A verdade sobre o peixe com tatuagem pescado nas Filipinas!

Share Button

Qual será o mistério a respeito do peixe tatuado que foi pescado nas Filipinas? Seria alguma marca feita por alienígenas? Poluição? Descubra aqui no E-farsas!

As imagens apareceram em diversos sites e blogs na primeira semana de maio de 2017 e rapidamente se espalharam através das redes sociais. O que chama a atenção nas fotografias é um peixe aparentemente tatuado com um brasão medieval ornado com desenhos de folhas!

Pescadores filipinos de Mindanao teriam pescado o bicho e teriam ficado espantados com o que viram: Um peixe grande e todo tatuado!!!  

Quando as imagens caíram na web, várias teorias surgiram:

Seria obra de alienígenas? A poluição teria causado esse tipo de mutação? Isso seria um presságio sobre algo ruim que está prestes a acontecer? Ou trata-se apenas de uma história de pescador?  

Qual será a verdade sobre o mistério do peixe tatuado?

Pescadores filipinos teriam pescado um peixe tatuado! Qual será o mistério? (foto: reprodução/Facebook)

Peixe tatuado?

Apesar de toda especulação feita em cima desse fato dado como misterioso por muitos, sua causa é muito simples e nada tem de sobrenatural, alienígena ou de inexplicável.

Envie suas dúvidas e sugestões de pauta através do nosso WhatsApp pelo número (11) 96075-5663!

Poucos dias após o ocorrido, uma equipe de reportagem da ABS-CBN News foi até o local e descobriu junto aos pescadores a origem das imagens.

Quem capturou o peixe foi o pescador Zosimo Tano, de 41 anos de idade, que esclareceu que o marlim azul de 24 quilos que ele pegou nunca teve tatuagem. Na verdade, o desenho no corpo do peixe veio da sua camiseta, que ele usou para cobrir o peixe.

Repare na estampa da camiseta do pescador! (foto: Reprodução/ABS-CBN)

Na imagem abaixo podemos ver que a estampa da camiseta do pescador é igual à “tatuagem” do peixe:

A ABS-CBN News ouviu também o Escritório de Pescas e Recursos Aquáticos (BFAR) que explicou que, nesse caso, houve uma reação química entre a pele viscosa do peixe e a impressão do tecido.

Joseph Florig, diretor regional da BFAR disse ao jornal que:  

Essa reação química deve ser assunto para estudos futuros

O pescador Zosimo Tano vendeu o marlim azul “tatuado”, sua única pesca daquele o dia, por 180 pesos (algo em torno de 11 reais) o quilo.  

Conclusão

Não há nada de misterioso e de inexplicável no tal peixe tatuado! Na verdade, a estampa da camiseta usada para embrulhar o peixe acabou manchando a pele do bicho!

Share Button
Animais, UFO, Verdadeiro
, , , , , , , , ,
  • Nessas histórias “malucas” sempre aparecem os ufeiros e arautos do fim dos tempos.

    Uma pena (para esse pessoal) que a realidade é simples e chata.