Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Uma mulher foi multada por “excesso de beleza” no Uruguai?

Viral

Uma mulher foi multada por “excesso de beleza” no Uruguai?

Uma mulher foi multada por “excesso de beleza” no Uruguai?

Hoje é Dia dos Namorados aqui no Brasil, e para comemorar essa data nada melhor do que investigar uma das notícias mais românticas do ano. Diversos sites de notícias e entretenimento, brasileiros e internacionais, vêm alegando que, no dia 25 de maio de 2019, um agente de trânsito teria multado uma motorista por “excesso de beleza”, no Uruguai.

Em uma rápida pesquisa no Google é possível notar como essa notícia se espalhou rapidamente por aqui. O site do jornal “Metro”, por exemplo, disse que o agente poderia ser suspenso temporariamente ou dispensado do cargo. Isso também foi publicado pelos sites dos jornais “O Tempo” e “Estadão“, assim como pelo portal de notícias “G1“. Já o site “Mega Curioso” chegou a mencionar que o homem poderia ser preso por ter feito isso!

Captura de tela mostrando um trecho da notícia publicada no site Mega Curioso.

Captura de tela mostrando um trecho da notícia publicada no site do jornal Metro.

Nas redes sociais, esse assunto também teve uma grande repercussão. Algumas pessoas elogiaram a atitude romântica do agente de trânsito, porém algumas mulheres consideraram uma falta de respeito. Enfim, fato é que esse caso circulou o mundo. Ele foi disseminado na Argentina, Colômbia, Espanha, México, França e até mesmo na Índia!

Entretanto, será que isso é verdade? Um agente de trânsito realmente multou uma motorista por “excesso de beleza”? Será que o agente de trânsito já conhecia essa tal motorista? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

Falso! A “multa” não passou de um bilhete de amor do agente de trânsito para sua companheira! O papel, da forma como foi preenchido e apresentado, não tinha validade como multa. Portanto, além do agente já ter um relacionamento íntimo com a motorista, ninguém foi realmente multado nessa história.

Apesar disso, esse agente não deveria ter utilizado o talão de multas para essa finalidade. Sua conduta está sendo investigada.

Imagem do Google Maps mostrando o local onde a “multa” foi aplicada.

Ao contrário do que foi citado pelo site “Mega Curioso”, esse agente de trânsito não será preso. Ele pode ser afastado temporariamente ou, no máximo, perder o emprego. Nenhuma fonte utilizada pelo site (Oddity Central e ABC.es) mencionou que ele poderia ser preso. Assim sendo, não sabemos de onde essa informação foi retirada. Além disso, a narrativa de que esse agente pediu que a motorista parasse o carro e começou a escrever algo em seu talão, e que ela posteriormente teria ficado surpresa com o motivo da infração é falsa.

De qualquer forma, vamos explicar essa história direitinho para vocês!

Como Tudo Isso Começou?

Toda essa história começou, quando a página do jornal “El Telégrafo”, no Facebook, publicou uma foto dessa “multa” na manhã do dia 30 de maio de 2019 (arquivo). Não havia qualquer explicação para a ocorrência, somente uma descrição que dizia: “Agente apaixonado: ‘multa’ por amor“. Vale ressaltar nesse ponto, que a palavra “multa” estava entre aspas, ou seja, já indicava que não era bem uma multa. Enfim, de qualquer forma, a foto foi compartilhada mais de 3,6 mil vezes.

Não havia qualquer explicação para a ocorrência. Somente uma descrição que dizia: “Agente apaixonado: ‘multa’ por amor”. De qualquer forma, a foto foi compartilhada mais de 3,6 mil vezes.

Entre em contato com o E-farsas via WhatsApp: (11) 96075-5663

Segundo o conteúdo do documento, a motorista (a companheira do próprio agente de trânsito) teria sido “multada” na rua Río Negro nº 1169, em Paysandú, uma das mais importantes cidades do Uruguai. A cidade fica localizada a 375 km a noroeste de Montevidéu, a capital do país.

O incidente teria ocorrido às 14h55 do dia 25 de maio de 2019, em frente ao Departamento de Serviços da cidade. Posteriormente, o site do jornal “El Telégrafo” repercutiu essa história dizendo, que a infração teria sido baseada no artigo nº 214 do Código de Trânsito do Departamento de Paysandú. Eis o que é mencionado nesse artigo:

O condutor de qualquer veículo deve abster-se de qualquer conduta que possa constituir um perigo para o tráfego, as pessoas ou que possa causar danos a propriedade pública ou privada

Já nas observações do documento é possível ler:

Imprudência ao volante (circula com excesso de beleza em via pública). Te amo.

Foi a partir do jornal “El Telégrafo”, sediado na própria cidade de Paysandú, que o mundo conheceu essa história.

Maiores Esclarecimentos Foram Publicados pela Agence France-Presse (AFP)

A agência internacional de notícias “AFP” divulgou hoje (12) maiores detalhes sobre esse caso. Em entrevista a AFP, Leonardo Rivero, diretor do Departamento de Trânsito de Paysandú, disse que o tal “agente apaixonado” deixou a “multa” no parabrisa do carro de sua companheira. Ela também é funcionária municipal e estacionou seu carro em frente ao seu local de trabalho, ou seja, o Departamento de Serviços.

No mesmo dia, uma foto dessa “multa” começou a circular entre os funcionários municipais e rapidamente chegou ao conhecimento da direção do departamento. A direção, por sua vez, notou que não estava anexado o documento de cobrança dessa “multa”. Então, o agente foi questionado e acabou admitindo a utilização do papel da multa para enviar uma mensagem de amor a sua companheira. Leonardo Rivero ainda ressaltou que o documento havia sido preenchido incorretamente, visto que a “imprudência ao volante” poderia significar muitas coisas. Porém, obviamente, “excesso de beleza” não era uma das categorias passíveis de punição.

Leonardo Rivero, diretor do Departamento de Trânsito de Paysandú. Ele concedeu entrevista a AFP e esclareceu melhor esse caso.

Segundo a AFP, ele publicou uma espécie de “mensagem de desculpas” a seus amigos, no Facebook, porém não se mostrou arrependido. Eis o que ele escreveu:

Peço desculpas publicamente à instituição que represento com grande orgulho, e lamento a forma como procedi, mas não me arrependo de nada em relação a pessoa para qual a mensagem foi destinada. Numa época que ninguém é capaz de expressar amor ao próximo, a verdade é que posso ter defeitos, exceto vergonha por ter expressado tal sentimento para a mulher que eu amo

O Agente de Trânsito Segue Trabalhando Normalmente, Porém Pode Ser Punido!

De qualquer forma, o agente está sendo investigado e possíveis sanções estão sendo cogitadas por uso indevido de documento público. O agente poderá ser afastado temporariamente, transferido ou demitido. Entretanto, essa última punição, segundo Leonardo Rivero, seria “inadequada” nesse caso. Enquanto isso, o agente continua trabalhando normalmente.

Conclusão

O caso é falso! A “multa” não passou de um bilhete de amor do agente de trânsito para sua companheira! O papel, da forma como foi preenchido e apresentado, não tinha validade como multa. Portanto, além do agente já ter um relacionamento íntimo com a motorista, ninguém foi realmente multado nessa história.

Apesar disso, o agente está sendo investigado por uso indevido de documento público, e pode ser temporariamente afastado ou transferido para outro setor administrativo. Existe uma possibilidade do agente ser demitido, porém, segundo Leonaro Rivero, diretor do Departamento de Trânsito de Paysandú, isso não deve acontecer. A hipótese de prisão sequer foi citada.

E aí, alguém faria o mesmo pela pessoa que ama? Feliz Dia dos Namorados!

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Topo