Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Grupo de ufólogos divulga slides de ETs de Roswell!

Conspirações

Grupo de ufólogos divulga slides de ETs de Roswell!

Será que as fotos divulgadas por um grupo de ufólogos em um evento no México provaram que ETs foram recolhidos pelo governo americano em 1947?

No dia 05 de maio de 2015, um grupo de ufólogos apresentou alguns slides que seriam uma prova de que alienígenas existem e que foram recolhidos pelo governo americano, durante o famoso caso Roswell (que teria ocorrido em julho de 1947, no Novo México – EUA), onde uma nave alienígena teria caído após um acidente aéreo.

De acordo com esses ufólogos, os slides teriam sido feitos por um geólogo trabalhava para uma empresa próxima ao local onde teria caído o disco voador. Nas fotos apresentadas podemos ver uma criatura humanoide – que os estudiosos afirmam ser de um extraterrestre – deitada em um tipo de cama de hospital.

Será que essas fotos são a prova definitiva que tanto esperávamos?

Corpo de alienígena teria sido fotografado em Roswell! Será verdade?

Corpo de alienígena teria sido fotografado em Roswell! Será verdade?

 

Alienígenas?

Antes, é preciso explicar que houve, de fato, um evento na Cidade do México onde foi apresentada uma série de slides mostrando um ser humanoide em alguns deles. O simpósio ocorreu no dia 05 de maio de 2015, no Auditório Nacional, e reuniu algumas figuras conhecidas da ufologia. Dentre elas, o ex-astronauta Edgard Mitchell, o sexto homem a pisar na Lua.

O evento começou pouco depois das 23 horas e varou a noite, com a apresentação de vários palestrantes até que, em determinado momento, os dois slides foram exibidos para a plateia. De acordo com o jornal inglês Mirror (que, mesmo sendo um jornal com uma tradição de fazer sensacionalismo sobre ufologia, desmentiu a veracidade das “provas”), a divulgação das imagens foi um balde de água fria entre os entusiastas dos ovnis que estavam presentes, pois as tais fotos não tinham nada de novidade e já eram conhecidas da galera!

Um dos slides era, na verdade, uma reprodução de uma foto que já circula pela web há tempos (pelo menos, desde janeiro de 2015 ou mais antiga ainda, de 2009) e em qualidade muito superior a da mostrada no simpósio!

Além disso, não foram apresentados quaisquer dados que pudessem ligar as fotos aos supostos incidentes ocorridos em Roswell (vamos falar sobre isso mais abaixo).

O jornal britânico Express explica que o suposto alien possui semelhanças com múmias de crianças egípcias:

Roswell-fraud-575401

Perceba que ambos possuem um pequeno furo na barriga, por onde eram tiradas as vísceras (foto: Reprodução)

 

Sobre os slides

A história que envolve esses slides é bem elaborada, fica na base do “um amigo de um amigo me contou” e não há nenhuma prova de tudo o que foi dito seja verdade. A coleção de slides (que pertence a um grupo que está produzindo um documentário a respeito) parece ter sido de propriedade do casal Bernerd e Hilda Ray, que viveu em Midland, no Texas. Adam Dew (um dos envolvidos no projeto) jura que a irmã de um amigo encontrou essas fotos durante a limpeza de uma casa que estava sendo preparada para ser demolida.

O curioso é que, de todas as fotografias eternizadas nos slides, apenas as que mostram os ETs estão desfocadas…

Ah! O trailer do documentário é esse:

 

Analisando a foto do ET

Não há muito o que analisar a respeito das fotos exibidas durante o simpósio, visto que a qualidade delas é muito baixa, mas se tomarmos como base a foto de melhor resolução, podemos perceber que:

  1. As fotos são de má qualidade e fora de foco, se compararmos com todas as demais fotografias que supostamente estava na mesma coleção (parece até que foi proposital).
  2. O “ser” está em uma prateleira de vidro transparente, aparentemente dentro de uma caixa de vidro, semelhante às múmias expostas em museus.
  3. Há uma mulher (ou alguém vestindo saias) atrás dessa caixa de vidro. Esse vestido azul está mais para uma turista do que para um uniforme militar, né?
  4. Mesmo que o humanoide fosse um alienígena, seria normal deixa-lo desprotegido apenas dentro de uma caixa de vidro ou o melhor seria deixa-lo imerso em algum fluído para evitar que se decomponha?
  5. A pele do corpo do suposto ET se parece muito com o de múmias em exposição no Museo de las Momias de Guanajuato, no México.
  6. Gilles Fernandez, do excelente blog francês Céticos Versus Disco Voador, explica que há muitas semelhanças entre o suposto alienígena e o “espécime 2397”, uma múmia de uma criança que foi descoberta em 1856 no Egito e levado para o Museu Smithsonian (nos EUA):
Semelhanças entre o "ET" e a múmia em exposição nos Estados Unidos! (fotos: Céticos Versus Disco Voador)

Semelhanças entre o “ET” e a múmia em exposição nos Estados Unidos! (fotos: Céticos Versus Disco Voador)

 

A determinação da data dos slides

Outra questão que fez com que muitos duvidassem da veracidade dessa história é a determinação exata do ano em que as fotos foram tiradas. Claro que essa datação não tem nada de exata, como podemos ver a seguir:

Segundo os organizadores do simpósio, o “método” usado para “determinar com exatidão” a idade dos slides foi o seguinte (não ria):

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

  • O filme possui uma codificação de fábrica usado em 1927, 1949 ou 1967
  • O verniz de proteção usada no filme é de 1930 a 1960 (carece de fontes), eliminando o ano de 1927
  • A capa de papelão usada para envolver os filmes é de algum ano entre 1941 a 1949, eliminando o ano de 1967 e deixando 1949 como a data mais recente o filme foi exposto

(os dados acima foram retirados de um documento entregue ao ufólogo Kevin Randle)

Mesmo lendo várias vezes os dados acima, não conseguimos entender como chegaram à conclusão de que o ano em que as fotos foram tiradas teria sido o de 1947 (ano que teria ocorrido o incidente alienígina em Roswell). Quem conseguir explicar isso, fique à vontade nos comentários.

Além disso, como podemos ver no blog Céticos Versus Disco Voador, há fotos de outras décadas no meio dos slides, tornando impossível se datar corretamente essas fotografias.

 

Atualização 11/05/2015

Como já havíamos adiantado, a suposta prova do alienígena era falsa mesmo!

Conforme afirmamos em primeira mão aqui no E-farsas no dia 06 de maio, a foto usada como a principal prova da existência de alienígenas era mesmo uma imagem de uma múmia do museu Smithsonian. A foto apresentada pelo grupo de ufólogos foi adulterada de modo que não pudéssemos descobrir a sua origem, mas o blog Blue Blurry Lines correu atrás da verdade e descobriu a fotografia original, onde pode-se ler a placa de identificação da múmia:

mummia

Após a aplicação de alguns filtros na imagem, descobriram que estava escrito nela:

 

Nesse outro vídeo, o pesquisador Lancy Moody explica a técnica de aplicação de filtros na imagem:

 

As palavras escritas na placa formam o seguinte texto:

“CORPO MUMIFICADO DE UM MENINO DE DOIS ANOS

No momento do sepultamento do corpo estava vestido uma camisa de algodão xxx-xxx. Envoltórios funerários consistiam nestas pequenas mantas de algodão. Emprestada pelo SR. Xxxxxx, San Francisco, Califórnia.”

mummia_placa

 

targhetta

O texto acima bate exatamente com uma nota publicada em setembro de 1938, Volume III, Número 1 , no Parque Nacional de Mesa Verde, em Montezuma, no Colorado, onde é descrita a mesma múmia, que foi abrigada pelo museu e, atualmente, está em exposição no Museu Smithsonian.

Em seu blog, Anthony Bragaglia – que foi um dos organizadores do simpósio ocorrido no dia 05 de maio de 2015, no México – fez um artigo pedindo desculpas pelo “mal-entendido” e afirmando “ter se equivocado” em relação às provas que tinha à mão. Infelizmente, a publicação foi apagada, mas podemos ver um resumo do seu pedido de desculpas no blog do pesquisador Kevin Randle.

Conclusão

Houve mesmo um simpósio no México para a revelação “bombástica” de “provas” da existência de ETs, mas as provas não foram tão convincentes… Não há nada que ligue os supostos alienígenas (que se parecem mais com múmias) ao incidente de 1947 que teria ocorrido em Roswell (cujas provas de que tenha acontecido mesmo também não apareceram até hoje).

Atualização 11/05/2015

Conforme afirmamos, foi comprovado que os slides eram mesmo de uma múmia de uma criança que está em exposição no Museu Smithsonian!

Continue lendo
56 Comentários

56 Comments

  1. MaxFavela

    7 de maio de 2015 em 0:31

    E quem garante que a múmia da “criança egípcia” não é um corpo alienígena mumificada? Hein???

    • Gilmar Lopes

      7 de maio de 2015 em 0:36

      Não tinha pensado nisso! Ótima teoria!

      • Devanir Nunes

        7 de maio de 2015 em 15:05

        Eu acho que todos os egípcios eram ETs, com uma tecnologia avançadíssima. De outra forma, como poderiam te construídas aquelas pirâmides tão grandes e com uma forma … piramidal? Os faraós se consideravam deuses, e só um cara vindo do espaço poderia ter tal convicção. Bom, isso até que Moises acabou com eles. Pensando bem, será que Moisés era um ET?

        • KeylaF

          12 de maio de 2015 em 16:17

          vamos descobrir isso no decorrer da novela “Os dez mandamentos”

        • Lee

          13 de maio de 2015 em 13:54

          Ah, fera, na moral, né! Essa teoria é a mais furado do universo! As pessoas que falam que eles foram ajudados com tecnologia..tão de brincadira! Tecnologia pra quê? Pra empilhar pedra sobre pedra, pra fazer muros com blocos encaixadinhos? O pessoal jura que pra isso precisa de tecnologia alieniginaa? Fala sério, joew!

          • Lídia

            25 de maio de 2015 em 18:03

            Isso dependo do que se entende por tecnologia…
            O descobrimento do fogo, do metal e da roda, foram tecnologias para a época, oras…

      • Marcos

        7 de maio de 2015 em 21:31

        Gilmar, poderia verificar se isto é real ou Fake? Fiquei curioso.
        http://g1.globo.com/carros/noticia/2012/05/volkswagen-mostra-hoover-seu-carro-flutuante.html

  2. André Pellerano

    7 de maio de 2015 em 1:00

    Olha, o comentarista do jornal da Globo ele acreditou. Enfim, eu mero aprendiz ainda sobre analisar fotos, achei verdadeira as fotos, pois os crânios do “ser” é muito grande comparado a de uma criança. E agora? O.o

    • Rodrigo

      7 de maio de 2015 em 9:35

      Crianças possuem a cabeça maior que o corpo. Além disso, o crânio é redondo e quase todo do tamanho da cabeça. Após a mumificação, a gordura do corpo e água foi perdido, tornando-se uma base quase toda ossada e com pouco cálcio.

      • Cesar Crash

        7 de maio de 2015 em 12:14

        “Crianças possuem a cabeça maior que o corpo”.
        Proporcionalmente maior, em relação a um adulto. Se tiver a cabeça maior que o corpo, acho que dá até pra garantir que não é gente da gente, hehe.

  3. Edgar Barros

    7 de maio de 2015 em 5:22

    Postaram uma foto fake! Sim! Para enrolar a humanidade ao falar que eles não existem,.. bela tentativa governantes

  4. Adni Poviliunas

    7 de maio de 2015 em 9:52

    “O filme possui uma codificação de fábrica usado em 1927, 1947 ou 1967”

    Ou existe um erro de digitação nessa frase, e o correto seria 1949, ou a contradição está na frase abaixo:
    “não conseguimos entender como chegaram à conclusão de que o ano em que as fotos foram tiradas teria sido o de 1947”, já que em nenhum momento o 1947 foi excluído das possibilidades.

    • Gilmar Lopes

      7 de maio de 2015 em 9:54

      ops! valeu

  5. Alvaro Reis

    7 de maio de 2015 em 10:54

    O México é conhecido por coisas fajutas (tirando Chaves e o filme El Infierno). Concordo com a equipe E-Farsas… fotos fajutas.

    Pra mim, circunstancialmente, o mais próximo de uma alienígena ou alguma ser estanho daqui da Terra mesmo, é a criatura do Atacama.

    Aquele sim comprovadamente anômalo, e desconversadamente sugerido como humano.

    Simplesmente não há humanos de 15 cm aos 8 anos de idade. Não há… apenas isso não há! Os céticos que me perdoem, não há! Se aos 8 anos tinha 15cm, quando nasceu era do tamanho do que? De uma colher de mexer café? Foram outras características!

    Quem desacreditou a criatura de ATA é doido ou abilolado.

    • Donaukinder

      7 de maio de 2015 em 13:09

      Agora eu discordo. O corpo de Atacama não é de uma criança de 8 anos de idade, e sim de um feto prematuro, nem mesmo os ossos se formaram direito, inclusive ele foi encontrado com indícios de oxicefalia, que deu o formato “alienígena” para ele.
      Provavelmente ele deve ter sim, vivido por alguns anos naquele estado, e como sofreu inúmeros problemas médicos(desde prematuridade até oxicefalia) e sem tratamento, veio a falecer em poucos anos. E sim, tem como alguém ser tão pequeno assim por 8 anos. Acho que o maior mistério aí é COMO ele sobreviveu assim.

      • Alvaro Reis

        7 de maio de 2015 em 15:36

        O que foi informado no relatório, texto esse que “desmente” a hipótese alien, é que não era um feto, e sim uma criança de 8 anos.

        E não… não há como um ser humano ter 15 centímetros aos 8 anos… insistir nisso é ceticismolatria.

        http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2013/04/dna-mostra-que-suposto-alienigena-encontrado-no-chile-era-humano.html

        O menor bebê humano a nascer e sobreviver tinha 24 centímetros:

        http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/maiores-menores-bebes/

        E ou ele é um feto abortado ou viveu alguns anos neste estado.

        E pra dizerem depois que quem analisou não tinha propriedade para tal, segue o currículo do Garry Nolan:

        https://med.stanford.edu/profiles/garry-nolan

        Tá aqui também a reportagem da pesquisa no sciencemag (pra depois não dizer que só saiu em site de ufólatra!):

        http://news.sciencemag.org/health/2013/05/bizarre-6-inch-skeleton-shown-be-human

        O Garry Nolan usou do Plano B (bem típico) dizendo que além de todas as esquisitices que a criatura já possuia, ela ainda sofria de uma doença (talvez a mais rara do mundo!) chamada Progéria, que causa o envelhecimento prematuro!

        Vamos lá minha gente… vamos lá…

        O estudo de densidade óssea acusou que o SER tinha de 6 a 10 anos de idade! Só que é impossível alguém com esta idade ter 15 centímetros!

        Qual o plano B? Joga a doença mais rara do mundo nele também… aí explica ele ter uma densidade óssea de uma criança de 8 anos sendo que seu tamanho corresponde a de um feto de 22 semanas (mais ou menos 5 meses).

        Bem, se isso não são evidências…

  6. Alvaro Reis

    7 de maio de 2015 em 11:03

    “Há uma mulher (ou alguém vestindo saias) atrás dessa caixa de vidro. Esse vestido azul está mais para uma turista do que para um uniforme militar, né?”

    Agora vou criticar a ânsia da equipe em querer desmentir tudo:

    Joguem no google “Uniforme Militar Feminino” a primeira coisa que vai aparecer é uma militar fardada de saias muito parecida com a da foto. Pra falar a verdade, todo uniforme militar feminino é composto por saia (a exceção dos de combate, obviamente).

    E outra coisa: As fotos das múmias e do suposto ser são semelhantes, mas o formado da cabeça reserva diferenças interessantes. A múmia humana criança tem a cabeça com um formado meio “triangular”, a da criatura já é um formado mais alongado. Nada que mude, mas estranho.

    • Gilmar Lopes

      7 de maio de 2015 em 11:06

      Sim! Mulher usa saia no exército, mas eu digo mais pela cor! A cor do uniforme do exército americano não é azul, ou é (ou era na época)?

      • Alvaro Reis

        7 de maio de 2015 em 11:43

        Não vou dar 100% de certeza, mas Aeronáutica é azul.

        E ela está de fardinha blusa-saia e camisa branca por baixo. Pode não ser um uniforme militar, mas que provavelmente é uma farda isso é.

        Outro ponto, o vidro protetor está em apenas um lado (o lado da mulher), só isso também descaracteriza a hipótese do museu. Jamais deixariam uma múmia exposta de uma forma que as pessoas pudessem tocar.

        Vejam também que a proteção frontal está um palmo afastado da prateleira que dá suporte a criatura (vejam o reflexo verde cortando a mulher).

        Por outro lado, o tal ET está sobre um pano envelhecido, que se está exposto, é porque foi achado com ele eu acho… reforçando a tese da múmia.

        Outro detalhe é aquela “pedra” e o chumaço de cabelo que estão expostos juntos. O cabelo se explica, deve ser da múmia/alien, mas a pedra?

        • Gilmar Lopes

          7 de maio de 2015 em 11:47

          Boa!

          • Alvaro Reis

            14 de maio de 2015 em 0:51

            Bem que falei do pano!

        • Alexandre Genaro

          12 de maio de 2015 em 15:09

          Alvaro Reis, me parece mais um uniforme escolar do que um uniforme militar.

    • Ricardo Queiroga

      10 de maio de 2015 em 21:56

      Alvaro da mesma forma que tem muito lunático que acredita que um balão é um OVNI, tem lunáticos céticos que empurram qualquer coisa pra falar que é farsa. Ainda não me aprofundei nas pesquisas a respeito desses slides, mas acredito que o caso Roswell foi real.

  7. Roberto

    7 de maio de 2015 em 12:16

    Gilmar, sou fã do site e do seu trabalho, mas talvez você tenha se precipitado um pouco ao colocar essas informações. Também acredito que seja a múmia, mas você podia esperar algum especialista ou autoridade no assunto desmentir essa história toda e você passar pra gente. Afinal, o objetivo do seu site, pra mim, era desmentir boatos e mentiras na internet, fazendo isso com nível de certeza, e não colocar argumentos ainda incertos para contradizer assuntos polêmicos da rede,

    • Gilmar Lopes

      7 de maio de 2015 em 13:58

      Meus 13 anos de pesquisas na web já não me colocam no patamar de especialista? Não precisa de especialistas no assunto para ver que se trata de uma armação, né?
      Não sou especialista em ufologia, mas é óbvio que tudo não passa de mais uma enganação e não preciso esperar mais alguém falar o óbvio.
      As fotos foram plantadas ali no meio dos slides do simpósio apenas para gerar buzz para o documentário que estreará em breve!
      Mesmo assim, ao longo do artigo já fui linkando outros estudos a respeito.
      Obrigado pelo contato!

      • Guilherme

        20 de maio de 2015 em 22:56

        Gilmar, aprecio teu esforço, mas pelo amor de deus:
        “Meus 13 anos de pesquisa na web…” — isso é experiencia?
        Sério, tenho 32 anos e pesquiso na web há o que, uns 20+ anos?
        Então tenho mais credibilidade que ufólogos / astrônomos / cientistas que dedicaram a vida toda e estudaram milhares de vezes mais que nós 2 juntos?

        Sério, as vezes faltam argumentos…

        • Gilmar Lopes

          21 de maio de 2015 em 9:33

          Desculpa! Fui um tolo!

  8. Filipe

    7 de maio de 2015 em 14:30

    ‘A história que envolve esses slides é bem elaborada, fica na base do “um amigo de um amigo me contou” e não há nenhuma prova de tudo o que foi dito seja verdade.’

    Bem elaborada não é.

    • Gilmar Lopes

      7 de maio de 2015 em 14:31

      É… tem razão! De elaborada não tem nada.

  9. Filipe

    7 de maio de 2015 em 14:31

    ‘A história que envolve esses slides é bem elaborada, fica na base do “um amigo de um amigo me contou” e não há nenhuma prova de tudo o que foi dito seja verdade.’

    Bem elaborada não é.

  10. Anderson Ventura

    8 de maio de 2015 em 7:03

    Reparem que, o que a mulher do reflexo usa, na verdade, é um jaleco de manga curta feminino.

  11. Anderson Ventura

    8 de maio de 2015 em 7:05

    Mangas compridas*

  12. Dilma

    8 de maio de 2015 em 9:05

    Queridos brasileiros. Esse admin do site mente mais do que eu. É claro que esse é um ET… É parecido com o de Varginha. Que está guardado em uma base do exercito brasileiro.

  13. Filipe

    8 de maio de 2015 em 10:34

    Uma dúvida: como faço pra minha foto aparecer aqui quando eu comento?

    • Gilmar Lopes

      8 de maio de 2015 em 12:38

      Tem que se cadastrar no Gravatar!

  14. Filipe

    8 de maio de 2015 em 13:54

    Agora sim, obrigado.

  15. Rodrigo

    8 de maio de 2015 em 15:21

    Querem provas? Estudem história!

    O povo Dogon é uma tribo indígena, atualmente com cerca de 100.000 membros que ocupa uma região em Mali, a sul do deserto do Saara, na África. É um povo recluso, isolado topograficamente e culturalmente do resto do mundo por incontáveis ​​séculos [3.200 aC]. Vivem em cavernas, nas encostas de montanhas de Homburi próximos Timbuktu.
    Esse povo milenar detém informações precisas sobre astronomia bem antes mesmo da ciência “moderna” do início do século 20.
    Os primeiros cientistas ocidentais a visitar e estudar o povo Dogon foram os antropólogos franceses – Dr Marcel Griaule e Germaine Dieterlen – que inicialmente fizeram contato com eles em 1931, e continuaram a pesquisá-los nos 30 anos seguintes, culminando em um estudo detalhado realizado entre 1946 – 1950.
    Durante seu trabalho os antropólogos documentaram a mitologia tradicional e as crenças sagradas do povo Dogon que incluía um corpo extraordinário de conhecimento antigo. Seu conhecimento é passado através da arte e da oralidade aos seus sucessores.
    Sacerdotes Dogon narram com riqueza de detalhes sobre a estrela Sirius – 8,6 anos-luz da Terra – e nos informam que ela tem uma estrela companheira. Essa estrela realmente existe, mas era invisível o olho humano até pouco tempo. Sirius – o que hoje chamamos de Sirius A – não podia ser observado sem um telescópio até 1862 e não foi fotografado até 1970. Mas esse povo já sabia. Como?
    O nome que os Dogon deram para “Sirius B” – a companheira de Sirius A – é [Po Tolo] nome da menor semente conhecida por eles – uma analogia “a menor coisa que existe.”
    Também contaram aos antropólogos que a estrela Po Tolo (Sirius B) orbita Sirius A e que uma órbita completa leva 50 anos, é “a mais pesada das estrelas”, e de cor branca. A estrela, segundo eles, é composta por algo que eles denominaram “Sagala” – um misterioso metal super denso mais pesado que todo o ferro existente no planeta Terra.
    Essa ideia “maluca” dos “indígenas ignorantes” só foi confirmada a partir de 1926, no qual cientistas modernos descobriram que esta pequena estrela é uma anã branca – uma categoria de estrela caracterizada por sua grande densidade. No caso de Sirius B, os astrônomos estimam que um único metro cúbico de sua matéria pesa cerca 20.000 toneladas.
    Você pode alegar que os cientistas em 1931 treinaram os indígenas para repetir tudo isso como um papagaio caso fossem questionados, mas o que não poderiam fazer é criar peças esculpidas com mais de 400 anos de existência, descrevendo todo o sistema de Sirius quando nem eles conheciam isso. Forte essa, não?
    O conhecimento Dogon não se resume a Sirius B, eles sabem que os planetas orbitam o sol, descrevem os anéis de Saturno, e as quatro grandes luas de Júpiter. Seus 4 calendários são orientados pelo o Sol, a Lua, Sirius, e Vênus. Tal qual povos antigos faziam, como os Maias, por exemplo.
    O povo Dogon narra que seu conhecimento astronômico de uma forma geral foi dado a eles pelos Nommos – seres anfíbios que chegaram dentro do “fogo e do trovão” enviados para a Terra a partir de Sirius para “ajudar” a humanidade.
    Nummos (ou nommos) são clamados por eles como “Mestres da Água”, os “Orientadores”, e os “professores”…
    Suas naves espaciais eram conhecidas como “carneiros celestes”.
    Isto porque a imagem do exterior da nave tinha uma tubulação curvada como chifres de um carneiro. Como resultado desta associação, o “carneiro” se tornou um símbolo importante da religião Dogon. Esses seres Nummos voltarão a Terra, segundo narra a história, mas desta vez em forma humana.
    Tá Ligando os pontinhos? Calma, tem mais.
    Dogons descrevem os seres com pés, mas são retratados como tendo uma grande “pele de peixe” escorrendo de seus corpos, eram como humanos, mas viviam na água. De acordo com lendas babilônicas, estas mesmas divindades aquáticas viriam em terra durante o dia para ensinar o povo e mergulhavam de volta à noite para o Golfo Pérsico, onde viviam em um palácio subaquático chamado de Apsu.
    Estes seres com características de peixes e serpentes eram hermafroditas e passaram mais tempo na água do que em terra. Enquanto estavam em terra se moviam como serpentes em seus longos corpos magros.
    Pesquisadores observaram que a crença/religião Dogon é o núcleo de todas as religiões hoje existentes. Elementos da religião Dogon aparece nas lendas do rei Artur e vêem sendo utilizados pela Sociedade Maçônica desde a formação das primeiras alianças, conectados com os merovíngios, os mitos associados com Maria Madalena, e do Livro de Kells.
    Miriam ou Mariam. Palavra ‘Mari’ ou ‘Marie’ vem da palavra “mar”. Criado a partir do mar.
    O povo Dogon reúne todos os links das raízes da civilização humana. Basta você desejar saber, querer ver a conexão entre os símbolos, que é absurdamente berrante.
    Enki, Nommo, Oannes, Poseidon… A imagem sempre se repete. Muita coincidência? A figura muda conforme a interpretação e observação de cada povo, cultura, respeitando o grau de conhecimento de cada era. Usa-se a comparação com aquilo que já se conhece; um foguete espacial pode ser interpretado como “fogo e trovão”, por exemplo.

    • Renato

      9 de maio de 2015 em 8:25

      Belo conto, vc escreve muito bem!

      Agora falando sério, em que biblioteca eu encontro alguma publicação dos os antropólogos franceses – Dr Marcel Griaule e Germaine Dieterlen? Pq imagino que na década de 50 eles não teriam publicado isso na net, e tudo que haja sobre eles em buscas pela net pode perfeitamente estar distorcido, ou simplesmente ser um belo conto como esse que vc escreveu, não?

      Outro fato é que este estudo espetacular não é citado no clássico documentário “Eram os Deuses Astronautas”. Estranho não? Seria uma explicação muito mais convincente do que a que eles colocaram no filme. Na verdade, essa descrição do “alienígena” está mais para o filme “Inimigo Meu”, esse sim deve ser a origem dessa estória.

      Resumindo: apresente fontes (sem ser links na net, óbvio). Livros publicados, estudos publicados em revistas, fotos da tribo, fotos dos objetos de mais de 400 anos representando os planetas, etc.

      Cara, se eu tivesse realmente o acesso ao conhecimento que vc teve eu iria juntar uma série de documentos, livros, etc, para esfregar na cara de todo mundo! Mas infelizmente parece até que eu sou o único ufólogo de verdade, pois os poucos que conheço (Tiazinha, etc) nunca se preocuparam com isso. Pq será?

    • praxedes

      9 de maio de 2015 em 16:42

      Parei de ler em “isolado topográfica e culturalmente “… Mas bela fonte essa tal civilização extraterrestre que disse que Júpiter só tinha quatro luas… As outras devem ter sido criadas depois de 1930 né…

  16. Rodrigo

    8 de maio de 2015 em 15:23

    • Lucas Lucas

      8 de maio de 2015 em 17:37

      Você não deu prova alguma, cara. Tá maluco?

    • William S D Borba

      8 de maio de 2015 em 18:26

      Pois é… o povo Dogon recebeu visitantes estelares e continua completamente fu**do lá na África. Por isso que não acredito em ETs! Eles são muito mentirosos!

      • matheus

        11 de maio de 2015 em 13:46

        eles precisam ser necessariamente ricos pra isso ser verdade?

    • Lucho

      10 de maio de 2015 em 10:21

      UAU!!! A maior prova que ele tem é um documentário obscuro de Youtube.

      Parabéns champz!

  17. Flávio

    9 de maio de 2015 em 8:24

    Mas espera ai, o e-farsas disse “Não há nada que ligue os supostos alienígenas (que se parecem mais com múmias) ao incidente de 1947 que teria ocorrido em Roswell (cujas provas de que tenha acontecido mesmo também não apareceram até hoje).” o evento na cidade de Roswell ocorreu sim, e tem provas, o que não tem provas é de que se eram alienigenas ou não.

    • Gilmar Lopes

      9 de maio de 2015 em 17:55

      Exato!

  18. Roberto

    12 de maio de 2015 em 2:43

    Ok,!
    Ate estudiosos serios,ja tinham desmentido este fato!
    Agora,quero ver o e-farsa desmentir esses casos.
    São eles:
    A noite Oficial dos Ufos
    Vôo 169 da VASP
    Caso Villas Boas
    Operação Prato
    Caso Saliut 6 – contato no espaço
    Caso Baependi
    Caso Travis Walton
    Caso Thomas Mantell
    Caso Westendorff
    Caso Crixás.
    Principalmente, sobre a noite oficial do ovnis em 19 de maio de 1986 nada menos que 23 UFOS invadiram o espaço aéreo nacional.
    E o da operação prato que foi uma missão inédita da Aeronáutica realizada entre setembro e dezembro de 1977 para monitorar atividades extraterrestres na Amazônia, mais especificamente no Pará, onde em várias cidades um raio de luz vindo do céu atacava os moradores até mesmo dentro das próprias casas. Essa luz (apelidade de chupa-chupa pela população ribeirinha) provocava queimaduras que necrosavam na mesma hora e deixavam dois orifícios, geralmente no peito esquerdo. De cada 10 pessoas atacadas, aproximadamente 8 eram mulheres. Para esta missão foi escolhido o – até então – cético e descrente capitão Uyrangê Hollanda. Ele comandou a famosa e polêmica Operação Prato por determinação do comandante do 1º Comando Aéreo Regional (COMAR), de Belém (PA).
    Os dois casos,foram tão emblemáticos,que rendeu varias reportagens.
    E ai quero ver voces,ou alguem aqui provar que este é mentira!

    • Gilmar Lopes

      12 de maio de 2015 em 8:31

      O mais estranho é que casos como esses não acontecem atualmente com a mesma frequencia! Será por causa da enorme quantidade de ferramentas que temos atualmente para desmentir?

  19. xsasadasd

    12 de maio de 2015 em 21:11

    LOL

  20. Alvaro Reis

    14 de maio de 2015 em 1:03

    Eu falei lá no início… tudo que vem do México é fajuto! Esses malditos é que descredibilizam o estudo de OVNIs. Na verdade eu teorizo que estas anomalias estão aqui… não são do espaço. Sobreposição de civilizações apenas…

  21. Marcelo

    15 de maio de 2015 em 14:57

    Pensar que somos os únicos seres racionais do universo eu acho muita pretensão, haja vista a dimensão dele, porém acredito que o dia em que algum ser extra terrestre fizer contato com o ser humano isso será evidente para todos.

  22. Miguel Blacutt Llano

    20 de maio de 2015 em 19:46

    Quando alguém sistematicamente encobre o caso dos ovnis, está fazendo o jogo dos que patologicamente negam tudo, “negar por negar” com teses menos relevantes dos ufólogos sérios ou então estão a serviço da NASA, da CIA, e da NSA. Os céticos deveriam entrevistar a um profeta moderno como TRIGUEIRINHO, ou um professor LAÉRCIO FONSECA, por exemplo e só depois emitir juízos de valor ! Coragem e anímen-se.!

    • Gilmar Lopes

      20 de maio de 2015 em 20:51

      Se bem que nesse caso, a fraude estava muito evidente, né?
      Lembro que no dia que publiquei aqui no E-farsas, alguns leitores ficaram bravos, dizendo que eu deveria esperar um especialista validar. kkkkkkkkk
      Eu também quero muito que existam extraterrestres, mas até agora tudo o que temos são fraudes como essas, que acabam por atrapalhar investigações mais sérias! Ai, esses humanos, viu…

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo