20.4 C
São Paulo
quarta-feira, abril 21, 2021

Um artista limpou de graça pichação na estátua de Drummond que a prefeitura ia cobrar 25 mil?

- Publicidade -

É verdade que a Prefeitura do Rio de Janeiro ia cobrar R$ 25 mil e 20 dias para limpar uma pichação na estátua de Carlos Drummond de Andrade, mas um artista fez o trabalho de graça e em apenas 1 hora?

A notícia não é nova, mas voltou a ser compartilhada na primeira semana de junho de 2018. De acordo com o texto acompanhado de uma foto, a Prefeitura do Rio de Janeiro teria orçado em R$ 25 mil a limpeza de uma pichação feita na estátua do poeta Carlos Drummond de Andrade, localizada no bairro de Copacabana (RJ).

A notícia afirma também que a Prefeitura teria estimado que seriam necessários 20 dias para restaurar a obra que foi vandalizada por “marginais de classe média”, mas que um artista fez o trabalho de graça e em apenas uma hora!

Será que essa notícia é verdadeira ou falsa?

Prefeitura teria cobrado 25 mil reais para restaurar a estátua do Carlos Drummond, mas um artista fez o trabalho de graça? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdade ou mentira?

Como dissemos lá no começo desse artigo, essa notícia não é recente. Apareceu pela primeira vez no começo de 2014, mas como ela não é datada, volta a circular de tempos em tempos.

Em primeiro lugar, a pichação aconteceu mesmo na estátua do poeta. E não foi uma vez só… Vira e mexe, um vândalo cisma em estragar a obra. Mas vamos a essa pichação em específico.

No natal de 2013, um casal foi flagrado pichando a estátua que foi inaugurada em 2002, em Copacabana. Todo o ato foi filmado por câmeras de segurança instaladas pela Prefeitura, já que a estátua já havia sofrido vários outros atos de vandalismo (esse já era o décimo):

Reprodução

No dia 06 de janeiro de 2014, um dos responsáveis pela pichação se entregou à polícia.

Quem é o artista que restaurou a estátua?

- Publicidade -

O homem que aparece na foto limpando a estátua do Drummond se chama Herbert Parente e é dono de uma loja de materiais de construção em Copacabana. Ao ouvir pelo rádio que a estátua que homenageia um dos seus clientes mais ilustres (segundo o sr. Herbert, Drummond comprava na loja dele), ele pegou um solvente e um pincel e caminhou até o local para limpar o ídolo.

Perceba que a atitude do comerciante foi rápida e em nenhuma das matérias publicadas na ocasião fala sobre uma suposta licitação da Prefeitura no valor de R$ 25 mil (ou de qualquer outro valor) para restaurar a estátua. Os guardas municipais que estavam no local  até acharam que o homem fazia parte de alguma ONG.

De onde saiu essa história de 25 mil reais para limpar a estátua?

Quem inventou essa fake news deve ter “se inspirado” em uma notícia real, de 2013, afirmando que a Prefeitura do Rio instalou câmeras de segurança depois que os gastos totais com restaurações da estátua teriam custado cerca de R$ 25 mil aos cofres públicos. O que o autor dessa fake news “esqueceu” de falar que esse valor é a soma de todas as restaurações anteriores, feitas ao longo dos últimos 10 anos, incluindo até a restauração dos óculos do Drummond (que foi roubado do rosto do poeta mais de uma vez).

Conclusão

A notícia afirmando que a Prefeitura teria cobrado R$ 25 mil para restaurar a estátua do Carlos Drummond é falsa! Um homem limpou o ídolo em poucas horas e bem antes da Prefeitura tomar alguma providência no sentido de limpar essa pichação.

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

1 COMENTÁRIO

  1. Obrigado pela checagem!

    Ontem, dia 27/05/2020, ouvi uma pessoa relembrar essa história. E a pessoa ainda aumentou o valor: falou em R$ 60.000,00, se não me engano! Kkkk. É como diz o ditado: “Quem conta um conto, aumenta um ponto.” Achei o valor alto demais e resolvi pesquisar.

    Agora, vou até compartilhar no Facebook esta matéria. Quem sabe previno alguém de reproduzir, futuramente, o boato?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui