Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Baderneiros petistas atearam fogo em aldeia indígena na Amazônia?

Fora de Contexto

Baderneiros petistas atearam fogo em aldeia indígena na Amazônia?

Baderneiros petistas atearam fogo em aldeia indígena na Amazônia?

Nos últimos dias, o vídeo de uma índia mostrando uma área de reserva ambiental ardendo em chamas viralizou nas redes sociais. Naturalmente, diante da situação, ela estava muito exaltada, segurando o choro e muito nervosa.

Eis o que ela dizia:

Olha o que eles fizeram com a nossa reserva. Dois anos que a gente estava lutando para preservar isso aqui, e agora vem uns baderneiros atear fogo na nossa aldeia. Se não bastasse a Vale matar nosso rio… matar nossa fonte de vida, agora viraram e puseram fogo na nossa reserva. Nós não vamos nos calar. Amanhã nós vamos fechar a pista e queremos a mídia aqui para nos defender

Confira o vídeo abaixo:

A Viralização do Vídeo no Exterior

Um usuário holandês no Twitter, chamado Alexander Verbeek, publicou esse mesmo vídeo que já foi visto cerca de 9 milhões de vezes! Sua conta possui o famoso selo de verificação azul, que é geralmente destinado a contas de interesse público. Isso porque Alexander é ex-diplomata e ex-consultor de Política Estratégica sobre Questões Globais do Ministério das Relações Exteriores da Holanda. Atualmente, Alexander possui mais de 200 mil seguidores somente no Twitter.

Formado em Yale, ele alega que seu trabalho é colaborar com governos, empresas e agências da sociedade civil para criar soluções para os desafios ambientais, de recursos e demográficos do século XXI. Confira seu tuíte abaixo:

Seu tuíte utilizou a hashtag “AmazonFires” para indicar que o vídeo seria referente as queimadas na Amazônia.

A Viralização do Vídeo no Brasil

Entretanto, aqui no Brasil, a disseminação do vídeo ganhou contornos políticos. Muitos usuários o divulgaram como “uma espécie de prova em relação as suspeitas do presidente Jair Bolsonaro de que ONGs estariam provocando as queimadas na Amazônia”. Vale lembrar nesse ponto, que Jair Bolsonaro não forneceu nenhuma prova que isso estivesse acontecendo. No entanto, outros foram mais além. Houve até quem dissesse que o fogo se tratava da ação de “baderneiros petistas”.

Confira algumas publicações realizadas no Facebook nesse sentido:

Entretanto, será que o vídeo mostra uma área de reserva ambiental ardendo em chamas, na Amazônia? O vídeo serve como prova de que ONGs ou baderneiros petistas estão provocando as queimadas no Brasil? Qual a realidade por trás desse vídeo? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

Fora de contexto! O vídeo não mostra uma área de reserva ambiental queimando na Amazônia, tampouco foi gravado neste mês de agosto de 2019. Além disso, o vídeo, isoladamente, não prova que houve a ação de ONGs ou indivíduos pertencentes a quaisquer partidos políticos na ação.

Quando e Onde o Vídeo Foi Gravado?

O vídeo foi gravado no dia 6 de julho de 2019 na aldeia indígena Naô Xohã, da etnia Pataxó hã-hã-hãe, que fica localizada numa reserva ambiental às margens do rio Paraopeba, em São Joaquim de Bicas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, no Estado de Minas Gerais! Portanto, estamos falando de uma área de Mata Atlântica, não da Amazônia.

Quem é a Mulher que Aparece no Vídeo?

A mulher que aparece no vídeo é Celia Ãngohó, porta-voz e esposa do cacique da aldeia. Ao “Projeto Comprova” (uma coalização formada por 24 veículos de mídia para combater a desinformação), ela confirmou, por telefone, que é a mesma mulher que aparece no vídeo que viralizou recentemente. Celia também chegou a lamentar que a recente viralização não tivesse dado voz a ela e sua aldeia.

A origem e a data do vídeo foram também confirmadas pela Procuradoria da República em Minas Gerais.

Celia Ãngohó, porta-voz e esposa do cacique da aldeia.

Ao “Comprova”, Celia Ãngohó não mencionou ONGs e afirmou que não sabia quem havia causado o incêndio na área da aldeia onde vive, ainda que acreditasse que o fogo tivesse origem criminosa. Isso porque, ela alegou que havia sido encontrada uma garrafa plástica com cheiro de combustível no local horas após o Corpo de Bombeiros ter controlado o fogo.

Essa parte da garrafa plástica é interessante, visto que, segundo a Record TV Minas, a declaração teria partido de Celia Ãngohó e de moradores da aldeia, não do Corpo de Bombeiros. Outro detalhe, não menos importante, é que felizmente o fogo não atingiu as casas dos moradores da aldeia. Ninguém ficou ferido.

Confira uma reportagem abaixo, publicada pelo canal “Balanço Geral MG”, no YouTube:

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

De qualquer forma, para ela o incêndio teria sido provocado com o objetivo de expulsar os indígenas do local. A terra onde vive não é demarcada, e por isso, ainda segundo ela, a comunidade enfrentaria constantes conflitos pelo território.

Envolvimento com o MST

Essa questão sobre a localização da aldeia ficou bem explícita numa matéria do Portal G1, em janeiro deste ano. Na época, foi mencionado que 18 famílias viviam na aldeia e tinham sido prejudicadas pelo rompimento da barragem em Brumadinho. A aldeia ficava a apenas 22 km de distância da barragem. A lama de rejeitos desceu pelo rio Paraopeba e alcançou a aldeia no dia 26 de janeiro. A aldeia não tinha energia elétrica e a água utilizada era basicamente do rio.

O prejuízo para os índios ficou visível num artigo publicado na site do “El País”. Confira abaixo duas imagens daquela época:

Cerca de 18 famílias viviam na aldeia e tinham sido prejudicadas pelo rompimento da barragem em Brumadinho.

A lama de rejeitos desceu pelo rio Paraopeba e alcançou a aldeia no dia 26 de janeiro deste ano.

Os indígenas também contaram que estavam tendo confrontos com o entorno da aldeia, na Bahia. Então, eles conheceram integrantes do Movimento Sem Terra (MST), que os convidaram para se estabelecer em São Joaquim de Bicas, onde há um acampamento do movimento, chamado “Pátria Livre”.

Segundo o “Comprova”, a aldeia Naô Xohã fica em um imóvel da Companhia de Mineração Serra Azul (Comisa), subsidiária da Vale. De acordo com a Procuradoria da República de Minas Gerais, a área está em processo de regularização fundiária, e o poder público não produziu os relatórios de identificação e delimitação (necessários no processo de demarcação da terra, se ocorrer).

De qualquer forma, grosso modo, estamos falando de uma área, protegida como reserva ambiental, que foi ocupada. A caça, por exemplo, é proibida.

Há Quanto Tempo a Aldeia Ocupa o Local?

A ocupação indígena também não é recente, visto que as famílias estão no local há cerca de dois anos.

Quem Provocou o Incêndio?

De acordo com o “Comprova”, a Procuradoria da República de Minas Gerais disse por email, que o órgão foi informado de que indígenas pataxó e pataxó hã-hã-hãe relataram terem visto pessoas desconhecidas rondando a aldeia, efetuado disparos de arma de fogo e provocado um incêndio na mata. A Polícia Federal, por sua vez, afirmou que “efetuou diligências preliminares” no local, mas que não comenta investigações em curso. Um inquérito registrado como nº 818/2019 foi instaurado, mas o caso não foi concluído.

Confira abaixo um outro vídeo mostrando o incêndio:

 

Portanto, tudo o que temos até o presente momento são relatos. Estes, por sua vez são, essencialmente, evidências anedóticas. Sem uma investigação adequada e competente, não podemos acusar indevidamente ONGs, partidos políticos, movimentos sociais ou empresas. Por exemplo, se houve realmente disparos de arma de fogo, quem disparou pode não ter ateado fogo. E, se realmente o incêndio foi criminoso, os responsáveis podem ou não estar ligados a partidos políticos. Fazer acusações ou alegações baseadas em relatos é sempre complicado porque, em princípio, gera injustiças. Logo, é necessário cautela, aguardar que o inquérito seja concluído, e não sair acusando partido político A, B ou C.

Infelizmente,  no entanto, o que mais vemos são indivíduos de diferentes correntes politico-ideológicas se acusando mutuamente em relação a uma mesma situação. Simplesmente porque não ainda há respostas concretas e suficientemente claras para o que aconteceu. Como exemplo, no dia 8 de julho de 2019, o site “Diário Causa Operária” acusou, sem apresentar quaisquer provas, que bolsonaristas tinham colocado fogo nessa mesma aldeia.

O site “Diário Causa Operária” acusou, sem apresentar quaisquer provas, que bolsonaristas tinham colocado fogo nessa mesma aldeia.

Enfim, o incêndio da vida real se transforma rapidamente no incêndio da redes sociais.

Conclusão

O vídeo foi tirado de seu contexto original! Na verdade, o vídeo mostra uma parte da área ocupada por uma aldeia indígena chamada “Naô Xohã” ardendo em chamas, numa reserva ambiental localizada na cidade de São Joaquim das Bicas, no Estado de Minas Gerais. Trata-se de uma região de Mata Atlântica! O vídeo foi gravado em 6 de julho de 2019, muito antes da recente viralização e da declaração de Jair Bolsonaro de que ONGs estariam por trás das queimadas na região da Amazônia.

Embora haja a suspeita que o incêndio tenha sido criminoso, até o momento não há provas que ONGs, movimentos sociais, empresas ou indivíduos pertencentes a partidos políticos tenham ateado fogo na área ocupada pela aldeia indígena. A Polícia Federal abriu inquérito para investigar o caso, mas até o momento as investigações seguem em andamento. Assim sendo, classificamos o caso, de maneira geral e preliminar, como “Fora de Contexto”.

Continue lendo
33 Comentários

33 Comments

  1. Maria

    25 de agosto de 2019 em 14:15

    Meu Zeus dos céus, heim!? 😐 Não param de vir desinformações e/ou Fake News a respeito do assunto na Internet nessas brigas ideológicas idiotas, inclusive daqueles que tem uma quantidade significativa de seguidores e que, em teoria, deveriam ser MAIS RESPONSÁVEIS na divulgação de notícias, pois são formadores de opinião. Além do mais, não ajuda em nada para resolver efetivamente o problema, mesmo que fosse uma coisa perfeitamente natural como DRAGÕES caçando GIRAFAS na Floresta Amazônica (ironia)! 😐 KKKKKKKKKKKKKK! 😀

  2. Maria

    25 de agosto de 2019 em 17:38

    Causa-me muita COMOÇÃO e uma dor no coração ver o desespero dessa indígena de Belo Horizonte (MG), entretanto, nem mesmo ela sabe, dá uma pista ou sabe e não quer dizer QUEM foram os responsáveis. Não dá para acusar ninguém sem ter PROVAS ROBUSTAS, mas há quem acuse: os IGNORANTES IRRESPONSÁVEIS e/ou de MÁ-FÉ na Internet. 😐

  3. Benedito

    25 de agosto de 2019 em 23:18

    Maria, você fala demais!!!….neste caso é fato, crime cometido, deve ser investigado e criminosos devem ser punidos, simples assim.

    • Maria

      26 de agosto de 2019 em 8:13

      @Benedito , aqui não é Twitter (máx 280 caracteres) meu caro, e se neste caso é fato, então é ÓBVIO, TRIVIAL, ELEMENTAR, IMEDIATO etc que o crime deve ser investigado e criminosos punidos. Só que aqui a gente não discute somente o fato, mas principalmente a(s) FARSA(S) e, se possível, quem são os FARSANTES que a criaram/compartilharam, o que incomoda muita gente quando a “carapuça” serve (espero que não seja o seu caso 😉 ). Isso me lembra uma coisa que o Gilmar falou de que tem gente muita apressada aqui, que só quer ler a introdução e já quer partir logo para conclusão para saber logo se é VERDADEIRO ou FALSO ou, pior ainda, alguns querem a conclusão já dentro da introdução. Isso também deve se aplicar aos comentários. 😉 KKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  4. Pingback: Baderneiros petistas atearam fogo em aldeia indígena na Amazônia? – NotíciasAM

  5. Maria

    26 de agosto de 2019 em 4:17

    Esse PROJETO COMPROVA do site GauchaZH é MUITO BOM, heim!? ADOREI! 🙂 Sempre me incomodei com as porcarias de mentiras e Fake News que circulam na Internet e Redes Sociais e também com pessoas que compartilham. O E-Farsas é pioneiro fact-checking e continua sendo meu favorito, mas eu também fico contente em saber estão surgindo outras Agências Anti Fake News com propósitos semelhantes. Não tava mais dando para aguentar tantas mentiras e tinha que surgir alguma solução para restabelecer um EQUILÍBRIO DE FORÇAS na Internet sem que ela deixe de ser livre. Ainda bem que vocês existem! 🙂

    • GONZALEZ

      28 de agosto de 2019 em 1:00

      De qualquer maneira é fake news. Acredito que nem fora de contexto se enquadra, apesar de não ser um vídeo montado, ele é mentiroso na sua alegação. Em outra data, em outro lugar, em outra situação. Poderia ser dado como falso na minha opinião. No mais, ótimo trabalho o de vocês .

      • Marco Faustino

        28 de agosto de 2019 em 17:33

        Olá Gonzalez!

        Enquanto não houver a conclusão do inquérito por parte da Polícia Federal não podemos taxar as alegações como falsas. Somente, na melhor das hipóteses, como indeterminadas, uma vez que até o momento não há provas. Tudo o que existe são especulações e evidências anedóticas. Classificamos como “Fora de Contexto”, uma vez que foi atribuído, nas redes sociais, um contexto diferente daquele apresentado no vídeo. O vídeo foi gravado numa época e local diferentes e a personagem do vídeo não faz menções sobre ONGs ou envolvimento de membros de partidos políticos nesse caso em específico.

        • Maria

          29 de agosto de 2019 em 20:09

          @Marco Faustino , é como disse antes Marco. Muitas pessoas tem a FORTE TENDÊNCIA em classificar uma notícia como FALSA, mesmo que vocês classifiquem como “indeterminado”, “fora de contexto”, “não há provas”, “não encontramos nada” etc. Muitos acham que o E-Farsas tem a “OBRIGAÇÃO” de dizer com precisão se é VERDADEIRO ou FALSO, além do mais quando o Gilmar pergunta de forma categórica: “VERDADEIRO ou FALSO?”. Gera uma expectativa e se decepcionam um pouco no final quando não se pode afirmar nem uma coisa nem outra. 😉

        • Maria

          29 de agosto de 2019 em 20:23

          @Marco Faustino , NOTA: até EU MESMA já cometi esse erro, estou admitindo uma “mea culpa” aqui e peço desculpas ao E-Farsas por isso. 😉

  6. Cláudio Cesar de Lima

    26 de agosto de 2019 em 8:20

    Para as pessoas do exterior trata-se realmente de uma queimada na Amazônia, insuflando ainda mais essa conspiração a favor da destruição do Brasil. Parece interessante que, diante de tantas imagens mentirosas, isto é, de outras datas, muitas de décadas passadas, postadas por celebridades e todas os “enganos” referente as áreas não sejam disso informadas pelos que as postaram, o que pode indicar um interesse maior na ocupação definitiva de NOSSA reserva, área que nos pertence e da qual, de nosso país, controlamos o clima que os mesmos que nos condenam já destruíram. A região amazônica torna-se, assim, último reduto, espécie de penitência àqueles que, com isso, julgam-se “perdoados” pelo que já fizeram e que parece irrecuperável.
    Por outro lado, os fatos tendem a demonstrar e definir as ações muito visíveis de desarticular, enfraquecer, minar qualquer empenho do Governo, pior pesadelo que qualquer governante ousaria enfrentar e sair ileso.
    Esperemos que para o bem do Brasil a região volte a “ser nossa” pois, ao que parece a cobiça está falando mais alto que o raciocínio.

  7. Maria

    26 de agosto de 2019 em 9:47

    @Cláudio Cesar de Lima , não adianta ficar de MIMIMI diante de uma Crise dessas. A questão é: o que o Bolsonaro irá fazer de agora em diante? O que você faria se fosse ele? 😉

    • Cristiano Quintela

      26 de agosto de 2019 em 12:03

      Eu faria o que os outros presidentes fizeram, já que muitos fizeram pior e ninguém (grande mídia, ONU, etc) comentou nada.

      • Gilmar Lopes

        26 de agosto de 2019 em 12:22

        Duas perguntas pra você:
        1 – O que os outros presidentes fizeram pior e que ninguém divulgou?
        2 – Se ninguém divulgou, como você ficou sabendo?

        • Luiz

          26 de agosto de 2019 em 23:29

          Gilmar, ele não usou a palavra “divulgou” ele usou a palavra “comentou”. Ou seja, a grande mídia não comentou, mas todos ficamos sabendo através de sites ou de pequenas mídias independentes que não tinham rabo preso ou recebiam privilégios dos governos anteriores.

          • Maria

            27 de agosto de 2019 em 13:16

            @Luiz , comentar em uma grande mídia é a MESMA COISA que divulgar, pois se torna PÚBLICA. 😉

      • Maria

        26 de agosto de 2019 em 19:24

        @Cristiano Quintela , eu ENTENDI TUDO, mas NÃO COMPREENDI NADA do que você respondeu… 😐 KKKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

      • Mariolla Vive

        26 de agosto de 2019 em 20:56

        Cristiano, o pessoal e-farsas é baba ovo do larápio! Eles não querem saber e se sabem, não querem reconhecer que no governo do nove dedos o record de queimadas no Brasil e na Amazônia foi batido e, para piorar, a ministra do M.A. era, Marina Silva. Logo quem, não?! Pior ainda, os mamadores da gigantesca teta brasileira, as “celebridades” nem de longe se manifestaram. O hipócrita do Gilmar, menos ainda! O que esperar de resposta nesse site aqui? Tudo que seja contra o Governo Atual e a favor das mazelas deixadas pelo PT. Gilmar, você quer saber a fonte disso que eu escrevi aqui, agora? Tens vontade de pesquisar e mostrar a verdade por aqui e parar de passar vergonha? Então, procure nos arquivos da Band News, da data de hoje que você encontrará a prova do que eu disse agora!

        • Luiz

          26 de agosto de 2019 em 23:31

          Concordo com você…

        • Maria

          27 de agosto de 2019 em 0:02

          @Mariolla Vive , não é ele que tem que procurar, é VOCÊ que tem que mostrar/postar os links e/ou trazer PROVAS ROBUSTAS do que você está afirmando, alegando, acusando etc, já que é VOCÊ que está CONTESTANDO. Onde já se viu isso? Você o acusa de não mostrar a verdade e, ao mesmo tempo, pede para que ele ache provas contra ele mesmo, é isso? RIDÍCULO e HILÁRIO! 😐 KKKKKKKKKKKKKK! 😀

        • Maria

          27 de agosto de 2019 em 0:06

          @Mariolla Vive , NOTA: você está parecendo a Najila do caso Neymar, heim!? 😉 KKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

        • Maria

          27 de agosto de 2019 em 0:33

          @Mariolla Vive , acho que vocês não entenderam minha pergunta, então vou lhes dar um CONTEXTO: O evento ATUAL das queimadas na Amazônia gerou uma grave CRISE NACIONAL e INTERNACIONAL. Bolsonaro, o ATUAL Presidente da República do Brasil, e seu Governo inevitavelmente serão RESPONSABILIZADOS e COBRADOS para que tome providências na forma de AÇÕES EFETIVAS para resolver o problema, não sendo admitidos em HIPÓTESE NENHUMA evocar erros dos governos passados e/ou culpar eventuais terceiros envolvidos como “desculpas”. Posto isto, eu pergunto de novo a você Mariolla e Cristiano: O que vocês fariam SE FOSSEM O BOLSONARO? 😉

          • Mariolla Vive

            29 de agosto de 2019 em 11:14

            Maria, ou Gilmar… Que devam ser cobrados, como você afirmou, é uma lógica que não foge a mais racional das pessoas e que deve tal cobrança ser baseada, caso haja, na suposta responsabilidade do Governo atual e do Presidente Bolsonaro. A pergunta é: Por que tal escarcéu não foi feito, inclusive por vocês aqui com base nas informações verídicas e fidedignas passadas não só pela Band News como por outras emissoras de rádio e TV, incluindo a Globo? Seria impressão minha e de muitos por aqui, ou vocês, incluindo você, tem uma “ligeira implicância” pelo Governo atual? Acredito que não! Não é impressão minha! Vocês são fruto de um passado tenebroso, onde tudo de ruim se fazia e acontecia e vocês, de alguma forma satisfeitos com isso, o que também é fato, se calaram. E quanto às provas a que eu me referi… Elas estão lá e para dar trabalho a você/Gilmar, se é que já não o teve, seria interessante desmenti-la, ou não, como uma farsa. Talvez vocês ganhem mais adeptos alienados do que já tem e consigam um movimento prático condizente com seus preferenciais e ideologias porcas.

          • Maria

            29 de agosto de 2019 em 17:54

            @Mariolla Vive , como postei num post abaixo do Wilson, NÃO É PAPEL do E-Farsas investigar governos. O papel do E-Farsas é investigar, advinha, FARSAS DIGITAIS que circulam na Internet e Redes Sociais! E por que NÃO FOI FEITO esse “escarcéu” naquela época? Talvez seja porque as MENTIRAS e FAKE NEWS DIGITAIS de cunho político só tenham aparecido aqui no Brasil EM MEADOS DAS ELEIÇÕES DE 2018 (a esmagadora maioria criada pela Direita e Extrema Direta). Só por isso. 😉 KKKKKKKKKKK! 😀

  8. Wilson

    26 de agosto de 2019 em 23:24

    Se a mídia e sites como esse tivessem investigado tanto os governos anteriores como estão fazendo com esse, muita coisa seria diferente nesse país. Coisas como essas queimadas sempre existiram, mas ninguém dava atenção como estão dando agora. Os próprios moradores das regiões afetadas confirmam isso em vídeos postados nas redes sociais. É a mídia que está tentando distorcer os fatos, tentando nos fazer acreditar que esse ano tudo está mais grave porque perderam as mamatas que tinham nos governos anteriores. Está mais claro que água benta que apenas querem denegrir o presidente.
    E eu não estou defendendo o atual presidente, estou apenas querendo o melhor para o meu país porque tudo o que acontecer, seja bom ou ruim, irá me afetar.
    Agora, inventarem ou exagerarem em notícias sensacionalistas para prejudicar o presidente ferra com o povo todo.

    • Maria

      27 de agosto de 2019 em 12:44

      @Wilson , não é papel do E-Farsas investigar governos. O E-Farsas investiga o quê? Adivinha: FARSAS. E não é qualquer farsa, são as FARSAS DIGITAIS que circulam na Internet e Redes Sociais. Quando que as Fake News digitais de cunho político começaram a aparecer e tiveram seu BOOM aqui no Brasil? Adivinha: em meados das eleições presidenciais de 2018. Se vocês não gostam de Mentiras e/ou Fake News, então NÃO SOLTEM oras pois, se soltarem, então “SORRIA, VOCÊ FOI FILMADO!” e aparecerá aqui, INDEPENDENTEMENTE de quem vocês sejam e/ou de qual partido político pertençam e/ou defendam. 😉 KKKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

    • Mariolla Vive

      29 de agosto de 2019 em 11:21

      Só investigam quando é da oposição e convém a eles – investigam não só farsas, mas algo, ou alguém que não lhes crie simpatia. E, mesmo que tenha dúvidas quanto a legitimidade do fato, ou assunto, tentam colocá-lo, pelo menos, como uma provável farsa. Quando não é do agrado do e-farsas, da Maria, do Gilmar e de outros baba-ovos esquerdistas daqui, eles vão a fundo e quando descobrem que a verdade vai de encontro à crença absurda e ideológica, além de imoral, deles, ficam quietos, não se manifestas. E, caso o façam, fazem com bastante sutileza para não abalar a estrutura “ética” do que pregam e defendem. É dessa forma que isso aqui funciona – à base da incerteza alheia e da inocência de terceiros. A eterna incerteza deles não é demonstrada, pelo menos não diretamente, por aqui. A Pulga atrás da orelha dessa gente é tão grande, mas tão grande que se transformou num Carrapato gigante e não pode ser tirada à força, pois senão lhes causará uma hemorragia sem precedentes.

      • Gilmar Lopes

        29 de agosto de 2019 em 11:41

        Manda sugestões de pauta pra gente!

        • Mariolla Duvidosa

          29 de agosto de 2019 em 18:01

          Já foram enviadas, filho. Atenha-se aos comentários de maneira realmente imparcial e poste aqui, fazendo o seu trabalho, o que é fake e o que não o é. Isso é bom!

          • Gustavo Lins

            18 de setembro de 2019 em 15:38

            É o só o que o Gilmar faz, inclusive as fake news contra Bolsonaro, basta dá um corrida nas postagens do Efarsas, a culpa não é do Gilmar se a maioria das fake news são criadas pela direita 👍🍊.

      • Maria

        29 de agosto de 2019 em 18:02

        @Mariolla Vive , você só tem DUAS OPÇÕES: ou vocês PARAM DE SOLTAR FAKE NEWS e maneiram na quantidade absurda ou torçam para que a Esquerda, futuramente, SOLTE MAIS FAKE NEWS DO QUE VOCÊS. Simples assim! 😉 KKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  9. Adália Serra

    31 de agosto de 2019 em 6:11

    Em vídeo o presidente Bolsonaro diz que SE ONGs MST quaisquer outros movimentos sindicais causaram incêndios na Amazônia é algo a ser investigado.

    Ele não acusou ng só respondeu a dúvidas da massa que o elegeu

    • Maria

      31 de agosto de 2019 em 16:09

      @Adália Serra , teria sido melhor ele simplesmente falar: ” – Providências estão sendo tomadas e o caso investigado.”, ponto! A esta altura do campeonato, Bolsonaro deveria estar CIENTE de que quanto ele MENOS falar informalmente e/ou MENOS ele utilizar redes sociais, MELHOR! 😉

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo