17.5 C
São Paulo
quarta-feira, outubro 5, 2022

Frase sobre contagem de votos foi dita pelo ex-ditador Joseph Stalin?

- Publicidade -

Inúmeras alegações infundadas e não comprovadas de fraude no primeiro turno (ou turno único dependendo da cidade) sobre as eleições municipais de 2020 foram disseminadas nas redes sociais, principalmente através do Twitter.

Interessante destacar que a lentidão e as constantes falhas no aplicativo e-Título, as enganosas alegações de que um suposto ataque hacker teria violado a segurança do sistema do TSE, e a lentidão no início da apuração dos votos foram os principais combustíveis para o comportamento caótico que vimos ontem. Associado a esses fatores a narrativa de fraude também foi perpetrada, principalmente, por candidatos sumariamente derrotados nas urnas, e por um determinado espectro político inconformado com a perda da influência e eleitores em diversos municípios considerados estratégicos.

Na esteira do que vimos ontem, o deputado federal Eduardo Bolsonaro mencionou uma suposta frase atribuída ao ex-ditador Joseph Stalin (arquivo):

Quem vota e como vota não conta nada; quem conta os votos é que realmente importa

Tuíte do deputado federal Eduardo Bolsonaro.

Desde então, a frase já obteve mais de 2,7 mil compartilhamentos e quase 10 mil curtidas.

Entretanto, será que Joseph Stalin disse ou realmente escreveu isso? Descubra agora, aqui, no E-farsas!

Verdadeiro ou Falso?

Indeterminado! Não encontramos evidências sólidas de que o ditador Joseph Stalin teria dito isso! Ao longo de nossa pesquisa encontramos apenas evidências meramente anedóticas de que Joseph Stalin teria dito uma frase semelhante a essa. Além disso, não há consenso sobre quando isso teria exatamente acontecido, nem quaisquer registros oficiais, tais como: documentos, discursos oficiais etc.

Independentemente de Stalin ter dito ou não essa frase, nada indica que ele tenha sido o autor original! Há um registro de 1871, por exemplo, de uma frase sendo utilizada para se referir ao político democrata William M. Tweed, que sucita esse mesmo sentimento. Logo, a única coisa que isso prova é que esse sentimento a respeito da confiabilidade sobre votações eleitorais é bem mais antigo que Joseph Stalin, e não foi utilizado apenas por um único “lado” do espectro político!

Um Livro Chamado “Memórias de um Secretário de Stalin” de Boris Bazhanov

Boris Bazhanov foi secretário pessoal do líder soviético Joseph Stalin de agosto de 1923 a 1925, e ocupou várias proeminentes posições de secretariado no Politburo até desertar da União Soviética em 1928. Posteriormente, ele recebeu cidadania francesa e sobreviveu às subsequentes tentativas de assassinato, escrevendo e publicando memórias sobre Stalin, e os segredos por trás do seu regime, ao longo da década de 1930.

Em 1980, Bazhanov publicou um livro chamado “Memórias de um Secretário de Stalin“, onde ele caracterizou a personalidade do ex-ditador, assim como seus métodos de alcançar o poder, além das intrigas políticas no Kremlin.

- Publicidade -

No livro há um trecho de uma situação, que Boris alegou ter presenciado numa reunião do Politiburo, em dezembro de 1923:

Na verdade, sua opinião sobre Zinoviev e Kamenev não é interessante. Eles estão convencidos que, sobre questões de estratégia política, Stalin não tem nenhum interesse.  Kamenev é muito educado e diplomático. Então, ele disse: ‘E você, camarada Stalin, o que pensa sobre esta questão?’ ‘Ah’, diz o camarada Stalin, que indaga: ‘Qual era a questão (de fato, muitas questões foram levantadas), Kamenev? Tentando condescender ao nível de Stalin, ele disse: ‘A questão de como ganhar a maioria no partido.’. Stalin respondeu: “Vocês sabem, camaradas, o que eu acho sobre isso: creio que, na verdade, não importa quem e como votará no partido; o que é extremamente importante é quem e como fará a contagem dos votos’“.

Trecho do livro “Memórias de um Secretário de Stalin” de Boris Bazhanov.

Embora muito próximo a Stalin, estamos diante de um relato meramente anedótico de um desertor. Não há nenhum outro depoimento nesse sentido. Para afirmamos de maneira categórica, que Stalin disse isso, teríamos que confiar plenamente numa única fonte. E, como bem sabemos, isso é altamente problemático.

Interessante destacar também que a frase de Stalin se refere a uma eleição partidária, não de uma eleição geral, até mesmo porque Stalin não era nada democrático.

O “Dicionário Enciclopédico de Palavras e Expressões de Serov Vadim Vasilievich”

Uma frase semelhante aparece atribuída ao ex-ditador Joseph Stalin no chamado “Вадим Васильевич Серов Энциклопедический словарь крылатых слов и выражений” (“Dicionário Enciclopédico de Palavras e Expressões de Serov Vadim Vasilievich”).

Eis o que é mencionado na página 378 desse dicionário:

“‘Não importa como eles votaram, o mais importante é como eles contaram.’

Acredita-se que essas palavras foram ditas por Joseph Stalin (1878-1953) em 1934, no 17º Congresso do PCUS, a respeito dos procedimentos sobre a eleição para Secretário Geral do PCUS, no qual ele venceu.

Trecho do “Dicionário Enciclopédico de Palavras e Expressões de Serov Vadim Vasilievich”.

No entanto, não foi oferecida nenhuma prova que Stalin realmente disse isso, ou seja, é uma alegação totalmente anedótica.

A Atribuição de uma Frase Semelhante ao Ditador da Nicarágua Anastasio “Tachito” Somoza Debayle

Há também uma frase que diz:

Na verdade, você venceu as eleições, mas eu venci a votação

Essa frase aparece atribuída ao ex-ditador da Nicarágua, Anastasio “Tachito” Somoza Debayle. A fonte indicada pelo “Dicionário de Citações de Columbia” aponta para uma matéria do jornal britânico “The Guardian”, de 17 de junho de 1977. Outros livros e dicionários de citações (1,2,3,4,5) tambem mencionam que o ex-ditador teria dito isso em resposta a um oponente, que o acusou de fraudar as eleições.

A matéria do “The Guardian” seria intitulada “The Spanish left settles down for the long haul“, e de autoria do jornalista britânico Richard Gott. Infelizmente, no entanto, não conseguimos encontrar uma cópia disponível publicamente para mostrarmos a vocês.

A Frase Não Teria Sido Originalmente Cunhada por Joseph Stalin!

Diante de um inconformismo político, essa frase sempre é usada para atacar regimes democráticos numa tentativa de associá-los com ditaduras. Nada melhor que a figura de Joseph Stalin para tentar implantar uma narrativa que as eleições seriam fraudadas ou manipuladas por uma “esquerda” totalitária.

Contudo, nada indica que Joseph Stalin foi a primeira pessoa a dizer algo semelhante.

Confira abaixo uma pequena lista!

Contanto que eu conte os votos, o que você vai fazer a respeito? Falar?

Essa frase aparece logo abaixo de uma charge do cartunista Thomas Nast, onde mostra William M. Tweed, um político norte-americano do Partido Democrata, apoiado em uma mesa de votação com os rótulos: “A cédula” e “Na contagem há força”. Aliás, a frase aparece atribuída ao político, mas não encontramos evidências sólidas que a frase tenha sido dita ou escrita por ele.

Quando e onde isso foi publicado? Numa revista política chamada “Harper’s weekly“, em 7 de outubro de 1871.

Trecho da revista política “Harper’s weekly”, em sua edição do dia 7 de outubro de 1871.

Não me importo com quem vota numa nação, desde que eu possa contar os votos

Essa frase apareceu no editorial do jornal “The New York Times” em 26 de maio de 1880! A frase foi atribuída a ninguém menos que Napoleão militar, líder político e imperador dos franceses. Contudo, não foi mencionada a fonte dessa citação!

Essa frase apareceu no editorial do jornal “The New York Times” em 26 de maio de 1880!

Uma eleição envolve mais do que mera votação, meu rapaz, pois, assim como um eminente americano disse uma vez: “Não me importo com quem vota numa nação, se me deixarem fazer a contagem.

Essa frase é mencionada num trecho de um romance escrito por George Creel, em 1922, chamado “Uncle Henry.

 “Não é poder votar que é a democracia, é a contagem

Essa frase aparece num diáologo de uma peça teatral chamada “Jumpers“, de Tom Stoppard, que foi encenada pela primeira vez em 1972. Ela explora e satiriza o campo da filosofia acadêmica, comparando-o a uma exibição de ginástica competitiva e pouco hábil.

Essa frase aparece num diáologo de uma peça teatral chamada “Jumpers”, de Tom Stoppard, que foi encenada pela primeira vez em 1972.

Conclusão

Indeterminado! Não encontramos evidências sólidas de que o ditador Joseph Stalin teria dito isso! Ao longo de nossa pesquisa encontramos apenas evidências meramente anedóticas de que Joseph Stalin teria dito uma frase semelhante a essa. Além disso, não há consenso sobre quando isso teria exatamente acontecido, nem quaisquer registros oficiais, tais como: documentos, discursos oficiais etc.

Independentemente de Stalin ter dito ou não essa frase, nada indica que ele tenha sido o autor original! Há um registro de 1871, por exemplo, de uma frase sendo utilizada para se referir ao político democrata William M. Tweed, que sucita esse mesmo sentimento. Logo, a única coisa que isso prova é que esse sentimento a respeito da confiabilidade sobre votações eleitorais é bem mais antigo que Joseph Stalin, e não foi utilizado apenas por um único “lado” do espectro político!

- Publicidade -
Marco Faustinohttp://www.e-farsas.com/author/marco
Jornalista e colaborador do site de verificação de fatos E-farsas entre janeiro de 2019 e dezembro de 2020. Entre junho de 2015 e abril de 2018, trabalhei como redator do blog AssombradO.com.br, além de roteirista do canal AssombradO, no YouTube, onde desmistificava todos os tipos de engodos pseudocientíficos e casos supostamente sobrenaturais.

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

53 COMENTÁRIOS

  1. Quanta incompetência intelectual desse jornalista Marco Faustino! As pessoas não estão preocupadas com quem foi o autor original da frase, mas com quem repete e a coloca em prática. E como todo mundo está cansado de saber, a esquerda não quer uma eleição auditada, é a direita que quer.

    • Quanta incompetência intelectual desse comenstarista jevver! As pessoas não estão preocupadas se a frase é real ou não, mas com quem repete e a coloca em prática, numa clara demonstração de analfabetismo funcional e espalhamento de fake news. E como todo mundo está cansado de saber, a direita acusa a esquerda de fraude nas eleições, porém é incapaz de comprová-la. Como sempre, analfabetismo funcional aliado à disseminação de mentiras. Shame on YOU!

      • Quanta idiotice desse tal Carl Segão, um idiota útil que não percebe que agências de checagem nada mais são do que agências de censura, ao melhor modelo de Goebels!

        • Quanta idiotice desse tal Fabricio Benedet, um idiota inútil que não percebe que sem agências de checagem as pessoas acreditariam nas mensagens do Zapzap da família e nos tweets feitos pelos robôs do gabinete do ódio, que são mais do que propagadores de fake news, são um antro de mentiras bolsonaristas, a reunião de toda a escória da sociedade, que são os que defendem o presidente Jail Bolsoasno – um fascista ao melhor modelo de Mussolini, Hitler, Stalin e Pinochet!

          • A pergunta é: Você apoia uma eleição que pode ser auditável? Ou prefere deixar como está, sem poder auditar qualquer resultado que seja?

          • Acredito que toda forma de segurança adicional é bem-vinda, mas nesse caso em específico o pedido da impressão do voto é apenas uma forma que o governo achou pra desviar a atenção de outras questões mais importantes. O presidente questionando as eleições nas quais ele saiu vitorioso dá a impressão de que ele se beneficiou disso…
            A urna eletrônica já é auditável e, além disso, existe o teste da votação paralela que até hoje não pegou nada de errado.
            Vamos supor que a implantação do voto impresso seja colocada em prática. Os apoiadores do presidente vão procurar outra coisa pra reclamar do pleito.

          • E curiosamente estão considerando usar um meio ELETRÔNICO para apurar a contagem dos votos impressos… ou seja, se dizem que a urna não pode ser auditada porque é eletrônica, quem garante a idoneidade do mecanismo que apurará o voto impresso?

            Eles querem adicionar uma solução medonha para um problema que não existe!

          • E quem é inteligente sabe que a urna eletrônica é 100% auditável. Há no equipamento diversos recursos que possibilitam e fortalecem a possibilidade de auditagem. São eles: Registro Digital do Voto, log da urna eletrônica, auditorias pré e pós-eleição, auditoria dos códigos-fonte, lacração dos sistemas, tabela de correspondência, lacre físico das urnas, identificação biométrica do eleitor, auditoria da votação (votação paralela) e oficialização dos sistemas.

            Vá estudar antes de escrever asneiras na intenet.

          • A resposta é: A urna eletrônica é – sim – auditável. O processo tem 10 etapas. Partidos, Ministério Público e Polícia Federal podem participar da auditagem. Não acredite em tudo o que recebe no ZapZap.

            https://www.tse.jus.br/imprensa/noticias-tse/2020/Outubro/serie-desvendando-a-urna-o-equipamento-nao-e-auditavel

            Todos os partidos sabem disso – inclusive em alguns pleitos já foram solicitadas auditorias, e nunca foram encontradas fraudes -, e seu presidente sabe disso. Só que, como sempre, espalha mentiras e desinformação para confundir a cabeça fraca dos seus eleitores.

            Curiosamente, ele afirma que houve fraude e que ele tem provas, porém nunca as apresentou. Por que será????

            Eu falo que sei voar, disparo laser pelos olhos e tenho super força. Você TEM QUE ACREDITAR EM MIM.

  2. fiquei a perceber que para Marco Faustino um dissidente (Boris Bazhanov) é sinónimo de mentiroso. a verdade quando não agrada a certas pessoas passa a ser uma mentira.

    • Fiquei a perceber que para jota santos um fact checker (Marco Faustino) é sinónimo de mentiroso. A verdade quando não agrada a certas pessoas passa a ser uma mentira. Pior que não foi capaz de apresentar um argumento para refutar a todos os apresentados pelo Marco, apenas preferiu atacá-lo pessoalmente, em uma clara demonstração de argumentum ad hominem. Triste.

  3. Conclusão do “fact checker” sobre o texto que aparece no Dicionário de Serov Vadim Vasilievich, onde, segundo o mesmo “fact checker”, “não foi oferecida nenhuma prova que Stalin realmente disse isso”: “alegação totalmente anedótica”.

    Segundo ele, “A Frase Não Teria Sido Originalmente Cunhada por Joseph Stalin!”. Quais são as provas apresentadas? Uma em que, segundo o mesmo “fact checker”, “não encontramos evidências sólidas que a frase tenha sido dita ou escrita por ele”, outra em que, também segundo o mesmo “fact checker”, “não foi mencionada a fonte dessa citação”, uma peça de teatro de 1972 (apesar de o livro ser de 1922, a prova mostrada não foi do livro, mas do teatro) e, como cereja do bolo, “um registro de 1871”, sem nem citar qual é. Mas pra ele é tudo verdade. Nada aqui é anedótico.

    E como tem gente que acha que vindo aqui está se informando…

      • Novamente: em momento algum eu disse que a frase é dele, portanto não tenho que provar nada. Só comentei pra mostrar que o site tendencioso. Saber interpretar textos faz uma falta…

        • Tem que provar sim ué. Você obviamente tá projetando essa frase como se fosse uma tática a ser seguida pela esquerda. Qualquer burro consegue ver isso. Tem que provar

          • 10 dias depois e ainda não apresentou nenhuma prova.. tá parecendo seu MICTO, que passou vergonha na live ontem! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

          • Cara… quem tem que provar é o site! Ele que entrou na questão pra dizer que não sabe se é verdade??? O onus da prova cabe a quem acusa, alega e o site não provou nada. Tão simples isso kkkk

          • Cara… quem tem que provar é o site!

            Você é criminoso assaltante de banco. Prove que não. No aguardo.

            Ele que entrou na questão pra dizer que não sabe se é verdade???

            Pois é. E fez o trabalho, demonstrando que não há evidências suficientes de que a frase tenha sido dita pelo Stalin. Você tem alguma? Não? Então fica de boquinha.

            O onus da prova cabe a quem acusa, alega e o site não provou nada.

            Exato. Acusaram o Stalin de dizer essa frase, e não provaram.

            Tão simples isso kkkk

            Perfeito! Obrigado por demonstrar que a frase não foi dita pelo Stalin!

          • O simples fato de não ter encontrado uma prova, um documento, um vídeo ou um livro com esse registro não significa que é uma farsa.

            Nem tudo pode ser provado. Antes de morrer, meu avô me falou uma frase. Não foi escrito, não foi gravado, não há registros. Hoje não posso provar. É uma farsa?? Não.

            Não acredite em tudo que esses sites militantes falam. Vale a pena ler, analisar, buscar mais informações antes de taxar algo como MENTIRA ABSOLUTA ou VERDADE ABSOLUTA.

            Note-se que no início do texto ela já comete uma fake news ao falar “as enganosas alegações de que um suposto ataque hacker teria violado a segurança do sistema do TSE” . Ora, já é de conhecimento público o inquérito policial da PF que comprova uma invasão ao TSE. O próprio site mente.

            Pura militância doentia.

          • O simples fato de não ter encontrado uma prova, um documento, um vídeo ou um livro com esse registro não significa que é uma farsa.

            Isso significa que você é pedófilo. Só porque nunca encontrei provas de que não, quer dizer que você é.

            Nem tudo pode ser provado.

            Então quer dizer que ele pode ter dito isso. Ou não. Como nunca saberemos, o artigo está correto.

            Antes de morrer, meu avô me falou uma frase. Não foi escrito, não foi gravado, não há registros.

            Pois é. Como não há registros escritos ou em áudio que ele tenha dito essa frase, não dá pra afirmar que ele disse. Obrigado por confirmar!

            Hoje não posso provar. É uma farsa?? Não.

            Até o momento, é inconclusivo. Até que alguém prove o contrário. Até agora não provaram..

            Não acredite em tudo que esses sites militantes falam.

            Verdade. Não acredite que o Stalin disse isso, só porque os militantes da direita afirmaram!

            Vale a pena ler, analisar, buscar mais informações antes de taxar algo como MENTIRA ABSOLUTA ou VERDADE ABSOLUTA.

            Mas em nenhum momento o GIlmar taxou como MENTIRA ABSOLUTA ou VERDADE ABSOLUTA. O resultado é INCONCLUSIVO. Aprenda a ler.

            Note-se que no início do texto ela já comete uma fake news ao falar “as enganosas alegações de que um suposto ataque hacker teria violado a segurança do sistema do TSE” .

            Até agora não há evidências que o tal ataque hacker tenha violado a segurança dos sistemas do TSE>

            Ora, já é de conhecimento público o inquérito policial da PF que comprova uma invasão ao TSE.

            E você teve acesso ao inquérito todo pra saber qual foi a conclusão? Se sim, sugiro que se esconda, pois por ser sigiloso você cometeu um crime!

            O próprio site mente.

            Você mente.

            Pura militância doentia.

            Pura falácia e analfabetismo funcional.

      • Em momento algum eu disse que a frase é dele, portanto não sou “acusador” (sic), e não tenho que provar nada. Tente outro truque que esse não vai colar.

          • Errado de novo. NÃO concordo que a frase NÃO seja dele. Não há provas nem para um lado nem para outro. E como você não se preocupa minimamente em mostrar que o site não é tendencioso, concordamos ao menos nisso: o e-Farsas é, sim tendencioso. Obrigado por confirmar!

          • Errado de novo.

            Sim, você errou de novo. Nisso concordamos.

            NÃO concordo que a frase NÃO seja dele.

            Você concordar ou não com algo não torna esse algo real ou falso.

            Não há provas nem para um lado nem para outro.

            Exato. Então posso afirmar que a frase é minha. Como não é preciso provar, não é do Stalin. É minha. Você tem que acreditar em mim.

            E como você não se preocupa minimamente em mostrar que o site não é tendencioso,

            Você está acusando o site de ser tendencioso. Logo, prove que o site é tendencioso. No aguardo.

            concordamos ao menos nisso: o e-Farsas é, sim tendencioso.

            Concordaremos (ou não) após você apresentar as provas.

            Obrigado por confirmar!

            Obrigado por mostrar que acredita nas coisas sem provas! Eu tenho um terreno na Lua à venda, bora negociar?

          • Provei no primeiro comentário, lá em cima. Você viu mas preferiu desviar do assunto. E continua desviando. E vai continuar ad infinitum. E já dei trela demais pra quem quer só fugir. Vou cuidar da minha vida enquanto você cuida da dos outros. Get a life, man!

          • Provei no primeiro comentário, lá em cima.

            Não, não provou.

            Você viu mas preferiu desviar do assunto.

            Aquilo não é prova. É falácia.

            E continua desviando.

            Não, não estou.

            E vai continuar ad infinitum.

            Vou continuar te questionando até que você prove o que afirma.

            E já dei trela demais pra quem quer só fugir.

            E o terreno na Lua, vai querer?

            Vou cuidar da minha vida enquanto você cuida da dos outros.

            Vai nada, já já volta pra responder que eu sei. Conheço seu tipo.

            Get a life, man!

            Não, obrigado.

          • Negativo. A lei de trânsito está escrita em um documento oficial. Cadê o documento oficial que comprove que a frase foi dita pelo Stalin? Na dúvida, duvide.

          • Exato. O ônus da prova cabe ao acusador, como o acusador (quem afirmou que Stalin disse essa frase) não provou, logo não quer dizer que seja verdade.

            Quer ver um exemplo? Eu posso falar que o Robison Goulart uma vez falou que é homossexual e que gosta de dar o cool. Quem tem que apresentar provas? Eu, que tenho que provar que você disse? Ou qualquer outra pessoa, que tem que provar que você não disse? Como é possível provar que você não disse isso?

  4. O tal Carl Segão é tão ferrenho defensor do Marco Faustino que eu não me surpreenderia nem um pouco se descobrisse que são a mesma pessoa.

    • O tal José Cláudio é tão ferrenho defensor do Stalin que eu não me surpreenderia nem um pouco se descobrisse que são a mesma pessoa!

      E vocês precisam decidir se eu sou o Faustino, ou o Gilmar! Cada hora me acusam (novamente, e como sempre, SEM PROVAS) de ser um deles!

      Mas nenhuma novidade, vindo de direitontos que acreditam em qualquer coisa sem provas, e preferem abusar de ad hominem ao me atacar pessoalmente, ao invés de apresentar evidências e argumentos. Triste, lamentável e previsível.

  5. Depois de muito contorcionismo e exagerado orgasmo literário, o autor não conseguiu desmentir absolutamente NADA… É Verdadeiro que a frase foi dita por Stalin, assim como é Verdadeiro que este é apenas mais um blog esquerdopata sedento de dinheiro público, pois as torneiras estão fechadas… Acabou a mamata !

    • Depois de muito contorcionismo e exagerado orgasmo literário, o autor não conseguiu desmentir absolutamente NADA…

      Depois de muito mimimi e chorume baseado em vento, o comentarista não apresentou NENHUM argumento para refutar os do Gilmar…

      É Verdadeiro que a frase foi dita por Stalin

      Prove. Te desafio. Duvido. Vamos ver se você tem coragem ou é só mais um fracassado mentiroso como seu MICTO.

      assim como é Verdadeiro que este é apenas mais um blog esquerdopata sedento de dinheiro público, pois as torneiras estão fechadas…

      O site nunca recebeu dinheiro do governo pra funcionar, mula! KKKKKKKKKKKKKKK

      Acabou a mamata !

      Acabou mesmo?

      https://revistaforum.com.br/brasil/se-eu-puder-dar-o-file-mignon-dou-10-fatos-que-mostram-a-mamata-do-governo-bolsonaro/

      MUUUUUUUUUUUU

      • Não perco meu tempo com amebas dolicocéfalos que sabem apenas repetir a mídia fétida que se criou no Brasil, com o único intuito de receber o dinheiro do MEU bolso… É obvio que é o mesmo que lhe motiva, se é que tem capacidade encefálica para ter opinião própria, o que duvido…

        Adeus ameba

        • Não perco meu tempo com amebas dolicocéfalos

          Veja só que ironia, não apenas perdeu tempo ao ler meu comentário como perdeu mais tempo ainda respondendo! Além de não provar que a frase foi dita por Stalin, ainda é mentiroso!

          que sabem apenas repetir a mídia fétida que se criou no Brasil, com o único intuito de receber o dinheiro do MEU bolso…

          Discursinho pronto direto do grupo do zap, hein??

          É obvio que é o mesmo que lhe motiva, se é que tem capacidade encefálica para ter opinião própria, o que duvido…

          E em um claro argumentum ad hominem não apenas não apresentou uma evidência para refutar o artigo, nem para comprovar que a frase foi dita por Stalin, mas me atacou pessoalmente. Lamentável!

          Adeus ameba

          Duvido. Do jeito que é mentiroso, já já tá de volta!

    • O tal Carl Segão, foi bloqueado pois além de ameba não possui civilidade suficiente para se manifestar, fora não possuir opinião própria, repetindo o que esta mídia fétida e corrupta lhe assopra, sendo incapaz de construir qualquer argumento em um debate… Apenas exige provas de quem nada precisa provar a ninguém, muito menos a um sociopata desesperado pela resposta que os brasileiros estão dando nas ruas. Respondo apenas a quem ainda se lembra de respeito e educação, a despeito do incentivo ao contrário manifestado nestes blogs de “esquerda”.

      • O tal Flavio Ribeiro é um falacioso, além de ignorante e mentiroso, não foi capaz de apresentar evidências que refutem o artigo, fora não possuir nenhuma capacidade de interpretar textos, repetindo o que estes grupos de whatsapp e o gabinete do ódio lhe assopra, sendo incapaz de construir qualquer argumento em um debate… Apenas acredita nas coisas que lhe dizem, mesmo que não lhe apresentem provas baseado apenas em seu próprio viés de confirmação, um comportamento típico de gado manipulado, incapaz de pensar por conta própria, um bovino que acha que a maioria apoia o MICTO, enquanto vemos a passos largos sua popularidade afundar mais rapidamente do que o Titanic. Respondo apenas a quem ainda se lembra de respeito e educação, a despeito do incentivo ao contrário manifestado nestes grupos de “direita”, que propalam notícias falsas e discursos prontos, que são imediatamente repetidos pelos híbridos de boi e papagaio.

        E além de tudo é um cagão mimimizento, não aguenta ler a verdade então prefere correr, fugir, se esconder, como um covarde incapaz de sustentar as próprias asneiras que fala.

  6. A farsa é não conseguir provar bulhufas nenhuma. Uma referencia é melhor que nenhuma… se a referencia de um ex-secretário do cara não é referencia, a referencia é o cu da cobra? Coloca em xeque uma referencia sem provar que não é valida, é uma farsa essa duvida. Então não assuma como farsa. A verdade é matemática, ou é ou não é. Quando há duvida, fique quieto!

    • A farsa é não conseguir provar bulhufas nenhuma.

      Concordo. E quem afirmou que a frase é do Stalin não conseguiu provar, logo é uma farsa.

      Uma referencia é melhor que nenhuma…

      Ah é? Então se você receber 10 mensagens do Whatsapp dizendo A, e uma matéria de jornal, com fontes, dizendo B, você vai acreditar em A? Já que você considera quantidade melhor do que qualidade, coma bosta. Bilhões de moscas não devem estar erradas!

      se a referencia de um ex-secretário do cara não é referencia, a referencia é o cu da cobra?

      Argumentum ad verecundiam. Autoridade não garante veracidade. Só porque o cara foi secretário do Stalin não quer dizer que tudo o que ele fale seja automaticamente verdade. Se for assim, tem tanto político graúdo “inocente”, só porque disse que não sabia de nada…

      Coloca em xeque uma referencia sem provar que não é valida, é uma farsa essa duvida.

      O texto não afirma que a frase NÃO é do Stalin. Só que as evidências apresentadas são fracas, e não são garantia de que a frase seja realmente dele. Se um dia aparecer alguma evidência melhor (contra ou a favor), o artigo será atualizado. Por ora, é apenas diz que me diz.

      Então não assuma como farsa.

      Conclusão
      Indeterminado!

      Aprenda a INTERPRETAR TEXTOS antes de passar vergonha comentando.

      A verdade é matemática, ou é ou não é.

      Mentira. Existem vários tipos de verdades:

      Verdade material é a adequação entre o que é e o que é dito;
      Verdade formal é a validade de uma conclusão à qual se chega seguindo as regras de inferência a partir de postulados e axiomas aceitos;
      É uma verdade analítica a frase na qual o predicado está contido no sujeito. Por exemplo: “Todos os porcos são mamíferos”;
      É uma verdade sintética a frase na qual o predicado não está contido no sujeito;
      Sofisma é todo tipo de discurso que se baseia num antecedente falso tentando chegar a uma conclusão lógica válida.

      Quando há duvida, fique quieto!

      Faço minhas as suas palavras. 😉

  7. Uma coisa é certa… independente do Stalin ter dito ou não a frase, acho curioso a quantidade de gadolinos usando uma frase de um DITADOR FASCISTA para justificar seu lado e o apoio ao voto impresso. Já disseram que o Lula foi preso sem provas, que Cuba é um exemplo a ser seguido (ao usar cloroquina), e agora defendem abertamente ditadores fascistas (fora a foto do MICTO com a nazistinha lá, mas isso já era esperado)!

    Que bom que finalmente estão mostrando a que vieram!!! Sem máscaras, sem mentiras! Estão mostrando os fascistas que são! Parabéns pela franqueza, gadominions!

  8. Carl Segão, Jaime Webb, Isaque Nilton, Ricardo Feynman. O cara usa 4 contas, todas fakes, pra curtir os próprios comentários e descurtir os comentários dos outros. TODOS! UM POR UM! Nem ao menos disfarça. Que patético…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui