Conecte com a gente

E-farsas.com – Desvendando farsas da web desde 2002!

E-farsas.com – Desvendando farsas da web desde 2002!

Um artista limpou de graça pichação na estátua de Drummond que a prefeitura ia cobrar 25 mil?

Dinheiro

Um artista limpou de graça pichação na estátua de Drummond que a prefeitura ia cobrar 25 mil?

Um artista limpou de graça pichação na estátua de Drummond que a prefeitura ia cobrar 25 mil?

É verdade que a Prefeitura do Rio de Janeiro ia cobrar R$ 25 mil e 20 dias para limpar uma pichação na estátua de Carlos Drummond de Andrade, mas um artista fez o trabalho de graça e em apenas 1 hora?

A notícia não é nova, mas voltou a ser compartilhada na primeira semana de junho de 2018. De acordo com o texto acompanhado de uma foto, a Prefeitura do Rio de Janeiro teria orçado em R$ 25 mil a limpeza de uma pichação feita na estátua do poeta Carlos Drummond de Andrade, localizada no bairro de Copacabana (RJ).

A notícia afirma também que a Prefeitura teria estimado que seriam necessários 20 dias para restaurar a obra que foi vandalizada por “marginais de classe média”, mas que um artista fez o trabalho de graça e em apenas uma hora!

Será que essa notícia é verdadeira ou falsa?

Prefeitura teria cobrado 25 mil reais para restaurar a estátua do Carlos Drummond, mas um artista fez o trabalho de graça? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdade ou mentira?

Como dissemos lá no começo desse artigo, essa notícia não é recente. Apareceu pela primeira vez no começo de 2014, mas como ela não é datada, volta a circular de tempos em tempos.

Em primeiro lugar, a pichação aconteceu mesmo na estátua do poeta. E não foi uma vez só… Vira e mexe, um vândalo cisma em estragar a obra. Mas vamos a essa pichação em específico.

No natal de 2013, um casal foi flagrado pichando a estátua que foi inaugurada em 2002, em Copacabana. Todo o ato foi filmado por câmeras de segurança instaladas pela Prefeitura, já que a estátua já havia sofrido vários outros atos de vandalismo (esse já era o décimo):

Entre em contato com o E-farsas via WhatsApp: (11) 96075-5663

Reprodução

No dia 06 de janeiro de 2014, um dos responsáveis pela pichação se entregou à polícia.

Quem é o artista que restaurou a estátua?

O homem que aparece na foto limpando a estátua do Drummond se chama Herbert Parente e é dono de uma loja de materiais de construção em Copacabana. Ao ouvir pelo rádio que a estátua que homenageia um dos seus clientes mais ilustres (segundo o sr. Herbert, Drummond comprava na loja dele), ele pegou um solvente e um pincel e caminhou até o local para limpar o ídolo.

Perceba que a atitude do comerciante foi rápida e em nenhuma das matérias publicadas na ocasião fala sobre uma suposta licitação da Prefeitura no valor de R$ 25 mil (ou de qualquer outro valor) para restaurar a estátua. Os guardas municipais que estavam no local  até acharam que o homem fazia parte de alguma ONG.

De onde saiu essa história de 25 mil reais para limpar a estátua?

Quem inventou essa fake news deve ter “se inspirado” em uma notícia real, de 2013, afirmando que a Prefeitura do Rio instalou câmeras de segurança depois que os gastos totais com restaurações da estátua teriam custado cerca de R$ 25 mil aos cofres públicos. O que o autor dessa fake news “esqueceu” de falar que esse valor é a soma de todas as restaurações anteriores, feitas ao longo dos últimos 10 anos, incluindo até a restauração dos óculos do Drummond (que foi roubado do rosto do poeta mais de uma vez).

Conclusão

A notícia afirmando que a Prefeitura teria cobrado R$ 25 mil para restaurar a estátua do Carlos Drummond é falsa! Um homem limpou o ídolo em poucas horas e bem antes da Prefeitura tomar alguma providência no sentido de limpar essa pichação.

Continue lendo
Clique para comentar

Comente

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Voltando a Circular

Publicidade

Topo