Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Um “OVNI” foi fotografado em plena luz do dia em Bariloche, na Argentina?

UFO

Um “OVNI” foi fotografado em plena luz do dia em Bariloche, na Argentina?

Um “OVNI” foi fotografado em plena luz do dia em Bariloche, na Argentina?

Será verdade que um OVNI foi fotografado em plena luz do dia, próximo de uma das margens do lago Nahuel Huapi, em Bariloche, na Argentina? Bem, é isso que alguns sites de cunho conspiratório e ufológico alegaram no fim de janeiro de 2019. Porém, resolvemos analisar esse caso, que para algumas pessoas seria muito difícil de ser resolvido.

Descubra agora o resultado de nossa investigação, aqui, no E-Farsas!

Como o Caso Foi Divulgado em Sites de Cunho Conspiratório ou Ufológico?

A maneira pela qual esse caso foi abordado por sites de cunho conspiratório ou ufológico foi totalmente precária. Como exemplo, podemos citar a divulgação realizada pelo blog “UFO Sightings Hotspot“, que no dia 28 de janeiro de 2019 publicou um artigo intitulado: “UFO appears below strange beam of light in Bariloche, Argentina” (“OVNI aparece abaixo de um estranho raio de luz em Bariloche, Argentina”, em português).

O artigo dizia, que um fotógrafo havia tirado algumas fotos de um estranho raio de luz, num céu claro, na margem do lago Nahuel Huapi, em Bariloche, na Argentina, no dia 24 de janeiro de 2019. Horas depois, enquanto revia as fotos, o fotógrafo, que enviou as imagens para a MUFON (Mutual UFO Network ou Rede Mútua de OVNIs), notou um “OVNI” em uma das fotos, e percebeu que, durante o intervalo de tempo entre uma foto e outra, o “OVNI” devia ter aparecido e desaparecido em questão de segundos. O texto ainda dizia, que um único raio de luz em um céu claro, por si só, já seria algo muito incomum, mas um “OVNI”, que aparece exatamente abaixo do raio de luz levantava muitas questões.

Segundo o blog “UFO Sightings Hotspot” a primeira imagem mostra somente um estranho raio de luz

Segundo o blog “UFO Sightings Hotspot” a segunda imagem mostra um OVNI abaixo do estranho raio de luz

Imagem aproximada do OVNI

Então, o texto é finalizado com algumas perguntas: De onde veio esse raio de luz, e poderia o “OVNI” ter surgido dele? Teria sido algo de outro mundo, que foi teletransportado através deste raio de luz? Perguntas, no mínimo, bem peculiares.

O Caso Enviado para a MUFON e Versão do Responsável por Enviar as Fotografias

De forma aparentemente intencional, o texto do blog “UFO Sightings Hotspot” não cita o número do caso publicado na MUFON, e vocês já vão entender o porquê. Antes disso, para que vocês possam compreender melhor esse assunto, é necessário dizer o que é a MUFON, certo? Pois bem, a MUFON é basicamente uma organização norte-americana, teoricamente sem fins lucrativos, que investiga casos de avistamentos de OVNIs por parte de cidadãos comuns, de todas as partes do mundo, que diariamente enviam seus relatos, fotos e vídeos para o banco de dados da própria MUFON. Este por sua vez pode ser acessado de forma gratuita e livre por qualquer pessoa. Aliás, a MUFON é uma maiores e mais antigas organizações deste gênero nos Estados Unidos, mas que sempre esteve envolvida em algum tipo de polêmica.

De qualquer maneira é muito fácil encontrar o número e as informações originais do caso. Basta acessar a página referente ao banco de dados da MUFON, escolher Argentina em “Event Country” e, em seguida, clicar em “Submit.” Assim sendo, descobrimos que o número do caso é o #98036, descrito resumidamente como “Suddenly appeared, then in the next frame was gone” (“Apareceu de repente, em seguida, na foto seguinte, sumiu”, em português).

De qualquer maneira é muito fácil encontrar o número e as informações originais do caso. Basta acessar a página referente ao banco de dados da MUFON, escolher Argentina em “Event Country” e, em seguida, clicar em “Submit.”

No relatório de avistamento foi publicada a seguinte declaração:

As fotos em anexo foram dadas a mim por uma amiga, que quer permanecer anônima. Ela estava tirando algumas fotos na margem do lago Nahuel Huapi, e o incidente passou despercebido. Horas depois, enquanto revia as fotos, ela percebeu que, durante os curtos intervalos entre as fotos, esse objeto aparecia no campo visual, e desaparecia em questão de segundos.

Agora, vocês lembram que, de forma aparentemente intencional, o texto do blog “UFO Sightings Hotspot” não citou o número do caso publicado na MUFON? Isso porque, se citasse, as pessoas teriam acesso as quatro fotos enviadas por esse(a) usuário(a), e notariam a presença de inúmeras pedras de coloração e formato semelhante ao tal “OVNI”. Confiram as fotos abaixo:

Primeira foto enviada para a MUFON

Segunda foto enviada para a MUFON

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Terceira foto enviada para a MUFON

Quarta imagem enviada para a MUFON

Outro detalhe é que, conforme vocês puderam perceber, as fotos foram tiradas no dia 23 de janeiro de 2019, por volta das 15h18, ou seja, até mesmo a informação sobre a data e horário fornecida pelo(a) usuário(a) está errada. E, tudo indica também, que o caso pode ter sido inteiramente forjado, de forma intencional por quem enviou as tais fotos. O motivo? As fotos tiveram suas resoluções alteradas e os EXIFs (série de informações sobre uma determinada fotografia) removidos. O tamanho original de cada foto era de 4000 x 3000 pixels, mas foi reduzido para 1280 x 960 pixels. Se tivéssemos as fotos originais, a definição do objeto seria bem superior e ficaria muito mais simples e fácil de reconhecê-lo.

Complicado, não é mesmo? Porém, descobrir o que é esse objeto não é algo tão difícil assim. É justamente isso, que vocês saberão a seguir

Verdade ou Mentira? A Realidade Por Trás de Toda Essa História!

O objeto é uma pedra! Portanto, não estamos diante de uma nave extraterrestre, tampouco de um objeto que se teletransportou de outra dimensão.

Para nos ajudar na identificação do objeto contamos com duas opiniões de pessoas, que efetivamente investigam e desmistificam fenômenos anômalos. Um deles foi o italiano Scott Brando, responsável pelo “UFO of Interest“, um dos principais nomes internacionais, quando o assunto é desmascarar fraudes envolvendo OVNIs. Em sua opinião, o objeto não passa de uma pedra, sendo que é possível vê-la bem ao fundo em uma das fotos, ou seja, essa história que o objeto sumiu é pura conversa fiada!

Segundo Scott Brando, o objeto não passa de uma pedra, sendo que é possível vê-la bem ao fundo em uma das fotos

Também consultamos o brasileiro Marco Migoranca, entusiasta e curador do SIPEA (sigla para Sistema de Pesquisa Sobre Evidências Anômalas), um grupo que retrata relatos paranormais, casuística ufológica, além de desmontar mentiras, falácias e montagens divulgadas na internet.

Aliás, foi produzido um pequeno relatório sobre esse caso. Segundo o Marco, todos os registros fotográficos, que ele possui e considera fidedignos na Ufologia, mostram que os objetos (os tais OVNIs) possuem uma simetria em sua composição estética/aerodinâmica. Exemplos: formatos cilíndricos, ovais, discóides etc… Já esse objeto fotografado em Bariloche possui alguns problemas, de acordo com a imagem abaixo:

  • Nos círculos vermelhos, isso ficaria bem claro. Partindo do princípio, que um OVNI “voe”, assimetrias em sua aerodinâmica seriam um contrassenso até para um garoto que constrói um aeromodelo de isopor;
  • Segundo Marco, o grande gerador do falso-positivo estaria na seta acima dos círculos. O efeito “flare” do Sol, criou um aspecto de “aço escovado” ou material de ferro ou alumínio. Isso provavelmente foi causado pelo simples fato da pedra estar molhada, e a água em sua superfície, criou essa falsa sensação metálica;
  • Há pixels em torno do objeto, o que aponta que ele estava em movimento.

Como conclusão, Marco Migoranca apontou que o tal OVNI seria apenas uma pedra, corroborando com a opinião de Scott Brando. Já em relação ao “estranho raio de luz” seria tão somente um flare de luz na lente da câmera do celular, nada de outro mundo.

Por fim, é importante ressaltar, que ainda é muito comum os casos de pessoas, que simplesmente atiram objetos para o ar, assim como calotas de carro, tampas de panela ou até mesmo pedras e registram isso para conseguir cinco minutos de fama na internet.

Conclusão

Considerando todo o conjunto probatório que possuímos, podemos dizer que o tal “OVNI” é apenas uma pedra, e o “estranho raio de luz” é tão somente um flare de luz na lente da câmera do celular. Simples assim!

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo