19.9 C
São Paulo
sexta-feira, janeiro 21, 2022

Foto mostra um sapo gigante encontrado dentro de uma casa?

- Publicidade -

Muito provavelmente, vocês devem ter se deparado com essa foto nas últimas 24 horas. Ela foi viralizada por um perfil no Twitter, cujo responsável alega ser um acadêmico em Ciências Biológicas e um divulgador da Ciência!

Diga-se de passagem, a foto acabou parando nos “trends” do Twitter, visto que já obteve mais de 30 mil compartilhamentos e cerca de 96 mil curtidas (arquivo).

Tuíte que viralizou nas redes sociais.

Um site chamado “Catraca Livre” também divulgou essa foto num artigo intitulado “Sapo gigante encontrado dentro de casa impressiona a internet (arquivo). Segundo o texto, a foto havia impressionado muitos usuários nas redes sociais e, inclusive, celebridades como a Bruna Marquezine!

Trecho do artigo publicado pelo site “Catraca Livre”

Entretanto, será que esse sapo é realmente gigante? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

Falso! Embora a foto seja verdadeira, o sapo não é gigante conforme muitos estão acreditando. Estamos diante de uma foto que foi tirada com uma velha técnica conhecida no mundo da fotografia como “perspectiva forçada”. A fotografia com perspectiva forçada nos leva a crer que o objeto mais próximo está no mesmo plano e distância do que o objeto mais afastado, enganando o cérebro a interpretar a imagem de uma forma diferente da realidade.

Reparem nos dedos da pessoa que está segurando a foto. Repararam? Então, aparentam ser gigantes, não é mesmo? Isso porque a câmera (ou celular) está muito próxima do sapo!

Reparem nos dedos da pessoa que está segurando a foto. Repararam? Então, aparentam ser gigantes, não é mesmo? Isso porque a câmera (ou celular) está muito próxima do sapo!

A estimativa é que esse sapo da foto tivesse entre 12 e 15 cm do focinho à cloaca, mas essa não é a pior parte dessa história! Isso porque essa estimativa de tamanho é justamente a esperada para um sapo adulto da espécie (daqui a pouco comentamos sobre isso)! Curiosamente, quem divulgou a foto não mencionou esse “pequeno” detalhe, que tornaria o sapo absolutamente normal!

- Publicidade -

Quer ter uma noção do real tamanho? Dê uma olhadinha nesse vídeo do canal “Princesa das Serpentes”:

Contudo, nem todos são desse tamanho (depende basicamente da idade), conforme é possível ver nesse outro vídeo do canal “Vida de Biólogo”:

Tamanho Normal Para a Espécie

O sapo-cururu (o gênero mais representativo é o Rhinella), também chamado de sapo-boi ou apenas cururu, é um sapo nativo das Américas Central e do Sul, sendo um dos mais comuns aqui no Brasil. Geralmente, os adultos atingem de 10 a 15 centímetros de comprimento do focinho à cloaca (comprimento rostro-cloacal ou “CRC”). Portanto, mais uma vez, não há nada de anormal ou gigante.

Num artigo da Wikipédia é mencionado que maior exemplar da espécie de que se tem notícia media cerca de 38 cm do focinho à cloaca e pesava 2,65 quilos, mas estranhamente não encontramos a fonte de tal alegação. Já a versão em inglês desse artigo cita um espécime de 24 cm e 1,3 kg, que teria sido encontrado na Austrália. Enfim, de qualquer forma, a foto está longe de mostrar um sapo desse tamanho.

Outros Exemplos de Fotos com Perspectiva Forçada

A internet está repleta de fotos onde foi usada a chamada “perspectiva forçada” em relação a animais.

Confira abaixo alguns exemplos:

Foto de um pescador japonês que utilizou a perspectiva forçada para fazer seu peixe parecer muito maior do que realmente era (https://www.earthtouchnews.com/wtf/mutants-and-freaks/no-this-wolffish-is-not-a-fukushima-radiation-mutant/).

Foto de uma rã-touro onde foi usada a perspectiva forçada (https://www.snopes.com/fact-check/monster-bullfrog/)

Outra foto, dessa vez de uma ratazana, onde foi usada a perspectiva forçada (https://www.snopes.com/fact-check/was-twelve-lb-rat-london/).

Alguém se Lembra da “Rã Touro do Paraguai”?

Em 2018, o Gilmar Lopes escreveu um texto sobre uma suposta “rã-touro gigante do Paraguai”. O animal era realmente uma rã-touro, mas não era gigante, tampouco paraguaia. O animal era cubano, e as fotos disseminadas nas redes sociais também utilizavam a perspectiva forçada!

Rã de 3 metros e pesando 100 quilos foi encontrada no rio Paraguai! Será verdade?

Nessa matéria há um vídeo muito interessante sobre ilusão de ótica, que recomendamos que todos assistam!

Conclusão

Falso! Embora a foto seja verdadeira, o sapo não é gigante conforme muitos estão acreditando. A estimativa é que esse sapo da foto tivesse entre 12 e 15 cm do focinho até a cloaca, ou seja, justamente a esperada para um sapo adulto da espécie. Portanto, não há nada de anormal ou gigante.

A foto foi tirada com uma velha técnica conhecida no mundo da fotografia como “perspectiva forçada”. A fotografia com perspectiva forçada nos leva a crer que o objeto mais próximo está no mesmo plano e distância do que o objeto mais afastado, enganando o cérebro a interpretar a imagem de uma forma diferente da realidade.

- Publicidade -
Marco Faustinohttp://www.e-farsas.com/author/marco
Jornalista e colaborador do site de verificação de fatos E-farsas entre janeiro de 2019 e dezembro de 2020. Entre junho de 2015 e abril de 2018, trabalhei como redator do blog AssombradO.com.br, além de roteirista do canal AssombradO, no YouTube, onde desmistificava todos os tipos de engodos pseudocientíficos e casos supostamente sobrenaturais.

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

20 COMENTÁRIOS

  1. Que engraçado… O CATRACA LIVRE não é um blog enviesado ESQUERDALHA? Por que será que publicaram isso? 😐 Bom, de qualquer forma, ainda bem que eles apenas relataram que isso viralizou na Internet, atribuíram a (ir)responsabilidade aos autores das fotos e que terceiros disseminaram. Menos mal. 😐 KKKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  2. Ah, ia me esquecendo. Talvez, o exemplo mais clássico, popular e emblemático de fotos com perspectiva forçada é o da TORRE INCLINADA DE PIZZA na Itália. SEMPRE aparece algum turista que tira uma foto desse tipo para brincadeiras, mas fica óbvio ou claro que eles NÃO TEM MÁ-FÉ nesse tipo de brincadeira e não tem intenção de enganar ninguém. Essa é uma das diferenças ESSENCIAIS para classificar ou identificar uma Fake News: a MÁ-FÉ.

    • Discordo. O difere uma notícia de uma “fakenews” é a veracidade. Ser incipiente não torna o propagador de “fakenews” inimputável. Ninguém pode, inclusive, alegar desconhecimento da lei para não cumpri-la; a analogia é pertinente.

    • @Dani , não! Mentira é mentira, mas as Fake News digitais NÃO SÃO somente um mentira ou uma mentira qualquer. Uma das coisas que caracterizam uma Fake News de um engano, erro, ignorância, brincadeira, sátira, charge, piada, propaganda etc é a MÁ-FÉ, especialmente de quem a criou. Essas e outras coisas precisam ficar bem CLARAS e DEFINIDAS, especialmente lá na CPMI das Fake News. Nesta matéria mesmo, por exemplo, quase todo mundo sabe que a *TORRE DE PISA (correção do nome) é uma construção enorme e, portanto, fica ÓBVIO que uma foto em “perspectiva” forçada se trata de uma BRINCADEIRA e não exatamente uma “Fake News”, apesar de não vir com aviso explícito. Já no caso destas fotos acima com o sapo, peixe, rã, rato “gigantes”, há nítida MÁ-FÉ com insinuação ou intenção de enganar mesmo no sentido de prejudicar e/ou tomar vantagens (clicks, influência, visualizações, $$$ etc) às custas de terceiros. É óbvio que, para esses casos acima, não haverá maiores consequências para quem criou ou compartilhou essas PORCARIAS, entretanto, para casos mais graves o Delegado, Juiz ou Autoridade Competente deverá saber diferenciar e ter bom senso na sentença/decisão. 😉

    • @Dani , um outro exemplo clássico são as ditas “propagandas enganosas” de produtos alimentícios de empresas como por exemplo o MacDonald’s, cujas propagandas, imagens, comerciais etc são “MERAMENTE ILUSTRATIVAS” e o objetivo ou intenção da empresa é MOSTRAR VISUALMENTE que TODOS OS INGREDIENTES ESTÃO PRESENTES, apesar da aparência real ser diferente e é por isso que não são e/ou não podem ser PROCESSADOS JURIDICAMENTE nesse sentido e, portanto, não podem ser classificadas como “Fake”. 😉

      https://veja.abril.com.br/economia/mcdonalds-admite-que-sanduiche-da-propaganda-e-diferente-do-da-loja/

      https://www.youtube.com/watch?v=MflT0I7ZPCs

      https://www.youtube.com/watch?v=IKQVfheFkok

  3. Que engraçado… O CATRACA LIVRE não é um blog enviesado ESQUERDALHA? Por que será que publicaram isso? 😐 Bom, de qualquer forma, ainda bem que eles apenas relataram que isso viralizou na Internet, atribuíram a (ir)responsabilidade aos autores das fotos e que terceiros disseminaram. Menos mal. 😐 KKKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  4. Ah, ia me esquecendo. Talvez, o exemplo mais clássico, popular e emblemático de fotos com perspectiva forçada é o da TORRE INCLINADA DE PIZZA na Itália. SEMPRE aparece algum turista que tira uma foto desse tipo para brincadeiras, mas fica óbvio ou claro que eles NÃO TEM MÁ-FÉ nesse tipo de brincadeira e não tem intenção de enganar ninguém. Essa é uma das diferenças ESSENCIAIS para classificar ou identificar uma Fake News: a MÁ-FÉ.

    • Discordo. O difere uma notícia de uma “fakenews” é a veracidade. Ser incipiente não torna o propagador de “fakenews” inimputável. Ninguém pode, inclusive, alegar desconhecimento da lei para não cumpri-la; a analogia é pertinente.

    • @Dani , não! Mentira é mentira, mas as Fake News digitais NÃO SÃO somente um mentira ou uma mentira qualquer. Uma das coisas que caracterizam uma Fake News de um engano, erro, ignorância, brincadeira, sátira, charge, piada, propaganda etc é a MÁ-FÉ, especialmente de quem a criou. Essas e outras coisas precisam ficar bem CLARAS e DEFINIDAS, especialmente lá na CPMI das Fake News. Nesta matéria mesmo, por exemplo, quase todo mundo sabe que a *TORRE DE PISA (correção do nome) é uma construção enorme e, portanto, fica ÓBVIO que uma foto em “perspectiva” forçada se trata de uma BRINCADEIRA e não exatamente uma “Fake News”, apesar de não vir com aviso explícito. Já no caso destas fotos acima com o sapo, peixe, rã, rato “gigantes”, há nítida MÁ-FÉ com insinuação ou intenção de enganar mesmo no sentido de prejudicar e/ou tomar vantagens (clicks, influência, visualizações, $$$ etc) às custas de terceiros. É óbvio que, para esses casos acima, não haverá maiores consequências para quem criou ou compartilhou essas PORCARIAS, entretanto, para casos mais graves o Delegado, Juiz ou Autoridade Competente deverá saber diferenciar e ter bom senso na sentença/decisão. 😉

    • @Dani , um outro exemplo clássico são as ditas “propagandas enganosas” de produtos alimentícios de empresas como por exemplo o MacDonald’s, cujas propagandas, imagens, comerciais etc são “MERAMENTE ILUSTRATIVAS” e o objetivo ou intenção da empresa é MOSTRAR VISUALMENTE que TODOS OS INGREDIENTES ESTÃO PRESENTES, apesar da aparência real ser diferente e é por isso que não são e/ou não podem ser PROCESSADOS JURIDICAMENTE nesse sentido e, portanto, não podem ser classificadas como “Fake”. 😉

      https://veja.abril.com.br/economia/mcdonalds-admite-que-sanduiche-da-propaganda-e-diferente-do-da-loja/

      https://www.youtube.com/watch?v=MflT0I7ZPCs

      https://www.youtube.com/watch?v=IKQVfheFkok

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui