18.9 C
São Paulo
quinta-feira, dezembro 1, 2022

Vândalos do MST incendiaram carros de padre e de freiras em Eldorado do Carajás?

- Publicidade -

É verdade que membros do MST atearam fogo no carro do Padre Zeno e nos das freiras em uma comunidade de Eldorado do Carajás, no Pará?

O vídeo começou a circular nas redes sociais no começo da segunda quinzena de outubro de 2022 e mostra um homem de batina, acompanhado de freiras, tentando conter as chamas que estão consumindo vários veículos ao fundo, no meio do mato.

O texto que acompanha as imagens afirma que o fato teria ocorrido em uma comunidade ribeirinha em Eldorado do Carajás, no Pará, onde vândalos do MST e de movimentos de reforma agrária teriam ateiam fogo em carros do padre Zeno da Paróquia de Eldorado e nos carros das freiras que o acompanhavam.

Será que isso é verdade ou mentira?

Religiosos tentam apagar incêndio que teria sido causado pelo MST! Será verdade? (foto: reprodução/YouTube)

Verdade ou mentira?

O vídeo é real, mas não há provas de que o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) esteja envolvido no incidente.

No dia 17 de outubro de 2022, um incêndio atingiu 4 dos veículos que estavam estacionados na Diocese de Marabá (Pará). Os carros pertenciam a um grupo de cerca de 30 pessoas, entre padre, freiras e fiéis, mas ninguém ficou ferido.

Em nota, a Diocese de Marabá informou que

“se solidariza ao padre Zeno, pertence à paróquia de Eldorado e as irmãs Pequeninhas e a família do Neto diante do acidente ocorrido no início da tarde desta segunda-feira, 17 de outubro, envolvendo a queima de quatro carros na Ilha do Ronca, em São João do Araguaia”.

Além disso, a entidade descartou qualquer envolvimento de movimento social no caso.

Leia a nota na íntegra:

- Publicidade -

Nota da Diocese de Marabá (foto: Reprodução/DOL Carajás)

Locais negam envolvimento do MST

Testemunhas locais afirmaram em entrevista ao DOL Carajás que os religiosos foram passear na Ilha do Ronca, em São João do Araguaia, e quando retornaram à tarde, avistaram o fogo. 

“A gente não sabe como foi, se o fogo veio da mata, mas não tem nada a ver com movimentos sociais. Com certeza em função do verão amazônico e acabou ocasionando o fogo”, disse José Bezerra da Silva Neto, da Pastoral da Comunicação da Paróquia de São José Operário.

Neto também disse que essa não havia sido a primeira vez que esse tipo de incidente ocorreu no mato do local.

A participação de membros do MST também foi descartada pelo padre Zeno Rodrigo de Aguiar, que estava no local. Em entrevista à TV Correio, Zeno disse que foi um grande susto e fez um apelo:

“É muito importante buscar a verdade antes de divulgarmos uma situação que pode prejudicar inúmeras pessoas, inclusive instituições ou movimentos”.  

O superintendente regional da Polícia Civil Vinícius Cardoso à TV que o indicativo inicial é de um acidente:

“Apesar de ser muito prematuro para dizer com precisão, tudo indica que foi um incêndio acidental. O fogo deve ter se iniciado na pastagem, como é muito comum nesta época do ano, e se alastrou até os carros”, disse o delegado.

Conclusão

Não há provas de que o MST ateou fogo em carros de padre e de freiras em Eldorado do Carajás. Tudo indica que o incêndio que danificou 4 dos 6 carros estacionados no meio do mato foi acidental.

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui