sofrimento desnecessário de muita gente. Mais uma vez, parabéns e muito obrigada. Vou divulgar este site para minha rede de contatos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui