Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

STJ proíbe que Shoppings do Brasil toquem “Então é Natal”

Falso

STJ proíbe que Shoppings do Brasil toquem “Então é Natal”

 

Supremo Tribunal de Justiça punirá com multa os lojistas que tocarem a música “Então é Natal” interpretada pela cantora Simone! Será?

De acordo com notícia publicada em diversos sites e blogs (e amplamente divulgada nas redes sociais), uma das canções mais populares do Natal brasileiro estaria proibida de ser executada nos Shoppings do país.

Mas será que essa notícia é real ou mais uma farsa da internet?

Música interpretada por Simone está proibida de tocar em shoppings! Será verdade? (foto: reprodução/Facebook)

Música interpretada por Simone está proibida de tocar em shoppings! Será verdade? (foto: reprodução/Facebook) 

 

Verdadeira ou falsa?

A música “Então é Natal“, eternizada na voz da cantora Simone, é uma versão feita pelo compositor Claudio Rabello da canção “Happy Xmas (War Is Over)” de John Lennon e Yoko Ono e foi gravada em 1995 para o álbum “25 de dezembro”.

É inegável o sucesso que música fez! Tanto que acabou virando quase que um hino com execuções obrigatórias todos os anos.

A letra é bem simples: “Então, é Natal, e o que você fez?/ O ano termina / e nasce outra vez“. Durante 4 minutos de canção, Simone repete 6 vezes o verso “Então é Natal”, 4 vezes a variação “Então, bom Natal” e outras 3 vezes a abreviação “É Natal”.

A música grudenta toca tanto na época do Natal que muitas pessoas chegam a reclamar que a melodia não sai da cabeça.

[iframe: width=”590″ height=”332″ src=”//www.youtube.com/embed/wQaX20KvHNg” frameborder=”0″ allowfullscreen]

Na internet, inúmeras campanhas bem humoradas foram criadas nas redes sociais com o intuito de acabarem com a tradição musical natalina, mas daí afirmar que o Supremo Superior Tribunal chegou a intervir com a proibição da execução da música é exagero!

A tal proibição nunca existiu…

Em primeiro lugar, a notícia não diz quando a tal proibição foi determinada. Também não cita nenhuma fonte.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Uma busca por essa notícia no Google dá como respostas apenas blogs que copiaram a mesma história. Grandes portais de notícia (apesar de errarem de vez em quando) não falam nada a respeito.

Igualmente, não há nada sobre a suposta proibição nos diversos sites de associações de lojistas.

No site do Supremo Superior Tribunal de Justiça também não há nenhuma publicação sobre a proibição.

Origens do boato

No começo de novembro de 2011, o site humorístico Meiu Norte (uma paródia do jornal piauiense Meio Norte) inventou a brincadeira. De acordo com os humoristas, a justiça teria proibido lojistas de tocarem “Então é Natal” em todos os estabelecimentos de Piauí. Estava claro que aquilo era uma brincadeira, mas muitos sites acabaram caindo na pegadinha e publicaram a notícia como se fosse real.

Site "O Fuxico" caindo em pegadinha da web!

Site “O Fuxico” caindo em pegadinha da web!

Dois anos mais tarde, em novembro de 2013, o blog Tô Passada ressuscitou o boato. E como quem conta um conto aumenta um ponto, os redatores do blog resolveram aumentar um pouco mais a brincadeira, estendendo a falsa proibição para todo o Brasil.

 

Simone não gosta das brincadeiras

Durante as gravações do programa “Altas Horas”, na Rede Globo, a cantora disse:

Lamento que se pratique esse ato violento em relação a uma música que o povo brasileiro ama e adora. A gente vive em um país que deveria ser democrático e não está sendo. É um ato ditatorial. É uma lástima! A gravação é tão bonita, a letra é bonita“, afirmou ela.

 

Alívio para 2013

E para aqueles que já não aguentava mais ouvir a versão da Simone, uma “boa” notícia: Esse ano, o cantor Luan Santana regravou o sucesso “Então é Natal”!

[iframe: width=”590″ height=”332″ src=”//www.youtube.com/embed/9px_hgLDEN0″ frameborder=”0″ allowfullscreen]

[Atualização 24/12/2013]

Para comprovar ainda mais falsidade da notícia, o atento leitor Marcondes Witt nos avisou que o correto é “Superior Tribunal de Justiça” ao invés de “Supremo Tribunal de Justiça” como foi veiculado na matéria! 

Conclusão

Notícia falsa! A música “então é Natal” não foi proibida pela justiça.

Continue lendo
8 Comentários

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo