Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

A carta-renúncia da Dilma já está pronta?

Falso

A carta-renúncia da Dilma já está pronta?

É verdade que a presidente Dilma Rousseff já preparou uma carta com a sua renúncia com a ajuda de dois de seus ministros?

A notícia apareceu no dia 07 de agosto de 2015 e se espalhou rapidamente nas redes sociais e em diversos sites e blogs. De acordo com o texto, Dilma Rousseff já teria preparado uma carta-renúncia com a ajuda de dois dos seus ministros mais próximos, Aloizio Mercadante e José Eduardo Cardozo.

De acordo com fontes do Palácio – segundo a manchete – com a renúncia da presidente, o vice-presidente Michel Temer assumiria imediatamente o comando do Executivo.

Será que isso é verdade mesmo?

Carta com a renúncia de Dilma já está pronta! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

Carta com a renúncia de Dilma já está pronta! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdadeiro ou falso?

Todos os sites, portais e blogs que publicaram essa notícia citaram como fonte uma matéria publicada nos primeiros minutos do dia 07 de agosto de 2015 pelo jornalista Cláudio Humberto, no site Diário do Poder.

Cláudio Humberto, que não dá nenhum prova de onde ele teria tirado essa informação (ele apenas afirma que “fontes do Palácio” teriam dito que havia uma carta-renúncia), foi assessor de imprensa de Fernando Collor de Mello e tornou seu porta-voz quando ele assumiu a presidência. Conhecido por fazer oposição ao Governo do PT, Humberto passou a publicar no seu Diário do Poder notícias com alguns… digamos… problemas de apuração jornalística.

Conforme lembrado pelo jornal Diário de Pernambuco, em 2015, por exemplo, Cláudio Humberto chegou a afirmar que Renata Campos, viúva do ex-candidato a presidente Eduardo Campos, seria vice de Lula nas eleições presidenciais em 2018 (notícia essa que foi desmentida pela ex-primeira-dama de Pernambuco).

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Cláudio Humberto também foi um dos disseminadores do boato que afirmava que a presidente Dilma teria tentado suicídio! Na ocasião, desmentimos essa mentira em primeira mão aqui no E-farsas!

Em junho de 2013, o jornalista do Diário do Poder também ficou famoso na web após “noticiar” que Dilma Rousseff teria comprado uma casa de 5 milhões em frente ao Lago Guaíba, em Porto Alegre. O jornalista Políbio Braga foi investigar essa história na época e não encontrou nenhuma prova – nem com os antigos donos e tampouco no cartório de imóveis da cidade – da compra.

Segundo o jornalista, Dilma teria comprado essa mansão por 5 milhões! (foto: Reprodução/Google)

Segundo o jornalista, Dilma teria comprado essa mansão por 5 milhões! (foto: Reprodução/Google)

Não há nenhum pronunciamento oficial do Governo sobre a alegada carta-renúncia até o fechamento desse artigo.

Boato antigo

Não é de hoje que boatos envolvendo uma possível renúncia de Dilma Rousseff circula pela web. Brincadeiras feitas no site Notícias Falsas (onde qualquer usuário pode entrar e criar uma notícia falsa), por exemplo, são bastante populares desde 2013. Blogs de oposição como Alerta Total falam de uma possível renúncia da presidente desde pelo menos março de 2015 e outros sites já cogitavam isso desde julho de 2015 ou em junho do mesmo ano.

Conclusão

Não há nenhuma prova de que Dilma Rousseff tenha preparado uma carta-renúncia! Todos os sites e blogs que pulicaram a notícia citam como fonte uma nota feita em um site de notícias que não dá nenhuma prova do que está escrito, além de ser famoso por publicar notícias inverídicas sobre o Governo de vez em quando.

Continue lendo
37 Comentários

37 Comments

  1. Rivelino

    8 de agosto de 2015 em 7:01

    Acho o Governo Dilma o pior na história brasileira.
    A política brasileira perdeu a credibilidade com tanto erro e falta de ética.
    Com ou sem carta de renúncia está evidente que está presidente é despreparada. Nunca vi uma falta de liderança tão grande. Liderança era o de Margaret Tather… a que sim era inteligente e mudou a história da Inglaterra para melhor. O inverso de Dilma.

    • Genilson

      8 de agosto de 2015 em 12:02

      Um governo que combate a corrução não agrada muita gente mesmo!

      • Carla

        10 de agosto de 2015 em 7:47

        Principalmente a uma elite imperialista e escravocrata que roubou este país impunemente por mais de 500 anos!

        • Borba

          10 de agosto de 2015 em 11:52

          Soldado virtual remunerado do PT detectado.

        • Jessé

          10 de agosto de 2015 em 12:54

          Concordo com vc, o Brasil foi e continua sendo explorado a 515 anos, desde o dia 22 de abril de 1500. 🙂

      • Jessé

        10 de agosto de 2015 em 12:51

        Quem combate a corrupção não é o Governo e sim o o MPF e a PF, que por sua vez são totalmente independentes do Governo e de ações partidárias.

        Se hoje vemos mais escândalos de corrupções não é pq está se investigando mais do que no passado, mas sim pq hj, realmente, estão roubando muito mais e em maior quantidade do que no passado.

        Não estou aqui defendendo nenhum partido político, mas sim defendendo o ótimo trabalho que os órgão de investigação federais estão fazendo, “doa a quem doer”.

        Se a grande maioria dos casos de corrupção envolve os partidos da base do governo a culpa não é da PF (ou MPF), mas sim do próprio governo que está roubando a população descaradamente.

      • Filipe

        20 de outubro de 2015 em 13:02

        COMBATE a corrupcao? Vc ta falando isso do governo mais corrputo da historia!

    • Romildo

      8 de agosto de 2015 em 18:26

      O cara realmente acha que o governo tá combatendo a corrupção Haha. Gente ingênua é o que não falta nesse país, deve ser por isso que o mesmo partido completará 16 anos na presidência.

    • Margarida

      9 de agosto de 2015 em 0:55

      Fala sério, ôh sem noção…rsrsrs

    • Ronnie Melo

      10 de agosto de 2015 em 12:38

      Quem viveu a adolescência durante os governos militares, principalmente de Costa e Silva em diante, não faz a menor ideia do que era viver em situação terrível. Quem viveu durante o governo Sarney, não sabe o que é pegar um produto na prateleira e no caixa ter que pagar mais caro (a inflação era diária). Quem viveu no governo Collor não sabe o que foi ter o dinheiro confiscado pelo Governo e acordar sem dinheiro para pagar aluguel, escola dos filhos, etc (muita gente suicidou-se, na época). Quem viveu no governo FHC não pode lembrar das lambanças fiscais e da “compra” dos deputados para ser aprovada a reeleição. Isso sem falar dos promotores públicos aposentados compulsoriamente quando eram contra o governo. Um delegado da PF foi transferido de Brasília para Boa Vista, Roraima, por estar à frente de uma operação sobre irregularidades no financiamento do BNDES no programa de privatizações. Então, veio Lula e, no final, vimos o mensalão envergonhar a todos, provando que os políticos (de maneira geral) roubam sem culpa, neste país, onde a opinião pública é ignorada. Agora é o Petrolão e quem apostar que com Aécio a decência “reinará”, pode tirar seu cavalinho da chuva, pois vai se decepcionar. E feio!

  2. Rodrigo

    9 de agosto de 2015 em 13:35

    Penso que se houvesse uma eleição hoje e a Dilma pudesse tentar reeleição, ela seria reeleita.

  3. marcelo

    9 de agosto de 2015 em 15:51

    Governo que combate à corrupção? Tá de sacanagem? Saber de tudo e não fazer nada esperando que outros façam não é exactamente com bar a corrupção! Cada um…

  4. Silva

    9 de agosto de 2015 em 20:10

    A Dilma não renunciará! Mesmo que a direita brasileira e a mídia direitista esperneiem e sejam mais eficientes em ludibriar a população, não haverá renúncia e nenhum tipo de golpe de Estado moderno no Brasil. A presidente foi reeleita democraticamente e a próxima mudança na chefia do executivo nacional será apenas em 2018. Se chegarmos até lá!

