Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Mãe e bebê foram atacadas por um “fantasma” em Michigan, nos EUA?

Fantasmas

Mãe e bebê foram atacadas por um “fantasma” em Michigan, nos EUA?

Mãe e bebê foram atacadas por um “fantasma” em Michigan, nos EUA?

Uma mãe e sua bebê, com cerca de apenas um ano e meio de idade, foram atacadas por um “fantasma”, em Michigan, nos Estados Unidos? Pois é, essa estranha história viralizou ao redor do mundo nesta semana, e vem dando o que falar. A mãe alega que sua filha apareceu com misteriosos arranhões no rosto, e que ela própria, em um determinado dia, teria acordado com a sensação de alguém tentando sufocá-la. Como se isso não bastasse, o tal “fantasma” teria sido registrado por uma câmera de segurança instalada no quarto da bebê!

Entretanto, será que tudo isso é realmente verdade? Mãe e filha foram mesmo atacadas de maneira sobrenatural? O “fantasma” foi realmente detectado por uma câmera de monitoramento? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

A História Divulgada Pela WXYZ-TV

A emissora de TV norte-americana “WXYZ”, afiliada da ABC, com sede em Detroit, no estado norte-americano do Michigan, foi quem originalmente começou a propagar toda essa “trama de terror”. Uma reportagem intitulada “Michigan couple says ghost seen on nanny cam scratched daughter” (“Casal de Michigan diz que fantasma visto na babá eletrônica arranhou sua filha”, em português), exibida e publicada no site da emissora, no dia 25 de março de 2019, contou rapidamente a história de Heather Brough, 25 anos, e Joshua Higgins, 30 anos.

Ambos alegaram, que o local onde moravam com a pequena Lily, que possui cerca de apenas um ano e meio de idade, seria assombrado.

Inicialmente, a reportagem apontou as declarações de Heather e Joshua em relação a única filmagem, que supostamente mostraria o tal “fantasma”. A mãe, por exemplo, disse que era como se a filha estivesse vendo algo, que eles não conseguiam ver. Já o pai disse que a imagem do suposto “fantasma” fez com que ele tivesse um arrepio na espinha, e não acreditasse naquilo que estava vendo.

Sem dizer exatamente o dia e horário da filmagem foi mencionado apenas, que a estranha situação teria ocorrido algumas semanas atrás, e que o casal acreditava, que uma espécie de “vulto esbranquiçado” passando ao fundo, atrás do berço da pequena Lily, se tratava de um fantasma. Heather disse que ao se deparar com a situação (dando a impressão que teria sido em tempo real), teria entrado em desespero, subido rapidamente as escadas, e agarrado sua filha junto ao corpo.

Confiram a filmagem abaixo:

O “Fantasma” Teria Atacado Heather e Lily

Ainda segundo a mãe, o “fantasma” teria a atacado e, inclusive, arranhado o rosto de sua filha.

Nos assusta que possa acontecer mais alguma coisa além disso. Digo, houve uma manhã que eu acordei e senti como se as mãos de alguém estivessem ao redor do meu pescoço“, disse Heather. Uma equipe de investigadores paranormais entrou em ação, e tentou responder a algumas das perguntas e preocupações do casal. Curiosamente, no entanto, em nenhum momento foi exibida qualquer declaração por parte dos tais investigadores.

As declarações exibidas pela WXYZ se limitaram ao Jim, pai de Joshua, que por sua vez disse, que o fantasma poderia ser alguém que já tinha morado na casa. Segundo Jim, um senhor que morava na casa, aparentemente, teria cometido suicídio ao pular da janela localizada no mesmo quarto, onde se encontrava o berço da Lily.

As declarações exibidas pela WXYZ se limitaram ao Jim, pai de Joshua, que por sua vez disse, que o fantasma poderia ser alguém que já tinha morado na casa.

Segundo Jim, um senhor que morava na casa, aparentemente, teria cometido suicídio ao pular da janela localizada no mesmo quarto, onde se encontrava o berço da Lily.

De qualquer forma, o casal disse que não sabia a razão pela qual o “fantasma” tinha os escolhido como alvos, mas que não queriam fazer mais parte disso. Ao final da reportagem foi mencionado, que Josh e Heather iriam permanecer naquela mesma casa em um quarto juntamente com a Lily, até que eles tivessem dinheiro suficiente para se mudar.

Entra em Cena a Mídia Britânica: Os Novos Detalhes de Toda Essa História

Provavelmente, no vídeo acima vocês devem ter reparado em dois nomes que aparecem na tela: “Daily Mail” e “Kennedy News and Media“. O primeiro é referente a um tabloide britânico e o segundo é de uma agência de notícias do Reino Unido. E sabem por que esses nomes aparecem no vídeo? Porque o casal rapidamente vendeu os direitos de imagem para essa agência, que coletou maiores informações sobre o caso para “abastecer” a mídia britânica.

Não sabemos se foi a agência que procurou o casal ou se foi o casal que procurou a agência, mas fato é que a mídia britânica divulgou o caso ao mesmo tempo da mídia norte-americana.

A Versão Apresentada pelo “Daily Mail”: A Segunda Versão Para uma Mesma Ocorrência

Ainda no dia 25 de março, segundo o Daily Mail, Heather Brough disse ter descoberto três arranhões “roxos e profundos” em sua filha após acordá-la de uma soneca (nenhuma foto nesse sentido foi divulgada pelo “Daily Mail”). Tais ferimentos “inexplicáveis” levaram Heather e Joshua, que são noivos e moram na casa de hóspedes na propriedade da mãe do Joshua, a verificarem a câmera de monitoramento instalada no quarto da Lily. Ao rever as filmagens, eles alegaram ter visto uma figura masculina andando atrás do berço da bebê, antes de simplesmente desaparecer no ar. Essa alegação destoa da impressão que tivemos na reportagem da WXYZ, ou seja, Heather não teria visto a ação acontecer em tempo real.

No entanto, nada se compara as informações fornecidas por Kris, mãe de Joshua. Ela alegou que a ex-proprietária da casa era uma senhora idosa, que permaneceu acamada por muito tempo, com fraturas no quadril, até que um dia ela foi encontrada morta no final da escada. Seu irmão esquizofrênico teria morado na casa de hóspedes até morrer, algo que ocorreu alguns anos após a morte de idosa.

O casal Heather (à esquerda) e Joshua (à direita) em uma foto publicada em outubro de 2018

Já Heather declarou mais uma vez, de forma efusiva, que queria deixar a casa o mais rapidamente possível.

Ver o rosto de Lily com os arranhões foi tão bizarro e assustador. Não havia explicação de como isso teria acontecido. Aconteceu em 20 minutos. Ficamos imaginando se ela tinha se arranhado, mas quando colocamos as mãos dela nos arranhões não encaixou. Acho que é possível que tenha isso o inquilino anterior“, disse Heather.

Heather Alegou Ter Passado por Experiências Paranormais na Casa

Curiosamente, ao contrário do que havia sido declarado para a WXYZ, Heather disse que já vinha sofrendo com “experiências paranormais” há meses. Ela alegou que já teria ouvido gritos, passos e gargalhadas, quando ficava sozinha em casa. Aliás, ela teria sido acordada, inclusive, devido ao som de um homem gritando.

Houve momentos em que eu e meu noivo acordávamos de manhã, e eu ouvia uma voz masculina enfurecida – como se alguém tivesse batido com o dedo do pé em algum lugar. Nas primeiras vezes em que aconteceu, achei que meu noivo e o irmão dele estavam subindo e descendo as escadas por algum motivo, mas quando abria a porta, não havia ninguém“, acrescentou.

Acordei para trabalhar numa manhã, e parecia que alguém estava me sufocando. Isso me abalou ao ponto de decidir comprar nossa câmera“, completou.

Curiosamente, ao contrário do que havia sido declarado para a WXYZ, Heather disse que já vinha sofrendo com “experiências paranormais” há meses. Ela alegou que já teria ouvido gritos, passos e gargalhadas, quando ficava sozinha em casa. Aliás, ela teria sido acordada, inclusive, devido ao som de um homem gritando.

Kris, a sogra de Heather (mãe de Joshua), mora na casa principal com o marido, o Jim, e alegou que investigadores paranormais confirmaram que havia atividade fantasmagórica em sua propriedade.

No começo eu pensei: ‘Ela é um bebê. Talvez ela tenha se arranhado?’. Porém, no dia seguinte dei uma olhada nos arranhões e eles eram profundos, arranhões de coloração azul-violeta. Eles eram bem proeminentes e não havia como ela fazer isso consigo mesma. Desde que o incidente aconteceu, eles não deixam o bebê sozinho em nenhum quarto em particular. Eles a colocam na cama, e se certificam de que estão no andar de cima com ela. Eles estão juntos o tempo todo, exceto quando ela está na creche.“, disse Kris.

A Versão Apresentada Pelo “Daily Mirror”: A Terceira Versão Para uma Mesma Ocorrência

Na madrugada de 26 de março, o site do tabloide “Daily Mirror” acrescentou novos detalhes a versão publicada pelo “Daily Mail”. Foi novamente mencionado, que Heather teria ido rever as imagens da câmera de monitoramento para verificar se a filha tinha se arranhado sozinha enquanto dormia, quando ela teria visto o tal “vulto esbranquiçado”. Porém, foi apresentada uma outra versão para explicar como tudo aconteceu.

Foi novamente mencionado, que Heather teria ido rever as imagens da câmera de monitoramento para verificar se a filha tinha se arranhado sozinha enquanto dormia, quando ela teria visto o tal “vulto esbranquiçado”. Porém, foi apresentada uma outra versão para explicar como tudo aconteceu.

Segundo Heather, Joshua tinha ido rapidamente trocar as fraldas da filha, e voltou para ajudá-la a carregar os mantimentos que tinham comprado. Então, posteriormente, Heather teria resolvido levar Lily até a cozinha para ficar perto dela, enquanto guardavam as compras, quando ela olhou para o rosto da filha. Heather disse que começou a chorar e a indagar o que havia acontecido com Lily. Então, pegou uma blusinha dela, e correu para a casa da sogra.

De acordo com Heather, ninguém sabia o que havia acontecido. Eles se questionaram se a bebê poderia ter se arranhado sozinha, mas quando pegaram a mãozinha dela, as marcas não teriam sido compatíveis (finalmente uma foto foi divulgada, porém tão somente uma). Assim sendo, ela acreditava que teria sido o inquilino anterior.

De acordo com Heather, ninguém sabia o que havia acontecido. Eles se questionaram se a menina poderia ter se arranhado sozinha, mas quando pegaram a mãozinha dela, as marcas não teriam sido compatíveis. Assim sendo, ela acreditava que teria sido o inquilino anterior.

Heather também teria dito que, certa vez, quando estava tomando banho, teria ouvido alguém subindo as escadas, mas não teria visto ninguém. Aliás, lembram daquela vez, que ela alegou ter sido acordada devido ao grito de um homem? Heather disse que acordou Joshua naquela ocasião, mas o noivo não teria ouvido nada.

A Sogra de Heather Teria Corroborado com Essa Versão

Kris, sogra de Heather, teria corroborado com essa versão. Segundo Kris, antes de assistir a filmagem, sua nora levou a bebê até a casa dela. Heather estava chorando, muito triste, e a bebê tinha arranhões na lateral do rosto. Após o ocorrido, Lily teria passado a apontar para os cantos da sala, e balbuciar, algo que, supostamente, ela não fazia antes.

Eles se mudaram em novembro do ano passado, iriam ficar por pouco tempo, mas acredito que, com aquilo está acontecendo lá (com o avistamento de fantasmas), esse tempo se tornou ainda mais curto. Foi-me dito, quando compramos as casas há 11 anos, que a dona da propriedade havia morrido na casa principal. É uma antiga casa de fazenda, e de acordo com sua sobrinha, que era a beneficiária, a antiga proprietária caiu da escada, quebrou o quadril, e ficou lá por um longo tempo antes de morrer. Ela disse que a casa de hóspedes foi construída para o irmão da senhora, e ele era esquizofrênico. Ele também morreu. Eu não sei como ou onde, mas essa é a história que me foi contada“, disse Kris.

Tivemos muitas experiências em nossa casa principal. Recebemos um investigador duas vezes, e nas duas vezes eles encontraram evidências de uma presença“, completou.

Um Outro Vídeo Foi Divulgado pelo Canal da WXYZ, no YouTube

No dia 26 de março, a WXYZ publicou um outro vídeo em seu canal no YouTube. Era praticamente igual ao anterior, porém tinha cerca de 24 segundos a mais. A diferença básica entre ambos é que esse outro vídeo contava com a rápida “análise” de uma equipe de investigadores paranormais. Confira o vídeo abaixo:

Sem dizer qual era o nome do grupo envolvido na “investigação” e a metodologia adotada, foi mencionado que eles teriam captado uma voz masculina no ambiente, que dizia: “Oh, aqui vamos nós, Oh, sim“. “Sim”, essa é toda a “evidência”, que foi divulgada sobre a suposta atividade paranormal da casa, onde Heather, Joshua e Lily estavam morando.

A Gravidade da Situação: Três Versões Diferentes para um Mesmo Acontecimento

Repararam na gravidade da situação? Temos três veículos de imprensa, que divulgaram três versões diferentes para um mesmo acontecimento. Vamos a um resumo básico:

  • Segundo a “WXYZ”, ao se deparar com a situação Heather teria entrado em desespero, subido rapidamente as escadas, e agarrado sua filha junto ao corpo. A WXYZ deu a entender que Heather teria visto o vulto em tempo real e ido prontamente verificar o que tinha acontecido;
  • Segundo o “Daily Mail”, Heather disse ter descoberto três arranhões “roxos e profundos” em sua filha após acordá-la de uma soneca. Ao rever as filmagens, eles alegaram ter visto uma figura masculina andando atrás do berço da bebê, antes de simplesmente desaparecer no ar. Porém, ao assistirmos ao vídeo divulgado pelo Daily Mail notamos que a tal “figura masculina” não desaparece em pleno ar. A “figura” simplesmente se encaminha para uma outra parte da casa, saindo do campo de visão da câmera, do mesmo jeito que uma pessoa de carne e osso faria;
  • Segundo o “Daily Mirror”, Joshua teria ido rapidamente trocar as fraldas da filha, e voltado para ajudar Heather a carregar os mantimentos que tinham comprado. Então, posteriormente, Heather teria resolvido levar Lily até a cozinha para ficar perto dela, enquanto guardavam as compras, quando ela olhou para o rosto da filha. Heather disse que começou a chorar e a indagar o que havia acontecido com Lily. Então, pegou uma blusinha dela, e correu para a casa da sogra. Houve um clima de suspense, e após um determinado tempo o casal teria resolvido checar as imagens da câmera de monitoramento.

Estranho, não é mesmo? Isso que nem estamos considerando todos os outros detalhes divergentes mencionados. De qualquer forma, essa situação irá ficar ainda mais estranha com a investigação que fizemos.

Nossa Investigação Sobre Essa Situação! A Realidade que a Mídia NÃO Fez Questão de Mencionar

Para começar a mostrar para vocês a realidade sobre essa situação, precisamos voltar no tempo, mais precisamente em 21 de setembro de 2018. Foi exatamente nessa data, que Heather Brough avaliou positivamente (com 5 estrelas) a página da “Hillside Apartments“, no Facebook. A página pertence a condomínio de casas, de mesmo nome, localizado em Shreveport, no estado norte-americano da Lousiana. Considerando as imagens disponíveis publicamente, os imóveis aparentam ser de alto padrão.

Agora, leiam o que Heather escreveu:

Amei completamente esses imóveis! A administração e o setor de manutenção sempre foram cordiais e se certificaram que estivéssemos bem em nossos imóveis. Primeiramente, alugamos um imóvel de um quarto, e mudamos para um de dois quartos, seis meses depois, porque adorávamos morar aqui. Infelizmente, tivemos que nos mudar para onde viemos, em Michigan, assim sendo tivemos que tristemente dar adeus! Eu recomendaria totalmente esses imóveis para qualquer pessoa que estivesse procurando por ótimos preços e um lugar acolhedor para chamar de lar

Foi exatamente nessa data, que Heather Brough avaliou positivamente (com 5 estrelas) a página da “Hillside Apartments”, no Facebook

Existe uma lacuna de tempo, entre setembro e novembro de 2018, em que não sabemos onde o casal morou. Porém, segundo Kris, mãe de Joshua, desde novembro do ano passado o casal teria passado a morar na casa de hóspedes de sua propriedade. Não foi mencionado valores, mas é possível que tenha sido de favor.

A propriedade de Kris é um ponto interessante, visto que existem duas localidades chamadas “Highland Township”, no estado do Michigan. A primeira fica no Condado de Osceola e a segunda fica no Condado de Oakland. De acordo com os sites “White Pages” e “Family Tree Now“, Kris (Kristie Lynn Higgins) mora com o marido na Highland Blvd nº 3434, em Highland Township, no Condado de Osceola. A imagem de satélite do local combina perfeitamente com a filmagem realizada pela WXYZ-TV em relação a casa de hóspedes e a casa principal da propriedade.

De acordo com os sites “White Pages” e “Family Tree Now“, Kris (Kristie Lynn Higgins) mora com o marido na Highland Blvd nº 3434, em Highland Township, no Condado de Osceola.

A imagem de satélite do local combina perfeitamente com a filmagem realizada pela WXYZ-TV em relação a casa de hóspedes e a casa principal da propriedade.

Se as informações fornecidas pelo site “Realtor.com” estiverem corretas, a propriedade teria sido vendida para Kristie Lynn Higgins em maio de 2008, por cerca de US$ 160.000, o que bate com a declaração dela, que teria comprado a propriedade há 11 anos. A propriedade teria sido construída em 1935 e passado por uma reforma em 1959, porém não é mencionado há quanto tempo a casa de hóspedes existe.

Em agosto de 2018, a propriedade teria alcançado o seu maior valor de mercado: cerca de US$ 330.000. Contudo, em novembro esse valor despencou pela metade. Somente em março de 2019, que a propriedade valorizou novamente, valendo cerca de US$ 266.000. Desde 2016 é possível notar que o imóvel valoriza e desvaloriza constantemente.

De qualquer forma, eles não moram completamente isolados, há diversos vizinhos próximos, que sequer foram ouvidos pela WXYZ-TV.

De qualquer forma, eles não moram completamente isolados, há diversos vizinhos próximos, que sequer foram ouvidos pela WXYZ-TV

Entre em contato com o E-farsas via WhatsApp: (11) 96075-5663

E por qual razão ouvir os vizinhos seria importante? Bem, segundo Jim (ou James), pai de Joshua, o antigo inquilino, aparentemente, teria se suicidado ao se jogar de uma janela da casa de hóspedes. Já Kris (ou Kristie), mãe de Joshua, disse não saber onde e nem como o tal inquilino morreu. São versões completamente divergentes dentro da própria família, que poderiam ser confrontadas a partir de moradores mais antigos da localidade.

Os Supostos Arranhões no Rosto da Pequena Lily

Um usuário em nosso grupo no Facebook nos mostrou esse caso no dia 26 de março, e rapidamente apontei algumas informações preliminares sobre o incidente. Entre esses pontos, que serão expostos no decorrer desta postagem, estava a ausência de fotos dos supostos arranhões no rosto da pequena Lily. Cheguei a argumentar, inclusive, que dificilmente teríamos alguma foto sobre isso, porque isso poderia complicar a própria mãe, ou seja, imaginem se o Serviço Social investigasse a Heather?

Porém, surgiu a única foto que temos até o momento dos supostos arranhões:

Cheguei a argumentar, inclusive, que dificilmente teríamos alguma foto sobre isso, porque isso poderia complicar a própria mãe, ou seja, imaginem se o Serviço Social investigasse a Heather? Porém, surgiu a única foto que temos até o momento dos supostos arranhões.

Essa foto é totalmente vergonhosa. Aquilo não são arranhões! Parece que alguém usou a “smudge tool” (bastão de borrar) do Photoshop para tentar simular algo assim. O resultado ficou péssimo, e a resolução é muito baixa. Além disso, se os supostos arranhões fossem “roxos e profundos” haveria algum tipo de curativo.

Heather não disse quando o suposto incidente teria acontecido, e nem mesmo a foto possui qualquer informação adicional (EXIF). Porém, no Instagram do Joshua, a Lily parecia perfeitamente bem, e sem quaisquer marcas no rosto, no dia 12 de março de 2019:

No Instagram do Joshua, a Lily parecia perfeitamente bem, e sem quaisquer marcas no rosto, no dia 12 de março de 2019.

Ainda sobre essa questão dos tais e supostos arranhões é interessante destacar alguns detalhes:

  • Se um “fantasma” tivesse mesmo arranhado a pequena Lily, a menina apareceria gritando ou demonstrando sinais de dor. Em nenhum momento do vídeo vemos qualquer tipo de ataque de cunho paranormal ou sobrenatural contra a bebê, apenas um corpo sólido passando ao fundo. Aliás, nem mesmo a mãe relatou qualquer comportamento nesse sentido por parte dela;
  • Vamos supor que Lily tivesse realmente aparecido com arranhões, algo que não temos evidências concretas de que tenha acontecido. Quem é pai ou mãe sabe muito bem, que as unhas de bebês, se não forem devidamente aparadas, podem se tornar as “máquinas mais mortíferas de cortar do planeta Terra” (sim, exageramos, mas vocês entenderam). Portanto, seria perfeitamente possível que a bebê se arranhasse durante o sono. Nada estranho.

Enfim, vamos prosseguir em nossa investigação.

O “Fantasma” do Vídeo Gravado pela Câmera de Monitoramento tem Sombra!

Sei que muitas pessoas acreditam em fantasmas e espíritos. Talvez também acreditem piamente, que o casal esteja falando a verdade e a pequena Lily esteja mesmo correndo perigo de vida. Porém, se você é uma dessas pessoas, que acredita que estamos diante da melhor filmagem de fantasma de todos os tempos, bem, sinto lhe dizer que não se trata de um fantasma.

O motivo é muito simples: o tal “vulto esbranquiçado” possui sombra, ou seja, é um corpo sólido, físico, e que bloqueia a luz. Se vocês olharem atentamente para o teto (bem próximo do ventilador) logo nos primeiros milissegundos de filmagem, e para a parede à esquerda, algum tempo depois, antes que tal “vulto” suma do campo de visão da câmera, irão notar duas sombras.

e vocês olharem atentamente para o teto (bem próximo do ventilador) logo nos primeiros milissegundos de filmagem…

…e para a parede à esquerda, algum tempo depois, antes que o tal “vulto” suma do campo de visão da câmera, irão notar duas sombras.

Obviamente, se algo sólido passou no campo de visão da câmera e gerou sombra, precisaria de uma fonte de luz. Nesse ponto algumas pessoas acreditaram, que pudesse ser o farol de algum carro, que passou na rua, e gerou tal efeito. Contudo, a fonte de luz mais compatível é aquela televisão ligada ao fundo, que pouca gente reparou!

Assim sendo, a luz emitida pela TV é a responsável por gerar todas as sombras que vemos no vídeo, inclusive daquele corpo sólido. Aliás, a movimentação do corpo sólido nos indica que se trata de uma pessoa de carne e osso passando ao fundo, não um “fantasma”.

Obviamente, se algo sólido passou no campo de visão da câmera e gerou sombra, precisaria de uma fonte de luz. Nesse ponto algumas pessoas acreditaram, que pudesse ser o farol de algum carro, que passou e gerou tal efeito. Contudo, a fonte de luz mais compatível é aquela televisão ligada ao fundo, que pouca gente reparou!

E quem seria essa pessoa? Muito provavelmente, a própria Heather ou próprio Joshua, que, talvez, estivesse deitada(o) naquele sofá assistindo TV. Reparem que a imagem da TV aparenta estar pausada, ou seja, alguém estaria assistindo alguma coisa, pausou e foi buscar algo. Afinal de contas, não faz muito sentido uma televisão estar ligada aleatoriamente num quarto com uma bebê dormindo nele, e sem mais ninguém presente, não é mesmo?

A Campanha Criada no Site GoFundMe

Embora não tenha sido mencionado o motivo pelo qual o casal se mudou do condomínio Hillside Apartments, tudo indica que tenha sido por questões financeiras. Essa hipótese é reforçada, porque o casal não aparenta ter muito mobiliário. É possível notar roupas penduradas em cabideiros, pertences pessoais e bichinhos de pelúcias amontados pelos cantos, e a própria declaração de Heather, que alegou não ter dinheiro para sair da casa de hóspedes da sogra.

Pensem em um casal jovem, com inúmeros sonhos, que gera uma criança, e possui uma vida confortável em outro estado. Tudo está aparentemente bem, quando, por algum motivo, eles precisam morar temporariamente na casa de hóspedes da mãe de um deles. Evidentemente, eles querem ter um lugar próprio para morar, mas não têm dinheiro para fazer isso. E se, por acaso, surgisse um fantasma malvado, que ameaçasse uma doce bebezinha? Será que as pessoas ajudariam o casal? Talvez tenha sido isso, que Heather pensou ao criar uma campanha de financiamento coletivo no site GoFundMe, no dia 26 de março.

Heather criou uma campanha de financiamento coletivo no site GoFundMe.

Reparem na descrição da campanha, colocada na categoria de “Emergências”, e que visa arrecadar US$ 5.000:

“Devido a muitos pedidos de informação para enviar dinheiro e nos ajudar a se mudar, para a segurança de nossa filha, Lily, decidi criar uma conta em causa dela. A atividade paranormal começou depois que decidimos trocar o mobiliário de dormir com meu cunhado, que estava morando conosco na época. Daquele ponto em diante, começamos a vivenciar eventos inexplicáveis na casa. Chegou ao ponto em que nossa filha ficou em perigo, e eu senti que algo estava me sufocando. Resumindo, esta casa não é segura para continuar morando, mas devido à nossa situação financeira, não podemos nos dar ao luxo de mudar. Agradecemos todos aqueles que ajudarem, e não temos como expressar o quão somos gratos.”

Basicamente, Heather pediu por contribuições financeiras colocando a culpa em uma suposta atividade paranormal em sua casa, e utilizou a própria filha como bucha de canhão! Sim, ela fez isso, e recebeu inúmeras críticas em comentários na própria campanha. Alguns usuários chegaram a torcer que o casal fosse investigado por abuso infantil, e eles acabaram sendo chamados de mentirosos. Houve, é claro, quem defendesse o casal.

Basicamente, Heather pediu por contribuições financeiras colocando a culpa em uma suposta atividade paranormal em sua casa, e utilizou a própria filha como bucha de canhão! Sim, ela fez isso, e recebeu inúmeras críticas em comentários na própria campanha. Alguns usuários chegaram a torcer que o casal fosse investigado por abuso infantil, e eles acabaram sendo chamados de mentirosos.

Heather chegou a divulgar a campanha em sua conta no Facebook, naquele mesmo dia, agradecendo em primeiro lugar o repórter Allan Campbell, da WXYZ-TV, o qual ela disse ter sido o responsável por divulgar sua história para o mundo. Porém, ela deletou a própria publicação (ou reduziu o acesso a mesma) no dia seguinte (27).

Até o momento do fechamento desta postagem, a campanha arrecadou somente US$ 50.

O Casal Pensava em se Mudar da Casa de Hóspedes Antes da Divulgação Dessa História?

Durante a pesquisa encontrei uma publicação muito curiosa de um cidadão chamado “Andrew Brown”, um agente imobiliário de Michigan. Em 28 de dezembro de 2018, Andrew publicou uma foto, em sua conta no Instagram, relacionada a uma roupinha de bebê. Foi mencionado que ele, Heather e Joshua precisavam encontrar algo semelhante para a pequena Lily.

Em 28 de dezembro de 2018, Andrew publicou uma foto, em sua conta no Instagram, relacionada a uma roupinha de bebê. Foi mencionado que ele, Heather e Joshua precisavam encontrar algo semelhante para a pequena Lily.

Infelizmente, não conseguimos estabelecer uma relação sólida entre Andrew e o casal. Pode ser que eles já fossem amigos ou conhecidos de longa data ou que o casal estivesse procurando um imóvel para morar já naquela época, ou seja, sair da casa de hóspedes antes que toda essa história de um suposto “fantasma” viesse à tona.

A Câmera de Monitoramento Utilizada pelo Casal: A Explicação Técnica para o que Vemos nas Imagens!

Na verdade, a “babá eletrônica” citada por inúmeros veículos de comunicação é uma câmera de monitoramento da Logitech, modelo Circle 2. Como sabemos disso? Bem, basta reparar em uma cena da reportagem da WXYZ-TV, onde a câmera aparece, e fazer uma busca reversa por imagens no Google.

Na verdade, a “babá eletrônica” citada por inúmeros veículos de comunicação é uma câmera de monitoramento da Logitech, modelo Circle 2. Como sabemos disso? Bem, basta reparar em uma cena da reportagem da WXYZ-TV, onde a câmera aparece…

…e fazer uma busca reversa por imagens no Google.

Essa câmera de monitoramento grava a 1080p HD e possui um campo de visão de 180º. Além disso, o site da Logitech afirma, que a câmera possui uma “visão noturna com alcance de até 4,5 metros”.

o site da Logitech afirma, que a câmera possui uma “visão noturna com alcance de até 4,5 metros”

Essa afirmação possui uma observação que, ao clicar, nos leva até uma página de suporte, que aborda questões relacionadas a visão noturna do modelo Circle 2, e as melhores condições de funcionamento. Uma dessas condições diz:

“A área que você deseja monitorar deve ser clara e sem obstáculos, sem nenhum objeto próximo à câmera em seu campo de visão. O reflexo da luz de visão noturna desses objetos pode fazer com que o sistema automático sobrecompense, escurecendo a imagem e reduza a visibilidade dos objetos à distância.”

Observações sobre as melhores condições de funcionamento da visão noturna da câmera Circle 2, da Logitech

Isso é extremamente importante, porque descreve exatamente o que vemos na filmagem disponibilizada pelo casal. No canto inferior direito da imagem, podemos ver a mesa em que a câmera está posicionada, muito próxima e refletindo a “luz de visão noturna” (luz infravermelha) de volta para a câmera. Isso faz com que o equipamento tente compensar esse “problema” e torne a imagem geral mais escura.

Existem também vários objetos grandes obstruindo a visão da câmera: o cercadinho, e o que pode ser a parte de trás da sofá/cama ou outro móvel. Tudo isso contribui para reduzir a visibilidade do que passa ao fundo. Lembrando, é claro, que nas melhores condições possíveis, a visibilidade seria de 4,5 metros, mas o cenário é péssimo e faz com que essa essa visibilidade se torne ainda menor.

Uma Interessante Resenha da Câmera Circle 2, da Logitech

Um YouTuber conhecido como Gabe Baron, que possui um site independente e especializado na análise de equipamentos de segurança chamado “Security Baron“, em sua análise sobre o modelo Circle 2, afirmou que a visão noturna da câmera deixava a desejar. Durante sua análise publicada em setembro de 2018, Gabe ficou a uma distância de 1,5m da câmera, enquanto o modo noturno estava ativado (assistam a partir de 12m56s):

Notem como suas mãos ficam totalmente desfocadas, quando ele as movimenta para cima e para baixo. A filmagem é muito ruim, sendo que ele está bem próximo da câmera e conta com uma boa iluminação. No vídeo do suposto “fantasma”, o corpo sólido atravessa o quarto a uma distância estimada entre 3 a 4,5 metros. Levando em consideração as más condições do ambiente, a péssima visão noturna da câmara e o óbvio desfoque de movimento demonstrado na análise de Baron, é muito plausível e muito provável, que seja a Heather Brough ou o Joshua Higgins, que aparece no vídeo.

Uma hipótese “mais inocente” da história é que Heather e/ou Joshua estavam assistindo televisão e tiveram alguma razão para levantar. Talvez alguém resolveu ir até a cozinha para buscar uma bebida/comida ou foi no banheiro. Então, pararam o vídeo que estavam vendo, e um deles atravessou a sala não percebendo que estava sendo gravado. Mais tarde, em um horário não especificado, eles revisaram as imagens e, devido à falta de compreensão técnica das câmeras de vídeo, concluíram que a figura distorcida era um fantasma.

Isso não explica, é claro, o completo sensacionalismo por parte dos veículos de comunicação, acostumados com câmeras, em não alertar o casal e os telespectadores sobre isso. Bastaria que o vídeo original fosse divulgado e que a cena fosse recriada para que comparássemos. Porém, aparentemente, ninguém teve interesse em mostrar isso, porque evidentemente tudo seria desmascarado.

E os Outros Supostos Incidentes Anteriores? Heather Foi Sufocada por um “Fantasma”?

A resposta é não, uma vez que sabemos que não se trata de fantasma algum. Acredito que vocês já tenham percebido que toda essa história foi muito mal contada, não é mesmo? Temos diversas versões e declarações divergentes, tanto sobre o que teria ocorrido quanto sobre quem teria morado ou supostamente morrido na casa de hóspedes. Na entrevista para WXYZ-TV, Heather disse que certa vez acordou com a sensação de que havia mãos ao redor do seu pescoço. Já para a mídia britânica, Heather alegou que acordou com a sensação de que alguém estivesse a sufocando.

É interessante destacar, que tal evento narrado teria acontecido enquanto Heather estava acordando. Ela poderia estar sonhando ou talvez fosse apenas um efeito colateral de refluxo gastroesofágico, que pode fazer com que pessoas sintam azia, tosse ou a sensação de asfixia durante o sono.

É interessante destacar, que tal evento narrado teria acontecido enquanto Heather estava acordando. Ela poderia estar sonhando ou talvez fosse apenas um efeito colateral de refluxo gastroesofágico, que pode fazer com que pessoas sintam azia, tosse ou a sensação de asfixia durante o sono.

Durante minha longa passagem por um outro blog, desmistifiquei um outro caso que surgiu na mídia britânica, onde uma mulher alegava ter feito sexo com um fantasma. Em minha publicação fiz questão de mostrar a opinião de uma psicoterapeuta chamada Tina Radziszewicz. Eis um trecho de sua declaração:

“É amplamente conhecido, que tipos particulares de alucinações ocorrem durante a transição do estado de vigília para o sono (alucinações hipnagógicas, assim como aquela sensação de que estamos em queda livre quando dormimos) ou do sono para o estado de vigília (alucinações hipnopômpicas, sendo que geralmente os indivíduos que sofrem desse tipo de alucinação também sofrem da famosa paralisia do sono).

Tais alucinações podem ser extremamente vívidas e bizarras, e podem incluir sensações táteis, visuais e auditivas. Essas alucinações são mais comuns em jovens adultos e mulheres, sendo que o uso de determinados medicamentos (prescritos ou ilegais) as tornam mais prováveis de acontecerem. Assim como os sonhos, o cenário de uma alucinação hipnagógica ou hipnopômpica frequentemente pode estar associado ao que o indivíduo estiver em mente. O estresse, a ansiedade, a depressão, e traumas podem tornar as pessoas mais propensas a essas formas de alucinação.”

Resumindo? Se adotarmos a linha de que o casal seja inocente (algo que particularmente não acredito pelos motivos já citados anteriormente), também é possível que Heather tenha simplesmente alucinado. Com certeza o casal deve estar estressado pela mudança de ambiente, condição financeira etc…

Conclusão

Nenhum fantasma foi registrado pela câmera de monitoramento. Isso é algo que ficou bem fundamentado, e não depende da crença em fantasmas ou espíritos. Agora, tudo isso é uma farsa? Será que o casal encenou tudo que vemos em vídeo, e inventou uma suposta atividade paranormal para arrecadar dinheiro de forma inescrupulosa? Infelizmente, tudo indica que sim. É claro que existe uma pequena chance de que tudo isso não tenha passado de um “mal-entendido inocente” devido a falta de conhecimento do casal. Contudo, isso não explica a atitude da imprensa. Operadores de câmera e editores de vídeo sabem muito bem como tais câmeras operam, e bastaria alguns minutos no YouTube para encontrar uma resenha sobre o modelo utilizado pelo casal.

Existe todo um conjunto probatório, que aponta para uma farsa. Basta considerar tudo o que investigamos, colocar as peças desse quebra-cabeça em seus devidos lugares, e veremos claramente um cenário inteiramente propício para uma mentira. Escrevi, investiguei e desmistifiquei casos semelhantes durante anos e, por experiência própria, sinto-me seguro e confortável em repassar essa visão sobre o caso para vocês. Evidentemente, não sou infalível e o casal pode ser inocente.

A questão é que em casos assim, quando existe uma forte possibilidade de fraude ou até mesmo de abuso infantil, esse discurso de “inocente até que se prove o contrário” não é muito relevante. Ainda mais quando são fornecidos indícios robustos de que a história possui caminhos muito mais mundanos do que paranormais. A quantidade de pessoas que inventam tais histórias e de pessoas que acreditam piamente nessas mesmas histórias é muito maior do que vocês imaginam. Há muita gente ganhando dinheiro fácil ao apresentar imagens borradas, filmagens de péssima qualidade ou simplesmente contando relatos sem nenhum tipo de questionamento ético ou moral. Aliás, relatos são apenas evidências anedóticas. Contar histórias, todo mundo conta. Porém, esse caso mostra claramente o ponto em que chegamos.

Continue lendo
3 Comentários

3 Comments

  1. ALEXANDRE DO NASCIMENTO MENDES

    29 de março de 2019 em 12:33

    Bom,m não entrar no juizo se existe ou não coisa paranormais mas semelhante ao “fantasma’ do video, só que já viu algo assim sabe como é…

    Mesmo sendo criança dá pra lembrar da angustia em um tempo em que não existia em casa nem uma camera de filme e sim, apenas as avós e tias e suas teorias mirabolantes de anjos a demonios

    Até evito ver videos como esse por que lembro e fico com uma sensação de frustação devido a incompreensão e tempo do ocorrido

  2. Adyr Sebastião Ferreira

    30 de março de 2019 em 8:08

    Sua investigação é, como sempre, lúcida e competente, e comprova uma verdade eterna: fantasmas não existem.

    • Marco Faustino

      1 de abril de 2019 em 9:30

      Olá Adyr! Agradeço pelo reconhecimento! 😀

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Topo