Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

O STF autorizou os EUA a monitorar as nossas conversas no WhatsApp?

Conspirações

O STF autorizou os EUA a monitorar as nossas conversas no WhatsApp?

É verdade que o Supremo Tribunal Federal autorizou aos Estados Unidos a monitorar todas as nossas conversas feitas através do WhatsApp?

O alerta ganhou força nas redes sociais na primeira semana de 2018 e alerta para o cumprimento de uma nova regra que, de acordo com o texto, visa o monitoramento do crime organizado e do terrorismo no mundo.

Segundo o alerta, a partir de amanhã, os governos da Europa, América do Norte e América do Sul irão cumprir um acordo feito como o WhatsApp, Twitter, Facebook e outros canais de comunicação e todas as chamadas passarão a ser gravadas. O STF já teria autorizado o monitoramento, diz o texto amplamente compartilhado, mas será que isso é verdade ou mais uma farsa da web?

O STF autorizou o monitoramento das conversas no WhatsApp?

Verdade ou farsa?

Apesar de ganhar força nas redes sociais no começo de 2018, o texto alarmista (que afirma que “a partir de amanhã”) já circula por aí desde setembro de 2017. Abaixo, um print do alerta:

Reprodução/Facebook

Só que a notícia é falsa! Não há nenhuma notícia publicada nos sites do Governo a respeito desse monitoramento. Aliás, nenhum jornal publicou essa história!

Somente encontramos cópias desse mesmo texto em sites já conhecidos aqui no E-farsas por espalhar notícias falsas…

Entre em contato com o E-farsas via WhatsApp: (11) 96075-5663

A título de curiosidade, saiba que a área de notícias do Supremo Tribunal Federal publicou em junho de 2017 a afirmação feita por Alexandre Melo Braga, do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD), de Campinas (SP), sobre a impossibilidade de interceptar mensagens realizadas através do WhatsApp. O laudo foi entregue durante audiência pública sobre o bloqueio judicial do WhatsApp, no dia 05 de junho de 2017.

Além disso, podemos notar que o texto anônimo espalhado por aí possui vários erros gramaticais como, por exemplo, “twiter” no lugar de “Twitter”, “tráfego” ao invés de “tráfico”…

Fake News Importada

Esse aviso falso não nasceu aqui no Brasil. Desde abril de 2017, várias versões desse mesmo alerta se espalhava em diversos idiomas. Na época, alguns sites como o The News Minute desmentiram as versões em inglês.

Só para se ter uma ideia, uma dessas fake news afirmava, em inglês, que o Ministry of Interior Regulation (algo como “Ministério da Regulação Interior”) da Índia teria autorizado o monitoramento dos aplicativos de mensagens em seu país. O detalhe é não há esse ministério na Índia:

Versão em inglês dessa fake news afirma que um ministério indiano (que não existe) teria autorizado o monitoramento de apps!

Em abril de 2017, o site da Comissão dos Direitos Humanos da África do Sul afirmou que esse mesmo texto também havia se espalhado no continente, mas que nada havia de confirmado no assunto!  

Conclusão

O Brasil (e tampouco outros países) não tem condições técnicas para monitorar o que trafega através do WhatsApp. O STF não autorizou o monitoramento e o texto nasceu em sites especializados em criar notícias falsas, mas que apenas traduziram um hoax em inglês!   

Continue lendo
2 Comentários

Comente

2 Comments

  1. Treinamento venda mais pelo whatsapp

    8 de junho de 2018 em 10:42

    Nossa Ainda Bem, pois acho muita falta de privacidade e segurança. Pois utilizo muito o whatsapp na minha empresa envio arquivos, dentre outras informações. Mas acho que em casos de policia investigação deveria ser autorizado sem muita burocracia…

    Obrigada pelas informações esclarecidas no seu blog.

  2. Givamilda Araujo Da Silva

    25 de julho de 2018 em 16:18

    Comva você

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Voltando a Circular

Publicidade

Topo