Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

10 boatos sobre o Ebola!

Falso

10 boatos sobre o Ebola!

O que é verdade e o que é mentira sobre o Ebola? Separamos 10 boatos sobre a doença que ainda deixa muita gente na dúvida!

No segundo semestre de 2014, a web foi inundada de notícias desencontradas e erradas a respeito do ebola. Muita gente repassando notícias falsas misturadas com fatos sem saber que isso acaba atrapalhando ao invés de ajudar.

Abaixo, separamos algumas dessas histórias pra explicar o que é verdade e o que é falso a respeito do ebola!

Vírus do Ebola! (foto: Divulgação)

Vírus do Ebola! (foto: Divulgação)

1 – O ebola é transmitido pelo ar

Falso!

O vírus do ebola é transmitido apenas através do contato direto com o sangue ou outros fluídos do infectado (humanos ou animais). Ainda não há nenhuma comprovação de que o ebola possa se modificar e passar a se espalhar através do ar. De acordo com várias publicações científicas, como a Scientific American, é muito improvável que o vírus do ebola sofra alguma mutação tão radical a esse ponto!

2 – O ebola pode matar

Verdade!

Em outubro de 2014, um relatório da Organização Mundial da Saúde mostrou que mais de 4 mil pessoas já morreram com a doença nos 7 países onde há o surto de ebola. No total, 8.897 pessoas já foram contaminadas pelo vírus na Guiné, na Libéria, na Nigéria, no Senegal, em Serra Leoa, na Espanha e nos Estados Unidos.

ebola

Mais de 4.400 pessoas já morreram de ebola! (foto: Reprodução/Facebook)

3 – Febre já é sinal de ebola

Meia-verdade!

A febre é apenas um dos sintomas da doença, mas não é o único! Entre dois dias e até três semanas após a infecção, os sintomas podem se manifestar. A princípio, a doença se parece com uma gripe normal, com dores de cabeça e febre. O paciente com ebola começa a ter hemorragias externas e deficiência de rim e fígado.

Além disso, outros sintomas podem surgir, como:

  • Náuseas e vômitos
  • Diarreia (às vezes com sangue)
  • Olhos vermelhos
  • Erupções cutâneas
  • Dor no peito e tosse
  • Dor de estômago
  • Grave perda de peso
  • Sangramento, especialmente nos olhos
  • Hemorragia interna

Há casos mais graves em que o doente sofre sangramentos pelo nariz, olhos e boca e, dependendo do tipo de vírus, é fatal em até 90% das vítimas. De acordo com boletins da Organização Mundial de Saúde, na epidemia atual, a taxa de mortalidade está acima de 60%.

4 – Beber água sanitária ou água salgada ajuda na cura do ebola

Falso!

Esse é um das inúmeras mentiras a respeito da doença que atrapalha (e muito) no controle da disseminação da epidemia. Água sanitária não cura o ebola, assim como beber água do mar também não ajuda a acabar com os sintomas causados pelo vírus.

Segundo apurado pela rede de notícias ABC, várias mortes ocorreram por causa desses boatos! No início de agosto de 2014, um estudante nigeriano espalhou a “brincadeira“ através de SMS sobre a possível cura do ebola apenas com a ingestão de água do mar. Muita gente acreditou… E duas pessoas acabaram morrendo! Brincadeira sem graça, né?

Mensagem espalhada pelo Facebook afirma que beber água sanitária é bom pro Ebola! Falso!

Mensagem espalhada pelo Facebook afirma que beber água sanitária é bom pro Ebola! Falso!

A doença ainda não tem cura, apesar de várias vacinas estarem sendo testadas!

5 – O ebola já chegou no Brasil

Falso!

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Ainda não há nenhum caso confirmado de ebola aqui no Brasil. Em agosto de 2014, publicamos uma pesquisa a respeito de um boato afirmando que um homem havia sido internado no Maranhão com o vírus do ebola. Conforme apuramos, a notícia era falsa!

6 – Duas vítimas do ebola ressuscitaram na Libéria

Falso!

Em setembro de 2014, essa história afirmando que duas mulheres com ebola haviam ressuscitado 2 dias após suas mortes foi publicada em um monte de jornais no mundo todo, mas mostramos aqui no E-farsas que isso não passou de mais uma lenda urbana.

(foto: Reprodução/Facebook)

Duas mulheres vítimas do ebola teriam ressuscitado na Libéria! (foto: Reprodução/Facebook)

 7 – O ebola é uma doença nova

Falso!

Conforme explicado no site Médicos sem Fronteiras, o vírus Ebola foi registrado pela primeira vez em 1976, em surtos simultâneos em Nzara, no Sudão, e em Yambuku, na República Democrática do Congo, em uma região situada próximo do Rio Ebola, que dá nome à doença.

geographic-ebola 

8 – É difícil se prevenir contra o ebola

Falso!

Como o contágio se dá apenas por contato direto, algumas medidas simples podem evitar o contágio:

  • Evitar o contato com indivíduos ou animais infectados
  • Evita tocar em feridas que estejam sangrando
  • Evitar manusear objetos contaminados
  • Usar camisinha em todas as relações sexuais
  • Não comer, em hipótese alguma, frutas roídas (elas podem estar contaminadas com a saliva de animais contaminados). O morcego da fruta é o principal hospedeiro da doença!

9 – O vocalista do U2 contraiu o ebola

Falso!

A notícia se espalhou pela web em outubro de 2014. De acordo com a manchete, Bono Vox – vocalista da banda irlandesa U2 –  teria contraído o ebola após tratar de um paciente liberiano. Só que a notícia era falsa e foi inventada pelo site especializado em criar notícias humorísticas Organ Grinder Magazine.

Bono Vox estaria interado com ebola? (foto: reprodução/facebook)

Bono Vox estaria interado com ebola? (foto: reprodução/facebook)

Bono não está com a doença! A foto que mostra o cantor hospitalizado é de 2010, ocasião em que ele estava se recuperando de uma operação de hérnia de disco.

10 – Desenho Os Simpsons previu o ebola em 1997

Falso!

A imagem que apareceu na web na segunda quinzena de outubro de 2014 mostra uma cena que teria sido tirada de um episódio de 1997 do desenho Os Simpsons prevendo o surto de ebola (que viria a ocorrer somente 17 anos depois). A verdade é que a cena ocorreu mesmo, mas não há nada de previsão nisso!

Conforme apurou o folclorista David Emery, pesquisador do conceituado Urban Legends, o Ebola já havia sido discutido em detalhes no livro best-seller de Richard Preston chamado The Hot Zone. O livro foi publicado em 1995 – dois anos antes do episódio “O Sax de Lisa” ir ao ar. The Hot Zone foi uma das inspirações dos roteiristas de Os Simpsons, que não previram nada, apenas fizeram uma piada com um assunto que estava na moda na época!

Reprodução de uma cena do episódio "O Sax de Lisa" de 1997!

Reprodução de uma cena do episódio “O Sax de Lisa” de 1997!

Conclusão

Essas foram apenas alguns dos boatos que surgiram na web depois do surto de ebola que se espalhou pela Africa. Em breve, reuniremos mais algumas dessas histórias e explicaremos aqui o que é verdade e o que é farsa!

Continue lendo
7 Comentários

7 Comments

  1. Diogo

    18 de outubro de 2014 em 1:41

    Recebi esse link pelo face, alguém sabe algo sobre?

    https://www.facebook.com/marchadamaconha/posts/627381477370274

    • Lucho

      25 de outubro de 2014 em 21:09

      Texto publicado no facebosta? Nem falo nada.

  2. Alex

    18 de outubro de 2014 em 15:01

    “mais de 4 mil pessoas já morreram com a doença nos 7 países onde há o surto de ebola”

    mAs Eua e espanha não estão com “surto” e sim com algumas pessoas infectadas logo, a afirmação está incorreta

  3. Pierrot

    20 de outubro de 2014 em 6:32

    Só não concordo com o fato do vírus poder ter uma mutação iminente.
    Acho que sou muito desconfiado.
    Ótima matéria.

  4. Robson

    21 de outubro de 2014 em 21:20

  5. Italo Portinho

    31 de outubro de 2014 em 23:17

    Mas no post da maconha cura ebola fala que o ebola nao tem cura tem link oara este post aqui que nao fala nada sobre o assunto. Eu pelo menos tinha para mim, segundo tudo que eu ja tinha visto publicado, que o ebola nao tinha cura e comecei a estranhar todos os infectados de paises fora da africa se curarem facilmente.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo