Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Crianças estão sendo sequestradas e transportadas dentro de carcaças de animais?

Crimes

Crianças estão sendo sequestradas e transportadas dentro de carcaças de animais?

Crianças estão sendo sequestradas e transportadas dentro de carcaças de animais?

Desde o início de dezembro de 2019 vem sendo amplamente compartilhada uma publicação, principalmente em perfis de usuários brasileiros, no Facebook, onde é alertado que crianças estariam sendo traficadas dentro de carcaças de animais.

O texto disseminado através de perfis de usuários brasileiros não cita quaisquer nomes de empresas (embora numa das fotos apareça o nome “CarneMart“) e, desde o início, aparentava ser a tradução mal-feita de alguma publicação de língua estrangeira.

Confira abaixo dois exemplos de publicações:

Publicação de um membro de nosso grupo, no Facebook, nos alertando sobre uma mensagem que ele havia se deparado.

Publicação recente de uma página chamada “Toca do Coelho”, no Facebook.

No entanto, ao pesquisarmos um pouco mais, encontramos a origem da recente viralização: uma usuária mexicana chamada “Josie Salgado” (arquivo). No dia 30 de outubro de 2019, ela publicou que havia sido descoberta uma nova forma de traficar crianças e atribuiu a eventual responsabilidade a uma “famosa transportadora de carnes”. O texto em espanhol é exatamente o mesmo que circula aqui no Brasil, mas traduzido de forma precária.

Desde então, somente a publicação de Josie, em espanhol, já obteve mais de 152 mil compartilhamentos:

Publicação de Josie Salgado, no Facebook.

E o motivo de dizermos “recente viralização”? Essa mesma história já havia circulado no México no início deste ano. Na época, a alegação era que estavam sequestrando crianças no Estado de Veracruz. Logo, as imagens serviriam para comprovar essa ação por parte dos supostos sequestradores.

Entretanto, será que essa história é realmente verdadeira? Estão traficando crianças dentro da carcaça de animais no Brasil ou no México? Qual a realidade por trás desse caso? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

Falso! Embora exista uma grande rede nacional de lojas de carnes no México chamada “CarneMart“, e que utiliza o mesmo logotipo que vemos no caminhão, a foto foi manipulada digitalmente! Além disso, o contexto da foto do caminhão não tem nenhuma relação com o tráfico de crianças.

Já a foto de um bebê dentro da carcaça de um animal circula em sites internacionais há tempos na internet — pelo menos desde 2017 — e, embora não tenhamos encontrado o contexto original dessa foto, em particular, também não encontramos nenhuma relação com o tráfico de crianças no Brasil ou em qualquer outro país. Na verdade, existe uma possibilidade de que estejamos diante de uma espécie de ritual de cunho religioso, mas sem o envolvimento de quaisquer sacrifícios ou maus-tratos (do ponto de vista cultural dos seus praticantes) de crianças.

Como de praxe, a seguir explicaremos melhor esse caso para vocês!

A Foto do Caminhão

Conforme acabamos de dizer, a foto do caminhão foi manipulada digitalmente. A foto original, datada de agosto de 2017, faz referência a um caminhão de carga abandonado na Rodovia Federal Tlapacoyan-Martínez de la Torre, em Tlapacoyan, no Estado de Veracruz, no México. O caminhão foi encontrado por policiais, com as portas e janelas fechadas e sem nenhum sinal do motorista (1 | 2). A empresa responsável pelo caminhão — identificada pela placa — foi notificada e alegou que o veículo havia sido roubado na cidade de Libres, Estado de Puebla, localizada a uma distância aproximada de 100 km.

Um detalhe interessante é que o baú do caminhão era inteiramente branco, ou seja, adicionaram digitalmente e de forma maliciosa o logotipo da “CarneMart“.

Confira abaixo algumas fotos do caminhão:

Foto mostrando o caminhão abandonado.

Mais uma foto mostrando o caminhão abandonado.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Nenhuma notícia mencionou, que quaisquer crianças ou bebês foram encontrados tanto na cabine quanto no interior do baú. Essa narrativa foi simplesmente inventada por alguém em algum momento da linha do tempo.

A Foto da Criança

Tentar encontrar a origem da foto da criança foi uma tarefa muito mais complicada. As versões mais antigas que encontramos datam do início e meados de janeiro de 2017 (possivelmente a foto é ainda mais antiga), e aparecem associadas a uma publicação em árabe, no Facebook (1 | 2 | 3).

Embora não tenhamos encontrado informações mais concretas sobre o contexto original da foto, em nenhuma delas é mencionado que uma ou mais crianças estavam sendo traficadas daquela forma. Sequer há qualquer frase sugerindo essa possibilidade.

Postagem de um site polonês exibindo uma captura de tela relacionada a uma publicação, cuja descrição está em árabe, no Facebook.

Uma usuária iraquiana no Instagram compartilhou uma captura de tela de uma outra publicação envolvendo essa mesma foto, em árabe, no Facebook.

Um Detalhe Importante

Um detalhe importante é que, naquela época, a foto circulou predominantemente por perfis argelinos e iraquianos com conotações variadas. Alguns usuários acharam a situação meramente engraçada, mas outros associaram a imagem num contexto religioso. Esse contexto religioso lembraria o Eid al-Adha (“Festa do Sacrifício”), que por sua vez consiste num festival (cerca de 70 dias após o Ramadã), onde muçulmanos sacrificam animais, principalmente ovelhas. Neste caso poderia existir toda uma questão religiosa envolvida. Diga-se de passagem, a carne do animal abatido é dividida com familiares e os mais necessitados.

A data rememora a ocasião em que o Profeta Ibrahim (Abrahão) iria cumprir a ordem de Deus de sacrificar seu próprio filho, em demonstração de sua fé, mas Deus o impediu de consumar o ato, no último momento, lhe enviando um cordeiro. No entanto, cabe ressaltar e deixar bem claro, que esse festival não implica no sacrifício ou maus-tratos de crianças. Outro detalhe é que também não encontramos outras fotos de bebês ou crianças nessa situação, em específico, e que estivessem associadas de alguma forma ao festival. Caso isso realmente tenha acontecido durante a celebração dessa festividade, soa ser, em princípio, um caso isolado.

Fotos e Vídeos Mostrando “Cenas Semelhantes”

Em abril de 2017, o site do tabloide britânico “DailyMail” divulgou um estranho vídeo, onde um bebê recém-nascido foi colocado dentro da carcaça de um animal (possivelmente um cavalo ou uma vaca) como parte de um estranho “ritual” para “garantir que ele fosse um bom caçador”.

No vídeo desse estranho ritual, podemos notar as vozes de diversas pessoas falando em inglês. O principal personagem do vídeo é um homem que coloca o bebê dentro da carcaça e a fecha por alguns segundos. Aparentemente, o homem estava cercado por outras pessoas, que igualmente presenciavam/participavam desse “ritual”.

Confira o vídeo abaixo, que foi publicado num canal de terceiros, no YouTube:

Infelizmente, não foram divulgados mais detalhes sobre essa história. Embora o “Daily Mail” tenha dito que o vídeo foi gravado “num local desconhecido nos Estados Unidos”, em nenhum momento foi apontada a origem do vídeo ou nome dos envolvidos. Portanto, não temos como corroborar com tal alegação.

Já em março de 2018, a foto de um bebê dentro da carcaça de um animal (aparentemente uma ovelha) repercutiu no Reddit. Naquela época, um(a) usuário(a) chamado(a) “ventdivin” alegou que foto teria começado a circular num fórum argelino, em 2013, e que a foto poderia estar de alguma forma associada ao Eid al-Adha.

A foto de um bebê dentro da carcaça de um animal (aparentemente uma ovelha) repercutiu no Reddit.

Eis um trecho do seu comentário:

Além disso, noto que essa foto parece assustadora aos olhos de um ocidental, mas, da minha perspectiva, vejo que isso não foi feito com intenção maliciosa. Certamente não se trata de abuso. É apenas uma brincadeira inofensiva, insensível e estúpida.

Conclusão

Falso! Embora exista uma grande rede nacional de lojas de carnes no México chamada “CarneMart“, e que utiliza o mesmo logotipo que vemos no caminhão, a foto foi manipulada digitalmente! Além disso, o contexto da foto do caminhão não tem nenhuma relação com o sequestro ou tráfico de crianças.

Já a foto de um bebê dentro da carcaça de um animal circula em sites internacionais há tempos na internet — pelo menos desde 2017 — e, embora não tenhamos encontrado o contexto original dessa foto, em particular, também não encontramos nenhuma relação com o tráfico de crianças no Brasil ou em qualquer outro país. Na verdade, existe uma possibilidade de que estejamos diante de uma espécie de ritual, de cunho religioso, mas sem o envolver quaisquer sacrifícios ou maus-tratos (do ponto de vista cultural dos seus praticantes) de crianças.

Continue lendo

Jornalista, redator, e pesquisador de comunicação social com foco no combate a disseminação de notícias falsas. Colaborador do site de verificação de fatos E-farsas.com desde janeiro de 2019. Entre junho de 2015 e abril de 2018, trabalhei como redator do blog AssombradO.com.br, além de roteirista do canal AssombradO, no YouTube, onde desmistificava todos os tipos de engodos pseudocientíficos, além de casos supostamente sobrenaturais.

Clique para comentar

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo