today-is-a-good-day
25 C
São Paulo
quinta-feira, maio 23, 2024

Os jogos de mesa estão acabando! Verdade ou mito?

- Publicidade -

Quando falamos em jogos de mesa, é muito comum imaginarmos um ambiente que não existe mais, com tipos de diversão que são antiquados ou mesmo ultrapassados. Mas se investigarmos essa questão mais profundamente, perceberemos que isso não é necessariamente verdade.

O fato é que eles, assim como diversas outras coisas no mundo moderno, estão se transformando. Isso significa que a forma como os encaramos pode mudar, o que pode gerar a falsa sensação, para muitos, de que esses games não existem mais hoje em dia, ou que estão deixando de existir. Vamos falar um pouquinho mais sobre os principais tipos de jogos de mesa e quais espaços eles ocupam hoje em dia.

Poker

O poker (ou pôquer) talvez seja o melhor dos exemplos para ilustrarmos a transformação que mencionamos. Nunca na história tivemos tantos torneios da modalidade como hoje em dia. As etapas do Latin American Poker Tour ilustram muito bem não apenas como o jogo está em alta com grandes números de audiência e grande competitividade entre os jogadores, mas também em suas premiações e tudo que envolve o seu entorno, como as cidades em que acontecem, onde há também uma movimentação de turistas e do mercado em geral por conta do evento.

Não podemos deixar de citar que o ambiente online faz toda a diferença na hora de falarmos do poker. Se esse esporte da mente continua a crescer todos os anos, muito disso se deve à popularização de sua versão online. Já sabemos há muito tempo que os games trazem diversos benefícios para o cérebro, desmentindo aqueles que afirmavam que esse tipo de atividade era prejudicial para o desenvolvimento cognitivo.

Inclusive, o Brasil é um dos países com maior número de jogadores de pôquer online. E isso se reflete também nos torneios presenciais e em todo o entorno da modalidade, o que ajuda a explicar o motivo de tais campeonatos serem tão atrativos.

Xadrez

Outro jogo de mesa muitas vezes considerado antigo demais é o xadrez que, assim como o poker, também é um esporte da mente. Embora não tenha torneios tão grandiosos como tours pela América Latina, Europa e Ásia, sua comunidade de jogadores é muito organizada e conta com eventos como campeonatos nacionais e mundiais, com comitês próprios para classificação e toda composição que entidades de outros esportes também utilizam.

Não podemos deixar de citar, é claro, como o ambiente online também apresentou uma nova vida à modalidade. Mais uma vez, trata-se de uma história diferente da do poker, mas que também possui uma enorme massa de fãs conquistados justamente por conta das novas tecnologias. É possível, por exemplo, assistir a diversas partidas de xadrez ao vivo através de streamings como a Twitch. E não estamos falando de canais pequenos. O canal do bicampeão brasileiro Krikor, por exemplo, possui mais de 120 mil seguidores.

Jogos de tabuleiro

A mesma lógica que se aplica ao que falamos sobre o poker e ao xadrez também vale para os bons e velhos jogos de tabuleiro, não quando falamos de grandes torneios ou eventos, mas sim quando afirmamos que não se trata de algo ultrapassado. Na verdade, para esses jogos mais lúdicos e com características muito únicas, os fãs são um verdadeiro nicho. Pode até ser que eles não arrastem multidões, mas aqueles que gostam de se divertir dessa maneira, são muito fiéis.

Não é à toa que existem diversos bares e cafés especializados em jogos de tabuleiro, dentro e fora do Brasil. Existe também uma transformação nesse tipo de jogo. Os desenvolvedores hoje em dia apostam em títulos mais sofisticados e que exigem diversos tipos de estratégias, muitas vezes voltados para o público adulto. Porém, não é incomum presenciarmos jogos de clássicos como War, Banco Imobiliário e Jogo da Vida, para citar alguns dos mais conhecidos.

Conclusão

- Publicidade -

Portanto, podemos concluir que essa história de que os jogos de mesa estão acabando não passa de um mito. É claro que eles não fazem o mesmo sucesso que faziam nas décadas de 1980 e 1990, quando as lojas de brinquedos vendiam milhares de exemplares. As coisas mudaram e os jogos de mesa conseguiram encontrar um novo lugar, com públicos diferentes, mas ainda vivos. E muito longe de seu fim.

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla! Autor do livro de ficção Marvin e a Impressora Mágica!

Últimas Atualizações

- Publicidade -Compre o livro Marvin e a impressora Mágica de Gilmar Lopes

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui