Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Um “striptease” ocorreu perante uma plateia de crianças para ensiná-las sobre diversidade?

Fora de Contexto

Um “striptease” ocorreu perante uma plateia de crianças para ensiná-las sobre diversidade?

Um “striptease” ocorreu perante uma plateia de crianças para ensiná-las sobre diversidade?

No fim de setembro de 2019, um determinado usuário no Facebook disseminou um vídeo contendo uma apresentação bem inusitada (arquivo). Inicialmente, era possível ver dois homens dançando, mas, em poucos segundos, eles começavam a se despir. Ao final do processo, ambos permaneciam apenas usando “tangas” em cima do palco. Tais “tangas” eram bem finas, ou seja, as nádegas ficavam descobertas e se notava um certo volume na região da genitália desses dois homens.

Diversas crianças que estavam presentes, principalmente aquelas próximas ao palco, tamparam os olhos e viraram seus rostos – um nítido sinal de constrangimento.

Eis o que o usuário colocou na descrição de sua publicação:

Se você acha que fazer striptease para uma plateia de crianças é ensinar ‘diversidade’, me perdoe: você é um doente. Eu sempre vou lutar contra isso.

Publicação de um determinado usuário no Facebook, que disseminou um vídeo contendo uma apresentação bem inusitada.

Confira também o vídeo divulgado, que tem cerca de 1 minuto e 30 segundos, mas que já foi visulizado mais de 2,3 milhões de vezes e recebeu mais de 37 mil compartilhamentos:

 

Muitas pessoas que assistiram ao vídeo demonstraram asco e revolta nos comentários, principalmente devido ao fato de haver muitas crianças na plateia. Algumas pessoas passaram a acreditar, por exemplo, que a apresentação tinha ocorrido em solo brasileiro. Prova disso, é que alguns usuários citaram o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), e também houve aqueles que culparam os pais das crianças por levarem os filhos a tais eventos sobre diversidade.

Entretanto, será que a apresentação ocorreu no Brasil? Estamos realmente diante de um striptease? O evento em questão era sobre diversidade? Era destinado a crianças? Qual o contexto em que tudo isso ocorreu? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

A Apresentação Aconteceu no Brasil?

Não! O vídeo mostra a parte final da apresentação do grupo “Losin’FormAlls”, que por sua vez é um coletivo de dança formado por dois dançarinos: Luis García “Fruta” e Pere Joseph Vilaplana. A apresentação ocorreu no dia 24 de setembro de 2019, por volta das 17h, no Passeio Lluís Companys (um espaço público), em Barcelona, na Espanha. Portanto, a apresentação não aconteceu no Brasil.

A apresentação foi apenas uma entre as mais de 400 atividades programadas da Festa de la Mercè, um festival que é celebrado desde 1902 com muita comida, bebida, música, dança e tradições típicas, que neste ano ocorreu entre os dias 20 e 24 de setembro. Durante os cinco dias de festa, diversos palcos costumam ser espalhados em vários lugares, assim como a Plaça Reial, no Bairro Gótico, a Plaça dels Àngels, no Raval, o Moll de la Fusta, no Porto Velho, entre outros – tudo de graça. Diga-se de passagem, essa é principal festa anual de Barcelona, e acontece em homenagem a La Mare de Déu de la Mercè, a santa padroeira da cidade.

A apresentação foi apenas uma entre as mais de 400 atividades programadas da Festa de la Mercè, que neste ano ocorreu entre os dias 20 e 24 de setembro

A festa ainda engloba o MAC (Mercè Arts de Carrer), um festival de arte de rua composto por dança, teatro, música e performances dos mais variados tipos, tendo como epicentro o Parc de la Ciutadella – o mais antigo e importante parque da cidade.

Portanto, a apresentação do grupo “Losin’FormAlls” estava inserida dentro do MAC, que por sua vez faz parte da Festa de la Mercè.

A Apresentação do “Losin’FormAlls” Foi Recomendada Para Todas as Idades?

Em princípio, sim! Segundo o site de notícias espanhol “Okdiario”, a apresentação do coletivo “Losin’FormAlls” foi recomendada para todos os públicos, ou seja, não existia idade mínima. Vale a pena destacar neste ponto, que o site fez questão de mostrar uma foto de um folheto mostrando o contexto, no qual o grupo “Losin’Form Alls” foi apresentado para o público.

O site “Okdiario” fez questão de mostrar uma foto de um folheto mostrando o contexto, no qual o grupo “Losin’Form Alls” foi apresentado para o público.

Confira abaixo o que dizia o folheto, cuja referência principal era um famoso coletivo de dança chamado “Iron Skulls Co.”, de Barcelona:

Hip-hop, dança contemporânea, acrobacias… Tudo isso faz parte do universo do Iron Skulls, uma referência notável do mês de setembro das danças urbanas. Neste ano lideram uma combinação, na qual irão interpretar peças que mostrarão a evolução da companhia, assim como participarão de batalhas entre os artistas convidados. Você vai ver em cena o Tentacle Tribe (Canadá), o WeWolf (EUA), o B.Dance (Taiwan) ou os experimentais Losin’Form Alls enfrentando os Los Moñekos. Espetáculo urbano puro!

Conforme vocês puderam notar, a apresentação, em princípio, não era destinada exatamente a ensinar sobre diversidade, homossexualidade ou algo de cunho sexual, mas tão somente dança e expressão corporal. Embora o “gosto” possa até ser questionável, tudo não passou de uma mera performance artística. Portanto, não se trataria exatamente de um “striptease“. Tanto é que essa palavra apareceu entre aspas nos títulos e textos de diversos sites de notícias espanhóis (1 | 2 | 3 | 4).

As Apresentações do Losin’FormAlls Costumam Ser Sempre Direcionadas para Todos os Públicos?

Não! Isso varia de acordo com a apresentação! Quando fizemos uma busca por apresentações desse coletivo de dança notamos que boa parte das apresentações são destinadas ao público adulto (1 | 2). Vale a pena destacar também, que dependendo da apresentação, os dançarinos ficam completamente nus no palco.

No entanto, aparentemente isso não é uma regra. Encontramos uma apresentação da dupla, cujo público-alvo era de jovens acima de 13 anos de idade. Também encontramos uma outra que era liberada a presença de crianças a partir de quatro anos de idade, desde que acompanhadas por um adulto.

Quando fizemos uma busca por apresentações desse coletivo de dança notamos que boa parte das apresentações são destinadas ao público adulto.

Outro ponto importante é que as apresentações quase sempre são limitadas a um público bem pequeno (entre 15 e 25 pessoas por sessão).

Um Pouco Sobre Luis García e Pere Joseph Vilaplana

Luis García teria estudado Belas Artes na UCM (Universidade Complutense de Madri) e no Instituto Real de Artes em Estocolmo, na Suécia. Posteriormente, teria continuado seus estudos em dança contemporânea na SEAD (Academia Experimental de Dança de Salzburgo). Ele colaboraria com o Momento Físico de Francisco Córdova, Roberto Olivan Perfoming Arts, Edivaldo Ernesto entre outros. Luis já teria dançado em festivais emblemáticos como o Kalamata International Dance Festival, Deltebre Dansa e o Grec Festival, em Barcelona.

Em seu site pessoal, Pere Joseph Vilaplana alega ter bacharelado em Educação Física, sendo especializado em linguagem corporal e teatro físico. Ele teria estudado teatro físico dramático experimental, numa escola de teatro chamada “El Laboratorio”, com sede em Barcelona. Ele é co-fundador do coletivo de arte “Elenigmadelafruta“, que por sua vez desenvolve, pesquisa, testa e responde a todas as suas perguntas e ideias mais malucas no âmbito das performances, ações e eventos de rua, tendo como objetivo quebrar convenções, interagir com o público e deixá-lo se movimentar. Pere também alega trabalhar como dançarino e professor freelancer, sendo um membro ativo da cena de improvisação de contatos em Barcelona e Ibiza.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Luis García (à esquerda) e Pere Joseph Vilaplana (à direita).

Qual a “Ideologia” do Losin’FormAlls?

Em sua conta conjunta, no Instagram, tanto Luis García quanto Pere Joseph, se consideram como destruidores de cenários, exploradores da vergonha humana, entre outros termos bem inusitados. Nas redes sociais, a dupla já chegou a pregar, ainda que de forma velada, a supressão do conceito de gênero. Um exemplo disso foi uma postagem que fizeram no Facebook onde disseram:

Sin olvidar a todxs los que vinieron a compartir sus energías en los calentamientos y presentaciones, muchisimas gracias

De qualquer forma, questionável ou não, a apresentação da dupla na Festa de la Mercè 2019 se tratava apenas de uma “batalha” contra outro coletivo de dança (Los Moñekos). Aliás, a parte polêmica teria ocorrido somente no encerramento da apresentação. Por outro lado, ao divulgar uma foto desse trecho final da apresentação, no Instagram, houve um certo cuidado em colocar “imagens de frutas” na região da genitália. Essa “preocupação”, no entanto, não ocorreu na apresentação ao vivo.

Ao divulgar uma foto desse trecho final da apresentação, no Instagram, houve um certo cuidado em colocar “imagens de frutas” na região da genitália.

As Críticas Contra a Prefeita de Barcelona

Tanto a prefeitura quanto a própria prefeita de Barcelona, Ada Colau, não foram poupadas pela imprensa local. Ambas foram acusadas de não avisarem de forma clara e adequada o público sobre o que realmente aconteceria no palco. As críticas vieram tanto por parte dos pais de crianças, que compareceram ao evento, quanto de políticos locais.

Na época, a polêmica apresentação acabou viralizando no Twitter (arquivo) através da conta de Oscar Ramírez, porta-voz do Partido Popular da Catalunha, um partido político considerado conservador, de centro-direita.

Publicação de Oscar Ramírez, porta-voz do Partido Popular da Catalunha, um partido político considerado conservador, de centro-direita.

Eis o que ele disse:

Um dos espetáculos ‘culturais’ de #LaMerce2019 programados pela @ bcn_ajuntament. Foi um striptease para todos os públicos, incluindo crianças. Pediremos explicações e responsabilidades para @AdaColau sobre essa atuação no Passeio Lluís Companys. Vergonhoso!

O site do jornal espanhol “El Mundo” também repercutiu outras declarações de Oscar Ramírez. Segundo ele, a apresentação aparentava ser mais uma despedida de solteiro do que um evento destino ao público infantil. Ele fez questão de ressaltar que a crítica não era destinada aos artistas, mas a prefeitura de Barcelona por deixar que tal apresentação fosse realizada na frente de crianças e justamente num espaço público.

Oscar Ramírez também prometeu levar o caso até a Comissão de Direitos Sociais, Cultura e Esporte, cuja reunião teria sido realizada ontem (15). Ainda não sabemos o resultado dessa reunião, mas caso tenhamos quaisquer novidades manteremos vocês informados, combinado?

Essa Não Foi a Única Polêmica Recente de Ada Colau

Ada Colau foi eleita em 2015 e se tornou a primeira mulher a assumir a Prefeitura de Barcelona. Ela fundou o partido o qual pertence, o Barcelona en Comú, que por sua vez é considerado um partido populista de esquerda. Ada também é considerada uma ativista feminista.

De acordo com o site “Okdiario”, Ada Colau autorizou que fosse colocado um escorregador em formato de vagina, num parque público da cidade – um dos mais concorridos do distrito de Nou Barris – em abril deste ano. O público alvo? Crianças. A instalação fazia parte de um evento intitulado “Feira do Dia da Terra”, que aconteceu entre os dias 13 e 14 de abril de 2019. Segundo os organizadores, as atividades tinham como objetivo promover o respeito ao planeta. Seus criadores defenderam o escorregador como uma criação que simulava o nascimento.

Segundo os organizadores, as atividades tinham como objetivo promover o respeito ao planeta.

Imagine ver seu filho descendo pelo Escorregador-Vagina. Observe-o percorrer a bela colcha de retalhos vermelha, aveludada e sedosa, como se estivesse nascendo. Essa instalação é uma festa de poder que nossos úteros têm para sustentar, nutrir e finalmente dar luz à uma nova vida para o mundo exterior“, alega até hoje o site dos responsáveis pelo escorregador.

Fora dos Padrões de Segurança

Segundo o site “Okdiario”, uma placa, ao lado da instalação, alertava:

O escorregador-vagina foi construído pensando em sua segurança, mas está fora das normas de segurança. A organização não assume nenhuma responsabilidade por possíveis acidentes

“Deus Tem Uma Vagina”

Ainda segundo o site “Okdiario”, no mês anterior outro distrito de Barcelona realizou uma reunião (um conselho de bairro), onde havia uma espécie de faixa que dizia: “Deus tem uma vagina. A reunião foi realizada em um centro cívico e contou com a presença de Mercedes Vidal Lago, uma vereadora da prefeitura de Barcelona.

Foi alegado, na época, que a faixa pertencia a uma exposição anterior, em comemoração ao “Día de la Mujer y la Huelga Feminista del 8M“. Contudo, houve muita chiadeira em virtude da faixa não ter sido retirada para que a reunião acontecesse.

Foi alegado, na época, que a faixa pertencia a uma exposição anterior, em comemoração ao “Día de la Mujer y la Huelga Feminista del 8M”.

Ainda no mês anterior, a Prefeitura de Madri incluiu em sua programação teatral uma peça de mesmo nome (“Deus tem vagina”), em que todos os atores apareciam completamente nus e representavam os festejos da Semana Santa. O objetivo alegado, no entanto, teria sido “desconstruir as tradições mais arraigadas da sociedade andaluza, num exercício coletivo para repensar um feriado despido de divindades”. Enfim!

Conclusão

Fora de Contexto! De fato houve uma controversa apresentação de um coletivo de dança chamado “Losin’FormAlls”, no dia 24 de setembro de 2019, em Barcelona, na Espanha. Essa apresentação estava inserida no MAC (Mercè Arts de Carrer) – um festival de arte de rua composto por dança, teatro, música e performances dos mais variados tipos – que por sua vez fazia parte da Festa de la Mercè – uma festa anual de cinco dias em homenagem a santa padroeira da cidade.

Entretanto, em princípio, a apresentação não era destinada exatamente a ensinar algo sobre diversidade, homossexualidade ou algo de cunho sexual, mas tão somente dança e expressão corporal. Era uma espécie de “batalha” envolvendo coletivos de dança e estava liberada para todos os públicos. Embora o “gosto” possa até ser questionável, tudo não passou de uma mera performance artística. Portanto, não se tratava exatamente de um “striptease”. Prova disso, é que essa palavra apareceu entre aspas nos títulos e textos de diversos sites de notícias espanhóis.

Houve uma certa revolta, principalmente de pais, mães e políticos de viés mais conservador, que julgaram que tal apresentação era desnecessária por haver dezenas de crianças na plateia, principalmente em frente ao palco. Afinal de contas, as partes íntimas dos dançarinos, por mais que usassem “tangas”, ficaram em evidência.

Aliás, essa não foi a única polêmica recente que a prefeita de Barcelona, Ada Colau, uma ativista feminista e a primeira mulher a assumir a prefeitura da cidade, se envolveu. Manifestações, eventos ou apresentações artísticas que abordam sexualidade e religião vêm se tornando alvo de polêmica ao longo do seu mandato.

Continue lendo

Jornalista e colaborador do site de verificação de fatos E-farsas entre janeiro de 2019 e dezembro de 2020. Entre junho de 2015 e abril de 2018, trabalhei como redator do blog AssombradO.com.br, além de roteirista do canal AssombradO, no YouTube, onde desmistificava todos os tipos de engodos pseudocientíficos e casos supostamente sobrenaturais.

27 Comentários

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Publicidade

Parceiros:

Voltando a Circular

Publicidade

Topo