Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Chinês comeu peixe cru e ficou com o corpo cheio de vermes?

Falso

Chinês comeu peixe cru e ficou com o corpo cheio de vermes?

Será verdadeira a história do chinês que comeu sashimi e acabou ficando com o corpo tomado de larvas?

A notícia, acompanhada de imagens de raios-X, apareceu com força no Facebook em janeiro de 2016, mas vem sendo compartilhada desde 2014. De acordo com o texto, um chinês apaixonado por sashimi – o famoso peixe cru japonês – teria ficado com o corpo completamente tomado por larvas depois de tanto ingerir sua comida predileta.

A notícia ainda afirma que o homem resolveu ir ao médico com fortes dores no estômago e coceira na pele e a equipe médica teria comprovado que o chinês teria sofrido essa infestação de larvas porque consumiu muito peixe cru contaminado com vermes da espécie Diphyllobothrium latum, pertencentes à classe Cestoda.

Será que essa história é verdadeira ou falsa?

Verdadeiro ou falso?

Essa notícia apareceu em setembro de 2014, quando o site de notícias chinês HK publicou a história de um homem que teria dado entrada no hospital infestado de larvas e que a causa teria sido o consumo de peixe cru!

A noticia do chinês (sem nome) logo foi traduzida para o inglês através de tabloides sensacionalistas como o Daily Mail e outros, mesmo as imagens de raios-X mostradas na reportagem não se referirem a um caso de contaminação por peixe cru.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Na verdade, as radiografias do corpo cheio de pontos brancos são de um caso publicado em 2013 no British Medical Journal, de um paciente de 74 anos de idade que gostava de comer carne de porco crua. Exames revelaram inúmeros cistos calcificados em várias partes do corpo do paciente!

O caso registrado é o de uma doença infecciosa bastante rara chamada cisticercose disseminada, um tipo de Neurocisticercose em que os cisticercos se espalham por todo o corpo do doente.

Resumindo: o que vemos nessas imagens são cistos calcificados causados por uma infecção de um parasita que infestou um paciente por causa do consumo de carne de porco crua ou mal passada! Não são parasitas e/ou larvas!

Peixe cru pode contaminar

Apesar dessa história ser falsa, é bom salientar que é preciso que sejam tomados certos cuidados para o consumo desse alimento. Segundo alerta emitido em 2005 pelo Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, o consumo de peixe cru de procedência duvidosa pode causar a difilobotríase (ou a “Tênia do Peixe”), causada pelo cestódio Diphyllobothrium. Uma doença (geralmente) assintomática onde o doente pode apresentar em alguns casos dor e desconforto abdominal, flatulência, náusea, vômito, diarreia intermitente e emagrecimento. Em alguns casos mais graves, porém  raros, pode ocorrer obstrução intestinal e do ducto biliar, explicou a Secretaria.

A VES explica que a prevenção é simples: ingestão do peixe bem cozido ou o congelamento  prévio do peixe a – 20º C, por 7 dias,  o que torna todos os tipos de peixes seguros, inativando não somente o Diphyllobothrium, mas outros parasitas de peixes.

Conclusão

A notícia do chinês que ficou com o corpo todo infestado de larvas após comer peixe cru é falsa! As imagens mostram, na verdade, cistos calcificados causados por uma contaminação rara de um parasita presente na carne de porco! Apesar da farsa, é bom salientar que todo o cuidado com a alimentação é pouco. O peixe cru pode, sim, contaminar humanos com parasitas, mas não da forma como espalhado pelo boato!

Continue lendo
13 Comentários

13 Comments

  1. Silmara

    27 de janeiro de 2016 em 22:14

    A cisticercose é causada por ingestão de ovos da tênia que podem estar em vegetais. No caso da ingestão de carne de porco com cisticercos, a pessoa pode ter uma teníase, popularmente conhecida como solitária.

    • Tatiana

      1 de fevereiro de 2016 em 17:31

      Exatamente!

    • Enrico Seyssel Ortolani

      11 de dezembro de 2018 em 9:07

      Podem existir sim casos de cisticercose a partir da ingestão de carne crua de porco. Existe uma via de transmissão que é a retal. Algumas proglotes eliminadas pela Tenia do paciente são expelidas pelas fezes e podem se romper no reto do paciente e os cisticercos podem entrar pela corrente sanguínea e causar cisticercose muscular ou no sistema nervoso. Sou veterinário e isso pode ocorrer.

      • Marina Moura

        9 de maio de 2019 em 11:54

        Exatamente o que o colega disse, pode haver uma forma de cisticercose/neurocisticercose através da contaminação por retroperistaltismo dos ovos da tênia instalada no intestino. Então a pessoa que apresenta teníase por Taenia Solium pode sim adquirir a cisticercose sem comer frutas, legumes contaminados.

  2. Ina Duarte Viana

    28 de janeiro de 2016 em 16:43

    COMO DISSE JASON LEBROM – NA MINHA TERRA TAMBÉM ERA CHAMADO CANJIQUINHA. QUANDO SE ABRE A BARRIGA DO PORCO A CARNE ESTÁ CONTAMINADA. PARECEM BOLINHAS BRANCAS ESPALHADAS POR TODA PARTE. NA MINHA ERRA NÃO SE COMIA A CARNE QUE TIVESSE ASSIM, NO MÁXIMO SE FAZIA SABÃO OU ENTERRAVA O PORCO.
    QUANDO UM PORQUINHO JÁ CASTRADO NÃO CRESCIA E NEM ENGORDAVA ERA QUASE QUE 100% A CANJIQUINHA. ESSA CANJIQUINHA ERAM OS OVOS DA “SOLITÁRIA”. E NÃO CUIDAR, ELA PODE CRESCER MUITO DENTRO DA PESSOA, E SE ATINGIR O CÉREBRO, FICA UMA PESSOA INUTILIZADA E PODE DURAR MUITOS ANOS ASSIM.
    O COMBATE À SOLITÁRIA DEVE SER DEFINITIVO E O MAIS PRECOCEMENTE POSSÍVEL. ELA É FORMADA COMO SE FOSSE EM “GOMINHOS”ACHATADOS. SE TOMAR A MEDICAÇÃO ELA VAI SOLTANDO SEUS PEDACINHOS ATÉ SAIR A CABEÇA, QUE É MUITO PEQUENA. SE NÃO SAIR A CABEÇA É PORQUE ELA FIXOU EM ALGUM PONTO DO ORGANISMO DA PESSOA E VOLTA A CRESCER NOVAMENTE E A PRODUZIR OVOS. TERRÍVEL ! CONSULTE NO GOOGLE .

    • Mari

      2 de fevereiro de 2016 em 1:22

      Não é a solitaria(forma adulta) que vai ao SNC, sim as suas larvas… Os cisticercos , esses que se calcificam no SNC e causam a neurocisticercose !

  3. Alcebíades

    29 de janeiro de 2016 em 6:43

    Além do mais a radiografia é de um paciente do sexo feminino.

  4. Marcos Sato

    30 de janeiro de 2016 em 11:13

    Eu moro no Japão e aqui comer sushi e sashimi é um hábito lógico q as pessoas não vão todos os dias pelo menos eu vou uma vez por semana,tb acredito q esse caso não procede senão haveria milhares de caso no Japão e os restaurantes especializados nessa especialidade seria lacrados ou fechados o governo e fiscalização de saúde sao muito exigentes aqui.E alimento contaminado tem em todo lugar!!!!Antes de espalharem uma notícia dessa na net as deveria se pesquisar analizar fontes….

  5. Gis

    5 de fevereiro de 2016 em 16:29

    Acho que ele não deu sorte, comer peixe cru é muito bom

  6. james Rodrigues

    4 de maio de 2016 em 14:41

    Eu não acho que ele deu sorte Gis.. Ele deve ter passado muito mal…

  7. Pingback: Comer picanha emagrece! - Vet da Deprê

  8. Mauricio dias sabino

    7 de abril de 2017 em 12:04

    a carne de porco em si, já é perigosa, imagina mal passada,piora ainda mais

  9. Diego

    5 de outubro de 2017 em 10:18

    Não é muito comum esse tipo de contaminação, porém mesmo assim é bom cuidar afinal estamos falando de peixe cru…. é bom sempre comer sushi em lugares que a gente já conhece.. eu não gosto de arriscar kkk

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo