20.1 C
São Paulo
segunda-feira, dezembro 6, 2021

Feminista vai processar o homem que a salvou de um afogamento?

- Publicidade -

É verdadeiro ou falso o vídeo de uma mulher que processou o homem que a tocou sem o seu consentimento para lhe salvar de um afogamento?

O vídeo não é recente, mas voltou a ganhar força em compartilhamentos nas redes sociais e também nos grupos de WhatsApp no começo de julho de 2018. Nele podemos ver uma jovem indignada por ter sido salva de um afogamento, mas não pelo salvamento em si. A moça desabafa, em inglês, que o homem que a salvou pegou em seu corpo sem a sua permissão!

Ela teria se sentido violada por ter sido tocada sem o seu consentimento (pois estava desacordada), mesmo que isso tenha salvo a sua vida…

Algumas publicações feitas a respeito no Facebook afirmam que a moça é uma feminista e que ela estaria entrando com um processo contra o homem.

Será que isso é verdade ou mais uma farsa da web?

Verdade ou mentira?

A moça que aparece no vídeo não dá muitos detalhes, como – por exemplo – onde o incidente teria ocorrido e tampouco a data o fato narrado. Tanto é que mesmo o desabafo em vídeo ter sido publicado em março de 2016, ele voltou a ser compartilhado em 2017 e novamente em 2018 como sendo algo recente.

Para quem não conhece essa garota, ela é uma caçadora de cliques que usa o pseudônimo de Cassidy Boon. De acordo com jornais de língua inglesa, Boon se aproveita de temas polêmicos para fazer vídeos virais e fazer sucesso “custe o que custar”.

O “sucesso” que essa moça tem é tanto que existem petições online para que ela seja expulsa do Facebook e outras até mais severas, como essa que pede para que ela seja presa.

Origem

Em novembro de 2015, o site humorístico Portly Gazelle publicou a notícia fictícia de uma moça que estaria entrando com um processo contra um homem que tocou em seu corpo ao salvá-la de um afogamento. O mesmo texto já havia sido publicado alguns meses antes em outro site humorístico chamado The Stately Harold, mas não foi tão compartilhado quanto o do Portly Gazelle.

- Publicidade -

Em meio a grande repercussão que a brincadeira teve nas redes sociais, a mocinha resolveu se aproveitar da história e criou o vídeo dizendo que o negócio teria acontecido com ela.

Conclusão

O vídeo de uma moça indignada por ter sido tocada sem seu consentimento por um homem enquanto era salva de um afogamento é falso!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui