28.5 C
São Paulo
terça-feira, agosto 16, 2022

É verdade que a Câmara Federal vai gastar R$ 3,13 milhões só com engraxates?

- Publicidade -

Texto denuncia que o Presidente da Câmara dos Deputados teria autorizado licitação para contratar serviço de engraxates no valor de R$ 3,13 milhões de reais! Será verdade?

O alerta assinado por uma advogada surgiu nas redes sociais na primeira semana de junho de 2019 e afirma que o Presidente da Câmara Federal teria aprovado a abertura de uma licitação para o serviço de engraxates para os parlamentares no valor de R$ 3.135.000,00 (três milhões, cento e trinta e cinco mil reais) por 12 meses (cerca de R$ 8.700,00 por dia).

Será que essa história é verdadeira ou falsa?

Texto de uma das versões que se espalharam nas redes sociais: “Graxa na Câmara:Os sapatos dos nossos parlamentares devem brilhar mais que as barrigas inchadas e verminadas das nossas crianças famintas… Acredite se quiser… O presidente da Câmara Federal, (triste figura), todos os parlamentares, assessores e funcionários da casa terão os sapatos reluzentes. Acaba de abrir uma licitação para contratar serviços de engraxataria no prédio, num total de R$ 3.135.000,00 (três milhões, cento e trinta e cinco mil reais) por 12 meses, o que dá R$ 261.000,00 (Duzentos e sessenta e um mil reais) por mês ou, ainda, R$ 8.700,00 (Oito mil e setecentos reais) por dia! O valor diário equivale à alimentação de 174 famílias num mês, pelas normas do falido FOME ZERO! A custos da iniciativa privada, são mais de 3.000 pares de sapatos engraxados diariamente. PODE???E os palhaços, quem são? Somos nós que pagamos o projeto FOME ZERO com os sapatos sujos pelo mar de lama e de corrupção que os dirigentes desta pobre nação, o Brasil, insistem em protagonizar! Por gentileza, repassar esse e-mail, já é fazer alguma coisa. Dra. Maria da Glória Bessa Haberbeck – OAB 3515, SC.”

Verdade ou mentira?

Uma busca pelo nome da advogada que supostamente teria assinado a tal denúncia, nos deparamos com um desmentido da própria, datada de fevereiro de 2012. Na carta aberta, a advogada explica que seu nome foi anexado a uma notícia falsa e espalhada na web desde 2004, sem a sua anuência e que na época ela chegou a desmentir ser autora da denúncia no Congresso:

“Já respondi uma Interpelação Judicial impetrada pelo Congresso, onde ficou esclarecido que não sou a autora dessa imbecilidade! Também já respondi um Inquérito Policial Federal, onde ficou mais que esclarecido! Quem estiver interessado basta recorrer a essas duas medidas judiciais onde está esclarecido, inclusive com os documentos comprobatórios.”, disse a advogada!

Em 2012, o site Quatro Cantos já havia feito uma extensa pesquisa a respeito das origens desse boato eletrônico e descobriu que essa história sobre uma licitação feita pela Câmara dos Deputados para engraxar os sapatos dos parlamentares surgiu em dezembro de 2003 e, de lá pra cá, o texto volta a circular ano após ano…

Em 2005, a Câmara dos Deputados publicou uma nota desmentindo essa história. Na ocasião, a Câmara explicou que não havia nenhuma licitação para contratar esse tipo de serviço e que:

“[…] os equipamentos de engraxataria antes existentes estão recolhidos ao depósito desde 2003. O fechamento do serviço de engraxataria foi determinado por ter sido considerado inadequado para o programa de primeiro emprego da Câmara (conhecido como Pró-Adolescente).”

Em 2008, olha aqui nesse link o mesmo texto voltando a circular. O valor continuou até o mesmo e o que mudou foi só o nome do Presidente da Câmara.

Procurando mais um pouco e não é que em 2012 a fake news voltou a aparecer?

Também em uma busca no Facebook podemos perceber que ano após ano o assunto sempre volta…

- Publicidade -

Para quem tiver a curiosidade de analisar os dados disponibilizados pelo Portal Transparência, é simples de constatar que o gasto total em 2019 com todos os deputados (só até maio de 2019) foi de R$ 54.272.259,50.

O Portal ainda explica que cada deputado tem direito a R$ 111.675,59 por mês para pagar salários de até 25 secretários parlamentares, que trabalham para o mandato em Brasília ou nos estados. Eles são contratados diretamente pelos deputados, com salários de R$ 1.025,12 a R$ 15.698,32.

Em 2019 (até maio) o gasto de todos os deputados com verba de gabinete foi de R$ 80.934.323,80!

Além disso, os deputados ainda gastam com viagens oficiais e auxílio-moradia.

Conclusão

A história afirmando que o Presidente da Câmara teria aprovado a abertura de licitação para engraxates é falsa e circula desde 2005! Apesar disso, os gastos com os parlamentares e seus secretários são muito maiores que meros R$ 3,13 milhões, mas estão previstos em lei.    

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui