20.4 C
São Paulo
quarta-feira, abril 21, 2021

Não houve fraude contra ex-candidata apoiada por Bolsonaro em Curitiba/PR!

- Publicidade -

Por volta das 23h do dia 23 de novembro de 2020, o perfil do blogueiro Oswaldo Eustáquio, no Twitter (arquivo), disseminou que havia sido comprovada uma fraude nas eleições municipais de 2020! Inicialmente, segundo o perfil, uma candidata a vereadora de Curitiba/PR teria obtido 978 votos, mas aparecia no site do TSE com 1.956 votos.

A ex-candidata em questão chama-se Paula Milani, uma ativista e apoiadora do presidente Jair Bolsonaro. Ela foi a indicação do presidente Jair Bolsonaro em uma de suas lives eleitorais como a opção na capital do Paraná. O Ministério Público está apurando se houve irregularidades nas lives do presidente.

Tuíte do perfil do blogueiro Oswaldo Eustáquio.

Como “prova”, o perfil divulgou uma captura de tela, onde não era mencionada qualquer data, mas a ex-candidata já aparecia na condição de suplente. Além disso, foi mencionado que, após denúncia, o sistema teria voltado ao normal, ou seja, ex-candidata teria voltado a ter 978 votos.

Confira abaixo a referida captura de tela:

Captura de tela disseminada pelo perfil do blogueiro Oswaldo Eustáquio.

A narrativa é meio confusa, mas vamos tentar simplificar! Basicamente, a acusação é que o total de votos da ex-candidata teria sido simplesmente dobrado, de maneira temporária na noite de anteontem, e isso seria um suposto indício de fraude.

Essa história também vem movimentando o Facebook, conforme podemos ter uma leve noção:

Parte da repercussão que essa história teve no Facebook.

Entretanto, será que a ex-candidata obteve 1.956 votos, mas o sistema do TSE computou apenas 978 votos? Estamos diante de uma comprovação de fraude?

Não Houve Fraude contra Ex-candidata a Vereadora em Curitiba/PR!

- Publicidade -

Em primeiro lugar, é fato notório que Paula Milani teve apenas 978 votos, conforme qualquer pessoa pode conferir através dos boletins de urna disponíveis no site do TSE. O resultado obtido pela ex-candidata a vereadora também foi amplamente noticiado pela imprensa, assim que 100% das urnas de Curitiba foram apuradas na noite de 15 de novembro de 2020.

Em segundo lugar, embora a captura de tela seja verdadeira, ela retrata tão somente uma sobreposição de dados devido a uma atualização no sistema de divulgação do TSE, que acabou exibindo, momentaneamente, o total de votos obtidos por ex-candidatos a prefeito e vereador de maneira duplicada. Essa situação teria ocorrido durante consultas relacionadas a pelo menos três municípios brasileiros! Portanto, além dessa história não ter se resumido apenas a um ex-candidato, em específico, o incidente também não altera o resultado previamente consolidado das eleições.

Cabe destacar, que uma usuária no Twitter divulgou uma captura de tela mostrando o resultado duplicado de diversos outros ex-candidatos a vereador em Curitiba/PR (arquivo):

Captura de tela divulgada por uma outra usuária mostrando valores duplicados na noite de anteontem (23).

Confira abaixo o resultado oficial desses mesmos candidatos:

Captura de tela que tiramos na tarde de ontem (24).

A Quantidade de Votos Recebidos Por Seção/Zona Eleitoral Pela Ex-Candidata Paula Milani!

O TRE-PR nos enviou a lista de votos recebidos pela ex-candidata a vereadora Paula Milani por seção/zona eleitoral.

Primeira parte da lista de votos recebidos pela ex-candidata a vereadora Paula Milani.

Segunda parte da lista de votos recebidos pela ex-candidata a vereadora Paula Milani.

Terceira parte da lista de votos recebidos pela ex-candidata a vereadora Paula Milani.

Quarta parte da lista de votos recebidos pela ex-candidata a vereadora Paula Milani.

Quinta parte da lista de votos recebidos pela ex-candidata a vereadora Paula Milani.

Sexta parte da lista de votos recebidos pela ex-candidata a vereadora Paula Milani.

Sétima parte da lista de votos recebidos pela ex-candidata a vereadora Paula Milani.

Oitava parte da lista de votos recebidos pela ex-candidata a vereadora Paula Milani.

Nona parte da lista de votos recebidos pela ex-candidata a vereadora Paula Milani.

Décima parte da lista de votos recebidos pela ex-candidata a vereadora Paula Milani.

Décima-primeira parte da lista de votos recebidos pela ex-candidata a vereadora Paula Milani.

A Explicação do TRE-PR

Ontem (24), o TRE-PR deu a seguinte explicação para o ocorrido:

Houve uma instabilidade momentânea na noite de segunda-feira (23) no sistema de Divulgação, durante uma atualização realizada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas a situação foi normalizada logo em seguida

Ainda de acordo com o TRE-PR, no primeiro turno das eleições deste ano, a capital paranaense registrou um comparecimento de 942.467 eleitores (69,82%) e uma abstenção de 407.421 pessoas (30,18%).

A Explicação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

Na manhã de hoje (25), o TSE emitiu uma nota de esclarecimento:

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informa que são falsas postagens nas redes sociais que afirmam que candidatos pelo país tiveram votos duplicados ou alterados pela Justiça Eleitoral.

Na última segunda-feira (23), durante uma atualização dos dados, ocorreu em algumas cidades e por poucas horas a visualização de dados sobrepostos referentes a votos de candidatos a prefeito e vereador.

A situação foi constatada nas cidades de Curitiba (PR), Ilheus (BA) e Garanhuns (PE). O TSE informou imediatamente a todos os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) a respeito do caso e fez as atualizações necessárias.

Houve portanto, momentaneamente, uma sobreposição de dados e não uma duplicação de votos.

A apuração dos votos é conferível e auditável. Depois da votação, a urna emite um comprovante impresso chamado Boletim de Urna (BU), com a quantidade de votos a cada candidato. Os boletins são impressos em 5 vias e entregues a partidos. Além disso, é possível pedir acesso ao juiz da respectiva zona eleitoral. Os dados podem ser conferidos no site do TSE.

Coalizão de Checagem para as Eleições 2020

Esta publicação faz parte da Coalizão de Checagem para as Eleições 2020, que se traduz numa parceria envolvendo nove agências de checagem: AFP, Agência Lupa, Aos Fatos, Boatos.org, Comprova, E-Farsas, Estadão Verifica, Fato ou Fake e UOL Confere!

As notícias, devidamente checadas, serão publicadas na página “Fato ou Boato“, disponível no Portal da Justiça Eleitoral. A página também traz informações sobre o funcionamento da urna eletrônica e o processo eletrônico de votação e mais dados sobre checagem.

Conclusão

Em primeiro lugar, é fato notório que Paula Milani teve apenas 978 votos, conforme qualquer pessoa pode conferir através dos boletins de urna disponíveis no site do TSE. O resultado obtido pela ex-candidata a vereadora também foi amplamente noticiado pela imprensa, assim que 100% das urnas de Curitiba foram apuradas na noite de 15 de novembro de 2020.

Em segundo lugar, embora a captura de tela seja verdadeira, ela retrata tão somente uma sobreposição de dados devido a uma atualização no sistema de divulgação do TSE, que acabou exibindo, momentaneamente, o total de votos obtidos por ex-candidatos a prefeito e vereador de maneira duplicada. Essa situação teria ocorrido durante consultas relacionadas a pelo menos três municípios brasileiros! Portanto, além dessa história não ter se resumido apenas a um ex-candidato, em específico, o incidente também não altera o resultado previamente consolidado das eleições.

- Publicidade -
Marco Faustinohttp://www.e-farsas.com/author/marco
Jornalista e colaborador do site de verificação de fatos E-farsas entre janeiro de 2019 e dezembro de 2020. Entre junho de 2015 e abril de 2018, trabalhei como redator do blog AssombradO.com.br, além de roteirista do canal AssombradO, no YouTube, onde desmistificava todos os tipos de engodos pseudocientíficos e casos supostamente sobrenaturais.

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

9 COMENTÁRIOS

    • Muitos anos atrás isso aqui tinha centenas de comentários. Mas o enviesamento ideológico afugentou muita gente daqui.

      Eu só passei aqui porque vi matérias sobre urnas eletrônicas, sendo que sou Presidente de Seção Eleitoral e quis ver do que se tratavam as notícias.

      Edit:censura prévia também afugenta comentaristas, pois perde-se a dinâmica das conversas.

      Isso explica só terem praticamente fanáticos de esquerda por aqui, pois eles querem apenas alimentar o próprio ódio em vez de aprender alguma coisa.

      • Centenas de comentários de bots. Bot não cria conta no Disqus. Isso explica não terem praticamente fanáticos de direita por aqui, pois eles são apenas bots de internet, que só sabem criticar a esquerda sem olhar para a própria ignorância, em vez de aprender alguma coisa.

  1. Como alguém em sã consciência ainda pode dar algum crédito ao que o tal blogueiro de “alta performance” publica? A credibilidade que Oswaldo Eustáquio ainda tem é a prova de que algumas pessoas não se importam com a verdade. Elas só querem ter a sensação de que elas têm razão.

  2. Como já comentei em conversas, esses candidatos que ficam aí falando que tiveram seus votos fraudados ou são mal intencionados ou são burros mesmo, mas conhecendo o brasileiro, só podem ser mal intencionados mesmos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui