18.6 C
São Paulo
segunda-feira, setembro 27, 2021

Presidiários foram flagrados comemorando a decisão do STF que soltou Lula?

- Publicidade -

Será verdade que um grupo de presos foi filmado comemorando a liberdade do ex-presidente Lula, aos gritos de “olê olê olá, Lula”?

O vídeo se espalhou nas redes sociais no dia 08 de novembro de 2019, poucas horas após o anúncio da soltura do ex-presidente Lula. No vídeo, que também foi bastante compartilhado através de grupos do WhatsApp, podemos ver um grupo de presidiários gritando  “olê, olê olá, Lula, Lula” em comemoração à soltura do ex-presidente.

Em apenas uma das publicações feitas no Facebook, o vídeo já havia sido visto mais de 45 mil vezes em menos de 24 horas. Da mesma forma no Twitter, publicações semelhantes alcançaram milhares de visualizações, mas será que isso é verdade mesmo?

https://www.facebook.com/MEMESSANCTOS/videos/413505982892590/

Verdade ou mentira?

O vídeo é real, mas é antigo e o seu áudio foi substituído!

No final de julho de 2016, detentos dos presídios do Rio Grande do Norte começaram a compartilhar vídeos através das redes sociais com manifestações em comemoração aos ataques feitos por criminosos no estado.

No começo de agosto de 2016, a Secretaria de Segurança do Rio Grande do Norte havia divulgado o registro de 65 ataques ou atentados no estado no mês e que cerca de 60 suspeitos de envolvimento com os crimes já haviam sido presos

Voltando ao vídeo, ele foi filmado em uma das cadeias potiguares e, no original, podemos ouvir os presos gritando “Uh, É a massa!” e enaltecendo o crime organizado:

A mesma montagem foi espalhada também no dia 08 de novembro de 2019, mas sem atribuição a nome do ex-presidente Lula:

- Publicidade -

https://www.youtube.com/watch?v=DMX3fKUSLYQ&feature=youtu.be

Conclusão

O vídeo espalhado como sendo de novembro de 2019 de presos comemorando a soltura do ex-presidente Lula é uma montagem feita em cima de um vídeo de 2016!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

20 COMENTÁRIOS

  1. Para quem entende de um pouco de informática e/ou edição audiovisual, do mesmo jeito que é FÁCIL colar um texto qualquer numa imagem, também é FÁCIL retirar e/ou inserir qualquer áudio num vídeo. E foi no Twitter, não é mesmo? Redes Sociais definitivamente NÃO SÃO fontes de informações/notícias fidedignas, pelo menos não ainda. 😐 KKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

    • Não é possível que presos como esses que aparecem no vídeo tenham votado no PT, pois apenas os presos que não tem a condenação definitiva podem votar!
      Dos 230 mil presos brasileiros, “somente” 7.934 podiam votar em 2018 (os demais já estavam condenados e, por isso, perderam o direito a voto). Desses 7.934 presos, 82,47% votaram no Haddad em 2018. Os dados são do jornal Extra: https://extra.globo.com/noticias/brasil/bolsonaro-ou-haddad-veja-em-quem-os-presos-brasileiros-votaram-23360040.html
      Dizer que o vídeo é falso, mas que reflete o que acontece nos presídios é uma falácia. É a mesma coisa que se eu mostrar um vídeo falso de um comentarista do E-farsas batendo em um cachorro e dizer “o vídeo é falso, mas tem muito comentarista do E-farsas batendo em cachorro por aí…”

  2. Fake News ok!
    Mas que eles comemoraram eu tenho certeza que sim…só não deu para filmar kkkkkk
    Muitos deles ja estão comemorando desde quinta com a decisão do STF.
    Liberdade aos bandidos…o Lula foi só o primeiro a ser liberto…vem muito mais bandidos por aí

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui