Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

É verdade que Lula vetou em 2010 a vacina contra meningite?

É verdade que Lula vetou em 2010 a vacina contra meningite?

É verdade que Lula vetou em 2010 a vacina contra meningite?

Texto que circula pelas redes sociais afirma que o então presidente Lula teria vetado, em 2010, a distribuição da vacina contra a doença que matou seu neto! Será verdade?

O texto surgiu no dia 02 de março de 2019 nas redes sociais – além de ser publicado também em vários sites como esse, por exemplo – e afirma, através de recortes de reportagens datadas de 2010, que o então presidente da República Luiz Inácio da Silva teria vetado uma lei que visava a distribuição da vacina contra a meningite, doença que matou seu neto – aos 07 anos de idade – em 2019.

Segundo o que se espalhou na rede, o veto do então presidente teria sido a causa da morte de muitas crianças, incluindo seu próprio neto!

Será que o próprio Lula foi o responsável pela morte do neto?

Lula vetou a distribuição da vacina contra a doença que matou seu próprio neto? (foto: Reprodução/WhatsApp)

Verdade ou mentira?

No dia 10 de dezembro de 2010, o presidente da República vetou o projeto de lei que incluía mais cinco vacinas no calendário da rede pública de saúde. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União e foi notícia em todos os jornais. Mas vamos com calma!

A imagem de um recorte de uma reportagem do Portal G1 de notícias que se espalhou pelas redes sociais mostra apenas um trecho da matéria. Quem acessar a notícia na íntegra no site do G1 vai perceber que o Governo se explicou na ocasião o motivo do veto:

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

“O Brasil é o país que oferece gratuitamente o maior número de vacinas aos grupos populacionais alvo, estando disponíveis, atualmente, quarenta e três imunobiológicos. Tanto é assim, que das cinco vacinas descritas no projeto de lei, três já estão contempladas no calendário de vacinação. A pneumocócica conjugada sete valente já foi, inclusive, superada pela disponibilização de uma dez valente, que confere maior proteção”

Nessa matéria da Revista Crescer, de 2010, podemos confirmar a informação de que a vacina meningite C já estava disponível na rede pública de saúde.

O jornal Gaucha ZH ouviu especialistas na área da saúde, que afirmaram não ser possível dizer que Arthur (o neto do Lula) não estava vacinado porque a imunização não protege completamente, pois a imunização não cobre todas as formas da bactéria.

Ainda assim, a recomendação é que a imunização é a maior e melhor forma de prevenção, sendo distribuída pela rede pública.

No portal do Ministério da Saúde, podemos encontrar vários artigos a respeito da distribuição da vacina contra a meningite tipo C pelo Governo. Há, inclusive, essa matéria de 2018 explicando o motivo do atraso nas entregas da vacina no mês de agosto.

Atualização 03/04/2019

Laudos divulgados no final de março de 2019 concluíram que o pequeno Arthur não morreu de meningite!  O neto do ex-presidente Lula morreu por infecção generalizada causada pela bactéria Staphylococcus aureus.

Conclusão

A notícia afirmando que o então presidente Lula teria vetado a vacina que iria salvar a vida de seu neto anos mais tarde é falsa!

Continue lendo
202 Comentários

202 Comments

  1. Eu mesma

    2 de março de 2019 em 18:08

    Não vi comprovação nenhuma aí… A vacina entrou na rede pública somente em 2013… Só era permitido crianças até 1 ano e 11 meses tomar a dose. E-farsas! Parem de mentir que já ficou feio!!!!

    • Gilmar Lopes

      2 de março de 2019 em 19:28

      Ué! Mesmo que seja em 2013, o que isso tem a ver com a vacinação do neto do Lula?

      • Rodrigo

        2 de março de 2019 em 19:36

        Esse e-farsa eh uma farsa!!!
        Kkkkkkkk

      • Lucilene

        2 de março de 2019 em 20:28

        Também não estou onde esta a ligação. Somente a vontade de espalhar o ódio. Burrice!

      • oneide teixeira

        2 de março de 2019 em 20:30

        O Menino tinha +de 2 anos em 2013. Por isso não foi vacinado.

        • Alessandra

          3 de março de 2019 em 11:22

          Já havia a vacina. Minha filha foi vacinada contra a meninco C em 2011. As que não entraram em 2010 foram as de varicela e hepatite A.

          • Walter Prado de Oliveira

            3 de março de 2019 em 19:04

            O débil mental que nem assina o próprio nome!!! Diz aí no texto que a vacina foi vetada pois já estava sendo utilizada uma mais eficaz!!! Esses ruídos são interessantes para irmos filtrando nossas amizades, assim podemos identificar os monstros que estavam adormecidos!!!

        • Nilda

          3 de março de 2019 em 16:50

          Você tem cópia da carteira de vacinação do Arthur??? Como você sabe se foi vacinado?? Meus filhos tiveram duas doenças aos quais tinham tomado vacina, ninguém fica livre de contrair a doença mesmo estando vacinado, conversa com o pediatra ele vai te informar melhor. Esse conceito equivocado pode levar os pais ao erro e não socorrer seus filhos há tempo.

        • Brasil

          4 de março de 2019 em 18:24

          Um monte de babacas defendendo seus politicos de estimaçao.

          • Mary

            5 de março de 2019 em 3:56

            Ódio cega mesmo, arrumam sempre um jeito de criticar falsamente, a manchete dá a entender o veto sim, porém na matéria lê q existe a vacina nas redes, alguém sabe do surto de meningite na década de 70 onde foi proibido a divulgação nos jornais da época, mantendo o povo na ignorância sobre a doença, até quando em 1975 houve 411 mortes o que foi um escândalo na época

          • asn

            5 de março de 2019 em 18:20

            E que tal defender a verdade.

        • Lira

          4 de março de 2019 em 21:07

          Meu filho nasceu em 20/05/2010 e tomou essa vacina aos 6 meses pelo SUS.Lembro até que fiz muita questao da vacina porque meu cunhado tem sequelas neurologicas da Meningite que teve quando criança.

          • Bacau Mc

            6 de março de 2019 em 11:12

            Tomou de outra cepa, nao esta pq ela só entrou no SUS em 2013. Tá registrado no MS e no D.O.U
            A não ser q vc deu a vacina na rede privada ou seu filho nasceu em outra data.

      • Altemar Henrique de Oliveira

        2 de março de 2019 em 20:55

        Tudo a ver, Gilmar Lopes. Dificilmente ele teria tomado a vacina porque ela não estava disponível no seu primeiro ano de vida. Além disso, a pergunta original era: Lula vetou a vacina? E ele realmente vetou. Eu nunca pensei que ia ver que até mesmo o e-farsas um dia tomaria partido dessa briga idiota entre esquerda e direita que só trás prejuízos para o futuro de nosso país.

      • Janaina

        2 de março de 2019 em 23:20

        O E-farsas é uma farsa.

        • Gilmar Lopes

          3 de março de 2019 em 0:55

          É claro que é uma farsa! Não sei porque a gente perde nosso tempo nesse site…

        • Marion Bernardo Ehle

          3 de março de 2019 em 8:59

          0 nome já diz tudo e-farça esquerdopata comunista petralha. 😂😂

          • Gilmar Lopes

            3 de março de 2019 em 10:25

            E é claro que o site, apesar de se chamar “E-farsas”, se escreve com cedilha!

        • Dracon

          3 de março de 2019 em 11:16

          O fato é que houve veto,se o veto está ligado ao falecimento do neto do ladrão não se pode concluir. Tanta gente honesta,séria decente que todos os dias perdem alguém ,ninguém se comove,não me comovo por um ladrão safado canalha encantador de burros de igual estirpe,o que morre de gente fruto dos desvios e dos desmandos desse merda vagabundo fruto de sua corrupção. O fato é que esta preso e continuara lá na jaula no lugar dele,cuzão ladrão.

          • brazuca

            3 de março de 2019 em 16:40

            O projeto aprovado pelo Congresso Nacional em 2010 incluía cinco vacinas na rede pública, entre elas uma que imunizava contra um dos tipos da meningite, a meningocócica C, além de imunizações contra hepatite A, varicela (catapora), pneumococo, meningocócica C e pneumocócica sete valente. Mas quando o projeto foi vetado, a vacina meningogócica C(meningite) já integrava o calendário de vacinação da rede pública e era destinada a crianças em duas doses, aos 3 e 5 meses, com um terceiro reforço aos 15 meses de vida.

      • Venâncio de Sá

        2 de março de 2019 em 23:54

        Deve ser pq ele não tomou a vacina? Tá sendo bem sonso ou mal caráter mesmo?

      • Rozeli

        3 de março de 2019 em 6:02

        Claudia Fernandes ‪Por causa da incompetência da má gestão do PT, seu próprio Neto morreu com tanto dinheiro desviado para a corrupção enviada a países ditadores se ela tivesse investido na saúde brasileira, seu neto viveria tão simples quanto isso . http://g1.globo.com/politica/noticia/2010/12/lula-veta-projeto-que-incluia-cinco-vacinas-no-calendario-da-rede-publica.html‬

      • José Edson

        3 de março de 2019 em 9:39

        Não vejo “mentira” ou “fake news” ao dizer que Lula vetou a inclusão das 5 vacinas no CALENDÁRIO OFICIAL DE VACINAÇÃO. Vim aqui, pensando que veria uma afirmação contrária, mostrando que essas vacinas estariam SIM no calendário. E o que vejo?
        Simplesmente, uma postagens tendenciosa, querendo passar pano para o Lula. O que o “E-farsas.com” deveria fazer era bem simples, mostrar se ouve ou não o VETO. Coisa que não fez.

      • Ricardo Simone

        5 de março de 2019 em 0:54

        Gilmar Lopes,

        Nem perca seu tempo argumentando com gente doente! Vai jogar pérolas aos porcos! Não vale a pena! Grande abraço e parabéns pelo esclarecimento!

      • Erick Carvalho Campos

        6 de março de 2019 em 18:13

        Gilmar, reescreve a matéria com um linguajar mais claro. Tem gente se aproveitando de detalhes de redação pra fingir que não entendeu e polemizar em cima.

      • Franco

        10 de março de 2019 em 6:08

        Irresponsabilidade dos pais e da pediatra que acompanhava o garoto que não prescrevera a vacina a um dos herdeiros da fortuna dos Lula

    • ALON FAGUNDES LEUCK

      2 de março de 2019 em 23:26

      Bem lamento informar que na rede publica só se tem um tipo de vacina para a meningite, sei vem pois tenho um filho de 1 ano e 8 meses e só em vacinas de meningite já gastei uns R$ 1800,00, então quando se fala que foi vetada a vacina da meningite tipo c sim foi e não tem ela na rede publica e o valor de cada dose vai de 500 a 600 (sendo de 3 a 4 doses depende do da época em que se começar a 1° dose)

      • Maurício

        3 de março de 2019 em 7:12

        Corrigindo sua informação, a única vacina de meningite que existe na rede pública é a tipo C. Na rede particular tem uma vacina que imuniza para tipos ACWY que custa uns 200 reais e são 2 doses(acho) e outra bem mais cara para o tipo B que custa uns 800 reais. A questão é que no Brasil o tipo mais comum é a C e que só vale dar as outras vacinas se for para outros países. Minha filha tem a mesma idade da sua.

        • ALON FAGUNDES LEUCK

          4 de março de 2019 em 18:31

          Sim errei a “c” tem e são três doses, a ACWY é mais completa e a b (que é extremamente perigosa) somente paga e podem ser até quatro doses (se começar antes de um ano) e paguei uns 600 cada dose

    • rodrigo rath

      2 de março de 2019 em 23:30

      a notícia é verdadeira e qq um que colocar no google acessa, e inclusive o link que está na sua publicação, agora o outro texto com print/recorte aí pode ter sido manipulado… mas por favor corrija a conclusão, pois a matéria de fato que o lula vetou o projeto é verdadeira!!

      • Otávio Coelho

        3 de março de 2019 em 6:03

        É verdade, o site é tendencioso! Sim.

        Veja o questionamento inicial foi um “É verdade que Lula vetou em 2010 a vacina contra meningite?”, a conclusão foi outras ” a notícia afirmando que o então presidente Lula teria vetado a vacina que iria salvar a vida de seu neto anos mais tarde é falsa!”

        Para mim já está bem clara a total falta de crédito. Deixando de acessar e espalhando a notícia 4, 3, 2, 1 …

        • Noemi Maria Alves Da Silva

          3 de março de 2019 em 10:56

          Tem sim. Reveja a caderneta de vacinação só seu filho ou procure se informar nos postos de saúde as vacinas que são aplicadas no seu filho.

    • Alessandra

      2 de março de 2019 em 23:51

      Qual entrou em 2013, a meningo C (meningite meningocócica)? Minha filha tomou em 12/09/2011!!!

    • Fábio Henrique

      3 de março de 2019 em 0:07

      Corrupção mata…

    • Elusca Muniz

      3 de março de 2019 em 0:15

      Ué minha filha nasceu em 2010 e foi vacinada em 2011.

    • Elenice

      3 de março de 2019 em 0:39

      2013 não. Minha filha tomou essa vacina em janeiro de 2011 na UBS

    • Renato

      3 de março de 2019 em 11:27

      Tudo por dinheiro. E-farsas não é mais confiável.

      • Gilmar Lopes

        3 de março de 2019 em 11:34

        Ouço isso (e leio isso) desde 2002!
        Também é desde 2002 que venho falando para não confiarem em ninguém (nem no E-farsas) e que busquem outras fontes para cruzar as informações.

    • Sara Arauko

      3 de março de 2019 em 12:24

      Ignorância! A sepa já estava em outra vacina ignorante.

    • Carlos R

      3 de março de 2019 em 13:49

      Feia é uma pessoa doente como você.

    • Dircilene

      3 de março de 2019 em 15:06

      claro que não!!! essa vacina está disponível nos postos de saúde desde 2010! De uma olhada no MANUAL DE IMUNIZAÇÃO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE que vc vai ver!

    • Maria Mcneill

      3 de março de 2019 em 17:30

      Com certeza eles também são esquerdistas como o boatos.org

      • Guto gonzalez

        4 de março de 2019 em 7:39

        Minha nossa. Como tem gente burra e mesquinha. As coisas só são verdadeiras/falsas se corresponderem a suas exigências imbecis? Ou são bots de propagação de fake news? É bizarro demais essa nova onda de burrice.

    • Antonia Alves da silva

      3 de março de 2019 em 19:02

      Bom se o Lula vetou essas vacinas em 2010 porque que quando o tal temer entrou como presidente não consertou essr erro alias não deu tempo né porque tava enchendo os bolsos com o dinheiro público né verdade

    • ROGERIO

      4 de março de 2019 em 9:33

      O Lula vetou a inclusão de 5 vacinas em 2010? (X) sim ( ) não
      Isso foi publicado em Diário Oficial? (X) sim. ( ) não
      Foi noticiado pelas grandes mídias (X) sim. ( ) não
      O neto do Lula morreu por causa desse veto? Não se pode saber

      • Gilmar Lopes

        4 de março de 2019 em 9:59

        O neto do Lula morreu por causa desse veto? ( ) sim (X) não

    • Nilson Seixas dos Santos

      4 de março de 2019 em 22:26

      Para complementar sua resposta: “Disponível em: http://g1.globo.com/brasil/noticia/2010/12/lula-veta-inclusao-de-5-vacinas-no-calendario-nacional.html. Acesso em: 04/03/2019″. Ou seja, estão tentando tornar “fake” fatos reais! As eleições acabaram, mas a guerra da mídia ainda não!

    • Mário

      5 de março de 2019 em 2:44

      Explicou o inexplicavel… Ele vetou e ponto. Sem minimi ptezadas!

    • ALBERTINA SOUZA

      5 de março de 2019 em 16:54

      Não mesmo meu filho tomou esta vacina qdo era criança e hoje ele te 32 anos de idade

    • Fernanda

      5 de março de 2019 em 20:20

      Meu filho fez a vacina da meningite em 2010 ele estava com 1ano e 1 mês.

    • alguém

      6 de março de 2019 em 2:25

      A vacina entrou na rede PÚBLICA em 2013 para crianças até essa idade, mas depois a idade foi aumentada porque eu mesma tomei a vacina. E outra, rede PÚBLICA, se o lula roubou mesmo, eu tenho certeza que uma vacina pro neto dele, na rede particular, ele podia pagar kkkkkk

    • pedro

      6 de março de 2019 em 7:32

      O analfabetismo funcional é uma droga…! Leia umas 10 vezes até entender o texto. O texto diz que a vacinação foi vetada porque já era contemplada em uma fórmula que protegia muito mais do que a que foi aprovada!
      Leia de novo…!

    • BOLSOMINIO 001

      6 de março de 2019 em 10:57

    • Kennys

      11 de março de 2019 em 12:23

      Meu filho nasceu em 2011 e foi vacinado na rede pública com a vacina meningo c e pneumo 10

    • marcos

      13 de março de 2019 em 14:37

      não imagina o efarsas com site esquerdista … é verdade conforme descrito no texto ai arruma uma desculpa pra fazer meia culpa …

  2. Danilo

    2 de março de 2019 em 18:14

    Até onde vai o ser humano, aproveitar uma situação de dor e tristeza, para atacar e difamar uma pessoa. Que Deus tenha misericórdia dessas pessoas. Porque toda a ação tem uma reação.

  3. Diego

    2 de março de 2019 em 18:46

    O Calendário do Programa Nacional de Imunização (PNI) de 2011 não contemplava a vacina da Meningite tipo C para distribuição ampla da população. Conforme consta no site do governo do Estado de São Paulo, vacina para Meningite tipo C não seguia o padrão de 3 e 5 meses seguido a partir de 2012/2013, ano de sua inclusão efetiva no PNI. Logo, sim, Lula não efetivou a inclusão da vacina da Meningite tipo C no PNI.

    http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/ultimas-noticias/definido-novo-calendario-de-vacinacao-pelo-sus-para-2011-1/

    • Marcelo Soares da Silva Rocha

      2 de março de 2019 em 20:25

      Abra a matéria e clique nesse trecho em vermelho “…O projeto havia sido aprovado pelo Senado” …. A matéria ressalta que a vacina em questão já estava liberada desde o início do ano em questão ….

    • Jose Leme

      2 de março de 2019 em 20:32

      O último ano de Lula Presidente foi 2011, LOGO ELE NÃO TEM NADA A VER COM O SUPOSTO VETO, e o governador de São Paulo era o Alckmin….

    • Sandra Martins

      2 de março de 2019 em 23:30

      LULA E A MENINGITE: UM APELO À RAZÃO

      Circula nas redes um texto segundo o qual Lula vetou a vacina contra a meningite que vitimou seu neto de 7 anos.

      Qualquer pessoa que publique ou compartilhe uma notícia desse tipo é ao mesmo tempo desinformada e mal intencionada.

      O Programa Nacional de Imunização (PNI) do Brasil nasceu na década de 1970 e vem ampliando o número de vacinas disponíveis desde então, não importa o governo.

      As decisões são tomadas pelo Ministério da Saúde com base na orientação do Comitê Nacional de Imunização, apartidário e formado pelos maiores especialistas em vacinas do país.

      Em 2010 (aliás, durante o governo Lula), foi introduzida no calendário vacinal infantil a vacina contra o meningococo tipo C, responsável pela esmagadora maioria dos casos de meningite meningocóccica no país.

      Desde então, houve significativa redução dos casos dessa doença na população vacinada (Bierrenbach, 2018).

      É importante ressaltar que qualquer introdução de vacinas leva em conta o impacto da doença na população e a sustentabilidade financeira do seu uso continuado.

      Vacinas contra os meningococos tipo A, W e Y não foram incluídas no calendário nacional pela raridade de sua ocorrência.

      Já a vacina contra o tipo B foi somente recentemente desenvolvida, é extremamente complexa e tem um preço ainda proibitivo para sua inclusão em políticas públicas (lembrando que esse tipo vc também é minoritário no Brasil) (Azevedo, 2013).

      O Brasil é universalmente respeitado por seu programa de vacinações (ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE, 2017).

      Em resumo, as decisões de incluir ou não vacinas no calendário infantil são técnicas.

      Insinuar que Lula é responsável de certa forma pela morte de seu neto é parte de um ódio irracional e desumano que só cresce no Brasil.

      Carlos Magno C. B. Fortaleza
      (Médico Infectologista, professor livre-docente da Faculdade de Medicina de Botucatu, Universidade Estadual Paulista / UNESP)

      REFERÊNCIAS

      Azevedo LC et al. PLoS One. 2013; 8(6): e64524.

      Bierrenbach AL et al. Hum Vaccin Immunother. 2018; 14(5): 1138–1145.

      ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. (WORLD HEALTH ORGANIZATION). From warehouse to remote indigenous communities: The journey of vaccines in Brazil. online: https://www.who.int/news-room/feature-stories/detail/from-warehouse-to-remote-indigenous-communities-the-journey-of-vaccines-in-brazil.

  4. JOSÉ AUGUSTO

    2 de março de 2019 em 18:52

    CONCLUSÃO — VETOU DE FATO E PONTO FINAL …

    • RICARDO DA CUNHA BARBOSA

      3 de março de 2019 em 5:46

      O veto foi em 2010, 10 de dezembro de 2010 no diário oficial da união pág 10 sessão 1…. é só pesquisar…se o veto teve a ver com a morte provavelmente não …ele deve ter tomado a vacina rede particular e mesmo assim não teve cobertura de 100%, mas foi vetado sim um tipo de vacina para tipo C. O fato do e farsas publicar farsas só fomenta ainda mais a discussão, uma pena.

    • Carrapa

      3 de março de 2019 em 6:43

      Cala a boca, CHEIRINHO….

  5. Maria 🌹 Fernandes Mendes

    2 de março de 2019 em 19:09

    É lamentável isso q estão dizendo e fazendo circular via uatisapi! Já tinha lido q muitas vacinas não oferecem 100% de imunidade, porém prevenção ainda é o melhor caminho! Sou nascida em 53, qdo ainda não havia vacinas, por isso sou uma sobrevivente!Lê do qto sofri qdo contraí sarampo e do sofrimento de minha mãe com a possibilidade deu morrer!
    Parabéns por suas informações.compartilhando a matéria.

  6. Paulo César Garcia Teobaldo

    2 de março de 2019 em 19:16

    Não, não é farsa. A divulgação da notícia é verdadeira. Agora, vcs estão sendo tendenciosos quando ficam com a explicação do governo petista da época. Houve a aprovação do projeto e oLula vetou. Isto é verdade e inegável! Além disto tem duas vacinas que não estavam na cobertura e que com o veto ficaram de fora. Porém, a reportagem não diz se foi a da meningite. E se três vacinas das cinco já estavam contempladas no calendário de vacinação porque não incluir mais duas? Não seria lógico o governo agir assim em defesa da saúde da população?

    • Gilmar Lopes

      2 de março de 2019 em 19:27

      Não seja leviano! Encontrei várias matérias publicadas na época afirmando que a vacina estava à disposição!

      • Eio

        2 de março de 2019 em 19:46

        Vergonha no crédito ou no debito?

        • Alysson

          5 de março de 2019 em 10:50

          Sim, notícia verdadeira e mostrada pela Globo. Ou a foto com a Fátima Bernardes eh mentira?

      • Juliano

        2 de março de 2019 em 20:09

        Não existe 13 milhões de desempregados é tudo mentira da mídia golpista.

      • Papaco

        2 de março de 2019 em 20:26

        Na verdade o leviano foi você por achar apenas as matérias que queria, e ainda responder um leitor apenas para chama-lô de leviano e não contra argumentar.

        • Otávio Coelho

          3 de março de 2019 em 13:07

          É VERDADE, matérias do eFarsas são tendenciosas e partidárias, vejam só está mesmo:

          Hipótese:É verdade que Lula vetou em 2010 a vacina contra meningite?

          Conclusão: A notícia afirmando que o então presidente Lula teria vetado a vacina que iria salvar a vida de seu neto anos mais tarde é falsa!

          Qualquer um pode perceber a falta de coerência destes matéria, podendo apenas nos dizer que é uma conclusão enviesada, e assim não merece crédito algum a tudo o site.

      • Daniel

        2 de março de 2019 em 21:13

        Gilmar, eu ouvi essa história e vim checar aqui. Óbvio que não foi o veto de Lula que matou o neto. Independente se oferecer ou não essa vacina gratuitamente para o povo, tenho certeza que o neto do ex-presidente teria sido imunizado via clínica particular. A grande questão é: ele realmente vetou?

        Lendo o texto acima, oque eu entendi foi: Lula realmente vetou a vacina, mas o governo de explicou o motivo então é falso. Isso é um posicionamento extremamente tendencioso. O posicionamento neutro seria algo como: VERDADEIRO. Ele realmente vetou. O motivo do governo para tal veto foi o seguinte …….. tire suas próprias conclusões.

        Simplesmente chamar de falso algo que aconteceu de fato com a desculpa de que o governo explicou é muito mais leviano do que qualquer outro comentário nessa sessão.

      • Fabio Avila Arnold

        2 de março de 2019 em 21:44

        Pelos comentários o e-farsas é uma farsa!

      • J Borges

        2 de março de 2019 em 22:33

        Gilmar, coloca aí o link dessas notícias que vc encontrou….

      • Fábio Henrique

        3 de março de 2019 em 0:12

        Sim estava à disposição, só que foi vetada pelo ex-presidente, atual presidiario…

      • npontes

        3 de março de 2019 em 0:30

        Por favor mencione em quais sites encontram-se as respectivas matérias… até onde sei vacina para MENINGITE B nunca foi disponibilizada em rede pública, só em clínicas particulares…

      • Willian

        3 de março de 2019 em 4:55

        O e-farsas tomando partido, essa foi boa. Deve estar recebendo uma graninha boa do diretório do PT hein.

        • Gilmar Lopes

          3 de março de 2019 em 10:39

          Opa! Se eu recebesse mesmo essa tal graninha que você fala eu não precisaria continuar trabalhando em dois empregos como faço há 15 anos!
          Cuidado, um dia você pode ser obrigado através de um processo a provar essas acusações!

      • Doutrinador

        4 de março de 2019 em 9:17

        Vc leu o diário oficial ou só matérias publicadas sem fontes?

        Não afirmamos algo de incerteza!

    • Christina Tavares

      2 de março de 2019 em 22:32

      Não é verdade. A Fiocruz aumentou a produção de todas as vacinas com recursos injetados por Lula na instituição.

    • Fábio Henrique

      3 de março de 2019 em 0:11

      Corrupção mata!

  7. Meire

    2 de março de 2019 em 19:32

    As vacinas de Meningite B e ACWY não estão disponíveis no calendário das ofertadas pelo SUS e a justificativa é que não há uma epidemia que a faça necessária.

  8. Eio

    2 de março de 2019 em 19:45

    Vou criar um site para e-farsas. Vai ser o e-sitee-farsa. Ficou feio isso hein!!

  9. Felipe Santos

    2 de março de 2019 em 19:47

    Voces estao errados!

    Se ele afirmou que estas vacinas ja estavam sendo distribuída, qual o problema de formalizar isso através do decreto que ele recusou?

    Alguém consegue entender?

  10. Gilberto Antonioli

    2 de março de 2019 em 19:48

    Parece que não resolve detalhar, mostrar a documentação. Esse pessoal é paranoico.
    Exigem que seja o que eles querem que seja. O mundo está mostrando que não é verdade,mas eles não aceitam.
    Não tem noção do que pode acontecer se insistirem nessa loucura.
    Recomendo ler a História. Isso tem consequências. Mais especificamente vai acabar provocando
    uma guerra de verdade.

    • Ricardo

      3 de março de 2019 em 5:58

      Recomendo ler diário oficial da união 10 de dezembro de 2010, pág 9 sessão 1 pra vc parar de passar vergonha

  11. Adriano Rodrigues

    2 de março de 2019 em 19:49

    Independentemente do neto do Lula . Segue a matéria completa do G1
    É velório não é lugar de comício

    http://g1.globo.com/politica/noticia/2010/12/lula-veta-projeto-que-incluia-cinco-vacinas-no-calendario-da-rede-publica.html

    • Eduardo Ayres

      3 de março de 2019 em 8:21

      Rede é lugar de destilar ódio. Uma doença incurável que não tem vacina.

  12. MARY LUCY DAL BOSCO CARLETTO

    2 de março de 2019 em 19:51

    A vacina já estava disponível muito antes do governo Lula. Meus filhos tem 30 e 26 anos e foram imunizados, assim como o garoto que morreu.
    Estava no calendário de vacinas, na carteira vacinal que temos guardada até hoje.
    Infelizmente a vacina não cobre todos os tipos de infecção que podem atacar as meninges. Tive alunos vacinados que contraíram meningite meningocócica.
    Da mesma forma que a vacina contra gripe não cobre todas as cepas, ocorre com a meningite. E se querem saber, uma gripe pode evoluir para uma meningite ou pneumonia, mesmo em pessoas vacinadas. As chances são menores, mas existem.

  13. Braga

    2 de março de 2019 em 20:05

    Obrigado, Gilmar. De fato, não procede. Nem o G1 assina essa mentira. Só pessoas com interesses politiqueiros fariam tanta maldade ao ex-presidente. Aproveitar-se do sofrimento da família para difamar uma pessoa é criminoso e monstruoso. Podia ser o Sr. Lula ou qualquer um. Isso é crime! Cadê a PF que não prende essa gente!

  14. Carlos

    2 de março de 2019 em 20:10

    Só umas perguntas:
    A vacina meningocócica 7 valente é fornecida pelo SUS?
    A vacina meningocócica 7 valente é fornecida pelo SUS?
    A vacina meningocócica combinada é fornecida pelo SUS?
    SEGUNDO O MINISTÉRIO DA SAÚDE, NÃO. (ESTAVAM NA LISTA DAS QUE SERIAM LIBERADAS).
    Portanto, a farsa aqui é do próprio e-farsas.
    Só mais uma pergunta: por acaso alguém aí está recebendo algum dinheiro para livrar a barra da esquerda? (Perguntar não ofende, né?).
    CONCLUSÃO: QUEM MENTE AGORA É O PRÓPRIO E-FARSAS (NOME BEM APROPRIADO PARA UM SITE QUE MENTE).

  15. Carlos

    2 de março de 2019 em 20:13

    Só umas perguntas:
    A vacina meningocócica 7 valente é fornecida pelo SUS?
    A vacina meningocócica 10 valente é fornecida pelo SUS?
    A vacina meningocócica combinada é fornecida pelo SUS?
    SEGUNDO O MINISTÉRIO DA SAÚDE, NÃO. (E ESTAVAM NA LISTA DAS QUE SERIAM LIBERADAS).
    Portanto, a farsa aqui é do próprio e-farsas.
    CONCLUSÃO: QUEM MENTE AGORA É O PRÓPRIO E-FARSAS (NOME BEM APROPRIADO PARA UM SITE QUE MENTE).

  16. Débora

    2 de março de 2019 em 20:30

    Mas existe um tipo de vacina contra a meningite B que não é oferecida pela rede pública , só particular e é caríssima

  17. Marcel

    2 de março de 2019 em 20:40

    Poxa eu sempre acreditava nesse site agora vejo que entrou em contratação. =( e-farsa é uma farsa?

    • Gilberto

      3 de março de 2019 em 1:43

      Diz que é verdade o texto todo, na conclusão diz que é falsa, esse efarsas já foi melhor

  18. Cláudio

    2 de março de 2019 em 20:58

    Só podemos comprovar que o inferno é aqui, até o capeta tá pagando!

  19. Jayme

    2 de março de 2019 em 20:59

    Vc é uma barata que saiu de um bueiro para dizer isso? Que foi e ponto final? Sério, José Augusto? Cria vergonha nessa cara e vai pesquisar, seu imbecial

  20. Rose

    2 de março de 2019 em 21:07

    Aonde foi que não entenderam?
    Vai ter que desenhar?
    O neto dele não morreu porque ele vetou a vacina,se fosse por isso, já teriam morrido outras crianças!
    Ele não vetou,LEIAM COM ATENÇÃO e parem de querer achar o que não é!
    O meu neto tomou as vacinas para a meningite,tem 10 anos agora e tem que tomar o reforço,o que aconteceu com o neto dele provavelmente foi a bactéria se aproveitar do organismo propício a sua reprodução e pode acontecer com QQ outro num caso como o dele!
    Parem de ser perversões 🖐️

  21. Maria

    2 de março de 2019 em 21:10

    Eu acho que, neste caso, você deveria pesquisar o assunto com mais esmero, pois você foi posto em dúvida com argumentos convincentes como a do Diego. E depois, também acho que não dá para confirmar e/ou desmentir certas coisas pois, por enquanto, simplesmente NÃO SABEMOS. Não sabemos se o Arthur (neto do Lula) tomou a vacina, não sabemos que tipo de Meningite o matou, não sabemos se, caso ele tenha tomado, infelizmente ficou fora dos 90% de eficácia etc. Em suma, Lula vetou a vacinação em 2010? R: SIM. Poderia ter salvo a vida do neto dele? R: Não sabemos. Abraços!

  22. Ricardo Cubas

    2 de março de 2019 em 22:38

    A conclusão da matéria é falsa porque o que circula na internet é que o veto atraiu a “maldição”. Reparem, o veto, de fato, ocorreu e foi INDEVIDO. Fazer constar expressamente novas vacinas em LEI é bem vindo e implicaria em aumento do gastos porque o governo precisa prover toda uma logística necessária para armazenamento, distribuição e publicidade. Aumentar o grau de vinculação de despesas é tudo que governo corrupto não quer e as razões do veto não poderiam explicitar esses verdadeiros motivos.

    • Maria

      3 de março de 2019 em 4:30

      Ótima explanação! Gostaria de complementar que com o veto do Lula, as vacinas não tiveram obrigatoriedade por FORÇA DA LEI, logo, ficou A CRITÉRIO (opcional) de cada unidade de Saúde (Municipal ou Estadual) fornecer tais vacinas ou não. Além do mais, o veto do Lula significou CORTE DE GASTOS e/ou FALTA DE INVESTIMENTO (pesquisa, estudos, desenvolvimento, tecnologias etc).

    • Ivanildes

      4 de março de 2019 em 15:24

      Gente leiam direito e saibam interpretar suas leituras. O presidente vetou mesmo. Mais porquê colocaram no meio das novas vacinas que iam fazer parte do calendário em 2010, vacinas que JÁ ERAM ofertadas no calendário COMO a da MENINGITE.No decreto vetado têm a explicação.E tanto a CONTRA a meningite qto as OUTRAS NOVAS da época “2010” fazem parte do calendário até hoje. É faKe sim dizer que ele vetou a vacina o veto foi por dizerem que iam fazer parte do calendário vacinas que já faziam parte como se fosse uma coisa nova. Quem tem crianças sabe que elas tomam essas vacinas.

  23. Wesley

    2 de março de 2019 em 23:33

    A QUESTÃO É QUE ELE, EM DADO MOMENTO COMO PRESIDENTE, VETOU A VACINA, NÃO IMPORTA SE TEM A VER COM O FALECIMENTO DO NETO, A ATITUDE DELE, DE VETAR, FOI IRRESPONSÁVEL NAQUELE MOMENTO DE 2010 !…TER OU NÃO TER SIDO CAUSA DO NETO, NÃO MUDA SUA IRRESPONSABILIDADE NA DECISÃO DE 2010 !..ISSO É QUE IMPORTA !

  24. npontes

    2 de março de 2019 em 23:45

    Esse e-farsas já foi confiável… diz que a notícia é fake, mas não menciona quais foram as 3 que realmente já faziam parte do calendário de vacinação…

    • Gilmar Lopes

      3 de março de 2019 em 0:53

      Não precisa acreditar no E-farsas! Por favor, pesquise em outras fontes (mas que não seja os grupos do Whatsapp).

    • Héber

      3 de março de 2019 em 22:19

      “Quem acessar a notícia na íntegra no site do G1 vai perceber que o Governo se explicou na ocasião o motivo do veto.”

      **Se o e-farsa está dizendo que o governo precisou explicar o motivo do veto, é sinal que ele vetou. Pronto é verdade.
      **Para outros assuntos o e-farsa até ajuda, mas quando se fala de política, é uma farsa, tá vendido, aí mostra a índole da página.

    • Héber

      3 de março de 2019 em 22:21

      **Se o e-farsa está dizendo que o governo precisou explicar o motivo do veto, é sinal que ele vetou. Pronto é verdade.
      **Para outros assuntos o e-farsa até ajuda, mas quando se fala de política, é uma farsa, tá vendido, aí mostra a índole da página.

  25. Gustavo

    3 de março de 2019 em 0:06

    Me parece que na época seria uma vacina nova a ser disponibilizada, mas se o governo colocou ou não imediatamente no calendário não vem ao caso, o problema maior está na maldade dentro das pessoas q passam uma notícia dessa

  26. npontes

    3 de março de 2019 em 0:29

    Ao autor da matéria, gostaria de questionar alguns pontos… O que vitimizou o neto do Lula? (Meningite B), em que local do documento do veto indica ser exatamente esse tipo de bactéria? Antes de acusar uma notícia de ser falsa, deve-se embasar em fatos concretos e corretos. Os mínimos detalhes fazem a diferença. Portanto, como muitos já comentaram aqui, NÃO SE TRATA DE FAKE NEWS como o autor gostaria. Interpretação pessoal não significa detenção da VERDADE!

  27. Elenice

    3 de março de 2019 em 0:41

    2013 não. Minha filha tomou essa vacina em janeiro de 2011 na UBS

  28. JulianoMattos

    3 de março de 2019 em 1:49

    Esses vermes que querem confirmar pela insistência uma MENTIRA, motivados por um ódio patológico, são o mais baixo e constrangedor que um ser humano pode descer na sua própria indigência, na sua miséria existencial. O trabalho para destruir esse tipo de mentalidade vai ser árduo, mas não há outro caminho. Qualquer projeto de Brasil passa obrigatoriamente pelo combate a esses tarados fanáticos que normalizam o ódio fascista. Força, Lula!

    • phil

      3 de março de 2019 em 4:19

      JulianoMattos, a VERDADE DOI NOS OLHOS DO MENTIROSO! LULLA é um merda psicopata! FATO! Assinou sim a MERDA DO VETO! e outra, vai aprender o que é Fascismo sua besta quadrada!

  29. AnnaLou Olivier

    3 de março de 2019 em 3:36

    Como já citei anteriormente, sempre confiei e indiquei o site e-farsas como fonte de referência. Mas, atualmente, pela 2ª vez, vocês apresentam como falsa uma notícia que de fato ocorreu. As vacinas foram mesmo vetadas em 2010 sob alegação de que já havia três delas em uso, mas isso não procede. Foram cinco tipos de vacinas vetadas, (incluindo meningocócica conjugada C) que só foram liberadas em 2013 no governo Dilma e apenas para bebês. Independente do que a mídia divulgou, está registrado no site oficial do governo. Repensem o que estão publicando porque a responsabilidade é muito grande em se propagar uma mentira, em se tratando de Saúde. http://www.brasil.gov.br/noticias/saude/2010/12/presidente-veta-projeto-que-inseria-novos-tipos-de-vacina-no-calendario-nacional

    • Maria

      3 de março de 2019 em 20:47

      @AnnaLou Olivier, concordo em partes. Pelo que entendi, o site e-farsas tem o objetivo de analisar as notícias, boatos e/ou o que é dito e circula nas redes e mídias sociais e decidir se são falsas ou verdadeiras (integralmente e/ou em partes). Logo, o compromisso do e-farsas é com a VERDADE dos fatos e isso significa uma GIGANTESCA RESPONSABILIDADE SOCIAL, especialmente em se tratando em matéria de saúde pública como você mesma disse. Entretanto, NINGUÉM É PERFEITO, nem mesmo as mídias tradicionais oficiais pois elas cometem erros de vez em quando. Eu, pessoalmente, adoto o seguinte critério: um canal de notícias, para ser considerada boa, tem que ACERTAR MAIS DO QUE ERRAR (cerca de 99% de acerto) sendo que, é claro, alguns erros grosseiros podem ser FATAIS e afetar a credibilidade e reputação de quem as publica negativamente para sempre. Como é a 2ª vez que o site e-farsas erra numa amostra de muitas outras análises acertadas, eu acredito que o site ainda tem o direito de, no mínimo, ter o BENEFÍCIO DA DÚVIDA. O tempo e os eventos dirão se e-farsas continua confiável, confiável com ressalvas e/ou merece ser completamente descartado. 😉

      • AnnaLou Olivier

        4 de março de 2019 em 12:41

        Oi Maria, grata por comentar. Entendo seu raciocínio, mas para mim, já é suficiente. Antigamente o e-farsas incluía um adendo quando recebia comprovações contrárias à publicação. Agora deixa como está, apenas quem lê comentários percebe a grande quantidade de pessoas questionando o artigo. Eu mesma indiquei o site oficial e seria essencial informar isso no artigo. No entanto, usam fontes como “uol”, “diário do centro do mundo” e outras que, há tempos,já perderam a credibilidade. Uma coisa é pesquisar na fonte e trazer VERDADES outra coisa é pesquisar em sites tendenciosos e chegar a um consenso duvidoso.

        • Gilmar Lopes

          4 de março de 2019 em 14:18

          AnnaLou, o neto do Lula nasceu em janeiro de 2012. Temos que procurar matérias dessa data em diante.

  30. phil

    3 de março de 2019 em 4:16

    A grande FAKE NEWS aqui é o E-FARSAS, o maior site de FAKE NEWS do Brasil.

    • Gilmar Lopes

      3 de março de 2019 em 10:40

      Oba! Pelo menos em alguma coisa somos os maiores! Viva

  31. RICARDO DA CUNHA BARBOSA

    3 de março de 2019 em 5:48

    O veto foi em 2010, 10 de dezembro de 2010 no diário oficial da união pág 10 sessão 1…. é só pesquisar…se o veto teve a ver com a morte provavelmente não …ele deve ter tomado a vacina rede particular e mesmo assim não teve cobertura de 100%, mas foi vetado sim um tipo de vacina para tipo C. O fato do e farsas publicar farsas só fomenta ainda mais a discussão, uma pena.

  32. marvim

    3 de março de 2019 em 7:43

    CEI não, esta meio truncada, não chega ser mentira que ele veta, resumindo se fala que já existia nas vacinas a contra a meningite, Porem acho complexo dizerem que com isso ele tenha sido uns dos responsáveis ate pela morte do neto, só serve de alerta pra que certas decisões que os políticos tomam contra o povo um dia não possam vir a atingir ele, ou um dos seus entes queridos, seja no setor medico, criminal e etc

  33. Ana Teresa

    3 de março de 2019 em 8:23

    O jornalista tem que entender q no Brasil atual, temos um tipo de gente que saiu do esgoto direto para redes sociais.
    Na verdade, eles não ligam em ler a matéria, pesquisar etc.
    Essas pessoas não têm decência. Fato!
    Lula vetou sim! Mas em virtude de JÁ TER DISPONIBILIZADO E TORNADO OBRIGATÓRIO PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE vários tipos de vacinas até então não disponíveis no SUS. Nesse lote de vacinação estavam de meningite, hepatite e outras. Portanto, não haveria necessidade de lei para obrigar, haja vista que o Governo Federal tornou obrigatório a referida vacina antes mesmo do projeto de lei vetado.
    https://www.bol.uol.com.br/noticias/2019/03/02/e-falso-que-lula-foi-contra-incluir-vacina-de-meningite-no-sus-em-2010.htm

    Ps: Esses eleitores de bolzomerda são tão indecentes, que somente ignorando essa raça de gente sem amor, sem decência, sem escrúpulos e acima de tudo um povo cujo recheio é a má fé.

  34. Xanda da Silva

    3 de março de 2019 em 9:26

    Se o e-farsas desmente uma notícia de ataque ao atual governo é de direita; se desmente do governo anterior é de esquerda… Ñ sei pq as pessoas q acham isso continuam entrando neste site… pra q tanto ódio se o homem já está preso? Pq ñ direcionam suas flechas ao Serra, Aécio, Collor e tds q ainda estão soltos livres e saltitantes?

  35. Augusto César Gomes Galvão

    3 de março de 2019 em 10:13

    O Gilmar é petista e nunca escondeu isto! Ele vai defender o Lula com unhas e dentes! O que ele não mostra é que a tal vacina melhor e mais potente não estava disponível para as redes públicas de saúde no recantos mais distantes do país! Somente nas regiões do sudeste e mesmo assim com muito pouco densidade de ofertas. A outra vacina, mais barata e de fácil aquisição só foi disponibilizada na rede pública de alguns lugares do Brasil somente a saudável e pronta providência de secretários de saúde dos estados que não quiseram arriscar uma pandemia!

    • Alex

      4 de março de 2019 em 21:59

      Boa noite, pode me mostrar registros do Gilmar se declarando petista em público ? E sobre a parte do seu comentário sobre vacinas, tem alguma matéria que ratifica o que você diz ?

      • Gilmar Lopes

        5 de março de 2019 em 11:25

        Falar é fácil! Difícil é provar…

  36. João

    3 de março de 2019 em 11:12

  37. João

    3 de março de 2019 em 11:15

    O link do vídeo abaixo é para os canalhas e mau-caracteres, verdadeiros lixos humanos, que politizam a morte do neto do presidente Lula:

    https://youtu.be/4ktubMzK-mI

  38. marcos

    3 de março de 2019 em 11:32

    que porcaria de site

    como outras publicações dele faz afirmações subjetivas. Baixa qualidade. Não tenho nenhuma posição sobre o tema mas isso aqui esta uma porcaria

  39. Marcelo

    3 de março de 2019 em 12:11

    EU acreditava no e-farsas, mas agora são vocês que plantam fake news. A reportagem está lá, vocês mesmos mostram o link. Lula vetou, sim.

    Por favor, continuem fazendo um trabalho de garimpagem de mentiras, que continuaremos a buscar vocês. Mas desta vez, vocês é que promoveram uma e-farsa.

    • Gilmar Lopes

      3 de março de 2019 em 13:38

      Foi o que eu disse: Houve o veto, sim!

  40. Otávio Coelho

    3 de março de 2019 em 13:09

    É VERDADE, matérias do eFarsas são tendenciosas e partidárias, vejam só está mesmo:

    Hipótese:É verdade que Lula vetou em 2010 a vacina contra meningite?

    Conclusão: A notícia afirmando que o então presidente Lula teria vetado a vacina que iria salvar a vida de seu neto anos mais tarde é falsa!

    Qualquer um pode perceber a falta de coerência destes matéria, podendo apenas nos dizer que é uma conclusão enviesada, e assim não merece crédito algum a tudo o site.

    • Gilmar Lopes

      3 de março de 2019 em 13:37

      Como seria a conclusão correta? Me ajuda aí, por favor!

  41. Weder

    3 de março de 2019 em 13:24

    Como assim falsa, se vcs mesmo explica que foi verdadeira…. É muita cara de pau e sinismo. Militância na cara dura!!

  42. SAMUEL COSTA

    3 de março de 2019 em 13:26

    http://g1.globo.com/politica/noticia/2010/12/lula-veta-projeto-que-incluia-cinco-vacinas-no-calendario-da-rede-publica.html engraçado no g 1 tá falando que ele vetou mesmo e somente 3 das 5 já estavam disponível, sei não mas não tá dando pra confiar mais no e-farsas.com

    • Gilmar Lopes

      3 de março de 2019 em 13:36

      Foi isso mesmo que eu disse no artigo!

  43. Tiago

    3 de março de 2019 em 16:06

    O É- farças perdeu todo credibilidade.

  44. Tiago

    3 de março de 2019 em 16:08

    O É- farsas perdeu toda credibilidade.**

  45. Rafael Portillo

    3 de março de 2019 em 18:01

    Gilmar, ficou meio confuso o que você escreveu. Eu tive que ir em outros sites para entender esta história toda. Em sua defesa, esta história é confusa para quem não leu o texto inteiro.

    Lula vetou um projeto redundante. O projeto tinha em mente incluir 5 vacinas no calendário nacional. Só que 3 vacinas já estavam no calendário nacional. E as outras 2 podem ser tomadas fazendo o pedido no posto.

    Então, Lula não vetou AS VACINAS, e sim, UM PROJETO REDUNDANTE.

    • Gilmar Lopes

      3 de março de 2019 em 18:59

      É isso mesmo! Ele vetou, mas é falso afirmar que esse veto atrapalhou a vacinação do seu neto anos depois!

    • Maria

      3 de março de 2019 em 19:56

      @Rafael Portillo , o erro do Gilmar Lopes do e-farsas foi a CHAMADA, TÍTULO e/ou TEMA inicial da matéria: “É verdade que Lula vetou em 2010 a vacina contra meningite?” e a CONCLUSÃO equivocada/confusa dele. É importantíssimo que o isso esteja bem claro e definido pois, caso contrário, fica parecendo CHAMADA SENSACIONALISTA e/ou CLICKBAIT, não adiantando depois argumentar que você não leu integralmente o texto, conteúdo, vídeo etc. Em Redação, você deve ANALISAR os acontecimentos/fatos, extrair o TEMA, dar um TÍTULO e escrever com INTRODUÇÃO, DESENVOLVIMENTO e CONCLUSÃO. Qualquer desvio, incoerência, erros etc prejudica a sua nota final, podendo até tomar um ZERO.

  46. Bruna

    3 de março de 2019 em 20:38

    Site totalmente sem credibilidade,se a vacina está disponível, então é totalmente ineficiente.e se saiu do calendário no governo Lula, realmente precisa da assinatura dele para vetar.site de esquerda, não segue a verdade e sim o que lhe é conveniente, primeira vez q acesso,e última.

  47. Riedison riedisomoliveira@gmail.com

    4 de março de 2019 em 13:19

    Vão procurar o que fazer bando de retardados mentais. E deixam a vidas dos outros.

  48. Alex Nascimento

    4 de março de 2019 em 21:45

    Essa turma de eleitores do Bolsonaro é muito burra ou muito mal intencionada. Com o cérebro binário que possuem e a forma com que chegam a conclusões, aposto que só leram manchetes.

    Tá bem claro pra quem leu a matéria do G1 de 2010 e a da Revista Crescer, que a vacina contra meningite C já fazia parte do calendário de vacinação da saúde pública portanto parte do que se propunha no projeto de lei não tinha razão de existir. Inclusive a pneumocócica conjugada dez valente, disponível na rede pública antes do projeto, era uma versão mais eficiente da sete valente prevista no projeto de lei. Me arrisco a dizer que esse projeto deve ter sido um daqueles que tramitação no Congresso levou anos antes de ser enviada ao presidente para sanção, portanto ja chegou obsoleto ao Planalto, ou que quem o propôs tinha pouquíssimo conhecimento do assunto. Cenário plausível sabendo como as coisas funcionam em Brasília.

    Pode se questionar as duas vacinas que não entraram no calendário oficial, mas certamente, e novamente pela reportagem da Revista Crescer, pode-se concluir que a anti meningite não era uma dessas. Eu verifiquei a carteira de vacinação da minha filha, e ela recebeu a meningo em 2011 com 4 anos. As que tinham antes são difíceis de decifrar. O depoimento de pais que vacinaram seus filhos contra meningite em 2011, 2010 e antes só ratifica que o veto não atingiu essa vacina.

    Perguntinha básica pra toda essa turma, vocês são a favor ou contra a Lei que estipula o teto de gastos com saúde pública ? Se vocês são a favor, como podem se fingir indignados com esse suposto veto que se provou fake news ?

  49. Viper

    5 de março de 2019 em 2:48

    Eleitores do bozo como sempre limitados intelectualmente. O projeto aprovado pelo Congresso Nacional em 2010 incluía cinco vacinas na rede pública, entre elas uma que imunizava contra um dos tipos da meningite, a meningocócica C, além de imunizações contra hepatite A, varicela (catapora), pneumococo, meningocócica C e pneumocócica sete valente. Mas quando o projeto foi vetado, a vacina meningogócica C(meningite) já integrava o calendário de vacinação da rede pública e era destinada a crianças em duas doses, aos 3 e 5 meses, com um terceiro reforço aos 15 meses de vida.

  50. Ugo Cesar

    6 de março de 2019 em 11:27

    Muitas vacinas causam meningite, leiam a bula. Não sei o por que tanto alarme e questionamentos se tomou ou não vacina contra meningite. A vacinas de hepatite são as maiores responsáveis por contaminação de meningite, tanto que na bula adverte.

  51. Aldir

    6 de março de 2019 em 15:24

    O Gilmar é esquerdista e este blog tem a função de desvendar as farsas da malucada de direita e um número básico de fakes de esquerda pra manter as aparências. Só que essa notícia é falsa, explico pra tantos que não entenderam: O LULA VETOU A INCLUSÃO DE VACINAS QUE JÁ ESTAVAM INCLUÍDAS. Logo, ele não impediu essas vacinas. Se não deu pra entender assim, é porque não é pra entender, mesmo.

  52. Patrícia Martins

    6 de março de 2019 em 15:36

    http://www.brasil.gov.br/noticias/saude/2014/05/conheca-as-vacinas-oferecidas-pelo-sus
    Excelente reportagem para lerem e descobrirem em que ano se deu o início da imunização no Brasil e em que ano as vacinas foram introduzidas no Brasil e quando. Vejam que o site é do governo.

  53. BRUNO CASTANHO ANTUNES

    6 de março de 2019 em 16:07

    Boa tarde Gilmar, tudo bem com o senhor? Se me permite concordar em parte com esse pessoal sem educação, me desculpe mesmo viu, mas eu concordo que houve um “pequeno” problema na relação entre premissa e conclusão. A premissa/pergunta é: e-verdade-que-lula-vetou-em-2010-a-vacina-contra-meningite (?) é inclusive o link em html de nossa querida página. No texto você desenvolve essa premissa no meio de mais outra, a de que tal afirmativa levaria a concluir que por causa desse veto o neto teria morrido. Obviamente quem efetivamente leu o texto todo entendeu que NÃO, pois a porcaria da vacina (assim como mais outras 2 das 5) já fazia(m) parte do calendário, mas, preste atenção no título da matéria/premissa. Eles tem razão, cara… Não vou ensinar ninguém a escrever porque você já faz isso muito bem, porém, a resposta para a premissa/pergunta “e-verdade-que-lula-vetou-em-2010-a-vacina-contra-meningite” (?) Seria “SIM, PORÉM tal veto tem motivação lógica e não gerou a consequência morte em seu neto”. Ou então você desmembra em duas premissas/ duas páginas diferentes, a segunda “desmascarando” a relação entre veto e morte. O problema é que do do jeito que está você praticamente pediu para ser bombardeado! Sinto muito. De qualquer jeito, bom trabalho. Abração!

  54. Ana

    7 de março de 2019 em 16:53

    Caras.. vocês são feras em “passar o pano” no bandido hein..
    Enrolaram dizendo até que foi substituída a vacina “pneumocócica conjugada sete valente pela dez valente, que confere maior proteção” a fim de enganar os trouxas, que não sabem que esta vacina não tem NADA a ver com Meningite. Que vergonha!!!!!

  55. Gilmar Mendes

    9 de março de 2019 em 9:30

    CONCLUSÃO : É FARSAS É MAIS UMA FERRAMENTA PETISTA PARA MANIPULAR A CONSCIÊNCIA DO POVO, ACOBERTANDO TODAS AS MAZELAS CRIMINOSAS DO PT, AFIRMANDO QUE TAL E TAL AFIRMATIVAS QUE DESMASCARAM OS MAUS FEITOS DO PT & SEUS SENHORES SÃO FALSAS !!! FACAM-NOS O FAVOR DE CRIAR UM PINGO DE VERGONHA, PETISTAS PERDIDOS !!! VOCÊS JÁ PERDERAM A MÃO E A GUERRA ! VÃO TRABALHAR PORQUE AS MAMATAS DE VOCÊS SIMPLESMENTE TERMINARAM !!!

    • Gilmar Lopes

      9 de março de 2019 em 10:18

      Vixe! Descobriram nosso plano maligno de dominação mundial! Vamos fechar o site agora mesmo antes que a Polícia Federal use o seu comentário como prova para nos prender!
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Eu

        10 de março de 2019 em 19:14

        Não faz assim, Gilmar… coitado do imbecil!

    • Latrina

      10 de março de 2019 em 19:13

      Conclusão: Você é um idiota que acha que vai ter razão ao escrever tudo em CAIXA ALTA, quando na verdade só vai passar vergonha ao comentar uma PILHA FUMEGANTE DE BOSTA.

  56. Carlos

    15 de março de 2019 em 8:50

    Ué e-farsas, a notícia é verdadeira, o escritor da matéria só pode ser de esquerda, pois inclui no assunto a questão que mesmo o neto tomando a vacina (não se sabe se tomou) poderia morrer e isso é base para tipificar a notícia como falsa, não é bem assim, Simples peguem a chamada da matéria, sobre o veto e responda: teve ou não tal veto: se a resposta é sim é vedade, se não é falsa.
    Complicado é questão que se precisa montar uma história para chegar à um resultado “desejado”

    • Ed Vogado

      22 de março de 2019 em 12:21

      Isso se chama falácia da pergunta carregada. O Lula vetou a vacina? SIM. Mas o motivo do veto é porque já há a aplicação da vacina mais abrangente. Então apesar do “boato” ser verídico (O Lula vetou a vacina), a explicação demonstra que os motivos que levaram o Lula a vetar a vacina são suficientes para que a notícia não tenha a importância que estão dando a ela.

  57. Carlos

    15 de março de 2019 em 9:00

    Aqui se usa uma tática comum da esquerda, primeiro pega o assunto base do assunto, daí misturam assuntos e a resposta é com base em assunto adicional ou outro assunto, ou seja na conclusão uma notícia Verdadeira se transforma em notícia falsa.

    Não entendeu então segue, estou colando texto pra facilitar:
    Chamada do e_farsas: É verdade que Lula vetou em 2010 a vacina contra meningite? R- SIM É VERDADE
    Na conclusão tem outra pergunta: A notícia afirmando que o então presidente Lula teria vetado a vacina que iria salvar a vida de seu neto anos mais tarde é falsa! – PQ MUDARAM A PERGUNTA HEIN?

    • Ed Vogado

      22 de março de 2019 em 12:23

      Aqui se usa uma tática comum da direita, pegar uma notícia e descontextualizá-la para atacar o Lula. O veto existiu, logo a notícia é verdadeira. PORÉM os motivos que levaram ao veto são devidamente explicados, então a premissa inicial é falsa, fazendo com que a conclusão do boato inicial seja incorreta. Vetou? Sim. Mas porque seria redundante, já que há vacina mais abrangente no calendário de vacinação.

  58. Pingback: NETO DO LULA, DESCOBRIRAM TODA A VERDADE | Notícias Legais

  59. Ana Alves

    23 de março de 2019 em 10:56

    http://prevcenter.com.br/vacina-conjugada-meningococica-b-incorporada-ao-calendario-infantil/

    Foi vetada por ele e ponto.
    Ninguém afirmou que o neto morreu por esse motivo…. mas sim que ele tomou essa atitude que prejudicaria a saúde das nossas crianças. Eu tive que pagar pras minhas filhas tomarem essa vacina. Então dizer que o veto é boato é #fakenews. Se hoje já tem essa vacina nos postos é outra história.
    O veto ocorreu… e isso é fato e sua notícia é #fake

    • Ed Vogado

      26 de março de 2019 em 13:24

      Isso se chama falácia da pergunta carregada. O Lula vetou a vacina? SIM. Mas o motivo do veto é porque já há a aplicação da vacina mais abrangente. Então apesar do “boato” ser verídico (O Lula vetou a vacina), a explicação demonstra que os motivos que levaram o Lula a vetar a vacina são suficientes para que a notícia não tenha a importância que estão dando a ela.

  60. Rodrigo

    28 de março de 2019 em 17:12

    EFarsas encobertando algumas farsas para passar a mão em seus corruptos de estimação, Que lindo!

    • Gilmar Lopes

      28 de março de 2019 em 17:30

      Não entendi! Pode explicar?

  61. Cristiano Comunista de Mentira

    7 de abril de 2019 em 14:33

    Decreto de lei determinando que a bandeira do Brasil seja verde, amarelo e azul é vetado pelo presidente Lula, tendo em vista que a bandeira já é verde, amarelo e azul, mas os intelectuais super capacitados entendem que está é uma tentativa de implantar o comunismo no país e fazer com que a bandeira seja dominada pela cor vermelha.
    Segue link do calendário histórico da vacinação no país. Observe o que houve em 1975 e 1976. Reflita! Beijos e abraços comunistas a todos!

    http://www.ccms.saude.gov.br/revolta/ltempo.html

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Topo