22.9 C
São Paulo
quarta-feira, junho 29, 2022

Cientistas descobriram a estrada de Atlântida no fundo do mar?

- Publicidade -

É verdade que cientistas descobriram uma estrada revestida com ladrilhos amarelos no fundo do mar do Havaí e que essa pode ser a entrada de Atlântida?

A notícia vem acompanhada de uma foto, surgiu nas redes sociais e em diversos sites e blogs na segunda semana de maio de 2022. De acordo com o texto compartilhado, a tripulação do navio de exploração Nautilus teria achado uma estranha formação a mais de 3.000 metros de profundidade nos montes submarinos no Havaí.

A imagem mostra o que parece ser uma estrada calçada com ladrilhos amarelos e a descoberta seria uma prova da localização exata da lendária cidade submersa de Atlântida.

Será que isso é verdade ou mentira?

Estrada pavimentada com ladrilhos no fundo do mar sinaliza a entrada de Atlântida! Será verdade? (foto: reprodução/Facebook)

Verdade ou mentira?

A imagem é real, mas não foi dessa vez que a mitológica Atlântida foi encontrada!

No dia 29 de abril de 2022, a expedição do navio de exploração Nautilus divulgou a descoberta dessa curiosa formação a mais de 3.000 metros de profundidade nos montes submarinos Lu’uaeaahikiikalipolipo, no Havaí (EUA).

O feito só foi possível graças a um veículo operado remotamente pelos pesquisadores na área do Monumento Nacional Marinho Papahanaumokuakea, e a “estrada azulejada” fez com que diversas teorias sobre a descoberta da tal cidade perdida de Atlântida começassem a pipocar na web.

Atlântida é uma ilha fictícia que apareceu pela primeira vez nas obras de Platão, por volta de 300 a.C., e que teria submergido, há milhares de anos, após um cataclismo geológico. 

Apesar de muita gente acreditar que a tal cdade de Atlântida exista de verdade, ela só existe mesmo na ficção e não há provas de que seja real.

O que é a estrada?

- Publicidade -

A verdade por trás dessa estrada não é nada tão glamorosa e tampouco tem a ver com continentes submersos. Trata-se de um fenômeno natural e muito comum naquela região.

Segundo o site oficial do projeto, o local que estava sendo estudado pertence a um sítio com pedra vulcânica fraturada que por ter essas rachaduras retangulares lembram ladrilhos.

A equipe identificou que trata-se de uma formação de “leito de lago seco”, agora identificada como um fluxo fraturado de rocha hialoclastite (uma rocha vulcânica formada em erupções de alta energia, onde muitos fragmentos de rocha se depositam no fundo do mar), criando essas fraturas únicas de 90 graus.

Esse desenho provavelmente se deve ao aquecimento e resfriamento de várias erupções no local.

Abaixo, um vídeo produzido pela Nautilus:

Conclusão

A estrada com ladrilhos amarelos encontrada no fundo do mar no Havaí não prova a descoberta de Atlântida. Trata-se de uma formação criada com a ajuda da diferença de temperaturas causadas por erupções vulcânicas na região!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui