Conecte com a gente

E-farsas.com – Desvendando farsas da web desde 2002!

E-farsas.com – Desvendando farsas da web desde 2002!

Economista indecisa do debate da Globo votou no Aécio?

Cinema / TV

Economista indecisa do debate da Globo votou no Aécio?

Economista indecisa do debate da Globo votou no Aécio?

Será que a economista indecisa que fez uma pergunta para Dilma durante debate da Rede Globo, na verdade, já havia aparecido em vídeo afirmando que ia votar em Aécio?

Imagem que circulou pelas redes sociais no dia 26 de outubro de 2014 mostra que a economista “indecisa” que fez uma pergunta para a candidata à reeleição Dilma Rousseff, na Rede Globo de Televisão, seria uma mulher que havia aparecido em outro vídeo dias antes na TV UOL. A colagem de fotos sugere que a mulher teria declarado seu voto ao candidato Aécio Neves e a Globo a teria apresentado com outro nome e como se ela ainda estivesse indecisa em quem iria votar!

Será que as duas mulheres são a mesma pessoa?

Economista indecisa teria aparecido dias antes na TV UOL afirmando que votaria no Aécio Neves, será? (foto: Reprodução/Facebook)

Economista indecisa teria aparecido dias antes na TV UOL afirmando que votaria no Aécio Neves, será? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdade ou farsa?

As duas mulheres são economistas, mas não são a mesma pessoa!

A mulher que fez uma pergunta para a Dilma Rousseff durante o debate que foi ao ar ao vivo no dia 24 de outubro de 2014 é a economista Elisabete Maria Costa Timbó, de Fortaleza e a senhora que aparece no vídeo da TV UOL apoiando a candidatura de Aécio Neves também é economista, mas se chama Maria Lúcia Pádua Lima.

Abaixo, podemos ver o momento em que Elisabete faz uma pergunta à então candidata Dilma Rousseff:

Envie suas dúvidas e sugestões para o nosso WhatsApp no (11)96075-5663

[iframe: width=”590″ height=”332″ src=”//www.youtube.com/embed/fzhEREy-yhk” frameborder=”0″ allowfullscreen]

 

E nesse vídeo, podemos ver a economista Maria Lúcia, em inglês:

[iframe: width=”590″ height=”332″ src=”//www.youtube.com/embed/W2jROTwC8ts” frameborder=”0″ allowfullscreen]

 

Analisando ambos vídeos, podemos ver claramente que as duas não são a mesma pessoa!

Conclusão

A eleitora indecisa que fez uma pergunta à Dilma Rousseff na Rede Globo não é a mesma pessoa que apareceu na TV UOL manifestando seu apoio ao candidato Aécio Neves!

Continue lendo
6 Comentários

6 Comments

  1. Lucho

    26 de outubro de 2014 em 21:12

    Mein Gott!! Nada a ver.

  2. Marcos+A.

    27 de outubro de 2014 em 8:30

    Mas depois da besteira que a gerenta falou seria muito burra se votasse nela.

  3. Maria Luiza Siqueira

    31 de outubro de 2014 em 19:21

    Gostaria de dizer à economista Elisabete Maria Costa Timbó que refletisse na sugestão da presidente já eleita (infelizmente), porém no sentido inverso: não para procurar qualificação, mas propondo às instituições citadas (PRONATEC e outras) trabalhar na qualificação de pessoas para o mercado. Por exemplo: aulas, treinamentos, consultoria…

  4. César Augusto Simões

    6 de novembro de 2014 em 9:53

    Se for levar em consideração a resposta da Dilma, com certeza ela votou no Aécio.

  5. George

    7 de novembro de 2014 em 19:48

    Mesmo para economistas há cursos no PRONATEC que poderiam ajudar a pessoa em questão a se qualificar ainda mais. Basta conferir no catálogo de cursos técnicos, no eixo gestão e negócios: http://pronatec.mec.gov.br/cnct/et_gestao_negocios/et_gestao_negocios.php É bom lembrar que a busca por qualificação em qualquer profissão deve ser contínua.

  6. César Bento

    11 de novembro de 2014 em 23:34

    A pergunta foi tão inusitada (por que ela não conseguia emprego) que a Dilma, que não é ligeira nem espirituosa nas respostas, realmente ficou sem resposta. Poderia ter dito que, na visão meritocrática, defendida pelo adversário, a economista era incompetente, ou teria conseguido colocação sem ajuda do governo. Porém, sendo realista, teria que ver que uma coisa é a geração de empregos em geralcomo resultado de políticas governamentais, outra é o porquê a pessoa, concretamente, não está empregada na área em que se formou. Isso depende de vários fatores que a presidenta, ou qualquer outra pessoa não teria condições de saber naquele momento. um dos motivos pode ser pleo fato de ela, apesar de qualificada profissionalmente, não conseguir fazer uma pergunta a respeito de si própria sem ler. Não sei. A resposta foi ruim, mas ir num debate com dois candidatos à presidência levando uma pergunta dessas..

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Doe Bitcoin

15c5g4Y4vk84WuTNgVQ3ttqN9fv4JUbqNP

Categorias

Voltando a Circular

Links patrocinados

Publicidade

Topo