Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Será verdade que a cadela Laika foi o primeiro ser vivo lançado ao espaço?

Animais

Será verdade que a cadela Laika foi o primeiro ser vivo lançado ao espaço?

Será verdade que a cadela Laika foi o primeiro ser vivo lançado ao espaço?

No dia 11 de agosto de 2020, um perfil no Twitter chamado “Astronomiaum”, que se autointitula como a “maior e melhor página de Astronomia do Twitter brasileiro” divulgou uma informação muito curiosa. Segundo o perfil, a cadela Laika foi o primeiro ser vivo lançado ao espaço (arquivo)!

Confira o tuíte abaixo:

Tuíte do perfil “Astronomiaum”.

Entretanto, será que isso é realmente verdadeira? A cadela Laika foi o primeiro ser vivo a ser lançado ao espaço? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

Falso! Na verdade, os primeiros animais enviados para o espaço foram as moscas-das-frutas! Elas foram à bordo de um foguete V-2 lançado nos Estados Unidos, em 20 de fevereiro de 1947! O objetivo do envio era explorar os efeitos da exposição à radiação em grandes altitudes.

O foguete atingiu uma altura de 109 km, ou seja, ultrapassou a chamada “Linha de Kárman” um limite convencionado que fica a uma altitude de 100 km acima do nível do mar, que é usado para definir o limite entre a atmosfera terrestre e o espaço exterior.

A Cadela Laika Também Não Foi o Primeiro Cachorro a Ser Enviado ao Espaço

Antes da cadela Laika, outros cachorros, também soviéticos, a exemplo de Tsygan e Dezik, foram enviados ao espaço! Contudo, e a Laika? O que a torna tão especial e amplamente citada no mundo inteiro?

A Importância da Laika

Laika foi o primeiro ser vivo a orbitar o Planeta Terra! Isso é bem diferente de dizer que ela foi o primeiro ser vivo enviado ao espaço. Compreendem a diferença?

Laika foi o primeiro ser vivo a orbitar o Planeta Terra.

É importante destacar, que durante as décadas de 1950 e 1960, o programa espacial soviético usou cães para voos espaciais suborbitais e orbitais para determinar se o voo espacial humano era viável. Nesse período, a União Soviética teria utilizado cerca de 57 cães. Por mais estranho que pareça, a maioria sobreviveu. Os que morreram, no entanto, foram creditados a problemas técnicos.

Uma exceção notável foi Laika, cuja morte tinha sido programada desde o início.

Um Pouco de História: O Fatídico Destino de Laika

Em 3 de novembro de 1957, uma vira-lata chamada Laika tornou-se o primeiro ser vivo a orbitar a Terra. Ela foi lançada na Sputnik-2, uma espaçonave de uma missão, que reforçou a enorme vantagem que o programa espacial soviético tinha sobre os americanos nos primeiros anos da corrida espacial.

Sua viagem histórica se tornou um marco importante para a exploração espacial, e ela se tornou símbolo internacional do triunfo sobre “probabilidades impossíveis”.

Em 3 de novembro de 1957, uma vira-lata chamada Laika tornou-se o primeiro ser vivo a orbitar a Terra.

Entretanto, há um lado bem sombrio em relação a essa imagem heroica, que muitos ainda têm sobre o mais famoso dos cosmonautas caninos. Poucas horas depois de orbitar algumas vezes a Terra, Laika fez história pela segunda vez: ela se tornou o primeiro animal a morrer em órbita.

Décadas de Mentiras?

Durante décadas, os oficiais soviéticos mentiram sobre o tempo, a causa e a forma como Laika morreu, alegando que ela morreu sem sentir nenhuma dor, alguns dias após o lançamento. Alguns até mesmo alegaram que ela teria sobrevivido durante uma semana inteira.

Entretanto, em 2002, Dimitri Malashenkov, que participou da missão Sputnik 2, colocou meio século de rumores bem próximo do fim, admitindo que Laika morreu durante a quarta volta ao redor da Terra, cerca de cinco a sete horas após o lançamento.

Os soviéticos podem ter tido uma vantagem sobre os americanos, mas não significava que a sua espaçonave estava completamente pronta. O Sputnik 2 foi lançado às pressas, em menos de um mês após o Sputnik-1, e Laika nunca foi destinada a sobreviver a essa viagem. O plano era sacrificá-la com comida de cachorro envenenada após vários dias de testes, mas, ao invés disso, uma avaria no sistema de controle de temperatura resultou em sua morte por estresse e superaquecimento.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Modelo da Sputnik 2 no Museu Memorial da Cosmonáutica de Moscou, na Rússia.

O coração de Laika bateu três vezes mais rápido do que seu ritmo normal durante a fase de lançamento do foguete. Sem ter como confortá-la, assim como eles faziam em testes na centrífuga, ela levou muito mais tempo do que o habitual para se acalmar. Mal o estresse do lançamento tinha terminado, e por um erro grotesco, Laika foi exposta ao calor e umidade, bem acima dos 40ºC, que a matou lentamente.

A Vida Pregressa da Laika

Laika tinha apenas 3 anos de vida. Nasceu abandonada e perdida nas ruas de Moscou, e morreu sozinha e assustada. Para alguns é de partir o coração pensar no fato de que ela confiava em seus tratadores, que ficaram completamente alheios aos planos finais para ela. Vladimir Yazdovsky, um dos cientistas da missão, por exemplo, a levou para casa para brincar com seus filhos antes do lançamento.

Laika era calma e encantadora, eu queria fazer algo de bom para ela. Ela teve tão pouco tempo para viver“, disse Yazdovsky em seu livro sobre a medicina espacial soviética.

Para as pessoas que apoiam os direitos dos animais, assim como a agressiva exploração do espaço, Laika representa uma forte crise de consciência. Por mais que ela represente um cartaz de uma “menina adorável” devido as conquistas no início da era espacial, ela também é um profundo símbolo do debate ético sobre a experimentação em animais em prol do avanço científico.

Enfim, sua caixa de 4 metros de altura permaneceu 162 dias no espaço, dando 2.570 voltas na Terra, reentrando e queimando na atmosfera em 4 de abril de 1958.

O Debate em Torno de Laika

A natureza de dois gumes da história de Laika foi reconhecida imediatamente, mas sua morte provocou um debate global sobre os direitos dos animais. Muitos argumentaram que o medo e a dor que ela sofreu nunca poderiam ser redimidos por sua contribuição substancial para o voo espacial por parte dos seres humanos.

Em 1998, até mesmo Oleg Georgievich Gazenko, que trabalhou em uma estreita colaboração com Laika durante a sua formação, admitiu que se arrependeu de mandá-la para a morte.

Quanto mais o tempo passa, mais eu me culpo sobre isso“, disse Oleg, em uma conferência em Moscou, no final da década de 1990.

Nós não aprendemos tanto assim com esta missão para justificar a morte dela“, completou.

Saiba Mais sobre a Cadela Laika!

Convidamos a todos que assistam uma live realizada pelo geofísico Sérgio Sacani, um aficionado e fanático por Astronomia, Astrofísica, Astronáutica, e ciências correlacionadas. Ele é o criador do canal “Space Today”, no YouTube, e nessa live foi discutida justamente a importância da Laika na história da Astronáutica.

Confiram o vídeo abaixo:

Um Erro que Não é Exclusividade de um Único Perfil

Ao longo do tempo, diversos sites de notícia e de entretenimento erraram ao divulgar que Laika teria sido o primeiro ser vivo lançado ao espaço. Portanto, exemplos não faltam, e nem é exclusividade de um determinado site ou perfil. Entre eles podemos citar os sites da Deutsche Welle, Perito Animal, Estadão e Portal Terra.

Por Outro Lado…

Essa não é a primeira vez que flagramos o perfil “Astronomiaum” disseminando informação falsa, enganosa ou tirada do seu contexto original. Somente desde o mês de maio de 2020 publicamos cinco artigos envolvendo esse perfil no Twitter.

Uma Ação Questionável do Twitter…

O tuíte que disseminou a informação falsa foi publicado no mesmo dia que ocorreu uma ação promocional do Twitter para promover uma ferramenta da rede social. Curiosamente, o perfil “Astronomiaum” foi escolhido pela plataforma, que aparentemente não se importou com seu histórico, para “encabeçar” essa ação. A inclusão desse perfil, no entanto, gerou indignação em alguns divulgadores científicos.

Para falar sobre isso convidamos o Pedro Pinheiro, estudante do bacharelado em Física na UFRN e divulgador científico no AstroTubers, #AstroThreadBR, Universo Racionalista e Vestiverso.

Eis o que ele nos disse:

O tuíte ajuda a propagar um mito, a Laika não foi nem sequer o quinto cão enviado ao espaço, quanto mais ser vivo. A Laika foi na verdade o primeiro animal a entrar em órbita da Terra. O perfil ‘Astronomiaum’ até pode ter uma boa intenção em querer divulgar a Astronomia, mas o fato de ele não ter uma mínima preocupação com a precisão das informações, notório pois uma simples pesquisa por ‘Laika’ no Google já mostra isto que estou dizendo. Além disso, seu desprezo em citar fontes de maneira apropriada, muitas vezes copiando e colando trabalhos de outrem como imagens ou astrofotografias e omitindo o autor ou informando a autoria de maneira propositalmente escondida, faz-me acreditar que o real objetivo não é divulgar Astronomia ou Ciência, mas sim apenas obter likes, RTs, ou talvez montar um negócio“, disse Pedro.

Para uma Atitute Questionável do Perfil…

Mesmo conhecendo diversos astrônomos, o perfil não procura checar seus fatos com eles (sequer no Google), e chega a bloquear pessoas da área que ‘ousem’ o corrigir. Chega a aparentar ter uma antipatia pelo que é cientificamente aceito. Depois de todos os danos que vemos as fake news causarem em nossa sociedade desde sempre e mais evidentemente ainda nesta pandemia, a postura do perfil é inaceitável. Espero que o perfil compreenda o que está fazendo e passe a dar mais valor as fontes das informações que ele propaga e que busque checagem de fatos de astrônomos, que, muitas vezes fazem isso até mesmo gratuitamente, por reconhecer a importância da mesma. Acredito que neste caminho vai ser melhor para todos, incluindo o próprio perfil“, completou.

Conclusão

Falso! Na verdade, os primeiros animais enviados para o espaço foram as moscas-das-frutas! Elas foram à bordo de um foguete V-2 lançado nos Estados Unidos, em 20 de fevereiro de 1947.

O título que Laika ostenta é do primeiro ser vivo a orbitar o planeta Terra, ou seja, juntamente com sua espaçonave, a Sputnik-2, ela se tornou o primeiro ser vivo a completar uma volta em torno da Terra num voo orbital. Isso é bem diferente de dizer que ela foi o primeiro ser vivo enviado ao espaço.

Continue lendo

Jornalista, redator, e pesquisador de comunicação social com foco no combate a disseminação de notícias falsas. Colaborador do site de verificação de fatos E-farsas.com desde janeiro de 2019. Entre junho de 2015 e abril de 2018, trabalhei como redator do blog AssombradO.com.br, além de roteirista do canal AssombradO, no YouTube, onde desmistificava todos os tipos de engodos pseudocientíficos, além de casos supostamente sobrenaturais.

18 Comentários

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo