15.2 C
São Paulo
quinta-feira, maio 13, 2021

Foto mostra uma mão de um radiologista destruída por raios X! Será verdade?

- Publicidade -

Imagem mostra uma mão com dedos machucados e texto que a acompanha afirma que ela era de um operador de máquina de raios X dos anos 1900! Será verdade?   

A foto se espalhou nas redes sociais em julho de 2020 (primeiramente em italiano) e voltou a ser compartilhada novamente na segunda quinzena de fevereiro de 2021. Nela podemos ver uma mão com dedos machucados e o texto que a acompanha afirma se tratar de um registro de um técnico que operava uma máquina de raio X por anos em um hospital e que ele teria sofrido com a radiação após testar a máquina todo dia antes do expediente.

Será que essa história é real?

Será que essa foto mostra os efeitos da exposição aos raios X em um radiologista dos anos 1900? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdade ou mentira?

A imagem é real! No entanto, a história por trás dela é um tanto controversa…

Versão que se espalhou no Twiiter em fevereiro de 2021!

Segundo arquivos da Biblioteca Wellcome, a foto seria mesmo da mão de um técnico de raios-X, mutilada por dermatite, após trabalho habitual com aparelhos de raios-X no Royal London Hospital. Só que o próprio Wellcome reconhece que tem poucas informações sobre a origem da fotografia e que estima tratar-se de uma imagem tirada nos anos 1900.

Nossas buscas trouxeram mais detalhes a respeito dessa fotografia, que – ao que tudo indica – foi tirada da mão de Clarence Madison Dally, um soprador de vidro que se tornou um dos assistentes do inventor e empresário Thomas Edison.

Thomas Edison e seu auxiliar em testes com raios X! Foto: Reprodução/Wikipedia)

Clarence auxiliou Edison em vários testes com os raios X, usando sua própria mão como cobaia e, como a equipe ainda não estava ciente dos perigos do rádio e do polônio, não havia muito cuidado do manuseio desses materiais e a quantidade radiação pela qual Clarence Dally foi exposta foi enorme. 

- Publicidade -

Em 1902, Clarence perdeu quatro dedos da mão esquerda e úlceras começaram a se formar em seu rosto e em outras partes de seu corpo.

Ele acreditava que quando descansasse, as feridas sarariam e ele se recuperaria, mas isso se mostrou ineficaz. Mesmo após seu braço esquerdo ter sido amputado, ele continuou trabalhando usando a mão direita.

Clarence Madison Dally foi o primeiro cientista a morrer de radiação em 1904, aos 39 anos, 8 anos depois de ter sido exposta pela primeira vez à radiação. Thomas Edison também teve um olho e parte do rosto feridos pela radiação e disse nunca mais mexer com experimentos que envolvessem o uso de raios X.

Imagem de dermatite de raios X e amputações resultantes. Frequentemente, luvas eram usadas para cobrir esses ferimentos e amputações. (Reprodução: Pancoast HK: Amer Quart Roentgen)

Conclusão

A fotografia de uma mão ferida mostra os efeitos da radiação de raios-x e tudo indica se tratar de um membro de Clarence Madison Dally, um dos assistentes de Thomas Edison que morreu em 1904 após ser exposto repetidas vezes a enormes quantidades de radiação!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

2 COMENTÁRIOS

    • Porque não sabiam. Inclusive hoje podemos estar expostos a vários riscos e ainda não temos ciência dos impactos disso em nossos organismos.

      Inclusive há coisas que SABEMOS hoje que são perigosas, e ainda assim tem pessoas que ignoram, ou minimizam os riscos. Coronavírus é um ótimo exemplo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui