Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Homem mergulha com câmera Gopro e encara tubarão branco!

Animais

Homem mergulha com câmera Gopro e encara tubarão branco!

Mergulhador fica frente a frente com tubarão branco em Sydnei, na Austrália. O vídeo que já foi visto por milhões de pessoas é verdadeiro ou falso?

No dia 11 de junho de 2014, Terry Tufferson publicou em sua conta do YouTube um vídeo que deixou milhões de pessoas impressionadas! Na filmagem, de pouco mais de 1 minuto de duração, um rapaz mergulha do topo de uma rocha em Collins Beach, em Sydnei (Austrália), equipado com uma câmera e, para desespero seu e de seus amigos, acaba descobrindo que não está sozinho na água!

O homem filma os segundos dramáticos em que quase foi atacado por um dos predadores mais ferozes dos mares: O tubarão branco!

Homem luta com tubarão branco em uma praia na Austrália! Verdadeiro ou falso? (foto: Reprodução/YouTube)

Homem luta com tubarão branco em uma praia na Austrália! Verdadeiro ou falso? (foto: Reprodução/YouTube)

O vídeo da luta do homem contra o peixe teve mais de 18 milhões de visualizações em apenas 5 dias e levantou dúvidas a respeito da veracidade do flagrante. Afinal, esse filme é verdadeiro ou falso?

Assista ao vídeo abaixo e veja o que descobrimos:

[iframe: width=”590″ height=”332″ src=”//www.youtube.com/embed/-m3N_BnVdOI” frameborder=”0″ allowfullscreen]

 

Verdadeiro ou falso?

A primeira coisa a se verificar é se há incidência de tubarões na área onde o fato teria ocorrido. De acordo com uma pesquisa realizada por John West, curador da ONG Taronga Conservation Society Australia, não houve nenhum registro de ataques de tubarões brancos no local nos últimos 200 anos e é quase impossível um espécime de grande porte se aventurar naquelas praias.

Mas, mesmo aceitando que o pobre Terry Tufferson possa ser o aventureiro mais azarado da face da Terra e tenha mesmo ficado cara a cara com um tubarão branco – como é mostrado em seu filme – , vamos analisar mais alguns detalhes do filme que podem denunciar que o ocorrido seja falso.

Analisando o vídeo

Uma das coisas que chamam a atenção no filme é o fato de que quem o publicou no YouTube possua apenas um vídeo. Isso não denuncia alguma campanha de marketing, mas é um dado bem suspeito! Já mostramos diversos casos aqui no E-farsas de vídeos que tiveram milhões de visualizações em contas de usuários que criaram um perfil no YouTube para publicar apenas aquilo e, depois, abandonam o canal. Na maioria das vezes, descobrimos que havia alguma agência especializada em marketing viral por trás daquilo e o vídeo espetacular era apenas uma propaganda de algum produto ou serviço.

Não há mais nenhuma referência a Terry Tufferson no YouTube ou em nenhum outro site. A não ser em blogs que apenas republicaram o vídeo. Terry não deu entrevista a ninguém. Nenhum repórter conseguiu localizar o rapaz ou nenhum de seus amigos. Estranho…

Só para se ter uma ideia, a produtora de vídeos The Project TV publicou em sua página oficial no Facebook um anúncio oferecendo uma recompensa para quem encontrar o rapaz e ninguém (até agora) soube nenhuma informação!

Além disso, não se sabe porque Terry Tufferson resolveu filmar seu salto com uma resolução reduzida de sua câmera! O vídeo foi enviado para o YouTube com uma resolução de 480p e essa é a configuração mais baixa possível para uma câmera Gopro e isso pode ter sido feito de propósito para disfarçar possíveis erros de edição.

Também podemos perceber que, ao contrário do que o título do vídeo sugere, não houve nenhum confronto entre o nadador e o tubarão. O peixe parece meio alheio ao homem na água e parece que os dois não estão na mesma cena.

No segundo 59 do filme há o que parece ser um pequeno erro de edição. O tubarão parece se teletransportar de um ponto a outro na tela:

O tubarão parece mudar de um local para outro no vídeo!

O tubarão parece mudar de um local para outro no vídeo!

Em câmera lenta dá pra notar melhor o corte no vídeo:

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

[iframe: width=”590″ height=”332″ src=”//www.youtube.com/embed/s1lHRNex87I” frameborder=”0″ allowfullscreen]

 

O filme abaixo é de uma análise (em inglês) feita por Tim Engelbrencht, mostrando outras falhas no filme:

[iframe: width=”590″ height=”332″ src=”//www.youtube.com/embed/_W1oUvO3-TU” frameborder=”0″ allowfullscreen]

 

Dois tubarões?

Analisando o vídeo publicado por Terry Tufferson podemos notar um detalhe que parece denunciar que não foi usado apenas um tubarão para a criação desse filme, mas dois tubarões diferentes!

Dá uma olhada nessas duas imagens retiradas do filminho. Pode ser que reflexos na água causem algum tipo de modificação corporal no bicho, mas parece que as manchas na cauda e na barriga do tubarão mudam entre os segundos. Além disso, a barbatana aparece aredondada na primeira aparição e, depois, fica pontuda:

shark_analise2

 

Como fazer um vídeo igual

No mesmo dia em que o vídeo do “ataque” do tubarão foi publicado no YouTube, outros usuários fizeram inúmeras montagens usando o mesmo clipe enviado por Terry Tufferson. Abaixo, um filminho postado por Scott Mitchell:

[iframe: width=”590″ height=”332″ src=”//www.youtube.com/embed/HApRyqhTqvY” frameborder=”0″ allowfullscreen]

 

No dia seguinte, outro vídeo parodiando o filme de Tufferson:

[iframe: width=”590″ height=”332″ src=”//www.youtube.com/embed/Ajj4Tn5h8mw” frameborder=”0″ allowfullscreen]

 

Conclusão

O vídeo foi muito bem feito, mas apresenta vários indícios de manipulações. Pode ser que isso seja parte de alguma campanha para divulgar algum produto ou serviço e, em breve, descobriremos que se trata.

Continue lendo
5 Comentários

5 Comments

  1. Marcos A.

    17 de junho de 2014 em 8:36

    Na hora não consegui notar todos esses detalhes, mas desconfiei que fosse falso.

  2. Pierrot

    17 de junho de 2014 em 9:51

    Só me pergunto se sendo viral, o que será que eles estariam promovendo?

    • Gilmar Lopes

      17 de junho de 2014 em 9:52

      Será que é uma propaganda da camera?

  3. antonio

    17 de junho de 2014 em 14:53

    Ótima investigação, como sempre. Mas tem um argumento furado: “não houve nenhum confronto entre o nadador e o tubarão. O peixe parece meio alheio ao homem na água e parece que os dois não estão na mesma cena.” Lembre-se de que, mesmo que não tenha sido feita com a go pro, algum mergulhador filmou a cena, e nem por isso foi atacado.

    Tubarões não atacam humanos sempre que têm uma oportunidade. Por isso mesmo, a lógica de que não há registros de ataques, portanto tubarões não nadam por aquelas águas é um pouco forçada.

  4. Laerte

    19 de junho de 2014 em 9:56

    Acho que foi inconclusivo, pois alguns fatos devem ser considerados. O cara não era mergulhador, não foi atacado e a qualidade da imagem é opcional na gopro,geralmente uso a minha com qualidade menor para criar vídeos mais leves. E não notei diferenças entre as aparições do tubarão, pois ele está na água e a cabeça do cara em movimento e o ângulo pode ter dado essa impressão. E há de se considerar que o tubarão branco é um animal solitário e pode ter aparecido naquela área, azar ou “sorte ” de quem pulou na água naquele exato momento.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo