20.1 C
São Paulo
segunda-feira, dezembro 6, 2021

Com 98 anos, Dobri Dobrev doou seu dinheiro e vive como mendigo

- Publicidade -

Conheça Dobri Dobrev, 98 anos de idade, um homem que perdeu sua audição na II Guerra e doou tudo o que arrecadou nas ruas para restauração de mosteiros e orfanatos na Bulgária! Será?

A história apareceu na web no começo de agosto de 2013 e mostra o búlgaro Dobri Dobrev, que teria ficado surdo na 2ª Guerra Mundial e, depois de viver anos como mendigo pelas ruas, doou mais de 40.000 euros que havia juntado em esmolas para a restauração de velhos mosteiros e para ajudar alguns orfanatos na Bulgária.

Aos 98 anos de idade, segundo o texto que circula pelas redes sociais, Dobrev ainda caminha cerca de 10 quilômetros até a cidade de Sófia, onde ele passa o dia pedindo dinheiro.

Será que isso é verdadeiro ou falso?

Dobri Dobrev, 98 anos, teria doado tudo o que conseguiu de esmolas para ajudar mosteiros e orfanatos! Será mesmo? (Fotos: Reprodução/Facebook)
Dobri Dobrev, 98 anos, teria doado tudo o que conseguiu de esmolas para ajudar mosteiros e orfanatos! Será mesmo? (Fotos: Reprodução/Facebook)

 

Verdadeiro ou falso?

A história é real!

Dobri Dobrev é um simpático velhinho que passa os dias pedindo dinheiro pelas ruas de Sofia – capital da Bulgária – e depois de juntar cerca de 40.000 euros em esmolas, doou tudinho para alguns orfanatos e para a restauração de alguns mosteiros.

mendigo

Aos 98 anos de vida, Dobri vive somente com a sua pensão mensal de 80 euros, e – é claro – da caridade dos outros.

- Publicidade -

O vídeo abaixo faz parte do filme “Mite”, produzido pela Fundação Pokrov, no ano de 2000, e mostra um pouco como é a rotina do “mendigo”:

[iframe: width=”590″ height=”332″ src=”//www.youtube.com/embed/vaau8iT0D0o” frameborder=”0″ allowfullscreen]

 

Caridade

De acordo com o site Saint Dobry, o bom velhinho teve quatro filhos, dos quais apenas dois ainda estão vivos. Ferido durante a Segunda Guerra Mundial (ele perdeu a audição), Dobri Dobrev caminha todos os dias mais de 10 quilômetros de sua casa até o centro de Sófia para arrecadar doações, mas o dinheiro é todo revertido para a caridade.

A seguir, um vídeo búlgaro (com legendas em inglês) de algumas das doações feitas por Dobrev à algumas instituições

[iframe: width=”590″ height=”332″ src=”//www.youtube.com/embed/9PjrwqA1gz8″ frameborder=”0″ allowfullscreen]

Conclusão

A história é real! Tem gente que é assim mesmo. Parece mentira, mas não é!

 

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

7 COMENTÁRIOS

  1. Mano…. não é possível… será que ele não pensou na miséria que ele iria viver depois disso, temos que amar ao próximo como a si mesmo, mas ele não se ama pelo jeito, ama mais o próximo.

  2. Isso com certeza é um fato para se refletir! Talvez ele não ame mais o próximo do que a si mesmo como nosso amigo comentou, mas essa atitude que ele tomou pode ter sido como um protesto a sociedade egoísta em que estamos inseridos.. Um ultimo protesto com sua vida!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui