22.9 C
São Paulo
quarta-feira, junho 29, 2022

Homem leva tiro no rosto após a bala ricochetear em um tatu?

- Publicidade -

Será verdade que um texano atirou em um tatu, mas a bala ricocheteou no bicho e atingiu o atirador no rosto?

A notícia apareceu em diversos sites e blogs no começo de agosto de 2017, poucas horas após uma publicação no portal de notícias G1. De acordo com o texto da reportagem, um morador do Texas, nos Estados Unidos, teria ficado ferido após disparar uma um tiro contra um tatu que estava em seu jardim. O curioso é que a bala teria ricocheteado no animal e teria atingido o atirador no rosto!

Será que essa notícia é verdadeira ou falsa?

Verdade ou farsa?

Apesar dessa notícia se espalhar no segundo semestre de 2017, o fato aconteceu em 2015, de acordo com a agência de notícias Reuters, que ouviu o testemunho do xerife do condado de Cass, Larry Rowe, na ocasião!

Infelizmente, o caso é difícil de ser verificado, uma vez que o incidente ocorreu há mais de 2 anos e, além disso, o nome do homem não foi divulgado, o que torna muito mais difícil a apuração da notícia.

Segundo a Reuters, o xerife afirmou que o homem havia ido para fora de sua casa em Marietta, sudoeste de Texarkana, por volta das 3 da manhã e, quando viu o tatu em sua propriedade e abriu fogo. A carapaça do bicho o protegeu de pelo menos 3 tiros de um revólver calibre 38 e uma das balas atingiu o maxilar do homem, que foi transportado por avião para um hospital próximo, onde sua a mandíbula foi “arrumada”.

Caso semelhante

Essa não foi a primeira vez que a carapaça de um tatu causou um acidente quase fatal para um humano. Também em 2015, outro americano acabou acertando a sogra ao atirar em um tatu com um pistola 9 mm!

O caso aconteceu no Condado de Lee, na Geórgia, nos Estados Unidos e o animal (o tatu) morreu… Acontece que a bala disparada por Larry McElroy ricocheteou no casco do bicho e acabou acertando a sogra do homem, Carol Johnson, nas costas! Ela foi levada ao hospital e rapidamente teve alta!

Infelizmente, o tatu da Geórgia não teve a mesma sorte do tatu texano: morreu no local!

Conclusão

- Publicidade -

O caso do homem que atirou em um tatu e acabou se ferindo com a sua própria bala que recocheteou no casco do animal foi confirmado pelo xerife local à agência de notícias Reuters. O incidente aconteceu em 2015 e houve casos semelhantes registrados em outros locais.  

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

4 COMENTÁRIOS

  1. Olá, sou policial e já vi caso de projéteis voltarem no atirador após se chocarem com uma barra de ferro maçico diretamente (sem dispersar a energia cinética em nada). Muitos fatores precisam se combinar para esse fenômeno acontecer: tipo de munição, quantidade e tipo de pólvora utilizada, ângulo de colisão, etc. O curioso é que esses casos não são raros e geralmente ocorrem em stands ilegais ou com profissionais negligentes, pois é proibido utilizar ferro maciço (material exemplo) em alvos muito próximos do atirador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui