Connect with us

E-farsas

Bolsonaro inaugurou um bandejão no Planalto e demitiu chefe francês?

Dinheiro

Bolsonaro inaugurou um bandejão no Planalto e demitiu chefe francês?

Bolsonaro inaugurou um bandejão no Planalto e demitiu chefe francês?

É verdade que o presidente Jair Bolsonaro inaugurou um bandejão no Planalto e substituiu um chefe francês que havia sido contratado pelo PT por taifeiros militares para economizar?

O texto elogiando a iniciativa do presidente Jair Bolsonaro vem acompanhado de um vídeo mostrando ele e vários políticos se servindo em um restaurante e começou a ser espalhado nas redes sociais no final de abril de 2019.

De acordo com o texto que foi espalhado juntamente com o vídeo, o almoço no Planalto de agora em diante – e graças ao presidente – é no bandejão e até o chefe francês (que havia sido contratado pelo PT) foi substituído por taifeiros militares, que não teriam custo nenhum aos cofres públicos!

Somente em uma busca no Facebook, encontramos mais de 100 publicações semelhantes, além de incontáveis compartilhamentos nos grupos de WhatsApp e em demais redes sociais.  

Será que essa história é verdadeira ou falsa?

O presidente teria inaugurado um bandejão no Planalto com mão-de-obra militar para ter custo zero e ainda demitiu o chefe francês que havia sido contratado pelo PT! Será que isso é verdade? (foto: reprodução/Facebook)

Verdade ou mentira?

Não encontramos nenhuma notícia a respeito de um chefe de cozinha francês que estaria trabalhando no Planalto! Uma busca no Google e encontramos uma notícia de agosto de 1999, sobre a contratação de uma chefe de cozinha feita pela então primeira-dama Ruth Cardoso. Roberta Sudbrak é brasileira, mas estagiou com renomados chefes franceses antes de cozinha para Fernando Henrique Cardoso e sua esposa, no Palácio da Alvorada. Sudbrak chefiou a cozinha da residência oficial do presidente da República por 7 anos, até o fim do mandato de Fernando Henrique.

Uma das versões do texto que acompanha o vídeo compartilhadas no WhatsApp:     “Almoço no Planalto agora e no bandejão mesmo acabou a farra da era PT que tinha chefe com cardápio francês agora quem prepara a comida são taifeiros militares isso significa custo zero de mão de obra as imagens falam por si só. Viva o Brasil.”

A verdade mesmo é que não há nenhum chefe francês na cozinha do Planalto! Essa história lembra muito uma fake news que já desmentimos aqui afirmando que a ministra Damares Alves teria demitido 32 funcionários petisitas que ganhavam 12 mil por mês para operar uma máquina de xerox na Casa Civil: 

É verdade que uma máquina de xerox na Casa Civil tinha 32 funcionários petistas com salário de 12 mil para operá-la?

Quanto ao bandejão, ele existe de fato, mas ele não é mantido por militares como o texto espalhado nas redes sociais afirma. O restaurante sefl service é gerenciado pelo Sesi (Serviço Social da Indústria) e o quilo da comida servida lá custa R$ 33,11.

Jair Bolsonaro foi almoçar pela primeira vez no local desde quando tomou posse no dia 25 de abril de 2019, ao lado do chefe do Executivo e dos ministros Augusto Heleno e Bento Albuquerque.

As imagens que vemos no vídeo compartilhado na web foram feitas pela equipe oficial de imagem do Governo.

Conclusão

O presidente Jair Bolsonaro almoçou pela primeira vez em um restaurante que já existe no Planalto e que é mantido pelo Sesi e serve comida ao preço de R$ 33,11 o quilo. Não houve demissão de nenhum chefe francês e a comida não é preparada por taifeiros militares!

Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas e, em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar é o autor do livro "Caçador de Mentiras" pela Editora Matrix e da aventura de ficção infantojuvenil "Marvin e a Impressora Mágica"!

Comentários

Mais Checagens em Dinheiro

To Top