Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Um jovem acabou morrendo após destruir a fachada de um terreiro de Candomblé, na Bahia?

Crimes

Um jovem acabou morrendo após destruir a fachada de um terreiro de Candomblé, na Bahia?

Um jovem acabou morrendo após destruir a fachada de um terreiro de Candomblé, na Bahia?

Em menos de 24 horas, um determinado vídeo publicado no Facebook, já obteve mais de 100.000 visualizações. Segundo o texto que acompanha a publicação, o vídeo mostraria um suposto caso de intolerância religiosa ocorrido em frente a um terreiro de Candomblé, na Bahia, onde um rapaz teria morrido após depredar a fachada do local. Sem citar qualquer fonte, o texto apenas diz que é uma “notícia das redes sociais”.

Entretanto, será que essa história é realmente verdadeira? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Em menos de 24 horas, um determinado vídeo publicado no Facebook, já obteve mais de 100.000 visualizações. Segundo o texto que acompanha a publicação, o vídeo mostraria um suposto caso de intolerância religiosa ocorrido em frente a um terreiro de Candomblé, na Bahia, onde um rapaz teria morrido após depredar a fachada do local. Sem citar qualquer fonte, o texto apenas diz que é uma “notícia das redes sociais”

Verdadeiro ou Falso?

A história é falsa! O vídeo não foi gravado na Bahia, a depredação não ocorreu em frente a um terreiro de Candomblé, e o rapaz que aparece na imagem não morreu! Esse vídeo foi originalmente publicado na conta do Instagram do Blog Asmoimp, que se destina a divulgação de notícias policiais da cidade de Imperatriz, assim como de cidades vizinhas, no estado do Maranhão, no dia 06 de março de 2019.

O vídeo mostra um rapaz cometendo um ato de vandalismo, durante a madrugada da Quarta-feira de Cinzas, ao derrubar um dos vasos de uma loja na rua Simplício Moreira, próxima da Esfiharia do Tio Ali, no centro de Imperatriz/MA. O rapaz ainda tentou quebrar uma outra parte do mesmo vaso, porém escorregou no chão molhado devido a chuva, e simplesmente ficou estatelado em frente a loja, dando a impressão de ter desmaiado. Não há nenhum terreiro de Candomblé em frente ou próximo do local.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Entramos em contato com Jesnem Moraes, responsável pelo blog, que rapidamente nos encaminhou ao Filipe, responsável pela conta do Instagram. Por sua vez, o Filipe nos repassou todas as informações que possuía sobre o caso, afirmando que não houve o registro de nenhuma morte naquele local, mas que o indivíduo ainda não tinha sido identificado. A proprietária da loja que teve a fachada depredada pediu para que seu nome e do estabelecimento não fossem divulgados, assim como quaisquer imagens, com medo de represálias.

Diga-se de passagem, a câmera de segurança que registrou o ato de vandalismo pertence a uma loja vizinha. Na noite de ontem (11), o próprio Filipe foi gentilmente até a rua Simplício Moreira, e nos enviou um vídeo do local para provar que as imagens eram verdadeiras.

Conclusão

O vídeo que está viralizando nas redes sociais sobre um suposto caso de intolerância religiosa na Bahia, na verdade retrata um ato de vandalismo contra a fachada de um ponto comercial no centro da cidade de Imperatriz, no Estado do Maranhão.

Esse caso serve para lembrar, mais uma vez, que não se deve confiar piamente em “notícias das redes sociais”. Além disso, a divulgação de casos falsos de intolerância religiosa não contribui em nada para a discussão do tema.

Continue lendo
6 Comentários

6 Comments

  1. Luiz Alves

    12 de março de 2019 em 12:48

    “…não contribui em nada para a discussão do tema.”

    Problema é justamente esse. Essas pessoas não querem discutir, querem só ter razão. A todo custo.

    • Gilmar Lopes

      12 de março de 2019 em 13:52

      A discussão é sempre bem-vinda! O que não contribui para a discussão do tema é usar fake news pra tentar provar um ponto, seja ele qual for.

  2. Alan Souza

    18 de março de 2019 em 12:11

    Só um bêbado idiota, fazendo besteira e caindo de cara no chão por causa da manguaça. Algo muito natural…

  3. Éder Alves

    4 de abril de 2019 em 14:38

    No caso não seria só passar para frente a filmagem e ver o que aconteceu com o cachaça? Se o rapaz foi até la para pegar as filmagens ele poderia pegar a resposta definitiva do caso.

  4. Ueslei Senna

    7 de abril de 2019 em 13:43

    Este episodio pode ter sido falso, porém isso acontece e muito.
    ontem mesmo aconteceu semelhante no meu bairro..
    gente respeitem o diferente, mesmo indo contra tudo que você gosta.

  5. Lucho

    11 de maio de 2019 em 11:04

    “O vídeo NÃO foi gravado na Bahia, a depredação NÃO ocorreu em frente a um terreiro de Candomblé, e o rapaz que aparece na imagem NÃO morreu!”

    Três farsas numa única publicação. Esse aí pode pedir música no fantástico.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Topo