    • Leesco

      12 de agosto de 2015 em 8:58

      A saída de Collor também foi democrática, não houve “golpe de Estado moderno no Brasil”. Só para constar! Não adianta se “apoiar” nessa de golpe, ninguém vai dar golpe nenhum, quem garante o cargo público é a constituição, desde que respeitado seus trâmites, claro! E não sou favorável a PSDB nem PMDB! A análise deve ser dos fatos e ponto! Coxinha, PTralha, pouco importa, consta na constituição pena para determinado crime, deve ser cumprido. Cabe aos orgãos competentes investigar e executar! Isso faz parte do processo democrático, senão falamos em Ditadura!

  5. Ricardo

    10 de agosto de 2015 em 11:51

    Que pena não ser verdade, que pena, lamento

    • Gilmar Lopes

      10 de agosto de 2015 em 11:52

      Se fosse verdade, o Temer iria assumir, né? Seria uma boa?

      • ricardo

        10 de agosto de 2015 em 12:05

        Boa não seria não amigo, seria otimo, qualquer um, veja bem, qualquer um…. seria melhor, qualquer um mesmo…. ninguem consegue bater a incompetencia da véia dilma.

        • Jessé

          10 de agosto de 2015 em 12:56

          E quem disse que é a Dilma que está comandando o País? kkkkkk Se ela renunciar a figurinha muda mas quem realmente rouba, digo, governa este país serãos os mesmos de sempre.

        • Thiago

          11 de agosto de 2015 em 17:29

          Sério que tu acredita que a Dilma manda e desmanda nessa país sozinha? Mais um que lê imagem de revolta no facebook e acha que entende de politica… Se a Dilma renunciar e o Temer tomar seu lugar, nada, NADA irá melhorar, vai piorar e muito. A porcaria já foi feita nas eleições, agora é abaixar a cabeça e esperar esses 4 anos passar rápido…

      • Samuel

        10 de agosto de 2015 em 12:15

        Com certeza pior que esta não fica sr. gilmar

        • Gilmar Lopes

          10 de agosto de 2015 em 12:19

          kkkkkkkkkkkk! Pior é que é!

  6. Lula

    10 de agosto de 2015 em 11:58

    Nunca ela vai renunciar, minha companheira, é mulher macho, foi ate estuprada por militares por nosso pais, e tudo que roubamos é poruqe merecemos, e roubamos por um ideal, não roubamos a toa. Espero que vcs coxinhas saiam do nosso brasil, e lembre-se é nos que estamos no poder então melhor vcs ficarem quietinhos e aceitar pq quem manda sou eu, o PT é otimo

    • Cida

      16 de outubro de 2015 em 13:45

      Kkkkkkkkk

  7. Ricardo

    10 de agosto de 2015 em 13:08

    Para aqueles que acham que a Dilma foi a pior presidente, um texto da Clair Castilhos Coelho. O texto é grande, mas vale a pena ler, principalmente os coxinhas de plantão:
    “Em 1985 Eduardo Alves da Costa publicou um livro de poemas denominado “No Caminho, com Maiakóvski”. O poema título foi muito difundido através de discursos, panfletos, aulas, reproduzido em transparências (não havia ainda o “Power Point”) por professores, militantes, políticos e muitos outros que naquela época lutavam pelas liberdades democráticas. O poema na maioria das vezes foi atribuído ao próprio Maiakóvski.

    Aqui cabem alguns lembretes aos/às novos/as viúvos/as da ditadura. A corrupção era endêmica no governo militar “Em 1963 a inflação era de 78%, vinte anos depois, em 1983 era de 239%.O endividamento chegou ao final da ditadura a US$ 100 bilhões e (…) as decisões econômicas eram tomadas não pelo ministro da economia, mas pelos tecnocratas do FMI chefiados pela senhora Ana Maria Jul”. Não havia nem soberania e nem mais dignidade nacional. Quanto ao capítulo da corrupção, é bom não esquecer e procurar os dossiês dos casos da Coroa-Brastel, Capemi, Projeto Jari, Luftalla, Banco Econômico, Transamazônica e Paulipetro.

    Passaram os anos e em 1989 ocorreu a primeira eleição direta para presidente após a redemocratização. Fernando Collor foi eleito sustentado pelas principais forças de direita que anos antes haviam apoiado o golpe civil-militar de 1º de Abril de 1964. A tragédia brasileira se renovava com nuances de cinismo e farsa. As empresas estatais foram apelidadas de “elefantes brancos” e os servidores públicos de “marajás”. A poupança dos brasileiros foi confiscada.

    A corrupção era epidêmica. Seguiu-se a cassação de Collor, a gestão de Itamar Franco, a eleição e reeleição de Fernando Henrique Cardoso pela coligação PSDB/PFL.

    Quando Fernando Henrique Cardoso foi presidente o país assistiu estarrecido ao maior espetáculo de leilão, doação, concessão além de vultosas oferendas do patrimônio público ao capital privado. Foi o tempo da “privataria tucana”.

    Foram entregues à rapinagem internacional e nacional as grandes empresas brasileiras a maioria originária da Era Vargas. O Brasil foi transformado num gigantesco brechó aonde o “mercado” vinha às compras. Nesta tragédia suicida foi liquidada a Vale do Rio Doce, a Embratel e as telefônicas estaduais, a Companhia Siderúrgica Nacional, a Eletrosul, o Banespa e todos os bancos estaduais, enfim, em torno de 125 estatais. Era a grande demonstração de boa vontade que o Brasil exibia para se inserir na fase neoliberal do capitalismo que se implantava fortemente na América Latina. A prova de fidelidade a esse alinhamento, segundo os jornais da época, era a venda da Companhia Vale do Rio Doce, uma das maiores mineradoras do mundo referida pelos leiloeiros como a “joia da coroa”.

    Esses leilões, ou crimes de “lesa-pátria”, nessa época foram travestidos de “modernidade”.

    Mesmo com tanta boa vontade e subserviência o Brasil, nesse período, “quebrou” três vezes enquanto o FMI dava “régua e compasso” aos governantes/vassalos que gerenciavam o país.

    Com o passar dos anos essa temporada de traição e vilania foi aos poucos entendida como um dos maiores crimes contra a soberania e o patrimônio nacionais. A tal ponto, que a partir daí os candidatos a presidente do PSDB, partido responsável por essa insânia, escondiam o nome de Fernando Henrique Cardoso nas campanhas eleitorais.

    Finalmente, após quatro eleições as forças democráticas conseguiram eleger como presidente Luis Inácio Lula da Silva pelo PT em 2002. Lula foi reeleito e após o segundo mandato elegeu a sua sucessora, a Presidenta Dilma Rousseff que também foi reeleita. E assim se passaram 12 anos de governos do PT apoiados por uma extravagante coligação de “direita- centro-esquerda”!

    A corrupção continua endêmica! O que mudou foi o cenário político.

    Como sempre as elites conservadoras e reacionárias não descansam e não desanimam da sua faina cotidiana de se manter no poder e garantir a hegemonia política na luta de classes e a perenidade do capitalismo.

    Agiram mediante um intenso assédio ideológico, midiático, informador e enformador de mentes, formatação e condicionamento de raciocínio, conceitual e político-partidário. Nunca aceitaram o fato de “um dos de baixo” ter ganhado uma eleição para o maior cargo político do país.

    Nesse aspecto é bom fazer uma ressalva, apenas foi ganha a eleição, ou seja, a possibilidade de administrar o Estado cuja natureza permanece a mesma. Para transformar é necessário romper com a estrutura e isso só com uma ruptura profunda, uma revolução. O que, certamente, não ocorreu! Não adianta exigir que a coligação de “direita-centro-esquerda” que assumiu o governo dê além daquilo que a realidade permite.

    O que não é possível aceitar é que tenha feito muito menos do que era necessário e possível para avançar. O que é impossível aceitar é que o governo tenha dado uma guinada à direita e se submetido às pressões do capital rentista mudando radicalmente a política econômica. Não adiantou a submissão, os ataques continuam cada vez mais virulentos e agora com o argumento de estelionato eleitoral. A operação de destruição do governo continua implacável.

    O governo é acusado de tudo o que é execrável. Com fatos verdadeiros ou não. Foram e são acusados de corrupção, roubo e demais delitos correlatos. Os “malfeitos”! Os exemplos mais notórios são os processos do “mensalão” e do “lava-jato”, entre outros. Muitas acusações são pertinentes e verdadeiras, mas o que é tristemente grave como efeito colateral dos julgamentos foi a devastadora ação deseducativa e antipedagógica sobre a percepção do povo a respeito do processo e do fazer da política.

    A decepção e o desencanto com as lideranças históricas, muitas originárias das lutas contra a ditadura, provocaram um grave desalento na militância, nos simpatizantes e na população em geral. Tudo isso somado à ação contínua, intensa, deletéria, alienante e agressiva dos “PIG” – Partido da Imprensa Golpista. Esses meios usam palavras e imagens com a nítida intenção de despertar na população raiva, insanidade e ódio irracional. Isto se traduz em agressões violentas, machistas, xenófobas e racistas. O alvo é o pensamento de esquerda, feminista, antirracista e libertário.

    A personagem mais agredida e humilhada é a da Presidenta da República. Vítima de uma truculência sem igual se comparada aos outros presidentes do país. No lugar do debate político e ideológico, da discussão sobre as grandes questões nacionais, sobre os novos paradigmas, sobre este momento de transição no mundo e da crise do capitalismo os pontos centrais das contendas são rasteiros, paroquiais e vazios de ideias e propostas. E isto cabe para um grande número de sujeitos políticos de todas as cores do espectro ideológico.

    O Brasil atravessa uma crise de pensamento, de credibilidade, de ideários consistentes e comprometidos com a emancipação do povo. As palavras de ordem se esgotaram e não sobrou nada. O resultado marcante é a desmobilização, a tristeza, a anomia e a apatia das forças progressistas.

    A imagem dominante no Brasil é a de um país que está totalmente submetido ao pensamento conservador e fundamentalista. Os exemplos são dolorosos: o agronegócio é o grande motor da economia e salvador do PIB, a Petrobrás precisa ser privatizada, pois é um antro de criminosos, as massas estão nas ruas exigindo a saída da presidenta, a classe média urbana sofrendo de absoluta idiossincrasia ao governo federal e aos partidos que o sustentam, os deputados e senadores da bancada BBB (Boi, Bíblia e Bala) dominam o parlamento disseminando violência, agressões físicas e verbais inclusive contra as parlamentares mulheres que os enfrentam nos debates.

    O fundamentalismo religioso e o conservadorismo ideológico disseminam a misoginia e o ódio contra qualquer atitude mais avançada.

    Uma verdadeira cruzada contra as mulheres e as reivindicações sobre os direitos sexuais e reprodutivos, os LGBTTs são demonizados, os jovens com prescrição legislativa de extermínio, os velhos culpados pelo déficit da previdência social, indígenas e quilombolas totalmente dispensáveis, os negros com lutas históricas contra a discriminação ainda padecem das crônicas iniquidades, ataques letais aos direitos trabalhistas. Nessa dinâmica perversa sobressai a imagem de uma sociedade hostil e desumana com os diferentes ou opositores. Uma sociedade dominada por uma minoria de homens brancos, ricos, de meia idade, capitalistas e agora acrescidos de religiosos fanáticos. Esse o quadro.

    É de se perguntar, não existe mais nada no Brasil? Onde estamos? Será que o Brasil é apenas esse monte de lixo?

    O filósofo Vladimir Safatle na coluna denominada “O paradigma da Representação” cita uma interessante passagem ocorrida na campanha eleitoral francesa. “Houve ao menos um belo momento na última eleição presidencial francesa, há alguns anos. O então candidato da Frente de Esquerda, Jean-Luc Mélenchon marcou um comício na praça da Bastilha, no dia em que se comemora a Comuna de Paris. Ninguém sabia quantas pessoas estariam presentes até que uma massa impressionante apareceu de maneira inesperada. Algo em torno de 100.000 pessoas. Diante de todas aquelas pessoas, o candidato teve a sagacidade de começar seu discurso perguntando: “Onde todos nós estávamos”?”

    É hora de reagir. É hora de não ter timidez e nem deixá-los causar embaraços a nossas posições políticas. É hora de também nos perguntarmos: – Onde estamos? É hora de recordarmos o significado do belo trecho do poema “No caminho, com Maiakóvski”:”

    • JESSÉ

      11 de agosto de 2015 em 12:29

      “Para aqueles que acham que a Dilma foi a pior presidente, um texto da Clair Castilhos Coelho. O texto é grande, mas….”

      PAREI DE LER AQUI 🙂

      • Ricardo

        12 de agosto de 2015 em 8:15

        Posso saber porque?

        • Ronny Santana

          11 de setembro de 2015 em 6:56

          Nem leu o texto e está criticando… Lamentável!

          Parabéns, Ricardo!

  8. CASTRO

    12 de agosto de 2015 em 7:16

    GENTE EU FALO APARTIR DE ANGOLA ,SITUACAO QUE SE PASSA NO BRASIL TEM DE SER ENCARADA COM NORMALIDAE POR VOSSA PARTE COMO CIDADAOS NATIVOS DO PAIS ,MANIFESTAR SE NAO RESOLVE PROBLEMA NENHUM SENTEM A MESA COM A VOSSA PRESIDENTE E UMA BOA MULHER PARA DIRIGIR O VOSSO PAIS

  9. Tiago

    12 de agosto de 2015 em 11:49

    Francamente, não tem como defender esse atual governo… Governo esse que se pauta na mentira, na falácia, nos discursos vazios esquerdopatas ultrapassados, de usar pessoas revoltadinhas por natureza para serem militantes “idiotas-úteis”, e até ter braço armado (MST)… Cortam-se verbas para Educação (vejam quanta gente ficou sem o FIES e o pronatec, pilares da campanha da Dilma em 2014), cortam-se verbas para Saúde, cortam-se benefícios aos trabalhadores (ela afirmou no debate em rede nacional, ao vivo, que não ia mexer nos direitos trabalhistas NEM QUE A VACA TUSSA, mas fez tudo aquilo que ela acusava que seus rivais fariam), enfim…. mas para 39 ministérios, banqueiros, cargos comissionados, MST, CUT, MAV, Dilma Bolada, Titica Anta Cruz, irmãos Castro entre outros, sempre tem grana sobrando!

    Com Aécio ou marina seria diferente? Não muito, a bomba armada pelos anos de PT já estava armada. e explodiria de qualquer maneira. Mas tirar o PT do poder, é uma prioridade. nenhum partido presta, nenhum é exemplo de moralidade e honestidade, mas o PT mostrou ser um partido mentiroso, falacioso, demagogo e hiócrita, em todos os seus 12 anos à frente do GF. Sem contar que, em quase todas as prefeituras que o PT passou, ficou aqauele rombo nos cofres públicos… PT quebrou as cidades por onde governou! Santos, itajaí, caxias do Sul, Blunmenau, Joinville, São Paulo com a Marta e Erundina (com Haddad e suas ciclovias milionárias, que ligam o nada ao lugar nenhum, pode ir pro mesmo caminho)… E o PT fora contra a Lei de Responsabilidade Fiscal – e manteve-se fiel a isso com as recentes “pedaladas”!

    Desculpem o desabafo. Sei que o texto foi longo, e muitos só leriam as 2 primeiras linahs e me chamarão de “coxinha burguês fascista neoliberal golpista lavete bolsonete tucano opressor”, pois são as únicas coisas que esses MAVs conseguem responder e defender suas posições.

    Tenho dito. E parabéns ao E-farsas por manter sua imparcialidade.

  10. Ricardo

    12 de agosto de 2015 em 12:32

    Tiago, você anda assistindo demais a Rede Globo e/ou lendo muito a Veja. Você tá falando sério? Olha só, o PT realmente fez muita besteira, tem muito o que melhorar, mas dizer que “não tem como defender esse governo”, é meio exagerado. Vou dar alguns exemplo (no final do post) e por favor, me dê sua opinião. O que eu acho que está muito errado é esse ódio que se criou contra o PT. isso quem criou foi nossa mídia (leia-se Rede Globo e afins) e se a Globo está no jogo, aí tem coisa. Como dizia o Brizola: “Se a Globo é a favor, eu sou contra. Se ela é contra, eu sou a favor”. É incrível, não tem mais como discutir política, as pessoas ficam exaltadas demais. É um ódio tão grande, que dá até medo de falar qualquer coisa boa sobre o PT (irão dizer que não existe nada de bom no PT), e só falta partirem pra porrada. Parece que foi o PT que inventou a corrupção.

    Posição entre as Economias do Mundo:
    2002 – 13ª
    2014 – 7ª

    Salário Mínimo Convertido em Dólares:
    2002 – 86,21
    2014 – 305,00

    Governo FHC – 9,1%
    Governos Lula e Dilma – 5,8%

    Taxa Selic:
    2002 – 18,9%
    2012 – 8,5%

    Desigualdade Social:
    Governo FHC – Queda de 2,2%
    Governo PT – Queda de 11,4%

    Taxa de Pobreza:
    2002 – 34%
    2012 – 15%

    Taxa de Extrema Pobreza:
    2003 – 15%
    2012 – 5,2%

    Risco Brasil (IPEA):
    2002 – 1.446
    2013 – 224

    Tem vários outros índices, mas coloquei somente alguns. Como dizer que o PT não fez nada??? E por favor, venham com argumentos válidos, sem ódio.

  11. Antônio

    12 de agosto de 2015 em 14:23

    Prefiro o PT no governo, pois eles tratam com mais humanidade os mais necessitados, não foi a toa que Lula foi reconhecido internacionalmente como o melhor presidente que o Brasil já teve. Espero que ele volte em 2019.

  12. Marcos

    12 de agosto de 2015 em 22:29

    Não duvido que ela tenha uma carta pronta para caso de emergência. Não se pode esquecer que ela está ameaçada por 3 frentes (TCU, Impeachment e TSE). Se a coisa chegar ao ponto em que é quase certo ser derrubada, a renúncia é uma opção a ser analisada. Tudo depende do cálculo político.

    Mas de fato não há evidência alguma de que a carta exista e se existir isso não significa que ela não vai lutar até o final e apenas renunciar caso leve um xeque-mate em alguma das investigações. Sinceramente, duvido muito numa renúncia fora dessa hipótese no momento atual.

  13. Washington Ramos da Silva

    16 de agosto de 2015 em 22:17

    A turma dos comentários já disseram tudo. Não posso comentar mais nada. Li todos e me faltaram palavras para fazer o meu. Digo apenas que devemos esperar os acontecimentos. Quem está certo ou quem está errado, disso todo o povo brasileiro já está sabendo. É por isso que não vou comentar nada. De uma maneira ou de outra, digo apenas que eu, como todo o povo brasileiro, está muito prejudicado.

    • Um cara qualquer

      17 de agosto de 2015 em 19:29

      O negocio é não ser tão extremista e pesquisar a validade dos argumentos

  14. MACAXEIRA

    18 de agosto de 2015 em 14:38

    Falta humildade para o governo do PT com os brasileiros

  15. MACAXEIRA

    18 de agosto de 2015 em 14:41

    Chega de PT corrupção ,até quando

  16. antonio ferreira de souza

    5 de outubro de 2015 em 12:14

    São tanto os comentário maldosos, notícias infundadas; nos levam a não acreditar mais em nada; Rogamos ao Gr. Deus para sairmos dessa situação.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo